Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:01127


This item is only available as the following downloads:


Full Text
MMMMMl
m
.......I NI
J^/aNNODE i83irx,;\||4 SEXTA FKfRA18 OR MARCO. NCJ.VIERQ fa
' *&***. mensa/-***, a reitpn^saiiamados, %r^< Pidedfna, e-ene casa o Editor, ru* pireita, *B7 f fe
togarn to-nbcn se receberao corresponden**** r e anuncies estes inserem-se *,*tis, sendo de assignantes^ rindo *ssignadosre M ArrV
"""**' serao publicados no di* im,*edt*to *e da entrega, se a Je esta feita at e m*io dia e vindo resumidos.
tfittS
ignados
*."
PKRPTAMBCO; HA. TYPOGRAFIA riDEDIGNA, RA DAS FLORES, K. 18. l83t.
ARTIGO de OFFICIO
Acta da Sexta Sessao Ordinaria do Conse-
Jho do Governo era 12 de Marco de
l83i, prezidida pelo Excellentissimo Sr.
Prczidente Joaquim Joze Pinheiro de
Vasconcelos.
iVcharao ae reunidos os Senhores Conse
llieiros Francisco de Paula Cavalcante de
Albuquerque, Deo Bernardo Luiz Ferrei-
ra, Gervasio Pires Ferreira, Manocl Zefe-
rio dos Santos, e Doutoral Manoel Igna-
cio de Carvalho ; faltando o Senbor Desem-
bargador Thomaz Antonio Maciel Montei-
ro, por ser dia de Relac/lo,
Foi lida e approvada a acta da Sessao an-
tecedente.
Comparecern, para ser examinados, An-
.tonio Bonifacio Torres, oppositor a Cadei-
ra vaga de primeiras Lettras de Paratibe, e
1 Jalo Jos de Oliveira Maciel, tabem op-
positor a referida Cadeira, e, na sua falta,
a de M aranguape ; e sendo examinados pe-
los Professores Manoel Carueiro de Souza
Lacerda, e Manoel Antonip Monteiro de
Andrade, era conformidade da Carta de
liei de i5 de Outubro de 1827, forao re-
pro vados : do que, para constar, se passou
o Termo do Estilo. E deo-se por finda a
Sessao as quatro horas da tarde. E eu
Vicente Thomaz Pires de Figueiredo Ca-
rnario Secretario do Governo, e do Con-
selho a subscrevi. >, <
$
Pede-se-nos a publicado da seguinte carta
dirigida ao Editor do Cruzeiro, que re
cuzou inserila em sua folha, depois de
a ter em seu poder por alguna aias : a
efmzao da imparcialidad* desta folha
por ella to proclamada, nao pode chegar
para desviar de um Cidado o odioso
da calumnia, que ella tinha armado ? Qne
constitutionaudatk i que fdosofia que
s 1 .
litor do Cruzeiro h L o d. 32
%r
V l4
da sua'estimavel folha, (estmavel; porque
excita, a que os nimos Constitucional es-
tejao cada vez mais a lerta contra os pertu-
badores da ordem) e nelle achei urna in-
vectiva un pouco (aparentemente) delica-
da, e, que eu asseverei, que o recebtinrn-
to do ex-Dejjfitado Cipriano Jos Barata de
Almeida, na Baha fi feito por jaquetas.
Com effeito, cada vez mais me confirmo
na idea, de que de tudo, e principalmente
do significado das palavras se pode abusar ;
porque urna \e mutilando, oufra vez subs-
tituindo por .equvocos, synanimos ; outra
vez destacando as ora'c^pes des seus pr>pri-
os lugares, bmittindo as antecedentes, on
adjuntas etc. se faz dizer a um author ocoih
trario, do que elctem dicto.
Ora o facto do recebiraento do ex-T>epurf
udo Barata contado por um modo iiialigiia-
mente vicioso apresenta o aspecto de.u 11
insulto, e uma mentira descarada, contra
a verdde do facto, e de fcil, e pronipta
desmentida por todos, os que assistiro i
mesmo facto do pomposo recebimento, que
teve o lllnstre ex-Deputado Barata; rece-
bimento nunca visto a cerca de um part-
cula r,
J pois, que um calumniador ouzou que-
rer detrar, e obscurecer a honra, e a gloria
de um Cidado, que teve a fortuna de me-
recer tantas honras, e obzequios dos seus
comprovincianos, e qjie qui encobrir a.
sua malignidade atribuindo-me a invencao
da sua calumnia, pareceu-me do nieii dever
contar a verdade do facto tal qual o.tenlio
repetido a to los, e desafio a qual que r ca-
lumniador, que diga quando me ouvi.ise o
contrario, e que tirando a mascara se as-
signe com o seu noma verdadeiro, para o
poder eu desmentir. Repito o facto.
Sahi do Rio de Janeiro para Pernunbu
co, onde me aeho, no Correio maritijio
denominado-* Paquete da Babia e cu-
tre os paaageiros veio o ex-Deputado Ba-
rata, Oquar fieon na Babia para onde se diri-
ga, a onde asaisti ao aeu desembarque.
Funda do- o navio, veio a bordo um gran-
<$enumero de pessoas todas de ca/.aca ; a-
brassarao o ex-Deputado Barata, eo leva-
C


m*+
>
V (,48)
rao para trra, onde foi recebido com gi-
rndulas de fogo ; repiques de sinos, e o
maior entusiasmo dos Cidadaos de todas as
closscs.
Assim acompanhado, o levaro a sua ca-
sa, on le me consta se cantaro diversos
hymnos : na noite deste dia vi militas ca-
sas iluminadas, e DIB geral contentamente,
por verem solt, restituido Patria o hon-
rado Benemrito Ancio : no seguinte dia
ouve un Te-deum Lauda mus em acedes de
gracas ao Todo Poderoso pelo mesmo as-
sumpto.
Eis a noticia, que dei : nem outras po-
da dar, e logo, que aqu cheguei assim o
disse ao Excellentissimo Com mandan te das
Armas fiesta Provincia, na presenca do Te-
nente Coronel Francisco Joze Martins ; o
Sargcuto-mor Joao Bloem ; o Tenente Se-
cretario Interino Joaquim Cezar de Mello
Padilha, e outros mais Ofiiciaes na Secre-
taria do Excellentissimo Commandante das
Armas, desta Provincia quando me fui a-
presentar no dia 7 de Janeiro p. p. se-
gundo da minlia chegada aqui : a vista do
que -me necessario dizer ao Senlior Edi-
tor do Cruzeiro, que o enganaro quando
llie dissero, que eu asseverei ter sido 'ei-
to por jaquetas, o recebiraento do sobredi-
to ex-Deputado.
E para que todos saibo, que eu nao
son capaz de deslustrar a honra dos Mus-
tres nossos Patrios, os Seuliores Baianos,
rogo ao Sr. Editor lo Cruzeiro me faca
o favor de inserir na sua folha esta exposi-
cao da verdade ; pelo que lhe ficara' muito
obrigado.
O Sen attento venerador
JlJanocl Ignacio de tarvalho Mendonca.
Vice-Consulado l'ortwguez.
Joaquim Baptista Moreira, Vice Cn-
sul de Portugal, e Algarve, e seus Domi-
nios, nesta Cidade e Provincia de Per-
nambuco etc.
Ac saber aos subditos da cora Portu-
guesa, residentes nesta Cidade, e Provin-
cia de Pcrnarnbuco, que a Regencia de Por-
tugal, Algarves, e seus Dominios em nome
da Rainha, Querendo dar toda a protec-
ciio legal ao conunercio, pessoas, e propri-
odades dos subditos da mesma Augusta Se-
nhora; Houve por bem Mandar crear Vice-
Consulados nos por tos martimos do Impe-
rio do Brasil: esendo cu legtimamente no-
meado, para residir, na qualidade de Vioe-
Consul Porluguez nesta Cidade e Provincia,
,
assim o faco constara todos aquellos a quern
o conheciment deste deve pertencer aim^
de que procurem babilitar-se pela Reparti-
co deste Yicc-Qorsulado, conforme as
feis, e ordens de Sua Magestade Fidelissi-
ma, para poderem gozar da proteceao que
he devida aos subditos Portuguezes nos Pai-
zes estrangeiros. E para que cliegue a no-
ticia de todos, mandei lavrar o presente
por mim assignado, e sellado com o sello
deste Vice-Consnlado. Pernambuco em 17
de Marco de j83i.
Joaquim Bapsta Moreira,
\
THEaTRO.
Domingo 20 de Marco se representara'
a magnifica Pec,a Sacra intitulada OS
MAKTIRES DA LIBERDADEque sera'de-
corada com vistas novas, novo vestuario, e
Coros de Muiea de composico do Mostr
Jos de Lima : nao se faltando em nada a
pompa que pede o author de to insigue
Oratoria,
VENDAS.
jfxMetade de um sobrado, na ra das
Trinxeiras n. 216, com sotao, quintal
murado e cacimba, em chaos proprios em
Olinda, ra do Amparo 11. 2 ; ou anun-
cie se.
A loja de coiros D. 7 na ra do Li-
vramento no milbor sitio possivel e com
poucos fundos: na mesma ra sobrado
D. 10.
Na ra do Rosario D. 18, sementes de
flores,. inda nao vistas, e de verduras de
diferentes qualidades; urna canoa decar-
reira ; quatro oaixoes de barretinas de Sra.
da fabrica de Borges, surtidas de n. 1 a
3, a praso ou a vista ; urna escrava lavadei-
ra de varrela que se vende por circunstan-
cias, que se diro ao comprador.
_ Pianos muito bons, ltimamente che-
gados, e por precos commodos : na ra da
Cruz casa n. 33.
_ Um sobrado cem chaos proprios, em
Olinda ra do coxo, pertencentes ao Te-
nate Goronel Pedro da Silva Pedroso:
na ra do Eogo, esquina do beco do Sara-
patel, 1. andar se acha quem esta au-
torisado para faser a dita Yefy
concluida ueste corren te mez. *
' Urna casa terrea, citas n
ttfcrfer
ra
:
<:
largo
.*
#
i
V


\ %4
j
N. S. da Paz nos Abgndo's, oort mu tos com
modos: nos quatro cantos de S. Gonsalo
na Boa-vista, a falar com Matioel Antonio
Simes do Amara!.
Urna preta, de naco, 2oannos; cose,
engoma, e eozinha : na ra do Rangel so-
brado de um andar D. 28.
Em casa de Miguel Bernardo Quin-
teiro morador na ra nova, casa D. 3a c.
andar vende-se, e aluga se penas inas de
todas as cores e grandes para coca res de
figuras e anjos de procieoes.
Capini de planta, feixe que um Iiomem
possa carregar por 120 res : na estrada do
lozarinho lado da Igreja terceiro sitio de-
pois della.
Ocias cabras, una com cabrito, e outra
prenhe, preco commodo: iia ra Nova loja
o. .7.
Kscravos, maxos e femeas, da Costi,
meio bocaes, chegados prximamente da
da Babia: noarnusem de Agostinlio E.luar-
do Pina, ao pe da Alfandega nova.
Caf moido, figuras de barro, lonca
muida para brinco de criancis, loiiea nnita
m conta, tabaco simonte: na ra da Ma-
dre de Dos venda defronte da porta prin-
cipal da Igreja.
COMPRAS.
11 A mesma venda compra-se um brago
grande de balanca com seus pertences, que
tambero podem anunciar por esta folha.
. Um corte da vestida de cassa da In-
dia bordado, com barra de prata; ou seis
varas da mesma cassa, tambero bordada,
e um meio chales da mesma iseid.i: auuu-
cie-se por este Diario.
4)) V? r)
i
loja de coiros D. 12.
- Um Sr. d'engenho participa aos pos-
suidores de animaes vaceum, que uzem do
remedio seguinte, para ficarem livres do
prejuiso que presentemente cstao casatelo
os carrapatos. Juntem bem pisado, melo
deS. Caetano, tipi, meladinba, coirana do
mato, em in'usao d'agoa por oito dias, e es-
freguem com ella, bagaco e agoa, os animaes
tres vezes, e depois de tres dias principia-
ro a morrer os carrapatos, e hcarao os
animaes livres do mal.
~ Precisa-se de urna creada, que cozinhe,
parda ou preta, de 4o a 5o anuos; quem
estiver nestas circunstancias dirija-se ao
1. andar por cima o botequim da ra do
ALUGEL.
. Aluga-sa nma ama de leite, parida de
poucos dias mulata captiva; lava, engoma,
e tem muito geito para tratar de criancas:
na ra direita D. 4.> andar.
Quem quiser arrendar um sitio na
estrada de S. Amaro com casa de vivenda
de pedra ecal, bastantes arvores de fructo,
como conueiros, mangueiras, e larangeiras,
dirija-se a ra do vigark> casa n. i5.
t \
AVIZOS PAaTICLVRESw .
A pessoa~fpe tem para vender urna ca-
J) urro de S. Antonio com todos
r los anunciados no Diario de 12
le, dirija se a ra co Livramento,
J
colegio.
Francisco de Paula Freir, morador
atrazgda guarda da Boa vista, anuncia que
em principio do corrrente mez apareceo no
seu sitio um boi de carro; quem 'or seu do-
no (jucira procurar dentro em a4 horas,
pois o anunciante nao se obriga pela fuga
do mesmo.
< iNa loja de ferrage defronte da Jgreja
da Madre de Dos n. 2or, precisa-se de
algum dihheiro Portuguz, aode se pode
dirijjr quem o tiver, querendo trocar.
~- A pessoa, que anunciou ter urna casa
terrea no Bairro de S. Antonio para vph-
der, dirija sea ra do Queimado D. 16.
. Quem tiver para a lugar una casa de
2, ou pandares com seu armasem, sendo
em ras principaes desta Cidade, anuncie,
ou dirija-se a ra do Colegio D. 4-
Quem tiver urna canoa aberta para
ahigar por seis a oito meses, dirija-se a ra
do Palacete D. 23, para tratar.
Quem anunciou no Diario de 17 d>
corren te querer comprar urna negr. ladina,
de 4 a annos de bonseostomes, e sadia,
dirija se a ra nova loja Francesa D. 20,
queaxara' o que procura, e tambem se tro-
ca,por um moleque as mesmis circuns-
tancias.*
-* Precisa-se de um Iiomem' livre, que
saiba trabalhar em sitio; na ra do Viga-
rio n. o r 2. o anclar.
_ A viuva de Joao Cardoso de Mosquita
avisa ao respeitavel Publico, que estando
a faser o seu inventario, percisa par ulti-
mar as suas contas, que os que as ti ver ni
com a suacasa compareco no praso fie oito
dias para tratar dos necessarios a nau jos :
assim como que existem em seu poder al-
guns piubores, cujos dorios de\em co ni pe-
recee no ditto praso para os remii, e p ara
cjiie fiao se chamem a ignorancia faz o pre-
sente anuncio.
^ Joo d'Andrade Lima, morador na


i%yM':
I ii
engenho Mussupinho Fregus i a de Iguaras-
su', faz certo ao Pnblico que para evitar
encontr de nomes acrescenta o seu : as-
sigmndo-sti dora emv.* nte Joo da An-
drade Lima e Azevedo.
0&*
4*
>r
ESCRAVOS FGIDOS.
S
^Alvador, mulato ; 25 annos, estatura re-
gular, cheio do corpo, olhos castauhos, e
semblante secco; oflicial de pedreiro: na
ra da Sanzala vellia n. 4i
_ No dia 16 do corrente, fugio Jos,
Congo, cara larga, olhos pequeos, algumas
varrugas no canto do olho direito, suicas
eompridas, falto de dois dentes na frente
na mandbula superior, o labio inferior fo-
veiro, cheio do Corpo, pes largos, levou
camisa e siloura de algodo, e chapeo de
naJha; foi captivo de Jos Simplicio d'Al-
liiiquerque morador na casa Forte, e hoje
e Joaquim Elias de Moura, morador
no pateo da Santa Cruz na Boa-vista Sobra-
do D. 8, segundo andar onde o podero
lerar.
~$M, Benguela, serrador, 3o annos,
barba, somente na ponta do quexo e buc^o,
meio fulla, magro, e um pouco cxo de
urna pema, fgido a 16 de Fevereiro passaT
do com camisa e seroula de algodo : a Jos
Francisco Lavra, ra da Madre de Dos.
No dia 14 do corrente fugio um moleque,
besa ladino, por nome Manoel Antonio,
que ja em outro tempo vendeo peznbos de
carne, do talho das sinco pontas.; baixo,
grosso, ps grandes, e um d'elles tcm o de-
do mnimo de menos, levou calco azul, e
camisa dealgoda: na prensa do Miranda
no Forte do Mattos.
Genebra, crila, 45 annos, estatura
ordinal ia, muito magra, fgida a i3 do
corrente com vestido de chita parda, e pa-
o da costa: no Forte do Mattos casa n
ii.
Henrique, congo, gago, fulla, olhos
vermelhos, grosso, alto, pes pequeos; fgi-
do a 7 do corrente con? caira e camisa bran-
ca: na ra Nova n. 17, dar-se-ha 16,000
rs. de premio ao apprehendedor.
Urn moleque da Costa, 8 annos, boni-
ta cara, ps cun bixos, impingeus e bobas
p-1) corpo, nao magro, muito esperto e
idilio: ni ra do Livramento D. i5.
1 Feliciana, baixa, grossa, corpo muito
bein Jeito, bei^os muito grossos, e um sig-
nal no peito, 'fu^Wa a 17 do corrente vest- J
da de saia e pao preto: a Manoel Jos da
>Silva Actor do Theatro de'esta Cidade.
NOTICIAS MARTIMAS,
Entrados no dia 17.

Rio de Janeiro: 3o das; R. Hamb.
'Cnrtstance. rap. P. Mehrkens: tcrro: a Ni-
colao Otto Bieber e C.
Livelpool; fa das ; Barca Ing. Afae-
clesfield. Cap. Thomaz Tutker : em laslro :
a Johnston Pater e C.
~ Rio formozo; 1 dia; S. Guadclupe,
M. Custodio Moreira dos Santos : caixas : de
Joaquim de Souza Cirne.
Rio Grande do Sul ; 5i das ; B. Le-
nidas, Cap. Joaqnm Antonio Gadre; carne
secca ; aoCapita.
>
Aavios safados no da i4
Sag-Harbor; a G. Amer. llulmesy
que havia fundiado no dia i3.
_ Londres, B. Ing. Shakespeare, Cap.
John. Golde : assucar, e algodo.
Saidos no dia
i5
Baha; B. Ing. Fiftshier, que havia
fiHideado a i4
w Genova ; Barca Ing. Maraboo, Cap.
John Lungrdge : assucar.
_ Rio de Janeiro por Jaragua e Baha,"
Paq. N. Constancia com o 1. Ten ente
Antonio Alves da Costa. Passageiros-,
A. B. Morrell, Americano, Mauricio Selfg-
maen, Hamburguez, e Antonio Leal de
Barros.
Saludos no dia 16
Hamburgo; B. Hamb. Johnnes, Cap.
I. P. Gagzo: assucar e algodo.
Angola ; E. Feiticeira d' /frica, M.
Jos Rodrigues da Ressurreicao: differen-
tes gneros. Passageiros Maria Rodri-
gues da Souza, e Eufrazia Francisca.
Saludos no dia 17
* Londres ; Barca Ing. Minerve, Cap.
H. 3. B. Guy ; assucar e algodo.
\
*'
PfiRNAMBOCO NA TYPOGRAFIA FIDEDIGNA. i83i.

i

$


A

V


Full Text

PAGE 1

MMMMMl m I NI J^ /ANNODE i83irx,;\ || 4 SEXTA FKfRA18 OR MARCO. NCJ.VIERQ fa *&***. %  mensa/-***, a reitpn^saiiamados, %r^< Pidedfna, e-ene casa o Editor, ru* pireita, *B 7 f ,„ fe togarn to-nbcn se receberao corresponden**** r e anuncies estes inserem-se *,*tis, sendo de assignantes^ rindo *ssignados r e M • ArrV """**•' serao publicados no di* im,*edt*to *e da entrega, se a Je esta feita at e m*io dia e vindo resumidos. tfittS ignados *." %  PKRPTAMBCO; HA. TYPOGRAFIA riDEDIGNA, RA DAS FLORES, K. 18. l83t. ARTIGO DE OFFICIO Acta da Sexta Sessao Ordinaria do ConseJho do Governo era 12 de Marco de l83i, prezidida pelo Excellentissimo Sr. Prczidente Joaquim Joze Pinheiro de Vasconcelos. iVcharao ae reunidos os Senhores Conse • llieiros Francisco de Paula Cavalcante de Albuquerque, Deo Bernardo Luiz Ferreira, Gervasio Pires Ferreira, Manocl Zeferio dos Santos, e Doutoral Manoel Ignacio de Carvalho ; faltando o Senbor Desembargador Thomaz Antonio Maciel Monteiro, por ser dia de Relac/lo, Foi lida e approvada a acta da Sessao antecedente. Comparecern, para ser examinados, An.tonio Bonifacio Torres, oppositor a Cadeira vaga de primeiras Lettras de Paratibe, e 1 Jalo Jos de Oliveira Maciel, tabem oppositor a referida Cadeira, e, na sua falta, a de M aranguape ; e sendo examinados pelos Professores Manoel Carueiro de Souza Lacerda, e Manoel Antonip Monteiro de Andrade, era conformidade da Carta de liei de i5 de Outubro de 1827, forao repro vados : do que, para constar, se passou o Termo do Estilo. E deo-se por finda a Sessao as quatro horas da tarde. E eu Vicente Thomaz Pires de Figueiredo Carnario Secretario do Governo, e do Conselho a subscrevi. >, • •< $ Pede-se-nos a publicado da seguinte carta dirigida ao Editor do Cruzeiro, que re cuzou inserila em sua folha, depois de a ter em seu poder por alguna aias : a efmzao da imparcialidad* desta folha por ella to proclamada, nao pode chegar para desviar de um Cidado o odioso da calumnia, que ella tinha armado ? Qne constitutionaudatk i que fdosofia que s 1 litor do Cruzeiro H L O D. 32 %r V l 4 da sua'estimavel folha, (estmavel; porque excita, a que os nimos Constitucional estejao cada vez mais a lerta contra os pertubadores da ordem) e nelle achei urna invectiva un pouco (aparentemente) delicada, e, que eu asseverei, que o recebtinrnto do ex-Dejjfitado Cipriano Jos Barata de Almeida, na Baha fi feito por jaquetas. Com effeito, cada vez mais me confirmo na idea, de que de tudo, e principalmente do significado das palavras se pode abusar ; porque urna \e mutilando, oufra vez substituindo por .equvocos, synanimos ; outra vez destacando as ora'c^pes des seus pr>prios lugares, bmittindo as antecedentes, on adjuntas etc. se faz dizer a um author ocoih trario, do que elctem dicto. Ora o facto do recebiraento do ex-T>epurf udo Barata contado por um modo iiialigiiamente vicioso apresenta o aspecto de.u 11 insulto, e uma mentira descarada, contra a verdde do facto, e de fcil, e pronipta desmentida por todos, os que assistiro i mesmo facto do pomposo recebimento, que teve o lllnstre ex-Deputado Barata; recebimento nunca visto a cerca de um partcula r, J pois, que um calumniador ouzou querer detrar, e obscurecer a honra, e a gloria de um Cidado, que teve a fortuna de merecer tantas honras, e obzequios dos seus comprovincianos, e qjie qui encobrir a. sua malignidade atribuindo-me a invencao da sua calumnia, pareceu-me do nieii dever contar a verdade do facto tal qual o.tenlio repetido a to los, e desafio a qual que r calumniador, que diga quando me ouvi.ise o contrario, e que tirando a mascara se assigne com o seu noma verdadeiro, para o poder eu desmentir. Repito o facto. Sahi do Rio de Janeiro para Pernunbu co, onde me aeho, no Correio maritijio denominado-* Paquete da Babia — e cutre os paaageiros veio o ex-Deputado Barata, Oquar fieon na Babia para onde se diriga, a onde asaisti ao aeu desembarque. Funda doo navio, veio a bordo um gran<$e n umero de pessoas todas de ca/.aca ; abrassarao o ex-Deputado Barata, eo levaC



PAGE 1

i%yM' : I II engenho Mussupinho Fregus i a de Iguarassu', faz certo ao Pnblico que para evitar encontr de nomes acrescenta o seu : assigmndo-sti dora emv.* nte — Joo da Andrade Lima e Azevedo. 0&* 4* >r ESCRAVOS FGIDOS. S ^Alvador, mulato ; 25 annos, estatura regular, cheio do corpo, olhos castauhos, e semblante secco; oflicial de pedreiro: na ra da Sanzala vellia n. 4i No dia 16 do corrente, fugio Jos, Congo, cara larga, olhos pequeos, algumas varrugas no canto do olho direito, suicas eompridas, falto de dois dentes na frente na mandbula superior, o labio inferior foveiro, cheio do Corpo, pes largos, levou camisa e siloura de algodo, e chapeo de naJha; foi captivo de Jos Simplicio d'Alliiiquerque morador na casa Forte, e hoje e Joaquim Elias de Moura, morador no pateo da Santa Cruz na Boa-vista Sobrado D. 8, segundo andar onde o podero lerar. ~$M, Benguela, serrador, 3o annos, barba, somente na ponta do quexo e buc^o, meio fulla, magro, e um pouco cxo de urna pema, fgido a 16 de Fevereiro passa T do com camisa e seroula de algodo : a Jos Francisco Lavra, ra da Madre de Dos. No dia 14 do corrente fugio um moleque, besa ladino, por nome Manoel Antonio, que ja em outro tempo vendeo peznbos de carne, do talho das sinco pontas.; baixo, grosso, ps grandes, e um d'elles tcm o dedo mnimo de menos, levou calco azul, e camisa dealgoda: na prensa do Miranda no Forte do Mattos. — Genebra, crila, 45 annos, estatura ordinal ia, muito magra, fgida a i3 do corrente com vestido de chita parda, e pao da costa: no Forte do Mattos casa n ii. — Henrique, congo, gago, fulla, olhos vermelhos, grosso, alto, pes pequeos; fgido a 7 do corrente con? caira e camisa branca: na ra Nova n. 17, dar-se-ha 16,000 rs. de premio ao apprehendedor. — Urn moleque da Costa, 8 annos, bonita cara, ps cun bixos, impingeus e bobas p-1 ) corpo, nao magro, muito esperto e idilio: ni ra do Livramento D. i5. 1 — Feliciana, baixa, grossa, corpo muito bein Jeito, bei^os muito grossos, e um signal no peito, 'fu^Wa a 17 do corrente vestJ da de saia e pao preto: a Manoel Jos da >Silva Actor do Theatro de'esta Cidade. NOTICIAS MARTIMAS, Entrados no dia 17. Rio de Janeiro: 3o das; R. Hamb. 'Cnrtstance. r a p. P. Mehrkens: tcrro: a Nicolao Otto Bieber e C. — Livelpool; fa das ; Barca Ing. Afaeclesfield. Cap. Thomaz Tutker : em laslro : a Johnston Pater e C. ~ Rio formozo; 1 dia; S. Guadclupe, M. Custodio Moreira dos Santos : caixas : de Joaquim de Souza Cirne. — Rio Grande do Sul ; 5i das ; B. Lenidas, Cap. Joaqnm Antonio Gadre; carne secca ; aoCapita. > Aavios safados no da i4 — Sag-Harbor; a G. Amer. llulmes y que havia fundiado no dia i3. Londres, B. Ing. Shakespeare, Cap. John. Golde : assucar, e algodo. Saidos no dia i5 — Baha; B. Ing. Fiftshier, que havia fiHideado a i4 w Genova ; Barca Ing. Maraboo, Cap. John Lungrdge : assucar. Rio de Janeiro por Jaragua e Baha," Paq. N. Constancia com o 1. Ten ente Antonio Alves da Costa. Passageiros-, A. B. Morrell, Americano, Mauricio Selfgmaen, Hamburguez, e Antonio Leal de Barros. Saludos no dia 16 — Hamburgo; B. Hamb. Johnnes, Cap. I. P. Gagzo: assucar e algodo. —• Angola ; E. Feiticeira d' /frica, M. Jos Rodrigues da Ressurreicao: differentes gneros. Passageiros — Maria Rodrigues da Souza, e Eufrazia Francisca. Saludos no dia 17 *— Londres ; Barca Ing. Minerve, Cap. H. 3. B. Guy ; assucar e algodo. \ %  *•' PfiRNAMBOCO NA TYPOGRAFIA FIDEDIGNA. I83I. • • • i $ A V



PAGE 1

m*+ > V (¡,48) rao para trra, onde foi recebido com girndulas de fogo ; repiques de sinos, e o maior entusiasmo dos Cidadaos de todas as closscs. Assim acompanhado, o levaro a sua casa, on le me consta se cantaro diversos hymnos : na noite deste dia vi militas casas iluminadas, e DIB geral contentamente, por verem solt, restituido Patria o honrado Benemrito Ancio : no seguinte dia ouve un Te-deum Lauda mus em acedes de gracas ao Todo Poderoso pelo mesmo assumpto. Eis a noticia, que dei : nem outras poda dar, e logo, que aqu cheguei assim o disse ao Excellentissimo Com mandan te das Armas fiesta Provincia, na presenca do Tenente Coronel Francisco Joze Martins ; o Sargcuto-mor Joao Bloem ; o Tenente Secretario Interino Joaquim Cezar de Mello Padilha, e outros mais Ofiiciaes na Secretaria do Excellentissimo Commandante das Armas, desta Provincia quando me fui apresentar no dia 7 de Janeiro p. p. segundo da minlia chegada aqui : a vista do que -me necessario dizer ao Senlior Editor do Cruzeiro, que o enganaro quando llie dissero, que eu asseverei ter sido 'eito por jaquetas, o recebiraento do sobredito ex-Deputado. E para que todos saibo, que eu nao son capaz de deslustrar a honra dos Mustres nossos Patrios, os Seuliores Baianos, rogo ao Sr. Editor lo Cruzeiro me faca o favor de inserir na sua folha esta exposicao da verdade ; pelo que lhe ficara' muito obrigado. O Sen attento venerador JlJanocl Ignacio de tarvalho Mendonca. V ice-Consulado l'ortwguez. Joaquim Baptista Moreira, Vice Cnsul de Portugal, e Algarve, e seus Dominios, nesta Cidade e Provincia de Pernambuco etc. Ac saber aos subditos da cora Portuguesa, residentes nesta Cidade, e Provincia de Pcrnarnbuco, que a Regencia de Portugal, Algarves, e seus Dominios em nome da Rainha, Querendo dar toda a protecciio legal ao conunercio, pessoas, e propriodades dos subditos da mesma Augusta Senhora; Houve por bem Mandar crear ViceConsulados nos por tos martimos do Imperio do Brasil: esendo cu legtimamente nomeado, para residir, na qualidade de VioeConsul Porluguez nesta Cidade e Provincia, assim o faco constara todos aquellos a quern o conheciment deste deve pertencer aim^ de que procurem babilitar-se pela Repartico deste Yicc-Qorsulado, conforme as feis, e ordens de Sua Magestade Fidelissima, para poderem gozar da proteceao que he devida aos subditos Portuguezes nos Paizes estrangeiros. E para que cliegue a noticia de todos, mandei lavrar o presente por mim assignado, e sellado com o sello deste Vice-Consnlado. Pernambuco em 17 de Marco de J83I. Joaquim Bapsta Moreira, \ THEATRO. Domingo 20 de Marco se representara' a magnifica Pec,a Sacra intitulada — OS MAKTIRES DA LIBERDADEque sera'decorada com vistas novas, novo vestuario, e Coros de Muiea de composico do Mostr Jos de Lima : nao se faltando em nada a pompa que pede o author de to insigue Oratoria, VENDAS. jfxMetade de um sobrado, na ra das Trinxeiras n. 216, com sotao, quintal murado e cacimba, em chaos proprios em Olinda, ra do Amparo 11. 2 ; ou anuncie se. — A loja de coiros D. 7 na ra do Livramento no milbor sitio possivel e com poucos fundos: na mesma ra sobrado D. 10. — Na ra do Rosario D. 18, sementes de flores,. inda nao vistas, e de verduras de diferentes qualidades; urna canoa decarreira ; quatro oaixoes de barretinas de Sra. da fabrica de Borges, surtidas de n. 1 a 3, a praso ou a vista ; urna escrava lavadeira de varrela que se vende por circunstancias, que se diro ao comprador. Pianos muito bons, ltimamente chegados, e por precos commodos : na ra da Cruz casa n. 33. Um sobrado cem chaos proprios, em Olinda ra do coxo, pertencentes ao Tenate Goronel Pedro da Silva Pedroso: na ra do Eogo, esquina do beco do Sarapatel, 1. andar se acha quem esta autorisado para faser a dita Yefy concluida ueste corren te mez. Urna casa terrea, citas n ttfcrfer ra : <: largo .*• # i V



PAGE 1

\ %4 •j N. S. da Paz nos Abgndo's, oort mu tos com modos: nos quatro cantos de S. Gonsalo na Boa-vista, a falar com Matioel Antonio Simes do Amara!. — Urna preta, de naco, 2oannos; cose, engoma, e eozinha : na ra do Rangel sobrado de um andar D. 28. — Em casa de Miguel Bernardo Quinteiro morador na ra nova, casa D. 3a c. andar vende-se, e aluga se penas inas de todas as cores e grandes para coca res de figuras e anjos de procieoes. — Capini de planta, feixe que um Iiomem possa carregar por 120 res : na estrada do lozarinho lado da Igreja terceiro sitio depois della. — Ocias cabras, una com cabrito, e outra prenhe, preco commodo: IIA ra Nova loja o. 7 Kscravos, maxos e femeas, da Costi, meio bocaes, chegados prximamente da da Babia: noarnusem de Agostinlio E.luardo Pina, ao pe da Alfandega nova. — Caf moido, figuras de barro, lonca muida para brinco de criancis, loiiea nnita m conta, tabaco simonte: na ra da Madre de Dos venda defronte da porta principal da Igreja. COMPRAS. 11 A mesma venda compra-se um brago grande de balanca com seus pertences, que tambero podem anunciar por esta folha. — Um corte da vestida de cassa da India bordado, com barra de prata; ou seis varas da mesma cassa, tambero bordada, e um meio chales da mesma £ise¡id.i: auuucie-se por este Diario. £4)) V? r ) i loja de coiros D. 12. Um Sr. d'engenho participa aos possuidores de animaes vaceum, que uzem do remedio seguinte, para ficarem livres do prejuiso que presentemente cstao casatelo os carrapatos. Juntem bem pisado, melo deS. Caetano, tipi, meladinba, coirana do mato, em in'usao d'agoa por oito dias, e esfreguem com ella, bagaco e agoa, os animaes tres vezes, e depois de tres dias principiaro a morrer os carrapatos, e hcarao os animaes livres do mal. ~ Precisa-se de urna creada, que cozinhe, parda ou preta, de 4 o a 5o anuos; quem estiver nestas circunstancias dirija-se ao 1. andar por cima o botequim da ra do ALUGEL. —. Aluga-sa nma ama de leite, parida de poucos dias mulata captiva; lava, engoma, e tem muito geito para tratar de criancas: na ra direita D. 4.> *• andar. — Quem quiser arrendar um sitio na estrada de S. Amaro com casa de vivenda de pedra ecal, bastantes arvores de fructo, como conueiros, mangueiras, e larangeiras, dirija-se a ra do vigark> casa n. i5. t \ AVIZOS PAaTICLVRESw —A pessoa~fpe tem para vender urna ca££ J) urro de S. Antonio com todos r los anunciados no Diario de 12 le, dirija se a ra co Livramento, J colegio. — Francisco de Paula Freir, morador atrazgda guarda da Boa vista, anuncia que em principio do corrrente mez apareceo no seu sitio um boi de carro; quem 'or seu dono (jucira procurar dentro em a4 horas, pois o anunciante nao se obriga pela fuga do mesmo. —< iNa loja de ferrage defronte da Jgreja da ¡Madre de Dos n. 2or, precisa-se de algum dihheiro Portuguz, aode se pode dirijjr quem o tiver, querendo trocar. ~A pessoa, que anunciou ter urna casa terrea no Bairro de S. Antonio para VPHder, dirija sea ra do Queimado D. 16. —. Quem tiver para a lugar una casa de 2, ou pandares com seu armasem, sendo em ras principaes desta Cidade, anuncie, ou dirija-se a ra do Colegio D. 4— Quem tiver urna canoa aberta para ahigar por seis a oito meses, dirija-se a ra do Palacete D. 23, para tratar. — Quem anunciou no Diario de 17 d> corren te querer comprar urna negr. ladina, de ¡4 a ¡annos de bonseostomes, e sadia, dirija se a ra nova loja Francesa D. 20, queaxara' o que procura, e tambem se troca,por um moleque as mesmis circunstancias.* -* Precisa-se de um Iiomem' livre, que saib a trabalhar em sitio; na ra do Vigario n o r£ 2 o anc l ar A viuva de Joao Cardoso de Mosquita avisa ao respeitavel Publico, que estando a faser o seu inventario, percisa par ultimar as suas contas, que os que as ti ver ni com a suacasa compareco no praso fie oito dias para tratar dos necessarios a nau jos : assim como que existem em seu poder alguns piubores, cujos dorios de\em co ni perecee no ditto praso para os remii, e p ara cjiie fiao se chamem a ignorancia faz o presente anuncio. ^ Joo d'Andrade Lima, morador na


xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EINUD3RRS_8DVGLH INGEST_TIME 2013-03-25T15:14:48Z PACKAGE AA00011611_01127
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES