Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:03795


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Ann<> pe 1841. Quinta Feira
Tudo agcra depende d nos raesmos ; da nossa pruHtneia, modera-
'5o, e energa : continuemos como principiamos, seremos apontados
om adamracio entre as I\aces hus cultas.
Proclamarlo da Assemblta Geral do Brasil;
naai ni
Subaerere-se para eata folba a 5Jooo por quartel pagos adiantadon
aaata Tipografa na das Gruies 0.3 na Praca da Independen-
cia, n. 97 e 58, onde se receben correspondencias' legalizadas e an-
uiteios, inairindo-se estes gratis; sendo dos proprios assiguantei, c
viudo assgnado.
PARTIDAS DOSXORREIOS TERRESTRESj
C3dadt da Parahiba e Villas de sna preteneo i .\
Kta 5l^r*nd,vdn N w* VUl" Id.em.......?Sck- S"* '"
Dte da Fortaleza c Villas dem.....i........i
Cidade de Goianna ........... ........../
Cidade de Olinda ... ........'.... ...... Todos os diasl
Villa deS. Anio...................... Quintas feiras.
Dita de Garanbuns e PovoacSo do Bonito ......... lo, e 14 de cada mes
Ditas do Cabo, Serinhaern, B.io Formoro, c Porto Calvo. 1, 11, e 11 dito dito
Cidade das Alagoas, de Macei............dem dem
Villa de Paia de Flores.....................dem 15, dito dito
Todos os Corre o partem no meio dia.
PHASBS DA LOA NO HEZ DE MAIOj
La CUea a 5 as 11 h. e i m. da man.
Quart. mine;, a i3- as 1 h. e 58 m. da tard.
La Nova a 10 as 9 b. e 10 m. da tard.
QuarU rese, a 37 as O h. e kj m. da man.
Mare shtia para o dia 7 dt Maio.
As 4 horas e 3o minutos da tarde.
As 4 horas e 54 minutos da manh.
t de Maio. Ntm 07.
. ------, n-.s-as-.1 -.a.'
CAMBIOS. IVIiVo 5.
Londres.rr;." >l d. por l/ooo ced.
Lisboa ...... 8o por ojo premio por metal offereeidei
Franca......51o reis por franco. Comp. Venda
OUrlO Moeda de 6|4oo reis, velhas U#7o 1 fono
Ditas notn i<'5oo i fn Ditas dcfoooreis, 'aoo 84>
PHATA PaUces Hrasileiros = ifSHu ifcoo
Pesos Columna i ios----------iJfiSo 1^700
_ Ditos Mexicanos--------------i/Jfioo infrio
Miu4a. -------.....i6o i*48o
Dse, de bilh. da Alfandega s i|8 por loo ao roes. I o|o
'Ideas de letras deboas firmas 1 i|i a 1 i|4
* Moeda de eobre 1 por 100 de disei ao par
Sedulas de pequeo valor l|i 0|o a I o|0
DAS DA SEMANA;
5 Segunda > Invenco da SantaJCrus.
4 Terca 8. Floriano M. -- Rellaco e audiencia do Juiz de Oircilo da 1 ?
vara.
5 Quarta 8. Po 5. P. -- Audiencia do Juiz de D. da 3. vara.
6 Quinfa S. Joo ante-portam-Latirtan Audiencia do Juii de Direito
da 3. vara.
2 Sexta 8. Estanislao R SI. Audiencia do Juiz de I) da 1. vi
Sabbado Aparico de Miguel Arcanjo. -- Kellaco e audiencia de Juiz
de D. da 3 vara.
9 Domingo 8. Gregorio Nanzianzea
PERNA MBUGO.
GOVERNO DA PROVINCIA,
Expediente do dia a8 do passado.
Officio Ao Inspector da Thesourar a das
Pendas Provinciaes, para dar execusso a
resoluco da Assemblea Legislativa Provinci-
al que approvou o parecer da Commisso
de petiees dado sobre o requerimento do
Barharel Antonio d'Assumpco Cabral, era
cujo parecer reconhereo a Commisso o direi-
to que tem o Peticionario ao pagamento do
ordenado que venceo romo Prefeito interino
da Comarca doLimoeiro.
Dito Ao Prefeito da Comarca do Cabo,
respcndendo-lhe que nao pode ter por ora lu-
gar a volta do destacamento de polica que a-
li existi e que fui mandado retirar para
ser substituido por outro da Guarda Nacio-
nal ; cumprindo que para remediar a falta
sobre que representa em seooflicio de 14 do
torrente, que se dirija ao respectivo Chele
da Legio para mandar completar o mencio-
nado destacamento.
Dito Ao Coronel Cbefe da Legio da
Guarda Nacional do Cabo communicando-
lhe o conteudo 00 precedente olfirio e orde-
nando-Iba que de as mais terminantes pro-
videncias para, que o referido destacamento
se complete e sejo observadas as ordeus a
tal respeito dirigidas.
Officio A Cmara Municipal de Goianna,
enviando-Ilie para seo conbecimento e exe-
cusso urna copia do parecer da Commisso de
Statistica approvado pela Asseroblea Legis-
lativa Provincial sobre o requerimento de Jo-
ze de Albuquerque e Mello Gadelha em que
se queixa da diviso, feita pela mesma C-
mara do Districto da Freguesia de S. Lou-
renco de Tejucupapo para julgados de Paz.
Dito A Cmara Municipal de Cimbres,
respondendo ao seo officio de 15 do torrente
que devendo a eleigo de Vereadores recair
em pessoas que tenho os requesitos exigidos
pela Lei necesariamente tem desaparecido
a objeceo que apresenta a Cmara para nao
cumprir a deaposico da Lei que lbe serve de
Regiment, a qual deve ser religiosamente
observada.
Dito ~ A Cmara Municipal de Goianna ,
tarticipando-lbe que a Assemblea Legis-
utiva Provincial approvou em sesso de *4
xlo corren te o Parecer da respectiva Commis-
so que concede a gralificaco annual de
yooUooo reis ao Fiscal da mesma Cmara
Antonio Vieira Teixeira.
Dito A Cmara Municipal do liedle ,
para em observancia da resoluco da Assem-
blea Legislativa provincial, remelter com
toda a brevidade as informaces que lbe fo-
ro exigidas em officio de 5i de Marco ulti-
mo sobre a excluso dos votos do Colegio do
Bonito feita pela mesma Cmara.
Lito Do Secretario da provincia ao da
Assemblea Legislativa Provincial commu-
nicando-lbe para ser presente a mesma As-
semblea, ter sido expedido a Cmara Muni-
cipal desta Cidade o officio supra.
Dito Ao mesmo commuutcaudo-lbe
para sciencia da Assemblea Legislativa Pro-
vincial, que a Presidencia recbela' a urna
hora da tarde do dia 39 do correule a Depu-
taco que tem de appresentar a Sancco as leis
adoptada na actual aesso.
Podada -- Ao Cirurgio encarregado da
Vaccina para enviar a Secretaria da Provin-
cia algumas laminas de bom puz Vaccinieo.
COMMANDODAS ARMAS.
Expediente do dia 26 do p. p.
Officio Ao Exm; Presidente ; remelten-
do-lhe o requerimento do Tenente Coronel
Manuel Jos de Castro e mais officiaes no-
meados para o destacamento do Presidio de
Fernando, no qual pedio se Ihe mandasse
abonar novas crame lorias poo i5 dias; e um
mez de sold, por quanto a eoabarcaco que
os conduzia p3ra dito presidio arribara a este
porto, depois de 1 7 dias de viagem.
Dito Ao mesmo Exm. Sr., reinviando-
lhe o requerimento de Manoel de Amorim,
e informando que elle lhe fora remettido
pela Salla das ordens para assentar praca no
dia a de Junbo e que nesse nesmo dia se a-
listara no esquadro onde efleclivamente
serve.
Dito Ao mesmo Exm; Snr. devolven*
do-lhe o requerimento de Rita Maria do Es-
pirito Santo, e disendo-lhe que sea filbo Mi-
guel Francisco Dias, assentara praca recruta-
do a () de Marco do corrente anuo com o
nome de Miguel Bernardo Francisco e que
no dia 23 d'Abril embarcara para a Provincia
de S. Pedro do Sul.
Dito Ao mesmo Extn. Snr.: reinvian-
do-lhe o requerimento de Theodoro Jos da
Silva Lacerda e significando -lhe, que o sol-
dado Manoel Filippe da Ora embarcara no
dia a a do corrente para a provincia de S. Pe-
dro do Sul.
Dito Ao mesmo Exm. Snr. tornando-
lhe o requerimento de Candida Tbeodora Pi-
mentel, e informando, que seo filbo Luiz
Francisco da Costa, embarcara para o ul no
dia aa do corrente.
Dito Ao Exm. Presideute da Provincia
das Alagoas dando-I he esclarec mentos a
respeito da demigo do Soldado da Artilheria
Jos Antonio Severino, que muito importava
a deciso do Conselho de G. a que estava res-
pondendo o Capitio Reformado Aflonso de
Noronba Fortes.
Dito Ao Doutor Jos Eustaquio Gomes,
ordenando-lbe a remmeasa da conta da dis-
pesa feita com o expediente do Hospital Re-
gimental interinamente a seo cargo e urna
nota dos objectes que o mesmo expediente po-
deria .consumir em um mez.
Dito ~ Ao Inspector da Thescuraria com-
mnnicando-lbe
do dia 16 de Fevereiro.
Dito Ao Cora mandan te interino do De-
posito disendo-lhe em resposta ao officio do
seu antecessor de aq de Marco ultima que
nao tinha lugar cobrar-se a etape no valor de
a4<> reis do 1. de Janeiro, por ser isso contra
o disposto na ordem do dia 16 de Feveiro.
Portara Ao Commandante interino do
Deposito, mandando excluir do mesmo coa
guia de passagem para a Marinha.ao solda-
do Modesto Antonio de Moraes e Silva que
devia ser apresentado ao commandante da Es-
cuna de Guerra Gararapes- surta no Porto,
conforme determina a Presidencia em officio
de a3 do corrente.
THESORARIADE FASENDA.
Expediente do dia 27 do passado.
Officio Ao Exm. Presidente da Provin-
cia informando o requerimento de D. Mara
Marques de Amorim pedindo por aforamen-
to o terreno de Marinha existente no fundo
da ra i Apollo do Bairro do Recite.
Dito Ao mesmo Exm. Presidente infor-
mando tambem o requerimento de Jos Car-
los Marink da Silva Ferro pedindo o afo-
ramento do terreno allagado existente em
frente dos seus sitios na ra que vai da pra-
ca da Boa-vista para S. Amaro.
Portara Ao Thesoureiro dos ordenado,
para pagar a Joaquim Pedro de Lima, Al-
moxarife nomeado para a Hha de Fernando,
a quantia de 37U000 reis importancia de
hum mez oddiantado do respectivo ordena-
do, e das commedorias que deixou de re-
ceben
dem do dia a9.
Officio Ao Exm. Presidente da Provin-
cia informando o requerimento de Jos Car-
neirode Albuquerque Maranho pedindo o
titulo de aforamento do terreno de Marinha
numero 88 no lugar de Fora de Portas.
Dito Ao Inspector Geral das obras pu-
blicas com o requerimento de Antouio Botelho
Pinto de Misquita para sediguar mandar pro-
ceder a compeltente demarcaco e avalia-
co do terreno de Marinha existente nos fun-
do, da casa da ra do Appollo, que por afo-
ramento lbe foi conferido.
, que o commandante do Es-
quadro tinha ordem, para recolher a meama,
o excesso do valor da etape de a Jo a 340, que
de mais tirou no mez de Janeiro deste anno,
para ir coherente com o disposto na ordem do
dia 16 de Fevereiro, que mandou cobrar a e-
tape de abris do dia 1. do mesmo mez de
Fevereiro, e nao de Janeiro, notando todava
que tendoa Contabelidade Militar sciencia de
dita ordem, nenbum obstculo posera ase-
melhanle pagamento.
Dito Ao Commandante da Escuna de G.
Gararapes communicando-lhe que d or-
dem da Prrsidencia hia-lhe ser apresentado
para servir a seo bordo Modesto Antonio de
Moraes e Silva que acabava de ser excluido
do Deposito.
Dita Ao Commandante interino do Es-
quadro ordenando-lhe que tisesse recolber
a Thesouraria o excesso do valor da etape
(io a 240), que de mais tirou 110 mez de Ja-
neiro deste tumo, contra o dUposlo na ordem [as.primeiras ao valor de vate mil reis; e as
Diversas lie par tices
TRIBUNAL DA RELLAGAO'.
Sksa km 4 DE MA-
Na Appellaco Civel do Juizo de Direito
desta Cidade, Appellante Antonia Iza bel de
Jezus Appellado Gaspar Jos dos Reis : Es-
crivo Pothomo \ foi julgada pela reforma
da sentenca appellada.
Na Appellaco Civel do Juizo de Direito
da Villa de Granja Appellante Innocencio
Gomes Coutinho e Appellado Jos de Brito
Passos : Escrivo Bandeira; foi julgado nub-
lo todo o f roces so.
ALFAEDEGA DAS FAZENDAS.
ED1TAL.
Vicente Tbomaz Pires de Figueiredo Ca-
margo Cavalleiroda Ordem de Christo e
Inspector da Alfandega por'S. M. I. que
Dos Guarde etc. Faz saber que no dia
6 do corrente, porta desta Alfandega se
hade arrematar em basta publica vinte e cin-
co latas de salmu e doze ditas de ervhis ,
outras no de oito mil reis impugnadas pelo
Guarda Caetauo Aureli inn de Car villn Cou-
to no despacho de Davis & C. ; sendo o ar-
rematante su jeito ao pagameuto dos Direitos ,
e expediente.
Alfandega 5 de Maio de 1841
V. T. P, de F. Camargo,
A Barca Inglesa Thomaz Mellors, vinda de
Liverpool entrada no corrente mez, consig-
nada Russell Mellors & Comp.
Manifestou o seguale.
ai6caixascom fasendas de algudo, 107
fardos com ditas dito 6 ditos com ditis de
linbo, 8 ditos com ditas de l, 1 embrulho
com livros, 4 barricas com farinlu, 5o to-
neladas de carvo, 18 quintaes de ferro, I
pipa com vinbo, a barricas com dito, 1 em-
brulho com toucinho, 1 dito com livros,
Fora do manifest,
15o gigos com batatas, a caixas com letrei-
ro 5 barris e 1 Jarra com carne 1 barril com
manteiga, 1 dito ignora-se a caixas com
conservas, 3aqueijos, a6 presuntos, 1 eai-
xa com amostras*
A Barca Francesa Camelia, vinda do Ha-
vre de Graca consignada a L. A. P/ourcq.
Manifestou oseguinte.
5aa volumes com fasendas, 4 caixas com
drogas *2g cestos e a barris com vinho 55o
barris com manteiga, 6 volumes com cona-
mestiveis 6 pares de tamancos, a cellos com
azeite. duas caixas com licor, 100 barricas
com farinha, i5oa gigos com batatas, i5
gigos com sebollas o caixas cora queijos,
54 volumes com diversa?as {aseadas Ja vo-
lumes com drogas, 4 volumes com plantas e
sementes.
Fora do maniasto.
i caixa com conservas, i5 barricas com fa-
rinha de trigo, 1 caixa com bixas, 1 Em-
brulho com amostras, 5 caixas com queijos ,
a caxorros, 6 patos 4 caixas com fazendas,
r rolo de oleado, 1 embrulho coin papis.
MEZA DO CONSULADO.
Rendimento da Meza do Consulado de Per-
nambuco no mez de Abril p .
Direitos de 7 p. c. de Exporta-
cao........44i99o68
Ditos de a porcento de dita fJ5U3t>o
Ditos de ancoragem para fora
do Imperio ...... 8 j844^438
Ditos de dita para dentro dito i\)\U[)J*
Ditos depositados, que exedero
do anno....... 54UJ76
Emolumentos de Certidues laUyio
5 por 100 da venda das embar-
caces Nacionaes .... 3ooUooo
Multas por iul'racjes do llegu-
lameoto....... 61179a
54}5;aU858
Rendimentos das Provincias.
Disimo do assucar das Alagoas ij4i"U8i5
Dito do algodo de dita. -ijU&fi
Dito de dito da Paraiba 8oL415
56;n6U738
Dito do assucar desta Provincia i4i3i3Uaa4
Dito do algodo de dita .-j;.ji6UJy8
Dito do cat de dita ijoda
Dito do Fumo de dita. iU55i
Taxa de 4<>rela por saca de al-
godo....... n8U5ao
Dita de 160 rs. por caixa da as-
J
ii
.f-
I
l!
*


Tfi
piArIo di pern^mbco
suca
Dita de 4o res por fexo dito*
Dita de ao res por barrica ,
5jiUaoo
9800
335U58o
distrieto da ra da rraia o pa,rdo Manuel loa- -remo para ajuda-lo na guprra contra os sel-

quim do Naseimento por denuncia de ser
seductor de escreros e ter de costume Turu-
los como praticou nos breos onde furtoa
d'um ilemo dois escravos; foi remettido pa-
ra a cadea : por un soldado do corpo policial
o preto Manoel Joaquim Alexandre por ter
dado urna bofetada em outro da qual resul-
lou sair Jerido na cabeca t foi remettido
Sala como recruta : e por outro soldado do
mesmo corpo a india Joanna .Ytaria d jezus ,
por estar ebria e proferindo patarras obsce-
uai ; fui soita.
Consta-nos, que por Portara de 3o do p.
p. foro nomeados para Membros da Admi-
nistraco dos Hospitaes de Caridade os Snrs.
Brigadeiro Aleixo Joze de Ol ve ira, Major
Manoel do Nascimento da Costa Monteiro ,
Patricio Joze Borges e Joze Joaquina Perei-
ra e para thesoureiro o Snr. Antonio Mar-
tina Ribeiro.
No dia 4 o corrente o Prefeito da Com-
roarca de Nazareih foi renjoTdo para a Com-
marca de Goianna por ter pedido sua. derois-
soo Dr. Luiz de Carvalbo Paes de Andrade.
No dia 5 foro nomeados para Jufc da 1.
Vara do Crimeo Dr C. J. de Al, Sarniento,
e para Substituto de todas as Varas o Bacha-
ii'l J. F, de Paiva Jnior.
No mesmo dia foi nomeada a Administra-
cao do Patrimonio dos Orphos que se com-
potra dos Snrs. Padre Domingos Germano
Alfonso Rigueira, Dr. Francisco Xavier
i'i 1111 a de linio Coronel Joo Francisco de
(Lhaby, Brigadeiro Antonio Rodrigues de
Almeida, e o Padre Laurenlino Antonio Mo-
reira de Carvalbo.
76:4oCo95
Fernambuco 4 do Maio de 18 \i.
O Administrador
Miguel Arcanjo Monteiro de Andrade
ARSENAL DE GERRAi
O Arsenal de Guerra compra caixas com
velas de espermacete quem as tiver com-
pareca na salla de seu expediente as dez
lioras do dia (i do corrente com suas amostras
e ultimo preco.
Arsenal de Guerra 5 de Maio de 1841*
Burlamaque,
Director Interino.
Pela Administracfo Fiscal dasj obras pu-
blicas se avisa a todas as pessoas que se en-
carregara de apromptar as ma.leiras para o
concert da ponte do Recife que as trago
quinto antes, na certesa de aerem mediata-
mente pagos; para o que o Illm. e Exm. Sr.
Presidente tem dado as necessarias providen-
das*
Adminislraco Fiscal das obras publicas 5
de Maio de 1841. Mocra, Administrador
Fiscal.
A Cmara Municipal desta Cidade faz ses-
so extraordinaria no dia ia do corrente.
O Secretario interino.
Francisco Antonio Rabello de Carvalbo
PREFEJTURA.
Parte do dia 1. de Maio corrente.
Illro. e Exm.Sr. Fora liontem presos
relo Sub-Prr-feito da Freguezia do 5ecife os
Portnpuezes Francisco d'Imeids, e Jos An-
tonio da Cimba este por lie ser apprehen-
dido um caivete pequeo e aquelle urna
tbesoira fora soltos ; o parde Antonio Jo-
s Ferreira para recruta ; foi remettido ao
Inspector do Arsenal de Marinha segundo
as ordens respeito; e o preto Jos escravo
do Capito-mor Antonio Joaquim Ferreira
de S. Paio por lbe ser apprebendido un
caivete pequeo ; foi sollo : pelo Sub-Pre-
feito desta Freguezia o preto Domingos for-
ro, por estar ebrio ; teve igual destino; e
pelo Sub-Prefeilo da Freguezia de Maran-
guape o pardo Florencio de Barros Monteiro.,
por lh seren epprehendidos dois cavalleis ,
furtados ao proprietario do Fngenbo Bujari,
e urna faca com ponta ; foi remedido para a
Cadeia.
E*o que consta das partes boje recebidas
nesta Secretaria.
Farle do dia a.
Illm. s Exm. Sr. Partecipo a V. Ex.,
que das partes boje recebidas nesta Secretaria
consta que hentem nao occorreo novidade.
Paite do dia 3.
Illro, e Exm. Sr. Das partes hoje recebi-
das nesta Secretaria consta que bontem nao
occorreo novidade.
Parte do dia 4*
Illm. e Exm. Snr. Foro hontem presos
pelo Sul-Prefeito da Fieguezia do Recife o
pardo Antonio Jos des Santos por estar em
deso dem ; loi remettido para a cadeia ; Joa-
quim Jos blanco por ter dadoduas bofe-
U Jas em urna mulber ; foi remettido ao Ins-
pector do Arsenal deMarinha, para o res-
pectivo servico ; e o preto Antonio escravo
de Antonio da Silva Braga, por fcriga ; foi
remettido ao Sr.: pelo Sub-Preeito desta
Fieguciia o preto Vicente escravo de Jos
Francisco de Soiza por lbe ser apprebendi-
oa una laca cem ponta ; e os pardos 1 elippe
Gomes, e Manee! Gomes da Silva Jnior ,
por serem encontrados tarde da noite ; fora
soltos : por um soldado de polica o pardo
Luiz JanuarioGomes, por ter espancado a
urna pela ; ici remettido para a cadea ; pelo
Suh-Prtfeilo da Freguezia da Boa-Vista os
fardes Eleuttria Mana e Bonifacio Joaquim
te Sania Auna, por briga ; fora sollos ; e
a y reta lio-a Mara da Assuropco, por e-
bria) j teve igual destino ; e pelo Con;man-
dante da Pati ulba dos Allegados Belisario
Saturnino de Soulo, por ter disparado urna
aimacarregada pordebaixo da porta de sua
taberna sobre a me.sma Patrulba, por ter
esta mandado que elle eixasse a porta da di-
ta taberna e te reco'hesse, por ser ento
,me bcrasda noite; loi letEelticlo a cadea.
Nao occorreo ni ais novidade.
arledodia 5.
Illm. e Exm. Sr. Fora bontem presos
}tla j iiirea patrulba do distrieto de Pon] Goleta Libertad commandante Cruig.
e.e perlas o pelo Antonio esciavode Mano- 1 \)0 Brlsh PackeO
ei des Sanies por bnga coa outro preto ; | A Gaceta de bontem cohlem buma nn-
i itiscuidu ap Sr. ; pelo Commiisaro do ] mensa lista devarios donativos tiios ao gn-
, HESPANHA.
Folhas at o 1.0-- A Gazeta desse dia
contetn urna serie ~,c documentos acerca das
questes suscitadas entre o vice gerente da
nunciatura de Madrid e a Regencia -- Fm
3 ofBcios de 5 17 e ao Regencia expu-
nba diversos aggravos. No primeiro quei-
xava-ye da suspeoso imposta pela Junta de
Madrid a varios vogaes do Tribunal apost-
lico de Boma ; de que a de Cacen? desterra-
ra seu proprio bispo ; e as de Granada Co-
runlia Malaga Ciudad Real e nutras ha-
via denosto Deo, Conegos e Curas sub-
slituindo-os por outros. No de i" qneixa-se
d'uma proposicao d'um decreto da Regencia
de que a di vsao territorial no ecclesiastico
da aleada civil pos que se pode entender
prejudicada a aulhoridade episcopal ; e na-
quelle arcebispado nada se podia innovar por
ser s vaga. E no de ao de que a nomeaco
de D. Valentim Ortigoza para governar o
bispado de Malaga nao podia ter outro etlito
legitimo seno pe turbar as consciencias por
estar esse clrigo processado por suspeito de
heresia.
vagens unitarios Joo Lsvalle La Madrid e
o mulato Rivera. (dem.)
Na data de 28 de. fevereiro o gover-
nador Rosas dirigi ao general Oribe huma
nota em que congratula a este general e ao
exercito d seu enramando peU victoria de
Sanala, e juntamente lbe manda hura de-
creto remunerando magniBcamente os hroes
que alli combattera.
Eis aqui o resumo deste decreto :
Considerando que a valorosa diviso da
vanguarda seu commandante general em
^befe o esclarecido general D, Angelo Pa-
checo vencedores no campo de Sanala se
il'ustrra por seu bro e denodo militar e
Preenchera perlitameiite as esperanzas da
patria dq govtrno encarregado das relags
exlerores, e do Sr. general e;n ebefe interi-
no do exercito de operaces da vanguarda ,
illustre brigadeiro D. Manuel Oribe presi-
dente da repblica oriental do Urugay ,
O governo decreta:
Art. 1. Ao general Pacheco se concede u-
ma espada guarnecida de ouro cjtn as ar-
mas da patria gravadas dentro de hum circu-
l de brilbanles, e com as seguintes inscrip-
cues : Viva a Confederago Argentina
Esclarecido defensor di liberdide e honra da
Confederacio Argentina e do continente ame-
ricano -- Morra os selvagens unitarios!
Sanala 8 de Janeiro de 181. O governo rem este Bacliarel dirigir os seus destinos
da Confederago Argentina ao patriotismo e poique espura que elle exerc,a toda o lote de
ao valor. maldades, A vista pois da expandida sta
Art. a. Aos chefes se concede huma me-, Cmara supplica a V. Ex. qua se digne levar
Jaiba de ouro eaos officiaes ouira de prata ao conhecironto de S. M. I. ; qual a condu-
com inscripces anlogas s do art, 1. ca deste Baeharel, pedndo-lhe a sua remo-
Art. 3. Todos os soldados que combaterau cao desta para outra domares.
em Sanala tero huma medalha da metal i Aceite V. Ex. os sinceros votos de estima ,
com iguaes inscripsOes. e canciderago que tributa esta Cmara a Pes-
ArU 4* Os qoe Gcara invlidos pela ac- soa de V. Ex. ; a quera Dos Guarde por
cao de 8 de Janeiro vencer o sold por intei- muito nos.
ro durante a sua vida.
Art. 5. Ao general Pacieco se conceden
a,300 cabegas de gado vaceum e a,300 rezes
langeras ; aos coronis i,'ioo das primei-
ras e i,3oo das segundas ; aos tenentes coro-
neis 800 ; aos majors 4oo de gado vac- j
CUTO
charel aquelle criminoso procedimento o a
plaudio e ali convocando aquella caterva,
faccinora e vira ella acompanhado eutrou.
Bcintosamente nesta Villa soltando foguetes
do ar pelas 110 horas da noite do referido
dia dando dest'arte mais urna prova do seu
pouco senso.
Nao parra aqui, Exm. Sr* os insultos
desse bando de faccinoras : quando voltara
desta Villa por estarem insuQidos do mesmo
Baeharel, no dia 11 tirara a estatua da re-
ferida porleira e a conduiira para a caza
de Joo Francisco d'Arruia e dando-Ibes
tiros e facadas, em altas vozes dizia
Morra este Capito para exemolo das outros
E quem he Exm. Sr. este Capito ? Ili hum
Cidado honrada e pacifico que pela su
rc-onliecida prudencia foi capaz de conter-
se no furor da colara ; porque, estando ento
coraraandanio interinaraente o 1. Batalho
de Guarda Nacional desta Comarca bera.
podia repellir esse aciute, E a quem sao d-
vidos estes, e outros males ? A Joo Mauri-
cio Porque cercado da gente mais inlirai
desta Comarca lera perturbidj o seu socega
que outr'ora gozara ; incutindo ideias de ter-
ror nos Commaudantes da Guarda Nasioual ,
e insubordinando aos GG. para os nj obe-
decer como vai apparecendo.
No-so, Exm.Sr, infundaos os receios
que tem os Comrcaos da Limoeiro de
ve-
Pajoda Cmara Municipal da Villa d
Limoeiro era Sesso ordinaria de ao da Abril
de H41,
Illm. e Exm. Sr. Mar.oel de Souza Teixyi-
ra Presidente desta Provincia.
Joaquim Theodoro de Vascoucellos Ara-
5oo langeras ; aos capitaes. 3oo da- g5o pro Presidente. _. Jos Roflno pesSM
quellas e o destas etc. etc. Os soldados de Lacefda __ ,vJaxman0 Antono de piaho
vemajer 5o cabe9as de gado vaceum e l5o e Olivis. Manoel Ramos da Silva Morei-
laiiigeras. ra Jos Bezerra de Mello Francisco Jo-
-- Oribe e Pacheco lizerao ao estado doa- aqum da Si|va. _.. joi (jaelarro Pereira de
cao do gado que Ibes fora concedido era re- (uerojf
compensa dos servicos por elles prestados
Confederaco Argentina. (demj
liuenos-Ayres, 20 de marco
Fomos obsequeados com hum jornal de
Cordova de 4 do corrente no qual se v
que os negocios no interior se approxima r-
pidamente da sua sol.uco.final. Salta ret
rou-se da liga hostil contra o governo confe-
derado ; Catamarca apenas Lavalle fugio ,
levantou-se contra elle tendo fren'.e o 00-
MISCELLANEA.-
Conse'.hos de um pai a seu filho que ia
viajar.
Qu&ndo encontrares em um pavo muitas
tavernas, nao espere) encontrar nem econa-
mia nem fidelidade domestica seno ami-
tos ociosos Onde os lavradores S3 nao le-
ronel Balboa; e varios dos principaes chefes vanto ao aroanhecer seguro est d os en-
de La Rioja entre elles os commandantes A- contrardes noite borrachos como odres.
riaseGuzman, passara-se para as forcas fe-1 Quando vires muitas meninas plidas e
deraes. Mais deduzentos e cincoenta Cor- angras signal deque os bailes sao flo-
rentinos abandonaraa causa
resia. reimos abandona rao a causa que servan e quentes, e que trabalho pauca ; e quando
A Regencia conformando-se com con- ganhara o Chaco com tengao de atravessa- i vires divertmenlos em dias de trabalbo, pre-
sulla do Supremo Tribunal de Madrid re- ; rem aquelle deserto de valla para a sua pro-
tira o beneplcito regio ho vice-gerente da vincia. Brizuela eslava entrincheirado na
nunciatura D. los Raminez Arellano man- Cueva del Guaco incommodado pelos habi-
da lechar o Tribunal apostlico de Rote tan tes das planicies, e seria brevemente ata-
pondo em segura custodia todos os seus papis; iado pelo general Aldio. O general Ibarra ,
que saia do territorio hespanhol o dicto A- 'em combinaco com as tropas ie Cordova,
rellano, sequestrando-lue todas as rendas eslava a ponto de cahir sobre Lamadrid na
que percebia excepto o que fossem bens pro- j Tucuman cuja situaco precaria tinha au-
prios 'elle. E manda que o Tribunal Su- 1 gmentado grandemente com a deleceo de
premo consulte sobre o modo porque os hes-
panhoes devem proceder para dispensas "etc. ,
sem recorrer a Roma.
(Peridico dos P. no Porto de ta de Janeiro.)
NOTICIAS DO RIO DA PRATA;
Buenos- Ayres i3 demarco.
Os seguintes vasos de guerra nacionaes ,
que efto perleramente armados e liipulados,
s&bii bieveniente de Pozo :
Biigue General Belgrano, commandante
Antonio Toll: leva a bandeira do Almirante
Guilberme Brow :
Brigue General Ecbague, commandante
Jo Bfrgan'.im General San Martin comman-
dante Geraldo Fisher ;
Bergantim Vigilante commandante Gui-
lberme Bathurs;
Sumaca Enlre-Riana commandante Ni-
colao George ;
Salta e Catamarca.
(Despertador.)
A pedido
Illm. e Exm. Snr. Esta Cmara com
algum desprazer vem pela primeara vez in-
commudar a V. Ex. no comeco de sua lo dig-
na como bem merecida Adminislraco;
mas motivos series reclama a sua allenijo ,
e faz levar ao conbecimento e V. Ex. a ex-
posigodo seguale faci.
No dia sabbado, 10 do corrente, Joo
Francisco d'Arruda Jos Lopes Coelho de
Mello Francisco Correia d'Amoritn Joo
Felippe de Mello Joo Pereira Guedes e
outros moradores no logar Palma desta Co-
marca c-rigiraO huma estatua com insig-
nias de iha.ii de G. N. e pondo-lbe na
lesta huma legenda Esle he o chimando Ca-
pito Francisco Gomes Pereira Guerra a
pendurara u'uma puileira da estrada publi-
ca d'aquelle logar aonde esteve, todo o da
a espera que por ali passasse o novo Juizde
Dirilo to Cnme o Bacnarel Joo Mauricio
Cvale-ail da Bocha Wanderley ; o que as-
;m sucxt'dco ; e sendo visto peto mesmo Bi-
para-te para ouvirdes fallar em muitas
quebras.
Nao julgues do cabedil do um sujeito pele
vestido que elle traz : nem do mrito de urna
casa de pasto pela taboteta. Tudo slo se ar-
ran)a para engaar os pataus. A virtude
modestia; o rico vive cora singelesa e o boa
vinho nao precisa de recommenda^o.
Para sabrdes se urna Ierra grande ou pe-
quena, nao preciso subir as torres nem>
andar-lhe nacircumiereucit : examina-se as
gentes se conbecem urnas s ou'.ras e se sau-
do ; quaotos maisconhecimeutos mais pe-
quea a ierra.
Opaizonde ha muita cobre ha muito-
nobre ; e onle ha muito nobre, ha muito
pobre.
Para sabrdes se um paiz bem govemadb,
nao preciso estudardes as suas leis ; basta,
ir cadea e contar o numero dos presos.
Nao te cali ves de mulher casada que sao
dois prejuisos juntos.
Nao comas sopa de pao em casa de pasto ,
nem coelho guisado em estalagem,
Quando oides ao theatro nao deis paira is
aos cmicos porque lazer um favor que
tinguen agradece.
Se fordes a botequim ; nia leas periadico
que esttver limpo que cerlo nao traz na-
vidades.
Nao te cases cora mulher velha, aue o
mesmo qua beer caldo seu adubo.
que
( Pobres do Porto. )


.
DIARIO DE PB8NAMBC0
CONSULADO DE PORTUGAL.
Os-Credores do fallecido Jos Cardoso Du-
les subdito de S. M. Fidelissima sao
novaioente convidados para apresentaretn su-
as contas na Chancellara d'este Consulado ,
no menor prasode tempo que llns seja possi-
\el, e igualmente *e roga aos Uevedores do
mesmo hajo de ir pagar seos dbitos dos
quaes se Ihes passar a necessaria quitaco.
Consulado de Portugal en Pernambuco aos
4 de Wio de ib.\i.
Joaquim Baptista Moreira.
Cnsul.
m nnnnn
lotera da boavista.
O Thezcureiro da Lotera avia aos n-
teressados, que faz pagamentos dos Bilhetes
premiados, nasQuarias e Sabbados na ca-
za de sua resideucia na ra da Gloria ,
n. 44.
e 3 cor de roza com lavor branco que as le1 no patio do Collegio ;^ Figueira, naPraca da
vou para a mostra ; a pessoa a quem Ibe forl Independencia e Cardozo Ayres na ra
offerecida dita fazenda ou souber onde esteja; da CaaeU do Recife.
que seja aprehendida ser recompenc.ado coro
THEATRO.
A Direco laz publico que ehegou Mr. Ro-
bert bem conhecidos sao os seus trabalhos
de Jogos Phizica e Mgica que to a-
plaudidos tem sido ouir'ora nesle Theatro j e
para que os Senhores Asignantes lenho to-
da a preferencia a outras quaesquer pesso-
as que pretenderem camarotes dignem-se
mandar o eroporte aquellas funges a que
tem de assistir a fim de nohaver duvida al-
guna com o andamento das Recitas da As-
signatura Assina como quero pretender a-
inda assignar dirija-se ao Theatro a qual-
quer dos Membros da Dirego.
Antonio Lopes Rbeiro.
Joo Jos Lopes.
Joaquim Jos da Gama.
ANNUNCIO.
Livros que se achd venda no Rio de Ja-
neiro emcaia de C. Ogier & Companhia
com lypographia Imaria e loja de papel
pintado as ras do Rozarlo n. 84 e do Hos-
picio 51.
Narrativa da perseguco do Brasileiro Hy-
polilo Joze da Costa Pereira Furtado de Men-
donca preso e processado em Lisboa, pelo
pretenso crime de Franc-Macn comporta
por elle irnpressa em Londres, em 1811 ,
e reimpiessa no Rio de Janeiro com per-
misso de seus herdeiros i, vol. em 8.
preco aooo
A primeira edieco desta obra fo desde
muito lempo esgotada : seu inleresse re-
conhecido por todas as pessoas que a lero e
seu autor era conhecido pelo celebre peri-
dico que escreveu em Londres, com o titulo
de Correio Brasiliense,, pelo lempo de
quatorze annos goza dos crditos de um litte-
rato que mullo ufana aos seus patricios.
Bibliotheca Mace-nica ou ReguUdor Ins-
tructivo e muito completo do Franc-Macn.
Seis vol. com eslampas reimpressa sobre
a edico de Pariz em 4 v's e augmentada
de a e li estampas ira lando do Rito Es-
cossez.
Prego 6 vols. em brochura tiooo
Encadernado 8ooo
Bussola Maconica ou iiegras -ara formar
reguladores, estatutos, e regulamcntos da
luja de S. Joo, com 4 estampas. loco
Lncadernado i3oo
Coilecco dos Cathecismos de todos os graos
do Rito moderno cada um 400
Cathecismo d'Aprendiz, Companheiro e
rceslre do Hilo Lscossez precedido das
insirucces Ma vesitar as loias seus orna-
mentes & Companhia listas dos dignatarios
e lugares que oceupo, denominaco dos
graos &c. &c. 640
Manual Alucn ico ou Cobridor dos Ritos
Escossez Francez da muconarii d'adopco
ou das Senuoras, 1 vol. com estampas ooo
Encaderntdu 35oo
Ritual Fnebre adoptado para os enter-
ro e exequias dos maces brasileiros pre-
co. 4
Avisos Diversos.
aoj'000 rs, na loja de Joaquim Viegas na
ra do Crespo.
KST Perante o Doutor Juiz de Direito do
Civel da segunda Vara se bao de arrematar
por venda 'indos os das di Lci e por exe-
cucao da Fazenda Publica Provincial os pre-
dios seguintes. Urna casa n. 4* 8',a na rua
da Gloria pertencentea Ignacio de Jezus Ban-
deira urna dita terrea, n. 26 sita na rnes-
ma rua perlencente a Jos Carlos Teixeira ,
urna dita n. 11 sita na mesina perlencente
a Zacaras Lopes urna dita n. 9, sita no be-
co da Gloria perlencente a Antonio Pereira ,
urna dita n. 10, sita na rua do Cotovelo per-
lencente aos herdeiros de Joao Nepomoeeno
Paes de Mendonca urna dita n. 27 sita no
beco do Motocolomb perlencente a Mara do
ISascimento urna dila n, 73 sita na rua da
Seutala velh? pertencente a Margarida Fran-
cisca da Silva, e urna escrava de naci per-
tencente a Goncalo Jos da Costa e S,
ts&" Hoje 6 do corrente pelas 11 horas da
manha ha reunid da Companhia de Jaca-
ratinga em casi dos Snrs. Fox & Stordort ,
na rua da Senzalla velha ; roga-se por isso a
os Snrs. Accionistas queiro ter a bondadede
compareceretn no mencionado lugar as horas
marcadas, afim de se deliberar respeito a mes-
ma companhia.
Francisco Jos de Magalhes Bastos.
Secretario.
ssr O Snr que por engao tirou cartas
do correio vindas de Lisboa ou Porto do
nomo Jos dos Santos; queira por favor mn-
dalas entregar em cata dos Snrs. L. G, Fer-
t eir & Mansfield na rua da Cadeia do Re-
tsr O Lente de Eloquencia e Litleratura
Nacional do Lyceo faz saber a quem convier ,
que a su'aula ter comeco do dia 2 de Junho
prximo era diante ; e que no corrente mez
de Maio podero matricutar-se as pessoas ,
que qui/eie 11.
E3T No dia 3 do corrente fci roubado por
um preto de ao anuos pouco mais ou me-
nos 9 pessas de chita sendo 3 pretas com
lavor braLCi>, 3 azuis com lavor auiarello ,
cife ou annuncitf.
. Precisa-sede urna mulher para cozi-
nhar e fazer o mais servigo de urna casa de
duas pessoa3 ; tambem se precisa de um ra-
paz para criado da mesma caza ; quem estiver
neslas circunstancias dirija-se ao atierro da
Boa-vista, casa de bernardo Jos Carneiro
Monteiro no %. andar.
tsr* Joaquim Bernardo de Mendonca faz
sciente aos seus amigos que a sua precepi-
tada partida para a Provincia do Cear nao
Ibe deu lugar de dispidir-se pessoalmente de
cada um em particular; por isso Ihe pede des-
culpa e Ihes oferece o seu presumo n'a-
quella Provincia.
5^" Quem precizar de 3 :000,00o reis a ju-
ras 1 dando para seguranza boas Firmas na
rua larga do Rozario D. 9 se dir quero
usd.
\ST Quem quizer quatro centos e sincoenta
mil reis a juros sobre pinhores de ouro ou
hypotheca em alguma casa no bairro de S.
Antonio que sirva de moradia ao annunciau-
te Bcar.do os juros pelo aluguel ou conforme o
ajuste -, annuncie para ser procurado.^
%ST Pela 3. vara do Civel Eserivao A-
cioles acba-se a praga dois escravos perten-
centes a Viuva de Reg & Filhos por exe-
cuco que contra os mesmos move Joo Ta-
vares Cordeiro.
INa venda da rua da Senzalla velba n
41 precisa-sede uro caixeiro que tenha la,
a 14 annos de idaie ; sendo chegado prxi-
mamente.
Da-3e dinheiro a premio sobre pinho-
res de prata ouro brilhantes ; no sobrado
da rua das Trinxeiras U. 9.
Precua-se de dois con tos de reis a ju-
ros de um por cento ao mez para serem pa-
gos todos os mezes coro seguranca de hypo-
theca em um bots sobrado dentro do Recife ;
quem quiser dar annuncie.
Troca-ie um moleque de naco, de i-
dade de i5 annos bonita figura ptimo para
criado o qual sabe fazer todo ser vico de casa,
por urna negra moga que tenha bonita fi-
gura que saiba lser todo ser vico de casa,
pielerindo-se que saiba engomar cozinhar ,
e que seja [ecothida ; quem quizer dirija-
se a rua do Cabug, loja de miudezas junio a
botica.
O Snr. Fiancisco Honorio morador ero
S. Joo da Mata queira ter a bondade de
vir defronle da Ribeira da Boa-vista, casa U.
u(j receber urna preta que diz ser sua es-
crava que anda tugida de uome Louren-
ca venha immediaumenle que o auuuu-
ciaute nao se responsabelisa pela fug* que
ella possa ter.
O botequim junto ao Theatro; preci-
sare de um boro to>iubeiro.
Calilo luz a ja annunciada historia da
Hevoluijo de Pernambuco em ititj, escrip-
ia pelo oulor Francisco .Yiuuiz Tavares :
um volunte em oitavo pret,o 2s'ooo res ;
veude-se as lojc,s dos benhoies Pinto
-----Precisa-se de uro orficial de Farma-
cia ou mesroo aprendiz j na Botica nova da
rua da Cruz D. 34-
-----Precisa-se alugar urna preta qu9 ven-
da na rua e que seo Ssnhor se responsabe-
lise pela dita vend pigindo-se urna pata-
ca por dia e dasse o sustento ; quem tiver ,
annuncie.
-----O Illm. Snr. Juiz de Direito do Crime
da Commarca do Rio Formozo, manda aser
publico por este Diario a todas as pessois a
quem convier, principalmente aos Reos ai-
ancados, que se acbo na Cidade do Hecife
Antonio Bernardo Civalcante Ignacio Jai-
quiro dos Santos, e Francisco da Rocha
Preto, que se hade abrir a 1. SessoOrdi-
naria dos Jurados da referid* Comroirca no
dia -i de Maio p. t., onde devero comparecer
os referidos Reas na caui das Sesses do
mesroo Tribunal para se tratareis dis suas
efesas na forma da Lei, sob pena de reve-
lia. Rio Formozo |7 de de Abril de 10*4
Eu Joao Pinheiro da Palma Eserivao dos
Jurados, osubscrevi,
- Urna casi com grandes commodos e
um soto ; a pes$oa que quiser alugar a me-
tade, dirija-se a esta Typographia que se
dir sendo pessoa capaz e nao tendo
albo.
ssr No dia a6 d'Abril p. p., desapareceo
do porto detraz do Theatro, urna canoa a-
berta de carregar 700 tyjollos, j um pouco
velba tendo d'um lado um rombo, e no
meio tem 3 casas de cavernas mais juntas, por
causa do mesroo rombo, e corrida d'alca-
trate de madeira de barab e tem um peda-
co de corrente grossa na poupa ; quem delta
souber e a quiser denunciar dirija-se a rua
dos Quarteis padeiria D. 5 que ser bem
recompensado.
tSS" Preciza-se de joos'ooo rs., hypothe-
ca ndo-se urna inorada de caza em Olinda :
quem quuer dar esta quantia annuncie para
ser procurado.
S3f A pessoa a quem Ihe faltar um escra-
vo, que nao sabe dizer quem seo Snr. ; di-
rija-se ao principio do atierro dos Aftogados ,
sobrado do Lima que dando os signaes cor-
tos ibe dir quena o tem;
Ktr* O Briguu Triumpho Americano a-
cha-se carregado para seguir viagem a IIha
de S. Miguel : roga-se aos Snrs. carregado-
res do mesmo tenho a bondade de trazerera
os conhecimentos na rua da Cruz D. la no
escriptorio de Joze Antonio Gomes Jnior ,
a fina de se poderem ultimar os manifes-
tos.
S3T A pessoa que a mezes pedio no bote-
quim do Patricio na praca 7j!ooo rs. ao
mesmo Patricio e at agora anda os nao
restituio julga-se por esquecimeuto quei-
ra ter a bondade de os mandar ou levar ao
mesmo botequim.
cy O Sor, Felis Caetano que est nesta
Cidade, querendo fallar ao seu sobrinho
Manoel de Freitas que chegado da liba
das Flores; dirija-se a rua da Cruz, n.
24.
ej- Pede-se a Illustrissima Cmara Mu-
nicipal do Recire que assaz vai mostrando
quanto se empenha pelo bem dos habitantes
do Municipio que applique suas vistas be-
nvolas para a Povoaco dos Affogados a-
onde existe um Fiscal com aoo'ooo rs. de or-
denado ; oceupando-se somente em passear
no Recife todos os dias ; que consente lagar
bois no meio da rua em sua presenca coro
mil riscos das pessoas que nella transita ;
que permilte que se sequero couros salgados
na mesma rua com grave encommodo dos
moradores, que caneados esto de soffrer
tanta fdintina que deixa matar bois fora
das horas marcadas as Posturas chegando
a relaxaco a tanto que o mesmo Sr. Fiscal
deu licenga para um marchante do Recife a
bem poucos das matar nos Affogados ao meio
dia 6 ou 7 bois que no Recife nao pode ma-
tar couduzindo a carne para a praca, que
consente que nos assougues os carniceiros
lurtem as cancarai do povo ; em Em que nao
cumpre urna s das obrigaces do que mui-
to a par -est e o ir losquiando
JNo da 10 do corrate vai praga pe
r.mte odr. Ur. Juiz de Direito da segunda
Vara do Civel por arrendamento o Engenho
Congacari: as pessoas que quizerem laucar
compareca am caza do dito Juiz pelas ho-
ras da larde.
-- Compra-se duas escravas de meia ida-
de de naco para Kr.ji'nho no muro da
l en:a L). se detronte do nicho.
Vo- O bul-Muia da cov da Onga pre-
ciza de uro c-ixeirj.
Preciza-se de um hornero queenten*
da de olar'u pira se encarrpgir do coan.i-
to dos tornos e do rom tranco da roestna o-
laria acoropanhado da !3 escrjvji ; oque
se achar as circunstancias ; dirija-se a riia
dos CJuarteis, i). 5 que achara com quem
tratar. Na mesma caza aciroa precisa-se de
um padeira branco que eotenda bam do tra-
fico para ajuitr e administrar o trab&lbo
da mesma.
tsy PrecM-sQ fallar aos herdeiro? do fal-
lecido Jote Rodrigues da Costa, Uestreqa
foi da urna embsrcjclo da caa do fallecido
Antonio Margues di Costa Sjares a negocio
de interesse : a fallar na rua da Cadeia do
Recife caza de Aianoel Gongalve* di
Silva.
\ST Precizi-se de ut: hornero pira feitor :
qu2m estiver nestas circunstancias dirija-sa
a rua do Pires no sitio que faz canto e viri
para o corredor do Bispo ou ni rua do Li-
vraroento armawin 10.
Aluga-se uro segundo andar de uro so-
brado no bairro do Recite coro duas saltas ,
duas alcovas e coinha fora tudo coro se-
guranca aceio e boi ordeat, leudo alero
disto quintal murado, cacimba, e porto de
embarque e deserobirqua e mesroo para o
serico da casa sero roaior eucororoolo dos es-
cravos : os pretendientes dirija)-se a rm
das Flores, D. 5 a fallar com Manoel Al-
ves da Cruz.
Aula d'esgrima de Pernambuco;
O professor da sobredita caotinua a dar
suas Itfes todos os dias, menos os saiitii-
cados*
O jogo de espada moderno vence todas os
d'arroas brancas, condecidos at hoje: quero
quiser desenganar-ss ou verificar a verdada
do que est dito cima pode o lser coro os
Snrs. discpulos que j foro formados na
sobredita Aula ; e por vu'garisar com mais
facilidade este nobre Jojo o profdssor tero
feito urna diroinuico de i5s'ooor>, U J050
de pistola apprende-se com ou ti lices com
perfeico.
fP9> Urna mulher de bons costuroes, se o-
ferece para servir de companhia a qualquer
familia que pretenda retirar-se para fora da
Provincia, ou para o mato: quem do seu ot-
ferecimento se quiser approveitar dirija-se
a Cidade d'Onda nos 4 cantos sobrado
da esquina da parte direita junto ao sobra-
do D. 2j
Arrenda-se ou aluga-se uro sitio na
estrada do Monteiro coro bastantes arvore -
dos; quem o pretender dirija-se a rua di
Conceico da Boavista casa D. 9, que acha-
ra com quem tratar,
iW Venden-se excellentes espingardas
para cassar, urna marqueza de condur 3
banquinhas chapeos de palha fina do
Chile ; de copa alta : quero pretender, di-
rija-se a rua do Fagundes U. a indo do
lado da ribeira direita.
JSP* Vende*se uro lago de diamantes as-
sentado em prata, cujos diamantes sao o me-,
Ihor possivel: na Praciocia do Livramento,
loja de Joze Esteres Viaona ; assiro como a-
tacas de diamantes enados em parolas.
tsr A quem faltar um caallo lazlo, dan-
do os signaes ce-rlos so Ihe entregar j as-
siro como vende-se uro boi, pcoprio para
carro ou assougue : na rua do Uozario larga,
na casa que faz quina para o becco do peixe
frito. JNa mesma casa se precisa de uro pe-,
queno portugue* para caixeiro de venda ,
chegado a pouco lempo.
t^g* Precisa-se coroprar uro batelo e u-
ma rede de arrasto at vinte bragas : na rua
do Fagundes D. 21 indo do lado da Ri-
beira a direita,
Ssf Quero precisar de uro boro cozinheiro
para alguroa casa particular ; annuncie.
3* M'ilhodo de tingir os celos lava-
se beui os cabellos com agoa moroa e depois
esfrejao-se bem com um ovo batido e de-
pois lorno-se a lavar com agoa. moma e es-
tando ench utos molha -se urna escovinha n-
agoa do vidro mesmo tria e da-se no ca
bello, tendo o cuidado de nio deixar pinga-
na roupa e quaudo estiverero bem raoluar
dosdeixa-se enchugir, e salie-se para a ru-
lista agoa da-se urna vez por dia, muiloa
poucas vezes precisa de mais de 4 dias ; od-
verle-se que a lavagsro coro o ovo basta so na
primeira vez. Esle rcetbodo he o mais sim-
ples e o seu resultado he o melhor que ate
agora tem aparecido. No tim de dous ou i
mezes ser necessario dar umi no^a aplica-
gao ; venderse na rua nova loja de chapeos
de Joaquim Jos Pereira O. 22 e ero tora de
portas iu botica iln Sr, JooCliroaco Fcrreua,
o seu preco he de 6400 ^vidros grandes e a
de 3aoo os pequeo*.- iN. 6, Da-sc urna
amostra pata :e eapreinuniar.
i

I
I


tJi


4
DIARIO "BE PERMAMBOCO
laarri--------------------
OT O Sur. Manoel Feis Crrela fquei-
ra annunciar a sua morada.
VST O Iliale Nacional Flor d l.nrangeira
por cauzn dos das Sanies nao pode sabir no
da 4 do rorrente como tinha annuni-iado, coro
ludo acha-se qua^i carreado e sahe no da.
p do torrente .' quera quiser carrejar ou ir
de passagem dirija-Be a ra da cadeia do lie-
ci'e n. 17.
fST Frecisa-se fallar ao Sr. Tborro Amo-
nio official de alfaiate, para negocio de seu
inleresse na ra da Madre de Dos loja nu-
mero 12.
^> Quem precisar de um cont de res a
prerrode dous por cento, cora hypolheca
em,alguma casa terrea dirija-se a ra por
detraz de S. Jos D. 8.
<^> O propietario de niela legoa de tr-
ra na distancia de 3 tegoas desta Cidade a
oflerece para se levanta! '-ngenho de agua de
rodizio ; quena pretender annuncie.
%ST Na ra da seuzala velha D. 3o precisa-
se de um homem que entenda hem de pada-
ria e se promette bom ordenado.
cxrzvt
ider um fogo
tsr A inda resta para se ven
da til nvencao proprio para casa de gran-
de familia era razode coro um sf> Foro po-
derem-secUhar^anellas, um .O torno
partido ondeademette diversas pecas pon a
discanco deste fogo tem merecido cima 07.
as quaes tem concorrido
na ra nova loja de fer-
to'ao p qual foi do Dr. Brito ; na ra
da Gloria D. Iq.
^ Urna loja de couros cora algumas
miudezas por preco commodo na ra di
reita D. 5 ; a tratar na ra do Aragao De-
fundos ,
; a tra-
Avisos Martimos.
PARA O MARANHAO' sabe em poucs
das o Biigue Escuna S. Jcs ; quem quiser
carregar ou ir de passagem tlirija-se a Del-
fino Gonsalves Pereira Lima, na rua nova
D. aa ou a Firroino Jos Feiis da Reza.
PARA O ARAGATY com brevidade por
j ter parle de seu carregamenlo prompto o
bem conherido e veleiro Patacho Nacional
Laurentina Brazileira : quem no mesmo qui-
zer carregar ou ir de passagem dirija -se
ao seu proprietario Lourenco Joze das Neves,
rua da Cruz n. 3a ou com o Gapito do
sesmo Antonio Germano das Neves a bor-
do confronte ao Trapiche novo.
PARA O PORTO segu viagem-com umi-
ta brevidade c Bergantina Porluguez Paquete
de Loauda de primeira mareba e com excel-
lentts commodos pora passageiros anda re-
cebe alguma carga ; quem quiser carregar ou
ir de passagem dirija-se ao Capito ou ao
consignatario Manoel Joaquina Ramos e Silva
limpgsa e
bastante alinele
para a sua extraco ;
ragensD.l3.
ter Urna venda com com poneos
no logar dos arrombados em Olinda
tar no .nesmo logar com Joo Sabino de Lima
tsr Urna escrava de idade de ao annos ,
bocozinbeira e vendedeira de faienda ,
por querer a sen hora ir para o Ceara e ter
preciso de dinheiro ; na rua do Padre Flu-
rianno casa aonde mora o Padre Vlarinho.
tsr Urna preta creoula moca sabe bem
ensaboar engororaar cozinha, faz doces ,
e cose alguma couza 5 no fina da rua Augus-
ta sobrado da quina que tem o oito e entra-
da do lado do viveiro do Muniz.
tsr Farinha de mandioca de superior
qualidade recenteraenle chegada 5 a bordo do
Hiate Espadarle defronte do caes do Trena a
2880 o alqueire medida nova.
tsr No Recife ruada Cruz D. la excri-
ptorio de Jos Antonio Gomes Jnior conti-
nua-sea vender-so por preco commodo sa-
cas coro alqueire de superior farinha de man-
dioca multo fina e alva feita na Mor beca ;
tsr Quatro carrocas seis bois mancos
grandes e gordos 4 arreios um par de .a-
cambas urna cangalha, e um caixao de
vender miudezas ; na rua de Hortas ti
scravos Futidos
ev
assim como urna pequea porcao
de barricas
JLeii o
CLf Que fazem Goeskell Johnson & Com-
panha por jiilervenro do Corretor Oli-
veira de um esplendido sorlimento de fer-
ragem cuja qualidade he garantida e as
quaes ser vendidas sem limites em quanto
os piecos quinta leira ti do correle as 10
Siuras da maulla em ponto no armazem da
rua da Cruz primeiro andar.
ET Que fazem Russell Mellors & Coin-
pachia por imervenco do Corretor Olivei-
Ta de urna porcao de fazendas inglesas, pa-
la eichar comas Sexta tetra 7 do correnle
ir.ez pelas lo horas da maula no seu ar-
masen) rua da Cadeia do Recite.
B^ Que lazem Me. Calisont & Corcpa-
nhia por ronta dos seguradores e por in-
tervenco do Corretor iiveira de duas
caixas de fasendas avariadus quinta leira 6
do corrente, s lohoias da oeanh impie-
leriveincente no seu ariLasem da rua da
Cadeia.
tsr Que fazem Crabtree Meyworth & C. ,
por inle venco do Corretor hveira de urna
porcao de algodo desembarcado de bordo da
Jarea Ingleza lleleii arribada a este poilo
com agoa aLerta na sua actual viagein de
Bombaim a Liverpool, sabbadu 8 do corren-
te as 9 horas da manh imprelerivelmeule ,
junto a allandega desta praca.
de fardo chegadas ltimamente de Lisboa,
tsr Um negro bom trabalhador de en-
chada por 200,000 e um cavallo bom carre-
rador baixo ; na praca da boa vista al.
' tsr Uma preta moca de bonita figura co-
zinha o diario de urna casa cora pereico,
faz bolnhos e pao de l cose engamma ,
e faz renda ; na rua velha D. 4^-
AK Passas e ameixas novas na traves-
doRozario D. la.
cy Bichas pretas de Hamburgo gran-
des e baratas ; na rua do Vigario n. 26.
t^- Sapatos de marroquim francezes para
senhoraa 1120 ditos de bezerro para hu-
mera de um sola a aooo e de duas a a4o.
ditos de lustro a aa4o, botinsde bezerro Iran-
cez chapeos brancos do ultimo goslo e ou-
tras couzas por preco commodo no alterro
da boa vista loja D. 16.
OT Bichas pretas grandes e muito boas ,
ltimamente edegadas de Hamburgo por
prego commodo no pateo do Carmo venda
de Narciso Jos da Costa.
tsr Um preto de angola de boa figura ;
na rua do Livramento defronte das catacum-
bas sobrado D. a> no primeiro andar.
Arroz de casca muito novo em sacas ,
por preco cimmodo : na rua dos Quarteis
D. 6 loja que foi do fallecidb Arouca.
C^ Por preciso um molatinho de idade
de 18 annos ptimo official de sapateiro e
bom cozinheiro } em Olinda no convento de
S. Francisco.
t'ir Chapeos de palhinha para senhora, la-
vrados, brancos e decores muito finas, por
preco commodo ; as 5 pontas D. 34.
tsr Uma casa rncia agoa sita 11a trtvessa do
pocinho da panella por ^o^.ooo j na rua de
agois verdes casa terrea D. 37.
tsr Uro escravo moco bom official de
carpinteiro 3 ditos ptimos para todo o tra-
balho e um he bom cozinheiro, dous mola-
tos de idade de 18 annos um d'elles he bom
pagem e bolieiro 3 moleques de idade de
ia'a 16 anuos, 3 pretas com boas habelida-
des euro mola lo official decapateiro, uma
molatinha de idade de 1 annos, cose, en-
gomroa e he ptima mumbanda j na rua de
Agoas verdes casa terrea D. 37.
K2T- Sacas com araozde casca a 55oo:..no
armazem do Sr. Antonio Annes ao p da al-
fandega.
tSS" Uma jumenta de boa raca ; na rua da
Florenlina sobrado ao p d* roar.
tgy Um molato bom pagem de bonito
figura ptimo mestre de alfaiate um negra
de bonita figura ptimo u;estre de sapateiro,
cozinheiro de forno e massa faz todas as
qualidades de podios e uro raxorro da fila ,
adverte-le aue o negro he
filho das ilhas
se que o negro
provincia ; na rua
de
agoas
t~r No da 16 do passado fugio uma ne-
gra de nomo Anna reoressnta ter > kanuos
de idade bastante bai.va cor muito preta ,
grossa do corpo cara comprida olbos pe_
quenos e vivos boca grande baicos grosso,
denles limados, pelos pequeos, bracos
grossos mos bem fettas p< grandes e
apalhetadus falla fina parece creoula lea
o andar sacudido e inlilula-se forra ; quem
a pegar leve a rua das trixeiras D. 18.
tsr Fugio no da 29 do passado uma ne-
gra creoula de nome Perigrina he conhe-
cida por pngunbo baixa muita magra ,
ebeia de sarnas ps inchados quando risse
entorta a boca por ser doente do vento le-
vou vestido branco e panno da costa des-
confia-se que est occulta em certa casa ro-
ga-se a essa pessoa de a mandar levar na rua
dos Martirios casa defronte da 1 groja, do con-
trario se uzar de todo o rigor da le.
tsr No da 6 do passado desaparecen um
preto creoulo de nome Antonio offiuial de
pintor de idade de ao annos de presente
venda pao na boa vista tem os signaes se-
guirles ; secco do corpo rosto descarnado ,
orelhas grandes poucaj| barba mos pe-
queas estatura regular cor f ullo ps
largse os dedos abe/los, levou calcas brancas,
jaquea de panno cor de call, echipeo bran-
co ja velho j quem o pegar leve a rua de S,'
Franeisco confronte ao Iheatro U. i3 casa de
Pedro Joi Tavares de Faria que gratifi-
car.
tsr Fugio no dia %gdo passado, uro preto
de nome Joze ou por alcunho Zuza, estatura
baixa secco do corpo olhos vivos falla
muito fin e embarassada que custa-se a
entender o que dii pemas finas sabio
para fora da
verdes D, 12.
3^" Uma casa de um andar em boa rua do
bairrodeS. Antonio com grande quintal
murado cacimba em chaos proprios ren-
de 24,000 por mez ; a tratar na rua da cadeia com camisa e ceroulas de algodo da trra e
do Recife n. 12. co,n uni lenso amarrado na cabeca ; quero o
sss- Uma flauta de bano de uma so chave, Pegar le-e ao atierro da boa vista loja de fa-
com caixa de Jacaranda : na praca da lude- zendas D. 5 que ser gratificado,
pendencia I). 5. *^ No dia 3 do corrente fugio um preto
tsr Dous moleques proprios para apren- denomeLuiz, alto, cheio do corpo, boni-
derem oticio dous negros robustos e uma ta figura olhos sahidos para fora dentes
negra: na rua novan. 10'j. grandes, parece creoulo, muito conhecido
tsr Um moleque de idade de i5 annos pela enclinaco de tocar sinos e sempre nrs-
optimo para aprender ofBcio, e lem bons prin- turna a fugir emdias de Cestas de igrejas le-
tipios de cozinha : na rua da roda D. 20 vou vestido camisa de estopa comprida, ce-
tz~ Um famoso cao de Terra Nova o roulas compridas e estreitas para baixo, do
qual tem muitas habelidades ; no alterro da mesmo panno foi visto nos arrombados e
C o ha jp r a s
SST Uma tipoia nova ou alguma ja servida
queesteja tai bom uzo ; na |rua direita ven-
da D. 4b.
tsr Um fjera vo bom car pina quem ti ver
annuncie.
tsr 4oo a 5oo ps de JLimoeiro para cer-
ta, que tenho dous palmos de altura: na rua
do Qutimado loja ue l'erragem D. 7.
SisT A historia de Inglarerra em inglez por
GcidsDith's ; quem liver annuncie.
tsr Um diccionario Italiano-forluguez ,
e Porlugue-ltaliano da edko mais moder-
11a i,i.uu tive annuncie.
Vendas
tsr
For prerLo uma molata boa coziobei-
ra erigoratfadt :ia
e cuje ; no heco do lo-
"?*?! rTrecisVe"p"or"preco""comroodo '' hoa vista fabrica de charutos O. 4. no varadouro em Olinda procurando gando;
uma casa de nedrae cal, no logar do calde- BT Duas pipas vasias : em lora de por- quera o pegar pode entregar ero Olinda ao
tas D. It. Sr. Joao Pereira da Silva Guimaraes ou no
tsr Um quarto de ambas as sellas e em Joo Manoel Pinto Chaves que he o seu
boas carnes ; alraz dos Martiros casa de 3 ro- senhor.
lulas verdes. tsr No dia 11 de Marco fugio um mole-
es- Um escravo peca de idade de 2o an- que da costa de nome Benedicto andav
i no pateo da penda casa de 3 portas pin- "o* sem vicio nem achaques, uma pardi- vendendo la/endas e miudezas em um lado-
, ', r i nha de idade de 13 annos 3 molatinhas mu leiro levou veslido camisa de panno de h-
^/NoVpar da trempe para se fazer casas1 ndas com habelidades dous scravos por nho com pregas caigas de briro branco no-
terreno da rua nova que corre pelo oilo da too,ooo ptimos para o campo dous mo- vas he de supor-se de ter mudado da trajes,
; leques tres escravas com habelidades; na de boa estatura, bonita figura, grosso do
rua de agoas verdes D. i8. corpo, bem feito de idade de 24 annos;
tsr Um escravo de bonita figura, opi- quem o pegar leve a casa de Jos Beruardino
mopara qualquerservico e eiiteude de co- Leal, que gratificar.
de
reiro, com duas salas 4 quartos cozinha
fora, o um grande quintal, e detronle do
rio ; a Iratar na rua do Manoel coco D. 4-
tsr Por jrj.ooo umaduzia de cadeiras a-
mericanas de assento de palhinha em bom
uzo
zario sobrado U. i o:
CJ-- Semeute ce allace
muito nova couve,
naiu. estbotinlio; na piaca do commercio
t j
.nina do Al" tidu.
o lerreno ua rua nova que corre p
casa de Antonio Jos da Costa a sabir na
rua do coovelio a 200,000 com 3o palmos
de frente, e loo dilos ou roais alguns de fun-
do, como lambem a lenle das casas principia-
das nellas que serve de muro na rua do co-
tovello cada iriuta palmos de trente com
ibo ditos de fundo a ao.ooo cada terreno ; a
tratar com o Brigadeiro Antoni) Bodrigues de
Almeida que tem os necessarios poderes para
os vender.
tsr O cdigo commercial portuguez, guia
de casados elementos de civilidade stiras
dtPersio, lgica de Verney arle .potica,
diccionaiio fraucez por Costu e S gramma-
lica ingleza dita italiana, lelres cboisies de
rtladame de Sevign, Emile ou de l'educaton,
geograha enseigna em 36^ leccons Julie
ou la novelle Heloise no beco do peixe frito
lo D. 4.
tsr Estopa ; em casa de Hermano Medr-
leus na rua da Cruz D. 2i.
tsr Uma escrava de idade de a5 annos ,
propiia para lodo o ser vico de uma casa ; na
tua das li incluirs D. 16.
tr Psde larangeiras de todas as quali-
dades e muito excedentes ditos de pinde
ius ciuasss ,cafIeseiros e hmoeiros para
cercas ; na estada dos alictos em o sexto si-
tio passando a Igreja e do lado desta.
t^J' Im violao em meio uzo ; no atierro
da Boa vista U. 16.
tsr Uro cadello oplimo para um quintal ,
ou sitio ; na rua de hurlas u.
tar Uma casa leriea de | tdia e cal, sita
no jioco da panella, tem quatro quarlcs, du-
aa salas cozinha fora ; e quintal glande com
nlgumas arvoresde fruelo emais um quar-
zinba e tem pnnciuios de canceiro uma
escrava de iuco ptima quitandeira ; na
rua din ita D. 17 loja decouros.
ksr Taboado de pinbo de costado costa
dinho assualho de 1 a 3 polegadas de gros-
suia ; dito de orro de meia polegada a 3|4
de rossura proprio para forro de caixas e
futidos de barricas vergontas de pinbo da
buecia de superior qualidade uma, bairnca
com correles de ferro ptima para armazem
de assucarou para engenho para pesar o mes-
roo genero remos de iaia proprios para boles,
lanchas por preco commodo 5 no forte do
mallos armazem do Vianna.
tT Excellenle lijlos de alvenaria grossa ,
tanto em qualidade coreo em tamaniio ; na
oLiia t posto a porta do comprador pelo pre-
co regular e com alguma folga no pagamen-
to j na rua dos l,)uaileis D. 5.
tsr Uro pianito de muito boas vozes, para
s'ensinar a locar e por commodo preco ; as
ponas 1. sobrado D. 18 lado direito ,
paanando o beo o do marisco.
_j- Um roolecole e uma molecota ambos
para lodo u servito ; na rua de llorlas D. i..
t_s Farinha de mandioca em sacas che-
gada retcnteineule do Rio de Janeiro ; no ar-
wjzem de Amonio Fraucisco do dantos Bra-
i' na tua da mueda 11. i.ji,
iiir Uma escrava moca sem vicio sabe
i'Oziuhar engouiuiar coser e eusabdrj na
uracioha do Livramtutu no sobrado por cima
da loja do Sr. Uu.-ios,
Jloviiiitiito do lJorto
NAVIOS ENTRADOS NO DIA 3
CEARA' ; 19 das, Patacho Brasileiro D*
Cap Jos An-
carga sola; a
Francisca de 1 ib tonel. ,
tonio tiidade equip. 7 ,
Manoel Gonsalves da Silva.
MARAN 11 VO" f 60 das Brigue Escuna
Brasileiro Micaela da 13o tonel.j, Cap. An
tonio Falcao equip. 10, carga arroz ; a
Manoel Joaquirn Ramos e Silva*
CAPITANA ; 7 das Hiate Brasileiro
Espadarle de 94 tonel. Cap. Monoel Joa-
quirn equip. ii carga farinha e milho j
a Gandino Agostinbo de Barros.
BAHA ; 6 das Barca Ingleza Rozenna de
39b tonel. Cap. Ilugtt Red equip. l5,
caiga lastro-, a Me. Calmont & C.
SAH1D0 NO MESMO DIA
MACEIU' ; Brigue Sueco Fortuna Cap.
Peler Boman carga lastro.
ENTRADOS NO DIA 4
RIO D JANEIRO ; 28 dias Sumaca Nac.
Circulante de 118 tonel. Cap. Francisco
Xavier Bruro equip. la carga varios
eneros ; a Manoel Francisco Pontes.
' SA111DOS NO MESVIO DA.
LISBOA ; Barca Portugueta S. do Rozario ,
Cap. Joo Mara Pamplona, carga assu-
car. _______
RECIFE NA TYP. DE M. F. DE F. i84*


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EQZA7C37P_9PCQCR INGEST_TIME 2013-03-29T16:43:25Z PACKAGE AA00011611_03795
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES