Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:02483


This item is only available as the following downloads:


Full Text
ANNO DE 18.34.

-i
SXTAFEIRA II DE ABRIL
NUMlT/iiv)362.
*vw%>**** *** H%*WtW%rt*lWWlWWMHM
* ~A
3ultscrrve.se iii-nsalmente .1 4< res, adiantados. na Tipornia
00 Diario, paleo rta Matriz ne S. Amonio sobrado da. porta larga
hiu1 mrecetieui correvpniMiftuia. e anuncios i estn insirem-ee
4 ran sendo dos propnos asignante Mmeme e vindo asiiiados.
Titilo ajjora depende He nos meninos, la nssa prudencia, m
deracao. e enetgia; continuemos como principiamos e seremos
.1p.1i! tados coin admratelo entre as NaCVs l.iis cultas.
i'i veliimm:iio da si-Mriiilitrn (mil di' Hratli
MM
Jmpjcc^cj em j&ernaimwco por a. 3!- De Hirana falca'o.
DAS da SEMANA.
%^%% %%*^%^%^>%''%%<%^%t%^>%%%%^^^
!:
t
ti.* -i^. Zfiao Ses. da Thez. P. de m. e Aud. do
J. de Orfos de t. P. as 6 h. e 6 m. da m.
Sabbado->. fIermogenes-f\\."u de m. eaud. doVig.
G. de t. Pleamar a 6 h. 54 m. da m.
Dom.- S. Sulpicio Pleamar as 7 h. 42 minutos
da manha
ARTIGOS D'OFFICIO.
M. Endo merecido a devida attenco, o que em offi-
Ho de 18 do mez pasudo ponderou o Vice Prezidenle
da Provincia de Pernambuco sobre a falta de manli-
mentos, que alli se soffre : Manda a Regencia em No-
me do Imperador partecipar-lhe, que fico expedidas
a* necessarias ordens para se Ihe remelter, tanto desta
Cdade, como de Santa Catharina, a maior quantida-
de de larinha de mandioca, que for possivel ; sacn-
dole sobre n Thezouraria da dita Provincia pela sua
importancia, e conlinuando-se iguaes remessas, at
que o dito Vice Presidente avize nao seren mais neces-
arias. Palacio do Rio de Janeiro em 13 de everei-
o de 1S34,
Antonio Pinto Chicono da Gama.
Candido loze de Araujo Vianna, Prezidenle do
Tribunal do Thezouro Pubico Nacional, deliberou
m Sesso do mesmo Tribunal, -m consequencia do
Avizo do Ministro, e Secretario de Estado dos Nego-
cios da Marn ha de 25 de Janeiro correte, que o
Presidente da Provincia de Pernambuco faca observar
na Estaco competente o Artigo 21 do Decreto de 11
deslemez, que reorgmizou as Intendencias de Mari-
nlia, o qual he concebido nos termos seguintes As
matriculas dos Navios do Commercio pasara5 de
hora em diante, a ser ferias tas Mezas de arrecada-
cao das Diversas Renda* dos Portos, donde houve-
m rem de despichar se taes Navios ; e nos lugares,
onde nao exist rem essas mezas, serlo feilas pela Au-
thoridade Policial, o que participo ao sobredito
Prezidenle para sua inteligencia. Thezouro Publico
Nacional em 30 de Janeiro de 1834.
Candido Joze de Araujo Vianna.
Candido Joze de Araujo Vianna, Prezidenle do
I nbunal do Thezouro Publico Nacional, tendo em
vista o oficio do Prezidenle da Provincia de Pernam-
buco de 14 de Outubro do uno pftssado, pedindo so-
lucao da duvida proposta pela extinta Junta da Fazen-
da acerca de dever, ou nao continuar a reeeber-se os
Imposto sobre o Algodo, establecidos pela Carta Re-
gia de 1.6, e Provizo de 18 de Marco de 1820, e pe-
lo L do Alvar de 15 de JuUio de 1809 ; deliberou
em Sessao do mesmo Tribunal, conformando-se com
o parecer do Conselheiro Procurador Fiscal, que a dis-
pos.co do Arrt 1. da|Lei de 4 de Dezembro de 1830
nao da lugar a duvida otTerecida, e que salva ella, se
deye continuar a cobrar na dita Provincia a contr-
buico estabelecida a titulo de marca, e pesada das Sa-
ras de algodo, e igualmente a que he applieada para
as despezas da Junta do Commercio. O que comrau-
nico ao referido Prezidenle para sua inteligencia e ex-
ecuco. Thezouro Publico Nacional em 7 de Feve-
reiro de 1834.
Candido Joze. de Araujo Vianna.
Avizo circular do Ministro da Fazenda de 11 de
Marco a os Presidentes das Provincias, exigndo que
comuniquem o que tem praticado a respeito do Decreto
de 25 de Novembro ultimo, e Instruecoes para execu-
co da Carta de Lei de 8 de Outubro do anno passado,
que se Ibes remetterao oportunamente, por nao cons-
tar at agora qunl o cumprimento, que se Ihe lenha da-
do, mormenle pela parte, (pie respeita nomeacode
Commissoes para proverem subscrpees para o Banco,
incumbida nos mesmos Prezidentes das Provincias ;
convindo muito que com toda a urgencia se d cun>
primento ao referido Decreto nessa parte, caso nao te-
nha j sido feito.
Circular de 15 aos Inspectores, participando-lhe
que pisso a ser exercidas pelas The/.ourarias Provin-
maes as incumbencias que tinhao sido postas cargo
das Paga dorias das Tropas, oreadas por Decreto de 10
de Abril de 1832, e abolidas pelo de 7 deste mez.
^Ilim. e Exm. Sur. Urgindo rada vez mais a
neeessidade das organisacoes do Bitalhode Cacadores
N. 7, e do.4. Corpo de Arlillieria de Posico de 1."
Linha que devem perteneer Guarnico dessa Provin-
cia de Pernambuco, e que por Avisos de 3 e 23 de Ju-
nho de 1833 se mandro organisar : Manda a Regen-
cia em Nome do Impender o Snr. I). Pedro II. no-
vamente recommend ir V. Exa. semelhante organisa-
cao aulhorisaiido-o elevara quiufientas pracas cada
hum dos Corpos, inclusive as Compaginas destacadas
as Alagoas, Cear, e outros lugares; escolher para
elles d'entre o glande numero de Officiaes, que tem a
Provincia, os melhores, e de mais confi.tncn : assim co-
mo para o Comnrindo do Batalho, que nao consta an-
da ao Governo. em quem recahiria depoisque foi del-
le dispensado o actual Commandanle das Armas. Lo-
go que tenha V. Exa. feito tal esculla, remeta sem de-
mora a relaco dos OfBcaes, para serem confirmados.
Tenho alem disto de eommnniear V. Exa. de Or-
dem da Regencia, que, quando hijo disponiveis nes-
sa Provincia quatro Cappitles de Arlillieria, capazes
coi toda exlenso de pnlavra, e principalmente que
professem principios de ordeni, os faca sem demora
pulir pira a Provincia do Para, pira servirem no 5.
Corpo ile Arlillieria de Posico, sendo desligados de
Pernambuco e remetiendo V. Exa. a relaco nominal
delles, para conbecimento do Governo.
Dos Guarde V. Exc. Palacio do Rio de Janeiro,
em 13 de Marco de 1834-----Antro Jos Ferreir de*
Brito : Senhor Presidente da Provincia de Per-
namb uco.
7TT
%*
-^


vwH
7 r<
(1418)
V
Illm. e Exra. Sr.Sem esperar a proximidade
do futuro anno finauceiro de 1-834 1835 ; feita j a
designadlo das quautivs, que no mximo podem nelle
sr despendidas em cada huma das Provincias do Im-
perio ; me Ordenou a Regencia, era Nomo, do Impe-
rador o Senhor D. Pedro II, que eu fizesse saber V.
Exc. ; que coube essa Provincia a de cento e quaren-
ti contos de reis; a im de que, de espaco, possa V.
Exc. nulhor dispor as cousas, para que da mesma se
nao ultrapasse por maneira alguoia.
Demorar-me pois em dignificar V. Exc. qnanto
releva o exacto ceumprimento desta Ordem, lora o
mesmo que julgar necessario lembrar a V. Exc. que
o proced ment contrario, importa hum arbitrio, por-
que V. Exc. se ternaria severamente responsavel ; e
>a e iilusori i a Lei do O rea ment, que compre reli-
giosamente observar.
Dos Cu irelo a V. Ex Palacio do Rio de Janeiro,
em 17 de Marco de 1834 Antero .los Femira de
Urito Senhor Presidente da Provincia i\o Para.
N. f. N mesma conformidade se escreveu aos
Presidentes de todis ;is nutras Provincias;'rnente
cpm a variante da quintil.
elacao dai quantiaSt que no auno financeiro de
1834 d IS'My pudoro ser despendidas em as Pro-
vincias Jo Imperio, menos a do Rio de Janano.
Para 140:0000(H)Marauho 110,000$000
Pjaulii 8:000$000Cear 20,000^000
fojo Grade 8:0005)000Parahiba 24,000.^00:)
PernSbuco 240:0O0$0fJ--Alagoas 24,000$00<>
Sergipe 12:000.2)000Babia 300,000^)000
Fsnirito S. 20:000.5)000S. Paulo 150,000#000
S.Cathariua 1 00:000.^000S. Pedro 324,000^000
Mato.orosso 70:000#000Goiaz 21:000^000
Mtha Gpraes 80:000^)000
Somma Total Reis 1:651:000^000
Secretaria de Estado, em 17 de Marco de 1834.
Autero Jpze Ferreira'dc Brito.
IlJm. e Exra. SenhorConstando ;i Regencia,
em JNome do Imperador o Senhor I). Pedro Segundo,
que os Segundos'Pnenles Joze Pedro da-Silva, An-
tonio Egidio da Silva, e Miguel Joaquina Demandes
Barros, tem aceitado os emregos de Lentes : sendo o
1. de Geometra da Cidade de Olinda ; o 2." do Cur-
so Juridico da -mesma Cidade \ e o 3. di Provincia
do Cear : compre que V. Exe. exija destes Officiaes,
e por cscripto, se elles dbm effeito renuncian suas pa-
tentes, ou se deix'io de ser Lentes para continuaren) a
ser Militares \ vilo que a Lei prohibe a estes, que ex-
erco empregos Civis. Oque de Ordcm di mesma
Regencia coaimuuico V. Exc. para soa intelligeneia
e execucao.
Dos Guilde V. Exc, Palacio do Rio de Janeiro
era, 12 de Marco de 1834 lulero Joze Ferreira de
BritoSor. Presidente d.i Provincia de Pernambu-
co.
Illm. e Exm. Sur.Hivendo-se enm Avi/.o de
28 do me/ prximo fiado, transmettido a V. Exc. pa-
ra sua intelligeneia e execucao nessa Provincia os Ex-
empiares dos Decretos (le 1 I, e 13 do dito mez, e Re-
gulamento a (pie o ultimo s." refere ; dando nova or-
gnisaco aos Arsenaes de Marinlv. de lodco Imperio,
e marcando as o br i gares dos respectivos Empregados,
ten lio por Ordena da Regencia era Pime do Impera-
dor, de declarar a V. Exc, que no Artigo 41 do cita-
do Regulamenlo, bra por engao, posto o adjetivo
numeralquinzeem lugar de cinco 5 cumprindo
por tanto enlrnder-sc, que as Ferias mensaes, de que
jilise tracla, devero ser entregues, o mais lardar at
o dia cinco do mez seguinle.
Dos Guarde a V. ExcPalacio do Rio de Janei-
ro em 17 de Ft-veieiro de 1834Joaquina Joze Ro-
drigues TorresSnr. Manoe.l de Carvalho Paes de
Andrade.
Sendo mui conveniente, que aos salteadores se
prive Al os recursos, para de prompto se aniquillar lio
infame cabilda, previno, e ordeno a V. S., que nes-
sa Villa escrupulosamente faca registar todos os indivi-
duos, e cargas qu por ahi tranzitarem, a fina de que
nao s aprehenda toda a mu nica" o de guerra, o mesmo
vivares, q possb ir.ler'a poder dos salteadores, mas
to bem as pessoas," que se torna re m suspeitas, remet-
iendo estas ao Recil'w ao Commandante da Fortaleza
das 5 Ponas, com reeommendaco de s serem solas
por ordem deste Govemo, nao esquecendo-se V. S.
com ludo de Ibes fazer formar (quando seja possivet) o
processo competente.
Dos Guarde a V. S. Acampamento em Jacuipe 22
de Marco de 1834Manuel de Carvalho Paes de An-
dradeSenhor Juiz de Paz da Villa de Serinhaem.
RIO DE JANEIRO.
JLIlIo Grande 7 de Fevereiro(Extracto de ama
caita paiticular.) Tem aqu havido ltimamente
glandes importacoes de [cobre dos Estados Unidos.
Diz-se haverem ehegado mais de cem contos de reis
pelo brrgue General Brown. Este contrabando es-
candaloso toma cada vez mais corpo, e n-, tememos
(pie elle nao seja em pouco lempo acaula de multas
perturbarnos na nossa infeliz provincia Estas tran-
sarnos se fazem por conta de casas brasileiras por via de
ageiltes enviados do Rio Grande aos Estados Unidos.
Noticias posteriores annuucio o sequestro do bn
gue General Brown.
O Capilo do briguc fnncez /' Unto, choca-
do do Havre no dia 21 de Marco com 45 dias de via-
ftem, confirma a noticia i\,i dimisso do Senhor
Zea Bermudez. Nada de novo em Franca eInglaterra;
ao menos nenhuma noticia importante lem transpi-
rado.
Diz-se que D. Miguel morreu. Tantas vezes o tem
feito morto, que permitido julgar esta noticia infun-
damentada : todava a peste que reina em Sanlarem
pode boje dar a este boato alguma aparencia de ver-
dade.
( Le Messager. )
**% ^* *
NOTICIAS ESTRANGEIRAS.
Monte-Fideo 18 de Fevereiro de 1834.
O
tvranno de Paraguay sahio do profundo lthargo
era que pareeib estar submergido ha 20 anuos, e to-
mando a offensiva contra o Governo de Corrientes,
invadi esta Provincia com hum exercilo de 4,500 ho-
mens por Santa Mara e Candelaria, sem que tenba
havilo previa declaradlo de guerra. Est chegada a
occasio de decidr-se pelas armas huma questo, que
ha muito deveria estal-, saber : se o povo de pa-
raguay ha de continuar a ser hum rebanho de escra
vas submetlido ao capricho d tira tyranno, ou hum po-
yo de bomens livres, destinados gozar deseusdirei-
tos, como todos os outros povos do Rio da peala ; se
o dictador Francia ha de continuar ;i ser o inimigo
commum da liberdade e civilisaco das provincias Ar-
gentinas, ou se he ehegado o lempo em (peoslas, de
pois de 20 anuos de sofrimento, escarmentem hum
de cao, se tem regozijado com as desgracas daquellje vo-

o
{

i
PA6INACA0 INCORRETA I

"o-rr


*A
(MMMMBMMMWi
Wt^KMtKmtmtmmmamm

I
h
i
1
t)
Otm
vo ;.,,ni!)imi;, dos seus sacrificios. O primciro tiro
iisj.M.ido contra os Cor rentlos resoar por todos os
ngulos da Repblica AFge>tina, como sitial d'hum
oinbate sagrado, a que lodos devem Correr, para sal-
v ir hum povo opprimido : os Povos livres, que o ro-
deo, nao deixar de o coadjuvar, pois que os intc-
resses da humanidade, a civiHzacoe a gloria assim o
frdcM.ao ; e de mais a Repblica Argentina, que feliz-
mente ja principia gozar tranquilidade interior, nao
deixara escapar a occasio de punir aquelle tvranno,
que ora provoca a sua voganca, invadindo o "territo-
rio, que nunca foi violado impunemente. O Gover-
no de Corrientes proclamou 17 do correte me*,
enamando as armas todos os habitantes de idadede
\i.a 16 annos, O Brigadero Ferr parti para Ru-
nos Ayres a pedir o cumprimento do artigo 3" e ou-
tro do tratado cuadriltero.
(Fl Universal.)
Conlentes Prbclamacao do Govemo, e do Ca-
pitao General da Provincia.
Cidadps: Os escravos do tvranno do Paraguay,
em nunirro consideravel, ouso pizar os limiares do
nosso territorio. Infelizesanda ignorfio, quea de-
reza da J alna s ],e cri me perante os tvranos Nao
eonheceo,que as armas entre as ma'os dos homens livres
sio infinitamente preponderantes as dos miseros servos
o despostismo N5o serio elles os reaponsavais dos
males que se preparo, aproveitando o momento,
romp remas cajeas, que os agrilhoao, deposerem as
armas Ira Incidas, e correrem presurosos ao nosso
Campo a respirar o aprasivel r da doce Liberdade,
de que infelizmente te vem privados. O tjrano,
que os enva, ser o nico responder per ante
Neos e a Sarao Argentina dos desastres da guer-
ra, que quer Pazer pozar sobre nos outros.
Compatriotas: Nosso exercito em campanha, cheio
de ardor e energa, dispoern-se fazer a mais vigoro
za resistenciaaoinimigo: varios esquad.oes de linba
e de milicia marcho eom rapidez engrossar suas fi-
lenas intrpidas; eogovernn nao cessa de proporcio-
nar-lhes lodosos recursos necessarios para sua perma-
nencia por todo o lempo, que o exija o imperio das
Circunstancias,
Concilladnos : Nunca f< mais orgulhoso oenthu-
ziasino dos no-sos guerreiros, como o que boje mostra
em prezenca das bostes d'bum inimigo, que se diz
poderoso. O Govorno vos considera possuidos dos
meamossentimento*, e espera, boje mais que nunca,
que estejaeaipromptos d uai eom as aunas na mao
em deteta do paiz, lares, de vosso^ i atetes ses, e de vossas caras famili-
as. 1 ara este fim previnem-se todos os habitantes
(testa Capital, que nao e.slo alistados na Legio Civi-
oa, que se diriiio.no espato de 24 horas ao'Comman-
Qante do dito Corpo, que Ibes indicar as respectivas
jompanhias que devera encorporar-se nos casos, que
se oflerecerem. Preencbido este dever augmentar a
garanta da vosea conservado e fiearo de algim mo-
do salish tos os desejos do vosso melbor amigo, e com-
patriota. Corrienlesl7 de Janeiro de 1834Ra-
lael A lienza.
( f*e la Gazeta Mercantil.)
1\%*>\* *W% XX%
&A\
TIIEATRO DE OLINDA.
'Abbado 2 de Abril se representa a Peca Jozel.0
Imperador de A lemanita em It'itembcrg, ou a Jas-
tica exempiar ; o actual Emprezario be o nico pos-
suidor della nesta Provincia, oque basta a provar que
lie esta a 1." vez que esta peca vai aparecer sobre a
scena neste Tiieatro. He a pi imeira parte das viagens
de J' 2. e talvez huma das melhores pecas Dramticas
deste genero. Este Mona relia desconhecido era casa
de bum pobre Marcineiro observa a que ponto cliega
a soberna e tirana dos poderozos ; be citado pera rile
o Tribunaljde Justica; abi he escarnecido, e vilipendia*
do por hum Magistrado venal, porem rmpunhando a
espada da Justica, pune o erime, arrancando as insig-
nias algs pobres q' servio de testemunhas falcas; ar-
ranca a Vara do Ministro, e faz sucumbir ao raesmo Ti-
rano, que sendo elevado do p da torra, pareca que-
rer pizar ufano em crimes aioda as almas mais puras e
inocentes.
O Cacto se passa em caza do Marcineiro. O 2.*,
e o 3." na casa da Audiencia do Tribunal criminal de
V temberg.
No fim da peca se chinear o Minuete Escoces, dan-
do fimo Espectculo coma encllente Parca a Partei-
ra Anatmica. He esta a segunda Opera da Assigna-
tura.
MVVt**%.\V
at>0O3 do Ctfrtt.
j.m. Sumaca Rom fim de que be Mestr.fi Juao Joze da
Silva sai para o Rio Grande do Sul no da 14 do cor-
rente.
&3" O Correio Terrestre de Einieiras, parte hoje
(11) ao meio dia.
V^* O Correio Terrestre da Parahiba parte boje
(I l) ao meio dia.
^3* O Paquete Nacional da Rabia acha-se prompto
a receber carga para as Provincias do. Sul, no dia
11, 12, e 13 do correte.
umvumuu
Senda*.
U\I carneiro capado grande, manso carregador de
sella : na ra do Hospicio na ultima casa, que faz es-
quina para o Pombal.
^3" Doce de tamarindos em frascos de 8 libras,
proprio para limii'iadas, e pira embarcar para o Rio
de Janeiro ; na ra do Rozario Botica de Joo Pcrei-
ra da Silveira.
^3" 20 meios de sola de boa qualidade e mais ul-
gumas couzas pertencentes a loja de couro por preco
commodo ; no largo de N. S. do Terco 2. andar da
esquina do beeo do Lobato loja de ferragem.
T^* Urna escrava de nacao mossa, e eom militas
habilidades, para lora da Ierra ; na rfa da Florenti-
na junto ao sobradinbo D. 6. '
*r3* lO a 200 alqueires de sal, do Ass e da tr-
ra : as 5 ponas noarmazem D. 27.
VT&* Novamente chegada da Franca: lilla pretal
muito fina, oazimira dicta dieta, lapim largo preto su-i
perior qualidade proprio para vestidos de Senboras :j
na loja franceza de Gadault, ra Nova D. 10. 1
W^ 10 bar is de niel lodos a 8$000 res, e cada
um por s( 8^500, viobo de caj eom garrafa 360, e
sem garrafa 320, cha hisson a 1600 a libra, manteiga
boa sendo libra por inteira 560, caf primeira sorle
260 a libra, chocolate novo 400 a libra, vinbo do es-
treito ranada medida velha 720, e garrafa 120, dito
900, dito 060, dito de Lisboa claro o velho 1440, gar-
rafa 200, dito do Porto caada 1920, garrafa 260, vi-
nbo branco 1280, garrafa 200, espirito de vinho ca-
ada 2560, gnala 400, azeite doce caada 2$, gar-
rafa 280 ; na ra do Livramento junto a loja da es-
quina do beco do Padre I). 1.
$T?" Um cavallo castanbo para ambas as sellas : na
mesma venda cima, ou na botica da mesma ra D. 4.
1
PAGINACAO INCORRETA


(]450)
&^ Um mulato Sadio, e que lera 30 annos, boli-
eiro, ecocheiro : no atterro da Boa-vista n. 32,1.
andar.
^&*" Cobre velho de forro, lihguados de ferro para
lastro de Navios, e taboas velhas para forrar estacadas:
era casa de Viva Costa & Filhos.
*53?* 3 inoradas de casas citas na Caza Forte, uma
tem as frentes e lapa me o tos de pedraecal, e as duas
sao de taipa, tendouma deslas um grande quintal com
12 pes de larangeiras, e alguns cafeeiros, tobem se
allugo annualmente ; na ra ta Conceico da Boa-
vista defronle da Igreja n. 78. '
$^ Uma venda na praca da Boa-vista n. 15 : na
mesma.
$C5* Uma escrava, que sade cosinhar, ensaboar, e
engomar lizo : na ra do Assougue velho na Boa-vis-
ta D. 18.
O
Cotupras
'S Diarios do mez de Abril do auno prximo pas-
sado : anuncie.
$&* Garrafas para vinho vazias : na loja francesa
(fe Gadaull ra Nova D. 10.
^3* Garrafas vazias sendo de conta e iimpas, e
tobem das que tem servido de moscatel : na ra do
Livramento junto a loja da esquina do do Padre D. 1.
O
am?os particulares.
Juiz de Paz do 3. Distrirto da Estancia da Fre-
guezia da Boa-visla, faz publico que acha-se recolhi-
do naCadeia desla Cidade o crilo Elias, que ui ser
escravo do Padre Manoel de Araujo Pinheiro-
tT3^* Alluga-se uma preta, ou preto, que sirva pa-
ra servico de ra ; na ra da Praia sobrado do Marro-
quim 1. andar.
^cy Quem pereisar de duas nmas para todo servi-
co de uma casa ; dirija-.se a ra das Agoas verdes D. 9.
^T3?* Quem percizar de um criado capaz de acom-
panhar qunlquer pessoa : anuncie.
^^* Quem percizar de uma molher viuva com u-
ina escrava e duas crias par botar sentido algum sitio
perto da Praca, ou algum Sr. que tenha caza na nuca
e more lora que noqueira te-la feixada, a dita seo-
briga a prestar-lhe seus servicos as ocrasies que Ibe
lor p.rciso vira praca, s interessa morada gratuita
por nao poder pagar, quem pereisar anuncie.
^C?" Quem quizer mandar mar<-arcarnizas, calcas,
lencos, e inais pecas com diferentes marcas por preco
commodo, com brevidade : dirija-se a fora de Portas
n. 31 lado direito.
^^ Quem quizer trocar, ou mesmo comprar u-
ma escrava quilandeira, cosinheira, e lava, por uma
escrava recolbida ; dirija-se ao atierro dos Affbgados
armazem de courus de Nascimento & Compnnbia.
$C?* A pessoa, que anunciou por este Diario n.
359 ler para vender 0 libras de prata de Le, pode pro-
curar em Olinda no largo de S. Pedro novo princi-
pio da ra de Malinas Ferreira do Doutor Lourenco Trigo de Loureiro, que abi se
Ibe dir quem a quer comprar.
$cy Perciza-se de um sobrado de um s andar que
tenha commodos para familia nos dous Bairros de San-
to Antonio, e Boa-vista, e na falta um segundo andar;
que o tivere quizer allozar anuncie.
^v^* Quem pereisar de uma ama com bom leite ;
dirija-se ao paleo da Matriz do Bairro de Santo Anto-
nio no lerceiro andar do sobrado n. (JO.
^3* Perciza-se allugar um primeiro ou segundo
andar de um sobrado nao excedendo o seu alluguel de
5 a 6$ reis por mez, e prefere-se sendo no Forte do
Mattos ; quem o tiver anuncie.
^l^* No dia 9 do corrente Abril foi ter a ra por
detraz de S. Joze, caza D. 15 uma negrinha de tenra
idade, a qual sabendo dizer o seu nome, o de sua mi
branca &c, nao sabe com tudo o da ra em que ella
mora : a pessoa pois, a quem essa negrinha pertencer,
dirija-se a dita casa, para se Ibe fazer a sua entrega,
verificando ser para isso legitima.
\T^" Joze pereira da Cunha faz scienle ao respei-
tavel publico que lendo de fazer viagem para a Euro-
pa a tractar de sua saude : sua casa commercial nesta
praca fica continuando no mesmo giro como athe qui
na Administraco dos Senbores Antonio pereira da
Cunha & polycarpo Nunes Correia.
1
"VV*%,
Ai
0craroi FugiDog.
.Ntonio na; o calmuda, 20 a 22 annos, estatura or-
dinaria, cor bastante preta, rosto redondo, olhos gran-
des, e papudos, sem barba, pernas por igual que pare-
cem enxadas, pes tobem grossos, e tem em ambos os
regeitos marcas de feridas que foi de estar nos ferro?;
fgido no dia 31 de Marco p. p. : ra do Carmo da
Cidade de Olinda n. 13.
^C^* Florinda 16 annos, pouco mais. ou menos,
crila, tem a testa curta, olbos grandes, beicos grossos,
denles saos, seca do corpo, pes finos e compridos, no
braco esquerdo tem uma eridinba pela parte debaixo;
ugidn no dia 6 do corenle, com dous vestidos no cor-
po, o debaixo de riscadinbo azul ja desbolado, e oulro
de ebita de riscas brancas, tobem desbotada : a ra
da Gloria sobrado n. 9.
^C^ Lui/., naco cabinda, 29 annos, boa estatura,
ebeio do corpo, com uma marca de l'erida em uma das
canellas que ficou arquiada no lugar da fu-ida, em
cima de um dos pes uma sicatriz de um talbo, e ren-
dido de urna virilha ; fgido no dia 27 de Marco p.
p. : ra de S. Goncalo D. 14.
* *%-* *^^^*^^*^%*^%'X**'V%-**^
M
NOTICIAS MARTIMAS.
Navio entrado no dia 9.
.ONTEVIDEO ; 25 dial ; Polaca Sarda Correio,
Cap. Octavio: carne, e sebo: Adolfo Schramm.
Saludos no mesmo dia.
\
.10 DE JANEIRO; B. Argentino General Ron-
deau, Cap. Donald Compbell : sal. PassageirosO
Senador Alfonso d'Albuquerque Maranho, os Depu-
lados Doutor Sebastio do Reg Barros com 1 criado,
Doutor Francisco do Reg Barros com 1 criado, Dou-
tor Antonio Peregrino Maciel Monleiro rom 1 criado,
Doutor Pedro d'Araujo Lima, Francisco de Brilo
Guerra rom 2 sobrinhos e 2 criados, Doutor Jerni-
mo Martiniano Figueira de Mello, Manoel Mara do
Amaral, e Antonio Correia Seara com 1 filho; e o Dou-
tor Porto.
DITO DITO; E. Mara da Gloria, Cap. Anto-
nio Carlos de Azevedo Coulinho : familia, e lazenda*.
PassageirosOs Depula.los Joze Maria Ildefonso, Jo-
ze da Costa Machado, Joo Barboza Cordeiro, Igna-
cio d'Almeida Fortuna, Venancio Menrique de Rezen-
de, Francisco Alves Pontes, Joo d'Albuquerque Ma-
ranho, e Antonio da Cunha Vasconcellos; Capito
Gabizo, Manoel Lobo de Miranda Henriques, Doulor
Felis Ribeiro Rocha, e Francisco Ignacio Gomes Jar
dins.
u
PAGINAPAO INCORRETA


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EDNAD3KBD_KBRJZG INGEST_TIME 2013-03-27T16:41:16Z PACKAGE AA00011611_02483
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES