Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:03545


This item is only available as the following downloads:


Full Text
.\nno nrc
18-O.
>EXTA Fl
lRA-
JL
Tildo pon depende de nos mesrnos; da nossa prudencia, raodcrn-
ro-, a eiu'rei" : continuemos como pt-incipiamos c seremos aponlados
i rom adiuiraco entre hs bures mascullas,
. ProcLimnco da Assemblea Geral do Urazil.
nosi
ianl.T'm
pendencia
.
Snbwreve-se par esta folha a 3jfoo por quartel rapos adi
sia 'J'jpografia, na das.Crines l). 5, enaltara (la ludepe'
os. St e o8, onde se rrceliem cor respoYulencias legal isadag, enni.nucios,
hsiiindo-se estes gratis, sendo dos prt>|>rios assignantes, e vindoaassig-
ti jdos.
Partidas dos Correios Terrestres
Cidade da Psrahih e Villas de sua prctenco.......\
|,iu do Ijio Ofende do Norte, e Villas dem.......L. Sextas-fciras.
Dita da rortalesa e Villas dem........4.....I a '
Villa de Goianna....................../
Ciilade de Olinda......................Todos os das,
Vfei deS, A.tlo...................... (uiiilug Pairas.
Dita deGrailbona ePovoaro do bonito.........lo, e 14 de cada me:
Ditas do Cabo, Serinliacm, '.io Fonoozo, e Porto Caivo. 1, 11, e 21 dito dio
Cidad4 das Alagoas, e Villa de Macei............Ideo dem
Villa de Pap (\c Flores........... ;......dem 13, dito dito
lodos osCorreioi partera ao meio dia.
\

PHASES DA LA \ MEZ DE JLHO
Qoarl. cresc. a 6 as 11 h. e {3 D). dn man.
La Clieia a 14 as 3 li. e 10 ni. la lar.lc
Quart nting. a 11 as 4 I, e 5 m. dn larda
La Nova a if> as 7 h. e 810 da tarda
Alare ehcia para o dia 10 de Julho.
As l horas e iS minutos d manh.
As 11 horas e 4 i minuto na tarde.
oflerecido
10 OE JVMO. WMERO 1'H
CAMBIOS. Jiilhu <)
1 m.rlrCS......5* d- p ir Ifeoe Ctd.
Lisboa.......70 a 7J por 0/0 premia, por metal
Franca.......10J reii por Ira neo.
hm 'fe .lanciro ao par.
(JL'H Hordas de fjjtoo is., VelJias-fJfSno
,, Dita* ,, ti Novas i;
lt Ditas dt. PIlATA r'alaces BtetueirOI -.....- IJHHn
., trios Coiumni.'ios---------------- 1 A4:
Ditos Mexicanos------------------- JJfJiJ
Miuda----------------*" *------* '#440
Descont de Rilhetes d'Afandga I 1/8 r*, too ao 1
l.lcm de Letras i|i |>r Dais DrOMS ofie
Moda de cobre 3 por 100.de disc.
Das da Semana.
i4J7oi
i.i5oo
wn
ifririo
, I ')
i. lioo
DOC.
redo.
(i Seguuaa S. DamiaRtM V. M. iudiena do Juiz da Direito da t.
7 Terca S. Piilqaeria V. -- Raleado e Audiencia lo Jnis le Direita j
i. V-l <
8 Guara S. Procopio M. Audiencia to Juii do Direito di
> 3. vara
9 Quinta S. Cyrillo V. M. Audiencia do Jui de Direito da
10 Sexta S. Amelia V. Audiencia do.lui/. 'le Direito da 1. vera.
11 Sabbado S. Sabino al. Reloeo e Audiencia du Juta de D. ;da 3
vara.
11 Doming'j S. JoSoGuaberto Ab.
RIO DE .JANEIRO.
CMARAS puSSKS. i r.PUTAus.
Sesso em i> de ni.iio i!e iSlo.
Prsdencia As 10 horas emein fn/.-sp a chumada, n
liavendo ti mero suficienle de Snrs. deputa-
dos altro-se a sessao.
lie lida eapprovada a acia da sessSo ante-
rdente.
O Sur. primeiro secretario d; conta do
seguate
Expediente.
llum officio do ministro interino dn impe-
rto declarando que o regente em nome do
imperador comenta na resoloeo que nppro-
va a pensao concedida ao capitao de fragata
lodriyo Tlieodoro de Freitas para o ar-
chivo.
Ontro do ministro dos negocios estraneirns,
declarando que lorao nomeados para a secre-
taria a seo cargo os segaintcs empreados : \
por decreto de tt\ de do/embro de i83j), foi
nomeado olTicial da secretaria eom o yenci-
ntoiito annual de i;2ooU reis Antonio Jo?e
do Amara!, queja servio desd a6deja-
idio de8<4, como Amanuense da secreta-!
ria de estado; e por decreto de fj demarco
do correte anuo Julio Timollieo de Arau-
io que sendo addido ;i lerjac ) deste impe-
rio em Londrps deste 10 de agosto de 18i j,
passou para addido a esta secretaria de esta-
do sem vencimento de ordenado ; equanlo
;i le que autorisa essas iiomeaces, declara
tue pretendendo o governo proceder ;i or-
ganisagSo a reforma das secretarias, para o
que havia sitio aulorisado pela lei de ->o de
nutubro de 1858, estas nomearus forao feilas
para seren contempladas nessas reformas :
; quem lea requisico.
Outro do ministro da guerra enviandooo-
pia das ordens expedida^ aos presit.'cntan da
nrovtDCia de S. Paulo a respeiio do recru-
tamento, como Iheforb requesiladas; eque,
l(i"o que receba a relacao dos recruts qn.e a-
li se tym fcilo ca eopia authentica da pro-
limaco 011 ortlcm do dia do general LabatUt, |
tarobeni aenviar: a quem fez a reqni-1
sit.ao.
Huma representacao de diversos oliciaes da j
armada, queixando-se da prclericao que so-
fiarlo na promo fio publicada coin dala de
j de desmbro prximo passado coinissao
de marinha e guerra.
Outra de diversos 'presos na casa forte de
Santa Cruz pelos successsos occorridos na
provincia de S Pedro do Sul : cummis-
hao de justica criminal com urgencia.
Outra de Joo Mamede Zelerino cidd-
dao porluguez, ptdindo dispensa de lapso
de lempo ou outra medida parasolhe pas-
sar carta de nalutalisaco de cidadao brusilei-
ro: commisso de COOStitaico e po-
deres.
Outra de Antonio Martins de Meneses so-
bre pagamento de supprimeotos por elle fal-
tos < commisao de petices.
Sao lidas e upprcvadas as seguintes reda-
ces. "
1. Sobre a companlua que tem de ser or-
ginisada por Joo Diogo Sluiv, para cslabe-
lecer na provincia da Babia huma oficina me-
ta lio rgica.
4. Approvandoa peoso concedidj ao ma-
jorSolidonio lose Antonio Ve
Sao lidas e udopiudaa os suy ~-:
luces.
1. approvando a aposentadoria concedida
a Francisco de Assis e Cru.
q. Approvando a concedida a Luiz Jos da
Silva Guimaries,
3. Approvando as concedidas a Joo Dias
Florence e Francisco Jos Meira.
4 Approvando as concedidas a Joaquim
Jos Teixeira, e l'rancico Jos de Paula
llum parecer la commisso dn fasenda ,
para que se remella ; commisso das cmaras
municipaes obalanco cmara municipal destacone, do anuo mu-
nicipal de i83 a 18J), porque a ella oro-
pele examinal-o he approvado
Outro parecer ofierecendo huma resol o-
cao que approva a pensSo concedida a I).
Constanca Carneiro da Fonlourao suasduas
Blbas : be approvado.
Pi imeira parle da ordem do dia.
OSnr. H. dellesende pfferece a scguinlc
resol tico. /
A assemblea geral legislativa resol ve.
Artigo 1,-No acto da ordenaco dosbispoa
do Imperio do Brasilsupprima-se o juramen-
to de preilo e hoQienagm tjue n'dle se faz
ao papa
Aii. 1. Ficao derogadas todas as leis e tlis-
posicoes em contrario.
Paco da cmara dos deputados, 16 de mato
de ij4o II. de Hezende.
Julga-se objeclo de deliberar.1, c a reqne-
rimento do seu autor be remetlido rom-
missfio eeclesiastica.
O Snr. Cerqneira Leile oflurece a seguinte
resoluro
A assemblea geral legislativa resolve.
Artigo 1. Cada huma das parochias do im-
perio uas futuras c'eic5ifs para a legislatura
de i84 dar o mesmo numero de eleilores
que deo na actual de 18.1K, ainda que te-
nha bavido alteraclo no numero de seui fo-
gos, por auexamento tle territorio.
Artigo -i Asparoehia'S que forem altera-
das por desmembramento de territorio dari
menor numero de eleilores. em altenco ao
disposto no artigo antecdendente oqualse-
ii fixado pelas respectivas cam tras munici-
paes sobre nformacoes dos parotlios.
Artigo 3. Mas paroebiacriadas depois das
eleices.primaiios para a presenta legislatura
lambem ser regulado o numero de seus
eleitores pelas cmaras niuiii('ipae9,conforme o
artigo antecedente.
Artigo 4 Ficao revogadas as disposices
em contrario.
Paco da camaia it de maio de 180.
Pedro de Alcntara Cerqueira lJeke.
Me julgado objeclo de deiiberaco e vai a
imprimir.
Sendo esgotada a hora ta primeira par; da
ordem do din, entra-se na segunda
Conlinuaco da discossao do voto de gracas.
O Sr. Ramiro (ministro da justica) diz que,
sendo ente o derradeiro"discurso que tem de
pronunciar diante da cmara como minis-
tro da coroa, continala a responder como
piometeo, a todas as argaicoes quepum nobre
deputado pela provincia a) dirigi ao-gabinete. E primeiro que
ludo passa a mostrar que nenbuma especie
de contradicao existe entre a derUraofib feita na
assembjaa geral peloseu collega o ministro dos
negocios estrangeiros relativamente des-
occupavfio doAmap, eo tpico da falla do
trono sobre o mesmo assumpo f como pre-
,.... 1 leSur. d -nutado fundando-sena
u collega asseverra
rioso para o etercito c marinha brasleiros
atentas as dificuldades que foi preciso ve
rer etiapa que o lustre de semelhanle faitu
fosse embaracado ror ulteriores derrotas .
como insinuara o Sur. Tosta. Observa q 1
este Sr. deputado refere-se ? sem duvidt, :
derrota do brigadeiroCunha nica de |
ha conhecimento; mas q' so nio deve de m
neiri al'tima BSSUStar com os falsos boatos >
soslhados sobre a importancia desse i
de Santi Victoria, pois que o numero retiid
dos morios eferdosnaquella acolo apen^su
bioa aShorneas. Lembraque, aleen disso,
o corajoso lente coronel Mello largamou
indemnisarn o "pa'u e a gloria das armas legie
comas suas victorias, dignas certamente de
serem comemnMdaa na triban 1, e p das qu i'>
estar e(Tectvamtite deorctipatlo o Amapt.
no possO qun a falla di trono apenas annun-
cia que o governo franeez se deliberan a
mandar desocupar e^se nonio. Observa c\w
nfin tem presente o jornal em que foi
publicado o discorso to Sur. ministro tos
negocios estrangeiros acerca tiesta questo ;
mas le o artigo to Despertador que referi-
do- o ministro declarado qXie o gabinete tas Tui -
lertas eslava deliberadp a elTectuar a des -
cupaeo : donde coirclue nao haver a suppos-
ta contradicao
Lembra oque dissera o Sor Testa, na
sua nnalyse do estado tas provincias sobre
a B&hia que. segundo elle, nao offerecia
biim asnelo lisonieiri. a porque as ordas -.....
I 1 r- 1 ,. 1. mnklw honra-se tle por aeoroi i'iti.'i
dos Itson eiros dePiatihy penetravao nos elle minisiro nmri 1 ...
... .. ,' ,. stKm n frnnlu de ta > benemrito lri*ilci 1.
seus imites japorque a ordem interna e5- solire a irom ___
11 1 T.wnaiHlo o 1 1 d ) ( isriiii 1 >s> 1 a ti'ltli-
tava ameacadi tle novas perluibujoes e pe- lomanaoo" i..... 1......
., ___' ,.,r ,, nre-,11 en'e d 1 !>alu 1 tas un iii'.ic, -i rios. Considerando a Babia em si mesma, ir l1^ n ., ,,,,:,.,
" i : 11. liTii iiil 1 l.-vl as ; cuota o ni ni un mi 1 hi
e com relacfio as urdas do Piauby respon- tlie Uto amo '
., i- i' 1 ,r'tr me oniemDS:,. t t plalo que accu 1 o
tic auco nresidente se apressara a rechir o gar une bbwi i i
' ,' 1 r 11 1: iJSr Thnmaz Xiviar pelos seus precedentes a
passo as hordas de que se falla, exoedindo ar. inomai i
' r ,,,, nn ,. o-1 nete de iii t e setemoro > n .m
3oo bomens para guarnecer as Ironlettas a- DOWU o ,,. imm 1
l.-m do auxilio da guarda nacional prompta meara aquelle presidente sam ..... a Ui 1
II m no auxilio ." 1 ,. .j a inconveniencia de Ul nomeaeai,
sempre a defender a provincia; qu**, quin- insaanu ,. ()
1 ... 11 ___-iniiij i\ 1 i'i,',eiido CO'.lse lili neii.i. < 1 lint 1 ,f
lo a sua pat intestina, no constava-Ibe era antes pi anuo ,.:.. ,:,,,..,;
i ,-r .1- ...i arensa-a 1 tle Drotiss'ir piiii'.un, cuntraiios
pelosdocumenlosofficiaes, nem por outra quaiaccusacaj u .,.,,
1 j -__. .|,li;|..|-ii renteseiilaiivo eiiieiiii1..' <]: n '
qtic-via, que eslivessa ameacada tle novas|asysrema rat"""""" ,,,'____,,._,, [,...,
revoltas : masnuesoHieiu do nobre orador ija chegauo o mamen ,, "-
ivfuius, """ i"" i.p.nwi de rocriminacjes sti cuauts iii'.a
a quero responde que revele cmara qoaes bwnea a /'",',. llliv,(, !os .,.. ,:LS
.' -r -..i, vinti"pnx (Insiero 11 >s epai\i 1 > piitiuoa ,
sejo essas consprac5e, e especifique os da- '
dos emque se funda para presuml-as.
Le a parle do discurso do Sur. Tosa onde
di/.-qiie o ministerio devara assever.tr, q'uando
muilo, que o e-ta:!o das provincias era o
mesmo queuosannos anteriores, apesardos
enormes crditos e da immensa forea que
tinbo sido votados Responde que nlo sa-
be quacs sao esses crditos que se quali-fica
de enormes; e que milito mais augmenta-se
oseupasmodeverassacada ao ministerio a -" "f" m oulr;, f(!in w ,im,,u
culpa que tal qualificiujao implica, quando se ^^Vim.i.io, sustenlou a'fbomaa X,
auendea qoe.da crdito votado oanno ulli- ^J 11I0:1 ,.IlC Pnu. eosquo
ato se ver.li |ue contln-10 orador, porque,
em tal caso verla se O Sr. Tosa absolvera o
v.iligern dos tempJS o paixes los partidos ;
masque nao pode deixar 3e estranhar a.ain
gularidade de ver o nobre deputado ( 0S1
''osla ) unido e infdeirado ha d tus limos ,
n'hum mesmo partido com hu .1 h presentan -
le da provincia do Rio de Janei o Sr. .1
Clemente Pereira victima ou r'on de aceu-
sacbes do mesmo genero. I) ;:. gnal-
mente con hacer qual a conducta I Sr Tosa
na hypothcso de subir ao podei oSr, 3os
(.! mente Pendra < se prestara o leu ap .i i
mo mais de metade foi aplicada ao pagamento
de dividas atrasadas de uniros ministerios,
reatando apenas lr mil contos ao actual ga- -- ~ ^"^ n0 memo [m30oV:.
bineiepara lser face a Unta, occurrencias mi ( ^
extiaorJinariasdoesUd,, a sopear-as rebe- ^prwaja e ejecutor secuodao de
lifies. Faz votos para que sur,a de qualque. mente ".^^ ^^ f ,,.... )iwuh,j ,.
Je perlencio a aquelle Ajunta que se !. u-
vc amnislia [ara o Sr. Josc Clemente Pereira,
lado da cmara hum novo gabinete qiu fa-
ca sem crditos oservico publico; mas. que,
como issonio be posdvel no que napre- ^ffl*;^k haver para presidente. (<>
sent criso do pan todas as administra ees e- i^ercLpe Je.ldo que na
rao loteadas a pedir crditos, aguarda para, S ^ ^ ^ % ^
entoo ver se esse Sor. Teputadosara con- .eco,.,::,... propalar ideias
soquete co.,0 o ajrov.,a n qu., -^ J f % (l
boje censura ou se taixara e enormesj -|b v(|.Uim (|.(
sacrificio, pecuniarios que a salvacao da o,- d^tp- ^^'u, ,,li;r,l !lUIlll ve,
dem exigir. .. i ;,..,>, da-cena, nolilica desarmar O odio de
Pelo que toca pretendida tmniens,,b., lo ^JJ l \em^fl^oobo
de forcas votadas pergunta ,ud> huma ^ ^' '^ n Iisid(!ra ;i ,.,,,, w ,
zttzzfs* 2ja: c: rs l ******.......- .-*
roOT0 daiSmil bomens. para mantera nevados pr(l.lfM,.(l qea mnser-
ordem as provincias, combatar as rebel- ."^^tXtZ i*M.
oes e guarnecer as fronteras do imperio! r-*f; a",. ^
T-mbeni espera observar o procedanlo do da ba i,.i u .
7 conced^ ou>cusar isso que cu, JJ^^fij; ^SS ., 4
"'AdmlTnu": o'mesmodeputado o.bassc sacio l^^JffSZSL*"
cunfo insignificantes as vant^ns obtidjs no ^,3^^^;^^
Sul palas a.mas impenaes. Cita a restau- I. p.mnpic :" i
codaLi,i.;u como uro leilo de armas glo- onde app.r, e.o atd Me, uau,


f
/*~
jet do Sr. Thomaz Xavier e mil felicita-
rla s e grecas pelos servicos prestados nogo-
rerno da provincia. L depois as primeiraj
ssignaluras fazendo sobresahir a importan-
cia de cada huma deltas e os ttulos que lem
ao respeito geral como as dos Srs. visconde
do Rio Vcrmeliio, Barao de S. Francisco,
Alexandre Gomes de Arbolo Serro, Jos Ma-
na de Tee Arbolo 4c. Jrilerrompido ao
pousoe seguranza. ( Continuar-se-ha. )
PEIINAMBUCO.
GOVERNO D\ PRVINClA.
Expediente do dia 6 do correte.
'Officio-Ao Commandante das Armas res-
pondeudo ao seo officio de a do correule em
.. que partecipa ter mandado recolherao Corpo
Jercertos nomes por varios Srs. deputados os Cadetes Joao Carlos Cavalcante de Alba-
da Baha o Sr. Ramiro
leiruptores bao suspeitos e nem devem
quando 'allio de seus proprios
dem do dia i. do corrente.
Officio-Ao Administrador da Meza do Con-
sulado para remetter a Meza da mesma The-
zouraria huma Nota do n. das caixas fechos,
barricas e saccas com assucar e de sacas de
doze mil tinta branca quatro quintaos ~
dita preta quatro quintaes taixas de bom-
ba vinle mil pinceis sonidos oilo du-
zias bonetes duzentos tijolos Inglezes *du-
zento3 baelilha quatro centos covados--
acreditados
o Sr. Ramiro retruca que os in-j querqne, e Antonio Carlos Paes Barretoambos
ser do 3.
algodao exportadas da Provincia das Alagoas cravos de barrica dous" mi] ditos de* pipa
mmigos
em ludo o caso pede
porque cumprp-lhe
mas que
que tenhao paciencia
defender nao tanto o govprno e o presiden-
te, roas os nomes das pessoas respelaveis ins-
criptas na mencionada represen taca) e a
quera seirrogou huma grave injuria. Sus-
pende a leitura das asignaturas cheganda
aonomedo Sr. Antonio Augusto da Silva
presidente da reiaco, aqu pegunta se me-
recer por ventura apecha de deshonestos os
homens cujee nomes acaba de ler, e se he ver-
dade que o presidente he conservado despeilo
da epiniao das classes mais gradas da Baha
Nota demais que o Sr Thomaz Xavier
foi pronoslo em segundo lugar na lista da as-
sembla provincial para vice-presidente : e
que se no rgimen constitucional o voto das
nmorias he quem indica a opponio e se os
deputados a quem responde lundo-se nesse
principio para declarar-se interpretes do voto
publico porgue razo negro assembla
provincial o mesmo direito de constituir se
lmbem orgo da provincia ?
A rispeito da imputaco de promover a dis-
soluco do nexo du imperio ce que de to-
dos os presidentes que lew coadjuvadoo o-
verno na obra de pacificar o Brasil ao da .la-
bia compele o lugar mais distincto ;
s>e a remessa de auxilios contra as pi
revotadas he o principal titulo de gl
presidente de Pernnmbuco porque o n;
r para o piesidente da Babia ? Pelo que diz
respeito a arguieo de ter sancci..nado a lei
da guarda nacional e de ler abusado delta ,
replica que se nao poda levar em culpa ao
presidente a saneco da vontade geral for-
mulada pelos seus orgaos officiaes ; que he
de roaravilhar que s o presidente e nao a as-
sembla eeja aecusadp; que oabusohehum
desses tliemas gerees vagos, applicaveu a
ledos os govemos o que leinbro os seguiu-
tes versos ;
e que,
as provincias
loria do
. Betalhao d'Artilheria que se achavo
matriculados na Aula de Francez do Liceo
desla Cidade por nao terem a precisa assi-
duidade, e aproveitamento como informou
o respectivo Director ; que a Presidencia ap-
prova a deltberacfo que toraou a este respeito.
tto-Ad Inspector do Arsenal de Marinha,
approvando a medida i|uetomou de despedir
os Empreados d'aquella Repartico, que se
nao achava comlem|)lados que acompanhou o
Imperial Aviso de ti de Junho ultimo, a fim
de nao exceder a quanlia nella mareada para
a despeta no correte anuo financeiro, e sig-
nificando- Ihe que a Presidencia vai repre-
sentar ao Governo Imperial sobre a neces-
sidade de conservar os ditos Empregados para
o bom desempenho das incumbencias a cargo
da mencionada Repartico.
Dito-Ao Inspector (ieral das Obras Publi-
cas enviando-lhe um officio do Reverendo
Vigario da Fregue/ia de S. Lourenco da Mal-
ta acompanhado de urna nota das dimenses
da Capella Mor da respectiva Igreja Matriz ,
que requisitou em seo officio de u de Maio
desteanno, para melhur examinar o orca-
nienlo das despezas que se devem fazer com
os reparos da mesma Capella Mor.
Dito-Ao Director do Liceo ordenando-
Ule que ponba em concurso a Cadeira de Pri-
meiras Letras da Villa de Flores que se a-
cha vaga por ler fallecido o respectivo J'ro-
fessor conforme partecipou a respectiva C-
mara ero officio de 11 de Maio (leste anno
Dito-A Cmara Municipal de Flores ,
communicando-lhe o conteudo no precedente
officio.
dem do dia
para esta Cidade nos annos financeiros de
iS'ii 3p e de I83q a 4o declarando-se
n ella a quanlidade de cada hum dos referidlos
volumes quantos foro classificados como de
produccao desta Provincia nao obstante vi-
rem acompanhados de guias e quantos pa-
garo direitos por aquella Provincia, a (im
de ser salisfeila a requisico feila pelo Agente
da referida Provincia em cumprimento de
ordem doExm. Presidente da mesma.
dem do dia a.
OTicio-Ao Exm Presidente da Provincia
significando-lhe achar-se abordo do Brigue
de Guerra Imperial Nictheroy os gneros cons-
tantes de huma reiaco inclusa no mesmo of-
ficio ; novamenle pedidos pelo Commandante
da liba de Fernando e 15o aoo saccas de
tartana para serem condusidas a liba de
Fernando de IVoronha.
Dito-Ao inspector d'Alfandega disendo-lhe
q' determinando o art. 11 do Ilegul de 11 de
Junho p p q' as Estaces arrecadadoras, por
cuja renda sao pagos directamente logo no fim
de cada mez os respectivos Empregados sejo
os pagamentos do me/, de Junho de cada auno
feitoscoma renda do proprio anno; mande
satisfazer todas as despezas do mez prximo
lindo com o producto das rendas, que lhe
sao relativas no caso de que a somma airida
nao recolhida ao Cofre da Thezouraria che-
gue para o pagamento porque do contraro
ser observado o que se achava **m entic.
Igual officio foi expedido ao Administrador
da Meza do Consulado e ao Administrador
da Meza de Hecebedoria de Benitas Internas
Dito-Ao Commandante da liba de Fernan-
do disendo-ihe em solueo ao officio de seu an-
tecessor de 13 de Junho p p. viudo pela Bal-
sa enviada da mesma liba a pedir soccorros de
mantmeutos e outros artigos para a mesma
liba, que o Exm Presidente da Provincia ,
faz sabir parao porto da mesma liba o Brigue
,\c..0~.. rv:.im:..i------------ ,-. < 'qq
mil vellas d'spermaceti quatro caixas
ditas de sebo doze ditas secante duas arro-
bas agua-raz a que for necessaria por lem-
po de 3 mezes brim para fardamento um
fardo linha alcatroada dous quintaes
sabo o que for necessario por-3 mezes o-
lio de linhaca oilo quintaes linha de barca,
um quintal sondareza duas arrobas al-
catrao seis barricas breo quatro barris
colla, huma arrobatijolos dealvenaria,
o que for necessario por lempo de um armo__
escovas Inglesas vinle quatro machados ,
doze plvora, a que for necessaria por lem-
po de i anno, sacos duzentos. Inspecao do
Arcenal de Marinha 4 de Julho de i84o
Alexandre Rodrigues dos Arijos.
Secretario.
ANNUNCIO.
O Collector da Decima e mais Impostos do
Municipio de Olinda manda fazer publico ,
que acha-se competentemente authorisado
lela Thezouraria das Rendas Provinciaes para
contratar por avenca as passagens dos Rios
Cardereiro e Mara Farinjia por lempo
de um anno : as pessoas que llieconrier di-
dos contractos compareci na rasa da Cmara
da mesma Ci8ade nos dias uteis das io ho-
ras da manhaa as a da larde para a vista das.
condicoes se effecuar Jilo contraclo
Lollectoria d'Olinda lode Julho do 1840J
O Escrivio.
Joo Goncalves Rodrigues Franca.
Noticias Estraiifioiras.
Quem a casa \6i na praca ,
A muito se aveulurou.
lluns dizem que ticou baixa ,
Outros que d alta passou.
Seo presidenteeutendeo de hum modo con-
trario a lei a suspenso das garantas qui/e-
ra saber o porque enio a assembla provincial
o nao compello observancia dn su dever
ou porque esse mesmo Sr. deputado o nao de-
nunciou. Ce que bdhna grande mudanca se
tem operado na tmara pois que aquelles
Srs. que no lempo da administradlo de 19 de
selembro tlispensavo o Sr. Thomaz Xavier
da rtsponsabilidade das aecusaces que fazia-
Ihe a ojiposico dessa poca sao hoje> inexora-
veis para o mtsmo presidente*
A' insinuaco de ser conservado em paga de.
servicos leitos responde que so por esla pa-
lavra enlende-se os servicos prestados ordem
e iutegridade do imperio elle orador con-
corda j mas que se se falla de servicos fei-
los ao seu inleresse pessoal falta-se ver-
lude, porquanto, ja em diversas occasioes
anlcriores a data de sua eievaco ao ministerio
defender enrgicamente o Thomaz Xavier
sera que por consecuencia se podesse attribuir
ao principio da remuneradlo esla sua conduc-
ta para com aquelle Sr. Diz que se ainasse
as transaeces talvez contasse grande nume-
ro de amigos na cmara 6em exceptuar mes-
mo o Si. J osla ( seusaco ) 5 que se inter-
viesse nos couseihos da coia para a demis>o
do presidente da Babia esses Srs. que ihe
tazeni opposiio ajtoiaiio ; que be neste seu-
lido que disse que leria giaude numero de a-
migos e nem de oulro modo devia ser en-
tendido pois que os deputados da baha o
conbeceiu assiui como couhecem a si.
JNcga que a imprensa da Babia seja dirigi-
da pelo jiresidenle notando que em lodu a
pallo e cm lodos os lempos os jomaos que
: uslculao ogoverno sao increpados deieceuer
ilelie u direccao i que a tulla escripia pelo
Sr. \ launa deicndera sempre ogoverno, e
ora sempre orcira tanto >ob a regencia tri-
na, i-oino ob a du Sur. l'eij o a actual)
que Ui bi.ha liiialmcnle nao pode ser la.vada
ue inleusa a constitui'.ao pulque us abaolu-
USlas bu prega 1 a ucauu- li COOtO o Dielhor
meto de causal a tuina o syalema repitJoeu-
Utivo levando os povos pea lao&ilude das
da Artilheria abordo do Brigue Escuna I' de-
lidade que se acha preso a disposico do Juiz
da a. Vara do Crime.
Dito-Ao Inspector do Arsenal de Marinha
communicando-lhe a expedieco da ordem
supra,
Dilo-Ao mesmo, para forneccr a Joze An-
tonio da Silva Grillo encarregado dos tra-
balhos do levantamnlo da planta da Estrada
da Freguezia da Escada urna Bussola que
CGUShu CX^iir .C30CU[m nO iii n:nl (JUal
Ihe sei restituida logo que se faca desneces-
sario aos ditos trabalbos o mencionado instru-
mento.
Dito-Ao Engenbeiro. A. Kersting com-
municando-lho o conteudo no precedente of-
ficio.
Portaria-Ao Administrador Fiscal interino
das Obras Publicas para abonar ao Com-
mandante da Companbia de Operarios pela
caixa especial da mesma Companbia a quan-
lia de i5o' rs. para pagamento das despezas
I citas com o tnlcri amento dos Corpos de seis
individuos da referida Companbia quo foro
sepultados no Cemiteiio dos Subditos Britni-
cos.
Officio-Ao Commandanle da Companbia de
Operarios communicando-lhe a expedieco
da ordem supra.
Porlaria-iN'orneando o Hachare! Joaquim
Jorge dos Sanios paia servir interinamente o
lugar de Juiz do Civel da Comarca de Santo
Anio durante o impedimento do Bacharel
Francisco Elias do Reg Dantas.
que o lirigi
ctoria sofra na sua viagem maior demora.
J) vi-'rsis KVp;irn<-.H'M-j
THEZOURARIA DAFAZGNDA.
Expediente 1)0 di A 3o do pp
Officio-Ao Inspector d'Alfandega, pon-
do-o na intellijjencia de que os Empregados
da mesma Allandega nao dever ser pagos
dora em diante dos seus veucimentos sem
mostraren! ha ver registado na Thezouraria os
ttulos de Mas nomeaces e se achar aberlo
o competente asseiitamenlo.
Igual officio fot expedido ao Administrador
da Meza do Consulado ao Administrador da
Hecebedoria de Rendas Internas ao Inspe-
ctor do Arsenal da Maiiuha e ao Director do
Arsenal de Guerra.
Jjito-A Barlliolomcu & Ramos pedindo-
lhes para se encanegarein de promplificar
com toda a brevidade os medicamentos cons-
tante:, de urna reiaco |unta ao mesmo officio ,
para seres enviados pelo Riir.ue de Guerra
A Pauta he a mesma do num. i CORREIO.
O Brigue Feliz Deslino sai para Lisboa
no dia id do correnle.
O Araenal do Guerra compra porco de
sola quem a quizer forne.-er compareca
nesta Repartico as onze horas de dia 10 do
corrente para ajustar.
O Director, Coelho.
Nao tendo aparecido mais do que umi pro-
posta para cada um dos fornecimentos de car-
ne pao e bolaxa estes dous ltimos ob-
jectos a preco de 4U5oo rs. a arroba, e o pri-
meiro de aUgbo rs. tainbem arroba ; o lllm
Snr. Inspector do Arsenal de Marinha nao
podendo effectuar a arrematacao por seme-
banics precos em consequencia do nao lia
verem mais propostas que eutrassem em con-
eorrencia convida novamenle e pela ulti-
ma vez as peisas que se proponho a fazer
ditos fornecimentos por menos a comparece-
r! por si ou porsuas proposlas al u dia 10
do correHte pelas 11 horas da manh ora
esta em que dever principar o concurso ; cor-
tos deque n'esse dia e hora sera a arremata-
rn concluida avista das condicoes que sero
patentes. O mesmo lllm. Snr. inspector man-
da fa/er publico que no indicado da e a
referida hora se devero aprezentar tainbcm
por si ou por sas proposla os concorrenlcs
para a arrematacao dos lornecimenlos de me-
dicamentos call assucar agurdenle,
vinagre e bacaiho a fim de entrarem em
concurso c bem a.-siru aquelles q'se propu-
zerem a (rnecer os objeclos abaixo declarados,
alguns dos quaes se declara a quanlidade que
tem de ser agora comprada e oulros para se-
rem fornecidus segundo a precizao que bou-
ver e pello lempo que se expecilica. Ius-
peco do Arsenal de Marinha de l'ernambu-
co 4 ('e Julho de 1840.
Alexandre Rodrigues dos Anjos.
Secretario.
Reiaco dos objeclos.
Pregos de batel grandes s oito mil ditos
do dito pequeos doze mil ditos de forro
ucrras civis a sai-riLdr a iibcidude ao re- ^utlicroy a Jlha de 1 finando de INorouha. [dito } quatro mil ditos nparts da terra, J sua volU
O nosso correspondente particular de Madrid
em dala de 21 do corrente (iVlaio) nos com-
ninica o seguinle :
Se nao posso j aununciar-lhe que Morolla
se acha em nosso poder posso coratudo certi-
ficar-lhe que uo dia >o comecou o ataque so-
bre aquella praca, s ordens do duque da
Victoria que se tinha posto em movimenlo
no dia 18 desdo o seu quarlel general para
esse elfeito. O general O'Donnell se tinha
dirigido para Ares com lobatalbes, e esqua-
dres urna bateria montada e outra rodada
com duas pecas de 16 e o correspondente tem
para operar no baixo Maeslrargo e bater as
torcas facciosas que se reunem no sitio de S.
Matheus impediudo-lhes a sua passagem pelo
Ebro e Catalunba.
Esl-se reparando em Cantavieja a brecha
aberta pelaexploso doarmazem de plvora ,
quando fugiram os facciosos e ser aquelle o
ponto de deposito das tropas que oceupam a-
quella serra. A fugitiva guarnico de Can-
tavieja se dirigiu pa>-a Rubielos.
leiimenlo de baila do general Aspirez
bem grave nao ameaca por agora a sua exis-
tencia. Em quanto quo o general Van-Halen
se restabelece lambem da sua leiida de baila .
a qual j lhe foi extrada foi encarregado o
general Carb do commando das tropas do
principado, como commandanlo geral mais
fanligo
Por j^arlecipacSo do segundo cabo de Va-
lencia consta que a partida franca de Mar
viedro junta com outra de Segorbe alcancara
umagavilda iacciosa resultando morios to-
dos os que a compunbam excepeo de dous
que tinham marchado com races para Bejis ,
e cjue segundo todos os antecedentes este lorie
seria atacado pelo general Aspiroz no dia ij.
Finalmente em breve vamos receber noticias
interessantes de ler cabido Morella em nosso
poder bem que se espera encontrar ali obs-
tinada resistencia.
Teen te General Don Vatenlim Ferraz ,
inspector geral da cavatlaiia foi nomeado ins-
pector interino da milicia nacional do reino ,
quese aeltava vago pela demisso do general
Villa-lobos.
Continua sendo objecto das conversacoes o
da imprensa peridica a projeclada viagem du
SS. U.M. aus banhos da Catalunba varian-
do-se cum ludo acerca da poca em que se ha
de verificar. Parece que a disposico preme-
ditada era que as tres augustas personagens
que aqu cumpoem a familia real zesseiu a
viagem reunidas. Alguns dizom que sobreven
j duvidds ueste poutu e que se nao sabe de
positivo se partir so S. JY1. a Rainba Dona
I/.abcl licando nesta corte sua augusta mi ,
ea serenissimainlanta. Dizia-se baver-se dis-
poslo a viagem pur Saragoca a Barcelona e
agora perlendem alguns variar de ruino dii i-
gindo-se as pessoas reaes piimciramcnte a Va-
lencia, oude se devero embarcar para Bar-
ce luna nao passaijdo por Saragoca scuona



MARIO l> R
P R N \ M fl V C O
titt~ri- TT-rmmft-Tr"iruTwnnrirnMiiiri ncii iji
'
Precisamente coincide a marcha das pes-
Roas reaes Catalunha com a reunio dos e-
xercilos naquede principado e como se esco-
Ihe Barcelona para tomar os banhos e nao ou-
tro ponto da Pennsula em que lalvcz se po-
dessem reunir iguaes vantagens, daqui proce-
de a algunsque tal viagem tem ura (im polti-
co. Alera de que ha afumas consideradles de'
grande peso e que merecem toda a atlenco.
As cortes esto abertas e pendem de sua re-
soluco quesles da mais alta importancia j os
ministros exercem em nome de S. M. opo-;
der executivo e claro que em qualquer
duvida em qualquer difFic Idade das que f-
cilmente podem atravessur-se ao discutir as-
sumptos gravissimos nao poderiam resolver
cousa alguma por s sus sem consultar previa-
mente a S M. e ueste caso a cera legoas de
distancia a residencia das pessoas reaes, da
las Corles e ministros que risco:, nao pedera-
mos ler ?
De qualquer modo entendo que nao poderia
prejudicar a saude de S. M. a dilaco d'ura
ou dous mezes no tomar os banhos, visto que
a estaco est anda bastante alaazada ,' e dar
treguas a temporada dos banhos podendo-se
aproveilar este prazo que concede a irrcgula-
ridade do tempo para evitar prejuizos edila-
ces no despacho dos negocios pblicos.
Mas agora me occorre nao poder esta
projeclada viagem ter vistas de algum arranjo
de lamilia? Algum futuro enlace para a nos-
sa oven datuha ? Pode milito bem ser. Dei-
ao ao lempo a desea volucu deste mm pensa-
menlo.
Na Sesso de antes do hontem se deu prin -
apio cora a leitura de hua proposla aSsignada
pelo ^r. R Leal pedindo se reclamassem do
(ioverno, para a djscusso prxima daemisso
4le ttulos, o decreto do auno anterior em
que se havia preceptuado a de duzentos mi-
llioi s e os contractos verificados al ao pre-
sente pelo ministerio da Fazenda a cuja segu-
-anca se houvessem entregado ou tivessem de
entregar-se aquel les < nitros. Fui apoiada por
MU autor e apezar de nao ser contradela pe-
lo ministro da b'azenda nao fui tomada em
consideraco por G7 votos contra 55 ; passaa-
do-se depois discusso da segunda base da
le do aj unta ment.
A Sesso il hontem comecou com o annun-
cio de tres intei pelac-oes successivas, O Sr
Viedra reproduzio a que ha mais de um mea
lia ao Uoveruo sobro contrabando de ce-
rcaes.
A do Sr. Mendizahal versava sobre as ulti-
mas occorrencias de Murcia apoiado em urna
exposico daquelle a junlamento contra dema-
sas da aulhoridade superior poltica. O Sr.
Mendcs Vigo tambera annunciou -urna inter-
pelaco ao Governo sobre a prxima viagem
de SS. MM. a Catalunha,porem a minora por
orgao do Sr. Olozaga fez presente ao Con-
gresso que a dita inlerpelaco havia sido for-
mulada sem seu consentimento e approvaco.
Passou-se depois ao debate dos ajuntamenlos ,
c tendo fallado a favor o Sr. Martines de la
Hoza fui votada a baic dos alcades islo ,
que estes sejam nomeados pela Coroa c nao
pelos povos e approvada por y5 votos contra
(1. l.omeca pos a intcrprelaco da Consti-
luigo por privar os habitantes dodireilo cons-
titucional o da posse de nomear osseus ma-
gistrados para o governo de seus povos To-
dava falla a votaco da le na sua tolalidade e
ialta a saneco da Coroa.
Esta a esperancu pie nos resta, na amar-
gura de ver a nstabillidade a que parece se
acha condemnado quanlo em llespanha se tem
libado tomo prenda de unio de confianca ,
de repouso e de prosperidado.
lia dias que se acha nesla corte o pcneral
Evans e parece que o objeclo de sua viagem
culabolar reclamac.es sobre os grandes cr-
ditos da logiao britannica e so sussurra que
baja perteneces de que fossem manados al-
go ns dos productos das libas Filippinas para
bol ver estas reclamacocs. Veremos como o go-
verno zela os nteresses desta naco na soluco
.de taes reclamacocs, que segundo me dizem ,
se marca um pequeo praso para seren denlro
.dclle satisfeitos Este proceder do governo
inglez para comnoBCO bem como com unirs
iiaiots nao sei se ser com mais prupi iedade
indicio da sua prxima ruina queda sua os-
tentadora prosperidade !
(Do Nacional de Lisboa J
Correspondencia
a Mr. Mobert que nao sou capaz de mentir ,
porque a minha reputaco nolmperiodo Bra-
sil ja esl feita ; tres nha parle que est a mentira porque nao sou
charlalao porque tanto em Franca como
em outros Paizes da Europa recebi grandes
honras dadas por aquelles Governos elo-
giando-me com medalhas e seus correspon-
dentes Diplomas, sendo a ultima a da Acade-
mia das Bellas Artes, acordada pelo Ministro
deste Imperio e tendo em mcu poder todos
estes Documentos cstou promplo a justifca-
lo quando as Aulhoridades desta Cidadc o
quiserem : em consequencia disto declaro do
novo que se Mr. Ilobert leu Expeclaculos
novos e quer continuar eu esperare! (como
lhe disse) que suas funeces sejam terminadas,
ou paracomprazer a este Respeilavel Publico
a quem serei semprc grato ou mesmo para
os nteresses de Mr. Rohert ou Irahalhare-
mos ambos em dias dcsciiconlrados. Nao pen-
se Mr. Robcrt que eu temo osseus Expecta-
culos pois quaudo uascc o bol nasce para
todos. Luiz Valli.
entregar em Olinda na ru do C-irra >. casa cas esponjosas e ptridas ulceras, cancro-
grande com portio ao lado; que se lhe re- sis, venreas, ou escorbticas, sarnas, eri-
compensara <.om generosidad-'. siielas scirrhos mil de Lasaros egeral
c?" Precisa-se do des pez de laraogetras mente todas as molestias cutneas, rheuroatis-
entre os quaesseja tres de embigo em suas
competentes vasilhas para embarcaren! para
Tora do Imperio t, quem os tiver e quizer a-
justar dirija-so a ra do Trapiche V. 1 a.
-^> Rouharao na noute do dia (i do cor -
rente do Convenio lo Carino da Cidade de
Goianna da Capella do Sr. dos Passos o sa-
mo, shiatims, gota, inchagoes, e fraquesa
das ai'.ieuLues queimaduras fstulas de
todas as quididades mordidelas at de ani-
maes peconhentos, o lomado por dozo de- gota,
internamente, cura e extirpa as lombrigas nSo
exceptuando a solitaria nathema a mestraa-
CO e calma as dores clicas ou simples da
{uinte urna lairipada de prata grande com j estonia;; > ou ventro loma do inxlica mente lo-
mis de arroba urna cruz grmde com Santo dos os dias preserva das enferniidades con-
Lenlio, c um calis com todos os seus perln- labiosas, o estimula 0 apetite de comer li-
li lmente applicado em fricoes < tima e so ce: 1
LOTERA DA M. DA ROA-VISTA.
O Tbesoureiro da Loleria a beneficio das
Obras da Matriz da Roa-Vista, cujas rodas
andau impreterivelmenlo 110 dia ultimo do
correte Judio declara que os Indicies estao ;
venda nos lugares segu ules : no Recife na
loja de cambio do Sr. Vieira e na de Mano-
el Cardoso Aires; em Santo Antonio, loja
do Menczes Jnior ra do Colegio, e na
botica de Joo Moreira Matqucs ra do Ca-
bug ; e na Boa-Vista no Alieno loja de
Manuel de Souza Rapozo
'os, ludo de prata. A pessoa que descubrir
semelhnte roubo ou parle dee, pode di-
rigir-sena Cidade do llecife a botica de Ma-
noel Romo de Carvalho na roa do Livra-
mpnto f), t5, e e:n Coianua na ra do Meio
em caza de Cosme I) unan da vlv.i onde
sendo certa a denuncia ser.i gratificada a
pessoa ipie a der com cem mil res c promul-
le-se todo o segredo.
X3" Roga-se ao Sr. Francisco Antonio Pe-
as nais violentas dores clnoiiHMS tinto cau-
sadas pela gota como por rhumaiismo ou
incliacoes dos ossos c inheci lis pelo uoiue de.
cyhostcsis. enJe-so neata Cidade na ra da
Cruz botica 11. -xi.
17" Qualquer Sr. que precisar d'um habif.
Prolessor para prender, ou mandar onsinac
Rlieloriea lMiilo>ophia Latim c l''ranccz :
dirija-so a rua da Guia N. 5;) onde achara com
reir da Silva que se algum dos escravos i ipicm tratar. Adverte, que suas licoes no-
que apparecerao no engenho Calendo au- dem ser presenciadas por qualquer curioso e
uunciados pelo dito Sr livor os signaes se- : que promelle em pouco lempo mostrar o seu
desvelo.
guales : de nomo Joao de nacSo Congo .
representa -jo anuos de idade tem na testa
duas carreiras de calomhinhos com os mes-
mos nos petOS um pedacinlio lirado na ore-
i_j^ llum estrangeiro so nOerece pt
ra pageni ou p-ira oulra qualquer ocoupaca 1
de casa particular i quem dclle percisai dui-
LOTKRIA DO THEATRO.
As rodas da primnira parle da lerceia I.o- >'a' eonduzil-o ao lugar cima indicado
teria do Theatro anda imprelerivelmente no A senbora de meia idade, que se pro-
dia 13 de Julho corrente e os respec- puzer a morar coin um homcm solleiro em
tivos Rilhetcs acha-sc ; venda no bairro do urna caza terrea e pagando melado de seu
Recife em as lujas dos Srs. Manuel Gncalves. luguel, declare sua morada para ser procu-
da Silva ," c Vieira Cambista na rua da Ca- rada.
Iba esquerda e em um dos pellos urna man-1 ja-so a rua das Ciuze* I). >4*
cha branca meio fulo estatura regular, el aja* O Sur. Antonio Pires, caixeiro que
anda bucal o remet 1 a esta praca a entre- \ |oi do Sur. Mniii* do atierro dos Atfugados .
gar a Jos Antonio Pereira da Silva na rua do dirija-se a rua da Scuzalla vclba m relina-
osario eslreila D. (i, no terceiro andar, i cao D. 3o.
que pagar toda a despeza ; e no caso denaoj' %&- Qualquer Sr. solleiro ou viuvo que
ser ede algum dos ditos negros, olferece-se} precisar de urna ama pira casi: procuren'
100U000 de gratificacin pessoa que o agar- fon das 5 Ponas na ultima casa lia parte es-
juerda
\~y Alugi-sp bum segundo andar de hum
sobrado na rua dg Rangel no heco que deila
para o Trem com muilos bous commodos, 11. 1.
tarjlo Teixcira de Olivcira pretendo
retirar-SC para a villa de Sanios as pcsso.is
ileia velha ; e no de Santo Antonio as dos D;-se dinheiro ;i premio em pequeas; que com-elle lea negocios, voiilru ajuslar
Srs Manuel Alves (iuerra rua Nova c c grandes porces sobre penhores de ouVoe suas con tas.
dasto & Costa na Pracinba do Lvramenlo. P""ata na rua de llortas sobrado de um an- i^r Urna pessoa de bous costumes su OtTere
________ dar p. a5. ce para caixeiro nesla praca ou em qualquer
Antonio de Souza Rangel necessita de parle do mallo uesta provincia quem o per-
THEATRO.
Dia 12 do correte. um feitor para sitio quem esliver as cir-
Em Reneficio do Actor Joao Maciel deOli- euiistancias de o ser pode procural-u em sua
veira bver grande Expectaculo conlcndo caza na rua da Santa Cruz na lioa-Visla.
o seguinte : A representaco de una rica A pessoa que annunciou no Diario de
e nova Peca do Archivo Theatral, dividida quarla feira 8 do crrenle querer arrendar
em 3actos OS DESAFOS. No fim do um sitio que lenba proporcocs para vacas de
2a acto a Joven Julia Rosa dancan: a Ga- lette querendo arrendar um no lugar da
vola ; 110 fim da l eca a mesma joven danca- Roa-Viagem grande com bstanle pasto
r o Sollo Inglez ; rematando todo o para manler vacas de leite cujo sitio tem
divertimento a bellissima farsa denominada duas baixas com bastante eapim c commodos
O Cacador com Caxorros. Os nter- paia morada tendo denlro bnm banheiro de
valles dos actos serio preenchidus com as mais agoa doce e correte, com ierras para plantar
lindas verluras. e por preoo preco commodo dirija-se ao 01-
to da Matriz de Santo Aulonio caza D. 7 ,
SOCIEDaDR natalense.
ShSS\0 E.\TRAOltI)lflini\.
que ahi adiar com quem tratar.
Arrcnda-sc e tambem se vende com o
011 us de livpolheca pela quantia de 700U rs. ,
-i v i.._... _..! a i.. ..^ .i;^ ...>.-
rua Direila.
Avisos l)Vf>!l*S04.
daCunha Mascaren ha para negocio Pedro l.arbazza, cirurgiao uauanu ,
inteiesse : baja pois de a annunoiar pa- inventor e fabricante do Balsamo Homogneo
he fallar, ou do dirigr-se aruaAu- sympathieo bavendo previamente ollerecido
ca*a. um riiie mora Mariano dos a esta Illustrissima Academia de Medecuia e
mlessores da caplial do imperio
O primeuo secretario convida a Corpora- devida aoSr. denlo Jos Alves um sitio nos
cao da mesma, para reuniao Domingo (i-a) Melocns termo de Olinda com 43 cabecas
pelas qualro horas da tarde na caza D. 14 da de gado vaceum e urna egoa e duas crias :
a fallar no Recolhimento de N Senbora da
Conceico da Cidade de Olinda com sua pro-
pietaria a viuva do fallecido Manuel Ber-
nardo da Costa abaixo assignada.
Roza Mara da Conceico.
__A pessoa que a lempos annunciou a
KST Pcrcisa-se saber da morada da Sra. venda de um banheiro de cobre, so anda o
D. Maria Francisca de Mello viuva de Jou nu vendeo annuncie sua morada.
Luiz da Cunha Mascaren ha para negocio Pedro Garbazza, o,
de seo
ra se
gusta casa em que mora Mariano dos
liis Espinla, quo lhe dir o negocio que o varios i>rs. pr
pertende viudo de Mace etc. j do Rrazil alguns vidros do dilo balsamo ,
&2T A pessoa que inandou na terca feira com amostra para que possa ser ex pe rimen la-
ma Nova U. G loja de Joo Cals oiferecer do por habis facultativos, e verificar no mes-
5*41 r. pordois lustros de qualro luzes cada mo a energa e quasi instantneamente a ac-
um, uuercudo-os anda pode mandar bus- cao com que produz os seus milagrosos eliet-
ca_|os' tus como i o declarad muitus illustrados
tSST Quem tiver adiado uro papagaio que j.rolessores clinicus de Roma aples, IIo-
fugo quarla feira com um bocado de cadea no renca Millo ele. etc. que com suas er-
p que falla urna mistura de francez o por- lides o comprova, resolveo-se a ter sempre
tugues i querendo restiluil-o leve-o rua pronto um deposito de vidros deste^baumo
Nova 1). II, loja do relojoeiro que recebe-
r as alvicaras.
823" Quem lver para vender vacas de Icilc,
com bezerros novos unauncio para so procu-
rar.
125* Dcsappareceo na noile do dia 2{ de
na sua casa da rua da l'raia da Gamboa 11. ;#,
e lambem no largo do Paco n. dez : adyertc-
se ao rcspeiavel Publico que o aulbor deste
balsamo tem em lodos os vidros a sua receila
impressa c aa mesma receila a sua firma : e
lodu e qualquer vdro que appareca sera a dita
Junho p.5b quintal de una casa uo pd do receila he falsificado pelo qual udito aulbor
' I I I .. .1_________...,.l f cal.-i advertencia nara
Srs. Redactores, !
Como 1 em sua aprcciavel ful lia de nove do
corrento que Mr. Boberl declara pie cu
nao lhe ollercri que esperara se elle qui
lesse continuar com as suu uiiccocs, prefino)
Theatro de Olinda um cavado russu verme-
liiu carnudo novo e de ludos os andares ,
porein desmastriado e com um signal mui
saliente e he urna dentadad'outro que leven
nas clinas (candosempro 1 leudo sarado a
ferida us cicalriies d'ambos os lados : quem
dele Suubci ou tifCf nulia pode maudal-o
nao be responsavel j faz esta advertencia para
que o respeilavel Publico nao fique engaado ,
e seu verdadeiro aulbor comprometlido.
As virtudes deste remedio sao : curar e sa-
rar com a maior proro[lido (juaesquer feri-
das produzidaa (-"i arma ou acaraces in-
da que j esteja em estado de chagua ctoui-
tender annuncie.
\3f Hum lapaz Rrasileiro so ofl'ereco
para cacheiro de rua, rmaseos, ou loja o
qual d fiadores a sua conduela ; ou mcsmo>
para lora, quem o precisar dirija-se a rua do
Nogueira D. 9
ar Por o juiso dos Orfos se hade arrema-
tar de venda a quem mas der duas moradas
de casa na rua (la (loria D 5 c 6. 110 dia 11
do corrente pelas 4 huras da tarde,ua rua do
Rosariu estrella.
tr Precisa-sede hum Caixeiro PortUguez
de idade de i-j a i4 a"os P'"'a caixeiro do
huma venda defronte da Praca da Feriaba,
na mesma.
iv- Deseja-scsaber a residencia da lima.'
Snra, I). Mara Barbera de Aorada, para so
Ibe entregar orna carta, pesaoalmente, viada
do diodo Janeiro pelo Paquete Inglez, Spcy;
queira annunciar soa residencia para ser
procurada.
aj^. Ouem quiscr mandar lecer palhuilia
em obias^ ou mesmo para aparelbar e tambem
su concerta luda a qualidade de trastes por
preco mu i lo comuiodo drija-se a rua do
Nogueira D. 9.
vsr Alluga-se urna salla propria para cs-
criptorio por ser um primeiro andar quem
a perlender dirija-so a rua da Ccdea du
Recile numero it).
jry () Sur. que levou as amo-Iras de b-
cos de dionda da rua Nova Loja D. G d
Manoel Alves (iuerra queira ter a bondad
de as ir entregar do coulrario seo nome se-,
r publicado pois nao sao as primeiras quo
leni levado.
pf Una mulbcr de bous costumes se o fie-
rece |>ara ama de casa de bomein solleiro, ou
casado sem filbos quem a perleudet- aiiuuii-
ciea morada.
tsr Um credordo falcscido Manoel Malin-
as de Freilas pergunla a quem competir
responder (piando o de quem deve procu-
rar receber o producto de sua divida, oua
parle que lhe tocar em rateio 110 caso de o
haver.
ty Hum rapaz brasleiro 6C offerecc para
caixeiro de rua, o qual tem baslaule pratica
e sabe despachar lauto na Alfandeja como
na Mesa das diversas rendas, qnem delle pre-
cisar anniincie.
t^ Um rapaz porluguez de ba conducta
ufferece-se para caixciru de algum negocio no
malo ou para administra/ alguma tazenda ,
e ate mesmo para creado de alguma peasoa
capaz: quem precisar annuuacic para sea
procuiadu.


-
I
I
1
1
<
I
I
I
l
1
i
1
11
I
II
u
ti
u
fif*'
DIARIO D R P l R N U! H I) C O
-B*^"WOTe*tts^tsLZ^w;2:szr^ ....... ili MiiMMmiMIMaiiaMamaWBaaaTiaa
eleger a nova Vosa visto que nSo se pode!9a Baha de
effectuar no da 28 do p. p. por sertSo reunir
o numero competente que exige o eomprnmis-
so nao obstante haver-sc antes convidado na
forma docoslume e para que senSo chamem
a ignorancia oh engao se faz o presente ad-
e man superior qualidade no
aimazcm de Lima Jnior dofrome do caes da
alfanda.
S25"" Latas rom lampreias de escabexe vin-
das do Porto no ultimo navio ; o inuilo eo-
nheeidoe anrovndo perservativa vertindo-se porein que no da n a noile, venreo dad.> a luz pelo l)r. Corrcia mCida-
pelas ~j lloras o sino fai o competente aviso do Porto e meias do iinho mnilo finas, p
do estilo. Candido Francisco do Rosario ,
Provedor.
cy Da-se um cont de ris a premio so-
bre letras p tibores on bvpol'ieca j na ra
bordada para senhora; na ra dos Quarlei*
Decima 3.
L^T Urna bonita escrava de idade de noan-
nos perfetaengommadera ba coziohei-
de Aortas sobrado de uan lar DI n5 se dir1 ra ecose bem toda qualidade de costura,
rr#- Firmiauo Jos Rodrigues Ferreira faz um escravo de nielo de ida le de sj anuos
sciente as pessoas que tem bilheles de urna ri- bom coziiheiro e destilad ir, um bonito es-
la que o amiuucianle pretend) eiie.cluar,,que era vo de naci de idade de %o anuos, duas
a mesma rila nao tem eflfeito porisso quei- | molecas urna inolatinha um moleque de
rao mandar receber o importe dos bilbetes das idade de i\ anuos, umr. milita boa co/iihei-
mesmas pessoas de quem os oureraa. | ra e de multo bous costumes urna negra de
w Permuta-se un sobrado de um andar nacao lavadeira cozioba o diario d urna
com tanque de agoa do pedra e cal, com bom- casa e engomma liso ; na rui de agoas ver-
ba exceilenlo de ferro que escola muito bem des I). 38.
F" Noda segunda lena (> (lo corrente ,
linlnrn urna vara decordio de curo lino, um
roracao de cornelina encarnada e cneasloado
em tmro um nnel de diamunte rosa com nro
de onro um solitario de grisolta encastoado
em ouro um par de brincle lilagr ludo
rmbrulbado na pona de um lenco de cam-
braia aborto com orna renda e ura embanha-
do largo ; a quem for oflerecido partee!pe na
venda dentro da rbera da Boa vista que se-
ra recompensado..
tST A casa de Pasto da ra dos Quarleis
D. 8 da Comida diaria, ou meusalmente .
por proco mu eomiuoJo ; Irata-se com o
proprietario la mesma.
t*~ Aluga-se nm primoiro andar de so-
brado que nao exceda de 1 1000 o sendo as
ras principies ; quem tiver dirija-se as 5
ponas f>. >..
s?2" U3tbrasile.ro casado se offerece para
qualquer oempacao mosmo fora da praca ;
quem o precisar annuncie
sy Roga-se segunda vezao Sr. F. J.C.
o favor de restituir no praso de 8 dis urna
barretina que tnn:ou emprestado no dia dous
deDezemhro de 18J7 quando nao ter o
descosto de ver o icu nomo por exlciico pu-
blicado.
I23- Joao Luiz Macbado Brando faz pu-
blico muilo principalmente no Sur. Coletor
das agoas ardonles que a venda com piada a
Angelo da Silva Pedrozo na passagem da Ma-
gdalena n conserva presentemente fecbada.
tSf (^uem precisar de um eslrangefro para
ti'ilor de sitio do que tem pralica aniiun-
< e sua morada.
X~J~ Alugo -se deus pretos para o servico
de podara ou armazem de assucar ; quem
precisar dirija-se a pracinba do Livramento
J). at.
9^s> Ouem precisar do um rapaz portu-
gus le idade de 23 anuos ,--olleiro para
qualquer emprego c mesmo para criado ,
nesla praca ou lora delta d'rija-se a ra da
sensata velha podara n 3i.
%^F" Segunda voz roga-se ao Snr. Teen te
Rlormado Francisco Consol ves Arruda de
declaral' a sua inorada, ou dingir-sea ruada
centalla-velbapadaria n. 3i para se ttatar PARA O RIO DE JANEIRO segu via- ^ Camellas da Lotera lo Theatro, di- da Cidade de Olinda um moleque le nomo
negocio de inloresse. gemem mucos das o Patacho lirasileiro Es- vididasde Bilbetes em decima, e vigsima Jos do gento de angola de idade de i>
ST Aluga-se urna toja de ura sobrado silo pwiarle Capilo Jos dos Saotos Braga; para pillte cabendo aquellas na sorte de 6 000,000 annos, bem preto baixo os ps um lanto
em foca de portas, com arranjos para lam- carga o passageiros lala-se con O HW cous- (:,0,ooo e estas Joo., 000 j em casa los Snrs. apaliielados olhos muito rasos nariz cha-
ta e rom todas as commodidades ; em fora gualano Manoel Ignacio de Olireira naqiraca Soulo atraz do corpo Santo Bougard e I3ai- lo, denles bastantes alvos, levava urna fe-
de porta: casa n. 214. I do Commercio, ou com o dito Capito a bordo ra0 lia ra ua cadeia Braga junio ao arco de rufa em urna das pernas a cima do calcanhar ,
Sr O abaixo assignado fa* sciente a os _y|jf S Antonio, praca da Independencia n 8. da qual (leve ler boje a marca este moleque
s^r Tres cavailo* com bist inte exercicio
de carro urna negra com cria e dous es'ra
vos : a tratar na prensa de algodo de Car-
neiro Monleiro.
tST Um molequ-! de mcao le idade de
18 annos; na rua estreila do Rozario loja de
agoa as canoas com urna armieo de ma-
dira e bicas todas novas com fundos de 600
palmos por casas terreas em qualquer r*ua
do bairrodeS. Antonio} quemquiser anun-
cie sua morada.
tCr Precisa-sealugar um escravo para se
oceupar das 5 e meia s nove lioras da m,i- encadernador
nha a vista scconvencionar ; na ruadirei-, S2^" Por 210,000 urna negra da costa de
la padana D. 1J. [meia idade robusta e som o menor vicio ou
-------- ----_-----------> ..,_-------r~~~. i achaques, ptima para o servico de urna casa.
AVISOS Man I IDOS. o 8 vaccas de leile com crias ; no atierro da
' Boa vista loja de miudesas D. 19.
PARA LISBOA no dia 19 do corrente o t2T Bichas muilo grandes e mcians ulti-
bem oonbecido e velleiro Bngue Portugue/. limamente chegndas por preco commodo; ua
Feliz Desuno, de pie be Capillo Jos Eran- praca da Independencia luja 11 20.
cisco Lessa 5 quem quiser ir de nassagem^a- ^^ Urna venda na ra do Fagundes D. 4 ,
raoquelem excellentes ommodos dma-sc b-m afreguesada; a fullar na mesma ra De-
ao seu Consignatario !'rancisca Severimo Ra- cima iG
;m\i boa lavad :ir;i ; a fallir eoni Antonio da
Silva GusmSo na rui doQuoimado-
*JT Urna armacao aiuda nao servida, pro-
pria para qualquer eslabelecimeiito j na ra
direila I) 2q.
Escravos FiiiritUs
X^T Do enfienbo Aritium propriedade do
rbomiz los da Silva Cusmo na fregu-
/.a d Uiuia desapirecerao algns escravos no
mez de Maio de 187 I is quaes inda failfio
Manoel por nlcunlio Tabubi do gento de
angola de idade de a5 annos estatura or-
dinarii corbo um lano refeito c a cor al-
guma cotiza preta. Verissimo creonlo la
mesma id ule e quasi do mesmo e.irpo coi-
fulla ; estes escravos forao sednzidos com 011-
trosqne i;' aparcerSo o consta terem bdo
paraoserto, e que se achao na Villa do
L'ruh nessa mesma occasiao desapireceo do
eugenbo Brejo propriedade do mesmo ius-
mao, na (lita freguesia e do poder do finado
Antonio "Jos da Silva Guarni seu filho, umi
pre ta de nome l'rancsca do gento de an-
gola de idade d lo annos de boa altura ,
e a cor alguna cou/.a prola di/.em que on-
duzida pelos mesmos sedulores daquelles. No
mez de Maio de 1834 desaparecern do mesmo
enpenbo Aritium outros s^ravos dos quaes
altao Domingos por alcunbo Uacei, do gen-
lio de angola deidide de Jo anuos alio ,
e de bom qprno cor bastante prola c den -
les bastantes alvos, Paulo do gento de an-
gola altura regular corpo um tanto secto ,
cor preta 4 denles um tanto agangulados e bem
alvos reprsenla 3o aunes de idade este be
ainu'a meio bruto na fallar 03 companheiros
que aporeoer no dio noticias delle por li-
zerem que os sed 11 lores logo no oulro lia a
1 1 1 i t '
Sis. que liveroconlas com Marlins & Galvo
rrUC ja salisfez suas coritas com todos que o
abaixo assignado se tinba responsahelisado
JLi C 1 J il O u3 e 2% na ra do Cabug lojas de Mello servia ali a um estuiianie do Curso de nome
" ~~~ ~~ ~ "7" Claudio e Bandeara ra nova D. 4 e 5 : e Feiw Tlicolouio da Silva Gusmao j quem
L. C ber l le nos mesmos lugares achao-se tanihem a venda sobcr (lestes escravos. e os quiser levar ao Re-
pelo annuncio que fez o dito Galvo, e no loporconta de quem prelencer, e por m- caulellas divididas em decima parte de bilhe- cife praca da Boa vista D. 16 entregar a Tbo-
caso dciiuvcr maisalguma qiifjfl lensa a dita tervencao do Correlor Oliveira de cerca de tes da 17. loleria do Seminario a preco de 700 maz Jos da Silva Gusmao, ou 110 engnbo
rociedade, hajao de aprsenla-u dentro de 8 200 barucas (de farnha de trigo atrada a rs Mda urna cabendo o maior premio 400 Maseangeno da freguezia de nna, entregar
das, e desde entou'dto Marlins nao se res- bordo do Patacho Americano Mentor ua sua mi[I(;.ls
ao Sr. Jjaquim Boarque le S. Paio -ou 110
ponsabelisa por atguma transarlo que tenbo viagem de Philadelpbia a este pono; segn- t^- Charutos da Babia da fabrica de F. engenho Arilicuem da mesma freguesia cu-
tido enidilo sociedade Antonio Francisco da le ira 1 i do corrente as 10 horas da maulia GfO, de todas as qualidados ebegados ago- IregaraoSr. Manoel Monleiro le Macedo ,
Marlins no seu armazem da ra da senzala. ia) e por preco commodo ; em casa de A. receber 100,000 de gralificacao por cada um
M
SST i'crgunla-sese para ser hospedado na
Oidem lerceira le S Francisco de Olinda, he
ou nao preciso o eonsenlimento da Mesa la
mesma Ordem, porque a nao ser mais quem
quera.
Compras
Ilosch ; na ra da cadeia velha D. t. bavendo pessoa que saiba ondeolles se achao,
S3^" Polasia da Bussia em barra grandes e por algum motivo se rerei declarar aparc-
e pequeos ; na ra da Cruz em casa de N. ca em casa do dito Gusmao, quedando urna
^ts- Ailliade de Homero em portnguez u. Bieber n. 63, denuncia exacta ganbard 20,000'por cada um,
anda mesmo uzado Salusl.o latino iraduzi- ^3^ Urna ensilla com lodosos pertenecs c verificaia que saja a denuncia
C5" O Tbcsoureiro da Sociedade Aspirante do ao p da letra e libras de tartaruga de bol? 1 com d veos tecido de ouro
n.s 4 000,000 da Lotera do Livramcnlo e fazer penles : quem liver annuncie
Ikjjp aos 6: teerpa aos rocos ue os premios que I he sahi- uuncie.
rao u aquella forfio Bs. 178,50005 uaes lera Um escravo de 20 a 4o annos, um
empregadoem vinte bilbetes iiiteiros e qua- moleque de i3a i5 anuos, que ao sejo
Iromeosda 1. parle da i. 1 olera do Tl.ea- viciosos, etambem.se recebem escravos para
tro e sao dos nun.eros seguales; iuleiros seren vendidos por comuiisso ; na ra de
953, 1848, 184*9, l};5> lr)>' ,8)3' ,8o7 aH:ixel',J,'s D-38* .
1801,1895, aoi4, ao56, aofJ4,.*o77, 2079, Ear Uniarede Para ''l,oia "a0 se,,(, (,e
aelo.9104. 2io5,aioti, ai7a, ai;, emeos -,U l'rt:c0 i lul llvtil nmiucia sua
769,5715,0451, 3481. para ser procurado.
SSj^ Aluga-se urna escada propria para por
co commodo na ruado collegio botica l). 3,
BJf" Urna escrava de idade de 2a anuos,
co/.iiiha engomma cose faz varias qua-
lidadea de doces e re'ina assucar, na ra di-
reia D. ao lado do Livramento.
tSf Duas negrinbas de nacao de idade de
loa 11 anuos, muilo espurias, v. ptimas
para todo o servico ; na ra velha no primei-
LJSTiTV Aovunento do iJi>vU>
NAVIO ENTRADO O DIA 8.
nio
rada
miudezas, desempedida de moradores ua
ra do (JiiciinaJo D. 11.
t/ Quem annurKiou querer comprar o
TRIESTE \ 63 das, Calera Dnamarquoza
Calhniiiia de 25 j tonel. ( apilao C. G.
Drecber equip. lo, carga farinha de
Irigo e bolaios; a i\. O. Bieber.
ro sobrado a direiU indo da ponte velha para RIO DE JANKiRO ; 17 lias, Brigun Bra-
S. Ciu das (jas 10 horas da manhS c das sileiro I'eliz Americano d Jii tonelada*,
da tarde em diante. (_;a|). j0i Ferreira dos Santos", equip. 16,
^' Urna negra para lodo o servipo de urna carga, diversos gneros,
casa ; us 5 ponas D a3 onde lera lampio. SAIIIBO NO MESMO DIA.
-------------------~,e .--------------,f^ 2j ulllvas dfl muilo boa piala em RIO GRAiMJE DO SUL ; Escuna Brasileira
ty Camellas da Sociedade Fortuna Ty- colberes e garlos a 10 a oitavas. e vooilavas lzabel, Cap. Joaquina Antonio Grade, car-
Cap i tao
a y Specy
L R. b, James, {lussageirosos meamos que
irouxe.
Vendas
liado f\ do corrente es la re m no engenho do da Independencia n. 20 e na ra larga do eje.
Calende dous escravos sendo com os signaes Rozario loja de miudezas D. J, e na ra do Cascos
de pipas vasias de conta ,
sof uintes ; levarlo camisa e calcas de estopa I Colleglo loja de relojoeiro. proprias eproniptasa encher ja de agoa-
Malura regular, um nao le:a barba, eo ju- t-?- Una casa terrea le la a indOerna ; a ardente j un pudo de 28 annos bem saio ,
ro com principio della can larga Biguaes tratar na praca da Boa vista (juina da Matriz e possante proprro para pagem bom en ten-
es
tro
de becbigas um de nome Caelauo, o nutro venda D 1
Germano, no peilodireto tem a man-a > Urna negra de idade de i5 annos, tea
na nadega direila a marca S sendo sejfio os principios d; cozinha engomtnado e costii-
nicnsionados queira ler a bondade de os ra j na camboa do Carino o, 8.
mandar a n jgrga do Rozario D. y, quesera BW L'm cavallo muilo novo, c proprio
uagt toda a despeza [ para menino por sor muito manso ; i ra
OT Oabaiso assignado Provedor da Ir- d&s trincheiras i5.
ERRATAS
Do Diario de hutilem- Sexta feira lea-
se Quinta I ira t\o expediente do Comman-
na
niaiidadc lio .*5iir. dos AJeilirios da Igreja nova
deauCidade convidare roga eiiearcciuamen-
. para que Domingo <*
aiop a liara e rap ordinario lamben le
sjy Canarios de imperio nascidoa no paiz, Lisboa: na ruadoQJieimado il* 16 loja ie
casaes de ditos c outros moitos passaros ; na Novaes & Basto,
roa direita sobrado Si no prim< Urna c?sa terrea, moderna, sita na
ra (ie S. i>t;ito em Ulinda c urna escrava
ledor lie auim.ics e costumado a servico de
campo e lavouras \ na ra do V gario n, 8.
VST Urocorte decapim narua dos Pires do las Armas .deJuiiho leia-se 1.
ua do Livrament 1). 19 Julho.
ssr Rap Prioceza ebegado ltimamente Por engao do paginarlo sahio a 4. co
d Lisboa embotes de libras em meias duas a n*da segunda pagina truncada, o que os
leitores Ueverosuprir supondo uo principio
da columna oart. i4das Posturas da C-
mara que se acba no Bm ; o 7 liuba
principia columna, 110 luar era
to crreme baiao r cuaiparecerem na dita (das boriwa macha as 4-da larde.
. 1 ait>] maulla, a fira Je se] sr I'or p
que 1 -nado artigo 1 ).
iidacom Igumas liabelidades <; urna ue-
RKCilEAA iH.i-'L.M. F.fil?', il O


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EZXJ9CQTX_N5NHWQ INGEST_TIME 2013-03-29T16:32:08Z PACKAGE AA00011611_03545
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES