Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:01746


This item is only available as the following downloads:


Full Text
-yy--'
ANO DE 1832. QARTA FEIRA S DE UT.UBRO HUMERO 488-
SttbscreTaisemeasalmentea.eiOrs,. adaatados. na Tipoffrafia do Diario^ ruad Sol D. l onde se recebem correepondeaaias,
icios; estes insirem-se gratis sendo dos propriosassisaantrasameatee vindo assignados.
drta- S Januario- A do J dos F de mdoT6 detarde P aos
54 minuto* da tade p r<
J-inta- S Go-i Aud. do 0 do (Me n e do 0 db Civ e Ch> de
- t. PasjSh e 54mdat-
I
121
Tudo .agora depende de nos mesmos,da nossa prudencia, mo-
deraeao, e energa; continaemos comd principiamos e uerema a
pontados cota admirado entre as Nacoes mais cultas.
Pi-oclama$ao ia Aitemblea Germlmo Braitl. .
%mvtmo em pttxwxwo por ojje t&ctwin be abreu.
a
---------*ao#0*o*-------------

o
>
S diarios ataques, roubos, e assassihosj
que hoje se commettem nesla Cidade do
Recife, a falta de seguranza em que se a-
. chao todos os Cidados, o receio, que ha
de sahir denoite ra, tudo nos attesta a
^alta de polieia em que est a Cidade, e
nos faz sentir a marcha dos Municipaes
Permanentes para o centro contra o fac*
nbroso Themotco. O que nos admira po
rem he o sangue fri, a contumacia, corn
que alguns Cidados Guardas Naeionaes
resisten) s ordens do Exm. Snr. Presiden -
"te da Proviriciai indifferenca com que
uvem os gritos da Patria deslacerada, e
5 com que se negao aos rogos, e s exorta
c,oes daquelles que tendo exgotado todos os
exforcos em pathetioas proclnmucoes, final-
mente recorre ao rigor, ordenando pela or-
dem do dia de 19 do corren te niez de Se-
# embro, sejo prezos por 6 dus na forta-
'lza do Bruai, aquelles Cidados Guardas
j Naciouaes, que surdos a voz da razo,
paocumprem os develes a que se obriga-
'ao, que a Patria os chama, e seos pro-
jprios interesses os convida.
Julgar alguem ao ver urna tal contuma-
cia, que sao excessivos os servicos exigi-
dos, que delles nao necesita a Provincia,
.'.que a bem de outros, e nao a seo proprio
o tem de prestar ? Nada disto ha. Huma
guarda, e ronda por semana, e menos tal-
.vez, he o pezado servico, que tantos in-
timida. He em tempo em que a Provin-
cia se acha pelo centro atacada por urna
/horda de salteadores, que devefiao ter sido
'destruidos, apenas insurgidos; em tempo
em que como que de debaixo dos ps sur

da nao cessarao, o lucto de Setembro d
armo passadq, e os temores de Abril deste
ato; epochas medonhas em que a nao ser
o valor Pernambucano a Cidade teria su-
cumbido ; que urna tal indifferenca se pa-
tetea. He finalmente em seo proprio-in-
teresse, pera seguranca, de suas familias,
de suas propriedades, que tao pequeo sa-
crificio se exige. Ha por ventura alguem
que nao tenha apego vida, amor fami-
lia, afeito aos amigos, e qlie julge dig-
no, justo, ou mesmo indiferente entrega!*
o s garras do ladrao, ao punhal do assa-
cino ? Ou pensa alguem ficar isento, e li-
vre dos males, que aos outros aflige, e que
h sobre pessoas extranhas elles virao reca-
hir ? Se ass'un o crssem todos quem viria
cntao a ser victima do furor dos malvados?
E ainda esses, que por muita. felicidade se
livrassem da tormenta geral teriao elles co-
rado para ouvir gem'er seus concidados,
sua Patria aniquilar se? Os males podem
chegar a todos, e he mister que todo- os
tratem de reprimir em quanto he tempoi
Nos confiamos muito no espirito Brasileiro,
e especialmente no ^patriotismo Pernambu-
cano, para que possamos recear que elles
continuem na indiferenca, que tem mostra-
do, e muitos sao credores da estima geral
pelos servicos, que tem prestado, e prestao
actualmente. Os outros invocamos que
attendao as circunstancias, e difcil postcaa
do Brazd, e rogamos que evitando a pecha,
de indifferentes aos males pblicos, a ver-
gonha de seren constrangidos a prestar ser-
vidos, que devem ser espontneos,. corri
a cumprir os seos mais sagrados deveres.
Huma nobr emulacao distinga o verda*

geni novos niales; em tempa em Hue ** 1 - /. .. *.'

r
1 "I i
m


-r
v

(1930)
da Patria, e recaa sobre este o desprezo
e odio gera, ao mesmo tempo, que aquel-
lo receba os louvores, respeito, e veneracSo
de seos grates Concidadaos.
EDTAL.
A Cmara Municipal' desta Cidade do
Recife e seo termo em virtude da Ley.
JL1 Az saber a todos os Balieiros, Janga-
deiros, e canoeiros, que em consequencia
do que lhe representou o Provedor da Sau-
de do Porto, Fraucisco Ludgero da Paz,
Ihes he prohibido o atrvessarem, e com-
municarem com navio algum que estiver
fazendo quarentena, e aquelle que o con-
trario praticar ser prezo e punido na con-
formidade da I^ey, e regulatuentos polici-
aes. E para que chegue a noticia a todos
mandou publicar por a imprensa o presen-
te Edital' por ella assignado. Dado nesta
Cidade do Rrcife em sesso extraordinaria
de 25 de Setembro de 1832. Joze Tava-
res Gomes da Fonceca Secretario o escre-
veo. Joze Antonio Esteves Pro Presiden-
te, Francisco Ludgero da Paz, Francis-
co de Paula Gomes dos Santo?, Francisco
Luiz Maciel Vianna, Ignacio da Costa
iMonteiro, Joo Francisco Bastos, Joao
Francisco de Albuquerque e Mello* Anto-
nio Joze Pires.

J&Nii

-**-.

CotTeuponaettca*
(8Mj Redactor Vi no seo Diario N.
481 huma correspondencia de certo Senhor
que se denominou o Pasmado o qual
foi de proposito a S. Rento em Olinda ver
conferir o grao d Bacharel formado, e que
muito admirado ficou de se haver rido o
Snr. Doutop Porto da celebre borla sobre-
posta em hum barrete de Padre. Porern
muito mais admirado fio^uei eu dos insultos
que esse Senhor prodrgasou aquelle Lente
setn o conhecer, importando-se at com a
cazaca, e calcas com que elle assistio aoa
actos. Em primeiro lugar essa he a mes-
roa cazaca com que o' Snr* Doutor Porto
comparece na Academia, ebemjulgouque
exercendo naquella qecasiao as tunecoes de
Secretario e nao de Examinador, ou Presi-
dente daquelle acto brilhantissimo nao lhe
ara mister arranjar huma cazaca nova, e
poivse de ponto em brauco para fazer cor-
te a9 Senhores Sacharis,, tanto mais que
elleno se ajwesentou com indecencia, nem
roto, e esfarrapado, porem com a simplici
dade, de que uza ordinariamente nos seos
vestidos.
Eu devo Observar m teslemunhodaver-
dade, e nao por qual quer dependencia que
tenha desse Lente, que a sua rizada era
em conversa com o Snr. Doutor Coelho, e
nao publicamente. Disse gracas, he ver-
dade, porem gracas que nem erao pezadas*
nem podia offender a Illux Snr. Bacha-
rel, e que tavez se^rigissem a animal-o
pois as ceremonias doasto bastantemente^)
intimidaran. Porem isto nao he o melhor,
o Snr. Pasmado tavez por sua estupidez
ficou taobem admirado deque hum homem.
de cazaca verde fosse o Lente de Direito
Publico Ecclesiastico do Curso Jurdico de
Olinda, e jasei a razao, talvez quisesseque
fosse hum outro de batina, de habito4 de
Christo, ou commenda, de cazaca preta,
ou azul, cor de vinho, ou azeitona, porem
nunca verde, porque a tal cazaca verde
he soniente dos lacaios. Muito gostei tao
bem de outra leu i branca do Snr. Pasma-
do e vem a- ser, que o Snr. Doutor Coe-
lho deo toda a importancia aquelle actosem
fazer mensao do Snr, Doutor Autran, que
nem se vio, nem djsse grabas, e pensando
com os meos botoes parece-me que a rasao
disso he nao ter este Senhor Lente huma
batina, hum habito de Christo &c.&c. &c.
ja' me hia esquecendo do palanquim?
Cesta maneira nao quero censurar o mo-,
do com que o Snr, Doutor Coelho se aprev
sentn na Academia, poremsomente que/,
ro concluir que a importancia do acto con-
siste nao nos adornos dos Snrs. Lentes, po-,
rem nos bons argumentos do Estudaute
Bacharelando. A Dos Snr. Redactor, ie-
nho huma cazaca verde, e tenho medo de
que ella de. no goto do Snr. Pasmado, po-
rem assim mismo, me assi^narei
O Cazaca verde.
-** l
Jaro a Carga.



Propoem-se a seguir viagcift at 1.5
do corrente deste Porto para o do Cear.
com escalla pelo Rio Grande e As a Es-
cuna Brasileira Trez Amigos ancorada de-
fronte do Bom Jezus, quem nella quiser-
gar dirya-se a ra da Cruz n. 5. a tractar
com o abai*o assignado.
Joaqimi Francisco de Mello Camlcante.
Segu viagem com a brevidade pos-
T^
1
__L


11* I II t
P
.
/

(1S3I)


.
aapsluw me
V'~Y*'.'. < i
aivel para qitalquer rica (rrtvtt.ila- certSo athe o Pa;
rao B>egantim tJis Amigos, cDegV< proximn'men-
te de Santos ; QJteni no mosmo qi.izer carregar dir-
ja seao Capttam Nobertu Joaquim .Toze Guedes a
brdo\d -
tfc
Urrio ok I oFrjjii] '
*f><*erv ladino cnrnicfciro,' eciador, e vende-:
so*ddd*eV^'f){ir'nSoqrterer'tra^alhar no erige-;
nlioyawwajv ai Pra^ ? atiazrd guarda da Boa-
vista in^o para o Hospicio no primeiro sobrad do*4
l^w *- Para fora da trra urna eserava cozinbn o diario
de urna casa ensebo*: na? ra deS. Thar&za D; 23*
<-* Um-fJreto detodo o servreo: rfa ra d Queima-
do<;D.S. t*
~ Para fora da Provincia um esmvo Cabra, offi-
cwl-'d'fapateirj : na ra db Azelte de Pixe N. 13.
Urna porco de couros de carneiro em cbefi :
naraa do'Prapxe defronte da casa de Bernardo Mi-
randa. \o* ~,v-
<-*. Utnft rfcgrinha crio la" com principie de costu-
ra e venda- MI* Pr*ca da Un So loj* N. Sft : 8
'MaHtga novi di superior qiMdittade em barra
a \31 r; ii Idm : no arma?m N S> cua dtfTraprx'er
Rap da Baha chegado flltim&mente, m preto
de angola, e urna avilara, todo por pre^o 6o modo :
nerita a aVo Gresp^i* 8^
s*a- 'Vende-e^ Ai alhiffie um sitio em Sanio A ata*
ro-com boa H xd-e podra ec-dj com bastantes ar-
voreihis de i ritas e'uma canof de eonduair agoa ;
na ra dft (lozano; Urgar [> 4 3. -andan-
-* P ith fora ia/P^inda urna p'reta crio'la, en-
ffrriude{ra> ren-dHaa, nuca" e senv molestia : aesta
Tipoffra.fi.! se oir'^eriVa vende.
Keritis grande^ fec^ise ferro da 6uecia, e ma-
s -ftrr agiu' nia-i (fe roz' N. 4.
Rupl'daj BvFna, rea brta tanto em oitavas
como em libras, por preco cmodo; n'Praca da
pa-vfota >. 6'- ,
Ura negr de angola cose cham, e cnsinha o
diario de tu.-, cas-a : na, rtia da Cadeia do ltecife
ao p do arco da Conceicao N. 19'.
Um sitio nos Afogadcw na#rua de S. Miguel,
cota casi do vitanda, e prtSo- na frente, 'tfutra no
fundo na estrada da Varze, senzalas para escravos,
estibara, curra I. ,paia gado coberto de (ejha ludo
de podra, e cal,, bom poco, tanques para banho, can-
teijo tle tijolo para hoata, una buixa plantad^ jie-
oi|;W! qe cercas ?. na ra do Qiu.'iinaJu 2."
iiia*(losohrado D. 11.
l",p;i:de'c!c f.izer
ttrrjr\||||e.i de*soperi< r quadade era barrfs grandes
!.P^fe^1j Por i"t'eo cmodo: pa rpa dp VWri
o JiuliSatn de Joaquim'Goncalves Vieira Guima-
e
r.
laei
Uina fichadt:ra grande Je se;>redo. para porta
da ra, iriglesi; ia la,- 4i*. ^atru do ^orpo Santo
N.69.
A obta^grandede Genuense, conteudo cina
volunies, de um comaendio de Lgica., CpfB^li |fe-
poieV'Serectalatirja, Ovidio, .Slusiib/tildo ajnda
em bom nao, e pea- preco compdo: na roa da Senaa
la^lhit.N.9. ,

.
,

Compra^.
M chapeo armadle wra taJWn co paita pa|a
Official montado, tudo araarellho sendo novo, ou em
bttin uzo, anuncie.
' Urna" venda cora pouces fundos em & Antonio,
ou Boa- vista,'anuncie.
r Urna o duaa casas tencas, que sejao cituada
em boas ras do bairro de Santo Antonio, ou Boa-
;vista, uma: batanea grande com pezos de t libra at
daz arrobas, un a baca e um farro de.prata qoe esta-*
jn em bom uz ; na Praca da Unio loja N. 20.
-r AIgumas.portas inda que sejao azadas, qner da
amarello, quer de Louro, e quetenho 5 palmos de
largura, e 10 a 11 dcomprido, ansim como 2janel-
las com a mesma largura e 7 palmos de computa e
agnmas grades efe portas : na ra do Queimad IX,
: II no Sf.a andar, ou anuncie,
" Ihr roititulado Manual do Agricultor tfg
zleiro ; anuncie.
Aftistoria Romana de Goldsmith tr^du^id^^
lo Ce
ma da Natureza pelo yaro d'Hplbc, ani^pc^ie.
Diariamente 2 caadas de leite seiq <|iie nao
haja fatta, urna Prozodia, um Dicioqario 'Fi'ancz,
i e Telemaco, enufrancez na ra da Boa Ora' na Ci-
dade de Olinda N. 28, ou anuncie.
A /
J..& Lluq a-se um sobrado de dois andares na ra
da Ptnh, e urna loje para taaendas na ruado Qttei*
mado: quem peitender dirija-se ao 2. andar do sos
hadq bcr cima da mesma loja D. 1L
.
i
i

Rr RM)Ase um sitiq na estrada da emberibei-
ra eom casa deyivenda de /a.ipa, arvores dp fruto,
cajueiroa, denjeze|r,ps, coqueiros, eoutras arvores
competentes.^ u,m cUio, uia bai^a, para capin, ;!,
tetras, pioprias para ine,liucias; era fora de Portas na
Casa ele Joao Maria Feve. / ^ [
. JJm sitio no Lugat do Coriteiro com casa de vi-
venda, e bons cpm,P,do8 para qu^quer, imi^S'eltri^
baria para cavallos, e casp^ pap Wetq^ com bastan-
tes pea de larangeiras : a' wa,qp Vigajc^na casH que
faaeaquina.par o^ bic*d^Nfti;pn,ha. ..;,..,y
. Uai sitio aliante, da ^bl|'((ad;e pelo temftp. d*
festa com excelente casApa/^ Uvm ^!9lqn^.fani^K,'>
nq.FQrta dp Matt^ na'^nca do Tavar^.', .^
fi*** shcioeft*
N
ma
ff^ *nfrf^* -vi moa
, i .
A noite do dia 24. do' corrente9 desuai^qeo i-,
canoa d'agoa, a.qual se SRpppe te|r l^ssa^ a
ponte do Rec:fe com a ysa^te da m^re : queni del^
la ti ver noicia e\fa ao s'e'propntario no Forte ci
MaUos D. 12. ,, -\
O
9Dt?o$ mttevfcm
un, -'.,.
.

Abaixo aasigvtaclo faz publico que de seu po-
der desaparecero os esernvos Joze e Julio, e lhe
consta estarem oceultose casa dje Mara.Clara d
Boa Ora; assim como urna negra por nome Thereza
queja a lempos lhe tinha desaparecido, como moas
ira por documentos, e Tas o presente anuneio para
ninguem comprar escravo algum a dita mulher por
ella nao possuir cousissima argunia.
A



(1332)
>Atelnamn*KirtenaVfaj*ruma Viagem a Baha.'
f i .-- Arthur Gal!, e Roberto Sawden, retirifo-se
desta Provincia ;
- O abaixo assignado Thesoreirb da Cix* E-
conoraica desta Cidade oartecipa a todos es Snrs.
Accionistas:.que no da 3 do corrate das 10 horas
da aianha athe urna da tarde, principia a receber o
?ajo; das acedes, que os mesnos Snrs. assignarao ; e
ontinua nos dias 5, 7, 9, &c., e consecutivos nao
sondo .das Santas ; na casa da sua residencia no at-
ierro da Boa-vista.
Joo Pires Ferreira.





,- Quem anunciou precisar de 500#000 re. eom
hipoteca era urna casa, sendo os fueira em trata, di-
"rafia3 U CaS* "a rU da* F,ore8 JUnto a Typo*
Precisa-ge de urna casa terrea ou sobrado, ten-
do quintal e cacimba, em os bairros de Santo Anto-
nio, e Boa-vista, sendo em boa raa: queai a tiver
CorTS P ^ COn8tarem a ca8a de Pa8to trazdo
-O Botequim da Praca do Recife acha-se de no-
tamente reformado da maito bom caffe, e alguns pe-
nseos tudo muito bem feito.
> ~ Quem se quizer proper a hir em casa particular
de noite dar lices de violao, anuncie.
Quem quizer roupa lavada, e engomada por
preco cmodo, dirija se a ra Direita D. 28.
-Marra Isabel Xavier de Oliveira aviza, que
njnguem contrete sobre a compra de uiii escravo
J* fe neme Geraldo, que se acha em asa d
*nereia dos Santos Lobato, por ser o dito eterav
aprapriedade da anunciante, como o Sabe a'anUri*
ciada ; a ja o reconheceo por a conriliacSo feita em
*uiZO_de Paz desta Freguezia de S. Antonio.
~ Quem anuflciou querer um braco de balance
grande co.n as competentes con xas, dirija-se ao ater-
a da Boa-vista Venda D. 11,
Quem anunciou ter urna brigic.So de 271$273
y. de Gamillo Antonio de Souza, ex-Capito da
Malero Santa Rita, hoje residente em Lisboa, quei-
% ajMssoa que a tero clirKir-se a ra da Cadea do
ttectfe N. 52.
. --Qneai anunciou querer vender um raoleqne de
a 7^annos, sendo anda o tenha annncit, ou di rij a-
te' lora de portas venda do So ares.
j Sendo que baja algumapessoa a quem o faleci-
do Vigario Joze Joaquim Barbosa de Ferias lbe
nj*? devendo, dinja-se quanto antes a Cidade de
Wjjarua do Bom fim N. II.
*ajqiar 8nr. de Engenho, que tenba Engenho
JJtode embarque queestiver as circuneptaneias
ew rendar toda a safra prxima do mel de furo, f Hle
om Lientier & Saisset, no Hecife ra da Cruz N.
5*> ou no porfa do Coelho no cilio de Lieutier de-
Crax de 8. Gonsalo.
-* O abaixo assignado roga a pessoa encaregada
*!ia8Sar c*rtidoen8 nt Thesouraria das Tropas, ha.
ja de pasara que o assignado requereo em nome do
:CniTffIo mor Jozc Viairnde Mello, de quem Pro-
arador, eertidao, que oassignado requereo segura-
ba-** a dous/*ezes : *
Jase Joaquim da Fonceca Capibaribe.
^r- Perctsa-eede. um homem que saiba trabalhar
tfo padeiro e que jfose de bons crditos, dirjale a
UAdas Quarwis padaria D. 5,





- i
-

tumbo
ixl Aria,nacSoangola 22 anuos, cor fula, alta
e ceca do corpo, olhos grandes e vermelhos, naris
chato, beicesgrossos, per as finas ; levou vestido de
chita azul, eabeco de bretanha, bata azul; fgida
a 13 do passado; quem a aprehender lev-a ao Mun-
do nevo O. 37.
-- Francisco, do gentio de Angola muleque de
idade de 13 a 14 annos; fgido no dia 14 do cor ren-
te da Cidade de Olmda, com urna panella de zeitai
que andava vendendo, levou vestida carniza de baeta
verde, e calcas de ganga azul: ra do Bom-fi.n
Antonio dos Santos, nscSo Ca^ange, ja** nao
moco, baixo, groco do corpo, com falta de dr>ui
dentes da parte de cima, beioudo, falto decabellos
na coroa da cabeca de andar carregando taboleiro
de fazendas, bem fallante ; fgido a 15 do corren-
te com calca, e carniza de brim ja' sujas e remenda-
das : a ra Direita defronte do beco que vai para a
PenhaD.S.
Domingos de Nacao, idade 16 annos, esta
tura ordinaria, meio descoradn, com panos no ros-:
to, bem ladino ; julga-se ser furtado porque no dia
1S do corrente das 7 para as S horas da noite de-a-
pareceo do arado das Sinco-pontas : a ra do Pe-
xotOj as Sinco-pontas D. 75, ou a Joze Alexaudre
Brrelo eo Snr.no Engenho Perezca de cima, Fie-
guezia re Sirinhaem, que gratificara1 com 0# ri.
Miguel, Crilo, ainda moleque, de meia esta-
tura, seco do corpo, nefnas finas ps coinpri'los, e -
Ihos carnudos ; fngido a 19 de Seteiubro com cunifa,
e iroulas de nlgodao grosso, chapeo d sola ve)h baeta encarnada, e he do (Vrto, desconfa se i r
oceulto na Boa vista, por ter a M'.y do dito ueste
ln^ar, e elle fi lio ser rilho desta Prac^;: a M >n i
Gomes de Carvatho, ra do Crespo.
Joaquim cabra, idade 19 annos, com ofBcio
de Pedreiro, estatura alta, magro, ps co-hj>:- i .h
um dedo de um p mais comprido ^o que o* outroa,
o dedo grande com urna falta procedida dan non; o
terem comido ; fgido no dia 15 de Fevereiro d< pra*
zente anno com jaqueta de lila, calca de brim tran-
cado, e chapeo sfnilado, tudo#novo : a Fra da por*
tas cazan.0 19.
noticias martimas.
____ Navios entrados no da 2.
X ERRA NOVA; 53 dias; B. Infles
Darte, Cap, Ricardo Griines: Bacaliio,
SANTOS; 25 dias; B. Dis Amigos,
Cap. Noberto Joaquim Joze Gucdes: g--
neros do Paiz. Passageiros 3,
Sahido no mesmo dia.
Santos com escalla m* ba
IIIA; Lancha S. Antonio Vencedor, M.
Francisco Joze Torres: lastro. Passagei-
ro 1.

.^ i
Pemxjmbvgo : HA Trp. B9 Diario, Rvj b& &>i, Qaza D. 1. 1832
p
!TT"
A
rrx


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E6MHOCCCY_Q8HK6L INGEST_TIME 2013-03-27T16:43:00Z PACKAGE AA00011611_01746
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES