Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:03533


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Anno dfi 1840. Ter^a Feira
Tudo ai;or drnendc de nos mesmos; il nocsa p jdeiK ii idera"-
C/o, a enei i>i,-i : continuemos como principiamos e icemos ipontados
coro admiraco entre as NacoeJ mas culta*.
I'rnclantncao da Assemblcn Gei t do liraiil
-------------------------n-1 B-a-gij.,--------------------------
Sunscieve-se para esta follia a 3#ooo por cpiartri juran a tiesta Typografia, ra das Cruzas U. 3, e na Pracn da Independencia
ns. 07 e 8, onde se receben! correspondencias legalizadas, cannuucios,
insirindo-se estes gratis, sendo dos proprios assignaites, e viudosassig-
gnados.
Partidas dos Correios Terrestres*
Cidadeda Parahiba e Villas de sua pretendi.......\
Dita do Rio Grande do Norte, e Villas dem.......( u
Dita da Fortaleza e Villas dem.............. beS- e f'"las {e,ns-
Villa de Goianna....................../
Cidade de Olinda......................Todos os da,.
Villa det>. Anto...................... Quintas feiras.
Dita deGaranhuns e Povoacao do Bonito.........lo, e ?4 de cada mez
Diasdo Cabo, Serintiaem, Rio Foi mozo, e Porto (J.ilvo. i, 11, e 21 dito dito
Cidade das Alagoas, e Villa de Maccio............dem Idea
Villa de Paja de Flores.....................[dem i, |i, aj|
Todos os Correoi pnrtem ao meio dia.
^t$r
PHASES DA LU.
Quart. cresc. a 6 ai 10 h. e 56 m. da tarde
La Cheia a 14 BS 11 li. e 38 m. da far.le
Qu.irt. mig. a 12 s 9 h. u 10 m. da larde
La Nova a 29 aj 11 h. e 38m. da man.
Marc cheia para o dia a3 de Junho.
As 11 horas e 4i 1 inutos da manh.
As 13 horas e 6 Minutos da tarde.
23 de Juniio. Numero 136.
CAMBIOS. Junho ao.
Londres......30 i/Q d. por Ifooo ced.
I ..,.,......-o a 7 por o/o, premio, por metal ofleracida.
Franca.......gara por ffaneo.
hio re Janeiro a pars,
ODRO Woedas de 6?4oo rs., Vellias U/JXoo a i5/ooo
.. Novas i4ftioo a i " r. dt igooo n., <*#'> 8#QO
pfA-, _alac i BuaUekJ.......>#> '(9
pezc Coliironarios--------------- ih7o a ifiuo
Dito Mexicanos- --.......:g65o a IjMo
Uiud --............>^4 I*6
Desconto.de Kilh. tes dAlandega I 1/8 poi 1oo aoroe.
dem de Letras i|4 por boas firmas offercido.
Moeda de cobre i a 3 Dor loo. de disc.
ias da Semana.
aa Segunda S. Paulino P. Auieucta do Juiz de Direito da a TsraT
a3 Terca jejuns i. Jclo Sacerdote. -- Rea cao e Audiencia do Jnn de D. da
i. vara,
al Ouarta A Nasciraento de S. Joao Baptista. #
j5 Quinta jcjutn S. Guilhcrroe Duque. Audiencia do Jai HejDireito
vara.
16 Sexta *OSS. Coraco de Jezus.
37 Sabbado S. Ladislao Re. Relaco e Audiencia do Juiz|de D.da|l. ?.
a8 Domingo A Pureza deN. S.
vegknm jsl m
?&^/&**
RO DE JANEIRO.
REUNIO'DE AMPASAS CMARAS.
Sesso etn 8 de .Maio de i S {o.
Presidencia do Sr. raarquez de Paranagu
Continuado do n. antecedente.
O Sur. Sotiza Franco requer que se pro
ponha o artigo 11 votaco dividido em
tres partes.
Julga-se a materia discutida.
O Sr. presidente consulta a assemblea geral
se apoa o requerimento do Sr SousaFranco
pura que se submetla a votaco por partes a
emenda do senado.
Este requeiimento he apotdo,
O Sr. presidente sugeita i votaco a ap-
provaco do artigo 1i da proposta.
O Snr. Moura Magalhes interrompendu
oSnr. presidente pede que se dicida se lia
precedente de ter sido votada separadamen-
te huma emenda regeitada n cmara dos
deputados e discutida em fuzo.
O Snr. presidente responde que o regimen-
t oadmiltc luima vez que seja apoiada a
proposico e que tendo islo tido lugar u
respeilo do requerimento do Snr. Souza
Franco para que se votasse separadamente so-
bre ns artlgOS S : 3, de i| traU a emenda
S. I.x- assim os la sugeilar a votaco, quan-
do foi ioterrona pido.
O Snr. Souza Franco nao foi entendido : o
orador nao quer que se separe o artigo 11 do
artigo t a : o que (|uer sim be que o artigo la,
porisso que conten malcras diversas e he-
terogneas seja dividido em tres partes por
segunda
m qu votiii pela pnmeira
nao pela tercena.
OSnr. Andrada Machado pede que se con-
sultem as acias para se conherer se ha ex-
empemplo de que en endas senielhanles, con-
tendo materias heterogneas lossem suhmelti-
das votiicao divididas por partes.
O Snr. secretario manda buscar o livro
das actas para proceder ao exame reque-
ridoi
O Snr. Carneiro Leao apoiou o requeri-
mento do Snr. Souza Franco para que se su-
geitasse i tutaeo artigo 11 dividido em par-
tes fundado no precedente havido a estt
respeito em i83a, por occasio de s? tratar
da lei que aulorisou a reforma da constitui-
rlo ; ento em consequentia de requerimen'
to | ara que fossem divididas, seapprovaio
em parles emendas do senado regeitadas na
carral a dos deput'ados, e em parles nao.
F nlende porero quesera bstanle dividir o
artigo 11 em duas partes
O Snr. Conde de Lages (ministro da guer-
ra ) enfeuda que se deve sugeilar votaco
separadamente o artigo il, e o artigo ta na
forma do regiment por conter cada hum
delle maleiia diversa. CJuanto a questo se-
cundaria da separaco do artigo 11 em (res
parle, lequerida por un membioda asseroldea
geial, como o rcginifilo consente nesla divi-
so, huma \ez que o lequerimento he, como
foi, apoiado por einco memLros, he de pa-
recer que o que esla be sugeilar o Snr. pre-
sidente a votacio o artigo assiroa dividido.
O Snr. presidente respondeque nao duvi-
da sugeilar >olaijo separadamente o arti-
go 11 eo artigo ia, cada hum dos quaes con-
tim materia diversa ; mus que nao pode ad-
ii.illir de modo nenlium a diviso do artigo
11, tro tres parles, o que equivaleria a huma
nova emenda ; qtianto a assem!>!ea geral o
|tie incumbe he approvar ou egeilar a emen-
da do senado. Lembra que j em oulra occa-
sio hotive quesfao semelbante, e que o sena-
do dend') que nc tinha lugar.
O Sur. Carneiro Leo requer que se re-
corra as arlas de i8i*, para se verificar o fa-
lo por elle lembrado de teretn sido em as-
amblea geral regeiladas em partes, e em
parle approvadas emendas do senado ; lei
que autorisava a reforma da constituico .
nao admittidas pela cmara dos deputados,
K quando islo nao consta explictamenle das
acia parece-liie fcil verificar o acto
conlrontando-se a lei que autorisa a re-
forma da constituic*o com as emen-
das que a ella tinbo sido feitas pelo se-
nado ; mas quando tal preeddsnte nao hou-
vesse o orador nao descobre inconvenien-
te em ser admittido o rpqnerimento do Sur
Souza Franco porque o regiment do sena-
do que na fusao serve de regiment as-
semblea geral, autorisa a deviso requerida
Se o regiment do senado tivesse sido adop-
tado para servir de regiment assemblea g
ral com excepefio a respeilo da disposico que
autorisa a d-ivisao de hum artigo em parle ,
hem fundada considerara a duvida olfere-
cida i mas huma vez que foi admitido sena
esta excepeo, o que resta na opmio do o-
rador he observal-o religiosamente.
O Snr. presidente responde que pode ad-
niltir-se a votaco por parles sobre a emend.i
do senado que se discuti mas nao de hnm
dos arligos a que se refero a me-ma e-
menda porque taes artigos nao Bzero ob
jeclo da dscusso.
O Sur. Carneiro Leo responde que nisto
consiste o engao ; a emenda do sealo con-
ten ideas positivas, comprehendidas nos arti-
gos ii e 12 ; ora se se admitte qua se p< ssc
volar separadamente os citados artigos pela
mesma razo Ihe parece que se deve admittir ;i
o em paites do anigo 11 ; no que se
ir; de acord nao s com os precedentes co-
mo com o regiment.
Pede ao Snr. Secrelai io que o informe se
j; descobrio algum'a couza na acta.
OSnr. secretario le parte de huma acta de
i85- da qual se v que a diviso enlo
requerida dizia respeito a emendas offereci-
das nao a materias, mas a redaeco da iei que
autorisou a reforma da constiluico
O Snr. Cassianno limita-se a dizer que o
precedente que consta da acta nao autorisa c
que ora se pretende, pois que as emendas que
na acta se menciono foro posta quando se
traclou da redaeco da lei porisso que nel-
la se havio apresen'ado deas nao contidas
na dscusso nem no projecto que fez obje-
ctodffuso da assemblea geral, a quem in-
cumbe nicamente votar pro ou contra a e-
menda do senado nao approvada na cmara
dos deputados.
O Snr. Souza Franco a nao se faser a di-
viso que requereu votar contra tudo,
porque nunca prestar o seu voto para
que se auloi ise ogoverno a fixar as despesas
publicas augmenta-las. elevar os direilos ,
etc. porque islo he opposto constiluico
do imperio.
O Mir. presidente lembra o fado de em
huma sesso da assemblea geral, ter-se sus-
citado a questo de nrdem se se podio offe-
recer sub emendas ao objeclo em disusso ; e
que, depois de inultas observarles, mandan-
do o Snr {'aula e Souza hum requerimento
iropondo que primeiro se decidisse esle inc-
tente o presidente de ento declaran que t
nao poda admittir, e passou orden; do dia,
Ora, a deviso requerida equivale na opini-
io de S. Ex. a huma sob emenda. Nao du-
vida BUgeitar votaco os dous rticos cada
'ium por sua vez mas nao hum delles poi
partes, porque a emenda do senado lia de
cer,nose admitfindo a diviso; por qu
daqui se augmentar para o futuro para qu
taes divises nunca sejaadmitidas He po
isso que recia ma contra a interpretaco do Sr
presidente.
O regiment do senado por consenso* de
ambas as cmaras regula os trabalhos na
reunio da assemblea geral ; este regiment
passar ou ser regeitada tal e qual reverteu da I admittido sem restrieco ou excepeo alguma ,
, permitle a diviso sem limites ; logo a di-
viso he de necessidade sem que posso fa-
zer recuar as ideas a presentadas sobre os in-
convenientes que desta diviso posso re-
sultar.
Nao tendo em seu poder as actas nao I be
be possivel provar agora o precedente que al-
legou ; mas nao er que a apresentaco desta
precedente seja necessara para a diviso re-
querida huma vez que o regiment com-
mum admitte e que ella nao he opposta
constituidlo que no fim do artigo 6t se ex-
prime deste modo : e conforme o resultado
da discuiso se seguir o me (or delibera lo.
Ora se a assemblea geral pode deliberar
que passe huma parte do artigo do senado e
outra do da ranura dos deputados pois qus
as disposires da eonslttuko [ artigo 6i ]
do regiment sao amplissimas oo sabe co-
mo se ir eslabelecer hum e precedntes que
poder embaracar a assemblea gerl as suas
futuras reunioes.
O Snr. Presidente responde que se discu-
tio a emenda do senado e nao o art. 11.
O Snr. Carneiro Leo sent estar em con-
tradieco com o Snr. presidente para com
quem tem summa deferencia e com o qual'
desejaria estar concorde ; mas acha que faz
o seu dever sustentando a sua opinio. Re-
pele os argumentos que produzio e con
clue dizendo que vista da intelligencia
contraria dc5 Snr. presidente, appella para a
deciso da assemblea *eral.
O Snr. Paula Candido deseja ser infrma-
lo se se discufia a redaeco de huma lei quam
mira cmara.
O Snr. \loura Magalhes enlende que o re-
menlo do senado favorece a opinio dos Srs
juequerema votaco separadamente ; como
jorein, o Snr. presidente encontra duvida
este respeito, he de opinio que S. Ex.
consulte a assemblea geral que pode alterar
ista materia regimental, O orador nao acei-
tar precedentes em materias constilucionacs,
nas nao tem a menor duvida em aceitar os
irecedenles regimentaes.
O Snr. Costa Ferreira responde que o re-
giment s pode ser alterado pelos tramites
nelle marcados. Nao encontra, porem, in-
conveninte nenlium. em que sesugeite a vo-
aco cada hum dos artigos dividido em duas,
fres, quatro mil parles se preciso fosse pois
)uea isso nao se oppe o regiment, Nao ad-
nitle a proposico da que a diviso do hum
los artigos em partes equivalhi a hum
'iova emenda ; huma noa emenda conlem
lium pensamento novo huma idea nova ;
masa diviso nao acrescenta nada, O ex-
emplo allegado da nao admisso do reqtieri-
nento do Sur. Paula e Souza Ihe parece m-
lenie, pois que aquello requerimento
nha pensamento novo.
O Sor Aureliano Quando o senado dis-
se fono approvados os artigos i i e ii\
foi o mesmo que ^e dicesse a materia do ar-
tigo ie itloi approvada Nao se fez
oais o trabalho de transcrever estes artigos. Se
pois se admillequese possa volar esla emen-
da do senado em duas partes deve neces-
ariamente admitir-se queo arligo 11 se po-
de devidir tambem ; e se nao se admite que
se vote o arligo 11 por partes ento
tambem se nao pode admittir que se vote'por
por parles a emenda do senado. Nao digo
se se deve dividir ou nao ; mas se se admitte
adivio de huma couza, deve-se admittir
a d iviso da outra.
O Sr. Presidente responde que o arligo i i
foi approvado inteiramente pelo senado e in-
teiramente supprimido pela cmara dos depu-
t ados ; e que por consequencia em assemble:
geral lia de ser ou approvado todo ou todo
suprimido. Submetter pois votaco este
artigo por partes seria eslabelecer hum pre-
cecedenle mui perigoso, admittido o qual po-
de ria acontecer que passase na cmara dos
deputados huma disposico em que o senado
nao podesse consentir sera modificaco na
qual nao conviesse acamara dos deputados;
em que tendo lugar a fuso e requerendo-
se em assemblea geral a diviso da emenda
do senado por paites passasse aquillo em que
o senado nao quera consentir. S. Ex podia
presentar varios exemplos da possibelidade
de se verificar esla h y ptese.
O Sur. Carneiro Leo considera de pou-
ea importancia a deviso pedida porque se
passar a diviso votar por parle do arti-
go e contra a nutra parte ; e se ella nao for
admitida o regeitar no lodo. Nao julga
porem o caso de tao pouca importoucia
ciuanto ao precedente que ora se vai estabele-
do se prpozero as emendas que foro ciladas.
O Snr. Velasques ( secretario ) responde
que se discuta a redaeco da lei que autori-
sou a reforma da constituidlo; e que-em
iK3G, discutindo-se em assemblea geral as
emendas feitas ao projecto de lei para crea-
dlo de um banco nao Hrazil, no foro admit-
tidas sub emendas que ento se apresentro.
O Snr. Paula Candido responde que o fac-
i de se ter discutido em assemblea geral a
redaco dessa lei assaz prava ter havido vo
laces separadas de arligos por partes: porque,
a nao ser assim desnecessario teria sido re-
digi-los e haver questes sobre a sua redae-
co. Vota pela diviso, nao s vista do
exemplo allegado como porque tambem quer
approvar huma parte do art. n e rejeitar
outra parte.
O Snr. Caraeiro Leo robora as retlexoes
do Snr. Paula Candido mostrando com a
leitttra da acta que se que-tionara sobre a
redaeco a qual nao se teria tornado neces-
sara se nao tivessem sido approvados parte
de artigos da cmara dos deputados e parte
dos do senado. Est cerlo deste la'cto, mas
nao tendo agora tempo de inspeccionar as ac-
tas o nao pode provar
O Snr. ilollanda Cavalcanti est intima-
mente convencido de que se se adopta hn-
ma subdiviso qualqucr est perdida a di-
viso da assemblea geral em duas cmaras
A constiluico s permute a reunio das duas
cmaras para legislar, afim de se tratar da


DIARIO DR PFRNAMBUCO'
-fffWBHi1 Wm IM1IHH III lig-r.- aagjPfl
emendas adoptadas por urna cmara e re-
jetadas por outra: seseadmilte que na re-
umo das duas cmaras lia ja sub-emendas, ou
djvises em partes das emendas submetti.las
d^scusso, ento aenbouse cabio por trra
a diviso de assembla g-ral.
As circunstancias do lempo e mcsmo en-
aaios na marcha dos uossos negocios pode-
r bero ter feito sabir o senado das regras
proscriptas pela conslituico ; nao duvida que
alguma cousa appareca a este respeito ; mai
pede ao Snr. presidente que atienda ;!s pre-
rogalivas de cada huma das cmaras e espe-
cialmente do senado ( numerosos apoiados ) .
e nao consulta nao tolere a divisan da amn-
da do senado era partes aaesmo proponde
Separadamente os trtigos il e 13 ; porque si
o Snr. presidente consente boje na subdvi-
so amanha vir-se-ha a este pretexto pedi
outras divises, e vira assim a licar inteira-
roente destruida a diviso das cmaras legis-
lativas.
Nao descobre n rejeico de ambas as emen-
das o menor inconveniente. Se ellas contem
alguma doutrina que deva servir pode sei
proposta era cada huma das cmaras e sei
volada cora a matar brevidade. Nao pode is- ,
to porlanlo ser motivo para se destruir a di
viseo dos dous ramos do coi po legislativo.
MuiUs vozes : Votos votos votos.
O Snr. Presidente declara que observara
o regiment da casa,
Muilas vozes : -- Votos votos votos.
O Snr. Holianda Cavalcanti nterrom-
pendo o Snr. presidente pede licenca par,.
observar que o regiment da casa (o adobad,
fiervalis servandis ( apoiados ) segundo as cir-
cunstancias 5 istohe. regiment naquillo en
m que be applicavel reunio de ambas af
cmaras ; do conlrario seguir-se-ia o absur
do de em assembla -eral reunida para se des
cutir huma emenda nioapprovada em algn
JWf das -amaras poderem-se adraittir sub-
an isoes a essa emenda materia nova, e to-
aas as outras circunstancial qe vera prescrip
s no regiment^, atropellando-se assim i
conslituico do estado e destruidndo-se com-
P 'amentea diviso das cmaras
Muitas vozes : ~ Votos votos votos.
USnr. Pacheco nao queirifl fallar sobre i
materia, pois que ella ja foi bem elucidad'
por eloquentes oradores q' o tem preciddo
mas como se vai -otar e acaba de onvir a<
Snr. Holianda Cavalcanti que a diviso di
art. ii oflenderia a constituirn deseja mos-
trar que o art. 61 da ccnstituco d a maioi
asnplitade assembla geral. I)z este ar-
tigo
'Sea cmara dos deputados nao approvar
as emendas m. Mdices de senado ou vice
versa, e todava a enmara recusante julgai
que o projerfo be ventajoso poder requere
por huma deputaco de tres membros a reu-
nio das duas cmaras que se far na canta-
ra do senado : e conforme o resultado da dis
cussos* seguir o que for deliberado "
A vista deste artigo, nao sabe o orador ond<
o Sr. Holianda Cavalcanti acha essa limilac<
q quz encontrar. Se na conslituico nao exis
tem; seno existem Inmbem no regiment d
senado que actualmente serve de rgimen!'
*P IR R N A M 1 V C Q.
goVerno d.\ provincia.
Expediente do dia li do corrente.
Officio--Ao Commandanle Superior dr
G. N. do Recife para ordenar, que seja
Ferrira da Silva rio voluntariamente as-
aenton praca na Companhia de Artfices.
Pt.) An Inspector da Thesonraria d^s
Rendas Prnvinci es pnrtirinando-lhe j|w
a Preidencia em virtude do artigo 3. da
Le Provincial numero nf\ conredeo por des-
cacho desta data a Maime! Antonio Monteic
e Andrade Profesor Publico de primeira
riOttras do Bairro de S Antonio mais roeta-
'e do eo resocHvo honorario p.;r cenia;
mais de vinte e cinco annos nao interrump-
'o* no ejercicio de seo Magisterio e nelb
querer continuar.
Pilo A o Director do Liceo eommuni-
ando-Ihe o contendo-lhe o contendo no pre-
cedente ofhVo.
Dito Ao Commandanle Superior da G
V. .Iii Ft!!d> t Tiific-indo!be ; que para n
Conselho de Desciplina a qu tam de respon-
der o Capilo Commandanle interino do 3 c
Ratalho Maxmano Francisco Duarte, a Pre-
sidencia nomeia em virtude do Art. oa da
Le de 18 de Agosto de 183> para Presi-
dente o Tenente Coronel Chele do i Ba-
lalbo o para vogaes osCapites Jos E-
nifanio Duro do Fsqoadro de Cavalaria ,
Antonio Ferrira d'Annunciaco do l Ba-
lalho Jos Egdio Ferrira e Justino Pe-
-eira de Faria do a.
DiloAo Inspector Geral das obras Pu-
blicas declarando Ibe em resposta ao seo ofic-
io de 5 do corrente a cerca da sunreso da'
duas ultimas arcadas das obras do Rujary
proposta pelo respectivo arrematante cora n
fundamento de se poderem dispensar por
ervirem somenle de rereber asagoas dorio
as enebentes das mares e haverem as val-
las lateraes dos atierros que eneaminho as
litas agoas para o mesmo rio; que a Presi-
lencia anue a supresso proposta com a
rondiccSo de fazer o dito arrematante as obras,
qn o Inspector Geral menciona em seo citado
lirio a fim de evitar quulquer provavel
inconveniente que desta concessao possao pro-
ver ;is obras arrematadas.
Ijito Ao Inspector do Arsenal de ;\la-
rinba ]>ara mandar poa a disposieo do
Inspector Geral das obras Publicas a pedra de
Canlaria que'houvesse dcsponivel no mes-
no Arsenal.
dem do dia l?.
OfHo Ao Commandanle das Armas ,
respondendo-lhe, qne com quanto a Pre-
sidencia reconheca a necessidade de ser pas-
para onlro liigar o Hospital Regimenla
TLUBUNAL tiA ULLLACjA-
foro entregues seus senbores: e por bum
soldado de Polica o preto Tiburcio escravu
'le Pracnisco Pacheco Soares pedido de seo
Sesso deao de Junbo do corrente. |senhorpor furto; foi recolbido ao Cala-
Na Appellaco Civel do Juizo de Direito bouco.
desla Cidade Appellante Gerlrudes Ferrira Nada mais consta das partes hoje rece-
do Sacramento, eApoellada Antonia Mara |das.
da Conceico Escrivo Posthurao, se ulgou Edital
pela confirmco da Sentenca. O Doutor Francisco Joo Carneiro da Cunha
Na Appellaco Cval do Juizo de Direito Juiz de Direito Interino da Primeira va-
desta Cldade Escrivo Rabello Appellante' ra do C'rime da Comarca do lecife.
Hara Francisca de Almeida AppelladoAn- Faz saber a todos os Senhores Juizes de
ionio da Silva & Companhia foi julgado pe-i Faci sorliadns pela pre/ente sesso Judicia-
!a confirmico da Sentanca. ria do Tribun d do Jury e mais pessoas in-
Na Appellaco Civel desta Cidade Escri- teressadas, que enconsequencia de nao ter
vio i'erreira Appellante a Fazcnda Publica comparecido numero legal para os trabalbosdo
commum ; se pelo contrario este rgimen!-
expressamente admilte as subdivises ;' coun
entender que ellas odendem a conslituico
Huma vez que nada ha expresso a este respei-
to no regiment e na constitu o que pns-
sa abonar a opinib do Snr. Holianda Ca
vaicanti entend que nao pode ser negada
appellaco que se fez para para a casa come
nlerposico do recurso da deciso do Snr
presidente a quem muito respeita ; mas o<
respeila menos a deciso da casa.
Nada havendo na constituirlo que se oppo-
nLa enlende com o Snr. Carneiro Leo,
que se pode estabelerer agora hura precedente:
se o Snr. presidente o jiil;a perigoso a su
opinio he dipna de muito respeito ; mas na-
menos digna de respeito ser opinio em con-
trario da assembla geral em quem reco-
nbece bastante sabedoria e prudencia para de-
cidir esla queslo. lie por isso que prope
nlerposico do recurso para a mesma as-
sembla.
O Snr. Presidente responde que vista
da discusso j htvida em assembla geral ,
nao pode admittir o recurso nem a vota^o do
artigo 11 dividido em partes.
Procedendo-se votaco he rejeitada a
emenda do senado a q'se refere a o art. 11; e ;
aprovado o art. la a q' se refere a dita emenda.
O *iir. presidente levanta a sesso ;s i ho-
ras e hum quarto. A ordem do dia de ama-
nha he a continuaco da mesma disi usso.
A resoluco acerca de 1). Maria Jos
Leal da Nobrega foi rejeitada sem debate i
ao approvada como se disse no jornal de
.en ton.
-ado
da Provincia todava nao he possivel remo-
vel-o fiara um dos edificios do Convento do
armo segundo propoe visto que era vir-
tude da I.ei Provincial N. 3ydaveatsrr
lesocupada a parle em que se acha o Grande
Hospital deCaridide para ser entregue aos
'leliiiosos Carmelitas,
: lo --Ao mesmo, para fazer remelter
o Commandanle do Brigue Pavuna que
em de seguir para o Rio de Janeiro as cinco
'raras que tem de seren enviadas para a-
|uella Corlfl.
Portara Ao Commanle do Brigue Pa-
cuna para rereber a seu bordo e transportal
>ara a Corte do Rio de Janeiro as cinco pra-
i.s de que trata o precedente officio.
Olicio Ao Inspector da Tbezouraria da
Pazenda enviando-lbe as ordens do Tribu-
nal do The/ouro I iiblico Nacional de al .
6 e j de Maio ultimo sob os Bmeros 4;,
H -it) 5o e 51 5 a i. exigimio informa-
oes a respeito do Pao Brasil; a a. orde-
nando que se nao desconlem Bilhetes d'Al-
landega sem expressa ordem do dito Tribu-
nal ; a j." determinando que os Em prga-
los da Serielaria eContadoria da Tbezou-
raria da Pazenda da Provincia que ainda
nao lem ilu'os de approvaio das respecti-
vas nomeaces, os solicitem ; a qnarta par
tecipando que o lesembargador iManoel Ig-
cio Cavbante de Lacerda Toi pago pelo mes-
mo Tbesouro dos seus vencimenlos relati-
vos aos intervalos das SessSes da Assembla
Geralde iH32 a 1614 > e a quinta finalmente
sol le a substiluico das uotas de dez mi!
res.
Lito Ao mesmo envando-lhej a Nota
do segundo escripturario da Thesouiaria das
rendas l rovinriaes Joaquim Elias de Moura .
Contribuinte do Monle Pi Ccral dos Serv
dores do Estado a fim de ijuea vista da mes-
ma ola proceda a fazer os necessariosas
'seiniamenlos.
\ppollado Luiz Antonio deSiqueira Jnior ,
itellada,
Os Embargos da Vuva e Filbos de Lui
Eloe Durio contra a Vuva Cosa e Filhos
na Appellaco desta (lidade, Escrivo Fer-
rira : foro despre/.idos mandando-se curo-
prir o Accordo embargado.
Na Appellaqo Civel do Juizo de Direito
lesta Cidade Escrivo Posthumo Appel-
lante Jo/ Ramos de Oliveira, appellada a ( a-
mara Municipal da Cid&de de Olinda se jul-
J6u pe'aioiifim o da Senlenca.
Na Appellaco Civel do Juizo de Direito
lesta Cidade 5 Appellante Rita Maria Dias ,
romo administradora de sua filha Appella-
U Auna Dias da Cosa j Escrivo Chaves,
foi ulgada pela conirmaco da Senlenca.
Os Embargos do Reverendo Joo Caval-
canti de Alhuquerqim Vjgario do Cabo na
causa do Recurso do Juizo Ecleziastico foro
recehtdos e julgados provados : Escrivr
Ferrira,
Os Emhargos de ldano Pereira Gon ca-
vis da nnlia na Appellaco Civel desla
Cidade ; Esi-rivo Chaves : em que sao par-
les os Administradores da caza de Vlanoel
Malinas de Freitas bro desprezados man-
dando-se Cumprr o Accordo embargado.
Os Embargos de Jos dos Res e suas fi
Iba contra Felippe Bandeira na Appel-
laco do Juizo dos Orfao3 desta Cidade; Es-
rivo Ferrira foro recebidos para decla-
co do Accordo emlKir;ado.
Na Appellaco Civel da Comarct de Ma-
ceo Escrivo Chaves ; Appellante Jos
Branco Bjzerra e Appellado Manocl J01-
rjuim da Costa : foi julgado pela confirmaro
da. Sen tenca appellada : supndos os erros do
Processo.
Na Appellaco Crime do Jury da Cidade
da Fortaleza, Escrivo Bandeira, Appel-
lante Antonio RibeiroGuimares.c Appellado
Antonio de llanos Bizerra ; Nao tomaro co-
uhecimento do Recurso.
Os Embargos de Jos Lourenco da Silva
Jnior na Appellaco Civel desta Cidade ;
Escrivo Rabello contra Francisco de Pau-
la Lopes Vianna ionio desprezados.
Na Appellaco ( ivel desta Cidade ; Es-
crivo Posthumo ; Appellante o Juizo Ap-
pellrtdcs Antonio Coclho da Paz, e oulros :
oi confirmado a Senlenca appellada
ISa Appellaco Civel desla Cidade; Es-
crivo Bandeira; Appellante D. Anua Ma-
ra Wanderlei Appellado Paulo Jos Pe-
reira e sua mulber ; fui ]ulgada pela con-
lirmoco da Sen tenca.
Os Embargos de Manoel Jos Pereira Ta-
vares de Mello 10 Accordo na Appellaco
Civel desta Cidade ; Escrivo Bandeira em
que be parte D. Maria Joaquina Grata ,
e outra foro recebidos e julgados prova-
dos e leformado o Accordo embargado
Na Appellaco Civel desta Cidade ; Ap-
pellante Francisco da Silva e Appellado
M a noel Luis Goncalves Escrivo Chaves se
julgou pela nullidade do Processo.
PR EF El TUR A.
Parte do dia 21.
lllm. e Exm. Snr. Foro honlem presos
pelo Sub-Prelto do Recite o pardo Francis-
co de I aula Peres, por ter espancado a huma
mulber e dado huma bofetada na filha des-
ta e haver insultado a oidenaiica do mesmo
Sub-Pieleilo resislindo tambem a priso ; foi
remettido a Cadeia; pela primeira patrulha
do districto do Lorpo Santo o preto Francisco,
escravo de Jos Logo da Silva, por desorden);
ficou no C.allabouco : e por um capilo de ma-
to parda Maria Jos dos Praseres por suspei
la de estar fgida.
i.' o que consta das parles hoje recebidas.
Dos Guarde etc.
predito Tribunal fica a mesma sesso trans-
ferida para o dia vinte sinco do aorrente u
hora a desiguluada sob as penas da Le se
faltarem. Recife 11 de Junho de 184o.
Francisco Joo Carneiro da Cunha.
MEZA DO CONSULADO.
A Pauta be a mesma do num. 1J1
EDITAL.
Manoel Jos Ferrira do IVascimento Fis-
cal da Freguexia da S de Olinda era "*
virtude da Lef&c.
Faz saber aos seus Connparoquianos que
era observancia as Posturas da Cmara Mu-
nicipal no Art. 44, os Senhores de predios
urbanos, mandem censertar suas calcadas .
para cujo un Ihes concede Jo dias da publica
;am do prezenle era diante; como tambera
faz lembrar aos mesraos a observancia das re-
feridas Posturas no Art. ai. que prohibo
deitar fogo sollo pelas ras da Cidade espe-
ra por lanto o mesmo Fiscal o exacto cumpri-
mentn aos releridos Artigos, para o que man-
dou publicar o prezenle pelas foi has efixar
nos lugares mais pblicos de sua Fregueria.
OPmla p de Junho de ibto.
Manoel Jos Ferrira do Nascimento
Quartel do Comando interino do 3. Bata-
Iham de Guardas Nacionaes do Municipio
doRecil'e aa de-lunho 1H40.
Ordem do Batalhara,
Conhecendo eu o estado a que se acha redu-
zido o Balalho a pouca fora que elle tem ,
e querendo minorar os males que sofrem os
Guardas promplos ao servico determino ao
Snrs. Comandantes de Companhias que fa-
co chamar para o servico da guarnico nos
Domingos, edias Santos, a todos os Em-
tiregdos pblicos de suas respectivas Compa-
nhias que nao esliverem na listada reterva ,
sendo uuicaraenle izentos aquelles que live-
rem sido dispensados pelo Exm. Snr. Presi-
dente da Provincia,
A mais restricta observancia no compri-
mento desta ordem recomend aos mesmos
Snrs Comandantes de Companhias ficandu
riles responsaves por qualquer oommisso
respeito.
Joo Valenlim Vllela.
Capitam Chele interino do 3. Balalham .
LOTERA DA M. DA BOA-VISTA.
O Thesoureiro da Loleria a beneficio das
Obras da Matriz da Boa- Vista declara que
os bilhetes esto venda nos lugares do costu-
me ; e que as rodas anda i ra preter velmenle
no dia ultimo do prximo Julho.
ter
LOTERA DO THEATRO.
As rodas da primeira parte da tercena Lo-
ia do Tbeatro anda imprelerivelmente no
dia 13 de Julho prximo futuro e os respec-
tivos I-ilhetes acha-'se venda 110 bairro do
Recife em as lojas dos Srs. Manoel Goncalves
da Silva e ^ ieira Cambista na ra da Ca-
deia velba ; e no de Santo Antonio as dos
Srs. Manoel AKes Guerra ra Nova e
Basto & Cosa na Pracinha do Livramenlo.
Parte do dia aa.
Illm. e Exm. Snr, Foro hontein pre-
sos pelo Sub-Prefeilo do becil'e o pardo Anto-
nio escravo de Joaquim Jos de Mello e o
preto Auloi;io, escravo de Antonio Joaqun
de Soma Ribeiro, por esUrem m. desordem, frente, Os seis circuios de dez ouihoit te-
_THEATRO DE OLINDA.
O Director querendo festejar com toda a
pompa o dia a de Julho Anniversario da In-
dependencia da Baha vai por am Scena a
bellissima Pega do grande Antonio Xavier
Amor e Patriotismo um Drama allegorico ,
cantando-se o Hyrono peranle o Retrato de S.
VI. I. Ter os Camarotes armados com a
possivel decencia ; e para obsequiar os Illus-
(1 es Acadmicos, os convida a que reuni-
dos em circuios de la 10 e 8 Collegas se
sirva gratuitamente dos Camarotes para
com el les bnndarem as respeitaveis familias
deseu conbecimento. Rematar o Expeclacu-
to ara Pantomimo com urna Danca seria A
deslribuico dos Camarotes ser pela maneia
seguinle. Osquatro circuios de 1a bilbeies de
platea cada circulo ter os Camarotes de


/*
HtARfO B PFRNAMBUCO
rd os 6 Camarojes Junio ao Proscenio, ^osde^, refina* rom toda a perfeico e por preo
muito commodo tanto em porcao como
crculos de oilo Senhores tera os dez Cama-
rotes do Corpo do Tliealro. No dia i e a se
acbar venda os bilhetes para os sobredi-
tos Circuios e se lhes entregar gratuita-
mente os Camarotes no mesmo Theatro e na
botica do Sr. Gonzaga.
Avisos Diversos.
Rhetorira Philosophia Latn e Francez :rendamento deditosiii
o
O abaixo asignado tendo annun-
ciado no Diario de sabhado ?o do correte
acharase em seo poder empenliado o livro Ra-
malbete fa* ver por meio do presente que
em logar de 3o4o rs. como diz o mesmo an-
nuncio seentenda que sao 5oors. ; assim
como o nome do dono de dilo liro Patricio
G. Flaneres, e nao Flazeres tendo mais a-
lem desteserrosa falta da assignatura do an-
nunciante. Manoel Duarte Vieira.
tsr Jos Gomes Villar, subdito portu;uez.
morador no Recife na ra do Trapiche caza
n. i faz sciente ao Publico que Tai tirai
passaporte para ir ao Hiode Janeiro uidar de
seus negocios
iaar Precisa-se de urna ama para caza de
pouca familia que cozinhe e engome ; a tra-
tar na ra da Praia serrarla do Uardeal
S3T" Arremata-se em basta publica no dia
a3 do crrente pelas cinco horas da tarde a
porta do Juiz de Direito da i. Vara1 do Civel
na ra do Rosario es: reita urna casa de tres
andares sita na ruada Senzalla Velba N. a .
pertencente ao Cazal do fallecido Antonio Mar-
ques da Costa Soares
tST Roga-se ao Sr. Manoel deSouza Cous-
seiraque foi alguns annos oficial de ourive?
na Boa-Vista em caza do Sr. Vicente Anton
do Espirito Santo e que a pouro ebegou de
mato a esta praca queira lazer o favor de se
nao retirar como por vezes tero feito seo
se dirigir a praca da Roa-Vista D. 16.
tW Precisa-se de um primeiro andar de
sobrado sito no bairro de Santo Antonio c
em ra de procisso cujo alluguer nao exce-
da de 12a 16 muris, ou em outra qual-
quer ra preferindo-se ser de um s andar :
annunrie ou dirija-se a ra do Rangel en
casa de Francisco Goncalves Silveira.
ts?- A pessoa que no Diario de sexta feirn
passada annunciou vender urna preta da Cos-
ta dizendo que quem a quizesse comprar an-
nunciasse pelo mesmo Diario, falle na ru
Direita s>bradinho de um andar ao p de doi.
de varandas doiradasn. 1 5.
tsy 1 retende-se alugar urna morada de ca-
za de um s andar rom quintal e cacimba, que
tenba bastantes commodos para urna familia ,
prefennd-e nu bauro de Santo Antonio ,
e sendo com urgencia d-se dealvicaras cin-
cuenta mil reja quem a tiver pode'-se-ha di-
rigir a'ra do 1.i vi menlo luja de louta de
Luiz Antonio Gomalves, que ahi se dir quem
a pertende*
^ 12^" A pessoa que tiver a Aritbmelica de
Lacroix ainda mesmo uzada, querendo ven--
a dirija-se a ra da Guia N.5y onde achara com
retaibo. Ne mesma caa cima precisa-se a- quero tratar. Adverte que suas lices po-
lllgar um preto inda mesmo de idade com dem ser presenciadas por qualquer curioso e
tanto que sejt robusto e tambem se compra que promelte em pouco lempo mostrar o k-h
agradando o* seus servicos. desvelo
tW Quem precisar de um rapa/, brazileiit kst Na rua do R ingel no primeiro andar
para caixeiro de qualquer occnpa.-.io e mes- do sobrado que fie 1 defronte do sobrado cahi-
mo para ensinar meninos lora desta praca par- do junto a casa que foi os diversos recebimen-
hcularmente dirija-se a rui d'Agnas-verdes tos se engoraras toda a qualidade de rou-
loja do sobrado em que mora o ttscrivo Pos- pa com muito asseio e promjilido ; assim
humo ), 14. como se fazem vestidos e toda a mais costura ,
SW O abaixo assignado encarecidamente e juntamente de alfaiale tudo por preco mais
roga ao lllm. Sr Henrique Marques Lins, em cania de que em outra qualquer parte.
proprietariodo engenho Matopiruma que no Precisa-se alugar urna casa pira pe-
caso de ler o moleque annunciado no Diario quena familia : annuncie
de vj de Viajo pp. os signaes seguinies de -----Roga-se ao Sr. Jlo Rufino Ramos que
nome Benedicto, creoulode i4 annos pouco em consequencia do seu av'i/o publicado no
mais ou menos com urna perna meia torta Diario n. 4 de so do frrenle ,' declare pelo
eom um signa! dequeimadura de fogo perto mesmo qual bea casa aonde pertende effeclu-
doolbo esquerdo e a lmgoa meia perra, fu- ar o pagamento dos burieles de cobre das suas
gido a icjde Fevereiro pp ; far grande fa- exlinctas firmas
vor em o lazer conducir rom seguranca ao Va- -----Aluga-se um primeiro andar cora ex-
radouro da Cidado de Olinda sobrado n 14, cellentes commodos para grande familia : na
na certeza de que o abaixoassignado pagar to- pracinba do Liviamento loja D. at.
das as dispezas com franqueza e Ibe licar e-.' ----- Vende-se excellente pal ha de cama-
ternamenle agradecido Joo Pereira da liba a to cada molho : na ra do Fagundes
Silva Guimarea.
XS- Aluga-se urna casa moderna com so-
lio commodos para urna grande familia e
porto de desembarque no logar dos Coelhos,
unto a olana do Sr. Miguel Carneiro quem
o pertender dirija-se a ra de S. Gomado
D..,.
pois so pela deci-
ma nao lui possivel enconlrar-se. *
-----Perdera-se no dia ->o docorrente a
noute quatro sedulas de cinco mil reis desde a
|)onte do Recife rua do Crespo praca da
Uuio rua do Rosario larga e estreita pa-
teo do Carmo Santa Thereza atraz doa
Martirios, at o Palacete : a pessoa que as
achou sendo de conscrencia e querendo res-
tituil-as poder leval-as a prenca de Joaquim
l'Vancisco de Mello Cavalcante, que gratificar
e ficar ohrigado.
D. ,;
der annuncie com o competente preco ; lo
bem se compra a de liesout.
tSff" Precisa-se de urna ama para urna casa
cslrangeira que saiba cozinbar o diario da
caza e lazer os mais arranjos necessarios a-
iam ando a sua boa conducta : nc sobrado a-
marello confronte a Matriz da Roa-Vista i,"
andar.
VST Quem annunciou querer comprar un.
selim usado diiija-sea Boa-N isla rua Ve-
lha D. ab segundo andar.
tSS" Aluga-se um solao com lies (imito-,
atraz da Penha 1 : quem qui/er dirijase a
mesma casa.
SS^ Wa rua des Trincheiras enlraudo pe-
lo pateo do Carmo sexto sobrado rnden-
se vestidos feitos e tambem se iizem de fei-
tio, e marca-se roupa por .preco commodo.
isr 1 n cisa-se alugar urna preta que seja
capaz para comprar e vender na rua e pa-
ga-se dez mil reis daudo-se o sustento :
quem a tiver annuncie.
i_^ 1 raspassa-se o arrendamtnto de urna
grande loja e sobrado sila na rua Aova ,
i.nnc moiuu o alfaiale trance/ iS.onn propria
paia qualquer eslabele menlo ; quem a pie-
leuder dirija-se a rua das JAgoas-verdes D.
3;.
t&~ Aluga-se a casa da esquina do btco do
Marisco propria para venda por ser em muito
bom logar no largo de JN. S. do Terco e
vende-se a aima>o qui- itin erilio por prteu
con.modo : os j>ei tendentes podern dirigir-se
a rua da Senzalla N elba refinaco D. 00.
CW" ISa itlinaiao que lui do N a samen lo,
iua da Senzalla \elha L). o precisa-se de
i.m bomem mesmo de idade que seja Iivre
t titstmbaraiado de familia.
CSS" A rtinaco da rua da Senzalla Velba
L. io que ioi do iNascirneuto continua a
em casa de Manool Jos Ribeiio
Com |>ra-se urna negra de loa 4o an-
nos que tenba algumas habilidades ; na rus
lo Rangel D. la.
-----Precisa-se de alugar um sitio que te-
nba commodidade para ter vaccas de leite :
juem o tiver annuncie.
tsy Defronte do passeio publico terceir; -----Precisa-se de um feitor solteiro que
loja de ferragena vende-se calcado de mar- entenda de pomar e orla : dirija-se a praca
Ja Independencia N. 37 e ^8.
-----Traspassao-se as chaves de um sobrado
le primeiro anda e com bom armazem .
proprio para qualquer eslabelecimento por
ler bons commodos na rua Nova defronte da
Igreja da Conceico dos Militares yeda de
Manoel Ferreira Lima.
-----No dia 16 do mez de Maio pp. fugio
um escravocreonlo de nome Clemente, com
os seguintes signaes boa estatura cor fu
la, com os denles da frente limados, olhos
grandes, barbado, com cabellos pelos peitos;
levou calcas e carniza de brim branco cha-
peo de eouro j velho. Este escraro foi re-
mettido ao Sr. Antonio Luiz Ribeiro de rito
do serto de Pesqueira e foi vendido ao Sr
Helarmmo de Airuda Cmara : quem delle
noticias der ou o levar a rua de Agoas ver-
des D. 38 raceber 5oU rs.
-----O abaixo assignado roga ao Sr. Mano-
el Jos de Araujo GuimarYs qual he o mo-
tivo de dizer que a modestia o la/, calar para
esclarecimenln ao Publico em abono de meu
crdito intenso saber; visto ter annunciado no
Diario n. la'j docorrente Junbo.
Jos Netlo Neves Jnior.
-----Deseja-se saber da moradia do Sr Lu -
h cazado com a >ra. D Manuella que he
prenla da Senhora D. Secilia para se tra-
tar um negocio de interesse do mesmo Sr. Lu-
h; e por sso roga-se ao mesmo Sr declare
sua morada para ser procurado.
A quem Ibe convier trocar um escravo
moco e possanie por urna creoula muito mos-
>a pode-se entender na rua da Aurora com
Joo Francisco Santos de Siqueira de ma-
nb? at ns nove horas e a tarde das tres em
rente.
-----Aluga-se urna escrava recolhida para
o ser rico interno de qualquer caza de familia ;
quem a pertender |)ode-se dirigir a Joo
Francisco Santos de Siqueira na rua da Au-
rora de manda at as nove horas e tarde
Jas tres em vante.
-----Quem qui/.er um feitor que sabio de
caza de Jos Rodrigues do Passo para silio,
ou para caixeiro dirija-se a rua da Cadeia
casa da venda da esquina defronte do Theatro,
que ahi se Ihe dir quem he o annunciante.
Aluga-se urna loja do sobrado que faz
esquina para a rua da Camboa no pateo do
Carmo, onde tem lampeo, com duas boas
sallas, tresquartos, cozinba ecacimba e
al mobilha-se: a fallar eom o morador de ci-
ma.
-----Os Srs. Assignanles do Universo Pit-
loresco podem mandar receber osNs i4 e ib
desle auno a caza de Manoel Ribeiro da Silva,
eos quedesejarem ser assignanles podem di-
rigir-se mesma caza aonde achar mais ao
collecccs completas. Este jornal cada ve/, es-
t mais recreativo.
-----Aluga-se nma escrara moca seto vicio
para o servico de qualquer casa com familia ,
menos vender ua rua ; no armazem da rua
Nova D. 34
-----A pessoa que annunciou arrendar um
sitio perlo da praca com casa de vivenda .
boa baixa duas cacimbas bastantes arvores
de Inicio e podo de embarque declare o
ras
aren
roquim francez a preco commodo e outn
muitas miude/.as e ferragens finas e grossis ,
fugareiros de diversos tamanhos xaleiras ,
panellas, cassarolas frigideiras sortimen-
los de pregos dobradicas feixaduras eje.
tSF" Qualquer Senhor solteiro que precisa/
de urna ama para o servico de portas a dentro .
dirija-se a rua do muro da Penha caza terrea
D 10.
S3F Precisa-se de urna lavadeira de varre-
la que seja fiel e capaz e que entregue rou-
pa de -5 em i5 dias ou menos : na rua di
Nogueira D. 19 lado direito.
tSf Andr Alves Rioscomprou para o Sr.
Jos Francisco do Reg Harros dois meios bi-
lletes Ns. 3945 e 4907 e um inteiro JN
i(>;7 todos da segunda parte da quarta Lo-
leria a favor das obras de N. S. do Livra-
menlo,
-----O primeiro Secretario da Sociedadi
hafrozina convida aos Socios da mesma a reu
nirem-se no dia 5 pelas ti horas ta tarde na
salla de suas sesses
-----Nodia iLf do crreme peias 10 horas
appareceo no quintal da caza que foi do Pa-
dre Francisco do Reg Carros, sila na ruada
Estancia um moleque com idade de dez para
onze annos ainda bucal que diz ser escravo
de Ignacio de tal quem lor seu senhor diri-
ja-se a dita casa a fallar com Bazilio Alves
de Miranda Varejo das 7 horas as qda ma-
e das 4 da tarde em vante e nao st
nli
responsabilisa o annunciante pela fuga do dte
moleque.
-----Quem annunciou querer alugar urna
negra ou negro para fazer as compras d urna
casa e cozinbar ; dirija-se ao sobrado poi
cima do billiar fundo do quarlel do Corno
Policial.
-----O .Sr. que annunciou no Diario de 19
do corrente querer urna escrava velha para a-
lugar querendo urna moca muito capaz di-
rija-se a piaca da Independencia n 1 i
-----i l-se qua trocen tos mil rsis a juros de
1 porcento sob penbores ou firmas; na rua
que aliavessa da Gloria para a Alegria venda
de portas.
-----Quem quiser alugar urna escrava boa
cozinheira e engomadeira, dirija-se defron-
te do Theatro na venda da casa D, 7 que a-
char com quera tratar qualquer dia das C
as 9 horas do dia,
- Aluga-se una casa no logar do Mon-
leiro junto a ponte da levada com um peque-
no silio junto ; a caza lem do lado direito urna
armaco de venda que tanJ)em sealuga com os
seos ulencis eai ptimo local para negocio por
ser na beira da estrada e por ter tido sempre
ahi venda : quem pretender dirija-se a mes-
a senaria doSr. Queiroga a Jal-
ar com Manoel da Costa Pereira que esta
[para isso authorisado.
^-----Aluga-se um bom armasem proprio
para recolher mobilia caixas barricas ou
madeiras por ser beira d'agoa no bairro da
Boa-Vista ; e dois bons quartos ou camari
nhas junio ao mesmo : a fallar com Pedro Ig-
nacio da Cenceicio ourives no atierro da
Boa-Viata.
Qualquer Sr. que preciszar d'um hbil
Professr para aprender ou mandar ensinar
- Quem precisar de um rapaz brazileiro
de idade de 20 annos livre da Guarda N. ,
para caixeiro de armazem ou para trabalhnr
braca I mente e raesmo para alguon olaria ,
o qual be de boa conducta ; annuncie para ser
procurado.
Alberto Lavenre tendo chegado da
Europa inicuamente restabeleci/nenlo vai
abrir um aula de Francs de Mathematf-
e de Gepgraphia : as pessoas que Jese-
m se servir do seu prestimo podero pro-
ural-o as cazas do Sr. Joozinho alfaiale ,
na rua do Sarapalel no primeiro andar ; elle
promette empregar todos os seusdisvellos para
o hora andamento dos discpulos.
tsr^Mr. Kissel relojoeiro no atterro da
Boa-Vista vende em conta um sorlimento pe-
queo de relogios horizontaes em ouro de sa-
unda mo, e afianca-se aos eomprado-
res.
SST Precisa-se de urna ama para ..
ecosinharemnma casa de bomem S0|te:Prr"
no Recife rua dos Barbeiros D. ,6 .. ? '
por cima do botequim do Sr. Almeida *
-- Sahbado ,0 do corrente perdeo'-se urna
carena ,a uzada com dua8 SeduIas de y
mil res e papis que de nada ervem : quera
a tiver achado, e qu.zer restituir dirja-sea
venda de Pitomba rua da Cadeio N 1
Aluga-se urna criada portuguesa' que
sabe cozinbar engomar perfeiismente e fa-
zer todo orna servico de urna ca, na rua
da Gruz N. hi primeiro andar.
as Ginco Ponas venda D. 3 on-
de ha um lampeao ha sedulas miudas e co-
bre para troco de pataces e de sedulas de
maior quantia.
-----Compra-se urna creoula de idade de
dezese annos pouco mais ou menos ou de
nacao ou mesmo que seja raolala que te-
nba bonita figura sem vicio nem acha-
ques e que seja perita engomadeira cos-
; quem tiver annuncie,
Penha no fundo do L-
vramento no segundo sobrado no terceiro an-
dar.
-----Urna parda de meia idade e de boa
conducta conducta se olferece para ama de casa
de bomem solteiro a qual sabe oosinhar ,
engomar e cozer ; quem precisar annuncie a
sua morada.
-----Precisa-se alugar urna casa terrea pa-
ra pequen* familia sendo no bairro de San-
to Antonio e nao excedendo o seu aluguel
mensal a dez mil reis 5 quem a tiver para a-
lugar annuncie.
Precisa-sc alugar um cilio que seja per-
to da praca que tenba banho : quem o tiver
annuncie para ser procurado.
O Sur que annunciou ter um negro
que trepa em couqueiro e he tarrafiador que
o quer vender, leve-o a caza \). 4 no pateo da
ribeira que axar com quem tratar.
-- Precisa-se compaar urna escrava q' sir-
va para ama de leite com cria ou sem ella f
na- rua da Praia 1. andar da casa do Snr.
Mendonca.
t?T Precisa se de huma pesfcoa forra ou
captiva se or pessoa que saiba fazer lijlo,
milbor : quem quizer dirija-se a rua das
l.ruzes D. 15 no segundo andar, que se
lira quem quer.
Precisa-se de allugar dois molegues ou
na loja do ourives francez Jos Plo-
tureira e cozinbeira
ou dirija-se a rua da Pen 1 no fundo do Li-
hum
seu nome, para se lhe fallar a respeito do ai ma id.
yon, do atterro da Boa-vista D. -3. jVa
mesma loja precisa-se de urna ama de casa pa-
homem solteiro.
tsr Alluga-se urna preta moca boa co-
sinheira ; engomadeira e fiel compradeira 1
na yenda da casa D. 7 defronte do Theatro
das t as 9 oras da man ha achara o preten-
denle com quem tratar.
CW O primeiro Secretario da Soriedade
> a tlense avisa aos respectivos Socios, que
lia Sesaid extraordinaria, no dia 25 pelas
sete horas da tarde, na rua Direita casa De-
cima 14.
*^" Quem precisar de hum rapaz brasi-
lero de ida de 17 annos para cacbeiro de lo-
ja que da' fiador de sua conduta, annuncie a
moradia.
ss?" J'rccisa- se de allugar huma preta para
servico de casa e comprar na rua quem a ti-
ver dirija-se ao Beto do Lobato casa Deci-


f
M

DIARIO DE
PERNAMBCO
WRMBBBMBiJaui.1. .m.mm
mmmaKtmemmr-vrvr^iaKKBBSimamBBi
tS* Constando ao ahaixo assignado que se
pretende vender um sitio de trras denomina-
do Pimenta no lugar da liarra-Giaude, por
dttraz da Igreja de N. S. da ,uia cajo sitio
pertence a muito tempo ao casaLde seu sogro
Ignacio Pereire Freir e sua mullier Catha-
nna Vieirade Mello, ja fallecidos, e de quem
he nico herdeiro o abaixo assignado como
cabeca de sua mulher Ignacia Francisca da
Porciuncula : declara que he millo todo o
contrato que se rizer sobre o mesmo sitio, inda
mesmo com o fundamento de pertencei meta-
de a seu fallecido cunbado Amonio de Luna
Freir visto que este morreo abintestado; e
quando ficasse devendo qualquer quantia nao
compete ao credor tomar conta e vender a
parte que bavia de tocar ao mesmo no re-
ferido sitio sem encaminhar acedo compe-
tente e neste caso tambera o annunciante
com credor entrar em raleio. Joo Rodri-
ues Bandeira.
%sr Oflerecese para ama de casa de ho-
mem so'teiro ou viuvo urna creoula forra
de bons costumes ; na ra do l'edre Floriano
Decima 8.
W Aluga-se urna casa de tres andares na
ra da Cruz no Recife na quina do arco do
Bom Jess e algumas casas terreas na ra
da Trempe ; quem as pretender dirija-se a
casad* Francisco Antonio de Oliveira no at-
terro da Boa vista.
tgr Quem annnnciou querer saber quem
he o procurador de Christovo das "Ylerces
Gonsalves Guerra dirija-se ao forte do mato
na prensa de Carneiro Monteiro que o mesmo
Ihe dir algum couza a respeito
SST O Thesoureiro da Sociedade Aspiran-
te a os quatro contos de reis parleeipa a os
socios da mesma que os nmeros de hilbe-
tes e meios ditos que tem comprado da 2.
parte da quarta lotera a favor das obras do
Livwner to sao os seguintes : Bilhele io37 ,
i3o4, 533, i53,{, 15<5, i538, 153p, i54o,
i543, i544i '^45r i;o5, 17i9, i758, 176- I
177a, 177<, 178'J, 2610, a511, a512, a5i3 j
2547, e meios ; 4o5, 4b 407 5oa 5o5 t
74a, 745,864. 8(>5, (ib\ 87, 76, *7? ,
978, 3o8a 3 07, 38o-/, 38'o, foj1], 485a ,
4^53, 4854, 4913, 49>3, 4 497. ( Este annuncio foi entregue hontem as
7 horas da manh.
por conta e risco de quera pertencer ; terca
feira -S do corrente na nrroazem do Sr. Vla-
noei .' nimio de Jezus ao p da caza da opera
C <> ni p r a s
UsT" l>uas escravas creoulas ou de ncar
com algumas habilidades sendo estas para <
mato ; na ra Dircita l) 17 loja de couros.
V e n (I a s
cy Potase Americana e barricas com
carne de vacca ; em casa de H, Forster & C
na ra do Trapiche novo n. 17.
C3" Chocolate Americano em caixas de
14 libras a precode 100 rs. cada libra ; n?
ra da senzala armazem de Joaquim de Sou-
T.9 Pinto,
C?" Um preto moco de ellegante figura ,
para todo o servico um moleque de idade
de 14 annos, faz todo o servico de urna casa,
e ptimo para pagem duas negrinhas de
idade de,la a 3 annos; urna preta muito
reforcada e de bonita figura ptima para to-
do o servico ; na ra do Fogo ao p do Ro-
zario D. 20.
SST Urna armnco de urna loja de courcs
na ra do Livraroento D 10 a tratar na
Avisos Martimos.
" PARA O ARACAT o Brigue Escuna
Nacional Aracaty de que be .Mestre e Pratico '
Joo Antonio da Mira ; quem no mesmo qu- j
ser carregar enlenda-se com o dilo Vestre, 011'
com Antonio Joaquim ce .'onza Bibeiro.
PARA O POB'I O segu viagera com mui-
tabrevidade o i'erganlim Portugnp/ Flor ih>
Beiris por ter ja prompto parte de seu car-
regamento, quem quiser carregar ou ir de
passagem dirijase ao Capillo .Jos Thoaiaz
de Lima ou ao seu consignatario Manoel
Francisco Ponles na ra da senzala velia.
PARA O CEARA'sabe impreterivelmen-
.e at o fim do cor rente a Escuna Flor da la-
ranp.eira por ter toda carga miuda prompta,
e pode rtceber a frete o a a5 pipas ; quem
quiser carregar ou ir de passagem pode di-
rigir-se a ra da cadeia do Recife loja n, 17
ou ao JMeslre a bordo Bernardo de Souza
So uto
PaRA GENOVA ou Levoucia a Galera
Americana Aurora saldr at o fim do mez de
Junho ; quem quiser ir de passagem para
o que lera encllenles commodos dirija-se a
os seus consignatarios lienry Forster & Com-
panhia ra do trapiche 11 I7.
mesma
ST Urna eccrava creoula de bonita figura,
engomma e cozinba sofrivelmente o diario
de urna casa na ra do Rozario D. 31 lado
dosul.
"vtl^" As obras completas de Vojtaire em -.'
volumes, diccionario filosfico do dilo em c
volumos. Laharpe curso de literatura em i/|
volumes \ no pateo de S. Pedro loja de livros
cy Duas pretas mocas boas para o ser-
vico de urna casa urna dita creoula de idade
de 15 annos cozinba engomma, cose, boa
para mubanda de urna casa por ser recolhi-
da dous pretos mocos hons para lodo o
servico um moeque de 10 annos ptima pa-
ra todo o servico de urna casa urna casa na
ra do caldereiro e urna meia agoa na tra-
vessa do Pocinho ; na ra de agoas verdes
casa terrea D. 38.
ts?" Um carro inglez de duas'rodas, muito
bem construido a dinheiro a vista o a praso;
na ra da Aurora a tratar com Joo Francis-
co dos Santos Siqeira de manhat 9 ho-
ras, e a tarde das 4 em vante.
XST O hom rap de Lisboa em libras e
meias dilas e de oulras qualidades, retroz,
cartas francezas finas e dour.idas fitas de
em libras e meias ditas ;
I vista loja do Abren.
inr Superior rap de Lisboa o mais mo-
[derno na ra larga do*Rozario padaria De-
cima 13.
ty Urna prefajde nacao moca bonita fi-
gura para Cora da Provincia ; na ra das
Trincheiras D. 23.
l^>" Urna venda em Olinda em muito
!>om lugar e com poucos lundos > a dinhei-
10 ; quem quiser annuncie.
tj- l'otassa da Russia nova, em'barric pe-
queros, chegados ltimamente de Hamburgo:
em casa de JN". O. Bieber na ra da Cruz nu-
mero 63.
%s&~ Urna grammalira filosfica e licoens
elementares de eloqueucia Nacional -, nesla
'ypografia.
*^= Seis sacadas de pedras de Lisboa de
muito superior qualidadc tendo cada urna
onze palmos de com prido e 5 d; largo; na
ra nova casa de Mauoel Gousalves Poreira
Lima.
*^ Duas canoas, urna oplima para abrir;
em lora de portas na casa de \Janoel Marque.
ias
"" "i
no atierro da Boa eos compridos, pamas finas, ps pequeos ,
, quando anda mete o p esquerdo pra dentro-,
levou vestido de assenlo branco com pintas
rouxas panno da costa ja uzado com um
taholeiro pintado de verde, e acostumava ven-
der na Boa Tisla aonde foi vista; quem ,t
pegar leve a praca da Independencia n. 1 j
(jue ser recompensado.
tSf Fugio no dia irido corrente um ne-
gro de nome Semia alto cor preta quar-
los grandes olhos afumacados sobranselhas
carregadas e barba grande ; quera o pepar
leve a ra do Crespo loja 6 lado do sul
que ser recompensado.
tsr Em Mo e Junho de i839 fugiro do
abaixo assigna Jo dous escravos um dlles de
nome Matheus alto rosto comprido, muito
JL e i J & o
COHSL'LADO DE Fn*HC EM TeRNAMIUCO
tsr Quinta feira a5 do corrente as o horas
da manh se far a venda publica no ar-
mazem de Lenoir Puget & t ompanhia ra
da Cruz por intervenco do Correlor Oli-
veira e por conta de quem pretenrer das
mercadorias abaixodeclaradas salvadas do car-
regamei.lo feito tai Bordeaux para o mercado
do Rio de Janeiro a bordo do navio Pro-
vence naufragado em Lucena e oatras ; a sa-
ber ; riquissimos chales de veludo e de se-
da j lindissimas sedas e veludos para colle-
tes em cortes brim de linho para calcas pa-
pel para forro de sallas bezerros seringas
d'estanho de nov-i invenco fitas de setim e
de retroz movis modernos latas de conser-
vas francezas vestidos para meninas qua-
dros navalhasde barba chapeos de palha ,
urna caa de carne de porco salgada e inul-
tos outros objectos de bom gosto que possa
despacbar-se. Pernamhuco ao de Junho de
i84o. Barrer Cnsul de Franca,
tap" Que fazem Denrique Forster & C. ,
de 15o barricas com lariuhade trigo avari-
\da a bordo da escuna americana VilUge ,
garca e de seda de bonitas cores bons cha-
rulos de todas as qualidades potes de tinta
muito superior a ao e eh perola ; na ra
do Cabug loja do Bandeira. -
-r ma canoa com dous palmos de boca,
e com irinta ditos de compr.do ; na serrara de
Jos Luiz de Souza.
5^" Duas escravas urna parda, e outra
pela de bonitas figuras ambas recolhidas,
sem vicios nem achaques as habeiidades su
dir ao comprad >r 1 na ra da Penhi casa de
dous andares e solo confronte a do Sur. An -
nunciacao.
T Trez moleques de dude de i3 a 14 an-
uos de naco e de bonitas figuras, urna mo-
leta de nacao baca de idade de j annos,
um lindo escravo de idade de 20 annos una
eserava moca com habeiidades, e urna dita de
meia idade boa quitandeira por 3oo,ooo ; na
ra de agoas verdes D 38.
SST in niolato de idade de a5 annos, pti-
mo para o serv o de campo ou do serlo ;
a tratar com Jos dos Santos Neves na ra
do Crespo o.
t^- Dous (juarlos mui gordos ; na ra
Augusta casa du lampio.
sr No primeiro armazem de trastes do
caes da alfandega ex-cellentes caixas de tra-
ques chegados ltimamente per preco com-
modo ; assim como no mesmo armazem existe
3 barricas com drogas, que seno sabe a quem
pretence ; quera lor seu dono diria-se ao
dito armazem.
ET1 ra pelo com principio de canoeiro ,
e ptimo para lodo o servico de idade de 24
aunos; uo armazem de Francisco Das juulo
a alfandega.
1^" Lma padaria as 5 ponas; a tratar
na mesma.
SSr ma pela de idade de 3o annos,
ptima para o servico de enchada ; no beco
do Padre sobrado de um andar 2.
tssr L na preta de bomia figura, cozinba
o diario de uiui casa lava de sabio e con.
principios de engommar, tem bora leile, e
com urna cria de 3 mezes ; no atierro ida Boa
vista D. 17,
ssr Ametadedo engenho. sitio domeio,
da Ireguczia de Luna; em casa da Viuva Cos-
a e iihOS.
Rap ds X isboa ltimamente chegado,
53" Botes de rap princesa de Lisboa ; no
armazem de Antonio Aunes defronte do caes
da alfanpeg.i
issr Lira escravo muilo robusto proprio
para todo o servico de idade de ao annos; na
ra da cadeia defronte o beco largo la no
segundo andar.
^. Urna negra de idace de 2 1 annos co-
zinba engomma e faz todo o mais servico
de urna casa ; na ra da Cruz 11. 6j no pri
meiro andar
-**4 Um oratoiio com urna Imagem de
Christo e oulra da Conceicao e varios
quadroSj na ra velba junto a um sobrado
ecima 1,
^^ O Fazendeuo do brasil, obra utilis-
sima a todos os paes de familias em casa do
Sur. Bindeira na ra do Calinga e Cardoso
Aires na ra da Cadeia do Recife.
tSP Vi u i 10 boin azeite de carra pato a 1 a 80
a caada, e 1S0 a garrafa ; na ra da praia
armazem D. 10.
6PQ5 Urna mulata que sabe engomar bem ,
e cozinhar: na ra da cadeia do Recife loja de
fazen Jas D 23
SST Urna casa de pedra e cal sita na ra de
S Miguel nos allogados : nesla Tvpografia se
dir.
te-r Um tonel que foi de azeile de carra.-
palo por preco com modo ; no lorie do mal-
lo venda de .os de Souza Ribeir.
*ar Lma canoa bem segura, de boas ma-
deiras com corrente e feixadura de ferro, car-
rega yoo lijlos de alvenaria grossa. urna
quuriola de mel de i uro ; na serrara do Car-
dial.
ISJ* Lma bonita preta sem achaque algum,
rociaba o diario de uua casa e engomma ;
na ra uu* Wartirios, Jado da Igreja D. 7.
5-r Lu selim era bora uzo ; na ra do
encantamento armazem da assucar n. 1 .
,*" NaruadoS. Sacramenlode S Anto-
nio D. b 3 quarlos, bons para carga e sel-
la per j a 5o,ooo.
* r Xi es corlea de coleles de veludo obra
verdadeira do bom lora, reeeniemettte che-
gados e proprios para quera tem hora gosto,
para bailes ; na ra nova loja de alfaiale D-
cima 23.
fW Urna escrava de angola boceU-ira e
cora omras habeiidades j na ra do Araro
Decima j.
kor Urna preta moca, que serve para o
arranjo de urna casa sabendo hW e vender
bemaugu, ao comprador se dir o motivo;
quartrahas finas para agoa l.sas a ,3o e de
rosca a 200 a quem tomar de mil para cima
se dar a ifjo por se querer muda de negocio,
sapato para hornera, ditos para meninos, al-
goao trancado com arara a 160 a vara e
oulras lazendas limpas um terreno na es-
trada que vai da soletade para o manguinho,
2o paimos de terreno alagado na estrada de
S. Amaro com oo de lundo ou tioo de-
lieule e 200 de lundo, pagando 5o rs. o pal-
mo de loro ; na ra nova armazem de quar-
liuhas ao p.
ladino rendido das rerilhai vindo ele Vla-
raiihao para ser vendido ; o outro Augusto
Vlcambique gordo, sem barba rosto re-
dondo com um S no peito esquerdo e este
audavacarregando materiaes em urna canoa
quem os pegar ter pelo ultimo 100,000, e pel-
jutro 00,000. Nuno VJaria de S^ixas
ta- Em Fevereiro de .836e i7 fgido ao
ibauo ass.gnado dous esr.,,v,s Um de ll011(.
Paulo, mucarab.que baxoj den,es ,."
los cora os siguaes .11 ,,,co Jo h(Q (,
lo ,- foi canoeiro muito conhecido de Jas
darques Viaona e ames escravo do falleci-
do negocan.e Pe ly j oa outro Paulen, cala-
Dar, ba.xo, lula, denles limados como.
,.gnaes proprios daac0 ( um,s
las) h"v,,,d0d0R Grande do Norle uar.
,er vendido aqu, par, oa(Jft se H*
ugio ; quera os f,ef, l(!I, por Mj 6
il rs JN uno Vlaria de Seixas.
9| Auzentou-se no dia t de Janeiro, ura
pete denome Antonio, conhecido por For-
tuna de naco cacange de idade de at an-
uos altura proporcional bem fallante, pa-
rece creoulo e por is-o he de presumir ue
se.nl.tulelorro. tem pannos pelos rosase
pescogo e as nadigas us calomhos proce-
didos deaisoutes. porcuzada mesma pra-
ca que lera de fugir quando falla rapueia
aiguma cousa expecialmente tendo raiva e
loivistoa dias era Olinda ; roga-ie Vo
^ub-Pre eito Capitaes de earapo 5. me .
oa Lidade hajo de o prender e mandar le-
var na Magdalena Miio de Miguel Correia
de Miranda, que satisfar toda a despesa com
gcnerosidttde. r
mr JNodia ,3 para ,4 de Abril fugio ou
urtaraoum preto cora os signaes se.umles
de nacao son^o de idade de" a6 annos alio!
barb?^tT/ bei^grossos,'pouca'
barLa um signal de ventosa em cada fonle l
quera o pegar leve ao armazem de glo fio
ar,Desapareceo o dia 8 de Janeiro do
oriente auno, um escravo de orae Thoraaz,
de nacao angola bem fllame que parec
creoulo uc idade de 4o annos tera u'ra cal
lombo na testa muilo llo rosto comprido
con, bastantes marcas de bechigrf Luc eixas
meias puchadas para dentro eas ,ernas
quiadas ; roga-se a todas as anthoridades po-
la e e capitaes de camno de fazerera lodas
asdel.genc.as para o capturaren, j o 4baixo
ass.gnado ten. por uilormacoes que o dito es-
cravo se acha a coilado em urna casa fora da
praca motivo porque declara qut nada
exige da pessoa que o .em, nicamente o pre-
co de 100,000 o quanlo deo por elle e sado
paga esta quantia nao proceder contra essa
pessoa 5 quem a pegar leVe a ra do trapiche
lL3_zJ0!ie Venssimo da Rocha.
Moviiiieiito (io Jmu>
^cravos ^ ti-id os
No dia 15 desapareceo um negro de
nome Joo de naco benguella com cami-
sa de baeta verde calcas de brim chapeo de
palha sendo ja idoso Laiba branca cara
descarnada he casado com urna preta de
Christovo Joaquim Pereira de Carvalho
quem o pegar leve a pracinha do Livramento
U, -i que ser gratificado.
SS" ^o l.do corrente fugio urna escrava
da costa de nome Getrudes estatura regular,
cor iulla rosto redondo tem pela testa ris-
rah?aAVI? ruAi) ONO aiA78
BAHA ; 6 das Paquele Inglez Pigeon ,
Commandante o i. lenle Tbomaz James
passageiros ib. '
SAHIQNODIA iq
AJARA\HAO; ; Rrigue Escuna^ Brasileiro
parolina Capillo Francisco Bernardo de
...altos carga assucar, e varios gneros :
passageiros Jos Lopes de baria Antonio
Rodrigues Pereu-a, Liclere. e Privenquer.
POST SCRIPTUM
Recebero-se folhas de Minas quealcan-
co al 39 de Maio e da Baha at 5 do cor-
rente e nellas nada encontramos de notavel.
Recebemos folhas do Porto al ifj do p p.
quenada adianto ao que publicamos hontem,
exlrahido das folhas de Lisboa al a mesma
data de 1 o ; so encontramos de mais que o
Lxm. Sr. Aiarquez de Saldanha partir para
Lonches cora o Coronel Barreiros a fim de
verificar a liquidaco de perlences contesta-
das ; e que se esperava ver teiminado este
negocio sem que se compromelle-se a digni
j"Je, e os iuteresses da ncao portuguexa.
RLUl i, A '( Y P. A>i M. b\ fifi F. r 184


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EKTI591KE_WO8XK5 INGEST_TIME 2013-03-29T15:49:26Z PACKAGE AA00011611_03533
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES