Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:03810


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Anno de 1841. Te^a Feira
Tudo agora dependo da nos mearnos ; da nossa prndaneia, modera-
eio, continuemos como principiamos, seremos aponudos
tata adauracao entre as Naces mais cultas.
ProdamacSo da Assembiea Geral do Brasil.
Subjereve-se para esta folha a 3/ooo por quartel pasos adiantados
ajstta Typograha ra das Cruzas D.3, a na Praca da Independen-
ata, n.i; e 38, onde se recbeos correspondencias' legalisadas e an-
nuncio insinndo-sc estes gratis sendo dos proprios assignantes. e
To do signados.
PARTIDAS DOS CORREIOS TERRESTRES,
Cidade da Parahiba a Villas da sua preleneo ;......\
Dita do Rio Grande do Norte, e Vlas dem......
Dita da Fortaleza e VUlas dem.............
Cid.de de Goianna....................
*,'n"d! d* lind*.....................
Villa des. Anto.....................
Ulta de Garanbuns e Povoacao do Bonito ..........
Ditas do Cabo, Serinhaem, Rio Formozo, e Porto Calvo.
Cidade das Alagoas, e de Macei............
Villa de Paja da Floree.....................
Todos ot Correioi parttm ao meto dio.
25 de Majo. JVcjm. 112
-<
*%
CAMBIOS. \Uko 4
Londres...... 3i d. por ifwoce!.
Lisooa......8o por o|0 pretOio por metal offerecido.
franca......31o reis por franco. Comp. Venda.
(JORO Moeda de 6/4 res, velhas U#5jo ibfioo
n Ditas novas huoo i4#6m
Ditas de fooo reis, Hgioo -
PRATA PaUcoes Brasileiros ----- ij758? -
Pesos Columnarios----------i#53 -
D.os Mexicanos----------- iASOo -
., MiuJa. ---------------------iJj-
Djsc, de bilb. da 4.lfandega i iiS pir loo ao raer, o|o
dem de letras de baas firmas J t\i a i i|
Moeda de obre i por too de disc. m par
Sedulas de pequeo valor ii-j o a 1 ;<>
8foo
lifioo
i#58o
itfifo
* >Seg. a SeiLas'feias.
. Todos os diasi
i Quintas letras,
lo, e 24 de cada mes
i, ii, e ii dito dito
dem dem
dem li, dito dito
DAS DA SEMANA.
PHASES DA LOA NO ME^DB ^AO. a4 Sagund. S. Afra M. Anuencia do Ju:t de Direito da
2. vara.
La CSmu a 5 r as 11 h. e fr na. da asan.
Quart. ming. a i3- as i h. *5 os. da tard.
La Nova a ao as q h. e aa w. da tard.
Quart. cese, a i- as O h. e 17 na. da man.
Man theia para o da a5 de Mato
As 8 horas e 3o minutos di tarde.
As 8 horas e i4 minutos da in.mli.
a5 Terca S, Gregorio 7. P. Rui. e audiencia do Juiz de Direito da 1
vara.
16 Qoarta S. Felippe Neri Fundador.--Aud. do luiede D. da 3. vara.
37 QuinU S. Joao P. M. Audienpia do Juiso de Direito da a. vara.
a8 Seita S. Germano B \udienci do luis de D da'i. v.
ac> Sabnado S. Mximi>no B. --Rellaco audiencia da Juiz de D.
da 3 vara. ,
3o Domingo Pascja do Espirito Saato.
RIO DE JANEIRO
ASSEMBLEA GERAL (LEGISLATIVA.
CMARA DOS SNRS. SENADORES.
y Sesso ero 6 de Maio de il?4i.
Presidencia do Snr. conde de Valenca;
Reunido numero suficiente de Sors sena-
dores, abie-se a sesssao, e lida a acia da ante-
rior he approvada.
O Snr. primeiro secretario d conta do se-
guinte expediente.
Humofficio do primeiro secretario da c-
mara dos Snrs. deputados partecipaudo a e-
leico da meza que de ver servir na mesma
cmara no correte mez.
Kica o senado inteirado.
Quatro felicitarles por motivo de ha ver si-
do proclamada a maioridade de S, M. o Im-
perador dirigidas pelas cmaras monicipaes
da cidade de Porto Alegre e das villas de
S. Jos de Tocanlins Santo Antonio de
Queixeramobim e Santa Mara de Baepen-
dim.
Sao receidas coro agrado.
Huma representado da assembiea legisla-
tiva provincial deGoyaz. para sereno contem-
plados os guardas oacionaes daquella pro-
vincia com os mesmos vencimentos da tropa de
hnha durante o tempo que fizero o servico da
mesma ero destiraecaoto.
A Commisso de faienda maricha e
guerra.
Outra da assembiea legislativa provincial
de S. Paulo acerca do recrutamento.
A commisso de guerra.
Huma proposta da assembiea legislativa
provincial doCear sobre nomeacode offi-
ciaes de guardas Nacionaes.
A commisso de marmita e guerra.
Dous oficios do presidente da provincia de
Goyaz remetiendo o quinto tomo da lei
goyanna ero que se conten os actos legis-
lativos da assembiea provincial na sesso or- cussao da resoluto q na concede a cas* da re-
A assembiea geral legislativa resolvs.
Artigo 1. Jos Alves Pinto Campello, apo-
sentado no empreo de ajudantedaabricio da
casa da moeda dcsta corte per cebera por in-
teiro o ordenado de reis agaUooo que perce -
bia no exercieio do dito emprego. t
Artigo a. Fico revogadas as disposices em
contrario.
Paco do senado, 5 de setenobro de 18 4o
Carneiro de Campos. Araujo Vianna
Pedra Branca Alves Branco.
Discutida a materia, e posta, votado
a resoiuco nao passa.
Tero lugar a segunda discussao da resoiu-
co N. de 184o, reorganisando aguardi de
honra;
A assembiea geral legislativa resolve :
Artigo 1.0 governo he aatorisado a reor-
ganisar a guarda de honra da Imperial pe-
soa do Imperador com as mesmas honras,
privilegios e dirlincces de que gosava a aa-
tiga guarda de honra, podendo porem alterar
o decreto de sua creaco com as modinca;es
que julgar convenientes.
Artigoa. Os membros da imperial guarda
de honra sao isentos do ser vico da guarda na-
cional e do recrutamento da primeira iinba.
Artigo i, Ficao revocadas todas asdisposi-
ces em contrario,
PafjO do senado, 28 de Julho de 1840 -
Jos baturnino da Costa Pereira. Coma de
Lages. Nahuco. Carneiro de Campos -
Francisco de Paula Almeid*. Albuquerque. -
Ftancisco de Suusa Paraiz >.
He apoiado o segu me requer ment :
Reajueiro que o projecto para o restabele-
cimemo d guarda de honra vi a cominissio
de guerra Mrquez de Barnceos.
He appruvado coro o seuiute aditamento :
Que v conjunctamenle decoustituiijao
- 1-duU Sousa.
Os Sor. presidenta convida o Snrs, sena-
dores a oceupar-se em tr^bilhos decommis-
sjs e d para ordem do da ; ultima dis-
sideucia dos intendentes do ouro para eut-
belecimeulo de urna sasa de candada dapois
.raballios de commi&sas.
PERNA MBUCO.
Expediente do dia ia do crrante.
COM MANDO DAS AR vi AS.
ditariade ibJg, e as copias dss actos da
mesma asssea lea de numsro 1 a 9, da ses-
so ordinaria de 1840.
Hum do presidente da provincia de Sergi -
I e (m copia dos actos legislativos da as-
seablea provincial ,' promulgados na presea -
te sesso, al a data de ao de evereiro do cr-
lente rio
A commisso da assembleas provinciaes.
Hum oficio do presdeme da provincia do
Paia enviando dous ejemplares do relatorio
que no dia i5 de agosto prximo passado re- Illm: e Ejob. Snr. A Corporago Militar
citou na abertura da assembiea legislativa de Pernambuco manifestou vehementes de-
provincial, sejos de ielicitar a Sua Magestade olapera-
Remettido ao archivo | dor pelo Acio magestoso de Su Goroaao e
Huma representaco do juiz de psz da vil- Sagraco. Gomo orgao dessa Corporaco es-
la de Alcobaca comarca de Caravellas, so- colni ao Major do sudo Maior do Exercito
jbre as eieices primarias de juiz de paz e ca- | Francisco do Reg Barros, para dpresentar
'anara municipal da dita villa. junto ao Tbrono a exposissio fiel dos seuti-
A' commisso de legislacao. meatos d amor, proi'unpo re>p9lo e lealda-
U Sur. primeiro secretario partecipa que de, que eu e ella consagramos ao mesroo Au-
-se acho sobre a mesa dous oficios das cama- gusto Senhor.
ras municipaes das villas da Granja e liaiui 1 I I*'asendo a V. Ex, essa commnuicaco, que
J os quaes julgava nao deverem ser lidos julguei ser do meo dever outro me resta, o
por estarem redigidos em estilo puucodecau- de testemunbar a V. fcx. acoasideraco e
te, e ullensivo a uoi membro do senado jrespeito, emquefeaho apessoade V. Ex. a
i Ueiibera-se que sejo remellidos com- jquem Dos Guarda. Quaitel to Gommaado
bisso da mesa. {das Armas de Peraamuuco 14 da Maio de
X Ordem do dia, 1841 Illm. e Exm. .">ur. Jos Clemente
/ Entra em primeira discussao a resoiuco 1 Pereira Ministro e decretarlo de Es:ado dos
r ue 1840, que declara os vencimentos de!Negocios da Guerra-Antonio Pedro de S
Jse Alves Piulo Campello. I brrelo.
!(;
Oficb Ao Exno. Presidente reraetten-
do-lhe informado u requeriment) d Francis-
co Rodrigues das Cliagas, que pedia demica" j
para um seo Slli > que tinlia praca no Da-
psito.
Dito Ao mesma Exro. Snr., informan-
do o requerimento de Valentim Jos de Tor-
res soldado do Depasito que pedia baixa
em consequencia de ser casa familia, e haver porissosida reerdtado con-
tra a lei.
Dito-Ao mesma Exm. Senhor, signift -
cando-Ihe que Manoel Marlins tendo assen-
tado praca no deposito onde dice ter ao
annos de idade Bzera depots passsgero para
o esquadro e embacara para a Capital do
Imperio no dia 8 do cor rento com outras pra-
cas.
Illm e Exm. Snr. O grandioso Acto da
Coroaco e Sagraco de Sua Magestade o Im-
rador, nao poda deixar de interessar da par-
to a briosa Corporaco Militar de Pernim-
buco. Orgio dessa Corporaco escolhi en-
tre osseus membros a V. Ex: para levar aoj
pes do Tbrono os fervorosos sentimentos de
adheso amor efielidada, que eu e essa
parle do exercito Brasileirmtributamos pes-
soa Augusta do seo Mortarcha.
Alta e honrosa he a missio de que a V. Ex.
encarregamos ; ella patenteia o coaceito, e
considera9o em que a V. Ex. temos : aecs-
"tando V.Ex. essa missso justificara' nossa
escolha.
Dos Guarde a V. Ex Quartel do Coa-
mando das Armas de Pernamouco 14 de Maio
de 1841. Illm. e Exai. Sur Francisco do
Reg Barros, Major do estado Maior do
Exercito. Francisco Pedro de S Bar-
reno.
Dito Ao Commandante interino dj De-
posito, remeitendo-lhe os pipis decjruaba-
lidade do destacameuto da Comarca deNa-
saretli, relativos ao mez de Abril prxima
passado, e mandaudo entregar sut impjr-
lancia ao portador Luiz Aulomo da Cumia
Dito Ao Prefeito da Comarca de Nasa-
retb, communicaiido-lue o exposto no prece-
dente oficio, com o que respondido hcava o
seo de 10 do corren te.
Oficio Ao Exm. Presidente, remetien-
do em duplicado o mappa da torca etfactiva
dos Corucsdehnba existentes na Provincia,
penalcenle ao mez de Abril prximo passa-
do e bem assim o da Guarda Nacional des-
tacada. <
Dito Aomes.no Exm, Sor. enviando-
ihe urna requesicode varias ulencis ; que
je l.aia> de uiistar tosaam pelo Arsenal de
Guerra (orneemos para a couducco das Pe
ciaqua linho de ser trauspartadas de Pi-
asbu* para Itamaraci e pedindj a expedi-
co do suas ordens nao s para serero en-
tregues Ues utensis, como para sar saplisfeita
a quanlia de 6 i(Jojo res porque toi justa
dcuiiouccao das Pecas, coa Antonio Uuarie,
douoe ulealre Ua Barcada que devia levar
os utetuis de Arsenal.
Dito Ao Commandanle interino da For-
taleza -de liainaraca diseado-lhe, que o
Cabo Pedro Lapes condusia os uteusis re-
quisitados para a conduco das Peaas exis-
leutes em fitimbu', recomaiendaudo todo o
cu-dado no ervicoda Cabriltia, para que nao
losse arrumada, e disendo-lbe ao mesma
lempo que seo requerimento no qual pedia
a S. M. o Imperador a merc do Habito do
que Ihe enviasse folha corrida.
Portara Ao Commandanle nterin) do
Deposito mandando em execupo a ordem
da Presidencia desla data, dar demico ao
recruta Valentim Jos de Torres, par nij es-
tar as circunstancias de servir na Tnpi de
Linha. r
THESORARIA PROVINCIAL.
O Illm. Snr. Inspector da Thesouraria das
Rendas Provinciaes manda faser publico que
em yirtude da Lei e ordem do Exm. Sor.
Presidente da Provincia de 8 e la do corren-
te, peranle a mesma Thesouraria se bao-de
arremaltar nos das ifi, \j e 19 de Junho
prximo vindouro pelas 11 horas da ma-
nh a quem por menos Gzer os contractos
da illnminaco do Caes de Palacio e a da
Povoaso dos Affogados do 1. de Julho do
correte; a 3o de JunMode 1843.
As pessoas que se proposerem a esta arre-
raataco compareci na Sala das Sessoes da
predita Thesouraria nos das cima mencio-
nados munidos de fiadores idneos.
E para constar se mandou affixar o presente
e publicar pela Ircprensa
Secretaria da Thesouraria das Rendas
Provinciaes de Pernambuco i3 de Maio de
O Secretario.
Luiz da Costa Portocarreiro.
Diversas Repartices
ALFANDEGA DAS FAZENDAS.
Vicaote Thomaz Pires de Figueiredo Camar-
go, Cavalheiro da Ordem de Chrsto e
Inspector d'Alfandeja por S. M. I. &c.
Faz saber que no dia ag do crrante se hfo
de arrematar em hasta publica a'parta d'Al-
faudega seis esleirs de junco avalladas a a^o
reis cada buoaa, e hum bote em ioUooo reis,
nos termos dos Arts. a83 29a do Regula-
ruento ; nao sendo o arrematante
augetto ao
pagamento de Direitos e Expedienta, Alfsn-
dega a4 de Maio de it 1.
V.T. P. de Figueiredo Camargo.
O brigue brazihiro Feliz Viajante viu-
do de Montevideo consignado a Manoel Joa-
quina Ramos & Silva taanileslou o segoiu-
te.
a3o6 quintaos de carne secca. 6{ arrobas
de sebo. 60 oouros sexos.
A Calila Hollandea Anna vinda de
Amsterdam consignada a Me. Calmont &
C. manitestou o seguinte :
i6ocaixascomqueijos 110 barricas can
genebra 117 i barras de ferro.
O Brigue bardo Pilades e Orestes viu-
do de Montevideo consignado a Vlanoel Joa-
qun) Ramos & Silva, manifestou o seguintei
uo45 quintaos de carne secca ao couros
seceos.
O Patacho Americano Wasghinton Bar-
ge vindo consignado a Heary Forster & C,,
manifestou oseguiote.
69I barricas com farinha de trigo ao har-
ria com alcatro i5 ditos com pixe ao
ditos om brea 10 ditos com betume anS
barras da Ierro -dio taboas 3 cuas com
ferragem barricas com ditas 1 dita com
sinco locaixas com vellas de spermaceie -
locunhetes abitidoa- 3 caixas com parten-;
ees para os ditos.
O Brigue ingles Calder viado de Li-
Cruzeiro lie*va detido uSecretaris aat verpool t consignado a Joanstou Pater 6c C,
MUTILADO
1


<-
DIARO
DE
^xmimbog o

-m
jMnifestou 0 5puiute.
icr lardse 6o caixa com fazendas d'al-
goda -ai ctixas i b: ditas de linho i5 di-
tas e ardos con Jilas de l 26 caixas com
-dil 3 borrical ton' feragem i caixa com
pajel- 3t>gitfos cois louoa -56 meios ditos
ce: liiu 3 barricas .om dita i caixa com
dita -91 toneltadee degcarvo de pedra- 11
1 "-xas cor-chapeos i dita com fazendas de
at-d* 5 baiicas com salino 1 caixas com
conservas 3 caigas com queijos lo ditas
com serveja 4 barricas com dita a'*5 bar-
tiscom n.anteiga ia lencoes de chumbo -
300 barras de dito 36 barris com alvaiade e
tintas 48 taxas de ierro ao toneladas de
ferro em barra a caixas com obras de couro-
i4 ditas de fazendas de linho e algodo -7
ditas de dias de seda algodo e l 4 ditas
com drogas a5 barris com oleo de linhaca -
1 barrica com sai retinado.
MEZA DO CONSULADO.
Pauta do preco correte do assucar algodo ,
e oais genero do Paiz que se despacho
na Meza do Cnsulado de Pernambuco na
semana de 10 a 16 domes de Maio de
1841.
a 000)
1900) 19001.0.
sooo)
1660;
1>oo) 1 s 5oo 2. d
l35o;
&A .J.
lato) *
1800)
J700) t'jooi.d
iboo)
i3oo) i s'3oo 3. d.
n5o)
1100) ,
g^l/lOOI.d.
Sorte ar. 6TJ600
5U6oo
4U600
Declaramos que examinando [os procos cor-
lentes dos gneros que conteca a presente
Pauta nenbuma alteraco echemos, a excep-
co do assucar que passou a 600 sobre o fer-
ro o branco ,et muscavado a 700 sendo do
B. a 1. quaiidade iU8oo, n a; 1400 e o VI.
a i. quaiidade laoo, o algodio a (iUtiao a
1. S., SU65oa a. S., 4U65o a 3. 5. Me-
sa do Consulado 34 de Maio de 184 !
Jos Mara Cesar do Amaral
Antonio Beato Froes.
Feilores e Conferentes
OBRAS PUBLICAS,
Em observancia s ordens do Exm. Snr.
Presidente da Provincia pe-se em praga os
reparos da nova estrada de Pao do Albo ,
desde a sua embocadura no largo da Magda-
lena at atratessa do Caldeireiro avahados
em P.<. 3:5 jU44o. 5
J. peatoaa que se propezerem a arrematar
u' 'os rerYo? sao convidadas a compare -
(mu) V ament .ahuiladas de fiadores i-
. utos <- s dias a 3 o 4 de Jui.ho pr-
ximo > iugar irematsco nos referidos dias e se
ach.-C jlenles a respectiva descrico e rea-
lce ,to da obra e condices do contracto.
lnspecio das|Oi)iaa Publicas ai de Maio
Assucar B. novo 1. S. ar,
a. tt
3. a K
700 4. ((
5. a l(
6. M
Dito M. novo 1. s. ff
00 3. (
Ditc B. vciho 1. S. <
9. i
3. rJO 4. a (
5, U
t>. a ti
Dito M. velho 1. s. ti
5co a. il
Alodio em pluma I.
a.
13.
de '4,
Moraes Ancora!
Pela Admitnstraco Fiscal das obras pu-
blicas se avisa a todas as pessoas, que rece-
bero encomenda das madeiras para o concer-
t da ponte do Recife, e a quaes quer outras
postoasque quiserem aprontar ditas madeiras,
que aquellas que vierem al o dia 5o de Ju-
nho prximo vindouro nao s sero ioaedia-
tamenle pagas, para o que o Exm. Snr.
Presidente lem dado as necessarias providen-
cias ; como tan beca sero pagas cora a5 por
cento sobre os presos poique se compraro
ltimamente as que forao precisas para
acabamento da ponte da Boa-vista : isto he
as linbas e e>iivej e os esteios sero pagos
a 45Uooo ; lendo siJe pagos a 4oU res os
que se compraro para a sobredi la ponte da
Aminisirac Fiscal das obras publicas 17
de Maio da lb4l* Mcra, Administrador
l'isca.,
PREFUTURA.
r- .le < att. fcr. I oia6 hontem presos
itario di l oheid do 4. dislrielo
11.1 ue -ns Rodrigues para u-
Antonio Jos do Carmo e Francisco Xavier,
por esJarem altercando em urna cas ; o 1.
foi sollo eo ultimo remettido 10 Comman-
dante do Brigue Escuna Gararapes por ser
praca do mesmo Rrigue : pelo Commissario
de Polica do 5. districto do Recife o preto
Pedro escravo de Francisco Pereira da Cu-
nha por estar em de>ordem em uraa taber-
na i foi castigado entregue a seo Senhor :
pelo Aminislrador das obras de Francisco^ An-
tonio d'OIiveira o preto Miguel Rodrigues,
por se ler introdusido em uma das caaas do
mesmo Oliveira que s'eslo edificando na
ruad'Aurora ; foi remettido ao Inspector do
Arsenal de Mariuha : por un soldado do
Corpo Policial o pardo Jos Francisco de Soi-
ia por estar ebrio e a proferir obscenidades ;
foi sollo : e pelo Commissario do Polica de
districto da Magdalena o portugus Manoel
Ignacio da Silva por ter querido arar com
urna pistola em o pardo Manoel Calafalt ;
lui remellidopara a cadea ; eo pardo Vicen-
te Anastai.-io da Pas por ae ter negado ao
servico policial ; foi detento na prisaj .
E' o que consta das partes hoje recebida
nesta Secretaria
CMARA MUNICIPAL DaCIDADE DO
RECIFE.
Sessode 1 de Abril.
Presidencia do Sur* Barros.
Comparecero os Snra Mello Cavalcante ,
Cintro, Costa Monteiro, Carneiro Monteiro,
e Mamede; faltando com causa parlecipada os
Snrs. Nri Ferreira e Rios,
A berta a sesso e lida a acta da anteceden- \
te foi approvada.
O Secretario dando conta do expediente
mancionou os sequinte offiios i
L'm do Exm. Presidenta da provincia par-
ticipando ler Assembea Legislativa Pro-
vincial, a requerimenlo de utn de seos Mem-
bros exigido que esta Cmara desse com
urgencia informaces sobre os motivos quo
dero lugar a nao contar com a volaco do
Collegio do Bonito na apuraco geral da E-
leico de Depulados a Assemblea Geral ; de-
clarando ao mesmo lempo as rases cm que
assentou este seo procedimento e que re-
menease copia da acia da referida apuraco
geral; requerimenlo do Sr. Cintra delibe-
rou a Cmara que se nomeisse uma Com-
misso para dar seo parecer a respeito e fa-
ra nomeados paravdita Commissio os Srs.
Cintra e Mamede.
Outro do mesmo Presidente participando
ter tomado posse da Presidencia da Provincia,
paia a qual S. M. o Impera por Houve por
bem nomea-lo por Carta Imperial de 18 de
Fevereiio do corrente anno prestando o de-
vido juramento as mos do Presidente da
Assemblea Legislativa Provincial em con-
formidade do Art. 10 da Lei de 5 de Oulu-
bro de i834 ; o que communicava a esta C-
mara para sua intelligencia e a 6m de que
parlicipasse a referida posse as demais Cama-
ras da Provincia : ioteirada.
Outro doPrefeito desta Comarca partici-
pando ter achado no dia a do corrente iutei-
ramenle as escuras a cadea desta Ctdade por
nao qoerer o Procurador desta Cmara pagar
ao torneceder do axeile para a mesma cadea
pelo preco corrente e sim pelo de 2Ueo o
azeile que elle ja havia fornecido e nao ha-
ver quem queira dar pelo preco estipulado
pelo dito Procurador ; a vista do que rogava
que esta Cmara houvesse de dar as providen-
Ua caria particular sabemos que o nossi
Exm. Rmo. Bispo para ter ura carro coai
vidros pira esse dia; havia alu gado um, que
reste va por um cont de res ; e que, si vera
est tama ja havia grande falta de tedas,
veludos ediamantes.
Ainda roais nos consta nao terem anda
chegado corte lodos os enviados das provin-
cias e das naces amigas.
o servico de cada peftsoa sao precisas 1 la pes- tem chegado a um ponto na carte que por
sos para e.n um s dia ser feito este servico ,
devendo levai-se em conta separada
a depea com um Eeitor. Juntamente re-
mettia a rularlo das pessoas multadas nos dias
3,7, lo, la do corrente, importando na
quanlia de 91U000 ra. : em quanto primei- '
ra parte delibero* a Cmara que ficasse ada-
de, em quanto segunda inteirada.
Fora ramelldos pelo Prefeito desta Co-
marca dois termos de infracces de Posturas ,
um contra Antonio Jos Eiras aixeiro de
ilanoel Ferreira Lima outra contra Mar-
tina Joaquina, da Maia caixeiro de Joaquim
francisco da Costa porestarem com asta-
vernas abertas depois do toque de recolher :
deliberon a Cmara que lossem entregues ao
Procurador para faser etfecuvas as respectivas
aullas.
Constaado esta Cmara por informaces
de alguus Empregados da casa que exista
em poder do Cidado Antonio Carneiro Ma-
sado Rios o seo Estandarte, resolvso a Cma-
ra que se dessem a providencias para ser re-
colindo dito Estandarte casa.
O Sr. Vereador Mello Cavalcanli apresen-
teu uro parecer acompcuuado de um Recula-
agenta com o titulo de Regulamento da Se-
>{ uac
.a .' Llovi a.oreira requen-
1 t .v ut m t wuuLc loi leono cadea ;
L4jU Uuarda da dandtga os Portugueses
- .a<. ( o preto Joo
cn>s a um de ser salisfeita a inclusa conta
do azeite que se vio na necesatdade de man-
dar fornecer mesma cadeia ; deliberou a
Cmara em quanto a priuieira parte que o
Procurador e o Fiscal espectivo informas-
sem quanto antes a respeito de semelhanle ob-
jecto em quanto segunda que se passasse
mandado.
(Juno do Fiscal Barata exigiodo a quantis
de 1U960 reis que deapeudeo com o en ter-
ramenio de dois cadveres como prorava dos
documentos que junlou: que se passaase
mandado.
Outro do Fiscal do Affogado participendo
ter a ponte de Motocolomb 41 brecas de com-
primento e 3 de largura e a outra deno-
minada ponte do Afogodo 68 brabas e 3 de
de largura ; e que na limpexa das ditas pontos
por mu consumia-se 5 das de servigo d um
tscravo que a 640 reis por dia sommava na
quanlia de daoo reis ; deliberou a Cmara
que o respectivo biscal passasse a maullar f'*-
zer dita limpeza : porem con sua assislenc/a.
Outro do i'iscal da Boa-Vista participando
ler a valla da ra do Sebo al o rio Capibari-
ue aub bragas e a da ra do Coto vello ale
o mesmo 110 i3o bracas que aomma todas
i'6 j estas reduzidaa a 3 bracas (por dia para
iTetaria da Cmara Municipal desla Cidade
a um de ser adoptado por esta Cmara ; e de-
liberou a mesma que Gcasse sobre a meza ,
para se lirarem copias e serem estas destri-
buidas pelos Vereadores a fm de poder en-
trar em discusso.
CumparVeeo o Vereador Supplente Fran-
cisco Aulonio d'Oliveira que tomou posse do
referido cargo.
Foi convidado o Dr. Promotor Publico pa-
ra vir faser a veriticacaj das sedulas das pus -
soas qualificadaa jurados para o prsenle an-
uo pelo Prefeito desta Comarca.
Dcspaclt irao-.t alguns requerimeutos. E
por er dada a hora levantou-se a Sjsso 5 e
mandarad faser a presente em que assignara.
Eu Fulgencio Infante d'Albuquerque e Mello
Secretario a escievi.
Barros Pro Presidente Mello Cavalcan-
ti Costa Monteiro Cintra Mamede -
Carneiro Monteiro.
No dia 5 do mes prximo futuro ha Sesso
da Cmara Municipal desla Cidade.
O Secretaria Fulgencio luante d'Albu-
querque e Meilo.
EDITAL.
Luis Francisco de Mello Cavalcanli Escri-
vo e Administrador da Meza de Rendas
Internas Proviuciaes desta Cidade etc.
Pelo presente Edilai, fas constar a todos
os Srs. propietarios de predios urbanos dos
tres Beirros desla Cidade, e rtovoacio dos Af-
ogados, q'noi. de Junho p. vindouro se
principiai a contar oa 3o dias marcados por
Lei, para a cobrauga boca do Cofre da
respectiva Dcima Urbana do segundo se-
mestre do correle anno hnanceiro de 18'ioa
bYji e lindo esse prazo se procedea execu-
livameote contra os devedores e para que
nao aeguem ignorancia mandei atixar es-
te e publica lo pela Impreusa,
Recita a4 de Maio de iH^i.
Luis Francisco de Mello Cavalcanli.
A Administracao dos etabelecimentos de
Candade tem de prover o lugar de Regente da
Casa dos exposlos, e assim as pessoat casadas
q' estiverem as circunstancias de ocupar esse
lugar podem dirigir os seos requer memos a-
t o dia ultimo do crreme me.'
Ainda o Adiameato da Sagraco.
Mutto tem dado a pensar o adiamento da
Coroaco de S. M. I* cada qual forma um
jnizo mais ou menos conveniente a o caso ,
segundo suas ideias e desejos ; e ha mesmo
algias pessoas que, a pezar da lerem quan-
to temos publicado do Jornal do Commercio
e do Brasil, reconheoem com ludo um mis-
terio em a cousa lo simples e natural.
Las rases nosappresento esies jornaes ,
e ambas fortissimas que occasionaro o adi-
amento j que o a necessidade de interven-
cao do poder legislativo para se crearem um
passavante, um coudestavel um alferes-
inor e ic. e o pequeo espnco de lempo, que
priva o poderem executu-ae com aquella
magniQctncia e esplendor que requtr u
grandeza do acto as ungoes que eslo de-
lineadas.
Fiquem por tanto descantados os nosso*
LtiUres j pois nenha r&so houve alen,
talas que podesse perturbar a ordena pu-
nlica como talsameuie se suppe ne.n pi
bice augusta ceremonia da sagraco.
O enlbusiasico pela decoraco ucse acto
Correspondencia,
Srs. Redactores,
O Publico est pasm ado com a leitura das
partes do actual Prefeito desta Comarca dia-
riamente dadas ao Exm Snr. Presidente di
Provincia e nem sabe o que ajoizar do fu-
turo. Es*e dignissimo Chele de Polica j
por tres vezes tem ido vi.-ilar os Corpos das
Guardas e os tem achado abandonodoi em
lugares onde o in teresse publico a seguran-
9a da Fazenda, N aconal mais Imperiosa*
mente reclama.incess a ule vigilancia. Igno-
ra-ae quaes seja as ordens emanadas da Pre-
sidencia a esle respeita; peru dam-s al>uas ,
que ellas no seja esecutadas pelo Sr. Com*
mandante das Armas sobra quem em parti-
cular reca he o peso da responsabilidade.
se com effeito assim he parece que muita da
proposito quer esse Sr. comprometier a actual
Administra^o : sua obrigaco he vig ar
que o servico millar seja feito rom a uaaor
promplido e seto e entretanto parece tra-
tar com o mximo desprezo negocios de tanta
monta. Nao loi s uma vez porem (res ,
que apparvcera semelhautes faltas confor-
me as referidas panicipajoe, ; Pernambuaj.
vai sendo mal servido e creio quemuitoa-
certaria o Sr. Presidente em chamar a seo
deveres quem delles se descuida e mesma
em exigir do Gorerno Imperial ademsj
d'aquelles quecoubecendo perfeilamente o
circulo de suas obrigaees recusa dese.npe-
nha-las. Taes providencias interessa5 a to-
dos em geral, e em .particular aos que ton
que perder. jt *
.Noticias jtistrangciras.
Estados- Unidos, Nova York 5 d'ALrii.
Morte do General Harrisson.
Hontem que lazia justamente um mes
depois da inauguraco do residente dos Es-
tados-Unidos Guilherme Henrique Harrii-
son, pelas li horas da noite serecebeade
Washington por um expresso especial a fu-
nesta noticia da morte de Sua Excellencia.
Cidade de Washington 4 d'Abril de 184U
Havendo uma Providencia omnisciente le-
vado repentinamente da vida presente o ex-
Presidente dos Estados- Unidos, Guilherme
Henrique Harrisson estando nos no recinto
do Congressi), e achando-se o Vice-Presi-,
dente ausente da Sede do Gaverna j n:; i.nas
do nosso dever fazer saber ao paiz ta aflicti-
va perda por meio desti decaraipo por ni
assignada.
Elle* 'alleceo 11a casa da Presidencia n'esti
cidade hoje que se conta o quarto dia de A-
bril, Anno Domioi 1841 aos trinta mi-
nutos antes da urna hora di manti.
O Povodos fc^tad as-Unidos opprimido as-
sim como nos por um acontecimeuio to ines-
perado e to melanclico colher consolaco
de saber que a sua morie foi ta tranquilla e
resignada quanto a sua vida foi patritica ,
mil edisncta; e q'a ultima expressio da seas
labios mauifestou um ardenle desejo pela per-
petuidade da Consliiuicao e preservado das
seus verdaJeires principios. Assim na mor-*
te como na vida a leiicidade da sua patria
loisempre o primeiro dos seus pensamenlos.
Daniel Webster Secretario de Estado.
Tbomaz Ewing Secretario do Tueaooro.
John Bell, Secretam. da (juerra.
J J. Ciillenden Procurador Geral.
Fraucisco Granger Correio mor.
(>tw-Yo:k rianet.)
Relatorio dos Medisos.
Washington 4 de Abril de i34*
Sbado 37 de Mar<,o de i84' Presiden-
te Harrisson depois du.ua ainenor indisposi-
co de alguns Olas loi acommetlido de exces-
iivo trio e de outro* srmplouus de ieore.
iNo uia seguinte verificou-S3 existir a Pofiu- 1
moma com cougeslau do ligado e deaarraujo j
do estomago e inlesliuos A idade e debili-*
jade do eulermo com a immediati proslrac 1 k
jhstaro ao recurso da sangra geral. A ap-'
plicaco de tpicos vesicatorios e remedios
olemos adaptados &up:Pttrom grande pn-
ce a eutermidade do Dole e bgado porem o
ILEGIVEL


DIARIO DE PERN4NBCO
Bej.:uimm
estomago e inleslinos nao recobrarlo urna
condico sandavel. Finalmente no da i de
Abril s 3 horas da tarde sobreveio profusa
diarrbea qual sucumb) aos So minutos
para urna hora da manh do dia 4*
As ultimas palavras proferidas pelo Pre- i
sidente e ouvidas pelo Dr. Worthingtou to-
rio estas : Senhor desejo (ue concebais
os verdadeiros principios do Governo. De-
zeio que os sustentis iNada mais peca, .,
(Assigrindos o Medico assisiente e os con-
sultantes.) [Evening Signal.]
-'
Immediatamente depois da morte do Pre-
sidente Mr. Webster, Jr., Primeiro Offi-
ciat da "-er retara de Estado accompanbado por
Mr. Oeall, omcial do Senado partiro para
a residencia do Vice-Presidente na Virgiuia ,
levando-liie a seguinte carta :
Washington 4 de Abril de i84.
A John Tyler, Vice-Presidente dos
Estados-Unidos. Senhor: E' para iis o
mais penoso derer informar-ves que lal.le-
ceo da vida presente o ex -Preiidenle dos Es-
lados Unidos Guiiherme lleurique Harrisson.
"* Este deploravel acnteciment leve tu-
gar bo)e na cas da Presidencia nesla Cidade,
aos trala minutos antes da urna hora da raa-
nh.
fto perdemos lempo em enviar o Oficial
Maior da Secretaria de Estado como raensa-
feiro especial para levar-vos esta melanclica
noticia.
M Temos a honra de ser com o maior res-
peito vossos obedientes servo. ,.
(Assignadoi os .Membros do Gabinete.)
(dem.)
j!"________uja
O objecto da sociedade comer o mais Ir- < como consta da RelacSc esposta no Gabinete i da eligir o leferido Inp >to i' \na&.*-a~
quenlementc que se poder, pelo que esta i montando ao numero de?*^ volumes a que i rios que tt*oi vendida, e -vrada ". es t
chegarc Igualmente annuisciu oliibliothe- i car. Manocl Elias lie. ^Sanra.
cario que ha um grande numero de Joma- C7" Na dia 3 do corrate deaariiV.-.
es e Peridico Literarios francezes, e que da Gamboa do Carino D. ama segrinaa
lodosos Livros da Gabinete e9t.io designados com os signaos aeguiotes -- cabe? gramd -, a
por materias no competente Catbato;.
Beruardino de Seuna da Silva Guimart-s
Bibliothecario
sempre posta a mesa ; celebra n ellas su u
sessSes e ha estabelecido por principio que
o homem nao mais do que urna machina
para mastigar os alimentos ; por
te nao ci na immortalidade di alma,
A sociedade das bestas instalou-se em maj-
conseguin-
nificos sales e em sua primeira sessao le-
varo os socios nove horas a comer iste e
desde as se;e da noile al as qualro da ma-
nha assistiro quarenta socios os quaes
nao fizero mais qu comer e beber pois a-
penas se pronunciaro dez ou doze palavras
por pessoa.
Quem nao sube ler de direito socio hono-
rario ; deixa de ser porm logo que aprende
aunirduas sylabas. As Snras. sao exclui-
das da sociedade.
( Do Diario do Rio de Janeiro. )
LOTERA DO SEMINARIO.
Achando-se aprovado pelo Exm. Sr. Pre-
zideute da Provincia o plano abaixo trans-
cripto para a 3. parle da 17." Loleria a
favor do Seminario de linda o Keiior do
mesmo Seminario convida aos amantes desie
jogo compra dos bilhetes cujas rodas an-
da rao por todo o mez de Junho prximo, de-
peudeudo o dia da concurrencia di venda.
Plano da 2. parte da 17. Lotera do Se-
millarlo.
32:oooUooo
Correspondencia do Exprs. :! ^
Washington 8 de Abril.
A administravo do Governo conliiii do
mesmo modo que sob a direcco t!o Gen. ttar-
lison. Nao ha mudenca em cusa alguma ,
era nas pessoas nem as providencias o
que laa Hanisson far Tyler.
Consta que os Membros do Gabinete teem
tido varias consultas cora o novo Presidente ,
e que este se tem reconhecido obligado a sus-
tentar os principios do seu anlecessor.
Parece-me se bem que nao baja motivo
para anxiedade ou duvida que em quanto
bou ver unidade e harmona nos cheles do
Governo os Wiiigs teio lorca bastante para
levar a elle i lo todos os seus principios.
O novo Piesideule anda contina a residir
em caa de lircwu jantando mesa publica.
Fresume-se que brevemente ir para a caca
branca anda que a sua familia nao vira
8ntes da Sessao Extraordinaria cuja convo-
cago Mr. Tyles appiova.
Cre-se que a repentina e inesperada morte
do General Harrisson causar grandes emba-
razos sua lamilla se o Cougresso nio Ihe
conceder o ordenado do auno inteiro ou
mais. As suos despezas teem sido excessvas,
e custosa o arranjo para a sua rinda j porem
nao pode haver opposicio segundo me pa-
rece em conceder-se sua amilia ao menos
o sold doprazo neccssario para que ella n-
que desonerada do embarazo em que se acba .
O Secretario da Mariulia Mr. Badger ,
e esperado outra vez aqui para a semana pr-
xima. Diz-se que o Procurador Geral Air.
Lrittender brevemente tora urna curta visi-
ta a Keutucky.
O numero dos estrangeiros na cidade ou-
tra vez giande ; e aqu se actoo inda outras
minias pessoas que viero assulir s ceremo-
nias do uncial.
^Netf-Yoik D*ilv Express)
M1SCELLAIVE.V.
SCCIBDADE DE BE TAS.
Acaba do lormar-se em Pariz na cidade
que pretende ser a mais civilisada do mando
urna sociedade de beatas.
Esta sociedade oi creada em oppozco as
das sciencias e litleraluca por pdio aos que
as professo. As principad co'ndijoes para
ser admitlido sao: np, haver nunca dado ira-
balboslgum impiensa ou ao tbeatro uo
haver nunca ido ao Tbeatro Francs mas so
aos vaudevilles e aos bailes j nao ler em casa
oulro iinpresfo que nao seja o alamele j nao
ler procurado decitrar uein urna charada ;
nao ser assignanle de peridico alguno lea-
do d'eiles smente os aun uncios e islo com
naodeaco ; nao contar nunca nem citar ,
neai dizer versos ueiu coplas nem Irases ,
uiaMmas seutencas ou discurso : em urna
palavia estar convencido que um homem ra-
boavel nao deve abrir a boca siuo para comer.
Esta ociedade nao recebe peridico algum,
r.em tolera oulro jogo que uo seja o du
ganso.
THEATRO.
Quinta feira zj do corrente. Beneficio do
Actor Joaquina Jos da Gama. Os protesso-
res da Orchestra executaro a bellissima sin-
fona da grande Opera Trancredi. Se-
guir-se-ha a representaco da sempre aplau-
dida peca Trintaanr.os ou a vida de bum
cabellos be rente coca ao ferii freses lado direito que parece ser fSeioM&M ^ a
referida aegrinba crisola de idadd ;nit
anuos coa vestido azul e este u;n lan;j
roto; a pesaaa cj'ie deila sauber ou a liver ,
pode a levar ou maud ir a casa arrima qu^ suru
recompensii >.
ey Offerece-M para .tma da casa uai
mulher branca, ijuu jbar e iamr la-
do o servico de urna ci ; qi ..- 3
dirjanse a ra do fadre Fioriaoov boo^a ta-
pado csi D 35.
ssr Precisa-se a pega
jogador. Esta peca vai Scna a pedido de
mu:tas pessoas que a conservan em memoria | seja captiva o nio tenhaeriaj na ra do
5ooo bilbetes 6U400.
ao por cento a favor do Se-
minario e do Eslado. ... 6.400U000
.. IJiUUUUUUU
' SasoooUooo
1 premio. . 4:oooUooo
1 . a:ooufJoo>)
1 noopUooo
S a 5ouUooc*. . l.5ooU JOU
t 2oo(Jojo, . i:aouUooo
12 -. loolJobJ. i:aoo(Juoo
16 SoUuoo. 800U000
a4 a5Uooo. . 6ocUooo
1600 ... tUoOJ. 9 . l2:8ooUooo
a. 1. e uit. b. aSoooo. 5ooUooo
I a5:6o'jUoo
166S ~ Premios.
ii$4 Uiancns.
Francisco Antonio Mende9 Gurjo -< Ap-
provo. Paiacio do Governo de Peruambuco
irt de Maio de *8f i Souza Est con-
forme.
O Quicial Maior.
Antonio Jos de Oliveira.
GABINETE LITTEHARIO.
O Bibliothecario do Gabine anouncia aos
Snrs. Sucios, que recentemente etiegarj de
Franja as obras se,;uinles :
lmitation de Jess Clinst edilion Polyglot-
la. 1 vol.
Debret, Voyag au liresil 3 vol. iu folio
con Eafpas.
Telemaque edition Polyg'otta 1 vol.
Miio Sevigu Letlras la vol.
A. de Vigny QEuvres 7 vol.
A. Dumar OEuvres comptetes 33 vo!.
V. Hugo, QEiVres ij vol.
Chateaubriand, OEnres completes i2 vol.
Lase.i.ir Delavigne OE jvres l vol. gr.
To:querlle Democraiies eo Ameriques ,
4 vol.
Roo;ilion OEivrps, a vol. gr.
Eleury Hisloir Eceleziasliques 6 vol.
f'aul 'Je Ko'k OEavrcs completes g vol.
Cooper OEavies completes 7o vol.
Cai lain Mnyale OEavres completes 56
vol.
Qamennai-i OEjvres,
joetbe OEuviesd4 vol.
Eenelon OEavres conpletes 5 vol.
viliemain, tlistoire da Croicwdl -vol.
,, ,,. Luterature t voi.
,, Metaages S vol,
Borruete, OEavres, ia vol.
Memoires du General Lafayelte 6 vol.
teograptiie Uonverse 4 vol.
feyroaiet Peuaes d un prisioucer, a vol.
tSeinardm t. 1-ierre, OEavres a vol. gr.
Une. SUt, OEavres completes vol.
lierouger OEavres 1 vol. gr.
oluumel, Ejsis sur T liisioue de Portugal ,
i vol.
Solano Constancio Historii da Brazil. a vol.
-Vine. Ducheiie d'Abrautes Salous de Pa-
11/ vol. este.
E. outras multas Lras mai iuteressantes ,
pela sua belez* e bom decempenho e o be-
neficiado far por aprezental-a com lodo o
luxo nos aclos competentes, e com todo o hor-
ror nas Scenas da degradaco do Crime : la
zendo mais pattico possivel, o incendio da
Gboupana de Jorge no ultimo acto. A par-
te da Warneser dezempenhada (como o
ioi pela primeira vez) pelo Sr. Gamboa : no
lien da Peca duas Jovens dancariuas preben-
ebero o Expectaculo. Rematando este com
a grande farca A creada astuciosa, ou o
Pencudo Sonolento. Ue este o Expectaculo
que o Beneficiado dedica aos seus amaveis
protetores de cujas simpatas se confessa to
peuborado (e do que protesta bum eterno
reconbecimento.
Principiar as horas do costume.
ni
COLLGIO PERNAMBUGANO.
CJnGaEGACA DK l3 DB UllO DE 1841.
Aos treze dias do mez de Maio do anuo de
mil oito centqs e quarenta e um nesta Cida-
de do tteeife no Collegio Pernambucano ,
reunida a Cougregayo dos Lentes por ordeno
do Sr. Director e exposto o motivo da con-
vocaco extraordinaria, f'oi resolvido unani-
menle que o Artigo i ridos Estatutos do Col-
legio que determina a pocha em que devem
ler lugar os Kxames extraordinarios das dife-
rentes disciplinas, fosse substituido pelo se-
guinte:
**Art. u6. Alem destes exames (os de
Dezembro) que sao abrigados, baver no
quinto mez do auno lectivo exames extraor-
dinarios para os alumnos que pertenderem
paa'sar de urna Aula para outra e em quai-
quer mez e dia lectivo do auno para a Aula de
'rimeiras Letras e Lingoa Portugus i logo
que o respectivo Piolessor o reclame .
E para constar, mandou o Sr. Director
lavrar a presente Acta que assiguou com
os de mais Membros da Congregaco. Eeu
Luizda Costa PortocarreirO Vice-Direcior ,
aerviiido de Secretario, a escrevi.
Jos Soares d'Azevedo. .
Luiz da Costa Portocarreiro.
Antonio Herculano de Souza Bandeira.
Filippe JN'eri Coliaco.
Ir. Joo Gapistrano de Mendonca,
Vicente Pereira do Reg.
Bernardino Freir de bigueiredo Abreu
e Castro.
Simplicio Jos de Mello.
Em consequencia do que faz publico o
Director que, terca feira prxima, a5 do
corrente Maio a requisijo do respectivo Pro-
fesor bavero Exames de Primeiras Letras e
Lmgoa Porlugueza os quaes comecaro s
ra horas da manh ; e que o Collegio he fran-
co nesse dia para todas as pessoas que quize-
rem presenciar taes Eximes,
Avisos lii verso.
g3S" O Coronel Joze de Barros Falco de
Lacerda querendo previnir quaiquer duvi-
da que por ventura possa haver a respeito
de comunicado que tem apparecido nesle Dia-
rio enlre o Sr. Joze do Reg Barros, e Jo-
ze de Barros Falco de Lacerda ; declara que
o Sur. Barros Falco nem o anuunciante,
nem neubum de seus filos e sim de um
seo Prente, que tem o mesmo nome e ve-
axos o qual se acba a muilo ausente desta
Cidade.
ssr O ebaixo assignado arrematante do
Imposto sobre as balanuas de pesar assucar
nos trapiches desla Cidade leudo encontrado
entre os dillerentes despachos do mesmo ge-
nero, alguns nomes que parecem luppostoJ ,
e imaginarios; porque, procurando Me*
ludividuos nao tem sido possivel eucoulra-
los ; por isso pelo prezeule annuncio previne,
que em consecuencia desta oocurreuda tem
Sol, casa de F. 1. trlarnbo*
tzr O abaixo BMguado bviz a tod.re ai
pessoas que'liveran peuliores deouros ora
ta em seu poder queiro vir buscal-09 13
contrario ^ nio appareMOdo ao praso de l
dias) sero vendidos para seu real eoiboU) j
pois alguns nao cobren* o principal e juros.
Wailoei Joze da Silva Se :...
e^ Offerece-se urna Seabora de bous cao*
turnes, paraen'sii*r a ler escrever, con-
tar, e a bordar de todas asqualidtdes ; a
por preco cammodo : todos os pas dt familias
que se quizereiQ utilizar de seu presti:no pra
ensinar suaa filhas, dirijSo-se a ru* dj Jar-
dnn caa que lem um solio com varaud-isd
ferro.
tSB", Precisa-se de una araadeleite; na
ra do Cabug loja -. Baodeira Jnior.
ss?" O Dr. Antonio Vicente da Nis^imen-;
to Feitoza Advogado nos auditorios desta
Cidade, mudou a sm residencia^ eoseu
Escriplorio para a ra Nova segundo aniar
do sobrado O. n.
C^ Aoaminhecer do dia i7 do correis
desapareceo do sitio do abaixo KStigaado 110
priucipio do Arraial dous Quartaos sen lo
um russo c oulro lazo ambos ferrado.
fresco na coixa direiu coca o (erro -- -;
quem dos meamos souber leve-os ao sitio ci-
ma ou no Ueule na ra das Flores ca-
za D.aa, que se gratificar. com generosi-
dade. i a-e Aulonio Crrela Jnior.
O abaixo assignado toado noticia que
os seus dais escravos pardos, um de nome
Antonio, e oulro Luiz, ambos sapateiroa ,
focad seduzdos para tuga e por consequeu.
cia j Ibe desapparecera desdo a4 do curen-
te por isso taz certo a pessoa que lhe fez csse
mal, que desde j protesta proceder contra,
elle com todo o rigor da Le; cuja pessoa
o abaixo assignado nao ignora pois que dea-
appareceudo elles as 9 horas do dia lo; > loi
o primeiro que deo a noticia e ate mesmo o
abaixo assignado tem todos o dados para co-
nbecer bem de perlo o tal seductor pois qua
nao he a primeira vez que assim pratica. \o
mtsmo tempo o abaixo assigoado recommendt
a todas as pessoas que os couliecem ; os min-
dem pegar que sero generosamente recom-
pensados j a bem ussitn a todas as Autori-
dades tanto da praca como da mato os
mandem capturar. Eis os iigaaes: uai te::x
estatura regular, be barbado, porem se.u
suissas se^co do corpo tem %\ anuos pou-
comaisou meaos, baitaatfl retborico: eo
oulro parece ser mais alto por ser miis encor-
pido, enao tena uarba snguma, regula itJ
anuos p juco mais ou menos he bastante re -
toreado do corpo ambos sao ladinos onjaij
possivel, o para pregar urna peta nio ha
uinguem de tanta astucia. O abaixo assigna*
do por lauto declara poiilivamiuts ao talar
que os seduzio e les pronorcioaou a fu ,
ua entregue quanlo antes alias {.rolesU fi-
zerpalenle ao publico asna pj.a coohscLla
conducta para que o mesmo Publico uio ln-
nha de censurar o abaixi ussigutd) e pjj
que passar a obrar por semetUanla pro:dl-
ruento. Antonio Jor/i Pereira do Lio.
Quem quiser comprar una canoa uu 1
pega eua mil Ujollos de altanara gro;a u
qusl he nova j eoutra qua pega en cin-i
caixas de SSSUCar de hura lora diri; t-so
aoestaleiro de Joo Tomaz Pereira, que j
dir quem as lem.
Precisa-se deumi pessoa para ira)
Aracaly cobrar por execu;j urna divida dj
900U rs. dando dador ; na ra da Qaei-
mado D. 4 par cima do aifaitl-i.
Pleciza-se de um bouem para \m\\ic
agoaemuma l.iai iu iut da Florentina ,
sJorado novo ao pe da mu.
ir (aem quiser comprar un trro ja
co.iJ lau palmos ue treme iialogir d.G.-
puugt, par p.e;j conooij, ni taa do 'Jo.-,
ItSjia o.



J




DIARIO DE PBBMAM K C O
Pess >a al*?ua contrate con) o Capillo
Antonio Pvreira Pinto de Faria proprieiarn.
senda eslas ptra Engenha no muro da Pe-
nia D. 6 defronte do Nixo.
W Tres soleiras de pedra do Mb
iroo fngeuho
rendado por espajo le nove annos
ibecarfono ealoc de m mulo ao reodeiroi
Bbaixo assignado con a condi ;io de ns po-
der vender o mesmo engentio dorante o te n
pode seu arrendamento, senio o roeuno
rendeiro, avista pois desta circunstancias
<> sciente ao respitavel publico. rancisco
Honorio Ueiena de Men
xsr Na ra direila sobrado le un andar
1) i5 no | de dous de varanda de ierro
enredas, se Iszem doces, e bolos d-? todas
as qualidades para cha ludo por preso corn-
il-o Jo.
ajar Acha-se desso'.vida des o ln u do
corrente a sociedsde que girava debaixi d;
firma de Maciel & Machado por mutuo con-
censo de ambos ucando o mesmo estabele-
cimento gitaneo debai&o da firma daquelle
da em diante de Joo Antonio Waciel.
Er Aluga-ee urna easa rom commodos
para ramilla, e na Trente da inesaA casa rom
negocio de pouco fundo a trotar m mesma
lid soledade ao p da le-.d i de let re o
&_y Aluga-se un esciavo it.ojo para al-
guna casa de hornera solleiro por ser mul-
to babeiidoso i na ra do CoL-io D. 7 ua
terceiro andar.
8^ Quem annunciou querer Joj 000 a
premie dlrija-*e a ra do Collegio 7 no
terceiro andar.
CS- Osctcdoresde Joao Toralo Ferreira
queiro comparecer no btco do peixe frito
D. 5 coro suas coi.ias legajadas > lioje pe-
las tres horas da larde
42?- Quena annunciou querer1 comprar
prata velba d.iri|Jtai as 5 pomas D. 2b que
tem pollas amarelins.
K&- Na iioile do dia 3 do corrente apare-
cen na povoacio dos atlbgadS nina esnava
moca do gento de airela, querendo lan-
tar-sena roar ; quem for a mesma povoacio a fallar coiu Jos Cordei-
ro deSouza que dando os aignaes lite sera
eolregue.
OS/- O abaten assig.iado parlecipa a os ais.
que lem pinimie de ouro ou piata que os
&eui praaos ja seacbo vencido:, eos pinto-
res la nao cnegao par* pagar juros e prin-
cipal bailo de os ir tirar da dada deste a
oa que
" e hypo- j atierro da boa vista casa do Vledico Brilo.
Vendas
v?- Um molatr -noca robusta e de ba-
nita figura ao r.morad ir se dir o milivo
u-is rculos da armeco de our e urna lint
aleada pira banho ; na ra direita D 49 n
primeiro andar.
:r Pasaas em caixinhas de 3 libras e meia
a fijados de comadre dos me(hoces que
qoi tem chegado carros de ao oar'a con-
ducir atierro ; no armazem n. 3 da ra da
alfindejT* velha.
tW Urna can >a de carreira cam non-o uro.
e p.r prego comroodo ; na ra do Vigario
n, ').
t3" Esteiras d Varnanba proprias Pira
s.-.la eroarqueza na ra do Livramento De-
cirna' 12.
S3S* Ume armado de'loja toda envidrassa*
da, propria para qnalquer estahelecimenl .
a casa tem comino 'os para familia \ a tratar
na praca da bovvista por barxo do sobrado
em que mora o Sr Capito Barros.
sar Travs de 56 a 76 palmos; no tliea-
trodt Apolo.
SS^ A propriedade do forno da cal sita
em Olinda, a qua-l oerece intuas vantagims;
a tratar nocartorio da provedoria segunda
andar do sobrado do lado da greja de N.
S. do Terco principio da roa direit*.
tsy Ka loja da ru do Cabug D, 3 tem
pialilhas de lipho a lifooors.^a oeca bre-
lanhasde 6 varas a 1 J'aoo a peca \ chilla i4>
o covado ; hrim transado de listras e liio a
4K0 a vara ; algodozinho 6,j a vaia ; chita
170 e 190 o covado 6000 r-s. e 6too h oeqa ,J
madapjlio muilo fino 4600 a peca dito en-
trefino 4000 rs. a pega 4 dito a ooo rs "; se-
tineta a 240 rs. o covado e outras faiendas
todas limpas e por precos commodos.
tSf Urna propriedade de casas de 3 nda-
les e uta soto toda eoyid'rassada varandas
de ferro chaos proprios boro quintal, ca-
cimba cotn 4 poetas de- fente sita na ra
d<> Oneimado u 16, defronle da Con',re;a-
i o -, na ra do Hospicio casa do. Dezembar-
gador Peixolo ; ou na praca da Inde.ienden-
lidias alias se vendern porque essa mes- ca Joia de livros n. ij e J8 m dir.
ua condiio k> com os proprietarros dos di-
los pinhoie e vmoelte nao quer uzar de
l-l precedimento I iz o presente annunno
para senio chamaren a ignorancia. Her-
lulanuJosede I'reilas.
KST A pessoa que annunciou querer com-
iirar prata veiha dirija se a ra direila .
49 no piimeiro andar.
Avisos ^intimos
PARA MACEIO' em lastro a Sumara Ca-
rdillo imprelerivelmenle no dia Sa dp cor-
rente, recebe carga ; a tratar com IWancel
Joaquim l'edro da Costa.
PARA UCEARA' iroprelerivelmente no
dia 3o do correte o lliate Olinda inda
recebe ca ;a a tratar com Maiiocl Joaquim
l'edro da Cosa.
ei a
VST Oue fazo Correlor Oliveira boje s5
do corrente :is o horas da manb na caza do
lallescii'o ao Baptista Branco no largo da"
Boavisia, de grande sortiir.ento de'rastes a
maior parle anda ocos un lindusimo fa-
ueiro, cntendo duas dusas de pessas de
piala bem irabalhadas, urna negrioha com
principio de costura, urna pequen* liviana
de obras selectas, e vario* outros Objectos ,
ennunciados pira o Leilo de Sabbido o
oval nao leve lugar por causa da cliuva.
J>. (fuetazo Corre ior O iveira ile um
peifeilo sorliojeiilo oe tazendas inglesas e
rai.cczHS quinta feira 27 do correte as 10
horas da maub no sen atmazem na ra da
CouceieO n. 4 primeiro andar.
I.J- Oac fazem ().kel Johtoii c C. por
inlervenyo do" Correlor Oliven a de urna
orco consitleravel de chitas t inadapoloens
variarles por con de quem pertencer e
cutas lleudas lsigieas de i-rompta exirac-
tj ossim como st-i> [liannis de liiid3 ma-
deiras de moguo &. dos nelores autborea
l/iszes ; Qutnt'j leira 26 do crreme as 2o
ciotaa du luui.i impreterivelaieute no sea
o,;jja/L-.u na 1 ua ua Ciu.
^(J o 111 p r t i
f luis es.rayas dt idido 14 a a% annos;
S37* Urna escraya do genlio de angola, ren-
deira Uva de varrela e entende do diario
de urna casa c paga 4&o por dia ; na ra do
cotovello venda U. 29.
u->* Urna morada de casa terrea sita no pa-
teo de S l'edro, do lado da viraco ; a tra-
tar i.a ra de bertas U. 11.
ES?" Arreios ,. bois carrocas um par de
cassambas de amarello duas quarlolas que
sertem de deposito Uro selim ja uzado e
ootijolus de acenaria, indo por preco com-
rno'.to ; naiua de Hortas D. it.
ssy Superior rap de Li>boa, e areia pre-
ta por \ieuron t cartas linas franceaas e pur-
tuguezas, filas de seda e de garra de muin
lindas cores b0toens de madre perol.1 e de
oo pblidos CaixdS para ri tinta de es
cievfcV retioz ae (d^s as cores. e Iuvatfcur-
tas para senhora ; na ra do Cbug loja do
i'andeira Jnior,
KSST Urna canoa nova'que carrega too li-
jlos de alvenaria g'o-.su, construida de mui-
lo boas caadeiias e por comrnodo preco, re-
cebe-se ir.elade em lijlos e metade em di-
nlieiro um negro de naco mogo e canoeiro;
h tratar com'Marcelino Jos Lopes.
IW* A posse de um lerreuo alagado no se-
guimenlo da ra da Amor leudo 5o pal-
mos de lenle e luode fundo, todo ou a
t.lio: (ue.-n quiser annuncie.
2ST Lixu loja de lerragens em una das
mtlboTts ras uesta Cidade ; quema preteo-
(ier annuncie. -
4ji.3> uita negia cieoula co/inha o diario
de urna osa leudeira e lavadeira na roa
das Crines no piuneiro andar do sobrado De-
cima 12.
i_v" Dous cscravs mocos um olBcial de
aliaiatede idade de 20 annos perito tm toda
obra e opuio paia pagem por ser de bonita
pguta e mesmo por ser cundo e cap inoso em
tudu que se manda azer ; na ra direiu D
24 ao 1 do beco de S. redro. ,
-j~ biii le ien o tora cem palmos de frente
e dous mil de finido com viveiro ja com ca-
sado quasi iodo altercado e parte planta
do de capim urna grande canba para ser-
venta do mesmo, na lente lem meaco de
uma grande ^aile de um oilo da casa nova
do Sr. Rabelio no atierro dos allogados de-
fronle dos coqueirus do Sr. lMuuiz *, a tratar
no mesmo logar na fabrica de sabo assim
como um cavallo mellado carregador at meio.
%xr Os serjuintes livros ; Paulo e Verginia,
Guilherme Tel ou a Suissia libertada, am-
bas com estampas a forca de uma paixao o
^smenlo por vi.nganea, l'edro grande, lisu-
ra ou o prexo de amor: na ra das Cruzes
D. 3. ,
dk Para o mato on fjr da proviocis tres
escravas sen h um molaia mo:a engom-
ma c ,m perfeicio cj-e chS e uma negra
coziuheira e outra sabe ensaboar; na ra do
Livramenta O. 12 njlerceiro andar.
O- Barris de fumo para charutos de multo
boa quilidade;,emcsid. Vlatheus Austin ,
na ra do trapiche ivo u. -
ssr O Correlor Olieira ven le a ora e
bem construida armacj da la mandad,
fazer deencomenda Dor J. (i- Vieira Guima
raes parr ser colocada na quina prxima ao
arco da Cmceico e por SSOja bem conlie-
rid; os prelendenies dirijo-se ao mesmo
Correlor para oexame e ajuste certos que se
far venda por preco rasoavel.
h^,> Uma loja de couros com algunas miu-
de/as e sua competente acmcao ludo no
valor de 240,000 sila na ra dimita O. O i a
tratar na ra do Arago D. 0*7
tW Bichas pretas muilo boas e por pre-
co eommodo ; emilho alpisla a 9jo o quar-
teiro no patee- do l armo venda de JNarctso
Jos da Costa.
S3T Uma molala de idade de a4 -nos ,
com uma cria cosinba cose engomma e
taz todo o mais seivicodeuma cas uma ne-
gra de idade d 2 a annos con duas crias de
5 a 7 annos de idade cozinha o diario de
uma casa cose engomma e trata de cri-
.aiic-s outra dita de 10 annos com as mes-
mas babelidades motivo da vend- he por
seu Sr relirar-se para a urppa na ra no-
va 7 e 8 defronle do oito da Matriz.
SST- Charutos di superior qualidade che-
gados proximente da Caxoeira a i4o a cai-
xiuba e fardos eom fumo em folba de su-
perior qaalidade ; na ra da Cmz t. 18.
tST Uma preta de idade de 29 annos de,
naco angola., muilo vistos co inli o dinio
de uma casa e ptima para qualqQerservicoj
na ra do Crespo t. it.
SST" Piannos de varias qualidades e por
preco comrnodo ; na ra da Cruz 11. oo.
wt Uma esclava com la leile ', duas
ditas com boas babelidades uma deltas boa
engoiomadeira e coiinheira uma molati-
11I10 de bonita figura de idade de t anuo ,
b3111 pagem e bolieiro um preto de i.lad-i
de ao anuos cozinlieiro dous ditos para o
Irabalho oe campo 5 mole pies de idade de
10 a ibanoos e duas molecas de idade de 12
annos ; na ru ruadeagjas verdes casa ter-
rea O. J7.
tsr Umaescrava moca de bonita figura,
cozinha o diario de uma casa cose, faz boli-
ntios e pao de l e engoma)* com perfei-
co ; na ra vellia D 4t>-
%ST Du-s moradas de casas terreas grandes
uu 1 n ra do Padie Flo/lano e a outra ni
ra Augusta ambas co u grandes quinlaes; a
fallar na ra do Lollcgio com Francisco de
Axevedo Reg em casa do 'Pnenle Coro-
nel Cos Raneilo.
sse1" Sicas fe farinha de mandioca ; na
ra do Cabug loja dd Anlonid Rodrigues da
Cruz.
ssar Dous caixoens propii.s para miule-
zas e mesmo p .ra venda e uma pjrvao de
pipis vasija ; na ra da penha venda t. 9
S3r Sai dj Ass a bordo do Brigue E.cu-
na Aracaty, fundiado dertonie do irapiclie
novo ; a tratar na ruad* cadela com Antonio{
Joaquim de Souza llibeirri
^r Umtt cap* de gurgurao mui rica ,
que serve p ira lnnand ide do Uivino Espiri-
to Santo vidros de i.> antibiliosos e pur-
ga nli vos de Aittiioel Lopes -, na praea d lu
dejjeudeQcia loja de Antonio Felippe da Silva
u. ti e 12.
Uir Urna casa de pedra e cal, a 5 mezes
ftcabada uj alinhameco da ra da Aurora,
e-n. Amaro, junto a Igrja, cSaa uu gran-
de vjveiro de do pahi.jj ue comprido e
loo de largura couleudJ en si inulto paixu
com mais do 2 palmos e com proporcoens o
terreno para se edificar casas pois nao resta
duvi.i ser ali para o tuluro a Cidide nova de
Feruambuco ludo por pieco rasoVol j o*
praciuna do Liviamento t. j'.
kij- Fuuoda liaiiude vanas qualidades ;
na ra da Cruz n. Oj.
quer olHcio um negro robusto e duas ne-
gras ; na ra nova defronle da Igreja da Coq.
ceico n. lo3.
%r Uma armaco para loja! de fazendas
ou outro qualquer estabelecimenlo j na rm
direila D. f>8.
yar* Chapeos de castor branco e preto de
superior qualidade e chegados ltimamente
de Inglaterra ditos fraucezes, de seda milito
fina ditos de copa redonda para meninos
ditos brancos sem pello e de outras muias
qualidades por preco comrnodo na rm di
cadeia do liedle lo)a de chapeos n. 4*.
C^g* Taboado de pinito americano larpo
al dous palmos e da Suecia de 10 a 25 p|.
moide comprido costado, costvdinho a$.
sualho e forro e para fundos de barricas e
cadeiras de pinho de bjm gosto ; atraz dj
theatio e noarrcazem por biixo do Sr Car.
doio junto a cadeia a fallar com Joaquim La-
pes de A'meida.
c^ Um sitio bastante grande em beberi-
be debaixo com casa rouilos arvoredos de
tracto e bo so pela toa qualidade como pelo muito lem-
po que esla" em desea neo ; nesla 'l'YpograQa se
dir qu3>n' vende.
liscravos t unidas
w* AJeias de tiulio a 4000 o masso em
forade ponas de tro o le do beco largo n. 22.
SST U a sillo na estrada o uij.iuiiihu de-
nominado Joao ue barros que val para O-
iindi ; a tratar 1.0 atierro d* lioa vista venda
.it.
Dous moleques proprios para qual-
JN'o dia 14 do corrente ausentou-se ou
fugio um preto de nome Hedro cauoeiro
de nayo rebolo estatur* regular mui^
pronostico levou vestido camisa de mada-
polo calcan de .algodozinho jaquel* Jpre.
la e chapeo de palua ; quem ^ peg.r le^-e a
casa de Giudino A. de Barros, na pracinha d)
Corpo Santo t 67, quesera gratificad.,.
tar No dia 2 do corrente ugij u re(a
de nome Joo de naco angola levou ves-
tido camisa ds cbil'a azul calcas brancas U
velbas, e bonet o quat he baixo cheio dj
corpo cot-io fullo e beiotis grossos, quemo
pegar leve ao principio do atierro dos affj-
gados sobrado do Lima que ser gratificado.
ssr No dia 18 do Corrente fugio urna ne-
gra de noue Felicidade eatatura alta cara
redouda e talaada e as costas tambe n tallu-
das de marca da sua trra levou vestido de
riscado encarnado e panno da casta ja ve-
Iho ; quem a pegar leve a prac, d* boa vista
0.5 casa de Domingos da Silva Ferreira,
que sera gratiicado.
%3T No dia iy ao corrente fugio um preto
creouio de uome Venancio estar regular
algumacouz* groso lem uma pequea si-'
catriz na mass do costo tem um brinquinh9
na oreiha esquerua levou vestido camu, d
riscadiiiho amarelo jaqueta de ganga azul
e calcas brancas ; quem o pegir levea praca'
da Independencia loja de fuaileiro qle serj
gratiicado,
ssr No dia ao do corrente as 8 horas da
ooile.iudo fazer o despejo, desaoarecea o
rscravo Jdcilo,de naco rebdo ,'de idade
pouco mais ou minos de ao anoos bonita
lisura apontandj-lue o buco cor bislante
preta marca 110 peito es^uerdi a inmit,.cj
de uma ancora e talla ieia desesnead* le-
vou vestido camisa de algojo da ierra de
mangos curtas e calcos de brim ja velhas
(uem o pegar leve a ra da ui sobradad-
6 andares [). 59 que ser gratificada
SSf Desa'aaieceo da bouc* da iua direita
t. oo um moleque ainda bucal de nome
Joo de id*Je de 9 anuos de naro cam-
binda c0r bastauti preta ol ios pe.jueuoi
nariz chiio cambada dos ps levou vestida
caltas de riscada rou.vo e camisa da mesraa
quem o pe^ar leve a dita botica que ser gra-
tificado.
*T Fugio no dia 1(3 do corrente un mo-
ieque de nome Joao creonlo de idade de
i4 annos levou vestido calcas de brim gros-
so suja de tinta camisa de chile azul tambem
soja, ga;ueija aiguiu tanto quaoJo falla,
ps apalL-itadoi com um signal de ferimea>
lo ua perna direila rogi-se a todas aulho
ridades poiidaes capites de campo baja
de pegar e le,val-o a .ra das Cruzes t. 7,
que sera recompensado.
jloviuieat do i\>rto
NAVIO SaHIUO N DLA a.
II tvre i Galera Franceza Camelia Cap.
Guelbert carga assucare lgodo.
ENTtiADONODIA 5
Montevideo ; i i dias lliate Prtuguez
S. Amaro de 127 tonel. Cap. Alauoel l'edro,
equip. Ij, car,;a carne secca ; a Giudino
Agosliuho de barros,
SAHIDO NO DIA a .
Rio de Janeiro; Brigue Brasileira Delphim,
Cap. Joaquim Jos dos Sanios carga varios
gneros
RECITE NA TYP. S Al. P. DE F. -.itf4


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E6H96IMIG_A4UPCU INGEST_TIME 2013-03-29T15:14:34Z PACKAGE AA00011611_03810
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES