Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:01117


This item is only available as the following downloads:


Full Text
i id"

ANNODE i83i.
SEGUNDAFEIftA 7 DE MARQO.
NUMERO 5fr
B1I11I ..IB MIHAME
SHbscnoe-se mensalmeote a 6 \o reitpaqos aliantadot, na Trpo^rafia Fidedigna, e m casa do Editor, ra Direita, n. af>7 ; *t cujot
lu'gare tamben se receber" co'rupoadeRoias, t anuncios : estes inserem-se gratis, sendo de assignnntos, rindo assignados, e com o lugar dm
murad*, sera publicados no din im-neitato a da entrega, sendo esta feita at meio dia viudo rezumidos.
pernambuco: na typografia FIDEDIGNA, RA DAS FLORES, N. 18. l83l
*


RTICOS de OFFICIO
E-
Xcelentissimo e Reverendissimo Senhor
_^ Tenho a honra de communicar a V.
Ex., eni resposta ao seu Oicio de 17 do
corrente, sobre a promoco de Substitutos
para as Cadeiras do Seminarios de Olinda,
principalmente para as de Preparatorios,
que- na& apparecendo Oppositores dentro
do* Praso dos Editaes, que (me parece) V.
Ex. dever mandar affixar, ento no cazo
de se apprezentarem alguns Candida-
tos com Documentos, que justifiquem sua
aptidao para as materias, que se propose-
rem ensinar, e com o acord de V. Ex.;
iienhuma duvida terei de mandar-lhe passar
os competentes Provhnentos. Dos Guar-
de a V. Ex. Palacio do Governo de Per-
nambuco 28 de Fevereiro de i83i Ex-
cclentissimo e Reverendissimo Senhor Bis-
po Eleito desta Dioceze Joaquim Joze
Pinheiro de Vasconcelos.
_ Fxcelentisiimo e Reverendissimo Se-
nhor -* Antes de hontem se me veio ap-
prezentar o Reverendo Padre, que V. Ex.
norneou para Capelao de Fernando ; e eu
devo assegurar a V. Ex. que findos os 6
meses, elle sera rendido, na conormidade
da promessa, que V. Ex. lhe fez Dos
Guarde a V. Ex. Palacio do Governo de
Pernambuco 29 de Fevereiro de i83l *-
E xcelentissimo' e Reverendissimo Senhor
Hispo Eleito desta Dioceze ~ Joaquim Joze
Pinheiro de Vasconcelos.
_ Illustrissimo e Excelentissimo Senhor
^ Reprezentando-me o Juiz de Paz da Ca-
pella Curada do Loreto pelo ^Officio, que
incluso remetto a V. Ex., anecessidade,
que ha, de auxilio das Milicias para coadju-
var as rondas de Ordenanzas aii estabelect-
das contra os ladroes, que costuwa assal-
tar o Lugar denominado ^ Pina da Boa
Viagem queira V. Ex., a bem da segu-
rancia, e tranquilidade daquelle lugar, or-
denar ao respectivo Commandante do Bata-
Iho de Milicias, qne preste ao dito Juiz de
Paz os individuos do seu Corpo, que elle
lhe requisitar para auxilio das ditas Rondas.
Dos Guarde a V. Ex. Palacio do Governo
de Pernambuco 28 de Fevereiro de i83i *-
Joaquim Joze Pinheiro de Vasconcelos ^
Illustrissimo e Excelentissimo Senhor Ben-
to Joze Lemenha Lins, Commandante das
Armas Interino desta Provincia.
^ Avista do Officio, que V. S. me diri
gio em dacta de hoje, reprezentando, que
na Mesa da Arrecadaco dos Disimos do
Assucar se exigem dos Navios de sua Nac8o
Impostos, de que ficaro izemptos\ pelo Ar-
tigo 4- d Tratado celebrado entre S. M.
o Imperador do Brazil, e S. M. o Impera-
dor d" Austria, expedi ordem ao Chefe da-
quella Repartica para haver de vido cumprimento, pela parte, que lhe toca
ao mencionado Tratado, c Artigo citado.
Des Guarde a V. S. Palacio do Governo
de Pernambuco 28 de Fevereiro de 1831 _
Joaquim Joze Pinheiro de Vasconcelos _*
Illustrissimo Senhor Encarregadodo Consu-
lado de S. M. o Imperador d'Austria Vicen^
te Tegetimeier.
^ Em resposta ao seu ofieio de 2 de Fe-
vereiro lindo cumpre-me dizer-lhe, que nao
he da competencia dcste Governo decidir,
se he, ou nao legal a nomeacao, qne ahi
se fez, de un Juiz Ordinario, em lugar do
fallecido Joze de Barros Silva. Dos Guar-
de a V. S. Palacio do Governo de Pernam-
buco 1. de Marco de i83j Joaquim Jo-
ze Pinheiro de Vasconcelos Senhor An-
tonio Teixeira de Macedo, Prezidente da
Cmara Municipal da Vila de Garanhuns.
_ Em resposta ao Oficio de V. S. de 28
de Fevereiro, em que requisita a conserva-
cao, e retencao da Escuna Clementina, ap-
prehendida no Porto de Goiana com escra-
vos novos, mesmo no cazo de se julgar fi-
nalmente que deve ser relaxada, visto que
nesse cazo eompete-lhe o tomar conheci-
mento desse negocio por parte do seu Go-
verno ; cumpre-me significar V. S., que
lhe sera* comraunicada qual quer deciaad
do Juizo competente a tal respeito. Dos
Guarde aV. S. Palacio do Governo de
Pernambuco 2 de Marco de i83i -* Mus-
!.


7
(208)
*
irissimo Seahor A. Auboin Consnl da Na-
go Franceza nesta Provincia.
Acta da 2. Sessao Ordinaria do Conse-
lho do Governo em 3 de Margo de i83i,
presidida pelo Exm. Sr. Presidente Joa-
qnim Jos Pinheiro de Vasconcellos.
^ ForSo prsenles os Srs. Conselheiros
Francisco de Paula Cavalcante de Albuquer-
cjne, Dlo Bernardo Luiz Fereira, Gerva-
sio Pires Fereira, Manoel Zeirino dos San-
tos, e Dezembargador Thomaz Antonio
Maciel Monteiro, e o Sr. Doutoral Manoel
Ignacio de Carvalho, que como Supplente
jmmedtato, liavia sido cbamado em lugar
do Sr. Conselheiro Manoel Correa de Aran-
jo. Foi lida, e approvada a acta da Sessao
antecedente.
O Exm. Sr. Presidente informon ao Con-
sellio ter reeebido um aviso da Secretaria
d'Estado dos Negocios do imperio, no qual
Ordena S. M. o Imperador, que os Gover-
nos tratem de organisar um Pfojecto sobre
Dizimos, dando os eselarecimentos, que
julgarem convenientes, tanto para se tornar
menos gravoso aos Povos, e mais proficuo a
i substituido por outro, que rena estas duas
cncheles: e dclle distribuio copias por to
dos os Srs. Conselheiros. O Sr. Pires Fer-
reira declarou, que, tendo assistido aos tra-
ballios da Commisso do Conselho Geral a
esse respeito, liada estava ao sen alcance,
do que referir-se ao Parecer da mesma Com-
misso, salvas as emendas, que no dito
Conselho se offerecero: de igual sentir fo-
ro os Srs. Deao, e Manoel Ignacio, reser-
vndole os Srs. Paula Cavalcante, Manoel
Zeirino, e Maciel Monteiro, para emitti-
rem as suas opinioes, quando Ibes osse
presente o Parecer referido.
Ponderou se taobem sobre o estado rui-
noso das estradas da Provincia, mesmo as
immediatjes da Praga Je que resultava
prejuiso, transtorno, e atraso a Agricultura,
e Commercio, dificultando condueco,
e transporte dos gneros da vida ; o que
fazia a sua caresta : principiou-se a tratar
dos meios de remover este mal publico, e
por ter dado a hora, adiou-se a materia,
e findou-se a Sesso. Eu Vicente Thomaz
Pires de Figueiredo Camargo Secretario do
Conselho a subserevi. Seguiao-se as assig-
naturss*
CMARA MUNICIPAL
???--
_ Illustrissimo e Excelentissimo Senhor
~ Em resposta ao Oficio de V. Ex. data-
do em 8 do cor rente mez, em aue V. Ex.
remetteo a esta Cmara a Copia do requeri-
mento do Doutor Bernado Luis Ferreira un
dos Membros do Illustre Conselho Geral
desta Provincia, exigindo desta Cmara
i. a remessa do Livro de termos das Ve-
reacbes do ano finceiro passado .2. a re-
messa do Livro, ode seacha registada a Glo-
sa feita pelo Conselho Prezidencial, e os em
que se acharem escripias as contas desde a4
ate 28 ^ Somos a dizera V. Ex., que com
qnanto a Cmara respeite ao Illustre Con-
selho Geral, nao se considera subjecta a
remessa dos requisitados Livros, tanto
porque neui o das Vereagoes, ou Sessoes
deve sabir do respectivo Archivo, e caza da
Cmara ; quanto porque em regra nao bas-r
ta que qnaiqner dos Senhores Conselheiros
requisite alguma cousa, mas he neeessario,
que a maioria do Conselho Geral I he defira
a requisito, e isto he oque nao consta da
copia, que do Secretraio do do Conselho
nos enviou V. Ex.
Pode pois V. Ex. satisfazer a requisico
do nico D- Conselheiro com a prezente res-
posta da Cmara. Dos guarde a V. Ex.
por tnuitos annos. Casa da Cmara em
Sessao extraordinaria de 19 de Fevereiro
de 1831 lllm. e Exm. Sr. Joaqnim Joze
Pinheiro de Vasconcellos Presidente da
Provincia de Pernambuco Caetano Jos
Ferreira de Moracs P. Joo Captista
Soares Jos Antonio Esteves Francisco
Gonsalves da Rocha Jos Roiz do Passo.
Illm. Sr. A Cmara Municipal tendo
presente o oflicio de V. S., em que Ihe faz
offerta por meio de huma letra, que incluio,
da gratificaco de io3$2o0 res, que della
tem reeebido, como encarregado da Archi-
teclura desta Cidade, e das cordeaces dos
edificios particulares, a fim de melhorar a
tortuozidade existente das ras, e evitallas
de futuro, gratificacao, que o Conselho da
Provincia glozou, e que V. S. nao dezeja
que os Vereadores reponhao : significa a
V. S. que ella nao so ofendera a' justica
aceitando a proposta cfferta, por deixar o
bom servido de V. S. sem a compensago,
bem qe teraissima, paccionada, mas que fal-
tara a propria dignidade: pelo que tem rerol
vido ctinuar a V. S. a gratificacao ale o dia
de boje (em que finda o seu ajuste) no que
Ihe roga convenha; embora o publico con-
sumo dos uteis disvellos, e diligencias de
V. S. que por alguem deveriao ser desem-
penhadas, e expensas da Cmara quanto
T\
'


'" :"- ?-.....'i'" "-*
(209)
<
s frequentes cordea$oes particulares, pois
que ella nao pode impor contri bures, se-
ja pago particularmente pelos Vereadores,
que dellc nada gozaro, e eoi pena do sen
esforco, e boas inten^oes. Do-se por in-
demnizados cora a utilidade experimentada,
C a V. S. agradecen) o amor do Bem Publico,
que o moveo a aceitar similhante encargo.
Dos guarde a V. S. Recife 2 de Margo de
l83i.~- 111 m. Sr. Sargento Mor, Joo Bloem
An-touio Joaqnim de Mello. P. -. Jos
Maria d'AJbuquerque Mello. Secresario.

** No dia 27 de Novembro passado 5 offT
ciaes do batalliao 28 de (estrangeiros que
se acha em Porto Alegre) no Rio grande do
iSul denunciarlo ao seu commandante (oSr.
Jo'ao Manoei de Lima) que se urdia huma
conspiracao, e que os capitaes Samuel Goi-
froi Kerst, do corpo de Engenheiros, e
Gaspar Eduardo Stepanousky do 6 regi-
ment de cavallaria, ero os agentes, ou
cabecas della; que aliciavo outros offi-
ciaes, etc. O Sr. Lima deu de tudo parte
ao Commandante das armas, e tomando-e
providencias, foro presos OS dous Capi-
tes, e o Major Carlos Frederico Otto fei-
ser. No dia 2 de Dezembro abrio-se pelo
juizo da Ouvidoria da Comarca humi de-
vassa, de cujo resultado anda nao sabe-
mos noticia. Disse-se que tudo era feito
de aecordo coni os colonos de .V. Leopoldo,
que se tramava para absolutismo, para re-
pblica ; mas julga-se que o fim nico, o
plano, era saquear a Cidade de Portalegre,
e fugir com o que podessem, para a banda
Oriental. Ao menos nao appareceu ainda
JJrasileiro algum, nato, ou adoptivo, que
se achasse envolvido em semelhaute negocio,
A populacSo esteve porem moito assustada
receando ser presa oestes novos Mamelu-
kos, por quem se quiz f'aer governar o nos-
so Egypto; o terror se desvaneca muito
lentamente e nao faltavo ainda novellas,
exageraces, sonhos melanclicos, como h
de estilo nestes casos. A Providencia va i
mostrando palpavelmente a sabedoria com
que na Tmara dos Srs. Depntados se pro-
poi e aprovou a abolicao desses corpos de
forasteiros, que alem dos outros perigos,
sao instrumentos de perturbado e de mo-
tins em qualquer parte aonde se apresen-
lem.
( Da Aurora.)
O
AVIZOS DO CORREIO.
Paquete Imperial Pedro recebeas malas
boje 7 pelas 9 horas da noite.
-.
3

NAVIOS A CARGA.
PARA AILHA DE S. MIGUEL
C
OEgue viagem^ cora brevidade a Sumaca
Brazileira Ventura ; quem nella quiser car-
regar, ou ir de passagem por presos raua
commodos, dirjale Antonio Francisco
Branco, ou a casa de Rento Jos da Costa.
LEILAO' HOJE.
AGostinho Eduardo Pina faz leilo hoje,
7 do corrente de feiiao mulatinho no seu
armasen!, junto a Alandega nova*
,
....
VENDAS.
UM crilo, 3o annos, bom oleiro de te-
llia e tijolo, bom canoeiro, e entende mui-
to de faser curraes, sem vicios : em Olinda
ra de S. Francisco N. 1, casa do Goila
Branca.
~ Urna egrinha, 12 annos, com prin-
cipio de costureira : na Sanzalla velha pa-
daria n. 37 ao pe do Beco largo.
-< Trez redes brancas bordadas d'azul
com varandas-, do Certo : na Ra da Ca-
deia do Recibe n. 54 1. andar.
~< Um negro canoeiro, e oleiro, que faz
tresentos tijoios de alvenaria grossa por
dia : na ra do Palacete D. a3.
-. Urna escrava de nacSo, 3o annos, bo-
nita figura, sadia, cosinha o diario, boa h-
vadeira, e vendedeira, vende-se por ne-
cessidade: na ra direita D. 36 segundo
andar.
*-, Um negro, bonita figura, sem vicios
na ra do fogo O. 5. *
_ Urna venda sita no beco largo de fora
de portas n. 188 com portas para a frente
da rna e tambera para o beeo, casa capaz
para assistir urna familia, e tem poucos fun-
dos : na mesma.
* Um carro de sicupira, com pocuo uzo :
no aterro dos Afogads, antes de chegar ar
gameleira D. 3i.
< Doze cadeiras de boa madeira, e um
espelho de salla : as sinco pontes D. 79.
* L^m mulato, a6 annos, do servido de

:*



(210)

ttttnno : na ra Nova loja Franceza de por-
ta e janclla defronte da Igreja, ou anun-
cie-se. ,
~ m dito, da mesma idade: na ra da
cadeia velha N. 26, I. andar.
1 ALUGUEIS. :
^ Urna ama de leite de bons costumes
prcrem no Forte do Mttos casa n. 11
1.0 andar.
_ m pequeo sitio com larangeiras,
coqueiros, e outras arvores, casa de viven-
da na ra de S. Miguel dos Afogades, quem
o pertender dirija-se a ra velha sobrado
de dois andares que faz esquina para o be-
eo de Joaquim Jos de Veras.
A R RENDA MENT.
AllREnda-se as trras de um engenbo de
vare e mattas virgens, com grande yerten-
tede evcelente agoa no cercado, distante
destapraqa sinco legoas: os perteudentes
dirjao-afa loja D. 3y na pracinlia do Livra-
mento.


PFRDA.
..
.TErdeu-seiim bilhete de rifa da Santa N.
954 cujo Thesoureiro esta prevenido pa-
ra nao pagar se nao a seu dono, quem o a-
ehar restitua na casa do Atierro dos A lo-
gados D. 3, casa de 3 portas.
AVIZOS PARTICULARES.
V^/Uem tiver para alugar um sitio perto
da pra$a, com casa para pequea familia,
e capim, ou lugar para plantar-se, neces-
sario para o sustento de um cvalo ; anun-
cie-se por-este Diario.
Quem tiver para a lugar urna casa de
Tim, 011 jnais andares, ou terrea, tendo esta
bom quintal ; nos bairros de S. Antonio, e
Boa-vista, nao sendo era beco, ou ra es-
cusa, anuncie se por esta fot ha.
_ Quem quiser ropa larada, e engoma-
da, naCidade de Olinda, dirija-se a ladeira
do varadoro casa n. 4-
. Quem anunciou no Diario precisar
de um rapaz para botequim e casa de bi-
r
lhar, dirija-se ao principio da ra do Ran-
ela direita, loja de Alaiate.
m Quem anunciou ter urna escrava eom
habilidades, sendo como diz, appaVe a mesma na casa da ra da gloria, junto a
fabrica do Gervazio para se ajustar.
Oferece-se Joaquim Jos deCarvalno
aoTespeitavel publico a retratar com a mai-
or propriedade; ao Desenlio de corno hu-
mano Paiz, Arcbictetura civil, e-aPint-u
ra e' juntamente a algumas pessoas, que
queirao aprender era particular: procu-
rem em Fora de jertas defronte do Gas-
par Meirinlio do mar.
Precisa-se fallar ao-Sr, Manoel Ribei-
ro"da Paixo natural de Portugual, que te-
ve armasem de molhados em urna das ras
do Rosario desta Cidade, e como se ignora
a sua moraba roga-se-he a queira anunci-
ar por este Diario. .
Quem anunciou no Diario n. w bo
ca^im de planta a 6000 rs. de invern e ve-
rao mensalmente para um cvalo, posto a
porta, anuncie a sua morada para ser pro-
curado. 0 r '
Quem anunciou no Diario n. t>o,
vender capim, de vero, e de invern sem
a menor falta ; dirjase a ra Direita D. 10.
_ Quem anunciou querer receber cvalos
anual, ou mensalmente a 3oo res por da,
pode dirigir-sea ra do Roznnoque vai pa-
ra o Carmo, sobrado de Joaquim Aurelio
1.0 andar, ou ao Editor do Diario; ra
Direita N. 267.
^ Qiem quizr servir urna caza, e cosi-
nh7r para tresEstudantes em Olinda, anun-
cie-se por este Diario, ou dirija-se a San/a-
la de S. Theresa casa de Francisco Marques
de Araujo Goes.


.
ESCRAVOS FGIDOS.
V
cente; cabra ; 32 anuos ; alto ; olhos
vermelhos ; tem no rosto um signal de fe-
rida, e agora de fresco o de urna chibata-
da, urna perna mais fina, e nella junto ao
joelho um signal de talho de machado ; fo*
gionoi.0 docorrente; muito affecto
ajogo, enelle se acha algumas vezes nesta
Praca ; levou vestido calcas de brim, jaque-
ta ele lili* lavrada muito rota, e chapeo
branco de abas verdes, velho: na ruado
crespo D. 2. e se for pegado para as ban-
das do norte, a Vicente Ignacio Branco, em
Barra de Catuania.
.
PERNAMBCO NA TYPOGRAFIA FIDEDIGNA. i83i-
*1


Full Text

PAGE 1

• i id" ANNODE I83I. SEGUNDAFEIftA 7 DE MARQO. NUMERO 5fr B1I11I ..IB MIHAME SHbscnoe-se mensalmeote a 6 \o reitpaqos aliantadot, na Trpo^rafia Fidedigna, e m casa do Editor, ra Direita, n. af>7 ; *t cujot lu'gare tamben se receber" co'rupoadeRoias, t anuncios : estes inserem-se gratis, sendo de assignnntos, rindo assignados, e com o lugar dm murad*, sera publicados no din im-neitato a da entrega, sendo esta feita at • meio dia • viudo rezumidos. PERNAMBUCO: NA TYPOGRAFIA FIDEDIGNA, RA DAS FLORES, N. 18. l83l RTICOS DE OFFICIO E • %  Xcelentissimo e Reverendissimo Senhor _^ Tenho a honra de communicar a V. Ex., eni resposta ao seu Oicio de 17 do corrente, sobre a promoco de Substitutos para as Cadeiras do Seminarios de Olinda, principalmente para as de Preparatorios, quena& apparecendo Oppositores dentro do* Praso dos Editaes, que (me parece) V. Ex. dever mandar affixar, ento no cazo de se apprezentarem alguns Candidatos com Documentos, que justifiquem sua aptidao para as materias, que se proposerem ensinar, e com o acord de V. Ex.; iienhuma duvida terei de mandar-lhe passar os competentes Provhnentos. Dos Guarde a V. Ex. Palacio do Governo de Pernambuco 28 de Fevereiro de i83i — Excclentissimo e Reverendissimo Senhor Bispo Eleito desta Dioceze Joaquim Joze Pinheiro de Vasconcelos. Fxcelentisiimo e Reverendissimo Senhor -* Antes de hontem se me veio apprezentar o Reverendo Padre, que V. Ex. norneou para Capelao de Fernando ; e eu devo assegurar a V. Ex. que findos os 6 meses, elle sera rendido, na conormidade da promessa, que V. Ex. lhe fez Dos Guarde a V. Ex. Palacio do Governo de Pernambuco 29 de Fevereiro de i83l *E xcelentissimo' e Reverendissimo Senhor Hispo Eleito desta Dioceze ~ Joaquim Joze Pinheiro de Vasconcelos. Illustrissimo e Excelentissimo Senhor ^ Reprezentando-me o Juiz de Paz da Capella Curada do Loreto pelo ^Officio, que incluso remetto a V. Ex., anecessidade, que ha, de auxilio das Milicias para coadjuvar as rondas de Ordenanzas aii estabelectdas contra os ladroes, que costuwa assaltar o Lugar denominado ^ Pina da Boa Viagem queira V. Ex., a bem da segurancia, e tranquilidade daquelle lugar, ordenar ao respectivo Commandante do BataIho de Milicias, qne preste ao dito Juiz de Paz os individuos do seu Corpo, que elle lhe requisitar para auxilio das ditas Rondas. Dos Guarde a V. Ex. Palacio do Governo de Pernambuco 28 de Fevereiro de I83I *Joaquim Joze Pinheiro de Vasconcelos ^ Illustrissimo e Excelentissimo Senhor Bento Joze Lemenha Lins, Commandante das Armas Interino desta Provincia. ^ Avista do Officio, que V. S. me diri gio em dacta de hoje, reprezentando, que na Mesa da Arrecadaco dos Disimos do Assucar se exigem dos Navios de sua Nac8o Impostos, de que ficaro izemptos\ pelo Artigo 4 d Tratado celebrado entre S. M. o Imperador do Brazil, e S. M. o Imperador d" Austria, expedi ordem ao Chefe daquella Repartica para haver de


PAGE 1

7 (208) irissimo Seahor A. Auboin Consnl da Nago Franceza nesta Provincia. Acta da 2. Sessao Ordinaria do Conselho do Governo em 3 de Margo de i83i, presidida pelo Exm. Sr. Presidente Joaqnim Jos Pinheiro de Vasconcellos. ^ ForSo prsenles os Srs. Conselheiros Francisco de Paula Cavalcante de Albuquercjne, Dlo Bernardo Luiz Fereira, Gervasio Pires Fereira, Manoel Zeirino dos Santos, e Dezembargador Thomaz Antonio Maciel Monteiro, e o Sr. Doutoral Manoel Ignacio de Carvalho, que como Supplente jmmedtato, liavia sido cbamado em lugar do Sr. Conselheiro Manoel Correa de Aranjo. Foi lida, e approvada a acta da Sessao antecedente. O Exm. Sr. Presidente informon ao Consellio ter reeebido um aviso da Secretaria d'Estado dos Negocios do imperio, no qual Ordena S. M. o Imperador, que os Governos tratem de organisar um Pfojecto sobre Dizimos, dando os eselarecimentos, que julgarem convenientes, tanto para se tornar menos gravoso aos Povos, e mais proficuo a i


PAGE 1

(210) • ttttnno : na ra Nova loja Franceza de porta e janclla defronte da Igreja, ou anuncie-se. ~ m dito, da mesma idade: na ra da cadeia velha N. 26, I. andar. 1 ALUGUEIS. : ^ Urna ama de leite de bons costumes prcrem no Forte do Mttos casa n. 11 1.0 andar. m pequeo sitio com larangeiras, coqueiros, e outras arvores, casa de vivenda na ra de S. Miguel dos Afogades, quem o pertender dirija-se a ra velha sobrado de dois andares que faz esquina para o beeo de Joaquim Jos de Veras. A R RENDA MENT". AllREnda-se as trras de um engenbo de vare e mattas virgens, com grande yertentede evcelente agoa no cercado, distante destapraqa sinco legoas: os perteudentes dirjao-afa loja D. 3y na pracinlia do Livramento. PFRDA. .. .TErdeu-seiim bilhete de rifa da Santa N. 954 cujo Thesoureiro esta prevenido para nao pagar se nao a seu dono, quem o aehar restitua na casa do Atierro dos A logados D. 3, casa de 3 portas. AVIZOS PARTICULARES. V^/Uem tiver para alugar um sitio perto da pra$a, com casa para pequea familia, e capim, ou lugar para plantar-se, necessario para o sustento de um cvalo ; anuncie-se por-este Diario. — Quem tiver para a lugar urna casa de Tim, 011 jnais andares, ou terrea, tendo esta bom quintal ; nos bairros de S. Antonio, e Boa-vista, nao sendo era beco, ou ra escusa, anuncie se por esta fot ha. Quem quiser ropa larada, e engomada, naCidade de Olinda, dirija-se a ladeira do varadoro casa n. 4. Quem anunciou no Diario precisar de um rapaz para botequim e casa de bir lhar, dirija-se ao principio da ra do Ranela direita, loja de Alaiate. M Quem anunciou ter urna escrava eom habilidades, sendo como diz, appaVeo, vender capim, de vero, e de invern sem a menor falta ; dirjase a ra Direita D. 10. Quem anunciou querer receber cvalos anual, ou mensalmente a 3oo res por da, pode dirigir-sea ra do Roznnoque vai para o Carmo, sobrado de Joaquim Aurelio 1.0 andar, ou ao Editor do Diario; ra Direita N. 267. ^ Qiem quizr servir urna caza, e cosinh7r para tresEstudantes em Olinda, anuncie-se por este Diario, ou dirija-se a San/ala de S. Theresa casa de Francisco Marques de Araujo Goes. ESCRAVOS FGIDOS. V cente; cabra ; 32 anuos ; alto ; olhos vermelhos ; tem no rosto um signal de ferida, e agora de fresco o de urna chibatada, urna perna mais fina, e nella junto ao joelho um signal de talho de machado ; fo* gionoi. 0 docorrente; muito affecto ajogo, enelle se acha algumas vezes nesta Praca ; levou vestido calcas de brim, jaqueta ele lili* lavrada muito rota, e chapeo branco de abas verdes, velho: na ruado crespo D. 2. e se for pegado para as bandas do norte, a Vicente Ignacio Branco, em Barra de Catuania. PERNAMBCO NA TYPOGRAFIA FIDEDIGNA. I83I*1


xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EXRN4VUWI_GK1Q82 INGEST_TIME 2013-03-25T14:10:56Z PACKAGE AA00011611_01117
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES



PAGE 1

'•" %  : "? 'i'" %  "-* (209) < s frequentes cordea$oes particulares, pois que ella nao pode impor contri bures, seja pago particularmente pelos Vereadores, que dellc nada gozaro, e eoi pena do sen esforco, e boas inten^oes. Do-se por indemnizados cora a utilidade experimentada, C a V. S. agradecen) o amor do Bem Publico, que o moveo a aceitar similhante encargo. Dos guarde a V. S. Recife 2 de Margo de l83i.~111 m. Sr. Sargento Mor, Joo Bloem — An-touio Joaqnim de Mello. P. -. Jos Maria d'AJbuquerque Mello. Secresario. %  %  ** No dia 27 de Novembro passado 5 offT ciaes do batalliao 28 de (estrangeiros que se acha em Porto Alegre) no Rio grande do iSul denunciarlo ao seu commandante (oSr. Jo'ao Manoei de Lima) que se urdia huma conspiracao, e que os capitaes Samuel Goifroi Kerst, do corpo de Engenheiros, e Gaspar Eduardo Stepanousky do 6 regiment de cavallaria, ero os agentes, ou cabecas della; que aliciavo outros officiaes, etc. O Sr. Lima deu de tudo parte ao Commandante das armas, e tomando-e providencias, foro presos OS dous Capites, e o Major Carlos Frederico Otto feiser. No dia 2 de Dezembro abrio-se pelo juizo da Ouvidoria da Comarca humi devassa, de cujo resultado anda nao sabemos noticia. Disse-se que tudo era feito de aecordo coni os colonos de .V. Leopoldo, que se tramava para absolutismo, para repblica ; mas julga-se que o fim nico, o plano, era saquear a Cidade de Portalegre, e fugir com o que podessem, para a banda Oriental. Ao menos nao appareceu ainda JJrasileiro algum, nato, ou adoptivo, que se achasse envolvido em semelhaute negocio, A populacSo esteve porem moito assustada receando ser presa oestes novos Mamelukos, por quem se quiz f'aer governar o nosso Egypto; o terror se desvaneca muito lentamente e nao faltavo ainda novellas, exageraces, sonhos melanclicos, como h de estilo nestes casos. A Providencia va i mostrando palpavelmente a sabedoria com que na Tmara dos Srs. Depntados se propoi e aprovou a abolicao desses corpos de forasteiros, que alem dos outros perigos, sao instrumentos de perturbado e de motins em qualquer parte aonde se apresenlem. ( Da Aurora.) O AVIZOS DO CORREIO. Paquete Imperial Pedro recebeas malas boje 7 pelas 9 horas da noite. %  -. % %  %  3 NAVIOS A CARGA. PARA AILHA DE S. MIGUEL C OEgue viagem^ cora brevidade a Sumaca Brazileira Ventura ; quem nella quiser carregar, ou ir de passagem por presos raua commodos, dirjale Antonio Francisco Branco, ou a casa de Rento Jos da Costa. LEILAO' HOJE. AGostinho Eduardo Pina faz leilo hoje, 7 do corrente de feiiao mulatinho no seu armasen!, junto a Alandega nova* .... VENDAS. UM crilo, 3o annos, bom oleiro de tellia e tijolo, bom canoeiro, e entende muito de faser curraes, sem vicios : em Olinda ra de S. Francisco N. 1, casa do Goila Branca. ~ Urna egrinha, 12 annos, com principio de costureira : na Sanzalla velha padaria n. 37 ao pe do Beco largo. -< Trez redes brancas bordadas d'azul com varandas-, do Certo : na Ra da Cadeia do Recibe n. 54 1. andar. ~< Um negro canoeiro, e oleiro, que faz tresentos tijoios de alvenaria grossa por dia : na ra do Palacete D. a3. -. Urna escrava de nacSo, 3o annos, bonita figura, sadia, cosinha o diario, boa hvadeira, e vendedeira, vende-se por necessidade: na ra direita D. 36 segundo andar. *-, Um negro, bonita figura, sem vicios na ra do fogo O. 5. Urna venda sita no beco largo de fora de portas n. 188 com portas para a frente da rna e tambera para o beeo, casa capaz para assistir urna familia, e tem poucos fundos : na mesma. Um carro de sicupira, com pocuo uzo : no aterro dos Afogads, antes de chegar a r gameleira D. 3i. —< Doze cadeiras de boa madeira, e um espelho de salla : as sinco pontes D. 79. ••* %  L^m mulato, a6 annos, do servido de :*