Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:03794


This item is only available as the following downloads:


Full Text
SNft DE 1841. sQAKTA FeIRA
Tuda agi ra d' pende de nos meamos ; da nolua prudencia, modera-
do, e energa : continuemos cano principiamos, seremos acontados
cor admiraco entre as Maees mais cultas.
Proelamaco da Assemblea Geral do Brasil;
-l

adiantadoe
Subecreve-se para esta folha a 5ooo por quartel pago*
neata Typograna ra das Gruzes .3, e na Prara da Independen-
tia, n. '7 e 33, onde se recehem correspondencias legalisadas e art-
ouncios (nsinndo-se estes gratis sendo* nos proprios assignantes, e
viudo assgnadoi.
PARTIDAS DOS COR REOS TERRESTRES.
O DE iVAIO. Nu.M. 0(1.
CAMRIOS. Abril 3i.
Londres...... >i d. por l'uuo ced.
Lisboa......8o por 0|o premio por metal offrtc'i'.
Frarca......31o res por franco. Cutid. V>n ).m
OUKO~Moedade6f4oo reis, veihas Ufatto Ufo*)
> t)as ., IMtM MjOM i'7<'>
m Ditas de 4#ooo res, H^ioo -
PKATA Pataces rlraaeiros i#^S.> >-(> >
Petos Colurnna-rtos-------- i'68i >, i
Ditos Mexicanos ------- ijiioo \0('xo
Minea.-----------------------rjfttj i?tta
Dtsc. de bilh. da Alfandega i i|8 por looaj me*. Iota
Mera de letras de hoas firmas 1 ijia i i|
M **t* de cobre i por 100 de dise. a.i par
Sedulas de pequeo valor ip oo a I oo

i
n
i
f
Gidade da Parahiba e Villas de toa pretendo .......
Dita do Rio Grande da Norte, e Villas dem.......
Dfta da Portalesa e Villas dem..............
Cidde de G-oianna ........... ..........
Cidade de Olinda ......................
Villa de S. Anto .. ........... ......
Dita de Garanhuns e Povoaco do Bonito ..;..'....
Ditas do Gabo, Serinhaem, Rio Formaxo, e Porto Calvo.
Gidade das Alagoas e de Macei .'... .......
Villa de Paja de Floras................
Todos os Corre o parUm ao mato dia.
>Se. a Sextas feJiai.
;
, Todos os diasl
Quintas feiras.
lo, e a4 de cada mee
i, if, e ai dito dito
dem liem
dem 13, dito dito
PHAS6S DA LOA NO MEZ DB MAIO.
La G'ieia a 5 as i b. e i m. da nao.
Quart. ming. a i3- as i h. a 5i m. da tard.
La Nova a ao as ph. lio m. da tard.
Quart. cresc. a 27 < a O h. e 17 m. da man.
Man theia para odia 5 df Maio
A 3 horas e 4* metas da Urde.
As 4 turas e 6 mualos da uauili.
DAS da semana.
3 Segun.ii >)c Invenco da Santa Crux.
4 Terca S Floilano M Rellac'o e audienca do Juiz de Direito da 1.
rara.
5 Quarta S. Pi 5 P. -- Audiencia do Juiz de D da 3. vara.
b" (jim* S, JoSaante-porUnfl.aUna.il -- Au.iiencia do Juii de Direito
da 3. vaia.
7 Seita S. Estanislao B M. Anuencia da Juiz do I) da 1. v;
8 Sabbado Apuic'i > de M guel Arcanp. Hellac.'io e audiencia da Juiz
9 Djoeingo S. Gregorio Naiuianzeaa
^/^Ja
PERNA MBUGO.
K
GOVERNO DA PROVINCIA.
Expediente do dia 27 do passado.
Officio- Ao Director do Liceo ., signifi-
cando-1 lie en resposta ao seo o Indo de 26 do
trrenle, que a presidencia convem no re-
querimento do professor de Eioquencia, e
Literatura, que ppde um mez para preparar
es lices de urna disciplina, de que nao exis- Municipios da Provincia, reunindo se ao de
teto anda compendios, e que se prorogue o
pratoda matricula por todo o referido mez, a
Cm de que se alistem com lempo os seus a-
matar em hasta publica a quena mais der
nosdHs5. 7 e 8 de Maio prximo vin-
douro pelas 11 horas da manh s seguin -
tes Impostos :
1. Dous mil reis por cabega de gado que
for consumando.
2. Diiimo de gado vaceura e cavallar.
A arrematacao de cada um destes rend'
raentos ser feila por temp de tres anuos
contados do 1 de Julho de ib*i a 3o niio de 1844 e dividida seundj os diversos
lumnos.
Lito Ao Inspector do Arsenal de Mari -
riba ordeiiando-llie que faca quauto antes
dar a Villa para a liba de Fernando o Pata-
cho- Pera pama.
Dito A Mesa da Irmandade de Nossa Se-
nhprada Soledade para iacuLar na' respec-
tiva Igreja o recebimento sepuliamenu
dos cadveres dos Soldados da 1. L. mediante
um quanlitatiTO por cada sepultura, visto
nao ha ver ja .na Igreja da Conceico dos mi-
litares lugar desoecupadjonde posso ser fei-
tos taes enterramentos.
DitoA Cmara Municipal do Recife,
aignifiuando-lbe, que lendo o Eugenbeiro L.
L. Waulhier concluido a planta do Bairro do
Recife, e pieciando para organisar o plano
geral do alinhamenlo das ras, conierenciar
com alguna dos Membros da mesma Cmara
que por ella for designado ; cumpre que se
preste a esta exigencia do mencionado Enge-
nbeiro.
Dito AoEngenbeiro L. L. Waulhier ,
communicaudo-lbe o conteudo no precedente
officio.
lllms. Senhores Tendo eu visto com o
maior desagrado na visita que honlem fiz ao
Grande Hospital de Caridade nao so o es-
tado de inteiro abandono e m:io trato em'
queexistem os misei'os doente^, mais tambem
a falta de aceio t I i ni pesa de toda a casa e
iucumbindo-ive a le de 3 de Outubro de
1854 i artigo 5., paragrapho3 ti;r as provi-
dencias uecessarias para que lodas as Repar-
lices da Provincia esiejo e se conservem
segundo as Leis : julguei conveniente, a bem
de um to ulil Eslabeecimento demitlir ao
Regente do mesmo Ho;pital o Padre Antonio
de Faria Neves, e noruear para o substituir
ao Psdre Joaquim Jos brrelo ; o que com-
munico a VV.SS. para sua inlelligencia e
dv'ida execusso; recommendando-lhe que
>or todos os rueios a seo alcance ja mais
cessem de prestar es seus cuidados a lavor da
liumanidadu desvalida.
Dos Guarde a V V. SS. Palacio do Go-
vernode Prnambuco 17 de Abril de 1841
Flores o Julgado de Tacaral e ao da Boa-
Vista o de Cabrob.
As Dessoas que se proposerem a estas arre-
mataces, comp ireca na Sala das Sesses do
mesmo Tribunal nos das a cima indicadas ,
munidas de Fiadores idneos.
E para constar mandn o mesmo. Sr. Ins-
pector affixar o presente e publicar pela
Imprensa.
Secretara da Thesouraria das Rendas
Provuciaes de Perambuo 1. de M ir3-o da
1841.
O Secretario
Luiz da Costa Portocarreiro.
dem de 48 ip por ioj de be-
bidas esperituosas .
dem de 5o por ioj da plvora
Reexporta.5a,) de 1 por loo. .
F.xpediente de 1 l|i por no .
Armasenagem de i|4 por 100
ao mee
dem addicional de 3 iji p. c.
Premio de ip por 100 ao mez
*5ij?ii<
Emolumentos de Certides.'
Multas avulsiS .
i;)i)' Ufito
i6ii7'ta87
i,73688
il5;io4U95 1
, 6710
56SU7J0
il5j97344
Alfandeg 4 <1 Maio de aU- 1.
-Manoe de Soma Teixeira Snrs. Presi-
dente e Membros da Admiujslra9o dos llos-
pitaes de Caridade.
Portara Lemitliudo pelas rases ponde-
radas no precedente oibcio, ao Padre Antonio
de Faria JNeves do Em prego de Regente do
Grande Hospital de Caridade, e nomuando
para o substituir ao Padre Joaquim Jos Bar-
feto.
THESOURARIA PROVINCIAL.
Diversas lieparcaos
TRIBUNAL DA RELLAgAO'.
Sbsa eM 3o DE AnillL.
Na appelago civel do Juiso de Direito d*
Comarca de S Miguel da Provinch das A-
1 goas appellante Antonio Joaijuu da Silva
e su mullter, e appel'ado Mau.iel Cvalcan-
te de Mello, e sua mulher Escrivo Cha-
ves : foi julgado pela confirmaco da aenten-
9a appt-llada.
Os embirgos do Exm. Mrquez do Recife,
na cauta de appellaco Civil desta Gidade em
que be embargado Bento Jos da Costa Es-
crivo Ferreira : lorio dispresadjj mandn-
dose cumprir o acordo embargado.
Os Embargo de Joo Cavalcante de Albu-
querque, e mais berdeiros do Coronel Cbris-
tovo de Olanda Cavalcante de Albuquerque,
contra os berdeiros do Ctpito Mor Francis-
co Xtvier Cavalcante de Moraes Lins na
cauza de appellaco desta Cidade h'scrivo
Ferreira: forj dispresidos manda ndo-se
cumprir o atcordo embargado.
Na appellaco civel do Juiso de Direito da
Cidade da Fortalesa do Cear appellante
iVhlheos Perreira de Oiivera e appellado
JoseSeverino da Costa Escrivo Ferreira ;
foi julgada pela confirmico da entenca re-
corrida,
Na appellaco civel do Juiso de Direito da
Villa da imperatriz Comarca da Alalaic Pro-
miki das Alagoas appellante Joo Jos dos
Santos Pessoa appellado Jos da Peuba de
O Escrivo da Alftodega
Jacome Gerardo Mara Lumachi de Mello-
O Brigue Portuguez Africana vindo de
Lisboa consignado Tbomat de Aquino
Foaceca -.
Manifestou o seguinle.
80 pipas com vinlio, a3 meias ditas com
dito, 81) pipas com vinagre 24 me';,s ditas
com dito, 56 barris com dito 1? ditos com
aseile, n4 ditos com carnes, 10 dito com tou-
cinho i3 ditos com amexas io3dit>s com
sardinbas 4o barricas com farelbs, 12 ditas
com bacalho 13 voliimescom barricas aba-
tidas, 2 caixas Com bracos para ballanca, r
dita rom broxas 1 dita com eolhres de la-
to ai ditas com toucnbo, 1 dita com I-
ma"eus, 5 ditas co:n vi iros, 4 ditas com
Rape", 9 ditas com missanga, 3 ditas com
drogas, 4^ ditas com sabu 1 dita cora li-
vros, 1 raixacom manteig de porco 1 dita
com chapeos, 1 dita com tinteiros de estando,
i dita cura impressos, 1 dita com colberes de
lato, t embiuiho com drogas, 1 dito cora
damasco, i bahu com livros, 135 pedras de
cantara, 3 caixiscom pedras 2 latas com
biscoito, 1 frasco com doce,
Fora do manifest,
o caixes ignora-se s6 cax^s com drogas,
16 barricas com ditas 6 fardos com dita 1
barril cora dita,
rs com carnes ,
coia farellos, 1 barril cera aseite,
eorn conservas, 2 ditos com peixe ,
desebolhs, 8enbrulbos, 3 ditos com capa-
chos, 4 gaiolas com passaros, 1 babu, 3fl*ii-
des com urdala.
O lirigue Portuguez Mara Feliz vindo
do Porlo, consignado a Antonio Jo<(|iiim de
Sousa Ribeiro.
Manifestou o seguinte.
11 Pipas com vinbo, 6 meias ditas com di-
to quartolas com dito t5 pipas abati-
das 14 barricas ditis, 6 caitas com drogas,
caixas com calcado 4 caixas cora ceslinhas
3ditis cpmasendas de algodo, i8J rodas
5,78iU5So ,d'arc>s de pao, t4 barricas com feijao, 61
2aU5oj fardos cora p.pel 4 caicas com figura*, ,q,
7 j359219 | cestas com albos, 11 barricas cora dito, 154
cadeirus. 2 rooxes,; 2 dregaos, 7 escrivani-
nhas,..'i6 mesas, 4 camas, 1 camip. i Mar-
quesa, .caixa com obras de damasco, 2 di-
las cora noses, 3 solas, 1 siccocom rolhas, 3o
ancoretas, com aseitonis 2 barricas cora no-
ses 600 resfeis de sebolas 100 remos, %
caixis com liaba de bar^uinha 8 birricas
com farellos, 21 caixas com cevadi, 5 sacos
comPainco, dose barris cora aseile doce, a
caixas com ardiles 1 condeca om lautas ,
So toneladas de pedra.
Fora do manifest.
II barricas rom carnes, 1 cunhete com or-
namentos, l dito com Imagen, 2 barrisco n
vinho 6 temos de condeca, 4 viveiros com
pastaros, 18 gaiolas cora ditos lyerabru-
Ibos, 2 caixas com plantas, 1 dita com obras
de prata.
MrZA DO CONSULADO.
Pauta do preco correnic do assucar algodo ,"
e mais gneros do Puiz, (|iie s despacho
na Mezi do Consulado de Prnambuco na
semana do 3 9 do mez de Maio de
1841.
Assucar B. novo

6 fardos com dita ,
1 caixa com fosforo, 4 uar-
1 barril com vinho, Bsicas
2 barris
I porcia
700
Dito M. novo
800
Dito B. velbo
DJO
Dito M. velbo
5co
2.
3.
4.
5.
6.
1.
i,
1.
2.
3.
4
5.
6.
1.
t.
s.





s.

ar.
k
S.


u

S.
u
((
ti
((
a
c
il
.1

Algodo em pluma
O Illm. Sr. Ins|.eclor da Thesouraria das
Rendaa Provuciaes manda fazer publico
que, em virludeda Le peranle o Tribu-
nal da fBesQiThesouraria &e bao de aire- Diitsore de i5 por 100 .
Araujo, Escrivo Ferreira : nao lomaro co- j 5 caix s com chapeos idi barris com ler-
nhecimento do recurso por nao estap co.npe- ragem, 14 caixas com miudesas, &7 birris
tentementepreparada, pagando as cusas o Es- com carnes, 4^ caixis com ferragem 2o
ciivo do Processo Jos Vieira da Costa, cunheles com ditas, 1 dito com pedras de a-
Na appellaco civel do Ju.so de Direito di fiar, 5 caixas com peras seccas, 1 dita com
Cidade do Natal appelUule Alexaudre Ro- Imagens 5 ditas com obras de linho
diigues da Silveira e sua mulher, e appel-
lado Antonio Claudio de Macedo Cabial, Es-
crivo liebello se julgou pela relorma da
seiilenca appelladd.
ALFAEDEG.V DAS FAZENDAS.
Reudimeulo da Alfaudega de Prnambuco no
mez de Abril p p.
o.. -......-----------:........- P;
pas com vinagre 8 meits ditas eom dito, 5
barricas com drogas, 12 3 barricas com sar-
ainhas, 1 caixa com impressos 1 dita com
lamamos 4 ditas com fi de sapateiro e poi-
lele-, idrla com lasendas de linho, 2 Lia.
com carnes, 1 bocela com linua 1 caixi com
calcado, 5 ditas com doce, 2 fardos com jun-
co 5 ditos com Go 1 caixa com vinbo, 1
GojftpCbi .condeca com calcado, l3 caixas de pomtd; ib
<
><
ti
ti
I.
2.
3.
a o do)
1900) 1900 1 Q.
1800)
io:o;
l5oo) t }'5jo 2. d,
135o;
13on ) t
liooJi.?Joo.. 1800)
1700) 1 $'700 i.c.
itoo)
145o)
i3oo_) 1 _f 3oo j. d
100)
1100) ,
9oo3,^0,-d-
Sorle ar. 6U8m
5Uioo
4Dl>oo>
Jcs Mari 1 Cesar do Araaral
Antonio liento Froes.
Feilores e Conferentes*
A Camira Municipal desta Cidade fi ses-
sio exlraorinaria no dia 5 docorreriie.
O Secretario interino.
Francisco Antonio Rabellode Carvalho
ENCERRAV1EN PO DA ASSE1.VIDLB1
PROVINCIAL,
Encerrou-se a Assemblea Pfovincivl, no
dia 3o do passido, ou para meliur diserraos,
nao encerrou-se a sesso, feixou-ie a osa por
que estavo completos os dous meses deter-
minados por le uots nao linha biri lo ca-
si leda a semana pjr lilla dj numero ds De-
puledos que a le exige para barei-a bem
que por essas ras p.sseivo diailamente os
mesmos, qnedeixivj de compirecer ah, on-
d os chaiuavao o dever a que etij h*-
dos, e os iuteresses da Piovni' 1.1, qu3 os ele-
QVO


DA RO DE PERNAMBIICO
ra
Correspondencia,
linrerdade, mas fallando a verdde. Nao falla de Suscitas que nao as atrevemos a
do Estatuto Real, nem de ConStituicao de declarar muito mi is que se attribue este cri-
i837 ou d'oulra qualquer Constituido que roe horroroso a devedores que as vesperas
te tracta ; tracta-seda repblica. A regencia tinhad insultado o Cantador Geral por execu-
bons e naos enprcgados, como por toda a I manda refutar por os seus peridicos as dou- c5es de farenda dando-Ihe at morras
parte j mas se facilite ule de encentra quem trinas republicanas do Huracn e esle ri-se portal! O que certo que
Sis. Redactores.
N esta Cid a de de Mace onde habito, bn
5 mas se lacuref hio uerucuiui quem
tome o ruidado de procurar Tora della meios
de faser publicar asmalversaces nao acho as
iudes talve quem tanto se apresse em leu-
va!-as. Cu porem, Snrs. Redactores, que
nao potso ser indiferente aos bene-
ficios: que esta Cidade deve ao Juiz de Paz
do primeiro distiicto Felig da Silva Maia
Rrasileiro, venbo com praser pedir-Ibes que
pulliquem em sua acreditada tulla, o nome
desle Juit, que faz honra a Magistratura de
Paz, tanto pela sua inleiresa como porque
osqVsto deban ) de sua jurisdico julgo-se
aegurcs com as providencias, que veem in-
cesianlerneirte tomar-se com icllo ncansavcl,
prespicacia, e Grroesa ; maniendo elle assim
seguranca e tranquilidade dos seos con-
cidados em toda a exiencao da palavri, nao
se poupando a ptivacas.e ao rrais que e pre-
ciso para Policial o seo Dislriclo conserval-
o em raz, cbegando aprevenir dedeiictos,
e tudo isto com bem poucos meios, que o coa-
djuvem. Queira pois Snrs. Redactores
juda -.ce a lser este pequeo tributo ao
ntiretimenlo do Sur. Felis da Silva Maia
L'mileiio;com oque muito obrigai ao
Seu venerador e triodo,
lim amantes das boas Aulboridade.
Vizeu Derdeu a
das suas homilas ; mofa da sua torga $ ridi- melhor cousa que liaba e a Naci satlreu
A' pedido^
Antonio Jcaquim da Silva para bem de seu
direito precisa que o Escrivo da Cadeia des-
la Cidade revendo o assento dos presos ali en*
tridos declare por cerlido o dia iret e anno
tu que ali ki reoolhido Jos Joaquina de
K'etquia Lniico, estabelecido com loja
nula Praca 6 uidem de quem e solio por
crdem de quem e em que dia ; por uso -
}'. a V. S. Sr. Lr. Juii de Direito da segunda
\aiadoCiime te sirva deieiir-lhe. K R
JM. P. Recife o de Margo de i84. ~
Moraes Silva
-*- Framisro Xavier de Olivelra Escri-
vo do Carceitiro da Cadeia desta Cidade do
Recife de Pernambuco etc, Certifico que
jeteado o livro Mesue que serve de assento
doa presos que sao rtcolhidos a rsesma delleJ
consta que no dia ac de Jarirode iciJy lora
rtcolhido a esta Cadeia Jos Joaquim de
M esquila preso pelo Pr tirito da Comarca na
Secretaria por Ibe faltar ao respeilo ; e fura
tollo em ay do nesmo mez, e auno
i.o declara no mesmo livro Meslre a or-
den de quem fora sollo. Cadeia i de Mar-
c de 1&4-* En i e verdade. Francisco
Xavier de Gluma.
atava reccnhecido.
Noticias Estrangeiras.
PORTUGAL.
Porto a 5 de Fevereiro,
Diicm que Espartero ficara em extremo
fruiente rom o desfecho da questu da nave-
gatjo de Douro : nao estranhariios que assim
a lear cuco. Peres de Castro tiuba eitodi-
igciica para ccnrluir este negocio e nao
richa pedido conseguir basleva esta cir-
utnttancia para Lescar o autor proprio do
Duque por conseguir o que nao poder a obler
o stu antagonista. es achreos sempreque
os fifpanhtes tinhad raso em perlender que
ee cumprisse oque se bavia convencionado $
este negocio esteva em tal andan.enlo que em
breve bavia de Ccar ultimado e por os meios
usures ; k'spartero leve o gloria que julga-
axes ningutm Ihe invejar de tintar conse-
teguir per a or,a Li uta o que cbleria por os
tetes ordinarios. General e Presideule da
Rtgeacia piocedeu como jogador, a quem
au importa a delicadeza dos rucios com lano
que se lucre ; e por isso asintanos que a sua
ntmeria ser odiada de todos osbons Porlu-
guezes, em qnanlo houver lembianca dos
clrenos que nos causou.
l's'ie Un m orgulboio que proceder lo
Ttiitl.icamnenle pata com a luiuha sua
Ltmlt itera j vai s.llundo ocastigo dasua
irsetarcada amLico. O General que lana
v dolazia Ministerios como bem Ibe pareca ,
tuja ventade en trdeus obrigado a ouvir
p.iiLiuU tnle es seru ensila milicia nacional ,
a tolerar osimpicpeiios de Huracn. Aic-
ti'j^o ce Stltubicloi ftia para melbor se
cL:tnar a Ctnstiluicao, e para isso IraJnu o
Cintral a tta spLtrania Ahi esl o que se
I titule j -i- t:i o liuiacan ttjiando com
culurisa a espada invencivel de Espartero e
o hroe de 'Luchana e Morda recebe a re-
compensa dos atrovimentos que tivera com a
Rainha e anda nao sao pasaa'dbs seis naezes 1
Falla va-se n'uma revista de 4o 00 So.qoj
homens que Espartero ia passar ern Madrid.
a imprensa republicana mofa das ameacas do
General, do pertendido golpe de estado n
Coiisiiluico peridica semi-omcial an-
nuncia que nao haver semulhante revista.
Veremos como o ambicioso que precipiou a
Monarchia sustenta as bordas do precipi .
ci
O Huracn sincero, dia claramente o qe
se per leude \ nao usa do robuco da Madre del
Pueblo ou aderada Rainha de Constitu -
cao de 3? vm toda a sua pureza ; o Maraca rr
nada disto quer ; nada do Ueputad03, riatli
de Senadores nada de direito* de lbel Se -
gunda nem da sua parentella t ore agora
qs que tem ov^idos oucrn5 e qs que lein o-
Ibos vejaG. Que perthda o (>rtdo que fez
o pronunciamento na Hespanha antes de Se-
leinbro ? qual era a sua lingoagem ? Per ten-
da dizia publicamente a exacta observan-
cia da Constitugio de Sj, aflectava o maior
respeito para coat e Regencia de Chrisiina :
rompa re-se o que dizia aftfcs o que perten-
dia com o que dir agora com o que per-
te ndc agora. Mudara de intea^des? E' ne-
ctssario ser dotado de grande siaplicidad pa-
i a o acreditar essas declamac5s por a esicta
observancia da Conslituicao esses clamores
da adorada Rainha tudo isso previsorio ,
tudo sao meios para conseguir un fim que
. no grande dia se patenlear aos prafanos ;
al euto necesaario i-los enlrelendo rom a
lingoagem ordinaria ; nio Ibes expr doutri-
nas que fira em demasa qa seus hbitos e
para as quaes anda nao eslo completamente
preparados, a Gm de que aejo serados at o
ponto donde nao possa recuar.
Pensis que todos se esfalfa por aa vio-
lencias ccmmettidas contra Cousttu^o o
faiteo porque se doa de que ae infrinja a l.ei
fundamental, por respeito que Ihe "tenha'f
quai.uo eiies anniquillara6 todas Constitui-
sfiesdo mundo ? assentaes que Ibes peta o
inrommodo dos Cidados alistados nos Bata-
uw prejuizo que s valia em muitos ceios
de mil cruzadas.
Ou tro incendio teve logar na noite de |B
para ig do mez passado na Villa de Guima-
res: irtcendiara de propjsito o Theatro da
Bario de Villa pouca o qual licou reJuzi lo
a cinzas pondo-se guardas na ra pira que
ninguetn ihe acudisse
O Conde d'Almoster sshiu para Madr 1
levando a ralificacio do Regulament da
Couveuco do Douro.
NOTICIAS DE HESPANH\.
Folha de \-j, lira artiga do Eco del
Commercio que reclama va refor nr nn es-
ludos da cirurgia e que devia suspender-se
u matricula dos cirorgies da terceira ciaste
ou sangradores deu oocasiaaa una motim das
estandartes de aculdade que se dirigir
redaeco do peridica, e tem feita desatinos
se as Autoridades ni > acudissena coa pro-
videncias. OCasteil que i liberdade da imprensa
- j\a mes.ua data dirige o governador ,-
sala dos representantes outra nota em que
express a sut profunda gratido por Ibe te-
rem conferido os ttulos de Hroe do Deser-
to e de Defensor Heroico da Independencia
Americana o tractamento de excelencia
etc. etc. e recusa acretar estas distineces'
pela rasio de que ha no exercto e na junta
doa representantes muitas outros Argeatinot
que tea prestado a seu paiz tantos servicas
caraojelle. (Do British Packet)
^
?VA A FEDEaAgAl
Buenos-\yre> a? Je fevereiro.
O ridado hrigdeiro Xoio Manoel de Ra-
sas reitera a sua demissia e para mostrar
sua gTa'.idaa cnsente em continuar mus
seis mezs na manda suprema.
f A honrada junta das Representantes.
li jurado sen lior ,
Saule o abaixo assignado pela apreciavel1
nota de V. II. datada de i4 de dezenbro...
o singular scrificio que dalle se exige aa--
crificio superior a suas farcas debilitadas. De^-
poia de ha ver consagrada tantos annoi a
ser vico da patria f ten elle o direito de ver-
se alliviada de hum carga em que na puie
continuir a reproducir os grandes esfotgos
que ternfeito. Cruel serii inpar-lheforco-
qua
Moa
smenle o deseropenlia de hun dever .
j excede a suas (acuidades. Cruetdade
OC. N. diz que a orden da Regencia para examplo o uegar-lhe anda por mais tejp,
o repousa das lares domsticos. Implora
portanlo d vossa benvola justica eat-a ulti!
mi recompensa. Dignai-ros HH .RR, n\
ceitar a sua demissia.
A confianca cora que se honra ao abaixo
assignada a xpresio de alia benevolaaeia
que arealca, asencare3das demonstra95es
da honra eminente con que o favorece V; H
penelra o seu coracio de profundo reeohe-
cimeuid. Nao pode elle expremir toda a ve-,
heaseucia de sua grati ii>. E,oeramdo*r.h%r
se fecharem as tertulias e sociedades pitriali-
eas o primeiro passa par ella dada na senda
da orden.
(Peridico dos P. no Porto de a6 de Fever.)
NOTICIAS DO RIO D\ HRATA.
-EKTaaCTO DAS VOI.BAS DE BUENai- AVttES.
Buenos Ayres, a6 de fevereiro.
Desde odit 19 desapparecerad os tres vasos
de guerra de O. Fructuoso Rivera. Parece
que regressra a Montevideo, depais de le-
rem sido mal succedidos na sui teataiiva con-
tra o guletta General Aguiar que ha pouca
se passou ao governo argentino. Cousta que
huma lancha oriental de duas pegas Ib i en-
tregar-se ao governo de En re-hioi e que a
Louisa foi des nantellada e suas pecas leva.
das a P&ysaudu para a defeza dest i praca.
(British Packet.)
T1VA A rEDEBACAO.
Buenos Ayres %l de fevereiro.
O cidadao brigadeiro Jlo Manoel de Ra-
sas participa honrada junta das represen-
parando char
, que o iniliinioa as for-
0 cansjeo de huma fadix
neste sentimento
cas que lite nega
inmensa, aoina-se aoferecer
represeutsutes cano huma nava prora da
seu resaeuo cano bun nov0 esforco de sua
^ratidae o seu consentmento em continuar
seis nexes mais no governo.
He este o ulti no extraordinario slrift=io
que aiuda ua poderla fuer o abaix, assigm,
da se nao divisassa n0 terna di juelle perla-
do o auUelado
ocega que humildenante in-i
prolundo re-
Ibes nacionaes ? E' porque os considera tanes que na pude a.ceitir o titulo de gran-
eo no obstculos ; sao empe<-uhos que cumpre
remover 1 repara i como faiem quando gover-
na; elliai se tem os mesroos escrpulos ; di-
tei-nos qual driles clamou contra o Batalhau
do Arsenal, qual delles clamou contra a que-
bra da Lei fundamental que promova os in-
teresses do seu partido.
merechal, e Ihe tributa o mais
con heci ment.
A honrada Junta dos Representantes
Honradissino Sr.
A eslima ve l ola de V. II. de i4 de no-
vembro dando ao abaixo assignado e a seus
queridos filos relevantes testenunhos
Por ora pi ecisa de se embucar precisa da mais esclarecida benevolencia Ihe impe
d'encobrir as suas tendencias posto que bem 0 dever de reproduzir ante V. 11 auis res-
as tevelem para quem se der ao trabalho d pdtosas supplicas e de Ibederigir seus agra-
as examinar por ora necessaro gritar com decimentos.
alguma apparenciade raso.para iaaer prose-| O alto posto de gran-marechal que V. H.
lites; mas deixai-os empolgar o poder e 6- concedeo ao abaixo assignado por bum exces'-
careis admirados da espaulosa voz com que o de benevolencia e que reitera ni meucia-
vosentoad o Te Deum veris o escrpulo nada nota, he huma condecorado eminente
com que observad a Lei, e como emeuda qUe agradece profundamente purn que
ludo (nanto nos outros reprehenden com ho pode acceitar. Nenhuma honra ne-
lanta acrimonia. nhuma condecorac,o anhela o abaixo asstg-
Ja por muitas vezes temos dito que rio nado, huma vez que, firmadas a gloriosa n
d'uma revoluco poltica que se tracta* mas dependencia e liberdade da patria se aclia
d'uma revolugo social j apparece primeiro o completamente salisfeita todaaaua ambico.
estandarte da primeira porque o outro A km de que os principios do abaixo assig-
muilo hediondo mas reparai era quanto se nado de modo algum admittem este genera de
sao.
aove em turno de vos e veris que outro distineces delermiuadameule excluidas da
o estado definitivo ; em quanlo os virdescon- repblica. A le de 5 de marco de 181 i
tenlaiem-se com a Monarebia Constitucional, designa o posto de brigadeiro corno o mais
eiede que nao sao sinceros e que considerad alto de exercto. Pata que derogaria os HH.
esle como eslado provisorio a estrada que RR. esta Jei vigente sem hura motivo neces-
11puia uecessaria para a trra da promis- sano, poderoso 1 Digne-se V. H ponderar
estas raides em seu elevado pensamento. Uig-
rte-se dispensar o abaixo assignado de acceitar
huma condecorado que, alera de estar con-
traran sua intima convieco estele-erra
huma 111 novaig io desnecessaria. Demasiada -
raen le generosos se mostre osSrs. represen-
tantes com o abaixo assignado. Pedera elle
anhelar alguna cousa depois que leve a le-
licdade de ler e de regar com lagrimas de

NOTICIAS LO .NTERIOBi
O Incendio em Vizeu.
L'ro forre ida vel incendio acabe de ter bagar
na Cidade de Vizeu na madrugada do da vj
do mez passado. O fogo foi laucado mag-
nifica casa da Adminisiraco Geral,
plora ante ajsUg. eaclarecida da honrada,
junta dos representintei,
Ueos guarde a V. H. amitos anuos.
Joa'j Maiil db Rosas'.
(esperbdoi-.J
-------ui m----
CNSULAJ DE POR PU JAL.
Os Credores da fallecida Jas Cinloso Di-
res subdita de S M. Fidelissini. sia
novamente convidadas pira presentir n su--
as cuntas na Chancellara d'este Ca:isulid,.
no menor prasode lempa que Ibes seja passi-
vel, e igualmente e roa aos Devedores da
mesma haja de ir pagtr seos dbitos dos
quaes se Ibes psssar a uecessaria quitacia.
Consulado de Portugal en Pernanbujoaos.
4 de Mo da ib-Ji.
loaquim Baptista Moreira Cnsul..
que ara
o antigo Edificio dos Padies da Congiegacao fervenae gralidoa honrosa declaraeao de que
de S. I'ilippe Nery obra veidadeirameule )seus mu amados uibos e de sua amante
sumptuosa : este magniG o Edilitiu fieou re-
duziJo a cinzas escapando apenas a coainha e
es-
posa Encamacin sao dignos filhes de seus
pas e credores do alio api eco e eslima de seus
a Igreja 1 As chamas devorara tudo que'concidadoos ? Hjuraus representantes
pertencia Admiinstraeo Geral, os cartorios Por tanta generosidade e tantas iiuuras vos
dos convenios abandonados es do Seminario,
c os da mitiga Provedoiia ce, A voa publi-
ca diz que o lego lora laucado de propozlo ,
e 1 01 tres parles e tu se de:cubiiu as sete
bous da Kiih, A r.ua eouespniencu
tributa o abaixo assignado seu mais profundo
recoubecimento. ^ u. ^^mJUlL^
Dos guarde a V. H. muitos anuos.
JOAO MANUEL DK ROSAS.
(idiio di la larde.;
thevtro.
A Direco faz publica que chegoi Mr. Ro-
ben ; ben cauhecidos sa os seus trabilhas
de Jogos Phizica e Mgica, que lo a-
plaudidos tem sido ouir'ora neste Tueilro ; e
para que os Senbores Assigiuntes tenlio te
da a preferencia a outras quiesquer pesao-
as que prelenderem cinarotea dgnsm-se-
mandar o emparte daqull funge u que
tem de assisiii- a fim de nao haver duvida al-
guna com o andamento das Recitas da As-
sigiulura Assin cana quen pretender a-
iuda assignar ; dirija-se ao Theatro a qual.
quer das .vienbros da Direco.
Antonio Lapes Ribeiro.
Joo Josa Lopes.
Joaqun Jos da Gima*.
Avisos jiv tirsos.
O Brigadeiro Jaze Joaqun Cecino-,
nao podendo pela brevidadd de sua viageia,
despedir-se de seus amigos, e daquetlas ps-
soas aqun porderer e gratiioeslava <>-
brigada afazel-o: roga a lodos esses Senlio-
res queirio, par esle aviso, acceitar as aun
despedidas e din^ir-lhe as suas orden
Provincia do Cear para onde parte.
C^uen quiser comprar una venda aam
poucos tundas no lugar do Arrumbado em
Olinda ; dirjanse ao logar cima dita 9.'*~
hr c*m Joaft ^biau tk Ltraa,


ITT".
DIARIO DE PERNAUBCf)
3
*
v

Km Olin'la ra de S. liento junto a
caza do Senhor Francisco Teixera ha una a-
ma de Irite, solleira livre e dezemba-
ragada.
tsr No dia 3 do correle fci roubado por
um prelo de so annos pouco raais ou me-
nos 9 pessas de cinta sendo 3 pretas cono
lavor branca 3 a/uis coro lavor amarello ,
e 3 cor de roza coro lavor branco que as le-
vou para a tnostra j a pessoa a quena 1 lie for
olferecda dita fazenda o souber onde enteja
que seja aprehendida ser recompensado con
os'ooo rs. na luja de Joaqun) Viegas na
ra do Crespo
tgr A luga-se una canoa que carregue
1,000 lijlos de al venara grossa; quem a pre-
tender dirija-se a ra da Praia 3. arma-
zem vndo da Ribeira.
tar* Aluga-se por anno um sitio na pas-
sa;eaa da Magdalena a margem do rio Capi-
baribe com muito boa casa coxeira estri-
bara casa para criado, dila para feilor ,
dita para escravos galinbeiro prJim, ar-
vores de fruclo e baixa com Capim de plan-
ta ; quem o pretender dirija-se a Manuel
Gongalve* Pereira Lima na ra Nova jun-
to a ponte da Boa- vista.
tT No dia 3 do trrenle pelas seis oras e
meia da tarde lurlero no sobrado da ra
Umita D. o, de cima d'uma comrnoda ,
um relogio de modelo antigo com caixa da
curo iavrada, e duas chaves ^enduradas u-
ma de euro e oulra de lato e um trance-
lim picto de burraxa ; e um par de solitarios
com a lora a d'uma eslrela e um diamante
pequeo : suppoem^se ter sido tudo furlido
por pessoa, que uessa occasio eutrou; a quem
lorem ctlerecidos as ditas pessas queiro en-
tregar na casa cima que ssr recompen-
sado.
%sr Na Pracinha do Livramento toja O.
6 i existen lies cartas viudas do certo, para
os Sins. Francisco Goncalves deCarvalho,
e Ji.se Gregorio dos Sanios com auzencia aa
Snr. Antonio Goncalves de Araujo Cario-
la oo.
|ty Um mogo portuguez de dade u ij
annos, deseja-se ananjar em algum dos ar-
anazens de carne de Cearj quem o pretender,
annuncie para ser procurado
tST as cinco ponas loje de fazenda D.
a3 precisa-ge de tres caxeiros com 13
i4 annos de idade.
OT O Bacharel Pedro Pereira da Silva
Guirnares tendo de partir para o Cear ,'
no Vapor Pernambucana e nao poden Jo pe -
la bcevidade da viagem dspidir-se de todos
os seos an igos o faz por meio desle annun-
co, offerecendo-lhes naquella Provincia a
intilidade de seo pieslimo.
Sebaslio Mauricio Wanderley pre-
tenla relirar-se para Europa a(i:u de tratar
da su a saude.
Quem annunciou no Diario de 39 de
Abril querer umaixeiro para anda, que-
reudo Biasjleiro dirija-se ao becoda Vira-
50, D. 14, ou na ra do Queimado,
A). 11.
O abaixo assignado perdeo no da 07
de Abnl p. p. urna carleira de algibeira ,
contendo dentro 3 letras aceitas por Antonio
Muuis Pereira sendo duas sacadas em data
do i, de Setembro do anuo p, p. a vencer-
se a S e 6 mtzes urna dita sacada em 7 de
Janeiro a 3 Bezes aceita por Joaquim dos
Santos Azevedo urna dita sacada em 7 de
Janeiro a 3'mezts,aceita por Francisco iVla-
noel de Fieitas urna dila em 3 de Abril, a
hola das, aceita por Luiz Ignacio Ribeiro
Ruma todas aceitas a lavor do annuncianle
assim como um valle de Antonio Caelauo Vi-
eia uan orden: passada por Miguel Jos de
Almeida Per nam buco urna 4elr* aceita por
Anlouio Jeronymo Lopes Vianna urna car-
ta de1 Francisco Antonio das Chagas um re-
cibo de Loiz Aulouio Barboza de Brilo de
.tea mil reis .urna procuraco bastante e
.outros papis que servem o annuncianle por
ja ter prevenido a todas as pessoas a quem os
sesmos diz reftpeito para nao lizeiem com
lies tranxacos algumas por isso roga-se
quem dila carleira ver achado o lavor de a
ramear entregar na ra das Flores na casa
V. i4 que se gralicara u achado e seudo
zies&oa que a leuia tirado por pessa e a nao
intjji entregar pessoal pode manda-la botar
Mire a porta e a rolu-la da dila casa cima,
de que se Ibe hcar pingado.
Jos Antonio Concia Jnior*
tST Um rapas brasileiru de idade ai an-
us oleieie-se para qualquer tervico loiada
|.iaia pala caxeiro ou li-uor ae qualquer o-
tia ludo que seja lora da praca dando fi-
ador a sua conduela ; qualquer Sur. que do
seu piestimo se quizer ulilisar, annuncie pa-
lastr procurado a fin de iezer u seuiiquc,
o mesmo sihe ler escrever e contar. tf" A pessoa que precisa de um caixeiro
*S9" Preciza-se de um h o roen que enteri- pira tomar conta d um venda por balanco .
da de olaria para se encarregar do colimen- .dirija-se a ra d Conceico da boavista De-
to dos fornos e do mais trafico da mesma o- cima a.f.
laria companhado de 1 eicravos t oque ty Quem precisar de ttn rapai portu-
se achar as circunstancias, dirija-se a ra guez que sabe lr Cst-rever e contar e
dos Quarleis D. 5 que chora com quem d Gador a sui conducta para caixeiro e
tratar. Na mesma caza cima preciza-se de
um padeiro branca que entenda bem do tra-
fico, para ajudar e administrar o trabalbo
da mesma.
- Alu^a-seo terceiro andar do sobrado
da ra do Queimada D. quatro na loje do
mesmo.
- Aluga-se um segundo andar de um
sobrado no bairro do Recfe com duas sa-
las duas alcouvas e cozinha Tora
e boa ordeno
tu lo
ten-
com seguranca aaseio ,
do aiem disto quintal murado cassimba e
porto de embarqua e dezembarque e mes-
mo para o servido da casa sem maior incom-
rnodo dos escravos : os perlendentes procu-
rem a M a noel Al ves da Cruz, na ra das Ib-
res no bairro de Sarro Antonio.
tsr A pessoa que aununciou querer saber
a moradia de Anua Joaquina de Oliveira ;
dirija-se as 5 pontas sobrado lado do po-
enle U. 3i que l se dir quem .
- OUerece-se um rapaz brazileiro para
ensinar cavallos o qual tina bastante pr&ti-
ca j quem o pretender annuncie sua morada
para ser procurado.
_... Da-se um cont de reis ajuros sobre
penhores de ouro ou prata ou com hypo-
iheca em alguma casa quem precisar, diri-
ja-se a ra do sebo, lado do Sol casa terrea
com so'-o pira tratar dito negocio.
- Cfferece-se sociedade em urna venda,
com fundos de 8oa,ooo, a ciao,00o reis a
urna pessoa le administre como sua e que
entre para a mesma com 600.000 reis de fun-
dos, cuja venda em um dos melhores lugares
bairro de S. Antonio } quem este negocio
quiter annuncie.
-----PeU terceira vara do Civel Escnvo
Pereira aclia-se a praca a meia agoa da caga
sita na ra d'Alegria pertencente ao cazal
do falecido Padre Manoel Alves d'Aguiar ,
por execuco que contra o mesmo inove Luu
Amavel Uubourcq,
Preciza-se alugar quatro pretas que
sejo boas vendedeiras de ra; quem astiver,
auutiiicifl.
- Precisa-sede urna mulher paracozi-
nhar e fazer o mais ser vi 50 de urna casa de
duas pessoas ; tambero se precsi d'i um ra-
paz para criado da mesma caza ; quem estiver
neslas circunstancias dirija-se ao atierro da
Boa-vista casa de bernardo Jos Crneifo
Monteiro no a. audar.
-----A pessoa que annunciou querer um
bom fabricante de plvora -, drija-se as cinco
Pontas, D. 4o loja de xapeleiro que a-
char com quem tratar ; adverte-se que lio
bem faz logos de todas as qualidades.
V9 Urna nulher de bous costumes, se of-
ferece para servir de companhia a qualquer
larnilia que pretenda relirar-se para fora da
Provincia, ou para o mato : quem do seu of-
feecimento se quiser approveitar, dirija-se
a Cidade d 'O I inda nos 4 cantos sobrado
da esquina da parte direita junto ao sobra-
do, L). 7.
... (Jtlerece-se para criar, urna ama com
muito bom, e bastante leile, parida de pou-
co lempo e sem filtio ; n'esta Tyoographia
se dir.
Thomai Antonio RibeiroGuimires ,
e Custodio Jos Pinto Guimares lasjm sci-
eole ao retpeilavel pnbiico, que se reliro
desta Cidade para o Aracaty a tratar de se-*-
us negocios, deixando como seu bistante pro-
curador Antonio Jos Nuues Guimares.
- Us abaixo assignados avizo ao Publi-
co que a contar do pnmeiro de Maio em di-
ante suas casas commerciaes conlinud a
girar sob distinctas firmas bem como o ero
at ao da Ji de Uezembro de id jo Gcan-
do poiem ambas ellas respousaveis cumulali-
vamenle per todas as traiues elleciuadaa sub
a firma de Machado, Sanios & l'irmiuo, des-
de o pnmeiro de Janeiro al boje.
Machado & Santos,
Firmino Joze Felia da hoza,
- Precisa-se alugar urna casa para
grande familia com quintal em S. Anto-
nio ou na Boa-vista quem a liver diri-
ja-se ao Doutor Sarment casa amarella de-
ironle da Matriz da boa-vista.
- Aluga-se um sobrado de dois andares
sitos na ra do fiaugel, com excelleates coiu-
codus e vista de mar ; ucsta Typographia
se dir.
-----Antonio Pires Ferreira ; relira-se pa-
ra Lubua
mesuo para ensinar meninos fora da pra^a ,
ilirija-se a venda da ra di Hospicio ou na
ra estreita do Rozario venda O. it.
*sr Um mogo brasileirode boa escripia,
para qualquer escriptorio e fazer qualquer
escripturaco se oTereee por algumas horas
diariamente ; quem precisar annuncie.
tsr U actual contador e destribuidor de
not is, e cantador dos Juizes de orfos e
provedoria desta Comarca, avisa a quem
convier que de ora em diante o devem pro-
curar no Cirtorio do Escrivo Reg na ra
das Trincheiras em as horas dos cosluuae.
Aluga-se pira servente de qualquer
obra, ou para qualquer servico um escravo
crioulo quem o pretender dirija-se a ra
estreitardo Hozarlo L). 17 ; terceiro andar.
- Te;n no porto das canoas do bairro do
Recite, urna osa terrea, 0.18, perten-
cente a Irinandada dd S. Benedicto, erecio
no Convento de S, Francisco ecomo tem no
fundo da dita casa o terreno todo aberto que
v.i al a baixa mar 5 a dita lrmandade faz
saber ao res^eitavel publico que nao fca
negocio algn com a Senhora Thereza de Je-
zus Baadeira sobre a mesan caza.
Izidro Frauclsco Antonio Juiz. Ba
aillo do Espirito Sanio Escrivo. Ale-
xandrcJoze Pereira Tnezbureiro.
~- O Sur. que nos pregou a venda dos
bi Hieles da rila d is cazas de Bebiribe quei-
ra elfectual-a por quanlo j vai parecendo
mais urna nova qualidade de forquilha que
sol fren os iuexperlos compradores di incau-
tada rita.
Perdeo-se urna ataca ou pulceira de
ouro e filagrana em Olioda, desde a ra
do Bombn al ao Varadouro pertencente
a um Arijo que andou na Procisso do Sur.
aos tnleimos uo dia 3 do corrente ; quem a
adiar ou della tiver noticia partecipe no
Varadouro da mesma Cidade a Joa Pereira
da Silva Guimares, sobrado n. 14, na cer-
teza de que ser recompensado.
-----Pergunta-se Meza Regedora da lr-
mandade do Sr. Bnn Jezus da Va-Sacra .
que agu a acabou do eleger a nova meza que
hade sccedel-a se acaso est authorizada
para depois de estar a nova meza Eileita e
ja laucad no livro das Elleifes rscar no
mesmo livro umlrmo elleito para admitlr
oulro em seo 'logar que teja servido todos os
annos a tos de cerio lempo em dame j e como
estelosse esqnecido, por nao estar presente
lia occasio da elleico sendo j mezario da
meza que acaba s praticou semelbante ac-
co, lo indecorosa, o que se julga ter sido
feilo alraz da porta por algum Irmo que se
acliava de posse do livro e nao em presenca
da meza ; porque alias se tornara toda cri-
minosa por um tal procedimento e ao Illm.
Snr. Dr. Provedor de Capelln, competera
lomar conbecimento da causa, mandando a-
presentar em sua presei^a o livro das ellei-
jcs, para ver declarado o uome daquelle
Irmj s porque nao mereca tanta afeico
aquelle que se atreveo a praticar semelban-
te aeco tal vez por falta de racciocinio ; isio
deseja saber.
Um Irmo paciente,
... O Illm. Snr. Juiz de Oireito do Crime
da Commarca do Rio Formozo, manda lser
publico por este Diario a todas as pessoas a
quem convier principalmente aos Reos afi-
nncados, que se acho na Cidade do Recife
Antonio Bernardo Cavalcanle Ignacio Joa-
quim dos Santos, e Francisco da Rocha
rreto, que se hade abrir a 1. SessoOrdi-
naria dos Jurados da referida Commarca no
da de Maio p. I., onde devero comparecer
os referidos Reos na caza das Sesses do
mesmo Tribunal para se tralarem das suas
deisas na forma da Lei, tob pena de reve-
lia. Rio Formozo |7 de de Abril de 1841,
u Joo Pinbeiro da Palma, Escrivo dos
Jurados o subierei,
tsr No dia a8 de Abril das 8 para as nove
horas da uoite desapareceo da ra da Pieda-
de t aira do Corpo Santo, um negro ganha-
dor, q' condusia um bab j usado levando
dentro do dito urna porco de roupa de mu-
lher e um chapeo branco de pello rapado
para hom^m u.n par de cpalos virados ae
liomem e lora do bah urna guitarra wiver-
msada com o fundo encarnado. Roga-se por
auto a qualquer peuoai que disso souber, ou
onde para quena aprehender ou'dar par-
le u dilvstre Joaquim da 5ilvira 110 becco
^ - Urna raso cona grandes vommados, J
um solo ; a pessoa que qui>er alugar a me-
tade dirija-se a esta Typographia que M
dir sendo pessoa capaz e nao leudofiluo.
Avisos 3Ianti*a(*s,
PARA O M\R\NUVO' sabe ea pouco
das o Brigue Escuna S. Jos quem juicr
carref5Jr ou ir de p4ssi{ea dirija-se Uel-
fino Gonsalves Pereira Lima, ni ra nova
U. aa ou a Firmino Jos Felis da Roza. ,
PARA AttAC 1 l'VT coa brevidad par
j ter parle de seu carregamento pronplo ,0
bem coiiheciJo e veleiro Patacho Nacij:i4
Liurentina Brazileira : quem no mesmo qui-
zer carregar ou ir de pissagem dirija-se
uo seu proorielario Loureneo Joze das Nevea,
ra da Cruz 11. 3 a ou com o Capilo da
mesmo Antonio Germano dis Neves a bor-
do confroiiie ao TrapicUe novo.
PARA O RIO E JANEIRO sai com
brevidade o beiu contiecido tingue Brasileiru
Sania Mana uji Surte Comoaaudaute Jos
Joaquim Das dos Praseres ; quem noinesa
quiser carregar ou mandar useravos de pas-
sagem dirija-se a ra da Cidcia do li uile
n. 45 a iraUr com Joze Goncalves Cascio ,
ou com o mesmo Coiumaudaule, ua praca do
Coaiinercio.
Le 1 i a o
SSST Qa lazem Latham & llibbert. por
ntrvenco do Correlor Oliveira do muiu
bora sorlimento da fizendas inglesas todas de
lei, lrapas e avariadas quarta 'eira o de
Maio as 10 horas da manh, no seu arma-,
zem ra da altan lega velha.
ssr Q ie lazem Goeskell Jolinson &. Com-
panhia por interveneo do Correlor Oli-
veira de um esplendido sorlimento de fer-
ragem cuja qualidade he garantida e as
quaes ser vendidas sem limites em quanto
os precos quinta leira (i do correule as 10
horas da manh eai poni, 110 armazemda
ra da Crus primeiro andar.
gsy (^ faxem Russell Mellon & Com-
panhia p dervencao do Correlor Olivei-
ra, de uaaa poicuode fazendas inglesas, pa-
ra feichar comas Sexta feira 7 do correnie
mez pelas lo horas da maulla no sea ar-
masen) ra da Cadeia do Recife-
tssr Que azem Me. Calmoat i Coiop-
nbia por conta dos sejuradores e por in-
terveneo do Correlor Oliveira do daas
caixas do fasendas avariadis quinta feira b"
do corrente, s 10 horas da manh impre-
lerivelmeule no seu armasem da ra da
Cadea.
Compras
tT Um boto do abertura um cordio t
e um par de brincos seja tudo de bom ouro,
e sem feilio ; na ra Direita O. 19 pri-,
meiro andar.
SSB^ Geometra por Euclides, ou lacr'oa :
quem a tiver annuncie.
tsr Urna catira (bixo) parida de pouco
tempo e que seja bsm leiteira, e malla, qua
para criar urna crianza: qusm tiver an-
nuncie } e tambem se compra urna negra qu
tenha bom le le.
tsr Qu tro venezianas para janellas, od
novas ou em segunda mo ; ua ra da Cadeit
velba n. 18.
tsr Urna morada de casa terrea; as ras
seguintes: liarlas Agoasverdes qoatio do
Carma, Trinxeiras Larangeiras truies ,
palio do Hospital Hozario eslreita e patio
de S. Pedro cujo valor nao exceda a uoa
coulo de reis ; quem a tiver auauacie sua
morada
tr Urna uegrinha sem vicios idade do.
ze annos, e urna prela lateirau: ua ra do
Agoasverdes D. 38.
sar* O Cdigo Commercial.Portuguez a
o Diccionario ao Comaiercio por P'erreira
Borges noves 011 uzados; quem tiver, d
quiser vendel-os, annuncie.
Vendas
_ Urna caza na entrada da SoleJade,
que vai para o Manguind delronte da ca-
za que lo i do defouio V* ir Berutrdo c'oa
chaos proprios muito 001 < goa "de babsr ;
tambem se vende u t v ida que existe na
mesma com pouev [uisd boi para negj\
ci, e com mu. ..umodos para familia*)'
quem a pretender dirija-se a mesma.
t^ Duia vaccas go:das para assoogua J
quena as quiser dirija-ao ao sitio de *ihii-
mcinoi, delroue ao p docom.'ifo', qua
tem ui eslrada, qQ6 adiar s9a uj.a tratar*


I
I



DIARIO BE PERNAMfiCO

ii i m
Urna
escrava de naco rozinha o
diario de uma casa e ensaboa : na ra de
S. Rila D. 3.
tsr Milhoaipisla chegado ltimamente;
na ra eslraita do llozrio O. 33.
XST Um cavallo de ambas as sellas ero
rneias carnes : no sitio do Snr, Silvestre I
Joaquina do Naseimento no principio da
estrada que vai do Remedio para a vanea cono
porlo de ferro ou no atierro dos aflojados
na casa de 3 portas delrcnte do sobrado onde
mora o Sr. Alvaro Fortunato Jordo.
tsr Uma armaco pira vend com lodos
os ulencilios um laropio grande com 4 '
(iros muitobem eilo ; no atierro d.i boa
vista D. 39.
tsr Sapatos de marroquim francezes para
senhora a 1 iao ditos de bezerro para ->-
mem de um sola a 2000 e de duas a a ,00,
ditos de lustro a 2340, botinsde be/erro Iran-
cez chapeos braucos do ultimo goslo ecu-
tras eouzas por preco commodo '3 no atierro
da boa vista loja D. i.
tsr Museo pitorescocom 5o estampas con-
tendo 80b objectos o flbo de minli. mu-
Iher, patbeadas de tbeatro Bom hornean
Kcado cinto partes do panorama de 1840,
Mecromegas e a Princesa de Babilonia ,
ludo por prego commodoj alraz da Igreja dos
Marn ios casa de 3 rotulas verdes,
tsy A hisloiia ecclchiaslica as idei-.s l-
benles, o ultimo it fugio da reliftio viagens
deGuliter, Mr. Bolle Virgilio, Saluslio,
Conidio secunda paite da Selecta latina ,
explcameos de sintaxe eutrupio, fbulas de
E
gica inslitulion philosophia; prathce fig
Alvalade de superior qualidade em
barris de um quintal por preco commod 1 ;
na ra da Cruz I). j.
tsr Uma venda com es fundos de um eon -
to de rei, muilo bem afreguezada, a dinhei-
ro ou praso ; na praca da boa vista D. 6.
tsr Um terreno com 4o palmos de frente
e aoo ditos de fundo com o caixo da casa
feito na allura da frente o qual he na estn-
da que vai al o rio capibaribe no logar da
capunga confronte ao sitio de Joaquina los da
Costa: na rui do edabouce U. 5
tsr Um aaoleque creoulo d<3 idade de
11 annos 5 na prata da Indepeudencia n
ab" e 39.
tsr Urna toalha de camhraii de linho bor-
dada e uma dita de lavarinio na ra dos
Martirios L) t lado da Igreja.
<^> Uma encorduaco inleira de piano ,
uma boa murada de casa terrea bem cons-
truida e quasi acabada com i portas de
frenle sita no alieno dos aflojados da parle
da mai pequea ; na ra Direita i). 58.
tsr 4 cabras muilo boas para cnato por
dnrem bastante leite quando esli de cabillo-,
as 5 puntas ioja de lazcudas 1). a4
tsr U uzelos palmos pouco mais ou me (
nos de Ierra com too ditos de fundo na pon-
te de Uchoa pegado a Mmioel Jos da Silva
Molla a murado, e com formidavel caes ,
lodo a ruado de larangeiras, jaqueiras caju-
eiros 5 na 1 ua da llurentina sobrado novo 00
p da rear.
tsr (^uatro carrocas seis bois
fora de porlas na venda do lado esquerdo nn I pequea e sacada para atraz uma orelha fu,
pilar, rada tena utjb marca do tamanhode 10 rs,
isr Genebra a caada a 1 380 vinho de na barriga das pemas ; quem o pegar leve a$
caj a garrafa 3ao agoa de colonia 128o a j 5 ponas D. a2, que ser gratificado.
mancos
grandes e gordos arreios um par de ca-
uopo licoens de Me.hafisca \ dita de Lo- *>.* taSalQa e..u,u cal" dc
ica, inslitulion philosopbi prathto figu-I v,!der ro,ude"S uaiUade *.".
sem vicio sabe
ras de sintaxe inslituior.es rbeloricarum e vm "l""w mu?a '
um forte piar.no em bom uzo ; na ra da cozmhar, engommar coser ensalmar; na
cadeia do Recife na loja do Sr. Jos Antonio
Vieira de Souza.
tsr Uma canoa aberta acabada de novo a
qual earrega mil lijlos de alvenaria grossa ,
.bem construida, toda de amarello e uma
hornea de ferro de puchar egoa toda apa*
atibada : na ra do calderciro casa do mesare
ca pina Vicente Fernira de Barros ; assim
como compra-se um carrinhode mo.
praemha do Livramenlo ao sobrado por cima
da luja do Sr. lia los,
tsr Um molecole e uma molecota ambos
para lodo o servito ; na ra de Hurlas U. 11.
tsr Um selim com pouco uzo e com es-
tribos grandes de lalo pelo mdico pre^o de
10,000 ; na ra nova U. at loja de marciueiro
ssr Um terreno no hospicio com a tiente
para a ra da Autora com alguin aterro, e
tsr Fugio do varadouro em Oiinda no
primeiro de Janeiro uma negra de nome Ma-
ra ainda bugal de idade de ao annos de
naco angola ala cheia do corpo neitos
pequeos cara larga olhos grandes ,b*i.
90S grossos e vermelbos pouco ca!ielo e al-
guma coma vermelbo cabeca chala costas
alias levou vestido de chita rouxa e uma
argolas de ouro cortadas as orelhas bstan-
le picada das becbigas os dedos das miqs
compridos ; quem a pegar leve a ra do fa-
go 38a que ser gratificado.
I3T iVodia 2gdc Junbodo anno passado
fugio da ra direita casa 4 um negro na.
deiro de nome Jos de naci angula, esta.
tura regular de idade de ao annos secen
do corpo ps pequeos cor bastante prea
vergado da cintura e pega alguma couza na
falla por querer fallar depreca parece ere-
oulo ; quem o pegar leve a dita Cisa que re-
ceber 100,000 de gratiticaco.
tsr Roga-se as autlioridades paliciaes e
capites de camp pessoas particulares, qua
aprehendo por onde for vista a pret de no.
me Mana de idade de 40 anuos, alta, ota-
do: quem a pretender dirija-se a ra do gra denles aberlos ladina como creoula ,
Fogo U. ifj sobrade d'um andar lado do levou vestido de chita cor de ganga com flj.
nascenle. res encarnadas com babados largos, foi es-
crava de Felippa moradora no Toi onde he
casada com o prelo Jos cassauge e lem um
filho de nome Vicente em casa de Joo Paulo
garrafa, agoa-ardente de roma 640 a garrafa,
genebra a4o a botija agoa ardente ervadoce
a a4o ,eserveja it'o a duzia : no uorlo das
canoas armazem dos Srs. Navarro & Cbam-
Pe9 .
uy Gsdeiras camap e sof ludo de ja-
caranda cima enxergoen* e colxoens, es-
pellios louca de mesa e um guarda louca ,
ludo ou parles pir prepo commodo; na casa
D. 3 frouttira a os ltimos arcos da ribeira da
boa visti ao ir para S. G)nsalo.
cy Umbilelam que carrega 6 pesso?s ,
muilo largo e de um s do ; no Kecil'a no
porto das canoas a fallar com o cauoeiro Agos-
tinho dos Santos.
K^ Umexcellenle'guarda roupa de Jaca-
randa ; na praca da Boa vista no sebrado de
um andar no correr do Coronel Almeidu
WST Um 1 escrava anda moca co/inba o
diario de uma casa e bs boa quilandeira ;
na ra da cadeia do Recife venda do Pilomba-
Siy Uir.a preta bem mossa naco angui-
la viuda pequea sabe coziuhar o diario
de urna caza engom na lito, e coze chao ,
bem parecida vende-se por preco cu.mmo-
Escravos Fuindos
.T
Abril prximo ou- Fer,eira aliante do Giqui ; quem a pe-
a desapareceo do 6*r ,e'e rua ,arSa du R^no casa de Frau-
tsr Um melato bom pagem de bonita viveuo a dinLeiro ou apraso ; quem qu.ser
gura .ptimo mestie de alldiale um negro a,,nuun,c1ie\1. ... ,
de6bonita figura ptimo ...eslre de sapateiro, ** ''bi de mandioca em sacas che-
coznheiro de lomo e massa fa/. todas as g^a recenlemenle do Rio de Janeiro ; no ar-
quelidades de podios, e um caxorro de fila m"eta de Al0lJ ***"? dui a*ul B"
filho das Ibas adverte-se que o negro he 6a na rua da moeda n. m.
para fora da rovincia ; na rua de agoas T Um pianno de mu.to boas vozes, par.
verdes D la s ensmar a locar e por commodo pre90 { uas
W Urna casa de um andar em boa rua do 5 tontas 1 sobrado., .8 1-do ne.lo
JoainodeS. Antonio com grande quintal pasando o bmo do marisco,
urado cacimba em chaos propr.es ren- & Mllente ujolu. de alvenana grossa ,
de 24,oUo por mez : a tratar na rua da cadeia ta10 em qu.lidade coao em/ Umanuo j na
du Recife na olal ,a e P0stu a WtU do coa,Pia(ljr Pe,,> Pre-
tST Uns'caixilhosjacomvidros, por pre- Vo regular e com algumafolga no pagamea-
co commodo 5 na rua de lioitas U. 55. i I,a uos guaile D.
tsr Umfugode le.ro inglez com 5 Lo- "^ Uma boa casa de cam.o com porto (ro
cas por preco cumu-cdo na rua do Que.- abarque, com lodos oscommudospa-.a grau
Diado U. 5 no segundo andar
tsr Sexta feira 3o de
sado pelas 8 horas do da tiesapi._.
palio do Hospital do Paraiio at a rua do t,s Rangel urna moleca por nome Maria i- ^pensara protesta liaver das d.e servico,
dade i5 a 16 annos, secca do corpo cara percas e danos de qualquer pessoa qUe a liver
comprida olhos pasmados com urna marca ncpad* maliciosamente,
na lonte diieia ; levou vestido de melim *^~ A pessoa que souber de um molalo de
verde, carniza de aigodoziuho pao da nonne Rsi^un^0 1 de- estatura b iza cheio
cosa j uzado, anda meia bruta ; sahe-se a- do ("orP com *a^a de U;nu ntais dentes n
onde est escondida: a pessoa que a tem frei,le peg* alguna cauza no filiar, des-
queira vir entregar no patio do Terco, sobra- con fia-se que esteja na Villa do li ou Ara-
do da quina U. 1 segundo andar, que e- C8,y he natural do Ico e ja ali esteve pre-
r bem gratificado e no caso de nao a tra- co e'n *$*'* ou l^ii na cadeia daquella Villa
zer passar pelo desgoslo de ser lirada a e d'ahi veio remettidoa eu Sr. morador na
vista do publico com as Autlioridades com- rua M'feira do Rozario desta Cidade d'onde
ptenles 1 loniou outra vez a (ugir ; quem o pegar le-
tsr Fugio nodia 16 do passido viuda em vea d'u ,ua ^' *3 4UB ser^ reoompensar
conserva de um comboio de assucar do enge- dj de beu, uhalho.
nho Pato um mulato claro, de nome An-'l K9r uIJ no dia ati do passado, u 31 prelo
touio estatura reguiar de idade de iu a ao de "'ae ^/e u por aluunho Zaia estatura
annos cbelo corrido os dentes de cima ua'xa sccco do corpo olhos vivos falla
da frente a canguladus, quando falla ga^uei- mu'l'''ia e embarassada que cusase a
ja otbcial de sapateiro, sabe ler escrever ?'"tender o que diz, pemas finas, siho
levou vestido calcas de case.nira verde cha- C0IU cam'Sii ceroulas de algodo da Ierra a
peo branco foi'calcado ; roga-se s aulho- coin UiU leo; amirrado na cabeca; quem o
ridades policiaes e capites de campo a sua Pe6ar ,e"e ao ailerro da boa vista loja de fa-
apprehento e levarem ao mesmo engenho 25,das. ^ ius sera gralificado.__________
do i-'orto
*Sr Trinta e cinco palmos de alagado, !"* 1 u troca-se por outra no Reate ; a
1,0 aliamento da ruada Aurr.ra, junto ao ler lralar"a rua do (-rP iadu do uorle loJa ^~
renodo Sr. Cui.ha V. adiado; a tratar na.c,n,a* r
/xesma rua D. q. => Uina Prela de bo",u fi8ura Per,el"
tsr Uualuga-se uma canoa nova de car- U cownhtua *orno e logu az dotes e
reir: a tratar na ma du cadeia do Betife pao de lo uma dita com urna cria ptima
numero t para ciar uma dita de idaue de it anuos
tsr Lasescravas boas quilandeiras, uma de muilo liuua figura aneado engommar ,
dasquaes he de bonita figura e pede er coziuhar piup.u paia mumbauJa um
aplicada a qualuuei seruto e a outra po- "ue de idade e 14 anuo, ptimo para
piia para o sei vico de ca::po-, amado Li- Pgm uia utg.inha Ue idaue de 12 anuos j
vraaento co terteiro andar Ua casa D. 18. a 'u du ,u o P* uo Rwario a5.
tST Um aultque de idade de 17 annos, de | W Hellos de algibeira de sabonele e
Lcnila flguia ebetrcoulo; na ma do Ira- Vldr0 i prop'Os paia senhora ou n-einno por
piche na venda de Sot Veiis.-imo da Rosa. >e*m .mudo pequeos e e ptima cousliu-'
de familia em uiuio bou logar e pe lo da- 5o,000.
tsr Fugio no dia a3 de Abril prximo
tsr JJuas bancas de aiigito um apare-
lliode kuca pintado uma lina pintada para
banbo ludo J por pieco coitimodo j na rua
dirtita D. 49 f rirceiro uuiar.
tST Umu pitia moca de bonita figura ,
coanha o diano de uma casa com peieico,
az boliuhos e pao de \ cose engomiua ,
faz renda e lavaiinlo como muila peileito
na rua da cadeia vtlba D. jt.
t?^~ Lo rico e dtliccdo enchovar de me-
nino de peito sem >tr servido na rua de
borlas lado din i lo, 110 primeiro sobrado viu-
do pelo Caimo.
tsr Um tscravo peca de idade de 2o an-
i.ob tin \ 1110 licui acbaquts, urna pardi-
nba de idade de |3 annos o molaiinhas u_ui
lindas com lubtlidaats dous escravos por
6co,ooo optimes {.ara o campo dous mo-
lequts lies esriatas com baLelidades ; na
rua de agoas \eides D. ib,
tsr Um tstravo de boi.ita figura opti-
noopara qualqutr servico e euteude de co-
zinta e itm plincipici de tanctio uma
scravade uaiau o, liu.a quitandtira na
1 ua diltlli V, 1; loja lien,un.
to na praca ua Independencia 11 4.
tST Lu negiode bonita figura bastante
sadio ue 1 de de ab annos ptimo para
qualquer servico ; ua rua da cadeia do bairro
ue S. Antonio casa de 3 anuales I.
tsr Um quario passeiio e caiiegador ,
novo e sem achaque ; boje al ao u eio da
na placa da ludcpeudeucia.
tsr Fumo em folba de superior qualida-
de paia cbarulos viudo da Baha pruxi-
mamcule 5 amada seuzala velna em edaa
de Manoel Fiaucisto Puntes.
tsr lima esclava de uaco bengutlla, mo-
ca e de bonita figura ba cwttuueira e
lavadeia com umaciia de duus mezts t
lem muilo bom leite ; na rua da trempe para
o Mouaegu uo silioque tem a casa com a lien-
te amaitlia.
tsr Um sitio pegado a ponte do Mangui-
nho com casa de pedia ecal com baixa pa-
ra capim arvoieuos de fruclo e inuila ler-
ia para plaulacao ; na rua do Cuilegiu 1) 4
tST Um paiul para laiiuha que leva ib
na Comarca do Limoeiro, ou nesla praca ai lluviiki
Joaquim Pereira de Meadonca que pagar _J. *"Jf "_fL-
toda as despezas e dar uma gralificaco de COi^^I^UA^\0, DAS SAHIUAS J
OuLi 3oUOPASSAUO
CKVIiV ; Sumaca Brasileira Deimira Cap.'
Jos Joaquim daSiKu, carga varios g-
neros,
MARANHAO j Transporte Nac Tres de
Maio Commandaule o Cipitu Teijenta
Rafael de Muraes.
ENTRADOS NO OA i
RIO DE J VNEIRO ; a6 dias Cruveta da
Guerra Americana Marin CojumanJan-
te Beit.
SAlilDO NO MKSMODIA
RIO G. 00 SUL Brigue Brasileiro Ampa-
ro carga al.
SAHIOOS NO DIA a.
LONDRES ; Galera Inglezi Calculta, Cap.
F. (.'balotis carga a mesmaque trou.xe.
LISBOA; Brigue Porlugue: Ftliz Destino.
Cap. Jos Francisco Lessa carga assucar.
BAUCKLONA ; Polaca HespanDola Da-
ma n te Cap. Pablo Bonaslro ca.rga algo-,
do.
POKTOS DO NORTE ; Paquete de Vapor
Nac. Peruambucano Comman lanle o Ca- ,
pilo de Fragata Ricirdo lliydeu cruduz
os Exms Presidentes t Paralaba Cear ,
Maraubao e alguns outros passageiros.
COWES Palactio Sueco Cari Jotiain, Cap.
E. ti. Erlandsovf carga assucar.
passado urna negra criuula por nome An-
tonia do Monte, vulgarmente se conhce mais
por ocoguome, a qual levou toda a roupa
que tinlia pao fino saia prela vestidos
de chita encamado dequadros, chita ama-
relia &c. tem os signaes seguiules ; lulla ,
tesla^rande beiyos grossos, e tem no bra;o
esqueido uma delocavono pulsa que puxa
a cana do braco para fora \ a qual ha indicios
viamentes de ler sido desemcaminhadi por
um negro, por nome Nicolao escravo do
Snr. Pedro Teixeira Cava lean te proprieta-
rio de um sitio nos lictos : quem a pegar
Itve-a a caza D. 12 as 5 ponas que ser
recompensado. O mesuro se recommeuda as
Authoridades policiaes e pessoas particu-
lares.
tsr No dia ij de Abril p. p fugio um
prelo mossmhique de uome Paulo ainda
butjal que uo sabe dizer quem seu senbor,
alto, cheio do corpo pemas alguma couza
aiquiadas, serrado da barba ; levou carniza
e stroula d'algodo da ierra : quem o pegar
leve-o ao alieno da Boavisla loja de lazeu-
das, O que lera uma geueroza grali-
ticaco.
UT No dia aj do passado fugio um escra-
vo de nome Pedro baixo corpo reguiar ,
de meia idade, barba techada e bastante
Jlr.mlC ,
alqueiies ,0 qual he letlu de modo que sel naco cacauge estatura baixa secco do cor-
! pode armar e tsarmar quando cbnrirj em po poiem pausudo, peruas finas, cabuca
lalla esrelicada leou resudo cal-
cas de panno da cosU e camisa de algodo-
/uni y quem o j-egar leve a rua do Cabug
lo de uiiude/as U. J que ser gratificado.
tsr lugio nudia il de .t.arco de 1839
um escravo de nume Culano supce-se es-
tar no seilao do Apudy por ja ler sido visto
no ddo senao tem os'signaes seguiules ; de
N. B.
Os Srs. Assignanles, a quem nao for en-
tregue o Diario', ou por ommisso dos des-
tribuidores, ou por qualquer oulro motivo,
que nao esteja a nosso alcance queiro man-
dar a praca da Independencia n. S] e i8 bus-
cal-o no mesmo da, em que houver a falta.
RECIFE NA TYP, DE M. F. L>E F!rr j$4?
9


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EP9BIGPFQ_MA7O6P INGEST_TIME 2013-03-29T18:41:06Z PACKAGE AA00011611_03794
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES