Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:03822


This item is only available as the following downloads:


Full Text
t*& p -de 1841. Sexta Feira
Tudo agora depende dt nos meamos ; da nona pradancia, modera-
cio, euergi : eonnoeieos cerno principiamos, a seremos apontados
cota adoracfio ntre ai Nacct mais cultas.
Proelamaeo da Assemblea Geral do Brasil.
a III aw
Sabsereve-se para esta folha a 5fooo por quartel pagos adiantado*
esta Tipografa ra das Cruses D.3, a na Praca da Independen-
j, n. 37 a 38, onde sa recebara correspondencias legalizadas a n-
iuncios, fnsirindo-se ates gratis sendo dos proprios asaignantes, e
nado atsgnadoi.
S
*
PARTIDAS DOS CORREIOS TERRESTRES*
Cidada da Parabiba a Villas da ana pretendo .
Dita do Rio Grande do Norte, a Villas dem. ...
Dita da Fortaleza e Villas dem ......
Cidada ate Goianna ........... .......
Cidada da Oiinda...................
Villa deS. Anto ......................
Dita de Garanhuns a Poroaco do Bonita.........
Ditas do Cabo, Serinhaem, Rio Formoso, a Porto Cairo. 1, 11, a 11
Cidada das Alagoas a de Macei............dem dem
Sg. a Sealas'faitafj
.Todos os diasj
. Quintas leiras.
lo, a 34 de cada mas
dito dito
Villa da Pajea da Floras.................
Todos o* Correio parten ao meio dio.
. Idea 13, dito dito
PHASBS DA LOA NO MEZ DE JUNj
Loa Cheia a 4-as 1 h. e lo m. da man;
Quart. vaina;, a 1* aa 5 h. e 36" m. da maau
La Nova a ip as i bw e 5a aa. da man.
Quart. erase, a a5 as 8 b. a 15 na. da tard.
Biart thcia para o dia 11 de Junho.
As 10 horas e 6 minutos da tarde;
As to horas e 3o minutos da manh.
]1 DE JfiWHO, M. 124. ......
CAMBIOS; Jonhop
Londres.:;:.. 3i d. por ifoMCad. ...-mi
Lisbo.......80 por o|o premio por metal offerectdoi
Franca......31o res por fraaeo. Gorap. Venca.
OURO- Moeda dt 6# Dius "* ,4oo",E
Ditas de fooo res, #aoo 8J<
PRATA Pataces Brasileiroa = if 58o ifGoo
Pesos Columnarios......1 f58o i#6*>
Ditos Mncanos........(55o i(58o
" Unida. ......-----------i*Vo- i#46o
Disc. dabilb. da Alfandega r i|8 por loo ao rae.- 1 010
dem de tetras da boas firmas 1 i|l a 1 Mi
t Hoeda de cobre por 100 de disc.' ao par
Sdalas de pequeo valor 11 010 a 1 1 o
DAS DA SEMANA.
7 SegundaS. Roberto Ab. ~ Audiencia do Jais de Direito da 1. vera/
8 Torea S. SalustiantH) B. Relaco e audiencia do Juii de D irrito da
1. Tara. .-
q Quarta 5. Feliciano M. Aud. do Juizds D. da 3. vara.1
10 Quinta *ff Fesla de Cerpo de Daos.
11 Sexta S. Bernab Ap. Audiencia do Ju* de D da 1. T
13 Sabbado S. Guido F. Rellaco audiencia do Juix da D.
da 3 vara.
13 Domingo S. An'onio F.
miM
m&m
RIO DE JANEIRO.
ASSEMBLEA GErUL LEGISLATIVA.
CMARA DOS SRS. DEPTADOS.
Sessio de 10 de Maio de 1H4
Presidencia do Snr. arcebispo da Gahia.
As dex horas e un quarto da manh faz-se
a chamada, e logo que se reuniera em nume-
ro legal o Snrs. deputados, abre-se a sessio,
le-se e approva-se a acta da antecedente.
O Snr. primeiro secretario d conta do ex-
pediente fasendo menso de um officio do
presidente da provincia de Sergipe acom-
pnnhindo a copia authen'.ica das ultimas re-
soluces que foro promulgadas pela assem-
b!ea legislativa da provincia na sesso 'lo
torrente uno. A imprimir, edepois com-
missao de assembleas provinciaes.
Vae a coromissio de marinba e guerra urna
representado da assemblea legi latir pro-
vincial de S. Paulo acerca do recrutamento
n'aquella provincia.
Vae a inesma commisao ama representa-
cao da assemblea legislativa de Goyaz, a res-
peilo de serem contemplados os guardas nac-
onaes com os mesmos vencimentos que (inba,
a tropa de linha cujo servico fizerao.
Vae a commissao de justicio criminal urna
representado da mesa da assemblea legisla-
tiva da provincia de Minas ex pondo os a-
(ontecimenlos que tiverao lugar na villa do
Arsx e pedindo providencias que obstem
a repeliio de semelhaules scenas.
Vae a commissao de fasenda outra repre-
sentaco da mesma assemblea, pedindo pro-
videncias que removi os males que sotfrem
os mineiros na exportaco de gneros d'esta
para a provincia do Rio de Janeiro.
lemete-se a commissao do orcamenlo o
mappa demonstrativo da assignatura e subs-
Wtuico do papel moeda.
Faz-se menso de requerimentos de partes
que tem o conveniente destino.
E' lido e approvado o seguinte.
Requeiro que se pecio ao governo pela re-
parlico competente todos os papis relati-
vos a reclamacio do subdilo portuguiz Lou-
rero, inclusive a deciso final da commissao
mixta. Henriqua de Rezende
Orden, do dia.
Entta em discusso a seguinte resolucio :
A asen-Lle geral legislativa resolve.
Artigo 1. O vencimento que deve perce-
ber o consslbeiro Jos Caetano de Andrade
] iuto sei igual ao ordenado que percebia
poextiucto4 tnbuual do cmelo da asenda
qnando ibi aposentado.
Artigo a. 1' nao revogadas as disposices
em contrario.
Pago do senado em ti de setembro de
i 840. Mrquez de Paranagu presiden-
e. Luiz Jos de Oliveira, pi imeiro secrta-
lo. Mauoel dos Santos Martina Vallasque,
segundo secretario,
\E sem debate approvsda.
Ensra em discusso a seguinte t
A assemblea geral legislativa resolve.
Artigo 1. O governo authonsado a man-
dar trocar, c'enlro do praso improrogavel de
3odias, a quanlia de it,844Uooo reis de
potas do exmelo banco, perlenctntas ao dou-
lor Agostinho Coneia da bilva Goulo e
assim mais iSoUooo reis das msalas notas ,
oerienceales a Ylalhildes Umbeliua .da Silva,
t
que deixaro de ser tronadas dentro do praso
marcado, Meando para esse fim autorisado a
despender a somraa precisa das rendas ordina-
rias no corrente exercicio.
Artigo 1. Fira igualmente authorisado para
mandar abril de novo o troco das notas de
SoUooo reis terminado em virlud da por-
tara do 1. de dezembro de 18 i8 marcando
porisso um praao rasoavel e improrogavel,
dentro do qual posso ser ellas apresentadas
na caixa da amortisacao nesta corte, dedusin-
do-se 10 por cento, que serio applicados
receita do mencionado exercicio.
Artigo 3. Ficio revogadas todas as dispo-
sices em contrario.
Paco da cmara dos deputados 4 de agosto
del84o J. F. Vtanna M. N. Castro e
Silva M. Amaral, vencido.
O primeiro artigo da resolucio nao passa,
e sio approvadas em seo lugar as seguintea e-
mendas substitutiva.
O governo fica authorisado a mandar tro-
car dentro do praso improrogavel de io das,
as notas do extincto banco que deixaro de
ser trocadas dentro do praso marcado Gcan-
do para eaae fina autbonsado a despender a
somma precisa das rendas ordinarias no cor-
rente exercicio alem da que for votada na
lei do orcamento respectivo S. a R. Vian-
na Castro e Silva.
Em lugar de 3odias diga-se 4 mezes. -
Vianna Castro e Silva.
O segundo artigo approvado at a palavra
corle resto regeitado.
Entra em discusso, e regeitada a reso-
lucio do anno passado que autorisa o direc-
tor do curso jurdico de Oiinda a admittir
Candido Jos de Moura a faser acto das ma-
terias do quinto anno pagando este as la-
xas estabelecidas.
Entra em discusso e fica addiada por
tres das a requerimento do Snr Lima e .Sil-
va, a resolugo que authorisa o governo para
mandar pagar a Jos Joaqnim de Faria ,
escrivoda pagadoria e contadoria da fabrica
de plvora da Estrella a ditferenca do or-
denado de 4U reis que Ihe foi abonado
em virtude doavisode 14 de abril de ib3a,
ao de 900U reis que enlio lhe devia compe-
tir durante o lempo que percebeu aquelle
ordenado,
Entra em discusso o seguinte.
A assemblea geral legislativa resolve.
Artigo nico.' Fica considerado proprio
provincial a iim de ser uelle estaballecido
um collegio de instrucio publica na cidade
deS. Joo de El-Rei provincia de Minas
'Geraes, o edificio denominado Intendencia,
'com todas as suas dependencias, inclusive
I o quartel militar que lhe est annexo h-
cando"revogadas todas as disposiedes em con-
trario.
Paco da cmara dos deputados 3o de maio
de 1840 J. A. Mariuho.
Dpois de alguma discusso retirado o
projectoa requenoento de seu autor e ins-
taurado pelo Snr. Ottoni, e a final addiado
a requerimento do Snr. Vnia, at que o
governo preste as urgentes iniormaces que
exige a saber : o inventario do predio e seo
valor j se pode ser cedidido para o fim pro-
posto sem prejuiso do servico nacional j e fi-
nalmente se o quaitel nao necessario para o
servigo do governo central.
Eulra em discusso o 1. artigo da resoluto
que concede a compibia que o giniou Fe-
lippe INeiy de Carvdlho para a esliaeco de
carvo di> pedra em qualquer logar da pro-
vincia de Santa Catbarina onde o houver, o
privilegio exclusivo para ahi extrahir esse mi-
neral pelo espaco de 4 annos contados da da-
ta desta lei. ; '
E' offerecido um aditamenio peloSr. Coe-
ho para que o projecto volte a commissao
respectiva com todos os mais projectos a es-
te respeito, e se pego ao governo as ulti-
mas informages receidas sobre esta ma-
teria, '
Tambera se apoia um requerimento do Sr.
Moura Magalhes, para que o projecto v
igualmente commissio de min^s e bos-
ques
A final e' appr v*do o adiameoto e o adi- .
tamento do Snr. Moura Magalhes. |
O Snr. primeiro secretario le um oflHo da ,
E10. Snr. ministro dos uegocios eslringeiros,
pedindo dia e hora para presentar o relato-
rio da sua repirtico.
. O Snr. presidente designa o dia 11 pela
urna hora da tarde.
O Snr. presidente di para ordena do da
dille rentes resoluces e levanta a sessio pelas
rjuai horMa da tarde.
PERNAMBUCO.
GOVERNO DA PROVINCIA.
Expepientejdo dia 8 do crtente.
ffirio ~ Ao Commandatite das Armas ,
respondendo ao seo officio de 7 do corrente a-
companhado d%s requisices feitas pelo Te-
nente coromandante da terceira Companhia
do Batalhio Provisorio Expedicionario ao
Rio Grande doSul, chegado do Maralo
que deve requerer o pagameoto dos sidos na
vjorle $ qoaoto as calcas e jaques, e outros
objectos, que foi exoedida ordem ao Director
do Arsenal de Guerra para Ih'os entregar ,
menos os cobertores por nao havel-os e quan-
to a pequea ambulancia que pode mandi-
la apromptar, e fornecer, remetiendo depois
a conta da despesa para ser paga pela The-
souraria di Fasenda : e significando que
pelo Arsenal de Marinha serio fornecidas as
commedorias de embirque e o que for n-
dispensavel para a Tropa dorante a sua via-
gem.
Portara Ao Inspector do Arsenal de
Marinha para fornecer aos officiaes da ter-
ceira Companhia do Batalhio provisorio che-
gada do Maranhio as commedorias de em-
barque e o mais que for indispensavel para
a Tropa durante a sua viagem.
Dita -- Ao Director do Arsenal de Guer-
ra para fornecer aoCommandante da re-
ferida terceira Companhia 48 Jaques brancos
48 calcas brancas fo camisas, 48 pares de
sapalos e 16 Linc,es.
Officio Ao Preleilo da Comarca do Cabo,
respondendo-liie que por ora nao he poasi-
vel elevar o deslaca ment de sua Comarca ao
numero de a5 pracas, conforme requesita.
l'ortaria Ao Commandante da Charra
Carioca para receher a seo bordo e transpor-
tar para a Corte do Rio de Janeiro o Guardi-
o do numero Vianna Jos Brandes viudo do
Maranho no Brigue Rosa.
Dita Ao Commandante do Brigue Reza,
ordeiHiidj-Ine que remella para bordo da
Charra Carioca o Guardio do Numero
de que trata a precedente portara.
,------------------------ li I O ITIM
COVIMANDO DAS ARMAS.
Expediente do dia 5 do corrente.
Officio Ao Commandante interino do De-
posito, enviando-lhe os papis de contabeli-*
dade dos vencimentos da Gtmimrca do Pao
d'Alho, pertencentes ao raez de Maio ultimo,
e ordeoando-lhe, que a respectiva importan-
cia fosse entregue ao cabo Antonio Pereira
Barata.
Dito Ao Preeito da Comtmrc do Pao
d'Alho, communicando-lhe o exp.^sto no pre-
cedente Officio. com o que ficava respondido
0 seu de 1 do orrente.
Portara Ao Commandante interino da
Esquadro, mandando em execuco ao otli:io
da Presidencia de honten datada, escusar dt
servico ao cabo Flix de Veloz Ramos Leu-,
tier ; por ter sido julgado pela Junta de Sau-
de incapaz do mesmo servido em consequea-
cia de padecer crnicas infermilade^.
Dita No mesmo sentido, e data se deri~
gio ama Portaria ao Commandante do Bata-.
Ihio d'Artilheria, mandando dimittir ao sol-
dado Manoel Joaquim Alexandre.
1 Dita -Ao Commandante do Deposito, man-
dando por igual motivo, e em virtude da
mesma ordem escusar do servico ao cabo ad-
dido Autonio Das d'Oveira e soldado! Mi-
guel Ferreira dos Ajos, Manoel Ignacio;
Agostinho Lucas, Joio Pae9 Evangelista, Ma-
noel do Nascimento, Jos J01 juin da Silva,'
e Joo Pereira dos Santos.
Dita Ao Commandante interino do 3.
Batalbo d'Artilheria, remettendo-lhe o Con-
ceibo d'Averguacio feito ao soldido da 3. a
Compauhia Luiz de Queiroz Coutinho J-
nior, e ordenando-lhe, que o mesmo soldado
fosse reconhecido Cadete da 1 Classe. ern
conformidade do Decreto de 4 de Feveriro
de 181O, cujas disposices prehenxeo.
Dita Ao Commandante interino do Es-
quadro, remettendo-lhe semslbantemente o
Concelho d'Averiguarlo feito ao soidido di
a. Companhia Jos Cesar Sampaio de
Mello, u mandand >, que o mesmo sida io
fosse reconhecido Cadete da 1. Classe.
Dia 7.
Officio Ao Exn, Presidente, scientifi^
cando-lhei que o soldado IVianoal Jo Nasci-
mento dimitudo em consequenci 1 de nspec-
co da Junta de saude no da 5 do corrate
era praga do quinto Batalhio Provisorio di
Cidade do Maranhio, expedicin irlo ao Sul
Dito Ao mesmo Exm. Snr. re juisitan-;
do-lhe passagem para quatro pravas das Ala-
gis, dimiltidas do sarvco por mviliias,
visto que neohuns recursos tenho para se
recolherem a seus dooiicilios najualla Pro-
vincia.
Dito Ao mesmo Exm. Snr. remettendo-
Ihe duas requisices de objectos que se faziao
de mister fornecer as pracas di terceira Com-
panhia do .juinto Bataibo Provisorio do .Vla-
rauho, expedicionario ao Sul, ponderando-;
lhe a necessidade de semelhante fornecina .'oto r
e bem assim a de abonar-se ao Sargento Joa-
quim Fabricio adiara de S 20 por se bavec
eucarregado por espigo de 55 dus da cur*^
tivo, e tractamento dos soldados baxigu.'ntos,
diiria que por parte do Governo lhe foi afi-
anzada pelo Commandaute da reterida Com 1
panhia.
Dito Ao mesmo Exm Snr. encamiuban
do-lbe rom informago sua, o requer oanlo
do Pnente Joaquim Guedes de (ainhonej,
que pedia transporte para *i, e sua lamiiia
1
MUTILADO


%
DIARIO DE
PERNAMBUCO
iTroMitcia do Vaiaobo, a cuja guarnilo
firara pertenrendo.
Tilo Ao Commandante inlerino do I)e<-
Sihit, mondando addir ao mesmo, tres pra-
fcdo sp(.tinuo Batalho Provisorio deila Pro-
vincia viudas do Maranho, e mais dois per-
tencenles ao Rio Grande do Norte.
Lito Ao Prefeito da Commmarca, res-
pocdt-i.do aos seus cffici ,s de 5, e 6 do cr-
venle que arompanharo ao primeiro d recru-
ihs, dos quaes dous devoivtro per serena de
amor idade, e ao segundo 4
Portara Ao Commaodante do Batalho
d'Acliiheiia, mandando em cumprioiento a
L i, dar ditxiio ao soldado da segunda Coca
pantifa Pedro Jo^ da Pornmula, por ler sen
nota disavoravei concluido o eu tngajamen-
to, e rao querer continuar,
THEZCURARIA DAS FAZENDAS
ED1TAL
O Illusliissimo Sur. Inspector da Thesou-
raria de Fasenda desta Prosincia manda faser
publico, para que ciegue ao couhecimeula de
tcdi s as parles mleressidas, a ordena numero
33 do Tribunal do Tbesouro publico Sacio-
nal de 15 de Maio prximo pastado adiaute
transcripta.
t Secretajia da Tbesouraria de Fasenda de
Fernn buco 5 de J un lio de 1841.
Juquicn Francisco Busto*
Cmtial Maior.
Cidem Numero 'i do Tribunal do Tbesouro
Nacional,
Miguel Calmen du Pin e Almeida, Presi-
dente do Tribuual do Tbesouro Publico Na-
rional, lendo presente o otficio numero 16J
de iS de Feveieiro ultimo em que a Tbe-
si uraiid da Provincia do Rio Grande do bul
pedia que se lbe huvesse de declarar sea
tiu va, Ibas menores de ib* anuos e filhas
solturas, e mes de ctticiaes merlos ba mais
de 5 omos, e que ora se babelito ua ioima
da lei de 6 de Novembro de illa? para a pr-
cepeo do n eio sold de seus.respectivos ma-
ridos, pas e Giles, anda o podem (aser ; ou
se na conformidade do Capitulo 209 das or-
denaces de Fazeoda de 17 de Oulubro de
i5i6 se devem considerar como lendo perdi-
do o direito ao assenlamenlo do atrasado 5
delileou ero se6so do Tribunal de accoido
com o parecer do Ccnselbeiro Procurador
Fiscal que a amplicima dispositivo do Capitu-
lo 909 das 01denacues de Fasenda posto em
obsenancia pelo Artigo ao do Decreto de 2o
de Fe^ereiro de lb*4o compiebender ocaso
de que se trata quando se teribeartm as
ciicunstantias expresadas no dito ai ligo do
litado Ltcrelo de terem paseado os 5 anuos
contados da abertura do txeniao, a que per-
tencer ; mas que por agora nao as ulnas, fi-
Ibos e ais des ofliciats falescidos a mais de
5 aunes, que nao se li\trtm habelitado por
que esse prazo da piesciipto se devera co-
ln ar a untar da aberluia do primeiroexer-
ckio, que leve lugar em vitluue do reltrido
Lccrtto. O que communica ao ir. Inspec-
tor da 'Ihezouraria da Protinria de Pernam-
blMtt para sua indiligencia e cumplimento,
e para que a laca publico por Ldilatsem to-
das as Cida ees e Villas da Proiiucia 5 para
que sejo advertidas as pessoas iuleressadas.
MLesouro Publico Nacional em i5 de Maio
de 1841 Miguel Calmou Uu Pioe Almeida,
11 1 iniagr iinu 111
para que o Rmo, Sr. Vicario de Garabuns ,
nem nenbum e-ntro de pualquef Fregoezii
d-ste msalo ftisdvdre neo os Rms. Srs
Vuitadores tecebo nena dehfem receber era
cajamento a seo rrHro Jacinco Teixeira de
Maoed cota mirvha Irma Custodia Vlaria
do Sacramento denominada por el le Gusto
dia Ferreira d Araujo como ludo s l na
, mesma ct reata enserida non.0 116. do
';<*' oho Caxayie Assuear 4**- 1seo Dhrf*; allegando primssas falcas isto
didas pelos respectivos Empregados do fra*- L____* J:._ Z.
pixes Novo Alfandega velba e Peloiri-
Diversas Repartibles
EDITAS
Miguel Arcanjo Monleir de AndVade Ce-
rallriro da Orden de Chri-tto Admi-
nistrador da Meza do Consolado de Per-
nsarburo.
Fae saber que se bao de arremeta na por-
oho Caxas de Aasuear a-preheit-
nho por inexalido das taras A siber IVo
di 16 cinco raxas 4 B e 1 M nmeros O ,
|5, r$7 I ? 5a; e no dia 17 tres cenas a
BeiM nmeros 1 10 1 em cujos dia*
se rindios plazos marrados no regulamento ,
sendo arrema taco livre de despezas ao arre-
matante* Epara que chegue a noticia a quem
convier mandei a fixar o presente Edital na
porta desta Adrrw.istracio e publicar pela
imprenta. Meza do Consulado de Peruam-
buco 9 de Junho de 1841 -
Miguel ArcaujO Monitiro de Andrade.
ARSENAL DE GUERBA.
As peaseasq.ue levar amostras de mantas
e botina ao Arsenal de Guerra, queiro
mndalas receber boje a boma hora da tar-
de.
O Arsenal de Guerra compra porcao de
Luvas de Camulca a marella, proprias para
Cavalaria } e pares de Meias curtas ,
quem tal genero liverapresente-se comas a- q espejadamente allerou,
moslras, e o ultimo preco porque pode vender, .,_ .
em carta feixada na Salla da Directora do
dilo Arcenal no da 11 do corren te mez,
Burlamaque.
Director Intirino,
O Arsenal de Guerra compra duzenlas e
dezesete caadas de azeite de carrapato seis
pranxdes de pao d'oleo de 3o palmos de com-
prido e de tres costados de gresso e mantas
de If para soldados : quem taes gneros
tiver comparece na Salla do expediente do
mesmo Arsenal as 9 boras dj mauh do dia
7 do correte com o ultimo preco em carta
lechada-, eas amostras das manas.
Arsenal de Guerra 5 de Junbo de 1841
B01 Uinaque Director Interino
ANt\ UNCIOS.
O Ulm. Sr. Inspector do Arsenal de Mari-
nha manda lser publico que se lem de por
em arremalaco no dia 16 de Junbo prximo,
por quem menos fuer os fornerimentos de
Lolo-xa pao carne verde, assurar caf e
agoardente por lempo de um atine a con-
tar do 1. de Julbo do correte em diante ; e
os fornecimentos de farinha azeite do e di-
to de coco dito de carrapato, arroz leijo ,
toucinho vinagre lenha sal bacalbo ,
e galinbas para a Cnermaria pelo tempo de
lres-metes a contar do referido dia 1. d
Julbo. O mesmo 11 lm Sr. Inspector convi-
da as pessoas a quem taes fornecimentos pos-
sa-covirn i comparecerem.com suas pro-
postas em carias feixadas al as 11 horas da
manba do indicado dia 16 de Junho decla-
rando nellas os nomes dos seos respectivos fia-
dores e os presos menores porque podero
fazer cada um dos "ditos fornecimeutos : certos
de que urna das condices essenciaes be de
serem sempre fornecidos os gneros da melbor
qualidade na falta do que sero recambiados
e comprados outros a cusa dos fornecedores
Inspecco do Arsenal de Marinba 28 de Maio
Olllm. Snr. Inspector cas Rendas Pro- f be que a dita minha Irma raptara ao dito
seo filho menor de 16 annos com o tim de
com ello cazar ; eu devo arredar de dita mi-
nha Irma lo calumnioza imputacio propria
do seo author declarando o facto talqual
acontece*.
Pertendendo o sobredito filho do Sr. Tei-
xeira carar com minha Irma e tendo o mes-
mo Sr. Teixeira concorrido para as suas a-
norozas inclinares f.tciliando-Ibe mesmo
toda a comunicacao em sua propria caza ,
afinal negou a seo filho o seo consent ment ,
para esso cazamenlo e o passou para o lugar
do Pococumprido na Hioeira de Ipojuca ,
distante vinte legoaa do lugar da rezidencia
de minha Irma na Moxila ; porem o rillio
nao se conformando com o procedimento da
^al moa*0** a cavarlo, eem rranr s dia
venceo 0 trajecl0 ja, nte legoas e pode
raptar minha Irma da caza de um mee cu-
nbado % e 0 condoxndo a foi depositar em
c,Ia de Joo Jos de Araujo no lugar dag
P'ahiras, facto este de publica notoriedade .
com o 6m de tornar minha Irma odiosa.
Na continuaco de sua falcidade affirma
elle, que o dito seo filho he menor de 16
annos quando elle he'maior de i annos ,
como prova a certido que eu rog a V.
coramissionvlos ni acto de sua sa^racao
e coroago votos de gracas e protestos de
respeitos p >r si e por parte de algunas por
gao deCidadoque reorszeato sera ir pro.
curar para iss> a declaraco econsintimento
explcito de cada hura por ser uso regala
d'esses empregados e corporaces e por que
em objectossemilhantes sempre se supSe uni-
formidadf de pencar t assira lem sempre 'ora-
tica do os corpos Municipaes os Presidentes
de Provincias Cbef es de Repartooes &c. ,
ckc. ; e por simelhanca assim tamberapr"^
cedeo o Snr. S Brrelo como Coraraandanie
das Armas aproveitando-se da retirada pi-
ra a Corte do Snr. Reg Barros como Di-
putado a Assembla Gerl e incumbiudo-o
da importante commissio de que se trata.
Snrs. Redactores -o tal correspondente do
Kclio be certamente do numero dos4 gratuitas
desafectos do Snr. Reg Barros que ap trece-
no depois de sua sabida da Presidencia d'esU
Provincia be certamente o mesmo que iscri-
inhuu a cutra correspondencia insiriia no
mesrao Echo com a assinatura U inimi^o
da Anarqua, ohdfl pretende, mas debal-
d Grir a bem adquiiid reputaca de^inte-
resie, honra e probidade do Sur. Reg Bir-
rosr e que muito be, que aparoa um ou an-
tro detrator e verdadeiro Sycofinia alen-
do bald6es contra o Snr. Rege Barros, qmn-
do o mais innocente que appireceo neile Vlun-
do, e que se hutnanou para salvar os homens
do pecado foi levad i ao ultimo suplicio por
calumnias que os mesm honens lite inven-
tario. O Snr Reg Barrus Snrs, Redac-
tores nao necessita dos meos paoegyricos pa-
ra defender-se da maltdicericU dos seas des-
preziveis inimigos, era o Sir. S Barreta de
miiiua pena para louvdr-lhe a acertada
THESOrjPARIA PROVINCIAL.
vir.ciaes manda faser publico que em virlude
('a Lei do orcaxecnto 1 rovincial peante a
tbfsma Tkesouraiia nos das ifj, ne 19 de
Junbo prximo viudouro pelas 11 botas da
xuarb se bao de ai remallar em basta pu-
blica a quem n>ais der por tempo de bum
anuo untado do 1, de Julbo do correte as
Beodas seguintes.
1. Fui o das Caixas e Fechos de assucar.
9. Taxa das ptssagens dos Ros dos Muni-
cipios do fiecie e Glinda.
As pessoas que se proposerem a esta aire-
jnataco compareci na Salla dasSessesda
j.redita Thesouraiia nos dia6 cima indicados
;&.unidas de Piadores idneos.
E pera constar se n ; ndou afiixar o presen-
te e publicar pela Imprensa.
_ Secretaria da Thcsonraria das Rendas Pro-
a/inciaes de Pernarxbuco i3deMaiode I841
O Secretario,
i-uiz da Costa P01 locar 1 eiro,
A Tbeicuiaiia Provincial paga acs Empre-
gados F ic.ui.uats es stus Ordenados vencidos
lioa-ez de fcaico p p. nosdias i? 014
ats quc nao le < n.c.Laer>os e nosdias i5r
e it *o su* os Um. i htzouraiia' 11 da Ju-
nbo de ic4.
Joo \. 'lbe/xuieio.
Mms. que com esta sedignem de enserir em escolha que le: a qualidadd da pdoi dj Snr.
sua estima vel folha a fim do Publico confie- \ ReS Barros era que esta re sabio asii jus-.iQ .
cero ardil, e a falcidade do Sr. Teixeira. P1 d Snr. Si Barreu. E que outro
Sei que a idade de 18 annos tres mezese a,a" digno de preencher lio honroca raisso 1
meio nao habilita ao dito seo filho para p- A pouco deixaii'lo a Presidencia desta Proviu-
der cazar-se sem o onsentinrtnto paterno cil onde presura servicia extraordinarios e
mas o meo fim he com esse documento, e relevaulissiuaes e qud Itie gran^eiro res-
com o que venho de expor contestar as falci- peitos e consideraces dos Nacionaes, e Ex-
dades do Sr. Teixeira. Pelo que lite ficar Iraogeiros quejmiis se exJnguird da bn-
muilissimo obrigado
O Seo Muito Venerador e Criado
Joo de Barros Crrela
NuneriodeS. JooGuaIberio, Presbtero
branca dos amigos da tran juiliiad e da pros-
perid>de do 1'aiz conhecendj muito de pdr-
to a corpora os seutimeutos elle era de certo o mais pro-
secular Viga rio Collado na Parochial lgaeja P" Para manife.tar ao iVlouarcln cora
de Santo Antonio de Garabuos por Sua ;VJa- Iranqueza, e assegunr-lhe sua constante ad-
gestade Imperial e Constitucional o Seuhor | ez0 e v<>iada fidelidade a sua August* Pes-
Dom Pedro Segundo que Dos Guarde kc. oa Nao sou suspmto Sur. Radaotores, nao
Certifico que revendo os Livros d assentos lisongeio ao Poder falo verdades de tolos
de Baptizados deata Freguezia de Garanliuiis conmcidaii o Snr. Reg Birros co uo parli-
em hum d'elles as folhas trinta e ottj acha-se cular ,ie bum Cilado prestaue e exedllen-
amigo
o
seo a mi jo
i e
o ussento de que fazmenco a Peticio retro t ^e "al de lamilla
cujo tbeor Iih da forma e maneiru seguin- como humera publico tera tido semirepor
te Aos dous das do mex de Marga de timbre ser hourado jumeeiro denteres-
mil oilo ceios e viole e tres nesla matriz de sa(i0 *u>leulador da ordem e da Literda-
minha licenca ao Padre Coadjuctor Francis- ^e do Imperio. Conlinuarei Surs. Rddac-
co Jos Peixolo baptizou e pos os Santos O- torei se usira for preciso.
O Cidado Indepeudente.
jNoticias
ist rautii*ds.
liosemJacinto com quinze dias da idade,
filho legitimo de Antonio Teixeira de Mace-
do e Clemencia Francisca : foro padrinhos
Jacinto Ferreira Callado e Justina Mana de
Jezus ) e para constar mandei fazer este as- Festejos no Porto por occasiSo do anni-
sento em que ma assinei O Vigario Joo versario de S. M.
da Silva da Fouceca. Tendo sido por ordem superior transferi-
Mais se nao continba e n dito assento o dos os lestejus do dia 4 para o dia u, tiverio
que bem e fielmente fis copiar e vai sem estes logar em o dilo dia em obseqib dos an-
Alexaudre Rod*igues dos Alijos ,
Secretario.
CGRREIO.
O Patacho Paquete da Tercetra sai para
Lisboa no dia 14 do torrente.
PREFE1TRA.
faite do dia 9 do crrente.
Illm. e Exm. Snr. Das partes bojo re-
rebidaa nesla Secretaria consta somenle que
bontem fon prezo por um Cidado o Aleino
Guilberme Guuler por ter espancado a sua
mulher j fui recolbido a Cadeia.
TRIBUNAL DOS JURADOS.
Jury de Sentenca dia b.
Queixa de Joaquim Correia de Araujo
contra Antonio Jos da Sliva por furto de
escravoa tomada a accosaco por parte da
Justica ; foi rundemnado a um anuo de ga-
les, e na indemnisaco.
,cuz, queduvida faca oque sfirmo in
fid de Parochi. Villa deGarahuus 3o de A-
bril i84a.
O Vigario Nunerio de S. Joo Gualberto.
Estavo reconbecidas.
nos de S. M. embandeiraro -se t >doS 03 na-
vios nacin es e estrangeiros surtos neste par-
to e bou vero as salvas d) eslylo. No cam-
po de Santo Ovidio ao meio dia furmaro era
grande parada os corpos da guarnico ; que
Snrs Redactores. er' arlilbfia 5fl ^'"s de inrara.Sri, 6 e
Lendo por accaso o Echo da Religo de'a8 r* caSttUores e e,<* municipal di in-
do passado deparei com huma correspondencia I Unlen* ecaval^a. qe ludo orcava por
assignadapor Hum Militar e retex- aoooPrafas ; Ex,u- ar*> das Lages, coro-
onaudo sobie seo contexto pareceo-me que 1 u commanda'a loda forca, que se
a mesm a nao ser forgicada por ceno Jezu- 5?a,Ptt"Ja Pela n[ P*<* de recmta S.
tadosnossos das, lem por autor algum -' dB.AlcobaSa command.ute di
Cdbo de esquadra pela Lgica que aprezen-
Correspondencias.
Snrs. Redactores.
Tendo o Sr. Sargento Mor Antonio Tei-
eira t!e Macedo leqnerido ao Rmo. Sr.
Goveinador, eProtizor deste Rispado, bu-
flj uidtm -ircular que els mente obec
ta e pelo modo com que raciocina. Censu-
ra o tal correspondente do Echo Hum Mi-
litar ao honrado, e benemrito Commao-
dante das Armas o Snr. S Brrelo por baver
o mesmo escollado sem cooseulimeiilo deile-
Mililar ao Snr. Major Francisco do Reg
Barros para em uome da corporacio miliuf
desta Provincia apresenUr a S. M. o I., vo-
tos de fiiicilaco e iedihdade i sua Augusta
Pessoa t e assislir por parle da dita corpura-
9o ao acto solemne da coroaco e sagraco do
mesmo Augusto Senhor. Com eleiio Srs.
Redactores custo a crer que se rasbque
assim para o publico e que a malidicencia
encontr em hum acto praiicado com raadu-
reza e reflexo molivo paia moidacidude.
Coslume lie anliquissim, e iinmeoioiidl que
empregados de cerla oidemaproeulem ao .Uo -
uarcbaeu yur eacnpio, cu
diviso, acompanhado do seu estido miior,
correu a linha em revisra. e leita a continen-
cia deu os i viva* do coslumu, soberana,
constituico. a elrei, a que a tropa responieu.
Toda a lorc desfiiou pela ra nova do Al-
iada, e veio destrocar praca nova.
Observamos que a tropa eslava toda muito
aceada, e ostentara disciplina e garbo mili--^
tar. A guarda municipal apreseutou-se cora
uniforme novo que eru muito luido e rico,
de gran Je etleilo, o que foi devidj aos exfn
90S do s u commandanle o eoronel Saavedra ;
lodos os commandautes dos corpo, sao dijnos
de elogio pelo arranjo militar dos seus so' 1-
dos. A concorrencia do poyo foi numerosa,
sentimos poira duer que nao huuve o mus
pequeuo sigual de euthususmo ; algu as ia-
nellas liiiUo cobertores.
A' noite uo tbeatro a concorrencia foi nu-
de, mas nao extraordinaria: os camarotes es-
*ucr layio thvios, uoUudo-se uelle
us as pnu:iiii


DIARIO DE PERNAMBIICO
3
Sk
luthoridades: s quees alguns assipnantes ce-
dero os seus camarotes por ser da de reci-
ta italiana. Descoberta a tribuna real, appa-
rereo o quadro da soberana, e sentimos dizer,
iue esta appariclo, o
o
o
Calende foi aprehendida um preto anda
bussal, e que por isso nao diz quem o Sr. ,
ero consequencia do que qualquer pessoa que
, sejulgar coro direito no mesmo dirigindo-
anno passado eletrica se aquello engenbo, dando os signaes, de
o causou agora sensaco : concluido o hym- prompto Ihe ser entregue,
o sua Ex. o Sur. administrador fiera!' Avila Francisco Antonio Pereira
u os 3 vivas rainha, conslituigo, e ssr A Companhia da fabrica de
re; mas por um daquelles phenomenos
a Eolu^c apenas se pode explicar pelo des-
o publico, S. f xi. leve o pesar de nao ser
correspondido pela assembla, que ficou im-
passivei ; e apenaB duis ou tres pessoas lhe
responderlo l! I A pepa foi o desertor por
amor, do mestre Ricci. que nao recebeu o mais
pequeo applauso. Alguem que nao condece -
mos recitou d'um camarote da quarla ordem
uns versos, que pouca gente entendeu, e que
promoveroo liao dos espectadores. Ero algu-
mas mas poucas casas de administrares pu-
blicas, appareeero luminarias e reinou per-
feito soreg.
Os sucessos do i a sao sobremaneira signi-
ficali\os. O amor que os porluenses consagro
sua infeliz soberana arde puro, e sem que -
bra como pois explicar este silencioso indilfe-
reutismo ? JS apresentamos este quadro aos
genitores do governo e sua roaioria.
(P. do Porto.)
i O n i
Basta referir para exe:i>pto do desconten-
tameoto geral um s lacio por tudos. Em a
noiie do dia la, em que se feslejava o anui-
veisario natalicio -t raiulia, houve espect-
culo no llieatio de S. Joao : os vivas levanla-
dos pelo Sur. administrador geral foro lo
nal recebidos, to framente correspondidos,
que a vos de S. Esa mais pareca a voz do
que clamava no deserto, do que a voz da pri-
meira authoridade Portueuse uo meio d'huma
stembia aumerosissima
Estes vivas do ihealro fizero conhecer a
muita gente qual a sua erdadeira pesico ;
e foro um indicio urna amostra fiel do que
e pensa no reino todo : o povo est aneado
de sofirer e de pagar para os oulros comerem;
o suor do povo nao boro materia! para hy-
polheca em tena de livres -- liir mu pou-
co estomacal paraos dspotas e sevandijas que
penso engordar coro os tributos que lhe Un-
.mero.
OAtblela.
(Do Nacional de Lisboa de 2i de Abril.)
LOTERA DO SEMINARIO.
da venda : Os bilbetes achio-se as casas se-
guintes Recife ra daCadtia loja de Cam-
bio do Sor. Vieira, S. Antonio ra do Ca-
bug loja do Sor. liandeira Boa-vista bo-
tica defronte da Matriz do Snr. Moreira, em
Olioda nos qualro cautos venda do Sur. Jo-
s Manoel dos Santos.
licadez* *e seguranca que possivel, o t- so responsabelua pila f.lt* d> me#m >.
boado al serr lo to perfeito que qussi se Francisco-do* Kei*(*
pode fazer a obra sen levar plaina \ as pe- 13- Vende-se urna venda com o ho4o*
oas que quizere-u ali mandar serrar mideira de una conlo de reis pouo uta ou aeiiw ?
de qualquerqujlidade podero eutender-se ou que o comprador quizar ,
~. .. _-._.:>..:. __ _.,, M-_, I~ i n ti p\m grande-i >nU.

de Souza,
pinIii da fabrica de fariulia de
trigo tero a honra de partecipar ao respei-
tavel publico em geral e aos seu fregue/.es
em particular que tem o-lhes chegado urna
carga de trigo de urna qualidad* muito supe-
rior acho-se as circunstancias de supprir
aquelles Snrs, de quem existero encomroen-2
das para a farinha e rogo as pessoas que
querero ser servido da nova mo.igem de man-
dar avisar at o Hro da prxima semana Tam-
bera aquelles Srs. i. que precisio do farello
novo podem maudar buscar pelo pre90 anii-
go de 3Uaoo rs. o sacco de 3 arrobas. A fa-
brica est aberta todos os dia para estes Srs.,
e assuas familias que quizerero vuital-a.
or Aviza-se pessoa que na noule do di
8 docorrente mandou por uro negro, por u-
ma eondeca coro um menino dentro e urna
carta, as escadas de um sobrado na ra do
Rangel; que a dona da caza por inconveni-
entes nao pode ficar com tal enanca e por
isso se t boje a noute a uo forero bucar a
mandar laucar na roda. .
tsr Roga-se a qualquer pessoa que tenha
recebido do Rio de Janeiro carias para An-
tonio Ferreira de Oliveira queira enlen-
der-se com Joze A. M. Bastos & Companhia,
na ra do Queiroado por cujo favor muito
se ihe agradecer.
er Preciza-se de urna ama para o servico
interno e externo de urna caza de pouca fami-
lia como tambem para a coropanbar a mes-
ma familia para lora desta Provincia ;, ua
ra da Florentina 4* caza altS de chegar
ao mar.
OT A pessoa que achou uro papagayo con-
trtelo com urna correte no c leve o a
ra Nova D 9 que receber J pitaces.
iST* Da-se um cont de rs. a juros de a pir
cento coro bypotbeca em urna caga livie :
quem quiser annuncie.
tsr Quem quizer dar trezentos mil rs a
juros coro hypotheca em urna escrava ;
dirija-se a ra Direitt, D. !\-j. que achara
coro quem tractar. (
tsr Roga-se pessoa que levou por enga-
o da. Sqciedade Tarpsickore em a noute
de 5 do correte um chapeo de sol.de seda
preta o obzequio de o entregar (sendo que
O Reitor do Seminario de Oliuda convida queira) na ra do Cabug loja do Sr. Joze
os amantes desta jogo a compra dos bilbetes Peres da Crus } o qual se acha munido dos
da 2 parle da 17.a Lotera, cujo plano poderes necessanos tanto para o receber,
i foi publicado e as rodas andaro uo cor- como para agradecer a pessoa que conscien-
iente mez dependendo o da da concorrencia ciosamenle o entregar.
xsr A pessoa que annunciou querer tal-
lar a Joo de Aleroo da Cmara Cysnero ,
queira declarar seo nome e maradia para ser
procurado.
ssr Urna Senbora de boas costumes se
propoem a tomar criancas com ama para se
criarem com leile eropedidas e dezempedi-
das } e tambem se receben as que estiverem
j desmamadjs para se acabaren de criar
com todo o mimo e amor: na ra do Fernan-
des (ou Concordia) caza pegada ao sobrado.
tar Quem quiser comprar urna caza ci-
ta na ra de S. Joze, D. lii drija-se a ra
Augusta, onde mora o Tenente Almeidi.
Si" Aluga-se urna salla boa muito clara ,
e a quartos com bella vista para o mar, a
quallem proporces para um escriptorio : na
ra da Cruz D. i, a. andar juuto ao arco
do Bom Jezus.
tsr Arreuda-se ou vende-se um sitio na
Boaviagem coro duas cazas de taipa bas-
\visos Diversos
Jos Antonio Pereira da Silva avisa
aos paes de seus alumnos que mudou a saa
Tesidencia para a ra das Cruzes, D. 6 se-
gundo e terceiro andar, onde contiuua a ad-
roittir meninos pnra o ensino de primeiras le-
tras e de estudo de grammalica latina coro
aperfeicoamenlo as mes.nas pelo n.od.co
preco" estes de tres mil rs. e aquelles de
dous pagos mensalmente; prometiendo o
mesipodesempenho, zelo, e actividad* que
i lem praucado com alguna de seus alumnos,
cojos paes j liveio a satisfayo de os ver
uromptos e approvados plenamente ; o an-
iiunciaute visto a commodidade que tero a ca-
za anda pode receber mais alguns pensio-
nistas para os mesmos ensinos pelo preco de
vinte 0.1I rs raenaes pages a quarleis adi-
anudos, obrigando-se o annuucianle pelo
bom tr-tamenlo, e lodo o cuidado dos que
ihe forem confiados.
S^- O abaixo assignado, a bem da sua re-
pulaco para com o bt. Joze Carlos Teueira,
uoje residente em o engenho Megnaipe de ci-
ma, prevaiecendo-se do Diario desta Provn-
:ia,
maugueiras, e plan-
a fallar na ra Augusta
caa
, faz ver ao relerdo Sr. que veucendo-
, uo sua letra no 1. do prosimo lucluro
s de Julho ue cuja lhe devedor dig-
-le igualmente por uieio desta lolba scl-
.itifical-o onde dever resgatar a letra de que
iazoaen;au: isso pois para nao esceder um
a momento do seu vencimento e aquelle
i>r. apioveilar do ensejo para verificar o que
uleiiormenie pronosiicou do seu melindre.
AMim laobena declara que no seu eiijeuho
tanles pez de coqueiros
las de capim : a fallar
em que inora o lenle Almeida,
yy Preciza-se fallar com u Sr. Joze Tlio-
maz das Naves \ na ra do Cabug loja de-
fronte da Matriz.
SS7" Na loja de Joze Joaquim da Silva
Maya na ru do Crespo D. lado do
norte ha para vender superior agoa de co-
lonia em garrafas grandes, por preco coro-
modo; e bem assim chapeos de sol de seda a
45oo e 5ooo rs.
tar Na pra chapeo u. i e 19 ha para vender marru-
quins de todas as cores e por prego commo-
do tanto em duzias como a retalo.
tsr Qualquer pessoa que quizer fazer uno
atierro no lugar do Carmo veluo de em-
pleilada em um lerreoo de trmla palmos da
trente, com ceolo e vinte palmos de lundo ,
falle no Ca lorio m ra das Crues D. o.
t^- Acha-se proropla a herrara de agoa ,
no Monteiro que ouli'ora foi do E oiguio ,
preseuiemeuie esla monlaia cu u a amor de-
com o seu proprietario, na rui Nova 4 O, i >
cr Quem quiser comqrar um molequede
ida le 1 i annoi ; dirija-se a ra do Cabug
loja de ourivrs, n. a que se lhe dir o mo-
tivo por c^" Preci vi-se de um feitor pira uro sitio,
o qual entenda de planta9so e de vaccas de
leile quem quiser annuncie.
tsr Um homem.de idade e estrangeiro ,
se propo.'m-so a feitorizar qualquar sitio ,
que lem bastante pratica e entende de po-
dar e ensertar e tudo o mais que necessa-
rio em dita oceupaco : quem delle precisar ,
anuun ie para ser procurado*
tsr Precisa-se alugar urna casa terrea em
quilquer ra do bairn de Santo Antonio 1
quem liver dirija-se a praca da Indepen-
dencia loja de ppalos de Joaquina Pereira
Arantes.
tsr Quem precisar de urna mulher para
ama de casa ; dirija-se ao patio do Car-
mo, D. 6.
tsr Precisa-se de um caixeir para tomar
conta de uroi venda por balanco dando fia-
dor a sua conducta j o qual dar-se-ha inte-
resse i quem pretender dirija-se a ra Di-
reita 1). 49 > das 6 as rt horas da manh lado do nascente.
ssr Por precisio vende-se um escravo bom
canoeiro, e entende de p!antaco de sitio ;
quem o pretender dirija-se a ra das La-
rangeiras por cima da refinago.
tsr Domiugo 6 do correte, pardeo-se ou
(urtaro das orelhas de urna menina um brin-
co pequeo, de filagrana : quem o achou
querendo enlregal-o o poder fazer na ra
Nova loja de ferragem, D. 10, que rece-
ber o valor do brinco.
tsr Aluga-se um primeiro andar de so-
brado, com comraodos bastantes, de ra a
ra ; quem o pretender (sendo pessoa capaz)
dirija se ao Recife, ra do Amorim os
venda da quina do Sr. Ramos.
tsr Quem anounciou querer comprar a
historia de Viclor ou o Menino da Selva j di-
rija-se a ra de Ortas, venda da quina que
vira para S. Pedro.
O Sor. que aoouuciou querer um ba-
h uzado ; dirija-se a ra do Queima-
do, D. ii.
___O abaixo assignado faz scieote ao
respeitavel publico que perdeu 3 letras ,
aceitas pelo snr. Joaquim Jos Rodrigues da
Costa ; a primeir* psssada a ao de Maio p p.
a a mezes ; a segunda 4 mezes ambas da
quantia de 35Uaoo rs. cada urna ; e a tercei-
ra t mezes da quantia de J0U000 rs. } u-
ma dita do Sr. Luis Francisco Correia Gomes
de Almeida da quantia de i5oU rs. a 6 me-
zes urna do Sr. Felipoe Rodrigues Campel-
lo, da quantia de 14U80 rs.; urna dita do
Sr. Caetano Aureiiano de Carvalho Couto a
j mezes da quutia de 40U rs., e j lodos
estes Srs. esto previoidos a uo pagar, seoao
ao abiixo assiguado.
Joze Coelbo Neves.
__Alua-se o segundo andir da caza D.
4 da ra do Crespo lado do oorte : a fallar
na loja da mesma.
Quem precisar alugar urna caza com
muitoscommodos ; dirija-se as 5 ponas D.
ai onde tero lampio.
__Precisi-se de alugar urna preta ou um
moloque para vender na ra que seja fil,
e ddlente paganio-se-lhe diariameote
4o rs ; a quem convier annuncie.
A pessoa que em das de VIaio p. p. ,
annunciou pelo Unrio, dezejar fallar com
Maooel Nunes Bahiense pode dirigir-se a
ra larga do Rozario, em casa do Dr. Barros,
junto a botica do Sor. Manoel Felippe, se-
gundo andar por cima do alfaiate.
__Quem quiser comprar arroz branco pi.
lado lano em saccas como em porco me-
D. 31 com grandes co.nmod js para famili
endependente da venda e fregueeia para o
Matto i quem a pretender dirija-se a nae-
ma que todo negocio se far.
tstr Na ra do Nogueira ha um bom soto
com seu competente quarto para se alugar
pessoa cipas : quem se julgar em tai circuns-
tancia annuncie.
tsr A pessoa que annunciou dar u<3oo,ooo
res premio de dais por canto, sobre pinbo-
res hypothecas ou boas boas Srmas sen-
do que queira dar foo.o >o reis com hypo-j
theca em uma caza terrea paqueaa annun-
cie para ser procur 1 I >.
tsr Offerece-se urna pessoa capas para cW
xeiro de qualquer oc^upac3 excepto de bal cao
e d fiador se nacessirio for, na boiica da Jo-
eira da SiUeira se dir.
visa-se aoi Snrs. Fabricantes de ra-'
ao conbetes com xumbo em pasta
em praca ao roeu Jil na Alfan-
I impujnio > fei'-a a !tfeuron &
ComM Iqyaovabr de oj,ooj reis ireza
cunhetes alo para b)lA d lira e sale pira
da meia libra peza.ido o jo canhetes 3,9^0
ibras para mais o qu3 se venricir no acto
da entrega.
UT O abiixo asignado Procurador d*
Cmara Municipal d Cidado de OUnda, a-
visa aos foreiros da meimiCamira, queso
acha prompto nesta Cidaie a recebee os foros
todas as Sextas feirai, dis g horas di ma-
3 da tardr)
na ra do Cvespo ,'
, e naju1!i Cidada
na ra do Bomm
nh at as
loja D. 7 lado do sal
lodos os mais das
D. si.
Antonio Nunes de Mello. .
tsr O abiix assignado, ulo pdanlo
mais suportar o empue do reultadj d se'.t
trabalho aviza a todas as pessoas que leaoa
obras de marcineiro a concertar na sua t'.:.i -
da, e que sabem que ellas esti pr> nolis .
(algumas a mais de anas) as queirio vir bus-
car no prazo de quinte das } e se assiiu o 11 o
fiterem perdero o direito ^u a ellas teem.*
Salvino Jaze Ribeiro.
tST Precisa-se de um sitio ou mesmo da
um bom terreno que tenha propir^es para
ter I a t 16 vacia do teile e que nao seja
muito distante desta praca ; quem tirar ao-
nuncio para se tratar do ajuste.
ar Aluga-se um primeiro ou segundo
andar de sobrido sendo no biirro da S. An-
tonio em boa ra dando se palo aloguar a-
the aoo.ooo reis ; drija-se a praca da Inde-
pendencia n. 33 e 3j ou annuncie para
ser procurado.
tsr Quem annunciou querer comprar ej-
cravos de ambos os sexos querendo comprar
urna que tem de idade vinte anuos pouo,
mais ou menos que compra e vend ua ra
ensaboa e cozinha o ditrio da urna casa Q
vende-se por nao querer servir j a quem Ib.
convier dirija-se a ra das Trioxetras so-
brado u> al.
ssr Quem precisar de uai preti para fa-
ter lodo o servido da umi cisi, a qual he bas-
tante hbil sabe coser e eng i-nir ; dirija-
se a ra Direiti, no sejuuio andar do sobra-
do f. 7.
sar AIua-ieo a. e 3. andares azadi c
da ra da Moa Ja de i andares com boa*
commodos : os partendeutes dirija-so a ru*
do Vigario D. i.
s^ Precisa-sede 100,000 a juros com se-
gurancia ; quem quist dar antiuucie.
Avisos Haritimos.
iioi es, e por muito cmodo preso r ua ven-
da da pracinha do Livrameuto D a5.
O abaixo assignado tendo ficado com
a loja e dividas da ra do Queimado, de Fr-
cisco Raimundo dos Santos roga aos deve-
dores do mesmo que quanto antes venho
pagar nt ra do Crespo loja D. 6 e isto
antes que se acabe o prasode 5 das j mar-
cado em outro annunc3.
A11 ton i Luis dos Santos,
e meia
horas da noute entrar pela porta de uro 1
ca/a na ra do Colovelo D. i3 um prelo
bussal, o nuil nao sibe dizer quem seo Sr. ;
a pessoa a que.u derteiicsr Uinja-se a mes-
mu que dando os sigtues certos lhe ser en -
iregde; (i'.audo ceno que o auuuuciante uao
No dia 5 do correlo s oito
"PARA RIO DE JANEIRO segu em
poucos das o Patacho Nic Saraiva chegado
receutemente do m?smo Porto pode aini
receber alguma carga a. pnssageiros po" ter boas commo ios a tratar
com Antonio Francisco losSinlos Braga n*
ra da moeda n. i't?.
PARA NEW YORK a Barca Americana
Cuttersahir com b.\idde i quem quiser
ir de passigem, ou car ;,', ic dirija-se aa Cmi
signatario Vlc. Calmoui t Companbia.
PARA O PORTO tbe o fim do correte
mes, o bem conhecido e velleiro Bcigue Por-
tuguez Priroivara Capilo Jos Cirios Fer-
reira Soires por ter a miior parte do seo car-i
regament prompto -, quem quiser carrejar ,
ou bir de passagem para o que tem muilote
excellentes commodos dirija-se a .Vlanda ot
liveira di ra do Vigario D. i ou
ao mesmo Caoito.
PARA O UiVrtEaBarca francesa Ca*e-
roir KMavijue saStrat odia ud^ <||
MUTILADO

!
I


i
1


DIARIO DE PERNAMBCO

5
renle ; quem quiser carrejar ou ir de passa-
pem para o que tera excedentes rom modos,
airja-se aos seos consignatarios B, Lasserre
& Companhia.
Le la, o
Segunda feira i\ do corrente s 10
horas da manila o Corretor Oliveira far a
venda publica da mobiiia do Snr. Roben, re-
tirado prximamente d'esta Provincia con-
sislindo principalmente em cadeiras e rama-
p4s de Jacaranda commoJas, mezas de jo-
go ditas redondas de meio de Salla, e de
jantar, armarios, leilo grande, camas de
vento rasos para flores, lampiues.com man-
gas espelbos hum piano l.nm bilhar ,
toilette para Snra., quadras grandes copos
de cristal, robarlas de prata para pr.tos, co-
lheres de prata facas e garlos dois apare-
lbos de porcelana bu na com Leira dourada ,
hum cavallo com farreios, e muitos outros ob-
jcctos: na ra Nova defronte do Guo da
Matriz no primeiro andar da casa onde exis-
te a Joja do dito Sur. ioLert.
ssy Que na presenta do Chanceller do
Consulado de Franja e por corita de quem
pertencer fazem Adour & Cotnpanhia na sua
casa na ra nova D. 4 boje 11 do con ente as
10 horas da marina em panto por nterven-
co do Corretor Oliveira tendo papel pintado para forrar sallas urna
dita de cpalos de couro de lustro para ho-
tnem e urna diu de sapatos de marroquim
para meninos.
ey Que fazem Crabtaee Heyworth & C.
por interventao do Corretor Oliveira de va -
rias fazendas a variadas enclusive chitas cas
Um sitio pequeo em trras foreiras^,
na estrada denominada atterrnho do Giquia ,
com fruteiras novas como sejo larangeiras,
pinheiras parreiras e boas mangueiras, urna
carroca em bom estado e um boi manco* a
tratar na ra de S. Gonsalo com Manoel Eli-
as de Moura de raanh at 9 boras e a tar
de das duas em vante.
ar ns brincos de espeguilha com bas-
tantes brilhantes um eardo fino um me-
dalha com diamantes egnsoita um colar
ludo sem feitio 3 meias ppas cartidas de
azeite um canteiro para aa mesmts, e a bar-
ril pequeos; na ra dos Qaarteis D. 11 no
primeiro andar*
tsr Dous negros robustos proprios para
engenho ou outro qualauer trabalho duas
negras, e um moleque proprio para qualquer
oficio e ama negrinha de idade de .4 an-
nos com principios de costura ; ua ra ora
defronte da Conceico ti. io3.
9> Sapatos de setim de todas as cores
para meninos a 56o sapatos de mirroquim
Craneer.it nao ditos de dura tos de bezerro francex de urna sola a 19.0 e
outras muitas fazendas que a vista do com-
prador nao se deixar de faser a venda } no
atierro da boa vista loja D. 16.
tsr 3 alambiques sendo daus de cobre e
um de folha, de differentes lamanhos, e pro-
prios para botica ; no atierro da boa vista
D. 4o.
tsr Um moleque de idade de 16 annos ;
na ruadireita nadara do Machado.
rama do castellode Mazini ;
gio D. 6
na ra do Cole-
dla a 1910 muito bom e farinba de
araruta ; na praca da baa vista venda D. 9
unto a botica.
tsr Pipas
ma 14.
tsr Duas pretas macas de boas figuras e
habelida.es urna dellas coln!) a bem bar-
taroboretes
pome, n
passas as melhores que existen, ,
de figos e urna porco de peira
ra nova O. a5.
W Ou arrenda-se em ultimocaso o en-
genho Pirangi na comarca do Rio Formoso
vasias } na ra direita Deci- I com todas as propareoens para plantacoeas,
trabalha con aniones, e se acha moenleJ)
da ,
lo,
. por preco
sas sanas e destas muitas limpas porem ro Ico venda que esta pintada de amarelo.
tas e de grande sorttnento de fazendas lim- '
e faz lavarinto, nao se vende por deffe-
dous pretos para todo o servico 3 mole-
ques d idade de 12 .a 16 auno* dnas rao-
lecas do idade de i annos, um molalinho
de idade de 16 'annos sapatero batn pa-
gem ebolieiro e um preto bom coznhero ;
na ra de agoas verdes casa terrea D. 37.
tsr Baldes de madeira de amarello com
baaferragem para carregar agoa a aooo ;
defronte do vivero do Muniz casa D. 11.
tsr Um uegro de naca o angola canoeiro;
a fallar com Marcelino Jos Lopes.
cy Riscados largos muito finos a 2oa o
cavado cambraias adamascadas a 4400 a Pe~
ca ditas lisas a 4ooo ditas bardadas de co-
res a 35oo chitas de muito bans pannos de
cares fixas a 160 i8a e aoo res o cova-
do cassa lisa fina a 48o a vara paninho a
44o uassasde quadros a 3ao e 480 breta-
nha de linho a 480 lencos brancos de cam-
bra* a 36o ditos coaa erabanhado largo a 5oo,
ditos de cassa branca e de cores a aoa e a4o ,
algodozwho a i4o e i6a dito encorpado
americano a 180 chila a 140 o covado, brias
de listras de linho puro brancos e de cores a
Um braco de balaoca com as conxas 800 rs. a vara ditos de algodo a 48o, pecas
.. dous pesos de duas arrobas um lampio de madapolao a a9oo e 3aoo dito fino a 4000
- prandede vidro que serve para venda ludo superfino enfestada a 5aoo, e a vara a 16.1,
- por preco comino-Jo ; na ra do Manoel co- 180 aoo ajo e a8o casemiras msela-

carrete sem nada Ihefdtar efaz-se o nt
goco coma safra que se est criando e dfr
botar para mais de aooo pes ; quem o pr
tender por compra se devora entender primer
ro com a casa da viuva Casta & Filhos para
dar desobriga de urna divida a que o' effgt;-'
nho est obrigado ; trata-se com o proprieu-
rio do mesmo Joo Francisco Santos de SU
queira no mesmo engenho, ou no engenho
Perereca no destricto do Rio Formoso.
Escravos Fgidos
tsr
Urna barretina nova
lada a 800 o covado panno preto a 3100
1 farda em chales de casemira a a8ao pecas de bretanba
paspara l'e'ixar contas constando de chales1 meio uzo proprio para oficia', de guarda na-! de algodo cora 10 varas a 1600 esguioens
riqusimos lencos de i e de seda de novosl cional e um oculo de quatro vidros com os de 'nbo chapeos de sol de seda para hornera
gostes anda nao vistos neste mercado, muitos aros de prata e os elementos de grammatica e senhora los de linho brancos gasemiras
pannos finos atuej pelos e de cares, e ricos franceza por "Lhomond por preco commodaj e panos de cores da melhor quaUdade poss-
alcoxoados propros para coleles terca feira1 na ra do collego loja D. 6. | vel meias pretas de algodo lvas de se-
15 do correte ,. no seu arniazera da ra da' tsr Urna escrava creoula de bonita figura, da para senhora, brins de Hamburgo liso,
Cruz, e principiara infallvelmente as 10'cose, engomara, e cozinhaj na ra do Cres- e alera destas outras muitas fazendas por pre-
horas da manb com qualquer numero de po loja U. 6 lado do Sul. | co barato e se dio as amostras para os com-
persoas nue te acbarem peseu;es. | %&r Barrs com breu ditos com salitre Piadores conhecerem as boas qualidades ; na
tsr (^ue faz Joo Keller no sen armazem '' refinado sacos com farelos ditas de pimen- ra do Qaeimado D. 1 primeira loja vndo
na ra da Cruz n. 56, peranto o Chanceller ta do reino rolos de fumo barricas com da ra do Crespo.
farinha ordinaria para chapele'ro, meias bar-
ricas cora dita boa bolaxia2ooo a arroba ;
n\ ra das Crujes D. 9
tST Urna negrinha de na cao de idade de
14 annos ptima pira raumbanda por ser
recolbida cosee cozinba j na ra direita D.
ao lado do Livramento.
%ST 36 globos de vidro 4 bancos de
doze palmos cada um muitas taboas que
servem para lampas de barricas caibros ,
encbameis e tabaas de todas as grossuras,
cora muitas dobrdicas eoutre- arranjos do tratar no largo da Matriz de S. Antonio De-
do Consulado de Franca sabbado 12 do cor-
rente as lo horas da manha em ponto por
inle venci do Correlor Oliveira por cotila.
e risco de r/uem pertencer de 19 duzias e
meia de lencos de ciccbrai 1 bordados bran-
cos e de cares 5o corles de vestidos de cassa
fina adamascados broncos, e 8 dunas de cha-
Jes de cassa de loi/j adamascados brancos fia-
dos avariados pela Casimir de Lavigne.
Compras
vsr Um moleque de naca), ds idade de
18 annos hora canoeiro e serrador ; na
ra esireita do Rosario aS.
try Unt grande casa sita na ra da Ale-
gra nova feta a moderna e com muitos
commodos ; quem quiser annuncie.
tsr O sitio da Ibura que fica junto ao s-
ttio denominado estiva com alguns arvo-
redos de fruclo bastantes trras de planta-
coens chaos propnis com too bracas de
malas cora boas madeiras fie construco : a
Kir
A historia de S. Clair das libas que ex iheatro de Oiinda, tudo por preco commo- cima 7.
cleja em bom estado ; quem tiver annuncie.
Vendas
Bichas pretas muito boas e urna por-
co de caixoens de doce de guiaba de 4 em
arroba muito bom e por preca rom modo ;
no paleo do Caimo venda de Narciso Jos da
Costa.
tsr Dovsbois manos de carro; a tratar
no engenho Com Jess da Malta com o la-
vrador Silva.
tsr Urna .3tureiia de jac?rand; obra di-
gna para qualquer senhora; quem a qubar
annuncie.
tar Nova grammatica franceza, por Emi-
JioSevenne, aous voluntes encadernados em
um i6 ultima cdiio no Rio de Janeiro,
Algebra e geometra de L.'.crnix em portuguez
compendios adoptados no Liceo e no colle-
gio das artes; todos est livros em casa de Jo-
o Cardlo Aires na r ua da Cadeia.
tsr Cautellas da Lotera do Semina:o ,
ganhando a vigsima parte dos premios, ca-
liendo na sorte dos /,:c.o cao duzeutos e os
znais premios em proporio ; nas lojas das
Snrs, Quaresma praca. da Independencia ,
. Victorino 1 ua dos Qu irteis U. a Claudio
relojeeiro ra do-' bu^ Caetano atierro
da boa vista n. ao em Oiinda ra de
Matbies Ferreira n. \o Lu-a Pinto Ual-
tar e Das 8i Cimba na ra da cadeia ve-
Iba e em i"sa do Laixa na mesma ra n.
54 > outie haver sempre Lora boriimento de
numeras, levando urna cutella gratis o com-
prador de i5.
kr Dcus escravos mocos um com ofcio
de alaiale de toda obra ptimo para pa-
gem por ser de bonita figura e ser zeloso e
caprixar em tudo e outro moleque de ida-
de de 15 annos na ra direita ao p do beco
deS. Pedro loja D. 34,
do ; a fallar no Recife no Iheatro pub'ico.
t^ Vinho de Bordeaux em qnartobs e
tsr i travs de 49 palmos de com pudo e em caixas por preco com modo ; era casa de
10 polegadasem quadro 3 ditos de 37 dios A- Hosch na ra da cadeia velha D. 17 pri-
de comprido e a mesma grossuru, dous pran- meiro andar.
chones da i7 palmos um de i e o outro de tsr Moendas horisontaes de varios taa-
lo polegadas de largo, todos de oiundim car- nhos para agoa e para animaes laxas de fer-
valbo 6 bosardas grandes de sicupra que ro coado de todos os lamanhos a 100 a libra,
servem para barraca ; para se verem no por- ditas de ferro batida a a jo a libra ditas de
todas canoas onde lem carrojas, e para o ferro coado de beico virado a 80 rs, a libra
ajuste com Manoel Antonio da Silva Moita na maquinas de vapor de forca de 3, 4 e 6
ra da cadeia n. 6. vallos da melhor construio por preco
tsr Um aparelho completo para oficial de comraodo urna prensa hydraulica que ser-
guarda nacional ; na praca do Commerco ve para emprens no botequim do Alnenla. encaixar assuear,- n\ ra da senzala nova O.
(> Sacas com farinha de mandioca do casa de Fox Stodart.
Rio de Janeiro assim como de Sorui e de I *sr Urna propriedade de casas de 3 an-
Mag superior a da Muribeca ; no armazem dares e um solo, toda envidrassada va-
de Antonio Francisco dos Santos Braga na ra randas de ferro chaos proprios ; bom quin-
Bo abaixo assignado e de sua fazenda
da Macavbira termo da Villa do Pesquero
Comarca do Brejo da Vladre de Deas fuo'
m da de Setembro p. p. o escravo Jo iquii'D,
lrio do mesmo serla o o qual o bou ve n0.
b*rangt do seu sagro o finado Jos Cordeiro
Maniz Falco os signaes do escravo sao 0j
ceguinte alto cheio do corpo cor bem
preta, pernis bastantemente grossas, fa|i.
alguoi tanto rouca temo vicio de embra!
guez t he bastante pratico nas estradas do ser-
lao pois em outras fgidas, tem-8e din"
do para os serto?ns da Parahiba. Ttai sida
visto na povoaco de S. Bento e Cicmb9
termo de Garanhuns e ltimamente que tu!
mar para panelas de Miranda ; quern 0 pe*
gar leve ao atierro da baa vista que lera cem
milrs. de gratificaba. Francisco x,vef
Pereira de Brito.
W Fugio na dia 8 do corrente Ura mo-
leque de nome Manoel, creoulo de idide
de 14 a 19 annos mui fullo com as per-
nas tortas a que chamo quebra manpue
com camisa de algodozinho e calcas de
estopa; quemo peg ir leve ao pate0 do Car-
ino 9 segundo andar
tsr Para amanhecer no dia j 0 corrents
ausentou-se do sitio um escravo drt noaie E-
midio, cor bem preta, estatura recular
muito atrapalhada no fallir, con ceroulas'
de algodo curtas camisa do baeta encar-
nada urna baeta da mesma cor ; quetn o pe-
gar leve a S. Amaro no sitio do Raposo ou
na praca da Boa visla D. ai que ser recom-
pensado.
tsr No dia 11 de Maio fugio do engenho
lavtge termo do Pao do AUia, una preta de
nome Roza creoula de idade de ao annos
altura regular, cor fulla, bei.os grossos,
tem falta de u n dente de cinu olhas
des no p es juerdo tem um
gran-
a junta
1
ca-
poueo
grossa e urnas perebig~ imitando cravo ;
quem a pegar leve a ra do Cabug loja de^
fronte da Matriz ou no mesmo engenuo a fal-
lar com Joaquina Uezerra de Menezes.
tsr Nodia a5 de Marco de 184 desipi-
receo um escravo de nome Felis cabra a ca-
bocotado baix
da moeda n. l.Ja.
t^> Urna n.gra de naco de 16 aunos ,
sabe engomar cozer cozinhar, e ensaboar:
ua pracinha do Livramento por cima da loja
que ioi do Sr. Herculano.
tsr Um moleque creoulo de idade de 11
aunos de bonita figura m vicio nem acha-
ques ; na ra velba sobrado D. 34.
tsr Um prelo moco rom oficio de chape-
leiro e cozinhero ; na quiua da ra lar
do Rosario no primeiro andar do sobrado on-
de mora o Sampaio.
tsr Urna cadeirinba em muito bom uzo ;
no atierro da baa visla casa do marcineiro
Joo Biplista.
K3> Para fora da provincia
mo o com oficio proprio para
ra do Lollcgio t). j lerceiro andar.
tsr Ou tioc -se duas partes de Ierras no
sobrado que foi do finado Souto em bebenba,
urna tina oleada para banbo e um relugio
de pedra para cima de mesa ; na ra direita
L). 49 primeiroaudar.
ar A obra intitulada Julia ou o subter-
ura escravo
pagem ; na
lal cacimba com 4 portas de frente sita
na ra do Queimado n. 16 defronte da Con-
gregaco; na ra do Hospicio casa do Dezem-
bargador l'eixoto ou na praca da Indepen-
pencia loja de livros n. j e 38 se dir.
tar A posMe de 60 palmos de trra no fun-
do das cas do Sr. Pavo cujo terreno echa-
se beneficiado e o foro he de 160 o palmo ;
a tratar no atierro dos affogados passando as
casas de vender plvora a fallar com Anto-
nio de (ueiroz Ferreira mestie carpira.
tsr Lima parelba de e cravos de naco mo-
cambique de idade do ao annos 3 lindos
molecotes ladinos de idade de la a i4 annos ,
6 escravos de idade de 18 a 90 annos um be
b ;m carreiro i lindas molecas recolhidas ,
com li.belidades urna escrava que faz todo
o servico de urna casa por 35o,ooo 3 ditas ,
etgoramo cozinho e lavo roupa um
paidinho e urna pardinha de idade de 9 an-
uos na ra de agoas verdes l). 38.
fcy Vinho verde de superior qualidade a
i f grosso do corpo cabeja
grande cbelos a proporcio di cor puchan-
do a pichaim boca regular falla a moda do
serlo por ser filho das recancavos do Cear ,
tem alguns vergoens no corpo que di/, ser de
relho ; quem o pegar leve a ra da Cruz n.
8 que receber 100,000 de gratificaco e se
for p-gada no Cera a Martinha de Borges,
que dar a mesma grilificaco.
illuviiuciito do Porto
CONTIJNUACAO' DAS SAH1DAS DO
DO DA 8.
Rio de Janeiro ; Patacho Brasileiro Somar,
Cap. Jos Mara Somar, carga diversoi
gneros.
New York ; Hiate Americano Planet, Cap.
Daniel Smith carga assuear.
ENTRADOS NO DIA 9.
New York ; 55 das Escuna Americana Exit
de i 24 tonel Cap. S Noyes equip. 8 ,
carga fazendas 3 a Malheus Austin & Com-
pantiia.
Aracaty 27 das Sumaca Brasleira Felici-
dade de i3o tone., Cap. Jos Rodrigues
Pioheiro equip. g carga couro e algo-
do; a Antonio Joaquim de douza Ribeiro
5AH100 NO MESMO DIA. ,
Nova Holanda ; Brgue
ts
S. Gsorge,
J.V/ilsou, carga a mesma que trourf"
Vlacei Escuna de Gnerra Brasleira Be
Americana Commandante o 1. Teen
Candido Jos Ferreira.
2oo rs. a garrafa peras seccas em caixas de____
7 libras c a retalho quartos de caixas de RECIFE NA TYP. DE M. P, Uiu F. i*U.


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E49JPWP1E_0SOW5I INGEST_TIME 2013-03-29T17:00:38Z PACKAGE AA00011611_03822
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES