Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:00933


This item is only available as the following downloads:


Full Text
N. 500.
Amo de 1SSX
B"
DIARIO DE PERNAMBUCO.
,*& -f-.*taa..
Quinta. Feira 14 de Otubro. S. Callista P. ilf.
Preamar as 2 hora e 6 mmutos da manha.
AS. M. L; eC.
No Da 12 de Outubro i>e 1830.
Por hum Estudanfe do Curso Jurdico de
Olinda Pernambucano Serinhaense.
los ** Snrs. Presidente e Venadores da
Cmara Municipal da Villa do Pao do
Albo.
A
E
SONETO.
,Roa erabora padres a Antiguidade
; Nos marmores nos c?.oa tobranceiros
Aos Aioxandrr fortes, r guf.-rreiro*,
Ou aos Titos res da Umamdada,
A o oosso Augusto Croe da L* berdade
Em firn es Peitos Poyos BraziIeiro9,
Va; Trono hazeando lizongeiros,
Li.e oerccerjs do unnime vontade
Dest'arte maUqueem mar mores nevados
se perpetua o Natalicio Augusto
DoEroc que esmaltad ureos predicados.

J mais un Poro proce !eo tn. justo
Sao ecui unos co' um Scetro celebrados
Que vale mais, que o maisduravel Busto.
(Recitado no Teatro)*
...
Vista do Offico de Vs. Ss. de 13 do
me* prximo lindo, em que expoem o
embaraco, que encontrn o Fiscal da C-
mara em executar as Posturas, que me re-
metterao por copia, por se oppr a huma
dellas o Administrador do contracto das
carnes verdes: tenho a significar-lhes,
que, nao sendo o dito Administrador pre-
judicado em seu Patrimonio, nem a Faw
zrnda Publica em seos Direitos, poden
Vs- Ss. mandar executar ss Posturas, que
intendeiem, que sao conformes a como.
didade, e saude Publica, regulando-se,
pelo que toca ao objecto em questao, pelo
que nispoem o pargrafo 9. do Artigo
66 da Lei do I. de Outubro de 1823.
Dos Guarde a Vs. Ss, Palacio do Gover-
no de Pernambuco 1. de Outubro de
1830 m Joaqnim Joze Pinheiro de Vas.
concellos i-h Snrs. Prezidente, e Variado-
res da Cmara Municipal da Villa do Pao
do Albo.

F
.

ARTIGOS de OFFICIO. <
\M reapotta ao Oficio de Vs. Ss., da-
tado de 17 de Setembro ultimo ; cumpre-
me dizer-lhes, que, Determinando o De-
creto de 25 deNovembro do anno paa*
do, stja izemptodo Servico Miliciano um
Fiscal em cada Freguezia, nao pode go-
zar d'essa izempca o Alteres Joze Coe
lho de Mello, Fiscal do Districto da Ca-
pella Curada de N. S. da Gloria. Dtos
Guarde a Vs. Ss. Palacio do Governo de
Pernambuco o 1. de Outubro de 1850
*~t Joaquini Joze Pinheiro de Vasconce
O prsente a este Governo o Officio
de Vs. Ss. de 13 do mez prximo passadtt
em que reprezentn, que, na ignorancia
de ser da attribuicao da Cmara, que po-
em o Prezidente na Assemblea Parochial
das Eleicesdar Titulo, posse, e juramen-
to aos Juizes de Paz elleitos na Parochia,
que llie pertence, embora as suas Capellas
Filiae* pertenca a outra Villa, deraS Ve.
Ss. Titulo, posse, e juramento aos Juizes
de Paz das Capellas Curadas desse Ter-
mo, Filiars da Matriz de S. Louienco
da Mata, cujo Prezidente na Assemblea
Parochial fi posto pela Cmara Munici-
pal de )linda, a cujo Termo pertence di-
ta Matriz; a o que tenho de significar-
te


l\
(3*23)
~ i o,ro nnmear os Th?zonreiroi do Sello,
Ihea, que prece.me, obrara r^rnlarrnen. {^^"^ na5 charem me.
te ; porque eu in.endo, que a C.;r.a J^'* ^ Lei, que Une .erv.
cujoDealrictopertenceaCapell.Curada, fonje*^S cum|)re.me diaer Ihee,
he a competente, para dar pnsse .jora, de eg. e 'h, da competec
meuloaosJunesdePaa, nao obstante a que essaJ ri; e 0uvidor d a Co-
Parochia pertencer ao Destncto de oulra dos June OkU Su^riutoiM,ente9 de to.
Cmara. Dos Guarde Xa. A-J-ft Meases Dreitos, eos respndela por
ciodoGoverno de Pernambuco 1. de dos mu^ Goardea Vs.
Outubru de 1830 -Joaqun, Jujejft. ^f^TuGoverno de Pernambuco
uheiro de Vasconcelloe- San._-Pre*i. ..Palacio t.o Jo-
dente, e Venadores da Cmara Mun.c VnSo vnoell ~ V Pre.
pal da Villa do Pao do Alho. "Bte. Variadon. da Cmara Mun.ci.
Re.pondw.do a, Oficio de Va. S. pal da Villa do r^odoAlho^
em que pedem eselarecimentos sobre quem ------ W *r
Reciita.
B^T 9 ArPr,an' ^c^deTve^
*?ia do Saldoque fico, ex.a. ^X n,ea 'de
* Thezoure.ru Geral para TAVn*t ........ 2:287*020
rr."::~fr: uw .4* -^ 7X,
Dito dito dem dto para pa- luua............... ^_________
^M^"*" 300*000 Sa.doe*Uteuna7deOutbro__U88B
Rs.l^J R,_4^I058ia
Trem Militar 7 de Outubro de 1830.
Jalo Refrfcn Miranda J55 Ncpvmoceno Pea Mfodon^
' Almojarife. ____ *.crivao.
Continuaga da Lta do Corren, 805 Joaqun f;'"^^
791 Joaquim Paula Braganca, ** J g
* 0 Viaona
? T ; 10 Teodoro Alves
: : MeZ T Te.xeuaPin.nir.
jL Moura 3," Tl.omaz Luna
y .. Pereira Barra V.e.ra
o Penna 4 1 Zacanae
o Rodrguez Almeida, J a^ Maxado 6 Catbenna
800 ..^ Cruz
i Santanna ;"" .
I Carvalho $ Mar.aJezu.
. Souza Corado S^ Jw5, Aire. Came.ro
J.. Bibeiro. *ft., C"*""11-


B)
B
is
$21 Joao Atoe"Modal
da maldade
sta
I Antonio Reit
3 ** Andrade
r? Anacido Pimental
5 Antonio Almeida
6 " M Climaco
7 Costa
8 f 1 Ferreira
0 * Goncalves Maduro
30 1 Moretn
1 " te
2 r n 1 Marquei 1
3 f Oliveira
4 M Pinheiro.
(Continuar'te-ha.')
EDITAL.
O Doutor Joaquim Airee de Almeida
Frcitat, Ouvidor pela Le detta Comar-
ca e Superintendente da Decima por S.
M. I. e C,, ^mc Deoe Guarde <&c.
JC A 90 saber que no da 15 do corren te
se dar* principio ao lanca ment da Deci*
na dos Ba irru que me competem do 2.
si mestre a este correte anr.o, e no acto
delle pode rao requerer e reclamar, o que
a cada hum convier. E para que chegue
a noticia de todos mandei pasear o prezern
te em que me aesigno. Recite 11 de Ou*
tubro de 1830, e eu Theodoro Machado
Freir Pereira da Silva, Escrivao o es*
crevi.
Jcaqufm Airee de Almeida Freat.
Avizos Particulares.
TEndo anunciado por quatro vezes
Joaquim Florencio da Fon.-eca Sil-
va, que ninguem fizese contrato algum
com a casa de dous sobrados na ra do
Roza rio, em que mora Clara Gomes da
Paixao, cujo aobrinho que com ella mora,
e a respeito de quem o mesmo Fonseca
tem feito ver, quem elle e o seu carc-
ter, que tendo dilapidado todos os bens
desta pobre mulher, que por causa de 91
annos que tem de idade, esta' cega, e de*
mente, em estado mesmo de lesa, que a
ninguem mais conhece, e que mesmo esta
casa esta' litigiosa com o mesmo Fonseca.
Nada oaitado tem ; porque um omem cu*
jo nome por ora se encobre, por nao o
envergonzar, saben do muito bem o esta*
do desta mulher, e que a caza e* igual-
ment litigiosa, e que para raaior cumuU
comprasse agora esta casa
5|>or Escriptura feita peo mesmo Escrivao,
por onde corre o litigio da casa ; pois ev
<5qanto basta para se conhecer a maldade,
"e velhacaria de urna venda feita em nome
de urna mulher, que e* urna defunta com
os olhos abertos ; e como este bom omem
esteja persuadido que anullandose o Pro*
cfesso, por onde esta mulher desde 11 de
Junho de 1828 foi julgada Demente, so*
"mente ; porque ouvc erro de Solemnid*
de de Processo, a Rellacao deixou o Di*
reito salvo ao mesmo Fonseca, do que tao
bem este nao precisa va ; porque em todo
caso elle tem este direito salvo, e por isso
tai ja, eja fazer aparecer esa defunta,
que vive em um total desacord, para se
fircceder um Exame, pelo qual se conlie*
cera', como se fez, e se tem feito negocio
com urna tal mulher : o mesmo Fonseca
declara outro sim, que elle por si, e como
tutor dos OrfaSs consenhores da caza con*
tinua a fazer urna guerra viva, e ao Sor.
comprador I he lembra a Ord. do L. 4. d
tit. 10, pela qual nao ade so' perder o que
der pela casa ; mas sim a cu 11 dem na cao,
que a mesma Lei impoem, a quem sabe
do litigio, e com tudo compra ; pois que
alem de-te Snr. saber bem, e que pois de*
via contratar com a mulher, o Sur. Es*
crivao, que fez a Escriptura conhece a
bem, que ate' se fez agente opozitor de
outra demencia, que o Pai do bom Arito*
nio Francisco da Silva tem intentado, pa-
ra prova, de quem este menino taobem,
que o Pai matidou do Rio Grande do or*
te proceder contra elle por urna Procura*
gao bastante.
Da-se 300$ rs. em prata a quem
descobrir onde esta* ccculto o indigno qu
insultou atraieoadamente no pateo de S.
Pedro ao Padre Manoel Moreira da Cos-
ta : na Tipografa deste Diario se dir'
quem os tem em deposito, urna vez que
seja certa a denuncia.
O anunciante que sabe Francez.
Inglez, e Portuguez, guardar livros, fa-
zer contas, e tem muito boa letra, dezeja
ter algiima occupagao desde 5 at 8 ou 9
horas da tarde ; taobem pode trac luz ir, e
escrever as lingoas cima especificadas :
quem percizar dosservicos delle, anuncie
por este Diario. 4r
A pessoa que percizar de huina#ma
para caza, que sabe lavar engomar, e
cosinhar ; dirija-se a ra do Rozario D.
19.
*.


w
(S19>
Candida Mara da Conceicao, roo*
radora nesta Praca, na travessa da Igreja
de S. Pedro, que vai para a ra DreiU,
faz cente a o respeitave l Publico, que
tendo-llie desaparecido, hum escravo no
da 2 de Setembro deste prezente anuo de
1830, tem por noticia que o dito Etcravo
fjra ratado por hum sngeto que ten por
contorne assim o fazer po9 nao he esta a
primeira vez que o tem feit, e lie mora-
dor nesla Prassa, cujo oome nao se ign \+
ra porem nao conveui por ora declarar se,
oqtial esta* fe.tori/ando hum Engenta)
bem perto desta Praca, e emir pela in-
formaces que tem desconta que o dito
sugeito o ten ha vendido cu aiuda talves
em seu puder no mesa*o Engenlu para o
nemo lin, por isso roga as pessoas a
quem for o Acrecido por yenda o nao com
prem sem primeiro se entenderem com a
anunciante, e sendo que alguem o tetilla
ja comprado declara que he furtado e de*
ve logo restituilo no termo de qu; trodias
i data oeste, sendo na praca, e f.ra tleU
la oito das, tanto o Comprador, como o
vendedor, e nao o fazendo, a anunciante
protesta uzar com ledo o rigor da Le
contra quem o tiver em seu puder,' cujo
regroja fui declarado no Uiaii do mez
pausado, o qual se chama Antonio, n cao
Qnicama', olhos grandes, bastantes mar**
cas de bexigas pelo rosto, e corpo, potica
tmrua com huma perna mais grossa do
e;ue outra, carniza de estopa, e calsao da
lucerna, e nao levou chapeo,

Corapra-se.
Quartaos bous para carga ; quena
os tiver dirjanse a ra dasCruzes
% o 7, I, 3 andar,
Vende-se.
PAra f< ra da trra urna escrava nacao
Camundongo, idade 15 anuos, sabe
ensaboar, engomar, fazer renda, e cozi.
r,liar, bem parecida, e sem deleito algum;
defronte da Cadeia D. 6.
Tinta verde, branca, preta, azul,
encarnada una em barris, assim como
oleo e secante, tudo por preco cmodo;
o armazem de Maduro Fouseca e Silva,
no largo do Corpo Santo*
- Huma duzia de cadeiras finas com
asaeuto declina, huma cama, duas me-
za*, e outros movis todos em bom uso, e
por pr*co cmodo, por o dono se retirar
desta Provincia ; na ra da Sanzalla No-
va 1. andar sobrado N. 15
Viagens.
PAra o As*i', em 20 do corrente, o
Brigue Feliz Destino, bem constru*
do, forrado de cobre, quem nelle quizer
carregar ou liir de passagem, dirija-se a-
bordo do mes-no defronte do Forte do Ma-
to, ou a Joae Luis Paredes, na ra do
Coidunis N, UL
A Ilug-a-se.
2 Nebros bons padeiros de enfornar,
e d i! ventea para todo o servico de hu-
ma padaria ; no principio do aterro da
Boa Vista D. 73, andar.
Arrenda-se.
HUm Filio no (gardas Barreiras, jun*
t> ao rio Capibaribe, com boa caza
de vi venda, e arvores de fruto ; no ater-
ro da Boa Vista, casa do aferidor,
Furtou-se.
OU leva rao por engao, do lugar do
Trapiche d'Alfandega Nova, 4ta
*aa de ferro com aborda da boca hum
punco virada, marca M de tinta branca,
e sao bem conhecidas por hum letreiro
que tem gravado, no ferro LOW MGOH
& COM*., por isso, seu dono morador
na praca do Corpo Santo N. 5, roga a
qualquer pesna, ,que por encano as teuha
embarcado, o queira declarar, assim co-
mo gratificara* com generozidade a quem
ouber quem as furtou.
AmasdeLete.
PEncizA'se de huma, forn, ou cati-
va ; quem estiver nestas circunstan
cas dirija-se ao Afogado, pateo de N. S.
da Paz, D. 7.

Eseravos Futidos.
CAetano, naca cengo, baixo, cheio
do corpo, bem preto, picado de b-
xigas cem huma queiu.adura de fogo em
cima do peito eaquerdo, e hum <'ente fal-
to na frente da boca ; os aprehendedores
levem na ra L)i resta D, 39, que serao
bem recom ei isa dos.
.-..
Pernambuco na Typoqrafia do Diario.
^ "*

a
V


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EB9SWXUXJ_K3E5OB INGEST_TIME 2013-03-25T16:30:09Z PACKAGE AA00011611_00933
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES