Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:03836


This item is only available as the following downloads:


Full Text
DE.1841. QuwtFeiiw
- --------------
, l0ra depende de a meamos ; de nona pradaneia, modera-
'' 2i, : SonUnoemos como principiamos, e seremos acontados
'irapo entre asAafes man cultas.
rVoclamaeo da Assemblca Geral do Brasili
^"*
*
*fj|f**fe-se P"* fo,ha 3ooo por quartel pagos tdiantado*
iZ grafa ruadas Cruxes U.3, e na Praca da Iudependen-
133t omMe-cgcehem carrespondeacias legalisadas e an-
nsinndo-se estes gratis sendo dos proprios asignantes, e
igoedota
,'
PARTIDAS DOS CCRREIOS TERRESTRES,

>>
iHsdeda Parahiba e Villas de sda preteneao ......
iu do R t'*nd, do Norte, Villas Liara. .....
iii d Fortaleza e Villas dem.............
dide de Goianna ........... .........
idade d* Olinda .....................
'illa de o. ^ntao -...........^...
ijt> de GarattQuns e Povoaco do Bonito........
lilas do Cel^e Serinbaera, Rio Formozo, e Porto Calvo,
iidade da Al*^ge#, e de Macet...........,
iade Paja deFlores..-........,.........
Todos os Currciol par tem ao me o dia.
[Seg. So las :f ai i as,
Todos os das*
Quintas feiras.
lo, e ?4 de cada mes
i, ti, e ai dito dito,
dem dem
dem i.i, dito dito
PHASES O*. LOA O MBZ DE JLNj
La Ckea a 4-*s i h. c lo m. de man.
Quart. raing. a 13 as 5 b. e 33 io. da rilan.
La Mova a iq as i b. e 5a ra. da man.
Quart. cresc. a a> U 8 b. e 15 m. da tard.
Alare thcia pa-y. o da i de'julho
As a horas e 54 minutos da tarde.
As 3 luras e 18 minutos da raanh.
I de Jumo. NM. 138
CAMBIOS. JuMiio 3o.
Londres...... 3id. por ij^ooocel.
Lisboa......8o por o|0 precio por metal offerecito.
Franca......31 rea por franco. Cotnp. Venr"a.
UKO Moedade64oo res, velhas 14*730 Ufo*
Ditas novel MfS'x ikty*
., Diuu deffooorei, Mfo of"* f
J'RATA PaUces Braaileiro 3 i4o lG'w ^
Pe ios Col mona ros-----------lf>'|3 l#f>6o
Ditos Mexicanos ------. i|fjoo i#6*o
Miu-ia. .......---------i#4oo #44o
DUc. de bilh. da Mfandega 1 i|8 per loo ao mea. 1 0|
dem de letras de bDas firmas 1 i|aa 1 i|4
Moc l.-i de cobre 1 por 100 de disc. o par
Sedula* de pequeo valor Ir* ojo a 1 010
DAS DA SEMANA.
28 Segundi S. Lc a. Papa. Relaco e>udiencia do\Fni Je.Dire
da a. vara.
39 Terca >ff S. Pedro e S. Paulo Aps.
3o Quarta S. Mural Ab. Aud. (\o J.iizd* D. da 3. vara.-
1 Quinta S. Ttieatbrico Ab. Audiencia do Juis de Direito da
vara.
2 Sexta S. Otlnn B. \u uencia do .'uii de D. da J. v.
3 Sabbado S. Jacin'.bo VI. Uellacio audiencia du Juiz de D. da
vara.
4 Dominga S. babel Ilaiulia F.
ta
3.
3.
RIO DE JANEIRO.
T
ASSEMBLEA GR.\f, LEGISLATIVA.
CMARA DOScSNRS. SENADORES.
;*
SessSo re 13 de Maio de if?4i.
Presidencia do Snr. conde de Valenga.
ennido humero sulficiente de Snrs sena-
dores, abte-se a sessso, e lida a acia da an -
lefior approvada.
O Snr, primeir secretario d conta do
seguinte expediente >
L'm ctibiio do ministro do imperio re-
rcetiendo a copia da relaco dos dislrelos
eleiloraes da proiincia de S. Paulo que foi
tn viada pelo respectivo presidente.
A' commisso (fe constituico.
Outro do ministro da asenda, partecipan-
do que para poder satisaser ao olicio d se-
nado de iodo crrente tem remellido ao
inspector da thesouraria da provincia de Mi-
im Gera&| a representaco da cmara mu*
icpal da villa^do-Curvello que o acoropa-
hIiu pera iiformar s. hre o seo couteudo.
Fica o senado inteirado.
Tres ctis do priroeiro secretario da c-
mara dea' Snrs. deputades acompaando
oito proposigo da mes roa cmara que tero-
for objecto : 1, declarar que Jico em vi-
;or no imperio do Brasil o assento du conse-
Iho ultramarino de a8 de Marco de 1793 so-
bre lencas militares, e tudas as disposices que
llie orem relaliva -, 1, revogar a le da as-
semblea piovincial de Pernambuco de 14
de abril de ib rom a indicada excepcio 5
3. | 4 e 5. enprtvar as tenj-is concedidas
pu biigadeiro graduado Franrisco X.vier
Calu011 da Silva Cabral ao lenle coronel
reformado Joaquina de Souza Meiielles e ao
capito de Ira gala Jos de Souza Correia ; 6
e 5., ap| rova a apiioseiitadori-ta de Joaquiro
de rtbreu luitl
tie Aniiiudu j e8 auiliunsar o joverno pa-
ra conceder cartas de naturalisaco a Antonio
de>. i.uavtiitur., Martinho de Santa Bosa
de Lima Luiz Jos di \ kluria e Joo de S.
rreouum juiso privativo para as execu
da sa-ya casa da misericordia dajicapilil d'
quella provincia e para o seu rmspial, co1-
legio e mais annex4, por ser contraria ao
17 do artigo 179, titulo 8. da constituico do
imperio.
A imprimir. \
Cydem do dia
Achando-se na ante-ornara o Snr. minis-
tro da Justina, in^roduzido coro as formali-
dades do estilo e toma assentj na mesa
Continua asegunda discusso addiada em
V) de agosto da anno passado, do requeri-
mento do Snr. Lopes Gama, para que o ar-
tigo 74 do projecio de lei O de i83g que
reforma os codicos criminal e do processo, va
a commisso de legUlaco para orgauisal-o
no sentido da reforma que reclama a nossa
legislaco sobre a materia de que elle trata.
Diseutido o requerimento e posto a votos
nao approvado.
Prosegue por consequencia a discusso do
artigo 7$, e jugado discutido.
Segue-se o artigo 75, e sao appjiadas estas
emendas :
Salva a redaeco. Fico extincin os re
cursos deque tracla o codi/; do processso as
causas uiimes# snbislituido pelos seguintes
saco e industria da villa de Vasmuras. e I V. S. observar oque a este resneito Ihe hei
indifferindo as pretences de Domingos dos)declarado em officio de 11 correte O q 18
Santos, e de Joo Ricardo Benedito de A- pirlecipo a V. S para sm iefeligencia eexi-
breu Souto Maior
commisses.
e depois trabilbos de

- Vasconcetios.
O artigo 75, seja posto votaco, salva a
redaeco. Em i3 de maio de 184* Augus-
to Monteiro.
Jutgada discutida a materia, passa-se ao
artigo 76, e apoiada a seguinte emenda :
Ao paragrapno %, ccrescente-se \, ou di-
ga-se que julga ou nao precedente o corpo
de delicio -e prouuncia ou nao pronuncia ,
etc. t'araiso.
E' retirada a pedido do seo autor e jul-
ga-se discutido o artigo 76, bem como os
Entra ero dtscussao o arlij',0 79.ee leito e
e Wequi.ii Ignacio Lopes! approvado este reqnerimente.
Requeiro que vo a commisso respectiva
os arligos 79 e seguintes al 83, p*ra os por
em harmona com o artigo 7*, a fim de se
tornaren) explcitos os casos em que deve ter
lugar a suspeuso do recuisu9. Lopes
(jama,
Passa-se a discutir o artigo 84, capitulo
i2, e ullerecido esta emenda.
Capitulo ia bprima-se as palavras cap.
19, e a epigiaphe das appellacees. Paco
do senado i5de maio de 1841. -Gameiro
de Campos.
Julgada discutida a materia do artigo 34, e
a emenda suppiesstva entra em discusso o
" igo 85 ao qua! se o'esece esia emenda :
upprima-se 0^ 3, do aiti,o f 5 Mello
Mallos.
Betirando-se o ministro com as formalida-
des com que f. ra recebido,. approvado o
^iliao 74, e o 75 coro a emenda do Sr. Vas-
Xiyellos, nao passando a emenda do Snr.
Augusto Monteiro. Os arligos 76, 77 e 8
sao pprovados e nao passa a emenda uo Sr.
Larueno de'Campos.
Us arligos 78 e 83 sao reroeltidos a com-
misso respectiva f na coniciroidade do ic-
quenmeulo do Snr. Lopes Gama.
O Snr, presdeme d jaiaordem do dia
a primeira discusso dos pareceies de com-
aissoes, a saber de coustit ico sobre a
1
entura Caiduso.
Viemeilidas as primeira, tercena, quar-
ta e. tn:mis;o de marinlia e guerra a
secunda cummiso de lrgislacu as sex-
ta e sttima de iasenda, e a oilava de cous-
tjti'.ico.
O Snr. visconde de S. Leopoldo aprsenla
audoco da its, o'sla a ful.a \4o trono.
1,' appjuvtda e o Snr. pwsidente de-
claia q' ie'ia tlluiar so govern, pedindod
logi e Lua para o rectbimeulude depula:o
que deve levar a S. M. o Imperador a dita
itsj Ota k lilla do liono.
P*>sbiiUu-se a iiontar e deputa<;o,. sao e-
leilos < sutie us Snis, 1 ei itia de Melle ,
Mscone de Gut,uulias Rodrigue de Au-
liiue e P.-ula Souza, Uteudo igualmente
pane da depu tac o os Sur^> V isconde de S.
Leopoldo, Alvares Blanco e marque* de bar-
i)aLti.a, cu., o membioada committo queie-
ifljjio ,'So elenus para a depulaco que deve re-
ctLe lioje o ministro dd justi<,a cabnis vis-
en de oe Congoubaa, visconde do uj Vei-
u.tll.0 e hodnguesdo Audrade.
O Snr. Vallasques le um parecer da com-
misiu de atsemnieas provimiaes ueitcen-
1 du urna resoluco que revoca o artigo I. da
.b.ea
Sagraco do Bispo de Crysopalis.
Hontem, na Capella do Paco da Boa-vista,
leve lugar a sagraco do Exm. Snr. Fr. Pe-
dro de Santa Marianna bipo de Crjsopo
lis, que foi celebrada pelos Exras bispos di-
ocesano de Pernambuco e de Anemuria ,
com a assistencia de S. M. o Imperador c de
sua* Augustas Irmas, dos ministros de esta-
do da Corle, e de muitos eclesisticos e pes-
soas notaveis com toia a magnificencia e ex-
pleudor que to solemne acto requer. Hu-
ma circunstancia interessou grandemente a
todos o coraces sensiveis que ali se acua-
vo djbaudo acabou a cerimonia S. (VI- o
Imperador sabio ao encontr do novo prela-
do ebejando-lheesle a mo o joven au-
gusto discpulo beijot o auel do seo digno
mestre, nao sera recusa do novo bispo e ao
mescuo lempo ambos verterO ligrimas, e lo-
dos os circunstantes ficaro commovidos,
vendo a magestade unida a sensibilidide.
Estas lagrimas nao foro perdidas para a mo-
ral e seguramente sao um signal da grande
alma do monarcha brazileiro, que assim se
ir ostra grata ao born ensino e ao bone.vm-
plo que durante a sua puericia tetn reetbido
de to cousnicuo e virtuoso varo. j
8. AL deu hum esplendido jantar aos
Exms bispos, ministros e grandes ofrHaes
deservios, emandou dar lugar de honra ao
Exm. bispo esmoler mor. Tivero a honra de
iinUr lambem a mesa imperial os reveren-
dissimos provincial e prior'da ordena dj Cr-
luo e os conegos ssislentes a sagraco.
(J. do Commercio.
1
------------%v---------------------
PERNA MBUGQ.
GOVERNO DA PROVINCIA.
Expediente do dia i3 do passado.
Illm. Sr. O Artigo 2. das lnslrucces
de 6 de Abril deste anno na parte quesub-
melle a Secretaria de Estado dos Negocios da
Guerra a decho das exceptes fundadas, nao
podeenlender-se se nao com os recrutas fei-
los na Coi te como corrobora o artigo 3. em
que se ordena que 03 recrutadores enviem
no 6m de tolas as semanas a mesma Secreta-
ria de Estado uxa relaco geral de todos es
recrutas, que na semana foiem reroeltidos ao
Quartel General, eoutradosque forem en-
viados ao Quaitel dos Permanentes co.u o
praso determinado para apresentarem as no-
vas da renco. No artigo 4* apparecea clau-
sula de laraloria de que os arligos mencina-
nos sero postos em execuco no que for ap-
pcavjt;! ; porern nin.juem dir' quesejaap-
plicavei as provincias distantes, di Corte a
remessa semanl d>s retaces o que vai
counexo com a oulra da decao dis provas
exibtdas. OroittiiiJo recordar a V. S que o
ultimo periodo do citado art. 4* nao Ihe ou-
lorga a Uruidade exclusiva de tomar eonlieci-
uieuiuda- escusas [ os que a
(iisjuncliva
ll
cjojuiueao
iasirida he bem clara, dir-
cuc), cando assim lOiponlido ooEcij q e
hontem me dirigi a ente respeito
Dos Guarde V. S. Palacio do Gnvsrno -le
Pernambuco 3 di Junho de 1H4 1 Mi 1 el
deSousa Teixeira Sur. Tenente Coronel
Commandaute das Armas Antoni) Pedro d
S Brrelo, .
Dito-- Ao mesmo ordenando-lhe qua
mande asseular praca m Compmhia de Ar-
tices aos Edmundos Manoel Gimes Caroei-
ro, Antonio Martuis Caetmo. Moreira, Cae-
tano Jos Roberto Joo da Macano i\tJno<
el Joae de Lima.
Dilo Ao Director interino do Arsenal de
Guerra cornmunicando-llie a expedidlo
ordem supra.
Dito Aof&Tospector da Thesouraria de
Fasenda euviando-lhe, emsap isticao di cm*;
lequisitou em seu ollicio de 19 do corrente,
as copi> s das pecas oviaes exigentes na Se-
cretaria y tobre o Pao Brasil anreh'endido en
Atapuz o anuo passado pelo Precito di Co
marca deGoianna,
Dilo- Ao mesmo communicmilo-lhe pira
o lazerconstar ao Inspector da Alfindega, qua
a Presidencia leu Horneado o Guarda da
mesma Alfaadega Manoel Silvestre Per reir
para amanuense da Secretaria da Provinia
Dilo Ao Inipector da Theaonraria das
lleudas pro-inciaes pariecipando-lbe que a
Prtsidenfit tem aposentado por despacho
destadacla ao ollii 1 da secretaria Antonio
Joaquim de Mello Pachaco com o ordenado*
proporcional ao lempo que seivio na forma dx
Le Provincial n 62
Dito- Ao Commandante Supperior da
Guarda Nacional do Recite para lser des*
pcusir do aeivico ao Guarda do segundo Ba-
taiho Pedro Antonio Te xeir Guimaries ,
em quanto esliver no exeicicio de Commissar
rio de Polica.
Dito Ao Preleito da Comirc do Recil'c,
comiuunicaudo-lhe a expediego da ordem
supra,
Dilo Ao Inspector Geral dis obras pub
cas respoudendo ao seu ollicio, en que par-
ticipa que tendo-se conclu lo no l. de Mar-
co leste anno a prorogaco de 6 meses conce-
dida ao arrematante do quario lenco da Es-
trada do Pao do Albo Francisco Xttier de
Miranda alero do praio em que devit apre-
seutar promtaa as ob'as da sua arremitaco,
anda etlo estas nimiamente atrasadas e sera
esperanzas de aJienlamento; que deve proce-
der a tai respeilo em conlormidade di Lei, e
das coodices do contracto dando parle d
esuldado.
Dilo Ao Administrador Fiscal dis obras
1 ubticas signifiC'udo Ihe que attendenJo
a Presidenci noque Ine representou Jos Clau-
dino Leile arrematante do 5. lau e di estra-
da de Santo Anlo e coufol" naudo-se co n a
liiloraiBjjao do Inspector geral das obras pu-
blicas liie ordena, que mande pig>r ao
mesmo arrematante a importan:!* di rreffldr
laco menos a quantio d i:ojoUooj res ,
que ficara depositada para Un: ser entregue
depjis do deiinitivo recebimenlo diieleil*
estradd o que" se etieilUi em 3o de satejt-
bio prximo futuro.
Dito Ao Director do Collegiodos orlaos,
respoudendo ao seooificio em que repreveatt
que os orlaos Joaquim Gonalvese Vicente da
vidas liraudao nenhuma ulilidade poiem ti-

I

-!'r
^ ?!
crtaso de vahos col. eleituraes, e mandando, Ihe-hei somenje queeot neuhuma, pule das
guardar na secretaria alguns papis que menciunauas lnstiucves nata-se a pretendi-
deuGde Mfiro de ieTj da abseab.ea|se ati.avo na respectiva pasta ; e ue Iasenda, da derogafo do Aviso terminante de seis de
iegishiva df|o>inua de efgipe, que \ triada 05 ututos da wriwkde de til.i-.uvvao.o de i83i } e por cooseguiute deve
SflELHOR EXEMPLAR ENCONTRADO
'.
"i


fclAR.O DE P ERNA M B IJC O
#ar da ra ei?da i.o nemo Collegio em con-
vquencia r'as wclftias que pzderem as
qnars rs UmSo encabis; que de ve entre-
f.al-csasstiss rrii cu tutores para Ibes darem
cuta applicaco.
Porten-- Ao Adninstrador Fiscal das
t * do I'rum deis cairelas b(]w de jetero tropre-
gdrs no servico e rimpesad* resma fortaleza.
Cffrio Ao Ce u ro#rdaiilp das Armas
rcnraunicando-ILe txpelliclo da ordem
/ Mitra*
DiaaS.
t'fficio Ao C Tespondetit/o-rtip que pede fazer dar baixa ao
Clalimdo. Esquedrao de Cavallaria de
Liilia Pedro Francisco Alexardrino Ferrei-
ra e soldado do Fepcsito EstevSo Jcs Ri-
i.eiro ^ visto terem sida ju'gadcs incapases
do servico oilitar pela junta desaude.
vilo Ao n ffir,o para mandar receber
doCcmrcandsnte da Fscuna Fidelidade os
reclutas que renducio da Provincia das A -
lagoas.
Petara ~ Ao Commandante Geral do
Corpo e Folifi, para forr.ecer co Comman-
dante as Armas a forc,a neressaria paracon-
duc;odc8 recrutasde bordo da Escuna Fide-
lidade paca o Deposito.
li'in. Sr. Em resposta ao i Hiri de V.
S. de iq do corrente dando parte dse lin-
ter concluido no dia 8 com as tresnas condi-
cces do ultimo contrario a arrematado dos
wbalhosda Capatajia da Alfandega desta Ci-
v.. cade para o trienio do i. de Julhofuturoa
x": ?o de Jenho de 1844 pelo preco fixo de
i:5ccU res bih-is cu pelo de uro e ip,
por ru todos rendimenlos da dita Alfandega,
dos quss te deduz :c rcer.li ;em para os Em-
bregados tendo. sido o licitante Francisco
I-noel da Cui lia Vdenos e seos fiadores
IVIauoel Luiz Goncalves e Estevo Rodrigues
Duro ; e declarr-ndo finalmente que pare-
cendo nao haver entre esdous prtcos olerecidos
difJereoca de vanlagem para a Faienpa Pu-
blica he o ultimo o que na conformidades
do artigo 65 do m gula ment das Aliandegas
se tela rrais nos termes de acceitar-se ; e que
Hndooartu;-! contractador Vicente Ferreira
Goales invido bita af o presente e dado
tonta de todas as incumbencias a seo cargo ,
julgatbsa Tbezcuraria que a sua continua-
cao nesle servico nao pode deixar de ser con-
teniente tanto ao Cummercio como a Fazen-
da Publica t cumbre-rre significar a V. S, ,
que cemo o dito actual contractador nao con-
correo a licitar ," deve ser entregue o contrac -
lo ao mencionado AJedeiros salvo se elle se
offtreier a lezer o servico da Capatazia por
i/fucs a 3, parte do valor da arremataco,
como dispee o aitigo 2. do Regulamento
de 37 de Abril de 1799.Dos Guardea
> S., Palacio &c Manuel de Souza
Teixtira. -- Sr. Inspector da Thezouraria de
l'azenda Joo GoyHjalves da silva*
Lito Ao n ffii o oidcnando-lbe que
uaede alonar ao'I rente do 7. Batalho de
'Gacadores Joaquina Guedes de Ouinhones
por cenia dos seus v 200G000 res para tiansporlar-se Provincia
to Maranho, na coniormidade do que se ha
praticado com ouiros Officiaes em casos semi-
Ibantei.
Lito Ao Lirectof ao i-ycea, para dar o
seo parecer ateica do plano que se Ibe remel-
le de urna ca;-a de educato da jovenlude que
I reiende estabeleter o Reverendo Manoel Ja-
te de Oliveira :ob a prolecco de pessoas abo-
nadas des.a c iiJi.de.
Lito Ao Coronel CLefe da Le giao do G.
N. do J inveho ordenando-lie que uo dia
id de Julio futuro designado por S.
ivj. o Jn perador para a Sua Coroacao e Sa-
grario, J.ra marchar a ntsmi Legio em
<:. i.ee J arada, a im de Sollemuisar os fes-
tejes que. r.esse dia pretende fazer a Cmara
ft.uniiir.al respectiva.
Dito A' Caaiara Municipal do Limoeiro
ccjEDunkando-lhe a expidico da ordem
M^ra.
Lito A' Cenara Municipal do Bonito res-
por.dmdi-lhe, que lendo sido sobmeiidas a
i/piov;co da Assenbla Legislativa Pro-
viocial as J oslurts organisadas pela mesma
Cmara, deve esta esperar pela deciso da te-
lenda Assembia.
i lo Ao Ftveiendo Vigario da Freguezia
.a Vrlia do Limoeiro, significando-lbe, que
ara ser ailerdida, como cr possivei a sup-
piica qte indtressou em dala de 9 do coi-
Idem do dia 16.
OfBcio Ao Ex. Prezidenle, devo!vendo-Re.>fei
requerimentos de Franciscj Lu'n Alves V
Joaquina da Silva o pri-neiro peiinio dej
vrS. e finalmente d felicid.de dos Rstadns Coelho Cialra e Zacaras de Goes e Vascon- misso nar ter sidj illegatnren^e^recrutado t-
segunda ama ressalva do Govtogoo f p9r~
para a edifica, o de Templos onde sc^ relie- ridicr, envando-lhe copia* dos Decretos de
bren os Sagrados Misterios da ReligiSo Cbris- 11 de Maio ultimo pelos quaes S W. o fmoe-
, que be abare principal da moral puhii- rador Nomeiou Lentes Substitutos as Ca-
a, da iranqulldade. ecevilisacao dos Po- deiras do mesmo Curso ao* Doutores Elias
todava tendo a Vssembla Legislativa Pro- cellos.
vincial consignado somente um quanttativo Dito -- Ao mesuro communicondo-ihe
para os reparos de tacs Capel las, nao se pode e|ne por Avim de 14 '' cor rente foi permit-
mandar construir uma nova Matriz na rnesma 1 ido ao Dr. Elias Coelho Cintra o poder to-
Freguezia sem que a referida Assemhla baja mar posse por aeu Procurador do lugar de
de decretar (como he deesperar) a somma pre- Lente Substituto.
cisa para este im. pilo Ao mesmo ", enviando-lhe a copia
Portara Ao Inspector do Arsenal de do Decreto de 8 de Man ultimo, pelo qual
Marinha. para mandar meter um novo mas- fo JVomeado Antonio Je de Siuza Gomes ,
tro no Brigue Escuna r'i.lelidade, e fazer-lbe Professor da Cadeira das Linguas Inglesa e
algumas pequeas obras de que precisa, Franeeza do Collegio das Artes.
Dia a6. I Dito Aos Agentes da Cotnpanhia dos
Cfficio Ao Commandante das Armas, or- Paquetes de Vapor respondendo-lhes, que
denando-lbe que mande entregar ao Com- podem faier sair para os Portos do Njrteo
mandante do Brigue Escura Fidelidade o Vapor S. Salvador, depois de completadas
corneta Francisco de Salles Nogueira dezerlor as 48 horas do Regulamento
do mesmo Brigue, que veio da Provincia das Dito Aos roesmos para ordenarem ao
Alagoas em o numero dos recrutas. 'Commandante do Vapor S. Salvador, que
Dito Ao mesmo para fazer dar baxa o receba e transporte para a Provincia da Para-
recruta Domingos Luiz Ferreira da Con- ; biba duzentas armas pertencenles a aquella
eeico, visto nao estar no caso de servir na Provincia que Ihe sero remettidas pelo D-
prirteira Linha segundo provon, e o mesmo rector interino do Arcenal de Guerra.
Corrmndaute das Armas iuurma em seu Portara Ao Director interino do Arse-
officio de ai do corrente. 'renal de Guerra para remetter para bordo do
Dito Ao mesmo para ordenar que sejo I Vapor S. Salvador, as duzentas armas de
le
I
til
ri
')'
v\
er
1(1

entregues ao Tenente Coronel chefe do pri-
meiro atalbo da Guarda Nacional de Ca-
linda, 9 armas que firaro no Forte do Bu-
raco quando foi rendido o Destacamento do
n fsmo Batalho por out-o do 5.
Pto--Ao Coronel Chefe da Legio de
Olinda communicando-lhe a expedito d.
ordem supra.
Dito Ao Administrador Fiscal das O-
bras Publicas euctosndo-o para incumliir
do Servico de Porleiro e continuo de sua Re-
partico a algum dos Fi"is quando aquelles
dous Fmpregados e-tiverem doentes com.)
presentemente sucede Picando neste caso o
Fiel ineuipto do Irabalho que nesla qualidade
II.e compete e o seo companbeiro ohrigadj
a ledos servico,
Dito Ao Enginhero L. L. Waulbier,
enviando-lhe em saiisfaco ao que requesi-
tou em cilicio de ii do corrente, o papis
relativos a Estrada de Santo Amaro, que
arompanharo o seo outro cilicio de a de
Merco deste anuo.
^ Port.ria Ao Commandante do Brigue
Escuna Fedelidade para receber aseo bordo
e transportar para as Alagoss os reos que para
este fim Ibe foteni remettidos plo Prefeilo da
Comarca
Cfficio Ao Prefeilo da Comarca com-
municando-llie a expedieco da ordem supra.
dem Cfficio Ao Commandante das Armas ,
signiticando-lhe que tendo vindo por engao
como recrut.i Joze Vicente Ferreira no Bri-
gue Escuna Fidelidade Ibe ordena que re-
meta ao Commandante do dito Brigue Escu-
na
b frm de ser entregue ao Exm. Presiden-
que trata o antecedente oflicio.
Dila Ao mesmo, para mandar receber
na "Fortaleza dts Cinco pontas doCapito
Alfonso Honorato Bastos os objctos perten.
centes ao 5. Batalho de Artilheria e cons-
tantes do inventario que se Ihe remette con-
forme requisita o Commandante das Armas.
Gri-'io Ao Commandante das Armas,
comrrunicando-lhe a expedico da ord.^in
supra. ( Contioua.)
COMMANDO DAS ARVIAS.
Expedienta do da 15 do corrente.
Officio Ao Exm. Presidente enviando-
lhe as guias d*s Pragas pertencentes ao De-
posito, que seguido para a Capital do Im-
perio.
DitoAo mesmo Exm. Sr. remeten-
do-Ihe comiietentemenle informado o reijue-
rimentodo iVlajor Graduado Manoal Joa juina
d'Oveira que ao soberano su,)licavd a ef-
ecli.idad." do posto.
Dito Ao mesmo Exna. Sr. remeten-
do-lhe o ato d'inspecco do a. sargento
Francisco Soares Leutier e cabo Luiz da
Franca d'Araujo ambos do esquadro n. '\
de cavallara afim de resolver o que Ih'ap-
prouvesse.
Dito AoExm. Commandante das Ar-
mos da t rte coromunicando-lhe que na
guia passada pela Thezouraria desta provin-
cia ao Tenente de cacadores Jos Delno de
Camargo rerrellida em oticio de *4 0 Pa8_
sado se nao consegnara pr.r ovildao a
quantia de a)Uo6 fe9 rest0 d'ouira maior
de que era o mesmo lente defedor a fasen-
da publica sendo por tanto necessario que
esta circunstancia fosse communicadi a rep.r-
tico ccm|etente para Ibe ser disconlada
tal ero porta ricia de seus vencirnenios.
Dito Ao t'ommandarrte interino do 3.
que seo filho nao fosse preso pelos J-gv
encarregados do recrutameuto e informan*
do que o referido Alves nao tinha praca asi
sent, e que sobre a pretenco da dila Joa
quina da Silva s a Presidencia coro^et
dileril-a,
Dito Ao Tenente Coronel Commandan
te do Deposito remeltendo-lhe os papis del
contabildarte dos vencimen tos do destacamen-
to da Commarcr do Brejo perlenceutes ao
mezes Abril e MUio e mandando entregar
a importancia dos mesmos 10 Cidado Pe
dio Francisco de Mello,
Dito -- Ao Prefeito da Coaimarca do Bre-
jo aecusando o recebimento do sea officio do
1, deste mez com os papis de ctmtabitidade
do destrmenlo dos mezes Abril e Miio e
commuoicindo-Ihe, que ao Cidado Pedro
Francisco de Mello se tinha entregue con-
forme sua authorizice a respectiva impor-
tancia.
Dito-- Ao Commandante do Esquadro ^m
communicando-lhe em resposta ao seu orhcifftjll
de houtem datado que devia entregar ao \
inspector do Arcenal de Marinha o 15 ca-
xes onde esli acondicionadas os cem selins,
para os remetter na prirneira oicasio para a
Curte 1 visto nao teren os transportes lugar
para aronmodir taes volubles.
Dito Ao Inspector do Arcenal de Mari-
nha para que houvesse de receber do Com-
manlinte do Esquadro, 5 caixoens, con-
tendo loo selins, que por falta de comtnodi-
dades a bordo nao podijag>ra ieguir, ser-
vindo-seS. S. d'os ter em boa guarda at
terero o devido deslino. ^
Dito Ao mesmo rejfceltendo-lhe a re-
laco das familias dos militares que devio
ser recebidas a bordo dos Transportes,
|)| Ao Administrador Fiscal dasO-
bras Publicas ditendo-lhe que por occa-,
sio do embarque du d. Batalho de Artilhe-
ria desnecessario se fuia o calceta que alit
se achava e que ordem bavia dado para Ihe
ser enviado.
Dito Ao Commandanle da Fortaleza
S
ledas Alagoas coi''orme este requesita.
Portara-- Ao Cummaudune do Brigue
Escuna Fidelidade para receber e transpor-
tar para a Provincia das Alagoas o preso de
que trata o precedente cilicio.
Cfficio -I Ao Inspector da(Tbezouraria de I ^talhao d Arl.lhena dizeudo-H.e que boje
Fzenda, transmntindo-lbe as ordena do devia-llie ser'eutregue a relacao nomm .1 das
Tribunal do Thezouro Publico Nacional de P9" que h^vo. pedida .lontem em er-
n. 66 37 9 e 41, a fim de dar-ihes a ;dem <|o d.a e or
devida execuco.
Dito Ao mesmo para mandar abonar
ao Mestredo Patacho Laurentina a quantia
de 6U-co rs. pela passagem de cada uma das
9Placas invalida, que tem conlractado con-
duzir a seo bordo para a Provincia do Rio G.
1 ti.le, Le de nisler que ac.a orgacisar por
do Norte.
Dito Ao Commandante das Armas ,
identifican Jo-o da expedico da oidem supra.
Dito Ao Insptclor da Thezouraria das
Rendas Provintiaes coromunicando-lhe que
em lugar do O lucia l da Secretaria A. J. de
Mello Pacheco que foi apposentado lem a
Pieiidencia nomeado para Amanuenses
Floriar.o Crrela de iirito e Manoel Silves-
tre 1 eireua na cenfurmidade do Art, 4, da
Lei Provincial u. 87
Lito Ao mesmo approvando a arrema-
to to rendirtento anuual do furo das paisas
ibaKiascj horas da manh devio todas as
pracas estar abordo.
No mesmo sentido se officiou ao Comman-
dante int.riru doesqmdro.
Portara Ao Commandante do Deposito ,
mandando d'ordem da Presideucia dardeuii-
co ao reciuta Prudencio Manoel por nao
estar no caso de servil na tropa de linha.
Dita Ao mesmo mandando dar demi -
pao ao recruta Antonio Pereira Lagos Jnior,
por liaver em virlude do desposto no artigo
a da lei de 39 'Agosto de 187 recqj
Ihido a Thezourur ia a quautia de 100U rtis.
Cita Ao mesmo para nao contemplar
no n. das pracas que seguiro para a capi-
tal do Imperio o recruta J. J. de Santa Anua;
bilioso Felippe Jos Beuige.
Dita Ao Commandante interino do 3.
Batalho d'Artheita para desembarcar o
Itamaraci respondendj boj seus ofho*
11 do corrente, e dando-lhe alguinas^lispo
sicoens a cerca do pagamento da condugo di
Peca de cal. 12 que se achava em jfitimb,
e ao mesmo lempo para que tossem trauspor-
tadis as 3 Pecas que nacjuelle lugar anda
permaneciio.
Dito -- Ao Commandante de Artil eria ,
maridando considerar reColhido do destaca-
mento de Fernando e no n. das Pracas qua
segnio com o Batallto o soldado Joze Jji-
quim de Santa Auna.
Dito Ao mesmo mandando recolher a
bordo o Cabo Pedro Chrisostono e proceder
contra elle por ha ver furtado aosoldido de
C.valUria Manoel do Nascimento a quanti
de6iUooO rs, da qual aiud se achou eoa
seu poder 45Uooo rs. j certo que devii rebe-
ber do Commandante po Es^urdrao a quantia
de seroelliante furlo, edemandir sobre elle
proceder a Conselho de nve ti;aeo.
Dito Ao Commandante do Esiuidco ,
remeltend t-l.'ie a qunitit le \IU TU resto
la de t:U rs. que foca fuitida aosjldido
Ni-oimenlo pelo Cabo Pedro Clirisoslooao do
Batalho de, Artilheria e orden indo-lhe
que ao Co nmanJante desie Batal.j devia
fornecer uma parle d) fui lo com todas as cir-
cunstancias a bm de se proceder a Conselho
de Investijaco na forma da Lei, e ser puni-
do em Concedi de Guerra o autiior do furto.
el
P
l'
ti
Oiveisns Keparc/es
deassucar hita por Ignacio Antonio Borges "dado Vicente Carlos das Silva, concideran-
pelo preVo de ti4oL0 ts. conlo.me parltcipou tlo- n. "... dos que hciirao ddidos a compa-
en seu eflitio de atj do co.rente.
Dito Ao Commar:dante Geral do Corpo
de Polica, ordenando-ihe em resposta ao
seo 1 lucio tiesta data que demitla o soidado
: eiiiia e ittteiu euelai ia um orean euto do netn o cerno Leandro Jo?e liezerra que,
' s^aiutu a b..miii'los de 1 mu Aiaciel e ucnando que ambos ossem lecoiibeeiJos
nliia d'Artificcs, em servico na provincia.
Dita Ao mesmo, remeleudo-lhe os con-
celhos de ireeao leiloa aos soldados da a. *
(.omp; libia Cacimiro Castor da Sil\a Buerra ,
>'e tiancisto de Sales Dutra d'Andiade e or-
nis usiiuio paTu b tibia dataptlla Mor
lu Igifji BsLti'u oe sua Vngum*t I0'8 que
ui (.U'ii.ot. liti.cti.iia ittxrtLeca a jUsiua
n h iliU^o> t uiseie n.uio itnetniei
o linha a ti>p. .--uao da Justica para ser pu-
niuo na lorma das L.is.
Lito-.- Ao Lutcloi jnitMiio do Cur3o Ju-
, CORREIe).
O Vapor de Guerra Corris Brazileiro re-
cebe as malas para os portos da Bahia e Rio
de Janeiro no dia tres as onze horas do di',
devendo as Carlas serem entregues esta Ad-
minisiracao as deis horas.
Existe na Admiuistraco do crreio asear-
las Seguras abiixo 1 Dila Francisco Silva,
1 Dita .Vlendes & Oliveira 1 Dita Fran-
cisco Casado Lima, 1 Dita Ja/e Anlouio pa-
reira Ibiapina, 1 Dita Viuva Costa e FllhoS
Promotoria Publica,
Francisco Domingues da Silva, Promotor
Publico da Commarca do Recite aviza a
iquelles que d'elle preczarem que rauda.o
I
piimeiros ca elte na forma do Alvaro de b p sua rezidencin para a ra do lUo;;e!, sobra-.
c.e Marco (Je IJ7 cujas dispesiyee pre- ''' onde morou o ex Prefeito Fnnciscj Au-1
[ionio d-: S Brrelo.
j.eoNviau,
MELHOR EXE



DIARIO l> E
PERNAMBUCO
tfoje vae executar-se a senlenca de morte ,
muk elra o reo o preto escravo Jao pe-
liSsassioio por elle cruelmente comroellido
Eratp'seu senhor Crl ,s francisca Vital.
juchava-se PSta infeliz victima coro {todo o
Kocepo e tranquillidade ceiando era sua caza!,
Kio lugar-do Assude Grande, Freguezia de S.
[aiard"?3tboatao quando o seittenceado apa-
I creo repentinamente na sala e cravandi-
IV urna fara retirou-se para sua senzala ;
" duendo que pessoa da familia depois
Be arrancar- Ihe a faca que ainda existia era
Eda no carpo havia-o conduzido para den-
ro de uro quarto e trancado a porta ero
quanto corria a implorar socorro novamente
roltou este brbaro, derrubou a porta do
Iquarto arrastou a victima para o quintal e
ubi repetiudo-lbe muitos golpes o deixou
njorto.
I Tendo sido qussede nenhum effeito o anun-
Icio por nos publicado em um dos nossos nume-
I ros pesiados, em que se regulava a furma, por
que devio ser feitos os anuuncios ; de modo
I que podessemos evitar a insersio dos que nj
lero legtimamente dos Snrs. Assignantes ,
Mprnamos novamente a advertir aos ditos Snrs.
Nkssiguanles que ser taro somenle publica-
Ho aqui.le annuncio que vier assiguad j pe-
lla propria firma do Assignanle que o mu-
Idar ecom a derlaraco da ra em que mora,
I pois de oulro modo i.ao poderemos evitar o
I prejudicial abuso que se ;ero at boje pra-
I tiendo denos serera enviados aun uncios que
lnoperteuiem aos Snrs. Asignantes.
SERG1PE.
O dia 23 deMaio.
T So podemos deixar de nos lizonjear todas
las vezes que confluiramos o cordial amor ,'
I que vemos mgtral consagrar os Sergipanas
a Augusta l'esoa do stu Monarclia. Sempre
que te tinta de ccrorcemorar ou aplaudir a
gloria do Chefe da Neco a porfia se em
penho em palenltar o prazer que, portal
ensejo os demina, e com as barcas que es -
tac < u aleante roostro quanto sao dignos
do m me de fiis amadores do Tli runo lmpe- ,
rial O dia 23 de IV.aio dedicado ;i Coroa-
co do no so Jo vero Imperador o SENHOR
DUlVl PEDRO II. foi pois um dia mais que
recrujir tuda vel ao jubilo dos Sergipanos e
s deaioastracces dos senlirenlos de amor ,
e copsideraco que ero seus peitos nulrio.
^equioios evLeravo pelo rizonlio epus.ulo
matutino deste ameno dia, que inda que a
Nature/a losse em ludo a mesma poini o
prisma da prevento o Rgurava distinto dos
communs mais bellos. O Governo da Pro-
vincia otcupido pelo Exro. Sr. Vice-Pre-
&identn Ctmniandante Superior Joaquina
JMarlius Puntes havia d. do Ldas as provi-
dencias para o publico festejo para o que
convidou todos os enjpieados pblicos por
U-tio de teus i befes e ci nsignou o necessa-
rio e possivel quaulitativo pelas eventuaes.
A aurora (leste (lia l'oi a ompanhada de estre-
pitlo logo do ar e do toijue de bymnos e
mais pee s extelleutercente executadas pe-
la oiuzica do Corpo de Permanente*. Tudo
disposto leve lujar o solemne Te-Deuro na .
iguja Matriz desia Cidade em cuja pra$a se
acbfava pesiado em a alas o mencionado Cor-
po de Peimai.enies. Coro a rrais poMztel
pumpa, se tUectuou a oCcio de grabas a0 To-
do-Pcderozo. durante a qual ex"cutou a com- :
panbia de muiicadecoro as mais billas toca- ^
tas, e tolos. AssisiioS Ex. e lodo o clero
regular, e secular da Cidade Subi ao pul-
pilo o Reverendo Padie Francisco Reenviado
de. Campos e recitou urna exiellente orayo,
com o seguinle Tbema SalvaMinos de
ahgentibus nos *l odenles nos confunds -
ti Profeta Re Sol. 43 na qual, cam-
naeincrando a ventura dos llrazileiros por ve- i
rern | rten< liida a vacatura, que deixou o seu
Piirctiro Chele de grata memoi ia coma
Coroaco do seul'lbo, quero a Natureza
abriltiant Una Sffbrdo sublimar, lar. mtou qumales
graves aluissem sua prosperidade tendo o
primeiro lugar a cr.ssa e desmedida impu-
i.idade dos cii'rces panicularcse pblicos, que
tero aniquilado o bem particular, e do estado
biloque lanos aunus de emancipando poli-
tica que deviu ser couiudus pelos monu-
mentos egrandeza com que as l\a1(es se
ltlitilo, o tej.-io [or lucluozos quaJros de
DOStai disveutuias.
Eludo oTe-Ueurn vollou S. Exc. ao Pa-
lacio fccompannatio dus Migislmios Clero,
OiUciae* da (.uaida Nacional e pesso'S gra-
das t asiisitndo d'ahi as descargis e ull-
lu.tj;tirs Uoctiuu.e sulluu vias a Kcli^io.
S. M. I O SENHOR DO I PE^.? n 1
a Constituic'' findo o que dtrj10-8e a
Salla onde s* acbava ricamente ornada o
Busto de S. M, I., e ah acoropanhou o Car-
tejo que teve luprar pelas dfterentes Caf-
pnraces SPRunrlo suas Tarchias. A'nai-
te toda a Cidade esplndidamente se illuni-
nou. A mui patritica Sociedade Dramalic.)
desta CiJade vi em scena a peca intitulada o
Dizertnr Francez insignemente exeeu-
tada : solevantar se o pao aparece) enl-
locado em una magnifico Throno Busto de
S. M, I, jue farii Corte seis dis mais
distinrtcs Cidadaos : cantou-se uro byrono
apropriado aoassumul, e posto ero mutica
nesta Cidade depois do que o Exu Sur
Vire-Presidente rompen em vivas S M. 1
0 SENHOR D. PEDRO II. No dia se-
guinle onvirio-se muitas tocatas entre as
quaes um byrono especial da Coroaca ; pos-
to em muzica pelo Joven Sergipense Jos da
Anunciaco, que ir ero outro numero trans-
cripto. Na noite deste segundo dia, uro a-
viiliado numero de pessoas distinctas raonti-
das ero cavallos ricimente apirelbados c il-
1 u mi nadas recitar, a frente d>Palara o
Elogio notada coro a seguinle chamada (a)
e pela Cidade exercitarao dlerenles manobras
bellamente executadas Findo esle diver-
timeulo ateou-se o l'oo de artificio que
se bavia disposto na mes na pra^a ero dill'-j-
rentes pecas de b>a coropozico. Seguira
se outrosdivertiraentos particulares, conti-
nuando-se a brilliante illumin ico das casas
por nove noiles ero perfeita paz egeral
cont. ntimento que bem eviJeulmenle mos-
Irou o amor adbeso, e respeito que os ln-
bitantea desta Provincia consagro ao Augus-
to Chefe da Nacao O SENHOti DO VI PE-
DRO II. Assm foi festejado o memnravel
Acto da Coroaco que pelas mais iizongei-
ras esperareis almejavamos ver realisajo.
Praza aos Ceos que nossas es;)araricas nao
sejo milignamente trusladas ; que os Brasi-
leiros em geral ardendo no fogo vivo da a-
mor da Patria que lodo deve oceupir o co-
r.Ki's bem firmados, attendenla que do b; n
geral resultar o bem ser de cada uro em
particular conspiem lodos pira as publicas
|irosperidades b->anda de si o desamor ,
que paleateo pelos objectos pblicos a ir-
reflexo coro que escoao os dmbeiros da Na-
co lo necessarios a applicacoes queea-
n.jueco o Paiz, quadjuvaado os Pblicos
fuuccionarics, e dando-Ibes aquella lorca
moral que deve tornar proliqua sua aulho-
lidade bem da inlegrid ide dos direilos da
Sociedade nao esqueceado a lo necesiaria^
quo sagrada iudependemia das Poderes po-
lticos que boje por damno nosso ve-
mos miseravelmeale conluuJidos e atropel-
lados j sinando, finalmente, a escanda loza
toireute da iropu.iiduvle qu comsigo tero
arraslado o ameno Brasil a deliciosa Patria
no:Si s bordas de m>.'doubo precipicio.
Assm de coraies re>igaados com ea -
tbusiasroo entoemos Viva a Sita Religi-
o o Estado -- Viva o Nusso Joven vo-
iid.cba O SENHOR DO Vi PEDRO II,
Viva a Cousliluito po ilica do Imperio.
( L)o Correio Sergipense. )
Noticias jlstraii\ iras.
prise '* entrada hontero de Mmt evida com
9 das de viageno recebero^s a nal icia de que
asduis esqmdiilbas da IJuenos Ayrea e Mon-
tevideo tinho li.la buro encontr mas sera
resultada decisivo. A sejuinte ca rta di al-
guns pormenores sabr este acaalecimento.
Montevideo, 27 de maia
Brcwn veio de novo Tizer-nos huma visita,
e na di i a4 foi C>e ao seu encontr. A es-
qndrilhi de Brown compuoha-se de tres va-
sas e a de Coe de eis devenda porem notar
que Brown tinha ptima arliiheria e boa ma-
rin!ieiraem aa ponto que Cae i? acbava ao
ppior estado possivel com pessima artilhe-
ria eesta de calibre differente a as tripula-
ces composUs pela mor parte de gente da
Ierra que era eabio puxr porhun cabo.
Ligo que Coe chegou a tiro de bala das
navios de Brown al.rio este o seu fago que
loi bem dirigida e causan lustar.te estrago aos
navios de Coe, todos e!les muito mais peque-
nos do que os seus adversarios ^oe portou-
-se galliardamente e sustentou o fogo por es-
p*co de tres horas misa final lee de reti-
rar-se para este porto sena perder huro so
das seus navios mas com bastantes avarias ,
e com i2 morto* e -o feridos contando-se
ao numero diquelles o teneute Shannon,
lircffii consta que livera seis ou oilo fli-
dos e que soffreu pequeos estragos po-
rm conserva se fundeado em frente deste
porto.
Coe est reparando os seus barcos a toda a
pressa e consta que sabir loga que Bquero
promptos.
Se canseguirem comoespero, apromp-
tur a corveta *i Vergara que comprro
ltimamente as farpas ficar mais iguala-
das e lera Coe alguroa probabilidade de bter
Brown,mas se sabir com a (orea q' tinha no dia
14 > rewio-lhe algum desastre t tanto mais
que nao se pode occultar que ha desanimo ou
tai vez trajao da parte de alguns dos seus, co-
ma prova o ficto de ler lugida bante.u para o
liruwa huma das escuaas de Coe.
( Jornal do Commercia. )
RIO DA PRATA.
Pela escuaa de guerra americana En'.er-
(a;Transportados de prazer o mais jucuudo
Que atia que resumbra alero dos mares >
Vemos exultar do frtil, novo solo ,
Unisonas as Plagas Brazileiras.
Parando 11a corrate de seu curso
OPrala, o Amazonas denodado /j^y
Esses Numes cau^oloios, arrogantes "*
Que metas soa do Hemisferio aosso ,
Pergunlo as Driades asNiydes, e apis,
Qual o motivo noro e lo prestante ,
Que pbenomeno estranbo assim pro luz
l\u das aguas reino seu sempre possanie ,
Que como condensadas impedidas
as do mar as suas misturar nao deixa
Por algum cazo aovo nunca ouvda ?
Eis que reverentes pestuibadas todas
As netas de Seuluno e de Amphitrile ,
Pressurozas responden) genullexts :
Sabe que d? Pedro Segundo o Oia lie este ,
Que, nascendo no Braz.il para rege-lo ,
E leuda por Throno e garante vteino
Os peitos Biaziieiros fidedignos t
Esles bojeeadeozando a Aquelle ,
Que lorma a alegiia a esperaai-a Vossa ,
CuaniTes se apiesso a Cora-lo,
l,j para sempre consagrar Sua l'essoa ,
!' 1.1 'IuJj viu que de certa tocia
&ol>*liieio)to&*i0o, que lcopyrar-lhesdevc,
LOTERU DO SEMINARIO.
Reilor do Seminario de Oliuda convida
os amaotes desU jogo a compra dos bilhetes
da 2." parte da 17.* Lotera, cujo plano
j foi publicado e as rodas aodar breve-
mente dependendo o dia da concorrencia
da venda : Os bilhetes acho se as casas se-
guntes Recife ra da Cadcia loja de Cam-
bio do Snr. Vieira S. Antonio ra do Ca-
bug loja do Snr. Bandeira Boa-vista bo-
lita defronle da Matriz do Snr, Moreira, em
Olinda nos quatro cantos venda da Sur. Jo-
s Manuel dos Santos.
C0LLEG10 PERNAMBCANOJ
ATBRRO DA BOA-VISTA N 6
CURSO DE MATHEVIATICAS.
(AKllHUEXICi ALGEBRA B GEOMETRA)
professada
por
Felippe Nery Collaco;
Lices diarias, exnepgao dos sabbados.
Acha se aberlo este Curso desde o principia
do corrente auno lectivo. As pessoas que o
desejarem frecuentar poden dingir-se ao
mesnaoCollegio a qualquer bora,
NOVO THEATRO MGICO.
Na ra da Cadeia em Santo Antonio e na
cita nova do Sr. Cuaba Guimaraens, de!)ai -
xo do aadar da Apoioa.
George Sultn In^lea e celebre Mgico
e Venlriloquo prximamente chegada a esta
Cidade; tem a honra e mui respeilozamen-
te de annunciar aos seus Habitantes que na
salla da referida caza cima tem feito bri-
llantes preparaces a uro de empenhar o
desenvoiviroenta e para melhor exhibir com
sitistaco e coro modo de todos os coacorren-
les ; as suas mui extraordinarias e celebradas
operacoeas. Abrir pela i. vez a represen-
laco no dia
'DOMINGO 4 DE JULHO PRXIMO.
Represeatar-se-h 3 vezes cada semana.
As i primeiras representaces sero feilas em
4 7 p g du Jultio corrente. A salla estar
mui elegante bem ornada e lumiuoza
coro adornos de Scena Theatral Orchestra e
Galleras bem coma dividida em a reparli-
unentos -- i para Snrs. com Senhoras e a.
para Sais, nicamente. Os assenlos di freo*
te seraanajijadjs para Surs. e Sduboras,
3
hemtmmjt.v m !'n m imwacwwat
-'
n'uma man: ira tal que facilitarn familias
quaes poder tomar todo, o "a'te assento ENTRADA GER\L, l'OU
M IL RFIS por Bilbete e prineipiar a
serem vendidos Diano Sexta fira -i de Ju-
lbo corrente, e to dusndias desde n da ru-
aba ateas 3 dapieos ea dita caza e salla a-
ciroa, Comecar-se-ha as repreentagoens ,
poatualroerile as 8 fiadanJo antes das n
horas. Cousislindo esta fuoco ero 5 partea*
i de Mgica e a outra daquelle maravilbo-;-
zo e extraordinario dom da natureza.
VENTRILOQUIvVIO.
Requi/ita-se dos Concorre ules que sirvi-
se ( sendo possivel ) de ac!iarem-se na har
prefixa par ser parte iuleress^ute na Acta
em que se eleva a cortina.
N. B. Os assenlos das galleras par* Surs
e Seuboras t sero vendido) para as i uaias.
H
As lices di aula de partos priai-
piro na se mu 11 feira 5 de Julho ; ami-
tricula que para roullt Tes e gratuita con*
tiriua estar aborta em caza do professor ni
ra da Aurora.
Avisos Diversos
tsr Quem acbou urna sedula de 5ao,oao
reis einbrulbado em uro papel parjj ; di-,
rija-se a ra da Praia por delraz da Ribeira,
na Serrana de Ignacio Francisca da Silva ,
que lera ioo,ooa reis degrati^cagia.
S3T Do-se 3oo,ooo a juros de daus por
cento ao mez com piadores de ouro oa pra-
ta j na ra de S. Tberez-i D. 1 i.
t^* UmaSra, de meia idade o'.rirece-S3
para ama de caa a quil se propaem a fazer
lado o servido de parlas a dentro; quero a
pretender dirij-se a camboi da C : inda pela
ra nova no lado direita a tercena caza.
KST Na ra do Vgirio ; D. 35 caza de
Joaquina Osear Elster h cartas portugueias ,
vindasdorio de Janeiro pela ultima va>or ,
e fabricadas na quella cidade.
X3T O Abaixo assignada lerobra a IUm.i
Snra. D. Viuva do Sar. cipita Jote A'itani
deOveira e Silva que na factura d) Inveu
(ario dos bens do seu casal uvinJe s parar nena
para pagamento daquantia de 3.3Ji''>9 que
o rcesmo casal deve ao abaixa assigaada ara-
venieule da compra do Engenbo concsiira ca
freguezia da liscada feita a M moel docirroa
Pacheco ja finado de quero be o mesmo abai-
xo assignado berdeiro por se ter casado caro
Anglica Maria mulher que foi de redro Joe
Pactieco como tudo consta do seu formal de
arlu9
Joo Anastacio de Mella.
MT Adverte-se a toda e qualquer peso*
que pretender comprar a metade da caza D.
3g cita na ra do Cotovello de que se a-
cha impossado o Snr. Joo de Alemo Cisnei
ffO| que a propriedade dessa metade ainda tena
de ser desputada petos berdeiros da finada
Francisca dos Reis Teixeira dos quaes tres
sao menores e nao foro habilitados cono
cumpria na acgo civel que encaroinhou o di-
to Cisueiro pois que esses herdsiros tero in-
disputavel direiio a propriedade da dita a-
metade da caza ero questo.
cr Desapateceo delraz do Theatro uroa
canoa de carreira meia aberla j uro pouca
uzada mas concertada e incaveraada de ao-
vo tendo de urna banda do inculamento uro
rombo novo e to abucarda da proua emroen-
dada levando uro pedaco de corrente no ar-
gento da poupa : quem della souber ea qui-
zer denunciar, ter urnas alvicaras : na ra
dos Quartcis D 5.
tsr Na loja D. 10 do atierro da Bo i vista,
se vende fasendas baratas lauto ero passas ,
como a retalho,
sW" O abaixo assignado faz publico que
do dia ia do prximo passado Maia ero diante
acrescentou o sobreuoroe de Wanderley.
Sebastio Mauricio de Albuquerque Wan-
derley.
tsr O Snr. Manoel Francisco Lagoa ,
queira procurar no Consulado de Portugal T.
urna carta vinda de Lisboa.
tsr Roga-te a pessoa que par engao lirou
homa carta do correio vinia da Porto dirig' .
da a Jos Dias Guimares; queira por obzc ...
quio entregal-a ao referido Guimaraes ero ^.j^
ra de Portas na enfermara de Mariuhr. 0ll
annuncie a moradia.
k_y" Precisa-se de urna ama de leilr.-, qUQ
seja captiva : na Carobaa do Carina t Q, ya
tar Alga-se uro segunda andar de sabr-
do na ra do Rangel delran'.e Vi cas qoe
foi repartico do Sello boas ci', nnxio para
psqueua lamilla i a Halar uo mesmo.
-4


:mplar encontrado


.L ..
DIARIO BE PERNAMHCO
'

*
t
tx

i


'2
0
A reviso dos pesse medidas do Mu-
nicipio do Rccife piiucipin hoje no Ierg> dts
5 ponas rasa D. 6j.
tar Arrendase um sitio pequeuo caro
una casa de taipa eni boro logar de se pau-
sar a festa e mesado para morar por ser
perto da praga e ptimo local para nego-
cio n dita casa ja lem urna armacj de ven-
,.da tem Ierras para piautacoens de melan-
cia sito na estrada rfe Joo de Barros defron
t do beco do esoinheiro ; quem o pretender
dirija se ao pateo da S. Cru*. loj da Sr. Eu-
aebio.
tsr Manoel dos Santas Firmo de Jess ,
paitecipa ao respeitavel publico que pre-
sentemente por se aehar sem embrego algum
que possa txercer p'eien !e prtanlo uiar
de mu irubalho de cerieiro por ssj se o Te-
rece a ensinar e fazer vellasde cera bran-
de ledos as qualidades e promete fazer lodo
trabalbo da mesma cera tud > par preco com-
inodo 5 a pessoa que estiver nestas circuns-
tancias de querer aprender para se estabul-
is" Pardeo-se um massode cordo de ou-
ro dividido em 3 partes unidos por colehei-
Us ; quem achou pode levnr a ra da roda
casa n. 356 que ser generosamente recom-
pensado.
Avisos Martimos.
C3J* Uma secretaria em bom eslado; quem
lver annuncie. \
Vendas
tsr Barricas cora fumo para charutos, sa-
cas com farelo, tudo de boa qualidade e
viudo da America ; um carrinho de 4 rodas
PARA MARANHAO' segu viagem para dons cavalloi com pouco uzo ou quase
" novo pra vero carrinbo em casa do se^ei-
ro Miguel no atierro da boa vista e a tratar
dos precos de tudo em casa de Matbeus
Austin & Compaobia na ra do trapiche no-
com muita brevidade por lera maior parte de
seu carregarnt-nto prompto o Patacho S
Joo, forrado e pregado de cobre e de r-
pida marcha ; quem quiser ca regar ou ir de
tiassagera e mandar escravos dii ija-se a
F M. Rodrigues & Irmos ; na ra do tra-
piclie quina d> dos tanueiros n. i 3.
PARA OCEARA'o Brijue Encuna Rai
riba dos Anjos sahecom a maior brevida-
de possivel por ter maior parte de seu carre-
gumenlo prompto ; quem quiser cariegar ou
ir de passngem dirija-se Manoel Joaquim
l'edro da Costa na ra da cadeia do Recil'e.
PARA O POKTOcodb a mabr brevida-
cer neste negocio dirija-se ao atierro da Boa de possivel por ter a maior parte do seu car-
lista loja de cera D. 73 a fallar como pro- regiment prompto a bem coufifcida e vel-
prio annunciaule ou declare a sua morada leira Barca Portuguesa Espirito Santo lor-
iara ser procurada pelo mesmo a cima, o rada e encavilbada de cobre; quem quiser
qual se offerece para traballiar em quilquer carregar ou ir de passagem para o que lera
fabrica da mesvna cera ou inda mesmo pa- excelientes commodos dirija-se ao seu consi-
ra caixeiro prestando Banca a su 1 conducta, gnatario Francisco Alves da Cunha na ra
tsr O poMuguez que se adiar capaz de ser eslreita do Rozarlo D. 17 ou na praca do
feiter decampo para um engenho distante commercio ao Capilo.
desla praca 8 legoag, dirija-se ao pateo de PARA O RIO D JANEIRO sahel cora
S. Pedro no sobiedo que mora o Snr. Padre muita brevidade o superior e muito vellei-
Thom da Silva Guimares, j ro Brigue Nacional telampago capilo Jos
C*" Perdeo-se na tarde do di* 37 do p. p. Antonio de Carvalbo para carga e passsgei-
desdea povoaeo dos alTogad.s al o viveiro ros trata-se com o consignatario Joaquim
do Alunii um cachorro de uma espora de pra- Baptisla Moreira na ruado Apolo, ou com
ta ; quem a achou diiija-se ao cartorio do o Capilo a bordo.
Esciivo Reg na ra das trincheiras que se- PARA MONTEVIDEO segu com muita
r recompensado. brevidade o Bergantina1 Brasileiro Feliz Via-
SS9* Ha para se alugar umacasa terrea rom jante, Capillo Sergio Jos Gircia; quem
solo ; os preteodenlesdirijo-seas 5 ponas quiser carregar dirija-se ao mesmo Capilo,
D. a5 onde tem lampio. ou com o seu consignatario Manoel Joaquim
CP Francisco Lucas Ferreira faz publico Ramos e Silva,
que deixou de sei caixeiro de Joao Sttwart, PARA O MARANHAO segu viagem alfaiate de toda obra e ptimo para pagem
des de o da 3o do passado Junho. com muita brevidade o bergantina Aventura j por ser de bonita 6gura bem exprecivo e
tsr O Sa. que no diario de 22 do p.p. Cap. Francisco Cadia Fonseca ; quem qui- caprichoso no que se Ihe manda fazer ; na ra
se offerece a alguna Sr. de engenho para en- ser carregar ou ir de passagem para o que tem direila I). 24 ao pedo beco de S. Pedro.
von ta.
tssr Uma escrava de idade de a 5 annos ,
co/inha o diario de uma casa na praca da
Iodependencia n. 19.
ts^ Uma cadeirinha em bom uso e por
preco commodo : noatterroda boa-vista casa
do marcineiro Francisco Joo Baplista.
tsr 14o palmos de um terreno 9m San*.o
Amaro junto a Igreja contendo em si uma
casa de pedra e cal com paredes dobradas, a 5
meses acabada no alinhamento da ra di
aurora nos fundos do qual se acha um ex-
cedente viveiro com o comprimento de 661
palmos e 100 de largura com grande a-
bundancia de peixes era cujo Ierren') se po-
dem edificar boas casas de campo em o refe-
. 1. i .,,. serve para a Irraanuade dos Passos 011 do Di-
ndo alinhamento cima em logar a atierra- r T" u-
j r- j j m,A, r, ,i a I vino Kspinto Sanio ou das Cbagas, uma
doe livre das grandes mares : na ra de a-1
goas verdes casa terrea D. 'ij,
SSrUta pardo escuro d'idadedea5 annos ,
bom pescador de rede e tarrafa ; na ra do
Vigario n. 7.
E3T Uma preta de idade de 20 a aa annos
e um moleque de idade de ij annos muito
em conta por seu Sr. retirar-se para fora da
. 1 r, 11 rT 1 j sa tudo por preco comoioao : na praca da Im
provincia, na ra do Collegio 10 loia de 1 ;r 1 .
0 J dependencia n. itea, lujas de Antooi
boa lavadeira de varrela e sobarf
fiel e sadia 5 no atierro de Boa-v
Alfaiate O. 17.
t9 Um molecote, crilo co
aliaiate e cosinha o diario d
muito fiel, com idade pouco m
ao annos quemo pretender dir
da sen/alia noa casa U. ai, que
quem tractar, a qualquer ora do d
%sr Cera de carnaubi em pipa
las e biriz atacado era porco ,
Iho ; no atterro dos affogados I
fronte do Snr. Muniz.
csr* Uma escrava mocu de bonita figura
no becco da Cacimba armazem de assuc
Dcima 5.
tsr Moendas Orisootaes de varios tama-
nhos pira agoi e paia animaes, caixas de lar.
ro cuado de lodosos lmannos a 100 rcis,
libra dittas de ferro batido a aio reis a |.
bra ditas de ferro cuado de beira virada
80 reis a libra, obaquinas de vapor de 3, 4,9
6 cavallos com suas proprias moendas d,
melhor construco, e preco commodo una*
prenca HyJraulica que serve para empren-
sar algodo ou mesmo para encaixar assucar;
na ra da senzalla nova D, 1 casa de Jj
Slodart.
t^> Uma capa de Gurguro rouxi qij
obra de 1 i volumes em titulada correio bm-
lieuse em muito bom uzo pir preco comino-,
do; Os Genuinos Pos Anti-IJlioioi Por;aJ
tivos de iVlanoel Lopes uma porco de rebi-4
quede boa qualidade ; franjas para toalbas i
Giiloens entiefiaos ; Bandas para Orfieiaei,
Talins, canannas, barretinas, chapeos de mas-
ba'ius.
Farelo muito bom a 803 rs a arroba 5
no arroaiem de Joaquim Gonsalves Vieira
Guimares junto ao arco da Conceico.
\sr 3 sacadas de pedra da Ierra e um es-
cravo de idade de ao annos b>m official de
Felippe da Silva.
Escravos liWidos
KST Fugio nodia 14 de Maio do crreme
anno um prelo por nome Joo do gentil
angolla levo 1 vestido camisa de xila e calca
de brirn a uzada sendo baixo e cheio do
corpo^ beicos grossns meio fulla qualquer
capilo de matto que o pegir leve no prin-
cavallosando todos com cobertas conforme sas entre estas rouitas espingardas de dif- uma preta boa cosinheira emgomadeira e
inanda as posturas e roga a es raesmos Srs. ferenles qualidades e de rouitas miudetas lavadeira ; na ra da Cadeia de Santo Anlo-
Fiscaes, que quando fuerem o termo de para feixar facturas; quinta feira primeiro nio casa do Snr. Cimba Machado 1. andar,
achada que declaren os nomes dos dunos dos de Julh j as 10 horas da n anh em ponto no tsr Um terreno sito no Gm da ra da praia,
cavallos e dos portadores que ando Jcom os seu armazem da ra da Crui. sendo parte del le alterrado vende-se a
cav.
em d
rouel Costa e o mesrro negro recebendj
uma carta que o mesmo Snr. a cima Ihe en-
tregou e como al boje nio lera aparecido;
Roga-se a qualquer autboridade ou capilo
iTsVpoiVqueoabaixoaUismdo de ora Om lam Smith & Corbett por dinheiroou a praso cora boas firmas ; quem Jj f^* Pesso' P'^ular que o pegar le-
jiante protesta nao pagar roais condemna- intervenco do Corretor Oliveira e por con- quizer dirija-se a ra da senzalla nova D. 1 ** 1ue Strd bem re"
o alguma sem que nao venha o seu proprio ta de qutm pretencer de cerca de 100 barr- ts
tiorce e o do seu purtador porque tem pao cas de bolxa e 5oo de fariuba no eslido em Juni
tsr Uma porco de barricas com baga de
pro para couposico de genebra ; na
>pei
Auzentou-se um negro naco angolla,
dUBS com os nomes trocados de Demetrio Jos que se acbo desembarcadas de bordo da I ra da cadeia denlro do Recife escriptorio de e J?se ae mu,l co,lhec,Jo P^Josequa-
Pereira do Cunha. i"e b,e ""T alt0- betn rifjr?
de Alnieida e cutra de Adelo Jos de Parca Inglea Science arribada a este porto Jos
Mendon^a. Joaquim Demetrio de Almeida com agoa aberta na sua actual viagem de Ni w I
Cavalcanti. York com deslino a Nova liollanda sexta
S37* Arrenda-se o trapiche da cumpanbia ; leia a de Julhn as 10 horas da rounh no
a tratar no iresmo. armazem do Sr. Mendonca no iortedo AJatcs.
Cy Joo Sttwart faz publico que Fran- i tsy Que laiem Wm Raynaond & Com-
ciseo Lucas Feneir deixou de ser seu cai- panbia por intervenco do Coi retor Uiivei-
xeito des de o dia 2o do prximo passado. | ra sabbado 3 do coirenie bs lo horas da
tss- O abaixo ass-gnado roga as pes-oas manb no seu arniaiem dtfrcnle do trapi-
que ll.e cempraro bilhetes da rila do Ban- tbe da ailandega velha do seguinte ; %uho
deira que quanlo antes queiro Ihe entregar de Lisboa branco e tinto dito do Porto, Xe-
que qi
o dinbeiro do i nporle dos roesmos ou os
mesmos tiihetes que Ihe Ccar bastante
ebrigado. raolio Rodrigues Teixeira.
tsr l'er',unta-se ao Sur. Thesouieiro da
Lotera do Theatro se os bilhetes da segun-
da parte da sexta lotera conlinuo se a ven-
der e se as rodas da mesma ando ou nao ,
pois que des de Marco se principiar a ven-
der e depois pararo. -Un que tem bi-
lhetes comprados des de este lempo.
tsar Quem precisar de uma ama para todo
0 ser vico interno de uma casa dirija-se a
ra da Gloria ca>a do Bandeira.
tS9" Precisa-se de uma casa de um i an-
dar em qualquer das ras de boa vista que
lio ex*(dio o seu aluguel de ia.000 na la
do Qutiroado loja de leriageus D. 5 ou an-
nuncie.
tsy- Quem precisar de urna senbera para
faier o strvico de uma casa dirija-se a 1ra-
VCftaita rus da l-lonntina D. b.
sy Manee! Jos Pertiiu Costa la* scitnlt
O puLfi-o, r.ufl des de boje deixon de sei
ccixeiiodobr Wai.cel Alvts Gutira.
tsr Piecisc-se de um > cuino poitugue*
1 J.i g -uN; a 1 ( u o de idade de 11 cnuos para
tu.a rend, uas 9 jemas D. 3a.
rez madeira e champagnhe; cerveja bran-
ca e prela zei:e de peixe dito de coco, olio
de linbaca tintas conservas charutos, sa-
patcs de hornera e de senbora camisas de
madapolo brancas ditas de riscado copos ,
graixa 4 macacos novos chapeos de pa-
Iba lh.ha de bsrquiuba cabo de meia po-
legbda berlina quartolas com holaxa ba*
lanca de pao e braco e niuitos oulros diffe-
rtules artigos.
ur De uma porco de iranteiga ingleza ,
por conta de quero pretencer hoje na poi ta
de Antonio Joaquim Pnieira defroule da es-
itdiuha da alfdiidega.
Compras
rr Um rroleque ladino sem vicio ; quem
liver snnuncie.
tsr 3 tordeens de bom ouro e um relo-
;io de patente ao p do Corpo Sauto n. .j.
Uma burra em bom uzo encberio de
laiar.geira de embigo prompto que poya ir
para lora da provincia; na ra direila pa-
daiia D. \.
tsr Loca espada coro bainha de metal do
principe ; na la nova D. 6 loja do Guerra.
Sement de nabo e cove e sebolinho ;
na praca do comercio, betequim do Almeida.
tsr Estopa para calefetar embarcacons
a 1,600 rtis ; em fora de portas n. 2a de-
fronte do berco largo.
tsr Oito pipas com agoardentede 2o ai
grao ; na ra do Rosario eslreita venda da
quina que volta pura a ra das liiuxeiras
Derima 33.
tsr L-an de cana, propria para encher
colxo e traviceiro por preco coiumodo ; na
ra das cruzes venda D. 4*
SST Urna piopriedade na ra de S. Miguel
(ios /,tf 'gados D. Jo coui milites commodjs ,
chaos propiios procure na ra da Gloria
Dcima 46.
tsy Um terreno de cem at Iresentos pal-
mos, na ponte de ucboa pegada a Manoel Jo-
s da Silva Molla chaos pioprios todo amu-
rada com um formidavel iaes arruado de Ja-
queiras e mais arvoredos lendo seis sentos
almos de fundo ; na ra da lloiintiua uo-
raJo novo ao p da mai.
tsr Folies para lerreiro de vbiios tama-
nbos e por prefO commodo ; no largo do Li-
vrament U. a .
tsrLem palmos de Ierra na ponte de ucboa
pegado a Antonio Baptisia Ribeiro de Parid
a tuado ue laiangeiras; im ra da tloreiilina
sobrado novo i>o |. da ruai
%_v Uu.,i i.itla de Gento de iigolla, ida-
de ao annos em ioia de porla da parte do
mar grande n. ig7.
tur, Dm alambique de cobre proprio pa-
ra boliea nu alieno da boa-vista D. 40,
Ur tur 36o,000 una negra oe angolla ,
cesinha com peifcico o ui-iriu de uma casa he
rcadj do
corpo bem ladino muito regrista quem
o pegar leve-o a ra velha D, 7 ou a ra do
crespo D. 11 que ser recompensido.
Vloviiueiiio uo ^orto
DO
E
COJNTLNUAAO' DAS ENTRADAS
DI\ aH DOP.
RioGraude do Sul a8 dias Brigue Brasi-
leiio Constante de 387 tonel. Cap. Ma-
noel Marciano Ferreira equip. i5, car
ga carne. ; a Machado & Santos
SAHINO VIESVJODIA
Boston; Galera Americana Bj leona Cap.
John D Lucas, caiga a mesma que trouxa
EiNlTRADONO IA a9.
Maranbo ; a5 dias Escuna Americana Ea-
glede 108 tonel. Cap. Uenry Tow/ie ,
equio. 8 carga bacalhu; a Henry For-
sler & Companhia.
Havre; 41 dias, Biigue Francez Armori-
quedeaa3 tonel, Cap. Pedro Renonf,
equip. 1 a carga Idzendas ; a L. A. Du-
boureq.
Hamburgo 60 dias Brigue Russiano Eli-
zabethde sao tonel., Cap. N Thorst ,
equip. 9 carg4 fazendaa aN. O. Bieber
& Co i panbia.
SAHIDO NO MES VIO DA.
Bio de Janeiro ; Patacho Brasileiro Saraiva ,
M. Joo da Silveira Vilas hos, carga va-
rios gneros,
Portos aoJNorle ; Paquete de Vapor Nac S.
Salvador commaudanie John IJ. Ouen.
Baliimore ; barca Americana Maiy M. Bei-
jamim B. Claik em lastro.
PJSCJFF NA TYP, DE M. F. LE F. 18
MELHOR EXEMF


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EW4I1ZI5Y_6VAB63 INGEST_TIME 2013-03-29T17:25:47Z PACKAGE AA00011611_03836
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES