Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:01080


This item is only available as the following downloads:


Full Text
auritoM
ni n ,
I3i."
QUINTA FEIRA 20 DE JANEIRO.
DE
NUMERO 15.

na dk ttiMKim@

Subscreve-se meas al neme a fifo w pagos allantados, na Trpografia Fidedigna, na luja de Livreiro de Manoel Marques Vianna, Ra
da Penha ailharga do Livrameuto D. 1, e em. casa do Editar, ra Dirtita, n. 17 ; cu/os lugares tmnbem se recebero corresponden
cas, e anuncios : estes inserem-se gratis, sendo de assignantcs, vindo as si'nados, e com o lugar da morada, e serao publicados no dia mime-
dalo ao da entrega, sendo esta feita ate o meto dia e viudo relamidos.
PERNAMBUCO NA TYPOGRAFIA FIDEDIGNA, RIJA DAS FLORES, N. 18. '' l83l.
t
f*
V
Transcrevemos o seguinte Impresso do Rio
de Janeiro, que dizrespeito a uin dos a-
gentes do Absolutismo na quella Corte,
o Sr. Albino Gomes Guerra sogro do
nosso Meritissimo Thomaz Xavier.
PARECER.
jl\. Comissao Especial encarregada do e-
xame das Contas do Cmissario Geral do
Kxercito. Albino Gomes Guerra, exami-
no u as trez contas de. Janeiro, Fevereiro, e
f Marco de 1826, que foro appresentadas
!j)elo Sr. Deputado Clemente Pereira, em
Sesso de 3o de Julho deste anno, e que se
>t diz serem aquellas que forocriminosamente
* tiradas do Thesouro, para serem substitui-
' Mas por outras, quando accusados os roubos,
que nellas se continhao, aquelle Cmissa-
rio pertendeo defender-se, fazendo recair
sobre seu advercario Balthasar Pinto dos
Reys, o crime de falcario, e achou, que de
jacto as ditas contas appresentadas pelo II-
lustre Deputado erao as mesmas, que o
Commissario havia dado ao Thesouro no
supra citado anno de 26, por quanto ero
eixadas com as assignaturas do Oficial
. conferente, e do mesrao Commissario, re-
conliecidas pelos Officiaes da 4- Contadotia,
e por Taballio, e as mesmas que na con-
formidade da Portara do Ministro da
Guerra de 6 de Julho do referido anno, que
as mandava remetter ao Thesouro para se-
rem examinadas, deveriao nelle ter entrado;
e como appareco no Thesouro, e tenho
sido presentes Commisso, contas iguaes
dos mezes de Janeiro, Fevereiro, e Marco
do anno de 26, posto que com Diminuicdb
nopreco do Capan, e conforme aaccusacao
/feita, s isto era bastante para se presumir
dos ardiz, e manobras, que houvero, ti-
rando-se humas, e substituindo-se outras,
mas a Cmisso, que nao parou aqui, che-
gou ao conheciniento da verdade por pro-
vas irrefragaveis, que asceverdo o crime,
pois que basta s ver-se, que estas ultimas
contas com o titulo igualmente do anno de
1826, ratificadas sobre a accusa^o feita, a-
lem de terem a nota do Contador de rece-

idas a 8 de Junho prximo passado, se a-
chao escripias em hum papel, que pela saa
marca d'agoa, fora fabricado no anno de
28, o que bein prova, que estas contas nao
sao as primitivas, de que resa a Portara
do Ministro da Guerra de Julho de 26, e
sobre as qnaes versa a accusac,ao do dito
Balthasar, mas outras novas arteiramente
redegidas, e criminosamente substituidas
para escpula dofamigerado Commissario.
Alem disto, confrontando-se estas duas
contas, se nota, que as primeiras roubadas,
esto todas emendadas, riscando-se as par-
celas acrecidas pelo roubo e eserevenco-se
ao lado destas, as outras verdadeiras sem
os referidos accreseimos ; e isto para sobre
este burro se levantarem as outras supos-
tas, que elle meteo no Thesouro, no presen-
te anno ; mas nem a inda assim o Cmis-
sario qtiiz perder todo o roubo que, j ha-
via feito, porque suposto a nova conta de
Marco esteja conforme com a parcela reti-
ncada, segundo a acensando, com tud as
de Janeiro, e Fevereiro nao sao conformes,
pois que elle nestas augmentan o preco de
outros gneros, pouco mais, ou menos, o
mesmo deminuido noCapim, para se esca-
par denuncia de Balthasar Pinto dos Reys,
o que tudo se deprehende, confrontando
humas com outras, e vista dos recibos as-
signades com cruz por Antonio Joaqim .
Goncalves, e Manonel da Costa Porto, os
quaes com o de Joz Bejito Alvez, por se-
rem os uuicos deferentes, em tinta, epapel
de todos os outros documentos, que as ins-
truem, do-bem a intender, que elles foro
ltimamente feitos, e de propozito, para as-
sim e quilibrarem o negocio, tanto mais,
quanto os destes ltimos sao manifestamen-
te talcos, pois que nao foi Jos Bento Al-
ves, (1)0 que forneceo o Capim, porem sim
Balthasar Pinto dos Reys.
(1) Convida-se este Sr. a apresentar a
Procuracao, ou ordem que teve do Sr. Bal-
thasar, para receber o seu dinheiro, que a-
lias foi recebido, pelo Sr. Padre Joze Dias
Coelho Neto ( Recibo n. 5 a fl. i3 v. )
e como jamis ser capaz de apprezentar


1



-y
*m
:
- '

Outro sini a Cmisso teve presente o
novo requerimento do mesmo Balthazar em
que pedia; i. que se examinasse o Pro-
testo por elle feito contra o parcial, exame
a que se procedeo em huma carta, que o
Commissario escreveo a elle Supplicante em
3i de Janeiro do anno de 23, e que disse
ser em 25 (2) 2. o Atiesta do do Com-
mandante da Artilharia Montada em que
mostra ter o Supplicante principiado a dar
Capim para aquelle Corpo, desde oi. de
Fcvereiro de 23, a 20 de Junho de 27, o
qual atestado diz igualmente oGommaudan-
te, que fora emmendado pelo Secretario da
quele Corpo, sua vista e porsua ordem, por
sehaverescripto apalavra Janeiro, em lugar
de Fcvereiro: 3. o Attestado do Comman-
dante da Cavallara, em que mostra que o
Supplicante orneceo o Capim para aquelle
Corpo, desde o i. de Agosto de 22, ao
ultimo de Janeiro de 23, 4* finalmente, a
Certidao, com a qual se mostra, que na con-
ta corrente junta ao requerimento, que o
Suplicante fez ao Governo, ha hum Saldo
35$ rs. de conta anterior, a que principia
do i. de Janeiro de if\y a 20 de Julho de
27 ; e do exame de tudo isto se deprehen-
c|e, que a carta a fl. 5o da representacao,
pi escripta em o anno de 23, en cuja data
coincidem aquella dos Attestados, havendo
o Supplicante brnecido Capim em 22, e 23;
que avista do recibo N. 5 a fl. i3 v., e da
Certidao do Thesouro a fl. 54 da Represen-
tjaeaQ, o Cmissario rohuu no fornecimente-
do Supplicante em 1822 de 4, a 10 rs. em
cadaj'eixc, em 1823 10 rs. (3)
Nestas circunstancias a Commissao julga :
tal ordem, o Publico o conceitue como elle
merece! cuja responsabilidade tambemlhe
chegar !
(2) O S. Dezembargador Furtado, juiz
da Coroa por commissao ( e digno Juiz do
Commissario), o Sr. Procurador da Coroa,
e os Srs.. Taballes,, conhecero, se tiverao
razo em nao quererem attender aos Docu-
mentos, para em tudo servirem ao konrado
Commissario \! !
(3) Nos a unos de 24, a 27 o Commissa-
rio nao oi to mesquiuho, porque albinou
20 reis em f'eixe, qu 5o rs. eui raffio Mas
^rq isto nao oi bastante, parav os meretis-
simos Dezembargadores Furtado, Queiroz,
e-Cunha, nao julgarem o Sr. Balthasar dig-
iw de ser condenado por abuso de liberda-
(Itt d'i.mprensa, em 6 mees de priso, e
/QP^ooo rs. de multa Qujo unparcial
julgamento o Supremo Tribunal de Justica,
na revista, coairmou !!! pelos motivos
que; os: ^:*cellen,tisgirnos sabem .
m
\
1.
, que o Cidadao Balthasa
T
dos
xuberantementeos roiv-
Reys, tem provado exul
bos de que aecusou o Commissario (4) 2. ,
que he indubitavel, que as Coritas apprezen<-
tadas pelo Snr. Clemente Pereira, foro rou-
badas da Contadoria respectiva. 3. final-
mente, que as contas do Commissario sao
arddosas c falcas, tanto no modo porque
sao dadas fora do temto legal, quanto por
nao se acharem conformes ao que ordena o
Regiment do Commissariado, chegando o
abuso deste Commissario a nao ter JUvros, .
como se v da Certidao a fl 58 da Represen- A
taco: e por isso he de Parecer, que sejo
remettidos ao Governo, todos os documen-
tos, com este seo juizo, para inmediatamen-
te se proceder na conormidade d;is lieys
contra o Commissario Geral pelos R.OUBOS, ;
que pro vados, ficao, e por todos, que ainda ^{
se posso descobrir as contas, que houver
d'appresentar ; bem como contra apessoa,
(5) ou pessoa, que se provar haverem con-
\

(4) Isto negar o Snr. Furtado e Comp. 1 m
(5) Nesta averiguarlo devero ser ouvi-
dos os Officiaes da quarta Contadoria, e os
do extinto Commissariado, suposto que nin-^
guem milhor que o Srr. Joo Carlos Cor "^1
reia Lemos, poner informar sobre este ne-*&* \
gocio, por ter sido Contador da quarta
Contadoria naquelle tempo, e digno amigo
do Commissario.
do que disse a Commissao de Constituicao
no seu Parecer de 22 de Maio de 1829, (pie
o Commissario pedera ao seu particular
amigo o ex-Ministro da Guerra Oliyeira Al-
ves, para mandar proceder contra o Snr. .
Balthasar, por ha ver mentido ao imperante,
na aecuzaco que Ihe fez ? Pois he hum ac-
to, que por ordem do Governo se mandou
esta iniqua pertenco ao Poder Judiciario,
e que ahi se fez hum sumario cern teslemu*
nhas escolladas pelo Commissario, em que
foi pronunciado o Snr. Balthasar aprizao e
livramento Processo que dura perto
de dous annos, com a mais refinada chicana
do innocente Commissario, custa de todas
as violencias, que tem feito, quiz estabeic-
cer o precedente de ninguem do Povo, po-,
der aecusar a qualquer empregado de mal V
versaco! Mas enganou-se; a precedente
ser para quenenhum empregado, cujaAo/z-
ra fr como a do Snr. Albino, seja to in-
sensato, que sendo aecusado por malversa- 5/
c,o, se pertenda purificar, custa da pro-
fnacao da Justina, da perseguicSo da virtu-
de, e-do banimento da moral .
O Investigador,
i
Ir


MMiPimp1' "
*
"(6l)
_%
acorrido pto-to roubo das permittidas coritas,
substituindo-se outras 110 Thesouro ; dan-
do-se de tudo exactas contas a esta Cmara,
para sen pleno conheeimento. Rio de Ja-
jieiro 22 de Novembro de 183o. ~ J. Lino
Coutinho, 1 Joaquim Manoel Carneiro da
Cunha. Da Acta deste mesmo dia consta,
que o sobredito Parecer foi approvado.
OFFICIO.
I
Llustrissimo e Exn>. Snr. A Cmara
/ dos Deputados conforniando-se com o Pare-
cer da Commisso Especial encarregada do
Exame das Con tas do Commissario Geral do
JExercito, que envi por Copia, resolveo,
que pela Reparticao a Cargo de V. Ex. se
remetessem a Governo de S. M. o Impera-
\\ .dpr as ineulsas Contas daquelle Commissa-
riado dos mezes de Janeiro, Fevereiro, e
Marco, de 1826, e todos os mais Documen-
tos, a m de se proceder im me diadamente
na conformidade das Leys, contra o Com-
- f missario Geral Albino Gomes Guerra d'A
guiar, pelas D1LAPIDAQOENS, e mais
malversagos. constantes das ditas contas, e
,fdocumentos, e por quaesquer outros, que
> ainda se possao descobrir as de mais con-
i tas, que o mesmo Commissario houver de
' appresentar; bem como contra apessoa,
ou pessoas que se provar Iiaverem concorri*
do para a substitico das permettivas con-
tas, dando-se immediactamentede tudo par-
f te mes.ma Cmara. O que d'ordem da re-
ferida Cmara participo a V. Ex. para que
suba no Conheeiment do mesmo Augusto
Senlior. Paco da Cmara dos Deputados
era 26 de Novembro de i83o Joaquim
Marcellino de Brito r* Snr. Antonio Fran*
cisco de Paula Hollanda Cavalcante d'Albu-
querque.
Para constar se passou a presente. Rio de
Janeiro era 26 de Novembro de i83o ?* Es-
t conforme 1 Joaquim Alves Barboza.
<
ED1TAL.
vJ Doutor Antonio Manoel da Rosa Ma*
Iheiros, do Dezembrguo de S. M. I. C. ,
seu Dezembargador na Relaco desta Cida-
je, Juiz dos Feitos da Fazenda, e Privativo
das Execuces da extinta Companhia poro
mesmo Snr. que Dos Guarde etc. ~ Fago
saber, que se-ho de arrematar, em hasta
publica nos dias da Lei a quem mais der, os
escravos seguintes <- Lourenco crilo de
idade de 25 annos, carreiro avaliado em
3oo$ooo ^h Francisco crilo de idade de 19
annos pouco mais ou menos, sadio com
(1
principio de carreiro avaliado em 25o$ooo
hm Izabel crila que reprezenta ter 35 annos
do ser vico de casa, avaliada em 25o$ooo
* Luiza crila de idade que reprezenta 3o
annos, achacada, avaliada em i5o$ooo>-t
Joaquim crilo de idade que reprezenta 12
aiinos, sadio avaliado em 15o$ooo hh Joze
cabra de idade que reprezenta 12 annos, sa-
dio avaliado em ro$ooo Euzebio cabra
de idade de oito annos pouco mais ou me-
nos, sadio avaliado em i3o$ooo hh Maria
do O' mulatinha de idade que reprezenta
6 annos pouco mais ou menos, sadia avalia-
da em ioopjooo ** Antonia cabra de idade
de 5 annos pouco mais ou menos, avaliada
em ioo$ooo ^ Mercolina crila de idade de
3 annos pouco mais ou menos, avaliada em
8o$ooo ^ Margarida crila de idade de 90
annos, achacada, avaliada em 20jjooo ^ Pe-
nhorados por execucao da Extincta Com-
panhia contra os Herdeiros de Estevoo Gil
da Costa. Recife 18 de Janeiro de i83i.
Joaquim Joze Ferreira de Carvalho Escri-
vam, o esCrevi *-* Antonio Manoel da Roza
Malheiros.
AVJSOS DO CORREIO.
PARA O RIO DE JANEIRO, POR
XJAHia e Jaragua o Paquete Nacional V
get segu viagem no 1. de Fevereiro pr-
ximo, quem nelle quizer carregar ou ir de
passagem dirija-se a administraco do Cor-
reio: a mala feixa-se as 9 horas da noite
antecedente. : .. .*. ...
NAVIOS A CARGA.
PARA O RIO DE JANEIRO
^Ecme viagem o Bergantim Passos e Vic-
toria ate o dia 31 do corrente; quera nelle
quizer carregar Ou ir de passagem dirija-se
a Bento Jos da Costa, ou ao Capito Ma-
noel Jos Ribeiro.
VENDAS.
Ui
Ma casa iio Atterro dos Afogados com
alicerces C frente e entulhada; na boti-
ca de Joo Pereira da silveira ra do Roza-
rlo.
Ou arrenda-se um sitio no Arraial es-
trada de Cruz de almas para o Monteiro,
com boa casa de tijolo, estribara para 2
cavallos, bastantes fructeiras, trra de plan-
tar, caermba de boa agua, e trras proprias:
na Prac,a da Boa-vista botica D. 3.
fe**
_A*_


(6*)
' r


Urna negriuh, i o anuos: no atterro da
Boa-vista D. \g.
Urna preta, 22 annos, muito ladina,
cozinha, engoma lizo refina assucar, tudo
muito bem, e muito fiel: anuncie-se.
Bixas vindas do Porto e Lisboa de 80 a
160 rs. Forte do Mattos venda n. 12.
Um molatinho, i4 annos, com 3 annos
de oficio de carpina; na ra do Rangel.
Um escravo da costa, 20 annos: na
ra do Rozario pira o Garmo venda nova
D. 28.
^-Uma empanada de madeira: na mesma.
Urna preta, crioula, cose, cozinha en-
goma ordinariamente ; e outra, angola,
bonita figura, quitandeira: na ribeira da
Boa-vista n. 270 D. 12.
Batatas Inglezas em barricas, queijos
londrinos e de pinha, serveja em gigos, tu-
do vindo pelo ultimo Paquete Inglez: no
Forte do Mattos Armazem de C. Smitd.
Urna grande armacao de loja de coiros
na ra do Livramente lado esquerdo D. i4:
os pertendentes casa D. io, na mesma ra.
-Um fardamente com seus pertences,
para um soldado de 2. linha: na camboa no
Carmo loja do sobrado D. 1 r.
11 A loja de coiros D. 7 da ra do Livra-
raento parte do poente, e no melbor sitio,
a dinheiro, ou a prazo : na mesma.
h-< Chocolate de Lisboa muito novo a 1G0
rs. a libra, paios excellentes a 2400 a duzia
e a 220 cada um: na venda nova da esquina
do beco do Carcereiro rna do Rangel, onde
seacharo os mais gneros do costume, tu-
do bom e por preco commodo. .
S
COMPRAS.
Acos: no becoda lingoeta sobrado n. 2.
As obras do Abbade Paulino: anuncie-
se.
PERDA.
J-^Esde a guarda da Boa Vista ate' a campi-
a de S. Amaro perdeu-se no dia 16 do
corrente um bracelete de coraes azues rica-
mente enfeitados : na ra do Arago D. 21.
AV1ZOS PARTICULARES.
sem cria na ra do Crespo lojaD. 8.
,- Quern se piopuzer a dar capim men- y
clmente para htim cvalo, dirija-se Pra-
cinha do Livramento D. 13. >,
Barbara Camila do Carmo annuncia, '
que est a proceder a Inventario nos bens
do seo falecido marido Venceslao Rodrigues
da Fonceca, para que os seus credores ha-
jao de justificar suas dividas no termo de
vinte dias, e protesta nao pagar as que nSo
forem justificadas.
hh Dez bois de carro, 10 ou 12 ovelhas e
algumas crias, e 2 carros uzados: na Praca
da Boa Vista sobrado N. 115.
^h Quern qui/er dar 4oo<# rs. a premio
de 2'[2 por cento anuncie-se por este Dia-
rio.

sftifrr-tr-se, que a casa, ou lugar notado nos anuncios, onde se
deve nrocu ar o objectn venda, alugnel, e compra, ou onde se
deve levar o escrnvo futido ; e que quanto aos ltimos anuncios seus
dimos todos offerevcru recompensa, e fazem vs protestos do estillo.
s
NOTICIAS MARTIMAS.
1Savos Entrados no dia 18.
5*.-
>- Liverpool; 44 dias? B. Ing. IVest- V
more/and, Cap. Richard Di ton, equip. 11 V
em lastro : James Cockshot e C.
RnciZA-se de huma ama de leite cativa, e I cisco dos Anjos.
Entrados no dia 19.
hh Rio de Janeiio ; 35 dias; Pat. S. Jado
Protector, M. Joaourm Joze d Olivara,
equip. 10 ; carga carne secca: ao Mestre.
^ Dito ; 2.3 dias/ B. Port. S. Marcos,
Cap. Joaqnim Francisco d'/t/lmeida, equip.
23; em lastro : Elias Coelho Cintra. Pas- .
sageiros Fernando Kiewetter, sua mulher,
e 1 filho, Gregorio Tavares Maciel da Costa,
com 1 creado, e o Reverendo Joo Chrisos-
tomo d'Oliveira Pinto Brazil.
Saludos no dia 19.
i-h Porto de Pedras ; S. Estrella Matuti*
na, M. Antonio Francisco Sunes, equip*
10; em lastro.
hh Aracati por /ss; desta 18 dias; S.
Conceico Fiordo Mar, M. Joze Rodrigues,-
equip. i3; carga sal, peixe, coiros, sola:V
de Antonio Rodrigues Lima. Passageiros
Joze Gomes de Castro, Manoel Antonio Pe- 1
reir, Manoel Joze de Mello, e Joo Fran-
1
- -*

..

? -
" V
\
([PERNAMBCO NA TYPOGRAFIA FIDEDIGNA. i83i.

1


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EFE1O236Q_NEW479 INGEST_TIME 2013-03-25T15:28:24Z PACKAGE AA00011611_01080
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES