Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:01945


This item is only available as the following downloads:


Full Text
* I 1.1 r
WM
*
i
I
MM
)
*NNO DE 1833. QUINTA FEIRA 2! DE MARfO VMRO 6<>.
Sulicrere-Bc mcnsilmeate a 640 rs., adiantados, na Tipografa do Diario, pateo da Matriz de |S Airtauio lirado da porta larga
onde se receben! correspondauas, nuncios; estesinsireai-se ralis sendo dos propriosassignaatessomente e vindo aesignad*
Seita fctr A' M~.r<^tr~ \>A do Our da Com de n. e do 0 do Civ
e fh d" t p. a- f> | 54 minutos da m
Quinta- S fol-nfin Aod. do 0 do Cr de e'do Odo Ct e Cb de
t P ao, 54 in dat
Todo agora depende de nos memos, da nossa prudencia, m^>
deracao, e energa; continuemos como principiamos e se rema?
pontados com admirarlo entre as Natjoes mais cultas.
Proclamofo da Jstembler. Oertl do Bratil.
UB<
Impreco em ptvtiamtoxco por !|o*e metovno De abren.
-*<&<&<&&*-
I

i
Acfn da S. Sessao ordinaria do Conselho
Governo de 13 de Margo de 1833.
p,
Residida pelo Exm. Senhor Presiden-
te Manoel Zeferino dos Sanios, e sendo
pre osSenhores Conselheiros Francis-
co de Paula, Lira, Miranda, e Reverendo
O lante Lins, faltando o Senhor Maci-
el Monteiro. Foi lela e apprcvada a Acta
da Sessio antecedente
Despachou-se hum requer ment de Fe-
.fippe Lopes Netto Jnior Professor da Ca-
dejra da Lingoa Franceza do Liceo desta
Cidade, a qual o Conselho havia resolvido
por u Concurso para ser provida empessoa
que soobesse igualmente a Lingoa Ingleza,
segundo a disposicao do Decreto de 7 de
Agosto do anuo paseado, queixando-se o
referido Felippe Lopes de que o Conselho
havia sido injusto, ou havia malentendido
o referido Decreto vista das Resolucoes
de 2,i de Junho de 1831, e 11 de Novem-
bro do mesmo anno.
Tractdti se de qual deveria ser o formu-
lario das Cartas, Provisoes, ou Ttulos de
Serventas vitalicias d'aquelles Empregos,
que em conformidade da Lei de 14 de Ju-
nho de 1831 compete ao Conselho do Go-
V'ino Prover, e resolveo-se que seria na
forma qegninteO Covselho do Governo
em fome de S. M. o Senhor D. Pedro
2. e em conformidade da Lei de 14 de
Junho de 1831, Ha por bem &c. &c. de-
vendo o Titulo ser assignada por todo o
Conselho.
Foi presente hum otficio da Cmara
Municipal da Villa do Pao do Allio de 6
do coi rento mez, pedindo decisao sobre de-
ver ella por em arremataco, uu adminis-
tracao o Contracto da afericao das medidas
e pezos do mesmo Municipio, resol veo o
Conselho que se respndesse a Cmara que
tornasse a por em lerlao a renda d'afericao
das medidas por ser sempre prefervel a ar-
remataco admmistracao, dando parte ao
Conselho do maior offereciment, que ap-
parecer para ser approvado ; que a C-
mara fizesse anunciar em Editaes essa ar-
rematado declarando que em vtrtude da
Lei o Padro das medidas desta Provincia
va i ser reculado pelo do Rio de Janeiro,
queja se mandou vir, oque necessaramen*
te ter muito de influir no acrescimo desta
renda.
E sendo 3 horas da farde por se ter pro-
rogado a Sessao foi ella levantada dando o
Senhor Presidente para ordem do dia da
seguirte continuaco de Despachos de re-
querimentos de Partes, e se hou*ver tempoj
destribuicao pelas Cmaras dodinheiroque
a inda existe do marcado na Lei do Orea-
mrito "para suas despezas. Eu Vicente
Thomaz Pires de Figueiredo Carnar-
io Secretarlo do Governo, e do Couse*
Iho a subescrevi. Seguiao-se as assignatu-
ras. _____________
EDITAL.
O Pintor Johe Libanio de Souza, Fi dal-
go Cuvalheiro da Caza Imperial, t dd
Ordem de Christq, Desembargado/' da
Reta cao- de Pernambnco, e nella Ou*
vdor Grral do Crime, e Intendente fc-
ral de Polica, e Presidente da Junta.
Policial de Paz #c.
F
Ac saber, que em Sessao da Junta
%
A
<



Policial de Paz de 30 de Janeiro do cor-
rente, se acordou, que para se poder evitar
es mensos ruubos de cvalos todos os. que
os possuisssem seriSo obligados apresen--
tal os aos respectivos .luizes de Paz, sendo
nos Povoados, e fora dessea lugares, aos
Proprietarios, ou Rencleiros' d.te-i-nis d
suas moradias, os quaes da rao aos donos
'dos cavallos liuma nota por eltes assignada
que declare a cor, marca, e sigaaes dos
mesmos cvalos, e de quem os -houve, e
de que modo ; e sendo encontrados quaes
quer individuos sem essa nota serao apre-*
hendidos inmediatamente ditos cavallos a-
I que seos donos justifiquen! em como os
houverao licitamente.
Igualmente se accordou que sendo a oc-
licsidade a origem primaria de todos os vi
tos, e cxigindo a se^guranca, e tranquila
dade publica, e individual dos Cidados
que todos tenho einprego onesto,, e til do
qual uVem a sua decente subsistencia, c
que sendo iim dos metos para isso se poder
obter o determinado &qs,pargrafos 8., 9.,
10. da Lei de 25 le Junlio de 1760, que
linda nao toi derrocada;, os respectivos
ffuizes de Paz cada un) nos. seos estrictos
se incumbiseem da exacta observancia dos
upraditos pargrafos, proccd.mdo contra
os infractores; devendo os Proprietarjos,
jjue na boa fe" allqgarem ps seus predios a
taes pessoas os denunciarem no prazo de
30 dias aos Juizes ds Paz, e nao o faz#n-
o poderem os mesmos Juizes de Paz
j rocederem contra taes inquil-inos-na forma
dos pargrafos ja citados, cojo llieor be o
seguate. *$. 8. Nenhuma pessoa, de qual-
quer qualidade, e condieao que seja po i -
r alugar cazas a bomens vadios, mal pro
cedido, jugadores de olicio, aos que na.
liyereni modo de vi ver conbeeido, ou aos
que ibrem de costumes escaud.dosos; sob
petja de perder o valor do alugu. 1 das ca-
zas de btim anuo, pela primeira vez, e de
pagar pela segunda vez da Cadeia ,e trez
ctobros a favor de quem o denunciar. ISa
i esma pena ineorrerao as que allugarem
debifixo de seu nnrno cazas para introdu-
piretn nella alguin dos sobredi tos loquili-
nos do procedimento reprovado, ou dVllas
jbe fizerem peslo, ou recollterem na sua
enmpanhia. 9. Todos os inquilinas de
qualqucr estado, qualidade, e condieao
que sejo, que portendorqni mudarse das
cazas^que habitarem, devem dar parlo ao
Minsjro do Buirro, nao s* de, que se mu-
-T-r-.~
dao, mas tambem do lugar para onde n>-
rem a mudanca ; para se por verba no li-
vro do Reg .t o, com a declara cao do mo-
rador mudado, e da caza para onde fez a
sua mudanca. A qual podei fazer seni
mais formalidade que a de hum simples b-
lhete do respectivo Ministro que laca cons-
tar da sua intervengan. E todos aqueltes,
que assim o nao observaren), sero condena
nados pela primeira vez em a metade do
rndimeuto animal da caza para onde fize-
rem a mudanca, pela segunda vez no do-
bro; e pelas outras reincidencias se ir
sempre dobrando a pena a dita proporcao.
. 10. Semelliantemente prohibo debaixo
das mesmas penas que pessoa alguma en-
tre em caza de novo, sem se apresentar no
termo de irez dias ao Ministro do Bair-
ro para onde se mudar, com o bill.vte do
Ministro do outro Bairro dnde hou..r sa-
ludo, e com a declaraeao das pessoa* <>
sua familia, e servio, o, ou que na sua caza
se acharcm hospedadas. par., qu
gue a noticia a todos Biandei laura r t
publical-o pelo Diario desta Cidade.
cife 7 de Fevereiro de 18.3.*?. O E
Joze Joaquim Fe^ira Reb 'lio o escre-
veo.
Joze hibamo de Sovza.
E
M Sessao da Junta Policial (le Paz de
30 de Janeiro do corrente anno se acn
o segunteQue para se poder evitar os
inmensos roubos de cavatina que na, todos
os que nstivessem seriao obligados a aj
sen tal os aos respectivos Juizes de Paz,
sendo! nos Povoados, e for-i desses I i yares
aos Proprieta ros, ou Ren leiros das
de suas moradias os quaes darao aos aonos
dos ditos cavallos buena nota por ell
signada, que declare a cor, m irea, e
naes-dos meamos cavallos, de quem os i
ve, e de que modo; sendo encontra
quaesquer individuos com cavallos seiu es-
ta nota, seriao inmediatamente aprehendi-
dos al que seos donos justifiquen. : tu co-
mo os houve licitamente. E para que fsta
providencia tivesse o seo devido efi
assentmi que eu como Presidente dai
Junta levasse ao conliecmento de V. S
fim de a propor em Junta e adoptar em no
caso de que assiui o julgue conveni* ntt.
Dos Guarde a V. S.'Hecife 7 de Feve-
reiro dfc mil oito centos e trinta trez Jo-
""
TT

r >-- -.,.,-


^JL
Mkm
(263)
ze Libam'o de Souza Dezembargodor
Ouvidor Gei-al do Gtiwe- Ilhn. Sur. Luis
Angelo Victorio do Nascimonto Crespo
Oovidorda Commaroa de Olinda e /illa
Prezid-nte da Junta Policial de Paz. Es-
t conforme o Escrivao do Crime Miguel
Joaquim Ayres do Nascimento.
CMARA MUNICIPAL.
^.
k^&sAo extraordinaria Sabbado as 9 llo-
ras do da.
Sbto0 Do correto.
A Escuna Jovina recebe a malla pa-
i\l 0 Marauho boje (21) as 11 horas da
maulla.
iSatog* carga.
Para Genova.
O Brigue Sardo &, Joze # Fortuna
tullir em 6 de Abril prximo, e pode re-
ci bar atada alguma carga, tambem ten
bous commodos para passageiros; os con-
signatarios sao J. II. & E. H.Lnttkens.
Pa/a o Marnhao.
A Gaiera Brasileira 8. Cruz prxi-
ma a diegar de Lisboa deve ler mui pon
ca dcanora ueste porto, donde hade seguir:
t<> ias as pessoas que na mesoa quizerem
car regar ou hirde passagem pode m dirigir-
se ao seo consignatario Antonio Joze d'A*
morim.
Vice Consulado de Porta ral
)/e Quinta fetra 21 do eorrentp con-
tinua a arremataban dos trastes da lojada
ra du Roza rio.
M.\ azenda de criar gado no destric-
to do Rio Grande do Norte, denominada
Ledro com muito boas proporctiens
para o fim indicado, a dinbeiro ou a pra-
zo, e por piveo commodo; fallar com
Manoel Rodrigues d'Olivcira ein a ruada
Fenha U. 10.
-'r Canso dementar, e completo deMa-
thematica*-puras, ordenado por La Caille,
augmentado, por Marie, e Ilustrado por
The>eneau> tratado por Guimaraens; mu ra ireita D. 30.
estojo, que conten o seguinte semicrculo
de vista de lantema, e outro de latao, com*
passo de reduceao, compasso de 3 peinas
compasso com urna perna para prtalapis,
pena, e carretilha, regoa de paralellas, es-
calla dos calibres Portuguez, Francez, e
Inglez com o palmo craveiro; pantmetra?.
e mais outros instrumentos de metal, e re*
goas de marfin com escalla &c. e fegoa da
toeza com a6 divizoens, urna caixinha com
tintas finissinas, e pinceis, um quarteirao
de penas de corvo, proprias para dezenbo,
as ordenacoens do Reino em 3 tomos, en-
cadenadas, Primeiras linhas sobre -o pro-
csso criminal, com o reportorio das Leis,
em 2 volumes, por Pereira e Souza em
broxura, Classe dos carmes por Pereira e
Souza em broxura, Diccionario Portuguez
6 Latino por Fonceca: na ra do Padre
Fioriano sobrado de 2 andares n. 27, pri-
meiro andar das 7 boras as 9 da manila, e
das 3 as 6 da tarde.
{$3* Pedras de Marmore: na ra dos
Barbe i ros n. 8.
3* Urnas col xas de damasco e fio de
ouffo, e urna pouca de fazenda da mesia
qualidade, porem de muito bom gosto: nos
4 Cantos da Boa-vista caza do lampiao.
Q3" 2 canarios do Imperio muito feons;
na Prac,a da Boa-vista venda D. 6.
3" 4 esclavos ladinos e mocos, sendo
um delles carreiro a dinbeiro avista:
fallar as 6 horas da manila no beco da
Bomba casa do niuxo.
(r Um realejo com 4-silindros em bom
tizo: no atterro da Boa vista D. 18.
fc^ Urna obra de Diccionarios de Mo-
raes, terceira edieao j servida, mais em
omito bom ozo, por 14$ res, os Discur-
sos de Mr. Benjamn Constant, recitado
na Cmara dos Deputudos, em oitavo, 2
vi.lumes, obra nova, por 5$ reis, Martina
Direito das Gentes com notas de Silvestre
Pinheiro, em oitavo, 2 volumes, e obra
tambem nova, por 5$ reis; anuncie.
3r* Uina negra de nacio Angolla, boa
cohinliei, engoma iizo ; Ka ra da Santa
Cruz D. 43.
3- Urna venda no principio do atterro
dos Alagados com poucos fundos, ou so a
armaco: na mesma.
u
Cmpra$.
M corra me de couro de lustro: na
*
XZZSKEB*
*m


(26
\
(r3r Urna Erathemetioa de Bezout: a-
nuncie.
G^r Mocda de piala: as 5 Pontas loja
de fasendas D. 13.
fi^r" A historia de Gil Braz: anuncie.
aUuguetJ.
A-
.LLUGA-se um sitio na Ponte de Uxa,
entre Bento Joze da Costa e Cruz das Al*
mas, com casa sofrivel, estribara, e com-
niodos para pretos, e bastantes arvoredos:
. tallar com Joze Carlos Teixeira na Cruz
das Almas.
G^f* Um sitio no lugar da Cruz das Al-
mas, com multo boa casa para grande fa-
milia, estribara, e casa para pretos, tem
urna baixa plantada de capim, que d de
verao para dis cava los, e de invern pa-
i mais, e algumas arvores de iucto:
fallar com Joze Carlos Teixeira Jnior no
mesmo.
#er&a.
p,
EiiDEO-se entre a Cidade de Olinda e
o Recife urna argola com chaves: qual-
quer pessoa que a achar e entregar na ca-
za n. 43, ra da Cruz, ser generozamen-
te recompensado.________
o
3fotfO0 particulares*
Abaixo assignado faz sciente ao Sr.
Antonio Joze morador em trras de Fra-
gozo, que no dia 17 do prezente Marc,o
npreceo'em seo sitio do Mondego D. 51
um seo escravo de nome Zacaras a fim do
anunciante o comprar, m caso de o querer
vender denlroem 12 das baja de compare-
cer para se tratar do seo ajuste, e o himiih
cianie protesta nao se responsabilizar pelo
dito preto nem por qualquer fuga que ba-
ja de tomar.
Marcellino de Campos Qnaresma.
3* Antonio Domingues Ferreira par-
ticipa ao publico, que no din 2.3 do cor-
rente de tarde porta do Juiz de Fora pe
la Ley, se bao de arrematar trez escravos,
a saber dois carnceiros, e um ganbador,
todos ainda moyos, e 4 negras, que sabem
cosinbar, la zar, e engomar.
{3* O Depozito d'agoa cito na travessa
da casa da Opera, offerece de presente ao#
seos freguezes, da ptima, e magnifica,
eonduzida das bicas do Monteiro.
(3* Auzentarao se trez Africanos na
madrugada do dia 17 do corrente da Cida-
de de Oliwda ra do Carmo n. 13; aquel-
la pessoa que delles tiver noticia, ou os a-
prehender Uve a dita casa que ser bem
recompensado, os quaes tem os signaes se-
guintes estatura mediana, idade 18 a 20
armes, sem barba, bem pretos, levanbo
vertido todos el'es carnizas e calcas de es-
topa de m* ia perna, rosto redondos, olbos
grandes, narizes chatos, dentes limados, e
naejo Coi go.
Q3* No Esciiptori publico da ruado
Cllegio n. 9 segundo andar conlinuao a
lirar-se passaporles, cartas de seguro, e ma-
is papeift das reparticoens desta Provincia
por precos mdicos, e a maior brevidade
$i* Ilum militar servico na FortalesJ
do Brum aviza a quem pertcnea, que m
dia Sexta feira, 15 do corrente Marco, veit
em mao de um Soldado de nome JozeUm
belino de Genoves, destacado na mesma
Fortaleza, urna caixa de tabaco de tarta-
inga, ou coisa, que bem o finge, com ar-
cos, e outros apa*relhos de ouro; tendo en
sima do mostrador urna chapinha de forma
circular tambem do mesmo metal, coma
firma do dono: e que enterrongando o di
to Soldado dice-lbe este, que aquella cai
xa a tomou elle a um preto, que a andftva
offerecendo por venda, e (jue seu dono st
podia dirigir alli, pois dando os signaei
certos, e alguma gratifica cao lbe seria en
trege.
s.
noticias martimas.
Navios entrados no dia 19.
MATHEUS; 15 das; Garopeir?
Macei, M. Joaqun Francisco: farinba
Gaspar Joze dos Res.
B
Sahidos no mesmo da.
OSTON; B. Amr. Rover, y,a,. Ri'
cbards: assucar. Passageiros 7.
erratas.
NO Diario de bontem pag. 2, lin. 25
injustas razoens leia-se justas FaZoens
PfBNAMBVCO } NA T*F. DoDtARlO PATEO DA MATRIZ BE. S. AnTORI CAZA DA PORTA LARGA 1SS2
1 i


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EY2B7RAXO_5MYLJQ INGEST_TIME 2013-03-27T15:45:07Z PACKAGE AA00011611_01945
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES