Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:01008


This item is only available as the following downloads:


Full Text

D '
V
y. 459.
Anno de 1880.
DIARIO DE PERJNAMBUCO.
.bit. u Tlp.gr.fi. d. m. DUrl. r>. MwIU N. 97 1. d.r ..... por 4 rd. b.m fclb.
ve siftir todos os dus atis.
Sabb\do 21 de Agosto. & Joanna Francisca Viuva.

Preamar as 6 horas e 54 minutos da manhaa.
\^Omo o nosio Cruzeiro da Cada nao
sessa de amea^ar-nos com a queda da
Constitu cao ja com descaradas alegoras,
ja dando a noticia para elle* faustsima
da dissolucao da Cmara Franceza, co-
Uio queui insina applicaces ca' para o
uubso Brazil ; nos lhes aprczentenios o
seguinte H A Franca parece, que esta'
em vesperas de passar por huma nova
r/vclucao. Dizem, que a expedido, que
Elllei manclou contra Argel, ti hum
meio ie libe; tarse temporneamente de
Tropas, em quem nao tiuha confianza
para realizar os quimricos planos dos
Villeles, Polingnaes, e Peyronet. S. M.
Chrislianissima acaba de fazer reforcar a
guarnido de sua honne ville de Pariz com
maia 205 homens, os quaes unidos a 30$
Suissos, guardas do corpo, e gendarme-
ra, faze.n hum corpo de 50$ homens,
que sao os nicos talvez alheios da gloria
adquirida na revolucao, no Consula io, e
no Imperio. O certo he, que a entrada
do facanhudo Peyronet no Ministerio po-
de trazer apoz si as mais terriveis con?e-
quencias : o lempo nos dir', ja que nao
serve a experiencia do passado, se o Mi-
nisterio Francs conseguir' supplantara
opinio publica. "
14o he extrahido do Jornal do Com*
mercio de 27 de Julho do corrente, e a
authoridade desse Peridico nao deve ser
guspeita a gente da fe' do carvoeiro. A-
penas o Re de Franca, levado das intri-
gas de certos ulicos, dissolveo a Cmara
mandn, como Ihe cumpria, proceder a
nova eleico ; e quando suppunho os
Ministros, que esta recahisse sobre pesso-
. dosseus sentimentos, forao reeleitos
rnuitos do meamos Deputados, e tntraro
outro anda maia liberaes. Eia aqui co-
mo os Povos zonibao das caballa dp ab-
solutismo : nao he poiaivel marchar cnrto,
e seguro contra as ideas dominantes do
seculo. Ha toda eprobabilidade^ de qvft
a esta hora seja falecido Jorge 4. c R*i **
Inglaterra. A preponderancia de Lord
Wrlington, gallo do poleiro no eyslema
absolutista, deve espirar com esae JVi*uar-
ca. So* por esle facto temo de ver intei-
rarrente mudada a poltica do Gabinete
Britnico.
hh Temos lido os Peridicos da Cor*
te, e todos a huma vez clainao contra o
espantoso desenvlvimento de quadrilha
deladies, que infestao a Capital, eos
suburbios, o que junto as delapidacoes,
que a Cmara vai deacobrindo na marcha
do exame para o orcamento da receita, e
despeza, obrigou ao Snr. Diputado Ger-
vasio Pires Ferreir, a dizer que a ladro-
eir estova na ordemdo da* S. M. o.,
sempre Solicito em promover o bem estar
dos seus queridos subditos, fez expedir a
seguinte Portara n- lUustrissimo, e Ex-
cellenti*simo Senhor ^ Sendo necessario,
a'.em uas providencia ja dadis para evi-
tar os rouboe, tomarem-se taobern toda
as medidas conducentes a tranquilizar por
tl motivo o animo dos habitantes desta
Capital; l>terniina S, M. o 1. ; que o
Coreo de segunda Linha da Corte patru*
lhem tudas as noutes nos seus respectivo
Districtos, empregando para ete effeito
cada hum a terca parte da sua forca. O
que participo a V. Ex. para que nesta in
telliif enca expeca as precizasordena. D-
os Guarde a V. Ex. Paco em 25 de Julho
de 1850 ^ Conde do Rio Pardo. ~ Snr.
Francisco de Limae Silva.
Esta aluviao de ladres, que egora
apparecem nao so' aqui senao na Corte, e
talvez as mas Provincias do Imperio, da
motivo a upeitar, que mao poderosas
o dirigen!, e u*tentao de propozito, a
*



(J05O
fim de desgostar os Povos do iysteaia dever ser ilissolvida, so* por que assim o
Constitucional, ao qual muitos absolutii* desejao meia duzia de arapios, que nao
tas mnhosamente atribuhem todos estas querein dar
males. Se com efteito esse plano de la-
droeira he manobra dos christaos velhos ;
tiverao tem duvida huma lembranca mili-
to infeliz, e diametralmente opposta as
uas intencoes ; por que por este mudo o-
brigao a populado a armar se, e por-se
aguerrida, e deven encontrar mais pnm-
jita resistencia, quando quizerem procla-
mar o seu suspirado absolutismo. Pro*
cura-se por todas as formas levar os Povos
a desesperacao ; deseja-se ardentemente junto para constar ao Respeitavel Publi
querem ar contas: e caso o fosse : S.
M, o. nao o Jaria sem justificado moti-
vo : mas isso nada tem com a Const. : e-
legiao-se outros, que tomariao a pedir
contas.
s,
CORRESPONDENCIA.
'N. Edictor. Queira fazerme o fa-
vor de incerir no sau Diario o Edictal
qualquer excesso da parte destes, a fim de
haver hura pretexto plauzivel de atribuir
todos esses males a Conslituicao, edar
com ella de avesso. He precizo, pois, que
que prefiramos os maiores encomodos a
guerra ; que obedezamos a le, e dalla
nos nao desviemos hum so* passo, deixaa*
do, ou esperando, que esse* hroes se jai
os agressores para entao nos defendarV
ni o, e reduzilos a po'.
Todos esses manejos, todas tssas in
trigas nao tem outro fito, se nao excitar-
nos a fim de que facamos algumaasneira.
Nada de asneirs : unio, respeito, e o-
co o estado em que se acha meu Marido o
Snr. Joao Evangelista Pereira e que fui
brigada a uzar do recurco da Lei para
tomar conta dos bensdo meu cazal, a fim
de evitar os prejuiaos a qua esta va sujeito
assim como que todos os credores a pre-
senten as eontas do que o mesmo deve,
isto no prazo de oito dias e passados nao
serao attndidas.
De Vm.
Atienta Veneradora
Izabel Roa Carneiro Monteiro,

EDITAL.
bediencia a lei, e olho vivo sobre os ear Antonio Jeaquim de Mello *Jutz de Fora
vueiros : elles que proclameni a queda do c Orfot desta Cidade, pela Lei Sfc.
Trambolho ; que nos os tractaremos en* TPi
tao como inimigos da Naci, edoMo* JT Ac saber a todos os que o prezeute
narca, e criminosos de Lesa Magestade. virem edelle noticia tiverem era como D.
O orea ment, a que esta' procedendo Izabel Rozaj Carneiro Monteiro me envi-
a Cmara dos Sra. Debutados, tem excita- ou a petico do theor seguinte Diz D.
do grande desgosto em cartos altos Em- Izabel Roza Carneiro Monteiro moradora
pregados, que sao sanguesugas do The- nesta Cidade, que seo Marido Joao Evan-
zouro Publico : traeta-se de dar estreitas gelista Pereira se tem entregado a bebidas
contas, de aortar por tantas despezas su* espirituozas a ponto de icar desacizado, e .
perhias, de acabar com tanta chuchadei* fora de si, sem cuidar em sua caza, e de
ra, &c. &c.: eis a cohorte das papoes, a seos negocios deixando tudo a desleixo, e
papaloes toda em campo, enredando, in prodigalidade, sugeito a ser seduzido, e
vectivando, escrevendo, e mentindo : eis engaado em seo prejuizo, eda Suplican-
as Kmeacas, es tutus, emktidos palo Prelo te, e por mais uidado, e deligencia, que
facauliBo Imparcial (que nao he Bra- tem feito a Suplicante a eoibir, e remediar
no
zileiro) e no seu ceo de ca% o Cruzeiro este dismancho, o Suplicado cada vez es*
da caita* Invento-se alegoras ; trai- ta' pior, fugindo de caza para estar em
i
se a pello a historia da Cmara de Fran-
ca, dissovida pelo Rei. Vanitas vani*
tatum, et omnia vanitas, A Nacao nao
inorre de caretas. A Cmara dos nossos
DiguissimosReprezentantes tem proaedi-
do com moderacio, edignidade: se hum,
ou autro Deputado he menos prudente ;
liberdade em Taverna?, e nutrir o seo vi-
cio, ficando inteirarnente desmemoriado
e impotente das faculdades iutelectuaes,
pelo que raquera Suplicante a V. S. qua
informndole da verdade allegada por
meio dejustificacao a julgue por aentan*
ca, e nomeie a Suplicante por sua Cura-
a maioria (que he a que decide) he bem dora na forma da Lei, passandose Edic
intencionada. Nao vamos motivo para taes pblicos, para que ninguem compre
r


-i*-
ma



(%OiS)
?nda, ou permute, nem faca contracto
algum de qualquer natureza, ou condicao
que seja com o Suplicado, na certtza de
que todos os Contractos, que com elle
zerem serio nullos, e de nenhum effeito,
assim como nao podera' ser mesmo de-
mandado por elles ~ Pede ao Snr. Juiz
de Fora e Orlaos se digne mandar proce-
dar ajusfica9ao para o referidos Ere-
cebera' merce ~ Nada mais continha em
ditta peticao na qual profer o meo Dis-
pacho seguinte M Justefique citado o Su-
plicado. Recife 13 de Agosto de 1830 ^
Mello ~ Em observancia deste meo Dis-
pacho, foi citado o Suplicado Joao Evan.
gelista Pereira para ver justeficar o de
duzdo na petico, e sendo deeois produ-
zidas testemunhas, que forao por mim iB.
quindas, e perguntadas, e eseriptos seos
depoimentos pelo Escrirao que este subs-
creveo fora ludo authoado, e sellados os
autos me forao concluzos, e nelles proferi
a mmha Sentenca do theor seguinte -.
Julgo por Sentenca a justificaco ponhao-
se os Editaes da Lei, e informe oEserU
vao sobre a idoneidade da Justificante pa-
ra Curadora. Recife 16 de Agosto da
1830 ~ Antonio Joaqun de Mello. M
Em virtude da qual Sentenca se passou o
prezente, por elle mando, e ordeno, que
pessoa alguma contrete, compre, venda,
e nem faca transaccao alguma de qualquer
atureza que seja, com Joao Evangelista
rereira, e nem mesmo o demande, a pt-
nadenulidade, edesejulgar de nenhum
effeito. E para que chage a noticia de
todos mandei pasmar o prezente por mm
assignado, Reciffe 17 de Agosto de 1830.
- Francisco Joaquim Pereira deCarvai
Iho a fez escrever.
jintonw Joaquim de Mello.
cisco, Hospital doParizo ~efne-
xas Quartes Cabuga e Laran-
geira.
A mesma rogativa se faz aos Snrs.
Subscriptores do Diario dessas mesares
ras, que na5 tiverem recebdo alguma
olha asta semana.
Correio.
PEla Administracau do Correio dast
Cidade se faz Publico que parte des-
te porto para o de Macaio, Bahia, e Rio
de Janeiro, no dia 1. o de Setembro o
Paquete Nacional Imperial Pedro, quera
nelle quzer carregar ou hir de passagem
dimane a Administraba, e na vespora
atne as 9 horas da noite se recebem cartas
e passada que seja esta hora se proceder
a fexar a mala.

AV1ZO.
_^S Snrs. Subscriptores do Popular
moradores as ras abaixo declaradas te
uhaS a bondade de mandar levar os seus
nomes e moradas especificadas a Tipogra.
fia deste Diario, declarando os nmeros
que Ibes faltarem dos ja publicados, para
poder** indemnzalos, e fazerse a des*
trihuieao perleramente. As mas de que
se trata sao as doRangel Penha Lh
vra ment Direita Aguas verdes__
S. Pedro Fogo, e suas anexas, as trez
do Rozano Queimado Collegio
Crespo Cruzes Cadeia S, Fram
GAvizos Particulares.
Eorge Gibson, Corrector Infflez
compra, e vende, moeda de ouro e
prata, e diseonta bilhetes d' Alfandega, e
Letras de boas firmas, na casa de Cambio
ra da Cadeia do Recife N. 11.
Quem percizar defaum moco para
caxeiro de alguma casa Ingleza, ou de
prenca de algodao, e mesmo para escre-
ver em alguma casa particular, dirija-se a
Boa Vista na ra do Aragao, D. .
No dia 15 de Setembro do corren te
anno, na casa da viuva de Camino Ra-
poso & Companhia, na ra do CoUe
pela administrado da mesma, se hade'
vender em leilao a quem mais der, a Su-
maca a Antonio Ligeiro, metadedeou-
trafcumaca denominada Espirito Santo
huma porcao de enxadas, taxas de ferro*
algumas pipas de agoa ardente, e taobem!
huma porcao de estopa da trra ; quem
em ditos artigos quiser lancar compareca
no referido da em dito lugar.
Compra-se.
Huma preta, para fora da trra, que
aiba engomar, cozer, e bordar
quem a tiver anuncie por este Diario a
sua morada, ou dirija-se a Ioja de fazen
das na ra do Colegio deJoze Baptista
Ribciro de Farias. *
Vende-se.
BIxas eflectivamente, de muto boa
quahdade chegadas nal ultimas em*
barcacoes do Porto, e Lisboa, a p.eco de
80 res a 320 cada huma, e em poredet


*~ -m vtn(U rahello fm caituftdo e*n miro, 1 .toalha do
^dTf/S^ffSWSS SCoUnov.. lae branca, I M.
p.i.nde de 4 wUy da ra o v% Francez com caixa dprata; roupa de
N. 22, le J .aquim F re* de Alineu a P ra cez k ^^^
L,pe., na equina .,ue volta para o Forte J*^^* ^J 1 veat.do de
do Matto. m Dare8 ue meias de seda, i
Huma canoa con, hom n;e,o ann g^Jl^ ^ ^ ^
deservico, que earrega 2^0 t.j de al r.comeada-se a qualquer
venara groSa: n. ra da Sunzalla velha *j" JJJ d notica desle
N' ifu-na negra moca, bonita ig. ^^g>&'Z
N,V ,47, I. o andar. ** recompenso.
Carnizas de linho, mea* fina, e um
refe de sargento ; na Pracinha do Livra-
ment N. 21.
Pntaca nova, prximamente cega-
da ; na ra da Cruz N. 56.

H
Escravos Futido.
SIma5, naca da Costa, idade de 20 a
22 annos, estatura ordinaria, perna
na, levou vestido calca e carniza azul es-
curo riscado de branco, e auzentou se a
J8 do corrente, os apprehendedores le-
TTm tio2Tonto a Cid** vero a ra Nova, na loja de Gadaul, que
^ffiaTt^r^I^ Jp*W recompensados do seo uaba.
Arrenda-se.
plantacao de capim, e outras plantas, e
rnuito boro cercado para vacas de le le ;
quero o pertender dirjase aroesiaCi<
dade, uos Quatro Cantos, sobrado D, I.

Noticias Martimas.
Entradas.
Furtou-se.
Bernardo Vieira de M lio Barros
;,K,V.Sr J^de. Jame, Bar, ^^Jg+Z
.aaduras 1 retrato de podras brancas genero* do pa**, a Matneua e IWMav -
1 t*7 de rozet s de gri JU 1 dito de Entrn par, o MW?E5
pedrea brancas, 1 alfinete de peito de pe. Isabel, Coro, o Capitao da Fragata Joz*
dras ditas, 4 varas de cordao de ouro, l Joaqun llapozo.
par de brincos de pedias brancas com cir-
i
cnlo de ouro, 1 par de botoens cortados
de ouro, 1 volta de continhas de ouro com
coraes, 4 selutarics de dedos com pedras,
1 dito de orelhas, 1 alfinete de peito de
ouro, 1 par de fivellas de ouro de molla
de sapatos, 1 par de adragonas de prata,
1 florete de cabo de mar fin e bainha dou-
rada, com huma fita amarella e ganxo de
prata, 4 facas e 5 garios de cabo de mar-
tiro, 1 cazaca nova de pao azul da moda
com botoens amarelloi, 2 calcas de brim
trancado, 1 purc,ao decoletes de dentro
de varias cores, 1 par de meias de seda,
1 cordao de barretina novo de retros, 1
Sabidas.
IJTa (Vito. Goianna; Canoa Coa-
ceScaS d Pilar, M. llanoel Falca5, e
quip. 8, carga differentes gneros.
ltio Grande do Sul, com escala por Ma
lanbao, eCabo Verde; S. Imperatnz do
Brazil, M. Ignacio Joze Barradas, equi-
pagem II, carga assuear, e agurdenle,
assageiro* para Maranhao Sebastiao Ma-
chado de Aguiar, e 4 fmulos, Manee.
Ferreira de Araujo, 1 preto Antonio re-
mettido por seu Snr. Manoel Ignacio de
Oliveira, Joao Pinto Vianna, Pedro de
1 cordao de Darreuna novo e rctru, ^ "- "- Wraa
pluma verde de barritina, 1 rede pintada Alcntara, e Joa6francisco i^rrao.
com dois punhos de tipoia, 1 espellio Sahio para acabar de carregar o 15. Wt
grande de caua, 3 varas de tranceln de Espirito Santo.
-i
.ii--' ------- --------------
Pernambuco na TypooraJU do BiarU.


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EK4MSMF8Q_A12UZT INGEST_TIME 2013-03-25T15:24:20Z PACKAGE AA00011611_01008
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES