Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:01420


This item is only available as the following downloads:


Full Text

\ fiO
-*
!"*'
d mi.
SABBADO 29 DE OTUBR
OBt- smmmmiaiimsmnmmmmmmmmmaamm
ifujfumt *******
NUMERO 231.
ARIO DE PERNAMBU
#-
<--<
ubscreve^se mensalmente a 640 re. adiaitados, na Tipografa do Diario, ra da Soledade N. 498; na loja de livros do Snr. Figue-
ra, Praca da Uniao N. 30; na ra do Livramento lado do Vascente D. 16; onde se recebem correspondencias, e anuncios; estes insi-
rem-se gratis sendo dos propros aseignantes somente e vindo assignados. ^

Os anuncios, que nao forem dos assignantes deverao alem das
de mais condicoes, pagar por cada linha impressa 40 rs., e ser en
treges na loja deLivreiro da ra do Livramento D. 16, ou na
Tipografa do Diario. |
Tudo ag-ora depende de nos mesmos, da nossa prudencia, mo-
deraejo, e energia; continuemos como principiamos e seremos a-
pontados com admiracao entre as Nacoes mais cultas.
Proclamafo da Assemblea Geral do Brazil.

3jtm**fi tm t^ettrambuco por fltttomno 9&t De ttant>a facao
i
-

--*&#&#&#&*






i
ART1GOS DE OFFICIO.
Acia da Sesscfo extraordinaria do Conse-
Iko do Governo em 15 de (futubro de
1831, convocado pelo Exm. Snr. Pre-
sidente Francisco de Carvalho Paes de
Andrade.
c
Omparecerao os Snrs. Conselheiros
Francisco de Paula Cavalcante de Albu -
querque, Deao Bernardo Luiz Ferreira, e
Tliomaz Antonio Maciel Monteiro, faltan-
do os Senhores Gervazio Pires Ferreira,
Doutoral Manoel Ignacio de Carvalho, e
Felippe Neri Ferreira.
Forao presentes duas queixas ; urna dos
Thezoureiros das Irmandades de diversas
Igrejas da Villa de Iguarac, contra o pro-
cedment, que o Ouvidor da Comarca ha-
via tido com elles, e outra do Padre Fran-
cisco Pi Pcreira Campos, preso na Forta-
leza do Brum, contra o Vigario Geral,
por nao ter promovido o andamento do seo
Processo; e resol veo o Conselhd, que fos-
sem ouvidos os accusados, em conformida-
de do 15 do Artigo 10 da Carta de 20 de Outubro de*l823.
Foi taobein presente um officio do Juiz
de Paz da Freguezia da Boa-vista acom-
panhado de urna representacao, na qual
alguns Cidadaos requeriao, que o Coronel
Bento Joze Lemenha Lirs, chegado pr-
ximamente esta Cidade, fosse posto em
seguranca, at que podesse ser reconduzido
para a Corte, por assim o exigir a Salva-
cao Publica: e resolveo o Consellio, que
nao ha vendo aquelle Official sido pronun
ciado em crim, cuja senten9a fo3se o
degredo para fora da Provincia, podia nel-
la permanecer segundo o- pargrafo 6 do
Artigo 179 do Tit. 8. da Constituido Po-
Itga do Imperio; tendo, alera disso, vindo
com licencia da Regencia, como fora par-
tecipado ao Snr. Presidente em Avizo de
22 de Agosto do corren te anno.
Leo*se mais um officio da Cmara Mu-
nicipal da Villa de Goianna sobre a falta
de mao d'obra de carpina, encontrada no
ornamento da 4espeza da caza da cadeia;
e resolveo o Conselho, que o Sargentomor
Engenheiro Joao Bloem desse o seo pare-
cer este respeito.
Apresentourse finalmente um officio da
Cmara Municipal do Recife, exigindo a
total prohibicao da venda de garapa, pelos
males, que tein causado aos escravos; e re*
solveo o Conselho, que o dito officio fosse
levado ao conhecimento do Governo Supre-
mo, por nao caber em suas attribuic.oes a
providencia exigida. Despacharao-se re-
querimentos, e deu-se por finda a Sessao.
E eu Vicente Thomaz Pires de Figuereifro
Camargo Secretario do Governo edo Con-c
selho a sbscrevi. Segio-se as assignatu-'
ras. ____________^_^
\J Snr. Commandante da Escuna Rio
da Prata, que ora segu deste Porto para o
do Rio de Janeiro, guardando as duas Em-
barcacoes Galera Aurora, e Brigue Estrel-
la do Cabo, bordo dos quaes sao condu-
zidos os Soldados, que se sublevarao, e com-
metterao os horrorosos attentados nesa Ci-
dade na noitede 14, e das 15, e 16 do
mez passado, se haver nesta importante
Commissao com toda a vigilancia, cuida-
do, e prudencia, procurando empregar to-
dos os meios de a fazer o mais breve, que
lhe for possivel, acautellando, e prevenin-
do qualquer sinistro, ou funesto acontec -
ment, nao devendo jamis perder de vista
as mencionadas Embarcacoes, cujos Ca-
pitaes recommendara, que se nao desviem
do alcance dosliros da sua Bataria. E, no
!

.
f^\
?\
m
+m


';
(938)



cazo dos referidos soldados tentarem algu-
ma sediccao, ou se amtrtinarem, procurar
contel-os pelos meios de admoestac,es, a-
meacas, e mesmo de castigos; e quando
ltimamente, por desgrana, elles ao obe-
de^ao, e possao attentar contra as vidas da
Guarnido, laucar, mao de todos os recur-
sos sua dispos9ao. Palacio do Governo
de Pernambuco 14 de Outubro de 1831.
Paes de Andradc.
A,
Grdelo V. S., eaos briozosalum-
nos do Curso Jurdico, que compoem a
Esquadra Municipal, de que V. S. he dig-
no Commandante Geral, a promptidao,
com que se prestaro ao Convite deste Go-
verno, marchando immediatamente a coa*
djuvarem, e reforcarem a guarnido da
Fortaleza do Brum. Sao por ora bastan-
tes as quarcnta Pracas, que V. S. asseves
ra haver para ali mandado. Os voluntari-
os, e relevantes Servidos, que os benemeri-
tos Esttftiantes do Curso Jurdico tem nes-
ta occasiao prestado a esta Provincia, os
faz merecedores da gratidao, e estima da
mesiiAi Provincia, e do Brasil em geral.
Dos Guarde aV.S. Palacio do Governo
de Pernambuco 15 de Outubro de 1831
Francisco de Carvalho Paes de Andrade
Sur. Commandante Geral Interino das
Guardas Municipaes- daFreguezia da Se,
Aftbnso Cordeiro Lobato de Negreiros.
.#
EDITAL.
ouo Arcenio Barboza Juiz de Paz Sup-
plente do Bairro de S. Antonio.
I?
. Ac saber a todos os proprietarios de
escravos Africanos; que muito devendo in-
teressar-se pela conservado destes e ssndo
para isso necessario prohbirem mteiramen-
te o uzo em que estao de quando conduzem
pezos, fazerem grandes alaridos pelas ras,
segundo-se dahi dous damnos, o arruina*
ment" de sua saude, por isso que tem
de forcejar para sustentar a carga, e ao
mesmo tempo a voz para a selvagem ento-
aco; e o detrimento do Publico: passo a
prohibir inteiramente tal costume, e para
isso Iai^arei maose forprecizo, de for9a, pa-
ra o conseguir visto que muito intereso
pelo bem estar dos meos comparoquianos,
ecvlizacao decostumes. Bairro deS. An-
tonio 27 de Outubro de 1831.
Joo Arcenio Barboza.
,

O Brigue Izabel, de que Q^-
u Joze Carlos dos Sanios, recebe a m|T-^J
la para o Rio Grande do Sul, no dia 3 de
Novembro ao meio da. #
A
tEtyeattOi

_Manha 30 do corrente se hade rcpre-
zentar a pessa Os MartiresKda^jiber-
dade Na divizao?do>> Actos u/Car-sehao
agrada veis Overturas e no mii da pessa can^P
tar-se-h um Dueto terminando o h&pe'qfc
taculo com o Pantomimo O Aman-
te Estatua que iniciar com o Miudi-
nho.
*'
\
f w
E
(Heuaft
Xcellentf tinta de escrever a 320 rs.
a garrafa, e a 280 rs. sem cseo; no Pa-
teo do Carmo, caza D.l 1 junto ao sobrado
que faz esquina para a Camboa do Carmo.
3* Rotim em partida de mil libras a
80 rs., e em pequea porco a 120: no
Armazem de Macames N. 6 ra do Viga-
rio. ,
03=* Umpreto, moco, bonita figura, com
a condicao de embarcar para fora da trra,
ainda, que se de por menos do seu valor:
ra da Cadeia nova D. 6. ,
O^j" Capim de planta bom para susten-
tar um cavallo, dia, e noite; sendo o feixe
a 320; e se obriga a mndalo a caza dos
freguezes: o Pateo do Hospital do Parai-
zo, D. 11. .
03a 2 livros de muzica para 2 flautas de
duetos, e outras pessas de bons autores por
preco cmodo: no aterro da Boa-vista D.
17.
G=3* O Engenho d'agua, Bamburral, mo-
ente, e corrente, com escravatura, c gado
suficiente; tem 3 meias leguas de trras
quadradas, sendo a maior parte matas vir-
gens: ra de S. Francisco caza N. 5,
sobrado de 3 andares defronte. d Cadeia.
3* Rap Princeza, a 1$700 rs. o bote,
e utro mais antigo a 1$280; ecompra-se,
e vende-se eflfectivamente, moeda de prata,
e ouro: na Praea da Uniao loja de Cam-
bio N. 20.
(3" Trez escravos bocaes, muito pro-
prios para Engenho, por precO cmodo, e
nao se duvida venderem-se com prazo gran-
de, debaixo de boas firmas: na mesma loja.
J
I
I

mm


*
II
i m

*NM
1
t-s


(939)
? -
>

Um par de esporas de prata;
f i preta com principio de costureira: na
la Direita D. 10.
otP* Um eSCmvo bom officiaI dealfaiate,
A?nos: na9 cinco pohtas D. 7S.
f Vioa aza terria na rua K1! Nxt6x^ D- 2: no beco d Padre Lo.
bato N. 528.

^
ALu,
^


Lvga-se um sitila Ponte deUchoa
v co/nodos para pretos: taobem se ahura so a
caza para o tempo da festa; Crnz deAl-
mas a fallar com Joze Carlos f eixeira
(o

*
Dono das madeiras, que se achao na
rua da Conceicao da Boa-vista na frente
das casas D. 12, e 13, baja de -as mandar
tirar_ quanto antes, palo incommodo, que
causao as con Jucoes dos materiaes bara as
ditas cazas..
{p* Quem quizer comprar o sirio em O-
lm Ja por detraz da Igreja do Amparo com
caza de sobrado, poco d'agoa e trras para
capim &c. anunciado no Diario N, 212,
*aiba, que oditopredio anda est sbito
viuvadofalecidoTenente Coronel Joze Ig-
nacio Cavalcante pelaquntia de 535$ 108
rs. por ter sido dado no Inventario, que. se
tez para pagamento das dividas do cazal,
e que quem o perten Je vender, ainda nao
tem escritura de venda passada pela dita
viuva D. Mara Francisca Benedicta de
Almeida: e s melhor se quiser informar,
ale com o Procurador bastante da.mesma
o Padre Manoel Luiz Florentino de AI-
meida Catanho, que explicar essa verda-
de por estar ao facto della.
3=" O Juz de Paz Supplente doBairro
de Santo Antonio aviza, que ficao destina-
dos os dias quartas feiras e sabbados a tar-
de para audiencias de almotacerias.
G^r* O mesmo Juiz aviza, que na Ca-
deia desta Cidade se acha prezo um preto
por nome Manoel, com ferro* ao pescoco,
sendo prezo por fgido, e que nao sabe, ou
nao*quer dizer de quem e so diz ser de
urna Senhora vinda do Rio de Janeiro por
nome D. Maria que mora para a Ribei-
ra.
e u- I anda lugar, ou pasto para mais de tre-
seitos bois, o proprietario do mesmo cerca-
do de novo o offerece s pessoas, que ahi
qmzerem soltar pelo mdico preco de l#rs.
sendo de aeougue, e de 2$ rs. sendo bois
de carro.
G^ Previne-se ao Snr. Thezoureiro da "
presente Lotera, que nao pague qual quer
premio, que por sorte possa tocar aos qua-
tro meios bilhetes dos nmeros 1164, 1167,
H78, 1191, se nao as quatro pessoas nos
mesmos bilhetes assignadas que sao Joze
Antonio Lopes Guimaraes, Arftonio Joze
Lopes de Albuquerque, Joao dos Santos
Aunes Lima, e Antonio Goncalves da Sil-
va Piregi: isty por ditos bilhetes haverem
sido roubados no da 15 de Setembro ulti-
mo da loja de Manoel Goncalves da Sil-
va.
3* O abaixo assignado Capitao doBri-
gue denominado Messenger de Naco Ame-
ricano, surto, e ancorado no porto desta Ci-
dade, pelos Diarios de 23, 25? e 26 de A~
gosto do corrente anno, fez publico que o
Snr. Cnsul dos Estados Unidos d' Ameri-
ca, que prezentemente^rezide nesta mesma
Cidade, nao tinha querido, e nem quera
tomar^he o seu Protesto, por ser este con-
tra o dito*Snr. Cnsul, e seu socio Luiz
Gomes Ferreira, os quaes nao responderao **f
quelles Diarios, vind por isso a corifessa- y
rem o deduzido nelles; e por oste motivo, e' /
que o anunciante pssou aratiicar o sobre- / ^
dito Protesto, pelo juizo daOuvidoria, Car-^
torio da Correicao, qe ento estava aber-
to, Escrivao Noronha, ficando ali o trasla- v
do para a todo o tempo assim contar, e
por esta mesma maneira que pelo dito
Juizo, e Cartorio ratificou o segundo Pro-
testo, contra aquele Snr. Cnsul, e para
que chegue a noticia dos referidos Snrs. ,
e de todas as mais pessoas a quem por di-
reito pertencer, faz o prezente auucio.
Samuel W. Deicey.
{r* Quem se quizer dispor a aprender o
officio de oleiro, tanto de obra vidrada, co-
mo bruta, procure a olaria da rua da Flo-
rentina ; e todas as pessoas forras, e pobres
serao ensinadas gratuitamente tendo de
mais a comida.
C^f" O abaixo assignado faz publico que
desaparecero de sua caza 3 bilhetes de co-
bre passados no mez de Julho do corrente-
anno a fim de que pessoa alguma os rece-
ba'" ou faca alguma transacao com elles,
3* Nao tendo concorrido gados de re- ba" ou taca alguma transacao com elles,
lser no cercado de Maranguape, havendo pois protesta nao os pagar e uzar do direi-
wmm


WJP
!*UIHL

o
c
'"' '"''

^W^ T

>
(94)
'
l

\
V
)
to que Ihe faculta a Lei contra a pessoa
que lh'os tiver tirado pois que o anunciante
at a dacta de hoje nao teni bilhete alguna
ein circulado.
Jodo Fcrreira dos santos.
(3= Quem percizar de una ama de ca-
za para servico de engomar, e mais arran-
jos, nao sendo a caza muito pensionada,
dirija-se ra das Larangeiras D. 14.
{!= Tendo-se anunciado em o Diario,
N. 220, de 15 deste Diez, que deveriao ser
pagos pelo abaixo assignado os Bilhetes de
moeda de cobre corrente, na importancia
de Rs. 2:600#000, pertencentes a caza de
Cambio sob adirecc;aor e firma doSnr. Jo-
ze dos Santos Bandeira Jnior, e que an-
da restavao em circulacao: o mesmo abai-
xo assinado faz constar, que assim o tem
cumprido, com excepcao do pagamento de
um so* billiete, que nao lhe tem sido ap-
presentado, podendo a pessoa, em cujo po-
der elle existir, vir logo receber a sua im-
portancia ; pois que havendo-se findado o
giro da mesmo caza, por ter de retirar-se
desta Provincia o sobredito Snr. Bandeira
passa com tudo a continuar no mesmo lu-
gar outro igual estabelecimento sob afirma
de Gaspar de Menezes Vasconcellos de
Drumond.
(t Joze Luis Paredes preciza ir aos
Portos do Sul, e para cumprir as ordens
do Governo fas o prezente anuncio.
NOTICIAS
s;

E,
Wcrafcog fugO


\
MARTIMAS.
'
_JM 17 do corrente fugio um negro de
Angolla por nome Manoel, ps, e mos
grosseiras, cara enchada, olhos vermelhos,
e o bei^o de baixo do lado esquerdo muti-
lado ; foi escravo do Viraes da Alfandega:
levou vestido calca, e seroullas de estopa,
carniza de pao da costa, e chapeo de pa-
lha: quem o pegar ou souber delle dirja-
se ao armazem de carrocas ao lado da ca-
deia, que ser recompensado.
^ Catharina, Angolla, cor fulla, tem
no braco esquerdo marcas de queimadura
em cima do cotovello: ra do Rozano
botica D. 7.


Navios Entrados no da 24.
H-AMBURGO ; 41 dias; B. In. Si*
bely, Cap. W. Leloyd: lastro: a Smith &
Lancaster. r
- MALAGA; 38 dias; B. Hesp. Car-
me/, Cap. Antonio Martins: vmho^e nm-
is reneros: ao sobre-carga. *
h Da26.
- TERRA NOVA; 42 dias; B. Ing.
Rcliance, Cap. J. R. Cornish: bacalhao :
Manoel Perpra Rozas.
- RIOGhANDE DONORfE, 4
dias; B. Frezidente, Cap. J. C. Cerqu^
ra: assucar, couros, ealgodao: a Antonio
Joze de Amorim. r
- GOIANNA ; 24 horas ; Can. ^on
ceigdo do Pilar, M. Manoel Falcao: cou-
ros, e caixas: Antonio Joze alcao.
Dia 27.
.- ALEXANDRIA; 56 dias; Pat.A-
mer. Remittance, Cap. J. C. Moore: ta-
zendas: Ferreira & Mansheld.
- RIO; 15 dias; B. Franc.deGuerra
Faucon, Com. Quernel.
Dia 28.
LONDRES, pela 1LHA DAS CA
NAPIAS; 82 dias; trazendo do ultimo
porto 26, B. Ing. Sarah MoraCap. I-
Jeeb: fazendas, e vinlio: a Smith & Lan-
pistor
Navios sahidos no da 24.
BvHIA; B. Ing. Brothers, Cap. G.
Twcedie: lastro.
Da 25.
- BAHA; L. S. Benedito, M. J. *
Pinto: lastro.
Dia 26.
- RIOFORMOZO; S. Ave Mana,
M. Francisco de Oliveira.
-. BAHA; B. Sardo Fredenco bran-
de, Cap. E. Piaggio: lastro. 24 passagei-
ros.
Dia 27.
- RIO DE JANEIRO; B. Ing. ty-
hele, Cap. Lloyd.
I*
i
i
Ph*XA**VCO .YA TlPOOHAFIA DO DlMUO, RA DA SoLBDADB N. 9. 498. 1831.

/

/
}
'I
.
- Jk


wwi
-'iirr-|f





mi

V V
SUPLEMENTO
AO DIARIO DE PERNAMBUCO N. 231.
y
Jmpresso em Pernambuco por AjrTOjruro Joz* de Miranda FalcIo,
.-
.
S
r
>
(

FARTIGOS DE OFFICIO.
O presente este Governo o 'Officio de V.
S. datad de hoje, em que representa, que a
Relagaq fiesta Cidade acaba de pronunciar hu^
ma Seiitenca'concia*) Navio Clementina, e sua
carga, pelo Crime de Commercio de Escrava-
i ara, e'reclama a minha intervengo, para que
os Ministros respectivos hajo de Considerar o
negocio no seo verdadeiro aspecto; sobre o que
cumpre-me significar?lhe, que, sendo o Poder
Judiciario independente, nao he' da competen-
cia deste Governo semilhante intervengo; res-
tando V. S., ou as partes, que se julgarem of-
fendidas daquella Senten9a, os recursos legaes;
devendo mais asseverar a V. S., que o Exm.
Ministro, e Secretario d'Estado dos Negocios
Estrangeiros, em Aviso, que dirigi ao meo An-
tecessor, approvou o procedimento, querelle teve
de entregar o conhecimento do negocio da re-
ferida Escuna ao Conselheiro Chanceller da
mesma Relacao. Dos Guarde a V. S.; Pala-
cio do Governo de Pernambuco 18 de Outubro
de 1831 Francisco de Carvalho Paes d'An-
drade Illm. Snr. A Aubion, Cnsul de Sua
Magestade Christianissima nesta Provincia.
Em rsposta ao Officio de V. S. com data de
18 do corrente, em que me participou ser ne-
cessario arrasar algumas cercas nativas, e cor-
tar alguns galhs de arvores fructivas, para
bem se arranjarem as Estradas Publicas; te-
nho a diser-lhe; que, se os proprietarios dos Si-
tios oposerem-se isso, haja de dirigir-se ao
Juiz de Paz respectivo, para este providenciar,
como for justo. Dos Guarde a V. S. Palacio
do Governo de Pernambuco 20 de Outubro de
1831 Francisco de Cajpvalho Paz d'Andrade
Snr. Joao Bloem Sargento Mor do Corpo
de Engenheiros.
Foi presente a este Governo o Officio, que
essa Cmara dirigi em data de 18 do corrente
mez, manifestando a firmesa de suas opinioens
Constitucionaes, sua resolucao, assim como a de
huma grande parte dos Cidadaos d'esta Capi-
tal, de obedecerem somente a Lei e as Auctori-
dades legaes ; e de nao anunirem a reforma de
nenhum artigo d Constituicao, se nao o, que
for feito pela Assemblea Geral, e pela maneira
marcada na mesma Constituicao.
Certo dos sentimentos, que exprime a Cma-
ra da sua adhesao, e amor da ordem, e segu-
-anea Publica, levarei ao conhecimento
gencia o referido Officio, conforme V.
gem. Dos Guarde a V. Ss. Palacio
verno de Pernambuco 20 de Outubro d<
Francisco de Carvalho Paes d'Ant
Snrs. Presidentes, e Vereadores da
Municipal desta Cidade.

RIO DE JANEIRO.
.Llus^rissmo e Excellentissimo Senho
ordem da Regencia em Nome do Imp
participo V. Ex. para fazer constar
mate dos Snrs. Deputados, que n'esta noi
8 para as 9 horas a guarnicao da Presij
pegou em Armas, abandonou a guaro]
prezos, e foi reunir-se aos seos companheij
Armf no Quartel da Ijjia das Cobras, pe
ou ordenando a nao retirada para fora da]
tal, do Capitao Jos Custodio. Muitos ti]
rao disparados da Ilha para a Cidade, qu
respondidos pelos Guardas Municipaes, q]
repente tomarao armas, e correro defe
Patria, reunindo-se Cavallaria da visinfl
que espontanetnente acudi alarma^u!
Cidade derramou a rebelda d'aquelle Cjoif
Ninguem poder hoje dissimular o e*d<
rivel da Capital; a indignacao ferv^nos i
dos Cidadaos, todos os dias ameacados pori
duzia de intrigantes, e miseraveis indivr
que tem a demencia de querer dictar a L*
Imperio, mudar a forma do Governo, e
car n'elle Entes, ou nuilos, ou dispresive
Quatro Peridicos, chos d'esse partido
quico entretem, e conservao no espirito
pulaca, a insubordinado, o despreso d
o nenhum caso das Authoridades, e por
quencia a verdadeira anarqua. Na<*
Governo que compete puni-los; a Lei e os
rados sao insuficientes, e o. Cdigo Crimin*
em muitos casos irrisorio pela leveza d
as; e o nosso processo eterno, e crea
mil tortuosidades, abre a porta impun
e quando a agitacSo tem chegado ao tergg
tual, nao sao medidas ordinarias, que p<
salvar o Estado: o Governo j tem pro
algumas medidas, mais seriao propostas, se
ranea houvera de serein attendidas, e se j
melhantes nao fossem desprezadas.
A Cmara dos Senhores Deputados deve s^
que seis mil Cidadaos armados, nao da qu
1;


o

-
IX

|s que em 15 de Jullio dcrramarao a cons-
ol na Capital, mas ses mil 'Proprietarios
istriosos, que representa cada hum familia
s, que constitnem a mass dif mais rica e
osa Cidade do Imperirio, tem declarado
>oder mais sofier a inquietado, o sbre-
os ineommodos e prejuizos,* que lhe cau-
5 anarquistas, e que a indiferenca da As*
ea Geral sobre a calamidades, que se pas-
iant de seus ollos, llie he nli: sensivel e
adavel. '' "
Joverno sempre deveo ser franco, jnas ho*
e se-lo anda mais, e por isso certifico
)ra dos Snrs. Dcputados que os Cidadaos
onados aos seus proprios recursos, vap i.
I a desesperaca: e que sera reior 'qSe
presentantes provao de feQiedio fficaz
laies, do que deixar que a faixao obr,
as Lris se clao. *$ '
este momento a Guarda Municipal est
mas para defender-se de seus ihimigos,
)nnir, e sem comer ; so remedios firf&s'e
romptos podem hpje salvar a Capital,' e
jsllaolmperip. '**
>s Guarde a V. Ex. Paco m 7 de Outu-
1831. >r f n
Diogo Antonio eij.
Sete horas da noite.
Afl^MATA5AO-.
JL^I O dia 31 do comente pelo Juisp 4os Feitos
da Fscnda se hdeVifituara rrematacjio do
Sitio denqmi,napjoiJom^i ,na fCampipa da Piran-
ga, penhrado por os Admlriistraaores'da Com-
mnhia ^ ^erdeiros de Sebaatiao de Carv$io
Andrad.
' sl;i ; t ;,
> VENDAS.
Va capa a dinheiip, oa prazo Je 6 a )2-
mezes, na ra da' moeda, com 100 P.aml^ yP
ftiridp; e 2$ de frente, quintal, embarque mim-
"te.proxnro, &c. *ab Jareo do Corpo Sto,"lqja
/tmfr, 3SF- 69. <* ; '*
fc^ scravos de ambos os sexos; barricas
commdubns; csteiras; azafejd njidbini, p
de dhde em bairfs; e' peixe saldado: na pren-
ca de xancisc'O Ribero de unto.
' (J-f^ TOn inojeorre de idde J anuos; 10 ro?
lsdjfdmo doMararihao ja seco por jm^
lurto feodco: na loja da esquina da Pracinha
-Mi. h o'
dblivrarnento4e , T,p,,..,... > fi ji
os
\ .....
1 ....
) *7 -tante de por o jxosso Jornal no pielo,
os qu lardas Muniipaes, apesr'flo repelido, lo*
'Rebeldes, conseguirlo tonir a lha r s
os rivalisarao de zelo e corag^em n'esta
sa aceao: os Jovens Guardas TVunicipaes
prova do seu grande amor pela patria, se-
> no fbgp, com intrepidez^' os 'Oflcas.
diana da Guarda Mnicijjal mrece ^
pnte os maiorS elogios,
momento do desembarque, os Officiaes q
m ficarab admirados vendd lm Teniente
rinha,'a espada desembainlda,'e lan-
se sobre os Rebeldes, no th<9 d metr-
\lguns Officiaes disser' qufe "bera o sen
catoarada^ Hnriqe. O tomifandnt
das Guardas Municipaes o &wr JdSef Ma-
to foi hum dos primeros que' assallbu 'jj,
a da Fortalesa'da lhad Cobas." 7' l
-
cp
da Cruz n. 33.
# Kxas de boa ^alidacle. de 60 a 240 rs.
narpracitiha do Corno Santo'S.' %.
yfk m preto l^orn canoeiro, de bonita figu-
ra, sm vicio: na ra do Palacete p. 2-

AV1ZO PARTICULAR.
i~S f
r!
t iff,,"!

an
(Jem precisar de um ca^j^ para loja ou'
eni, anuncie.
ESCRAVO FGIDO.
T
0 Oaquim Cacante, 20 anns, altura nro-
porciona'da, alruma couza fufa, belfos graids^
nnlz bem xatb/com urna cicatriz na empella
vtf^vestido camisa, e calca ele estopa nova, bq;
ne de qua^ros brancos, e asues: iugino a U do
cdrfentfe'cn uin taboleiro' a Vencer toinates :
ao aterro da Boa-vista, N. 28.
Pern. na Tu, do Dtario, Ra da Solepade N. 498.
:>" 'rs o"-- >>. ron
r ;i%
S
.,:!
^w


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EPU8EDRHU_VGE2F8 INGEST_TIME 2013-03-25T15:16:24Z PACKAGE AA00011611_01420
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES