Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:01125


This item is only available as the following downloads:


Full Text
PH
vm
, i ANNO DE i83i.
^
QUARTA FEIRA i6 PE MARgO. NUMERO fo

PERNAMBUCO; NA TYPOGRAFIAT1DEDIGNA, RA DAS FLORES, 18. l83l.
ARTIGOS de OFFICIO
M resposta ao seu oficio dte 28 de Feve-
reiro prximo passado, em que me comu-
nica o embaraco, que tem, de exercer as
funches de Juiz de Paz* de Maranguape no
termo de Iguarass, sendo morador no En-
genho Paulista, hoje anexo ao Juiz de Paz
de OJinda por estar no termo dessa Cida-
de em virtude da dispozico do Decreto
de 11 de Setembro de i83o"; tenho com-
municar-lhe, que nao cabe as minhas attri-
big&es, em qualidade de Prezidente da
Provincia, o resolver taes duvidas, que im-
portad interpretaco de Lei ; attribuicao
privativa do Corpo Legislativa : comtudocii-
rei, que como V. S. estava dentro do Termo
de sua jurisdico, quando foi eleito Juiz, e a-
indase conserva no mesmo lugar, acontecen-
do so mente verifica r-se huma nova divizo,
em cumprimento de Lei posterior, que nao
aeautelou a duvida, que ora occorre, pare-
ce-me que V. S. de vera' continuar no mes-
mo exercicio, indo para issofazer suas Au-
diencias dentro daquelle Termo, e dar
conta ao Governo de S. M. o Imperador.
Dos Guarde a V. S. Palacio do Governo
de Pernambuco 12 de Margo de i83i .-.
Joaquim Joze Pinheiro de Vasconcelos hh
Senhor Juiz de Paz de Maranguape Joo
Lins Cavalcnte de Albuquerque.
-4'Mandando proceder as necessarias a
veriguaces cerca *Je Antonio Joze, Sol-
dado, que foi, do r. Batalhao de Cassado-
res da primejra Linha do Exercito,condem-
nado a 6 annos de trabalhos pblicos, o
qual se acha as Cadeias desta Cidade des-
de 3o de-Marco do anno passa jo, conforme
V. S. participou em seu Oficio de 6 do cor-
rente, exigindo a Guia respectiva ; obtive
os esclarecimentos constantes dos Officios,
que inclusos remetto. Dos Guarde a V.S.
Palacio do Governo de Pernambuco \i
de Marco de i83i i-i Joaquim Joze Pinheiro
de Vasconcelos -. Senhor Desembargador
Ouvidor Geral oCrime, Gustavo Adolfo
de Aguilar. 1

Continuag&o do N. antecedente.
fc-i Est prejudicado oart. i54 por j ter
ficadoo j, 7. do art. 101.
Art. 160. Aver em cada Provinsia
um Prezidente nomeado pelo Imperador na
forma do art......que o poder mudar
quando entender que assim convem ao bom
servisso do Estado.
Ao Titulo 7. se acrecentar o seguinte
Capitulo Art. a O Inspector ou admi-
nistrador da Fazenda Publica de cada Pro-
vinsia aprezentar a \ssemblea Provinsial
animalmente ura balanso da receita edespe-
za do anno antecedente, e o orsament
de todas as despezas para o anno futuro.
Art. a A Assembla Provinsi.il depois
deosaprovar, remeter ao Prezidente da
Provinsia, e ao Inspector ou administrador
da Fazenda um exemplar para sua inteli-
gencia.
Art. oO Inspector ou administrador
remeter esse balanso, e orsamento assim
aprovados ao Ministro da Fazenda para
seu conheciment e governo.
Art. O Governo Sentral nao poder
sacar para as Provincias sino depois de
aprovado o balanso e a receita.
A vista do exposto, e que mui as pressas
aprezento ao meu Colega, queira dizer-me
si ficou conservado ou nao sobre a sua bate
o edificio erguido em 1824. Eu creio que
cabalmente ei respondido a Aurora. Si
assim mesmo nao ficar convensido o meu
Amigo, eu lhe direi com Rousseu, nao sei
a arte de ser claro para quem de propozito
nao se quer dar ao trabalho de refletir.
Eis dezenvol vida a minha teora, que em
si mesma assaz simples.
Melhor refletindo estou convencido que
os Conselhos Provinsiaes podem requerer
a Assembla Jeral a reforma para a federas-
so, e por isso tomo a liberdade de pedir-
Ihes que saiam do estado de timidez ou de
quer que seja em que estao e que requeiram
quanto antes essa federasso, para fazerem
os gostos a Aurora, que nao tera duvida
em defendel-a cazo o voto jeral bem pronun-
siado a reclame.
\


i,,' II I !

'
Mas por que nHo tem pedido os Coiiselhos
segue-se que e inconstitucional a federas-
sao ? segue-se que nao ela conveniente
ao Brazil? E novo modo esse de raciocinar
e t oe por mim desconliecido. Espero res-
posta do meu Amigo com mais brevidade
do que ti ve a antecedente, pela qual j
nao esperava.
(a4o)

AVIZOS DO CORREIO.
j\. r Escuna Feiticeira recebe a malla para
Angola hoje jo" pelas n horas da manda.
'Z \ sumaca Santa Mara para o Rio
Grande do Sul com escala por Santos, Mes-
tre Jos Xavier Vianna, sae no dia 25 do
corren te.
NAVIOS A CARGA
PAR A B All A.
"\
kEffne viffem com brevidade o Pataxo
Carolina; quera no mesmo quiser carregar
ou ir de passagem faie a Agostinho Eduar-
do Pina no sen armasem junto a Alfandega
nova, ou no escritorio de Manoel Alves
Guerra e abordo do referido Pataxo com
sen Pro prieta rio e Capitam Jos Ferreira de
Barros.
___
PARA NEW YORK.
\J Brtgte Americano Messenger fre-
ta-sc ou carrega para aquelle porto a pre-
co cora modo. Quera pretender entrar em
ajuste, dirija-se ao Cap. do mesmo Brigue
( Samuel W. ewey) que se acha funda-
do abaixodo Trapixe da Intendencia. O
mesmo se freta para qualquer parte que se
offerecer.
ARREMATACO'ES.
OEgunda feira 21 do corrente ba no ater-
ro da Boa-vista na porta do Desembarga-
dor Maciel Monteiro, arrema tacao dealguns
cscravos, e urna casa terrea na ra do Mo-
tocolombo nos Affogados, por exeeucam
da Companhia.
Pelo Juiso de Orfaos desta Gidade se
acha em prac;a de renda anual urna casa
terrea na ra de S. Goncalo D. o, a va lia da
em 38$ rs.
VENDAS.
Um Sitio na Freguesia da Varze, no Em-
bole, com casa de taipa, bem plantado,
por preco cmodo: na ra das Trinxeiras,
casa n.^6, por banco do sobrado que faz
frente a Matriz.
Urna casa terrea, sita na ra da dia-
ria : as o Pontes esquina do beco do ma-
risco sobrado de ura andar.
Los de linha, hrancos,e pretos, o mais
finos ; vestidos de filo de Pinta, brancos e
pretos, muito ricos chegados ltimamente
de Inglaterra ; excellentes caixas de -prata
para rapei pentes da moda de tartaruga, a
9,000 rs. cada um ; veludos lizos e lavra-
dos, pretos e de cores a a,4oo o covado ;
bicos de filo pretos, Inglezes, de muito boa
quadade; meias de seda Inglezas e Por-
tuguezas de muito boa qualidade para ho-
mem e Senhora : na Praga da Uuio loja
que foi do Avellino n. 3i, 32.
Um moeque, 1$ anuos: na loja de
fazendas na Pracinha do Livrament D. i5.
Una casa terrea na Cidade de Olinda
ra do jogo da bolla n. r/J: os pretenden-
tes dirijao-se a Jos Antonio de Freitas ra
da Cruz n. 60.
Um negro, moc;o official de Carpin-
teiro : defronte da Cudeia D. 7.
Um cvalo lazao muito manso, e de
bons andares, por preco commodo: no
Forto do matto, junto a casa do Belem,
n. 12 a. andar, das 6 horas da man ha
ate as 8 e meia, e de tarde das 3 ate as cin-
co e meia.
Urna escrava ciio.ula, eraoeja: na ra
do Rozario loja D. 10.
-h Domingos Roiz. doPags, ra da Guia
n. 16 tem para vender, remos de 25 e 3o
palmos, viudos da Babia.
No arma-zem de Jos Pereira [Caldas
e C. no principio da ra dos Tanoeiros, con-
tinua a vender-se arinba muito boa a 1,600
rs. a sacca.
Na loja do Band'ira, ra do Cabuga'
D. 4 se acbo a' venda os impressos, que
se vendio na Typografia Fidedigna.
,-, Um negro, angola moco, sadio, e bora
cosinheiro ; vndese por se querer com-
prar urna negra, e tambem se troca por u-
ma negra ladina, bocal, ou mesmo nova,
que nao seia fujona, e se nao embebede :
no atterro da Boa-vista n. 5.
-i, Um preto, angola, 24 annos, bonita
figura, muito ladino, sado, sem vicios, e
proprio para o servico de urna casa : na
ra do vigario n. 16.
*m Para fora desta Cidade, rma negra, de
naco, 22 annos, com dous filnos^' cosee
V


O '-


I(a4)
*
'
cosinha, sadia bonita figura : na ra do
Queiniado, i. andar da casa D. 16 de-
fronte do beco da Congregado.
m Os disimos das mitineas da Fregue-
siti de Garanhuns ; entrando em ditos di-
zims toda a criaco de ovelhas, e mais a-
nimaes e passaros domsticos, ovos, etc. :
na ra do Livramento ao entrar para a da
Penha D. 22, 2. andar.
. O i. tomo de Horacio, na ra do
Livramento D. 28.
-. Na loja dejse Antonio de Siqueira
ruada cadeia, urna flauta de tres chaves,
sendo esta ja experimentada em Lisboa por
imito boa; e se vende por que o dono nao
se ageita com ella por ser ainda principi-
ante.
COMPRAS.
\em quiser vender uiua mulatinha, ou
negrinha de 5 a G annos anuncie a sua mo-
rada para ser procurado.
Compro-se as seguintes obras, no-
a vas ou uzadas Precis elementaire de Phi-
i siologie par Magendie. Imprime a Paris.
Julia. Fontenelle chimie medcale. Im-
prime a Paris: quem as tiver anuncie-se.
PFRDA.
UMa chave de broca de porta quem tiver
adiado, qneira entregar na venda grande da
roa do Rosario pegada a botica, E). 4, ou
no sobrado do principio da ra nova D. 3
a. andar a Manoel Caetano Fernandes
q 1 t recorr pen ca ra.
Q<
AVJZOS PARTICULARES.
_ Vem 'anunciou ter para vender urna
casa terrea no Bairro de Santo Antonio:
dirija-se a ra do Qeimado loja de fasendas
D. 13 de Joaquim Luiz de Mello Carioca
onde achara quem a quer comprar.
Quem tiver para alugar urna casa na
ra Dirita, ou trocar a morada por ou-
tra sita na ra da Gloria muito fresca, a-
nuncie por este Diario.
'*-* A pessoa que anunciou ter para ven-
der urna morada de casa terrea, no bairro
de S. Antonio, com bom quintal murado,
earvores de fruto, declare a sua morada
para ser procurada.
#~, Jse Maria da Cunha Gunaraes pr*
)
vine ao Publico, que nSo recebo trez 5i"
bilhetes seus, dactados de 3 do corrente,
1 de 100$ r$. pagavel a 45 dias, Outro de
n5gjjpara 55 dias, e outro de 100$ para
60 dias ; por se rhe haierem desencami-
nhado.
Quem anunciou qnerer comprar jo-
gos de gamao, pode procralos na ra das
Trinxeiras, D. 211 ; onde tambem se ven-
de bolas para bilhaf, um gral de marfim,
bengala de abada, tornos e paos para ti-
poia, c milho riassacigo para passaros.
** Quem anunciou querer arrendar um
sitio para pastar 20 vacas, querendo um n
Fragoso apafeca em Fora de portas; casas
D. 44, ou 45.


ESCRAVOS FGDOS.
-i Antonia, cassange, alta robusta, cons-
ta ter aparecido nos afogados, passagem
da Magdalena, fgida do engeho Marau-
caa no dia 6 do corrente : na ra da Cruz
casa de Caetano Pereira Gonsalves da Cu-
li ha.
-; Bras, crilo, 20 annos, ofcial de sa-
pa teiro, ainda sem barba, cara larga, cor
bastante preta, nariz nao muito xato, com
todos os dentes na frente, cheio do corpo,
estatura ordinaria, bem fallante, e bem pa-
recido, fgido a i4 de Janeiro findo: na
ra do Livramento sobrado D. 22, 2. an-
dar ao entrar para a ra da Penha.
_ Catharina, da Costa, bem ladina,
venda louca em taboleiro, fugio sem elle
e costumav," vender nao so nesta Cidade
como pelas Villas de fora, e contornos des-
ta Cidade, "e dizem ter aparecido nos Pra-
seres, fgida a 29 de Janeiro passado : na
ra do Arago n. 2O0, D. 18.
Em 20 de Fevereiro p. p. desapaaeceu
um mulato alfaiate de rtome Lucio, escravo
de Jernimo Villela Tavares: e de estatura
ordinaria, sem barba, cbelos anclados,
cara redonda, dentes largos, teiido as pre-
zas do queixo de cima muito sahidas a fren-
te, anda ralbado, e teni sido visto nste Re-
cite de companhia cOrtltim tal J caniba-
dinho, e um Roberto desertor do batlhao
18, e diz a todos ser forro: quem o pegar,
e conduzir ao dito seu Sr. na ra direita D.
4p, i. andar sera* generosamente recom-
pensado.
?-h \ Manoel Alves Ferhhds, Negoci-
an re na Cdd da 6ahk cm Escritorio a
Santa Barbara, fugirab 2 escravos de Xa-
cao Calabar, um de nome Joze, fala alingoa
Porfugueza, estatura alta, meleco moco,
sem'porta- d bttrba, bem feito, de cor mi-
V
\
r







to preta, cara redonda sem signaes, e pa-
rece crilo; te pelas costas de urna das ma-
os cima ate a niunheca alguns carocos de
1 >binhos : o outro chama-se Lourenco, fal-
la anda pouco a lingua do Pai, baixo,
gordo, cara e cabeca grande e redonda,
tcm alguma barba, de cor muito fula, ea-
vermelhado : estes escravos de presumir
que fossem furtados, e os tenho levado
para os vender dentar desta Provincia, ou
para ora della : em Jullio de 1828 fugio
ao mesmo Manoel Alves un escravo pardo
por nome Joaqun), com principio de offi-
cial de capateiro, de ida de de 18 a 20 annos
principio de barba, algumas manchas de
panos pelo rosto, na testa urna marca de
golpe que teve, e na canella de urna das
per nas si nal de urna ferida ; estatura medi-
ana, rosto comprido, beicos grocos falla
bera a lingua do Paiz, e naqueila dade,an-
dava sempre calcado, e quer-se intitular
por liberto. Este escravo natural da vil-
la do Penedo na Provincia d' Alagoas, sen-
do o seu primeiro Snr. Joaquim de Lima
Cavalcaotc, estabelecido com loja de fazen-
das naqueila Villa, e consta pelo dito, que
o mesmo escravo ja fez una fgida para o
GertO pelas beiradas do Rio S. Francisco,
efoi prezo em Paja ti de Flores, onde cons-
ta ter prenles. Qiem levar qualquer des-
tes escravos a seo legitimo Sr. recebera' pe-
lo seo trabajboa quantia de cem mil rs. e
sendo pegados nesta Provincia dirijo-se a'
Do ingos Roiz do Passo na ra da Guia
n. 16 para dar as providencias.
i
NOTICIAS MARTIMAS.
Navios entrados no dia 12

Porto de GaKnhos 1 dia ; S. Concei-
cao Felicidade, M. Manoel Domingos Go-
mes: caixas: do Mestre.
Rio Grande do Sul; 5o dias; S. Fir-
mezd, M. Joo Ignacio de Mello: carne se-
ca : a Gaudino Agostinho de Barros. Pas-
sageiros Joo Jos Guntes, sua mulher e
2 filhos, e Augusto Luiz Bernardes Strangs,
Alemo.
Entrados no dia i 4
Rio de Janeiro; 16 dias; B. Ing. Fi-
feshiere, Cap. Robert Rothery: em lastro:
a Smith e Lancaster.
New-Bedford pelo Mar Pacifico; 120


-
dias; G. Amer. Lancaster, Cap. Hiram
Week: azeite depeixe: a A. P. Clark. Se
guio para New-Bedford a 15.
Port de Galinhas; idia; S. Temen-
dade, M. Leandro Jos deSouza: caixas: a
Antonio Rodrigues Lima.
Barra Grande; 3 dias; H. yS. Anto-
nio Voador, M. Jos Marques: caixas: de
Lourenco Jos das Neves.
Entrados no dia i5.

*-. Salem pelo Rio Grande do Sul, e St.
Helena; 102, e do ultimo i4 dias; B. A-
mer. Quilt, Cap. Thom.is Farley : farinha,
sabo e charutos: a Ferreir e Mansfield.
Saidos no dia 11
Goiana, C. S. Cruz, M. Caetano Jos
de Oliveira : em lastro.
-* Trieste; B. Ing. S. James, Cap. Hami-
ton: assucar.
Saludos no diario.
Liverpool por Ceara'; B. Ing. Glorat,
Cap. G. I. *yry: em lastro.
Goiana ; C. Cceiedo do Pilar, M. Ma-
noel Faleo: 1 astro.
Dito; L. Sra, do Pilar, M. Silvano
Jos do Espirito Santo : lastro.
Havre de Grace: B. Franc. Le Gr*nd'
ft'avigateur, Cap. V. F. Edou; algodo e
coiros.
Saludos no dia i3
-Serinhem; L. 5. Antonio, M. Alberto
Martins; em lastro.
Porto; B. Port. Ledo, Cnp. Joo de
Oliveira Xavier: assucar, vaqueta e algo-
do.
Araeati; S. S. /Uta Carlota, M. Jos
Joaquim Alves: differentes gneros. Pas-
sageiros Joaquim Lourenco da Franca e
Silva, Francisco Jos Brasil, Vicente Fer-
reira Franco, Joo Gonsalves Valente, Jo-
s Lourenco da Silva Jnior, Tristo Anto-
nio deCastro, Joo Francisco Carneiro
Monteiro, Silvestre Fer reir dos Santos,
Jos Manoel Borges, e Joaquim de Souza
Ribeiro,
Montevideo, e Buenos Ayres; B. Rus-
so Moscoiv, Cap. F. Venenty Mus: a mes-
ma carga que trousse. Passageiros O*
mesmos Hespanhoes, que nelle viero.


....i t
PERNAMBCO NA TYPOGRAFIA FIDEDIGNA. i83i.
V
1
i
l
i
/T
\
; >
mi
MH


Full Text

PAGE 1

%  PH •v— m i


PAGE 1

O 'I(a4) cosinha, sadia bonita figura : na ra do Queiniado, i. andar da casa D. 16 defronte do beco da Congregado. M Os disimos das mitineas da Freguesiti de Garanhuns ; entrando em ditos dizims toda a criaco de ovelhas, e mais animaes e passaros domsticos, ovos, etc. : na ra do Livramento ao entrar para a da Penha D. 22, 2. andar. .—• O i. tomo de Horacio, na ra do Livramento D. 28. -. Na loja dejse Antonio de Siqueira ruada cadeia, urna flauta de tres chaves, sendo esta ja experimentada em Lisboa por •imito boa; e se vende por que o dono nao se ageita com ella por ser ainda principiante. COMPRAS. \em quiser vender uiua mulatinha, ou negrinha de 5 a G annos anuncie a sua morada para ser procurado. — Compro-se as seguintes obras, noA vas ou uzadas — Precis elementaire de Phii siologie par Magendie. Imprime a Paris. — Julia. Fontenelle chimie medcale. Imprime a Paris: quem as tiver anuncie-se. PFRDA. UMa chave de broca de porta quem tiver adiado, qneira entregar na venda grande da roa do Rosario pegada a botica, E). 4, ou no sobrado do principio da ra nova D. 3 a. andar a Manoel Caetano Fernandes q 1 t recorr pen ca ra. Q< AVJZOS PARTICULARES. Vem 'anunciou ter para vender urna casa terrea no Bairro de Santo Antonio: dirija-se a ra do Qeimado loja de fasendas D. 13 de Joaquim Luiz de Mello Carioca onde achara quem a quer comprar. — Quem tiver para alugar urna casa na ra Dirita, ou trocar a morada por outra sita na ra da Gloria muito fresca, anuncie por este Diario. %  '*-* A pessoa que anunciou ter para vender urna morada de casa terrea, no bairro de S. Antonio, com bom quintal murado, earvores de fruto, declare a sua morada para ser procurada. # ~, Jse Maria da Cunha Gunaraes pr* )• vine ao Publico, que nSo recebo trez 5i" bilhetes seus, dactados de 3 do corrente, 1 de 100$ r$. pagavel a 45 dias, Outro de n5gjjpara 55 dias, e outro de 100$ para 60 dias ; por se rhe haierem desencaminhado. — Quem anunciou qnerer comprar jogos de gamao, pode procralos na ra das Trinxeiras, D. 211 ; onde tambem se vende bolas para bilhaf, um gral de marfim, bengala de abada, tornos e paos para tipoia, c milho riassacigo para passaros. ** Quem anunciou querer arrendar um sitio para pastar 20 vacas, querendo um n Fragoso apafeca em Fora de portas; casas D. 44, ou 45. ESCRAVOS FGDOS. -i Antonia, cassange, alta robusta, consta ter aparecido nos afogados, passagem da Magdalena, fgida do engeho Maraucaa no dia 6 do corrente : na ra da Cruz casa de Caetano Pereira Gonsalves da Culi ha. -; Bras, crilo, 20 annos, ofcial de sapa teiro, ainda sem barba, cara larga, cor bastante preta, nariz nao muito xato, com todos os dentes na frente, cheio do corpo, estatura ordinaria, bem fallante, e bem parecido, fgido a i4 de Janeiro findo: na ra do Livramento sobrado D. 22, 2. andar ao entrar para a ra da Penha. Catharina, da Costa, bem ladina, venda louca em taboleiro, fugio sem elle e costumav," vender nao so nesta Cidade como pelas Villas de fora, e contornos desta Cidade, "e dizem ter aparecido nos Praseres, fgida a 29 de Janeiro passado : na ra do Arago n. 2O0, D. 18. — Em 20 de Fevereiro p. p. desapaaeceu um mulato alfaiate de rtome Lucio, escravo de Jernimo Villela Tavares: e de estatura ordinaria, sem barba, cbelos anclados, cara redonda, dentes largos, teiido as prezas do queixo de cima muito sahidas a frente, anda ralbado, e teni sido visto nste Recite de companhia cOrtltim tal J canibadinho, e um Roberto desertor do batlhao 18, e diz a todos ser forro: quem o pegar, e conduzir ao dito seu Sr. na ra direita D. 4p, i. andar sera* generosamente recompensado. % -H \ Manoel Alves Ferhhds, Negocian re na Cdd da 6ahk cm Escritorio a Santa Barbara, fugirab 2 escravos de Xacao Calabar, um de nome Joze, fala alingoa Porfugueza, estatura alta, meleco moco, sem'portad bttrba, bem feito, de cor miV \ r



PAGE 1

to preta, cara redonda sem signaes, e parece crilo; te pelas costas de urna das maos cima ate a niunheca alguns carocos de 1 >binhos : o outro chama-se Lourenco, falla anda pouco a lingua do Pai, baixo, gordo, cara e cabeca grande e redonda, tcm alguma barba, de cor muito fula, ea%  vermelhado : estes escravos de presumir que fossem furtados, e os tenho levado para os vender dentar desta Provincia, ou para ora della : em Jullio de 1828 fugio ao mesmo Manoel Alves un escravo pardo por nome Joaqun), com principio de official de capateiro, de ida de de 18 a 20 annos principio de barba, algumas manchas de panos pelo rosto, na testa urna marca de golpe que teve, e na canella de urna das per nas si nal de urna ferida ; estatura mediana, rosto comprido, beicos grocos falla bera a lingua do Paiz, e naqueila dade,andava sempre calcado, e quer-se intitular por liberto. Este escravo natural da villa do Penedo na Provincia d' Alagoas, sendo o seu primeiro Snr. Joaquim de Lima Cavalcaotc, estabelecido com loja de fazendas naqueila Villa, e consta pelo dito, que o mesmo escravo ja fez una fgida para o GertO pelas beiradas do Rio S. Francisco, efoi prezo em Paja ti de Flores, onde consta ter prenles. Qiem levar qualquer destes escravos a seo legitimo Sr. recebera' pelo seo trabajboa quantia de cem mil rs. e sendo pegados nesta Provincia dirijo-se a' Do ingos Roiz do Passo na ra da Guia n. 16 para dar as providencias. • i NOTICIAS MARTIMAS. Navios entrados no dia 12 • —• Porto de GaKnhos 1 dia ; S. Conceicao Felicidade, M. Manoel Domingos Gomes: caixas: do Mestre. — Rio Grande do Sul; 5o dias; S. Firme z d, M. Joo Ignacio de Mello: carne seca : a Gaudino Agostinho de Barros. Passageiros — Joo Jos Guntes, sua mulher e 2 filhos, e Augusto Luiz Bernardes Strangs, Alemo. Entrados no dia i 4 — Rio de Janeiro; 16 dias; B. Ing. Fifeshiere, Cap. Robert Rothery: em lastro: a Smith e Lancaster. — New-Bedford pelo Mar Pacifico; 120 dias; G. Amer. Lancaster, Cap. Hiram Week: azeite depeixe: a A. P. Clark. Se guio para New-Bedford a 15. — Port de Galinhas; idia; S. Temendade, M. Leandro Jos deSouza: caixas: a Antonio Rodrigues Lima. — %  B arra Grande; 3 dias; H. y S. Antonio Voador, M. Jos Marques: caixas: de Lourenco Jos das Neves. Entrados no dia i5. %  *-. Salem pelo Rio Grande do Sul, e St. Helena; 102, e do ultimo i4 dias; B. Amer. Quilt, Cap. Thom.is Farley : farinha, sabo e charutos: a Ferreir e Mansfield. Saidos no dia 11 — Goiana, C. S. Cruz, M. Caetano Jos de Oliveira : em lastro. -* Trieste; B. Ing. S. James, Cap. Hamiton: assucar. Saludos no diario. — Liverpool por Ceara'; B. Ing. Glorat, Cap. G. I. *yry: em lastro. — Goiana ; C. Cceiedo do Pilar, M. Manoel Faleo: 1 astro. — Dito; L. Sra, do Pilar, M. Silvano Jos do Espirito Santo : lastro. — Havre de Grace: B. Franc. Le Gr*nd' ft'avigateur, Cap. V. F. Edou; algodo e coiros. Saludos no dia i3 -Serinhem; L. 5. Antonio, M. Alberto Martins; em lastro. — Porto; B. Port. Ledo, Cnp. Joo de Oliveira Xavier: assucar, vaqueta e algodo. — Araeati; S. S. /Uta Carlota, M. Jos Joaquim Alves: differentes gneros. Passageiros —Joaquim Lourenco da Franca e Silva, Francisco Jos Brasil, Vicente Ferreira Franco, Joo Gonsalves Valente, Jos Lourenco da Silva Jnior, Tristo Antonio deCastro, Joo Francisco Carneiro Monteiro, Silvestre Fer reir dos Santos, Jos Manoel Borges, e Joaquim de Souza Ribeiro, — Montevideo, e Buenos Ayres; B. Russo Moscoiv, Cap. F. Venenty Mus: a mesma carga que trousse. Passageiros — O* mesmos Hespanhoes, que nelle viero. ....i t PERNAMBCO NA TYPOGRAFIA FIDEDIGNA. I83I. V 1 i l i /T \ ; > MI MH


xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E8XS7KNFL_1GMVRZ INGEST_TIME 2013-03-25T16:25:08Z PACKAGE AA00011611_01125
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES



PAGE 1

i,,' II I %  %  %  Mas por que nHo tem pedido os Coiiselhos segue-se que e inconstitucional a federassao ? segue-se que nao ela conveniente ao Brazil? E novo modo esse de raciocinar e t o¡e por mim desconliecido. Espero resposta do meu Amigo com mais brevidade do que ti ve a antecedente, pela qual j nao esperava. (a4o) AVIZOS DO CORREIO. j\. r Escuna Feiticeira recebe a malla para Angola hoje JO" pelas n horas da manda. 'Z \ sumaca Santa Mara para o Rio Grande do Sul com escala por Santos, Mestre Jos Xavier Vianna, sae no dia 25 do corren te. NAVIOS A CARGA PAR A B All A. "\ kEffne viffem com brevidade o Pataxo Carolina; quera no mesmo quiser carregar ou ir de passagem faie a Agostinho Eduardo Pina no sen armasem junto a Alfandega nova, ou no escritorio de Manoel Alves Guerra e abordo do referido Pataxo com sen Pro prieta rio e Capitam Jos Ferreira de Barros. ___—— PARA NEW YORK. \J Brtgte Americano Messenger freta-sc ou carrega para aquelle porto a preco cora modo. Quera pretender entrar em ajuste, dirija-se ao Cap. do mesmo Brigue ( Samuel W. ewey) que se acha fundado abaixodo Trapixe da Intendencia. O mesmo se freta para qualquer parte que se offerecer. ARREMATACO'ES. OEgunda feira 21 do corrente ba no aterro da Boa-vista na porta do Desembargador Maciel Monteiro, arrema tacao dealguns cscravos, e urna casa terrea na ra do Motocolombo nos Affogados, por exeeucam da Companhia. — Pelo Juiso de Orfaos desta Gidade se acha em prac;a de renda anual urna casa terrea na ra de S. Goncalo D. O, a va lia da em 38$ rs. VENDAS. UM Sitio na Freguesia da Varze, no Embole, com casa de taipa, bem plantado, por preco cmodo: na ra das Trinxeiras, casa n.^6, por banco do sobrado que faz frente a Matriz. — Urna casa terrea, sita na ra da diaria : as o Pontes esquina do beco do marisco sobrado de ura andar. — Los de linha, hrancos,e pretos, o mais finos ; vestidos de filo de Pinta, brancos e pretos, muito ricos chegados ltimamente de Inglaterra ; excellentes caixas de -prata para rapei pentes da moda de tartaruga, a 9,000 rs. cada um ; veludos lizos e lavrados, pretos e de cores a a,4oo o covado ; bicos de filo pretos, Inglezes, de muito boa quadade; meias de seda Inglezas e Portuguezas de muito boa qualidade para homem e Senhora : na Praga da Uuio loja que foi do Avellino n. 3i, 32. — Um moeque, 1$ anuos: na loja de fazendas na Pracinha do Livrament D. i5. — Una casa terrea na Cidade de Olinda ra do jogo da bolla n. r/J: os pretendentes dirijao-se a Jos Antonio de Freitas ra da Cruz n. 60. — Um negro, moc;o official de Carpinteiro : defronte da Cudeia D. 7. —• Um cvalo lazao muito manso, e de bons andares, por preco commodo: no Forto do matto, junto a casa do Belem, n. 12 a. andar, das 6 horas da man ha ate as 8 e meia, e de tarde das 3 ate as cinco e meia. — Urna escrava ciio.ula, eraoeja: na ra do Rozario loja D. 10. -H Domingos Roiz. doPags, ra da Guia n. 16 tem para vender, remos de 25 e 3o palmos, viudos da Babia. — No arma-zem de Jos Pereira [Caldas e C. no principio da ra dos Tanoeiros, continua a vender-se arinba muito boa a 1,600 rs. a sacca. — Na loja do Band'ira, ra do Cabuga' D. 4 se acbo a' venda os impressos, que se vendio na Typografia Fidedigna. ,-, Um negro, angola moco, sadio, e bora cosinheiro ; vndese por se querer comprar urna negra, e tambem se troca por uma negra ladina, bocal, ou mesmo nova, que nao seia fujona, e se nao embebede : no atterro da Boa-vista n. 5. -i, Um preto, angola, 24 annos, bonita figura, muito ladino, sado, sem vicios, e proprio para o servico de urna casa : na ra do vigario n. 16. *M Para fora desta Cidade, rma negra, de naco, 22 annos, com dous filnos^' cosee V