Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:02006


This item is only available as the following downloads:


Full Text
AVNODK 1833.
OUAUTV 10RA 12 DE JtNHO,
NMFRO 127
*1 $
U|l '. agW
55!
Subsareve^se nrnsaltntMtc ;. O- re, adiantadas, na Tfposrr i:i
dj M.'a-i/), (,.im da M i:ri- labrado o ij..- se r.'ceboia c HTisnpi>iidjnci-*, eaj)uiici(H c*te* liwlrfia-Jte
p*4iis ?_ id.) d.v pro,"'?- a-'i/'.-niau t. tomen te e vlnrfo asvlciiados.
Todo agora dependa di' nos incsinos, it.i itoota prudencia, m-
d rnj.ic. e fiifisria: eontHiMiww cana princi pumos i icrmri
aionladoi) com admrala entre ..* N;i(io mai* cuba,
l'iocl.iiiititao da Aiscmbl;* Gcml riu Uratit.
MMMmMM
m Hllill
9mp)K30-3 em t&ernattttmeo par 3!c?e fijtctorttro De abreu.
>Bac>s5JEflaHS),**2Wfr^S3=a5ai
-

DAS ha SEMANA.
4.a- S. Jo i.>- Junl da Faz., e auefr. co .Juiz da
I chas d m. Pr. ;is 11 h. < 2 m. da t.
&.*-&$. .-liittmh- P. aos30 m. da m.
**# OS. 6. Corarn de Jfizus-Vr. al h. e 18 m.
da m.
Sab>-S. Fito-TW^fom., c Aud. do V. G.'dct.
Pr. as 2 h. e G awn. da m.
Doni.'- .S'. Aureliano -Pr. as 2 h. e 54 rain, dam.
* *** ,*-.
EDITA L,
Manorl 'ferino dos Santos, Presidente da Pro-
. unca de 1' nambuco, pala Regencia em fime
do Imperador, etc.
F\ o saber to los os habitantes desleDislricto, que,
sendo do absoluta necessidade fzcr-se por contra-
to o fornecimento d< carne verde ;i frca do Acampa-
mento d'Agua Prela, aquello Cidado, quesequixer
encarregar delle, deve dirigr-se osle Governo, pa-
ra s".proceder o ncoessario ajuste. E, para que o refe-
rido conste, se afiliar o presente nos lugares mus p-
blicos, o ser igualmente publicado pela Imprensa.
Palacio do Governo de Pernambuco 11 de Junho
de 1833. Manocl Zeferino dos Santos.
CAMA1U MUNICIPAL.
SessSo ordinaria de 10 de Maio de 1833.
PmezdencU tJO S. LuPobo.
COmpaueceraS os Snrs. Esteves, Olive ira, 'Mello
Cavaleant, Paula, e Doutor Mavignicr, faltando
com causa os Snrs. Nuues de Olivcira, e Carneiro R-
os.
Aberta a sesso, e lida a acta da antecedente foi san-
cionada por estar conforme. O Secretario fez a leitura
do expediente : hum offi:io da Cunara de Oiinda exi-
gilo a quantia de 400$!G5 rcis de renda do assou-
<;uc di Boa Vista desde 1818 al- 2G de V.iio de 1824:
posta a materia a volacao resolveo a Cmara depois de
discutida, que se dissesse a Cmara de Ol-nda (pie a-
presentasse os ttulos pelos quaes se dis credra destq
quantia.
^ Outro do inspector do Tbesouro da Provincia Joo
Goncalves da Silva cobrindo oulro por copia do.Ex;n.
Presidente, em eonserraeneh do qual havia pago a .To-
se Joaquim da FSceca Capih irihe qutia de 695.^755
res: a Cmara Rooii nteirada.
Outro do Fiscal Rodolfo Joo Barata no qualreprc-
senlava 1." sobre o concert que precisa a pile da
<# Boa Vista, 2. sobre o concert que precisa o atierro
do.; Aflojados, 3. finalmente para que se Ihe mandas.-
se dar os 400.^ rcis .i pedidos em outra se^so a f: vi
de pagar com ettes assm as despesas feitas cuma c
rio di ponte di Boa \ ista, como as que tem fejto co
a enfermaria que |a esta prompta, e poder dar as suas
ontas : posta a.materia em votado depois de di
re.olvo a Cmara, quantoaol.% que se Tiiawi
Enfjenhero para ver que concert piec.isa a ponte, e
fazer o seo onamento. ema. to ao 2." que -; mandasse inspecionar o dito atierro (
faser o orcamento lo ao 3., qw se mandasse dar 200$ res para o ris-
cal poder finapsar o concert da punte, e ihv conlus
dele e que para acabar de fazer o que era iiecessaria
na enfermaria o Procurador desse u quantia de 170-^
reis.
Ouro do Administrador do sustento dos presos pe-
fundo nara a enfermara lengoes, camas. enxer,,;o,,>.
travcH-eiros, e dois lampi5es: posta a materia a voUico
depois de discutida resolveo a Cmara, que o Fiscal
Rodolfo Joo Barata aproroptasse doze camas com seos
enxerf;oes, doze traveceiros, vinte quatro lencoes de
alfodao, (! os dois lampioes pira os [irosos (lenles re
ceben do do Procurador o dinheiro necessario, oqua!
deve depois ser pago do rendimenlo du easa legada ao>
preso?.
Por ocasiao de se tractar deste objecto resolveo a C-
mara, quc.fosse pa^a a despesa fetta coma enfermaria-
nra conla o Fiscal respectivo devia quanto antes ap-i
presentar ; mas que se oraciaase ao xm. Presidente
pedindo. que mandasse aprompla'r no grande Hospital
de Caridade lugar suflBcientemente seguro aonde po-
dessem estar para e-cn curelos os presos da Cadeia.
poli que pe'o Artigo 70 da Carla de Ley do i. de Ou-
lubro de 1828, e a vista do Decreto de 13 de Dutu-
bro de 1831 lieahi nao na Cadeia que os doentes de-
voro ser curados, por que ninjucm ha niais necessila-
dos do que os pobres presos, e cujo estabelecimento el-
la auxiliar com o que poder animalmente.
Passou-se mandado para pa';ar-se a Joo Baplista, a
quantia de 30^ft reis em que imporlou a urna que se
llie havia mandado fazer. Tambera se passaro mais
dous hum, para pagar-se ao Arrematante da lumina-
cao a quantia de 1 :G 18.^548 rcis ero que imporou a
mosma nos mezes de Marco, e Abril findos, sendo
821fg)628 reis de Marco, e 796$920 rcis de Abril, p
o outro para o Fiscal Barata receceber os 200J rcis
que se mandhu dar.
Resolveo \i Cmara que se imprimissem cem oxem-
plares da acta da apuracao dos votos para Conselheiro
de Provincia, igual numero da acia da a)uraco dos
votos para Cfinselbeiros do Governo, e vinte seis ex-
emnlares do termo expecial dos Deputados desta Pro-
vincia a Assemblca Geral do Imperio.
Resolveo a (amara que por carta se partetipasse aos
Juizes de Facto as suas elcicoes. Despacharo-se al-
fUns requerimen'os, e por ser dada a hora alevanlou-
En .lo/e Tararos Comes da Fonceca, Se-
cretario a pserevi. I.udf/'io, P,EstevesOveira
Mello 'avalcantiPaulaDoutor Mavignicr.
Se$sp o ululara PiVESiOTX EA I"' S't. Ll Ocf.RO. A
^O\ir.\'-.vcr.r. \ OS Sor-. Esteves. Mello C;;Valc;mt,
4 Olivcira, eDoHlor Alavianier, falynd cfa causa


.. -w
(510>
1
^>^da
os Snrs. Paula, Carnciro Rio-, e Nunca Je Oliveira.
Aberla a sesso, c lela a acia da antecedente 'oi san-
cionada por star conforme. O Secretario fez a leitu-
ra do expediente : hum officio do Fiscal do Rccifc Ma-
noel da Fonceca Silva pedindo 50$) reis para poder
acallara obra do Islhomoque por ordem est lazenu :
posta materia a volacao depois de discutida resolved
a Cmara, que se mandasse dar a quantia pedida para
) que se passasse mandado.
Resolveo a ('amara que se officiasse ao F.xm. Presi-
dente para que mandasse i/.emplardo servieo das Guar-
das Nacionaes os seos empreados.
Mandou-se pagar ao Mesfre de mu/.ica a quantia de
20$ reis da mu/iea, e do Te-Deum feilos por occasiao
la elcico dos Deputados, e Antonio Joaquim de Mel-
lo a quanlia de 2'2}91f> reis dfi 55 dias de seo ordena-
do como Advocado, que foi da Cmara.
Resolveo a Cmara que se officiasse ao Exm. Prcsi-
4feptesobre os pobres doentes que existen) pora praca
t: Ribeira do Peixe deste Bairro, morrendo a mingoa
para que os mandasse recolher ao Hospital de Caridn-
ole.
Nao apparecendo quem offerecesse mais de 453$
reis por o contracto das bataneas e repe/.os dos assou-
Kues do termo desta Cidade, que desde'Feverciro an-
da ein Praca : a Cmara mandou entregar o ramo da
arrematadlo a Francisco Menna de Sou/.a, por lempo
de hum auno a principiar do primeiro do me/ que en?
tra ao ultimo de Maio de 1834, e que se partecipasse
ao Exm. Presidente a fin) de ser approvada dita arre-
matacao, e depois entao lavrar-se o auto para o arre-
matante ossignar. '
Resolveo a Cmara, (|ue se avizassm os Conselhei-
ros de Provincia, que ac lia rao de ser chulos para a
Legislatura de 1834, para o Te-Deum, que ter lu-
grr na Igreja Matriz deste Bairro, no dia 16 do cor-
rele a larde. Despacharao-se alguns requorimentos,
e por ser dada a hora alevantou-sc a sesso. Eu Jo/e
Tavares Gomes da Fonceca, Secretario aescrevi. Lud-
gro, P- Estoves Oliveira Mello Cavalcanli
Doulor Mavignier.
Sesso ordinaria de 14 de Maio de 1833.
Presidencia no Su Ludgko,
COmparecerao os Snrs. Esleves, Oliveira, Mello
Cavalcanli, Paula, e Doulor Mavignier, fallando
com causa os Snrs. Mues de Oliveira, e Carneiro R-
os.
Aberta a sesso, c lida a acta da antecedente foi san-
cionada por estar conforme. O Secretario fez a leitu-
ra do expediente : hum oFicio do Inspector do The-
fturo sobre objoctos de escolas de primetras letras de
hum e oulro sexo : posta a materia a volacao depois de
discutida resolveo a Cmara que na conformidade do
niesmo se expedissem ordens, para os Inspectores, co-
mo para os Fiscaes respectivos.
> Outro do Fiscal da Boa \ isla sobre u doncerto que
precisa a ponte pequea da passagem da Magdalena, e
a necessidade de relelhar-se a casa do ssougue de dito
Bairro : posta a matoria a volacao dcpois.de discutida
resolveo a Cmara, que se pedisse ao Engenheiro para
orear dito concert, fazendo o Fiscal repeinar o dito
assougue.
Oulro do niesmo dando parte, que estavo promp-
las as obras que se Ihe linho,incumbido nestes ltimos
(res rae/es : inleirada.
Outro do niesmo remelendo huma relia..*o nominal
os multados nos tres me/es prximos (indos : inteira-
OirtrAdo Fiscal do Bairro de Santo Anlcnio re'pre-
iland} suhrp -varaos objc<-os de publi: a utilidade :
sei
uddiado,
^A
Oulro do raesmo dando as ra/ocs por que mandara
deitar abaixo dous Judas, que se achavao na praca da
Boa Vista no Sabbado da Aleluia : inleirada.
Oulro do mesnio pedindo huma guarda para a Pra-
ca da familia a fim de evitar o monopolio, e desor-
dens que quase sempre ah ha : inleirada.
Oulro do Administrador do sustento dos presos dan-
do contas das despesas feilas com elles no me/ prximo
indo, e pedindo que se Ihe. mandasse dar, assim a
quola de dito me/, como o saldo em seo favor de
4<)305 reis : posta a materia a volacao depois de dis-
cutida resolveo a Cmara, que se passasse mandado para
o Procurador dar-lhe a quantia de 800$ reis das quo-
tas par o sustento dos presos, do dito mez de Abril, c
do correnle Maio. nomeando para o exame das coutas
appresenladas os Snrs. Doulor Mavignier, e Oliveira,
a quem as ntesmas se enlregarSo.
Outro do Juiz de Paz de Muribeca dando parte do
novo alislamenlo para os Guardas Nacionaes, e das al-
leraees que houvero nos mesmos : posta a materia a
votacao depois de discutida resolveo a Cmara que se
Ihe dissesse que cumprisse a Lci, c que ella nada tem
mais com cssas altoracoes as quaes devem ser feitas por
elle no livro da Matricula.
Oulro do Exm. Presidente pedindo da parte do Co-
selho copias authenlicas assim do officio que se dirigi
a Cmara de Serinhaem pedindo-se-lhe as aullienticas
das eleicoe? de Conselheiros de Provincia, c Governo
como do officio da dita Cmara em resposta : posta a
materia a votacao depois de discutida resolveo a Cma-
ra, que so mandasse as copias exigidas.
Passou-sc mandado para o Fiscal da Boa V Uta ser
pago da quanlia de 24,^)280 reis, que gaslou com <;s
eoneerlos das bataneas da aferico, e escrapulas cuja
couta foi examinada por o Sur. Esteves, e eslava por
papar desde 13 de Abril prximo lindo.
Resolveo a ('amara, que o Administrador do sus-
tento dos presos continuasse a sustentar os que eslo a
bordo das embarcaedes de guerra com races iguacs as
que se do aos que eslo na Cadeia.
Resolveo a Cmara, que ieasse sem ett'eo a resolu-
cao lomada no dia 10 do correnle pela qual se mandou
apromptar as camas, traveceiros, enxcrges, lencoes,
e o mais para os presos doentes, visto (pie pelo Artigo
70 da Carta de Le do 1." de Oulubro de 1828, e De-
creto de 13 de Oulubro de 1831 elles devem ser cura-
dos no Hospital de caridade ; e que se dissesse ao Exm.
Presidente, que havendo na Cadeia 22 doentes presos,
os mandasse passar para o dito Hospital onde devem
ser curados, dando ordem a Administraco do mesmo
para os receber ; pois que despedindo ella, como def-
pede, os Mdicos, e Cirurgio, que tiuba di paludo
para os curar, e tambem aos pobres do municipio, nao
responde mais por o curativo dos mesmos.
Resolveo a Cmara que se fizesse iciente ios Professores que ] nao sao mais Mdicos e Cirurgio
do seo partido. Despachalao-sc alguns requerinu ti-
tos, e por ser dada a hora alevanlou-sc a sess&o. Jo/e
Tavares Gomes da Fonceca, Secretario a escrofeo.
Ludgro, P. PaulaMello Oliveira Esti
Doulor Mavignier.
I
&bt!5c&c Correta
O Paquete Bra/ileiro Jannuaria recebe as mallas
para o Sul boje (12) as 0 horas da noile.
fc^* A Escuna Minia, da Glotia recebe as mal-
las para a Babia e Rio d Janeiro no dia i "> do cr-
lente as 9 horas da man ha.
., \%% > v*
i
V
1
^


f
H


I
u

(511)
5awcs a Carga.
Para Liverpool.
ORrigue Inglcz Melby sai com toda brevidado, ten-
do a maior parte da carga prompta ; quem quizer
oarregar dirija-se ao Escriplorio de W." Rcehardson
rna da Cruz D. 27 1. andar.
Leflbw.
HAriusons Pooie & Lalham fazem leilo de fasen-
das limpas c avariadas hojc4." feira 12 do corre-
te pelas 10 horas da man lia na caza da sua rezidcncia,
ra da Alfandega velha n. 9.
o^" Em1 Ricou & Roilleau fasem leilo hoje 12 do
correte pelas 10 horas do dia no armazem de Joze
Luiz Goncalves ao arco da Conceicao do Recife do
sguinte : caixas de azeite engarrafado, caixas de du-
/ia de vidros de conservas, rolhas de cor tica, barris
de azeitonas, cognac e barris de vinho Francez.
% w \ X V
NU negra naco Angola mossa, lava de varrela, e
sabo, cosinha o diario de urna caza, e entende
de doce, e vendas; vende-se por precisao : em lora
de Portas n. 26.
^P* Um par de lamancos vindos do Rio de Janei-
ro proprio para o invern : na ra Velha da Roa-vis-
la D. 2i.
yy Para fora da trra urna escrava de narao,
boa engomadoira, rendeira, c cozinheira : fallar
na ca/a l). 61 na esquina do pateo da Matriz que vol-
la para a ra das Trincheiras.
^jr Urna preta de 20 a 22 annos, boa cozinheira,
cus1 cho/c hbil para lodo o mais servico de urna
casa : na ra Di reila sobrado n. 27.
^^* Para ora da Praca, ou Provincia urna escra-
va com urna cria de 8 mezes : na ra das Trincheiras
n.'
14.
^C^ Urna morada de casa terrea na Roa-vista ra
do Colovello, com hom quintal, qualro camarinhas,
e cosinha fora por proco commodo : em Fora de Por-
tas n. 27,' Io. andar, lado esquerdo.
ft^* Urna casa de taipa no lugar da Caza Forte,
porto do banlio, o com commodo para pouca familia :
no pateo do Hospital D. 22.
\Cg* Uma venda com poucos fundos na ra das 5
Ponas D. 19 com mu i lo bom commodo para uma fa-
milia indenpendente da venda : na mesma.
^^T" Vende-se, ou nrrenda-se um sitio de plantar,
e criar na Malhadinha no lugar denominado Murua-
bba : fallar com Joze Carlos Teixeira na Cruz das
Almas.
cy Urna negra de naci, 24 annos, coze chao,
engoma, sabe fazer podel/>, e cosinhar sofrivelmen-
te : na ra Nova D. 12, defronte da Conceicao dos
Soldados.
tpy Uma casa ele taipa coberta de lelha no lugar
denominado Campia (le Santo Antonio do Lucas :
na rua da Praia D. 27.
^P* Rixas grandes, c pequeas, de muilo boa qua-
ltdade, chegadas prximamente : na rua Direila D. 49.
rM\ canoa tendo 20 a 25 palmeas de rompido, c
CotDprasi
M\ canoa tendo
3'/-. a 4 de boca : o lado da Cadeia D. 3*.
V&~ Uma espada de bamba de ferro, em bom es-
tado : .na rua da Conceicao D. 1S.
I ni boi u.-carroca sendo novo ; e tambom u-
( -.lando em bom u/o : h fallar na casa
io fundo da Matriz da Boa-vista, ou a Joze
Car eifceira na CrttZ das Almas*
\>t^* Um escrav ferreiro, tanoeiro, oti carpina :
fallar com Gervazio Pires Ferrcira, ao p da Igreja
do Rozario da Roa-vista.
^35 Moeda de cobre de 3 oitavas: na rua de Or-
las D. 43.
^^=" Dinheiro sem pezo : no Botequim da rua das
Cruzes D. 3.
>**%*%*%%%%
A
ailugues
Li.ooA-se uma Olaria no atierro dos Afogados :
fallar com Miguel Fcrreira de Mello, rua do Vi-
gario D. 21.
/%v^ %- % %
lEwno desaparecido da rua da Gloria no dia 4 de
Maio deste anno as 11 horas do dia um menino
com 11 annos idade, branco, bastante delgado do
corpo, olhos pardos, cara comprida, com uma costura
de talho no queixo do lado direilo, cabello louro, c
bastante crespo, por nome Manoel ; quem o liver em
sua companhia, ou souber aonde elle exista ; anuncie,
ou pode entregar na dita rua da Gloria n." 119 a Ma-
noel Pessoa que recompensar bom.
$r^=* Na segunda oitava do Espirito Santo dcsapa-
receo um papagaip Rrazileiro muilo bonito, e novo
com nenhum principio de fallar, e julga-se tercahido
para o Semitono do Rozario ; quem o liver apanhado,
e o queira restituir : anuncie.
* w* *

tfurto
mrA noile para amanheccr o dia 7 do crvente mez,
l^lenlraro pelo telhado da Cpela do Engenho Pau-
lista, eroubaro um ealix grande de prata dourado, pa-
tena, e colher, um ornamento rico de damasco, e
galoens de ouro, uma coroa de prata dourada da Se-
nhora da Conceicao, e uma alampeda de lato doura-
da j muilo uzada: pede-se a quem forem todas, ou
alguma das ]>esss, offerecidas em compra, baja de
trazer afim de poder prender-se o ladro, e atguem
liver nolioia donde se acha o furto, avizar no Enge-
nho Paulisia a Joo Lins Cavalcanti de Albuquerque,
que ser rerompencado.
3tmos pamttewias.
QUkm quizer dar um cont de rcis a juros de do
por cenlo ao mez, por espaco de um anno, com
hipoteca em um silio perto da Praca : anuncie.
IfP' No dia 10 do correntc pelas nove horas da
noile, foi visto ser prezo um escravo sapaleiro de no-
me Joaquina no pateo da Penha, por trazer uma pe-
quena tizoura do trabalho de seo officio, e como nao
aparando, e nem delle noticia h faz-se este anuncio
indicando a roupa e os signaes do dito ascravo : ne-
gro de 20 a/, cheio do corpo, alio, feicoens grossas,
lem uma sicalriz na fonle dircita, levou carniza de ris-
cado rxo, laicas de estopa nova, jaqueta de riscadi-
nho azul, c chapeo de palha ; quem liver noticia di-
rijr-se a taja, de livros defronle de Palacio.
' ^3- Quem anunciou percisar de uma Senhora de
bous eostu mes e capaz de tomar conta de urna casa $
dirija-se a rua Direita sobradinho ao p da casa D. 12.
V3~ Quem percizar de um rapaz Brazileiro para
Caxeiro de escriplorio ou rua, d fiador a sua condue-
le 5 anuncie.
^-75? Quem percizar de um rapaz Brazileiro de
20 annos de idade, de boa conducta, da qual d.i 6a^
dor. sabe ler, escrever, C contar sofrivclmenje para
caxeiro de escriplorio, rua, ou armazem ; jopondo-
le al'- nao receber ordenado no primeiro nif.it; anun-
ce. f x
V


(51
o
i~':,~?* Quem tiyur tima piola'capUva. q;ie saiba co-
iiihav, e a queira .Ilutar: anuncie.
IfJF Os abaixo assignados fazem publico, que,por
mor.\o de molestia so lhe luz preciso liira Europa 'dei-
xand por Procuradores cadministradores dos uct f-ios ce sua caz sua mulher Alaria Francisca da Silva
Guimaraons, e 3oo HamiUon. e em lercciro lugar i
sen caxi iro Francisco Ignacio .Tordo.
Jorr (.roncal-vas / ieia (iuimaraens -c ( ompanhia.
^t3* Quem anunciou querer lanar a .Toz da Cos-
ta Pinto, dirajase ao alieno dos Alfogadus de fronte
do \ ivelrq do Muniz.
r^** No da 8 docorrenle mez e Junho do pre-
sente anuo de 1833 apareeeo em casa do Padre Mau-
ricio Bordes da ('osla um pelo, que diz chamar-se
Pedro, estatura alta, j ido/.o e de Nacfio Rebollo, di-
zendo, que era forro, e por se ver banido sem al(";um
meio de recurso, por is-o procura va a caza do dito
*I^u!re para prestar-lhe os necessaries socorros sua
existencia, o)rifando-seo mesmo prelo a preslar todo
aquelle servico consernente as suas forcas, c porque
ignora a veracidade desle caso, por isso fhz publico
por este anuncio para que em todo o lempo, era que
naja de apparecer o contrario do que diz o referido
pn lo, o dilo Padre desde j nao se rcmou.jabeliza por
cou/.a algumaa
^P9" Quem anunciou querer urna mulher dosem-
pedida de qualqucr circunstancia, escudo a sua pes-
soa s) ; dirija-sc a ra da Mocda, no Forte do Mallos
asa terrea I). 10.
&^* Quem peretsar de dinheiro a juros sobre pc-
n boros de, e piala : anuncie.
lO* Constando ao abaixo assignado, que .Toz Anto-
nio Teixeira, e seus Cunhados tem pertendido ilogal-
v. mente vender, ou arrendar o Engenho Cachoeira Lin-
da, sito na Freguezia de Una, termo desta Provincia,
V de que actualmente se acho de psse por meio da ma-
i1* escandalo/.a usurpaco, e com manifest disprezo s
Liis, e ao aauferivcl direito de propriedade, garan-
tido pela Constituito, que felizmente nos rege; o an-
nnnciinte na qualidade de Procurador de seu Pai
Cosme Joz de Mello, vem por este meio prefinir ao
respeitavel Publico para que ninguem compre, ou
por qualquer mancira contrete cerca do sobredito
Engenho, que perteuce ao pai do annunciante, e do
qual j se achara legamente empossado, mais de
qualro anuos, em vi i lude de sentencas, que a seu
favor tem obtido no Tribunal Competente desla Rea-
cao. Para que pois ninguem se chame ignorancia fax
0 annunciante o prsenle uvizo, protestando haver
o seu direito contra quem quer, que Cor.
Femando Anouso de Mallo.
$C?~ Felis Roza de Lima, rera-se desla Provincia
para a do Rio Grande do Sul.
fc^* O abaixo assignado faz publico (pie leudo lhe
pedido Joo Ferrcira dos Santos paca lhe jissignar um
papel constando do arrendameuto da loja ale ferraron
sita na ra da Madre de Dos n. 22 cujo papel o a-
baixo assignado lhe nao quiz assignar como prova com
teslemunhasque se achavao piezenles ; e como cons-
ta que aparece afirma do abaixo assignado no dilo pa
1>el junto a uns autos no Cartorio do Senhor
)ultra, e entregou o dilo papel ao Sur. Manoel de
Oliveira Lucas ; e por ifso faz ver ao publico, e mes-
mo ao Sur. Escrivoonde existe tal papel que lco,
o para que o Sur. Santos nao uze de tao vergonhoza
esperteza iiiz o prezente anuncio, e desde a va i uzr
^r*' S, .iianUii'i Jo 1'nn-iru Harhozn.
*C^-0 Sm. que (i ou de hf pagu tima pequea
quantia, de um.auel rpu- t i rmpenhado, e que
\
lhe c miou a entrega do dito anel; queira quau.. an-
tes sajflisfa/.i r esta too redima quantia.
#5^ Perciza-se de um caxeiro de 16 annos pour
mais cu menos, que tenha bons coslumcs, e enlemia
de venda : na venda por delraz da Santa Cruz.
$^r' Precisa-sede um rapaz Europeo, de idad<
pouco mais ou menos de 12 annos, para caxeiro do
urna venda; na ra dos Quarteis atraz da Matriz:
brado I) 1, J." andar.
(.-.;?-* Preeiza-w fallar com o Snr. Theodoaio
Alhuqueroue o *'"'' i para tratar-o da venda de seo
Engenho Ptxa Fregnezia da Luz dando-ae amelad'-
avista em dinheiro, eaonfra em desobligas dse
acredores : na ra da Cruz D. 15.
%^?* Quem percisar de um rapaz BraznViro para
caxeiro de iiia, ou cs^riptor in; dirija sea ion DtPti
ta casa terrea I). 4(S, lado da l;;reja do Terco.
^v?" Quem anunciou querer urna mulher para r>>
ger urna casa ; dirija se a ra da Canela, l;a ques-
ea defronte do armazem de videos, que la se dir
se propoc.
>.v> n%n.
FFiLis, crilo catira, 15 annos pouco ma
nos, tem urna banda olhos grandes hrancos, nariz afiliado, pes oh
e apalhelados; fgido no priheipto do mez Weo.
com 23^000 e lanos res de cobre em um saco, bin
do da Roa-vista pava S. Antonio esperar por seo Se-
nhor em uniuloja : ra Nova, loja de Cabh reiro de
Manoel Joaquim Carneiro Lial, que ser generosa-
mente recompencado.
IT^* Domingos Rodrigues do Passo, faz cente ao
publico, que da casa de seu sobrlnho Joze Rodrigues
do Passo, lhe desapareceo una sua esenrra pard por
nome Mara, estatura ordinaria, meia velha, e algn.5
cabellos brancos, muilo fallante, a qual bindo a mi
desapareceo, no dia 9 do correte : toda a pessoa q
dellasouber, a levar em caza do dito seo sobrino.
(pie elle saptisfar generosamente, o toda a [ que
a oceultar protesta por este impor-lhe a pena da Le.
^T^" Joanna, naco cacaoge, baixa, seca o cor-
po, cara curia, boca grande,' beicos um lano bvei-
ros; fgida no dia 7 do correnta ; e ulga-se ler Mi
para o Certo em um combov : seu Senhor qc
Luis de Mello e Albuquerque no Olho de vi 1ro adi
antena ponte de Uxa que ser recompencad i.
^r^ Marianna, nacao Renguella, 20 annos. penco
mais ou menos, estatura ordinaria, cor fulla, neiros
grandes, olhos papudos, orelhas, mo<, e pea pe-
queos, e um denle de menos na frente : fgida na
noile do dia Sabbado 8 do correle com sala de chita
azul azada, e bata verde, levando com sigo un ha-
bi de comprar : ra Direita sobrado D. 1, ou do
Recife ra dn Cruz n." 2(3, ser bem recompencado.
M O ITCIA S ,MA R11 MA S.
Navios entrados no dia 11.
BARCFXONA5 48 dias;R. Hesp. Doulons* Cap.
Julo Dominec: di (Te rentes generes: Galdino
Correia.
TERRAGONA ; 37 das; B. Ing. Andes Cap.
iMigul ey : diferentes gneros.
Saludos no mesmo din.
1LHA de FERNANDO; Curter Arar. E*ergft
C n. Carlos.

DITA or. DITO ; dilo di.o J\


mwfi
i'/cn.v. ..v/ Ti p do DT^rif/o. i
nn
-
'"".W


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E3TQ088SK_7J7JXC INGEST_TIME 2013-03-27T16:24:25Z PACKAGE AA00011611_02006
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES