Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:00695


This item is only available as the following downloads:


Full Text
1 I
I

I
. 998.

.

- : -"-'-:.i'.....-mi -


Atino de 1880.

DIARIO DE PERNAMBUCO.
Suhgcreve-ao na Tlposrafia do molino Diarlo ra Dlrelta N. 267 !. andar em mezes por 640 res huma folba
que lahirfc todos o dial uteis.
Segunda Feira 25 de Janeiro. Conversad de S. Paulo Ap.
Prtamar as. 6 horas e 18 minutos da manhaa.
CORRESPONDENCIAS.
.



dizer, que S. Ex. o Snr. Thomaz Xa*
vier eicreve com torca para os taes Pero-
rue
res
.jargadore? da nossa Re- Fua e Beltrao: he ludo mentira: assim
lacaS escre\iao paru o Cruzeiro e Amigo o hade dizer o Cruzeiro, e eu ja o creio
do Povo ; baviau dados para isto serjul- por pie vneto. Diz-se, queS. Ex. ha-
gado verdudeiro ; mas o uuo ? O Ami- via affinuado, com o gosto de ser Capitao
g( do Povo que na5 mente nem zomban. General desta Provincia, que <> Excellen*
dOf iyo awevtr o contrario, e en la u, tisimo Snr. Governadur das Armas tnla
quera sao os famigertlol escriptores 1 Ca naoueila orden, do da ? o seu eorpo-de
au e*ta' o Brrelo; sea' o Escrivau deheto, que logo que ella chegassao
Campos prmeiro Redactor daqueMes Pe- Rio elle era mudado, prezo dinuttido, de*
riodicos r Sena talentos la1 deixao lugar gradado, e naosei que mais ; isto pretn
de sijepeila ; mas elle, que taouem nao taobem he mentira ; porque tanto nao he
mente, nssevera, quenada tem nesne*Pe- assim, queS. Ex. Presidencial he muto
riodicos, e eu n creio. Sera* Joze Ber- amanto da Constituido, e de todos os
nardino? 0\ iaso he rapaz que alen Coustitucionaes: e d'essas causas ruina
de genioso, ten huma tal ap'plieac.ao que algumas vezes (pouquinhas! ) te
tudiotn que merece ja hoje hum dislincto aparecido nos taes peridicos nem elle faz
lugar na Repblica Litteraria. ui caso. He verdade que dizem por ahi,
nao senhor, meu caro Ediclor ; risquera que elle tinha suas correspondencias se*
essa palavra : na Monarchia Luterana, cretas com o Ex-Minist rodo Imperio, que
he o que eu quera dizer, e Monarchia logo que aqu chegou fez-se chefe dos ab*
absoluta. Vamos ao fio da historia : sin, solutistas da nossa trra, que mandn por
tendo elle esse tao dislincto n erecimento, certo Orticial, que he a mesma honra em
jase dcixa ver que nao gastara' o seu casca e caroco, agarrar ou dar cabo do
tempo nesgas ninharias, que elevadas a Redactor da Abelha, logo que este lhe
huma superior potencia, nao podem ain- tocou na roupa ; que hia algumas vezes
da assim produzir 14;000# rs. Quem he em pessoa procurar o Campos, quando
Sois? he o Padre Marinho, o doutor esteestava encarregado da Tipografa d'
toptistn, o Azevedo, o Correia de Brito, ao pe* da eadeia ; que os seus trabalhos
o EscrivaD Posthumo, o iutra, o Padre na5 sao dos mais decentes, que tem apa*
Joao Das, o .loao Diabo, o doutor Ca- recido ; que S. Ex. a pezar da sua in-
etano, ou o irmao do Campos ? Dizem comparavel enfatuacao de grandeza, que
todos que nao, porque essa gente todos nao se abala a vizitar a qualquer era ta5
nos con hacemos, e materia de Peridicos, amigo do Joze Mara do 5. que ate no
mxime polmicas, e cousas semelhantes baile publico de Outubro passado fo elle
nao se achao en? peculios, nem seapren- a pessoa com quera S. Ex. mais con ver*
dem com copos de cachaca somente. son. falln ao ouvido, rio, apertou a
Quem he entao ? Sera' o diabo ?.... He mao, abracou ; dis-se em fim que S. Ex.
o diabo, Snr. Edictor, ou a mai do da- desesperado de gorar o plano do A bsol li-
bo, que tudo he o meqmo. Ancla ahi a tismo, vendo baldados seu* trabalhos fe-
1,1 wpi1* i
M
**


0198)
rulo seu amor proprio, tao vasto, como O
he pequea a Ciclado do Natal, seropre K3Nr. Edktor. ^ Queira fazer publico
pronto asemear a szana entre os seus o seguinte, para que outros se utilizem,
Conctdadas, intrpido em attentar con* como minha filha, dos conhecimentos p-
ira a sua Patria, impvido em ver correr ticos do Sr. cirurgiao Italiano, ora resi-
osangue dos seus compatriotas lancou a dente n esta Provincia. Essa minha h-
n-wio da peona conumclamente cora o se- toa ( que tem presentemente 18 anuos de
rtdo campeao da maroteira e tem feito idade ) desde a idade de hum anno cegou,
.a* obra* primas, que o Cruzeiro publi- por velides, que Ihe cubnrao os olhos em
cou osla semana, e que continuara' segn- consequencia de bexigas. Com esta mfir-
do a sua promessa, que nunca falha quan- midade tem trabalhado diversos Professo-
clo lie para cousas mas : dizem couzas res, tendo sido o mais assiduo meu cunna-
peiores ainda, as quae* talvez anda Ihe do o falecido Doutor Joao Lopes, e nem
communique, Snr. Edictor, ainda que hum conseguuji fim, que ^.P^P,08;
pens ser tudo mentira e inveja desses ms
li?u*oas ; por quanto pode S. E. vanglo-
iiar-se de ler feto hum governo, que pa-
ra ser o non plus ultra dos governos de
gertte decazaca, s faltou>lbe pegar-se
er armas, e derramar-se sangue Brazi-
liro. M he verdade Dos lh* o pa-
gue. Dizem por afti que se vencer o se poder ao menos governar.
prazo das rendas do dote; nao sei se ta5- Eis Sr. Edictur, o que por gratida
bem he mentira. Adeos, Snr. Edictor, minha ihe rogo publique,
ate logo. Sou Sr. Edictor.
Sen venerador. Seu atiento Venerador.
O Espadadaco. Jos Fernandes Gama.
---------.e------m ---------*---------
j>NR. Edictor. Nao posso deixar OiVa. Edictor. Como nao esteja
de executar o meu prometimenlo exarado bem ao facto do frutado de Comercio en-
na minha ultima carta : certo Juiz e tre o Brasil, e a Inglaterra, por isso ihe
Paz desta Cidade de Olinda sahindo a rogo o obzequio dediser-me se existe em
correicaS dos porcos, leve a leinbranca tal tratado alien artigo que faculte aos
de mandar avizar a seus amigos que re- negociantes Inglezes abrirem casas de
Coihessem os seus, o que com effeito a- cambio, como ha' huma nesta Praca a
conteceo vjndo a serem mortos, os dos ponto que tem levado a moeda de prata
que nao gozavao da estima de S. S., e de 10 a 24 por cento, e com a sua reposta,
athe cnndemnou aos que os tinhao nos muito obligara'ao seu assiguante.
Igual sorte nao tem tido o Sr. Cirurgiao
Italianno, que ja' tem conseguido nao so
ella destinguir com alguma appticacao
os objectos, como differenear entre as di-
versas cores de huma chita-, qual h a pal
ma encarnada, preta, o branca, dando
por isso esperanzas de ter.a felicidad de
quintaes, os quaes sendo chamados, pe-
ranteelle, para satisfazer, fbraG absolfi-
dos da Condemnacao, porem nao das cus-
tas, e que cusas Ate logo, Snr. Edic-
tor, aou "V
Seu velho assignanje.
O Ignorante.
P. S. Agora acabo de ser informado,
O Ignorante.
A
Correio.
,CHA5-se na Adminittracao do Cor-
reio as cartas segura* ahaixo declaradas
Do Para.
que o mesmoJuiz de Paz remetendoao Ao P. M. Manoel Ignacio Camino.
\Juiz Ordinario hum ladrad de fama de- De Portugal.
nominado Pttta o qual Ihe foi enviado pe- A Manoel Joze da Silva
lo Comandante do Batalha daquella Ci- Do Rio de Janeiro.
dade com huma boa faca com que foi a- Ao Conego Antonio Cunha Mello e Cas*
pan hado, nao remetteo aquella faca, e tro
sim nutra de punta redonda; se lie verda- A Joaquina Bernarda Conceicao
de, Snr. Edictor, que tal o sugeitinho. A Joaquim Joze Fernandes de Souza
A Joze Ignacio Borges
A Joze Joaquim de Sequeira
-*.


.

t
A Manoel Carlos da Silva
A Manoel Joze Lopes Dias.
Aefiao-se igualmente na niesma Ad-
ministraba os Officios seguintes de inte-
resses particulares, sujos (Tonos devem ali
bir pagar o respectivo porte, para segu-
rem seus destinos.
Do Excel lentsimo Presidente ao Minis-
tro da Guerra, interesse de Dionisio de
Souza Magalhaes
Do dito ao Concilio Supremo Militar,
interesse de Joao de Almeida
Da Junta da Fazenda a S. M. I. pelo
Tezonro Publico, interesse de Antonio
de Pena e Silva.

Avizos Particulares.
Pessoa que estiver as circunstanci-
_as de ser feitor de hum sitio ; diri-
ja-se a ra doTrapixed' Alfandega velha
N. c 4.
Ach,a-se no Engenho Utinga de cima,
em casa de-Franciseo Ignacio da Trinda-
de hum negro de nacao Congo, ja' meio
ladino, com huma pequea taita em huma
o elha, quem for seo dono o pode mandar
procurar ; fgido a quatro meses segundo
Ventle-se.
Uma preta meia ladina, de nacao
^Rebollo, idade 28 a 30 annos, com
principio de cozvnheira, e quitandeira ;
n Fora de Portas N. 31.
" Huma venda com poneos fundos,
bonita armacao, e sita na ra do Rangel
as casas do Ninxo, com bastante como*
do para huma grande familia, com sabi-
da para a ra da Praia, quintal ladrilha-
do e caberlo de telha ; na mesma D. 17.
Hum cavallo lasao passeiro, e bom
esquipador; quem o pertender anuncie
por este Diario.
Hum escravo pardo bem claro e
muito boa figura para paje com idade de
23 annos ; na ra do Queimado N* 77,
o que tem afrente amarella.
Carne seca, saa, e por cmodo pre-
^o ; abordo da Sumaca1 S. Antonio Ven-
cedor, surta na praia do Collegio, ou em
caza de Bento Joze Alves, ra da Cadeia
N. 17, Adeverte-se, que a dita carne
be a mais conviniente para o sustento das
fabricas dos Engenhos, ou para embar*
ques, por ser capaz de durar annos, sera
corrucao.
Arrematares.

POr o Juizo do Dezembargador
Thomas Antonio Maciel Monteiro
como Privativo para as execucoes da li-
quidacao dos Fundos da extincta com-
panhia se bao de arrematar por as 9 oras
da mauh do dia/28 do corrente varios es-
cravos que se chao no Deposito geral
desta Cidade penhorados por os Admi-
nistradores da mesma liquidacao ao Re-
verendo Prior do Convento do Carmo de
Goiana : os respectivas valores se achao
no escripto que existe em mao do Portei-
ro; quem nelles quiser tancar, dever.'
comparecer no aterro da Boa Vista a por*
ta do mesmo Desembargador no dia e
oras supra.
Alluga-se.

HUma caza terria no bairro de Santo
Antonio, exceto para a parte do
Mundo Novo, e algum beco esquesito, e
que nao exceda o seo aluguel mensal de
7#C00 res ; anuncie por este Diario, ou
dirija-se a mesma Typografia.
Duas negras, que nao sejao fujonas,
siguras, que im5 bebao, por tempo de
dois meses, a pessoa que ti ver e quizer
alugar, anuncie por este Diario.
Perdeu-se. \)
NO da 22 do corrente hum anel, de
ouro bom com 2 oitavas menos 6
graos com huns diamantes no meio, em-
brulhado em huma folha de papel a I maso
toda inteira e limpa a pessoa que oachou,
e quizer entregar a seo dono tera do
achado 4 mi! reis, em prata e darse-a hum
anel irmao para signal serto e ver s igua-
la.
Escravos Fgidos.
MAtheus, nacao Angico, idade 28
30 annos, groco do corpo cara bu*
chexuda, levou calsa de brim uzada, ca-
rniza de bertanha taobem uzada, chapeo
de palha, e auzentou-se no dia. 14 do cor-
rente ; os apprehendedores levem na bo
tica de Manoel OaetanO Fernandes, no
principio da ra Dreita I). 21.
Joze, com os signat^seguintes, ida-
de 18 a 80 annos, boa estatura, faado
do corpo, pernas finas, pesa pal helados,
alguma cousa faicolla, toca gaita, o dedo
T?*r
) .). '-fl




(1200)
mnimo da mao esquerda nao feixa, tem a Cora; John Hiil, passageiros Joao Telles
cara xata, e as macans altas; auzentou* de Menezes, e Joze Pinto de Almeida.
se no dia 4 de Outubro de 1829; os ap- "~ Unna; 24 horas, Pat. Liao, M. An-
prehendedores levem a ra do Livramen- tonio Gomes de Paiva, equip. 13, carga
to loja de Ferrage D. 3, que serao bem caixas, a Viuva de Carvaho Rapozo.
recompensados. Rio de Janeiro; 30 das, Transporte N.
Huma negra nova com os signaes I. 30 de Agosto, Com. o 1. Tenent
seguinte*, baixa e seca, bem preta, olhos Joze Edwardo Wandenkoik, traz o res-
grandes e afumacados, rosto pequeo, ca- todo Batalhao 19, e alguns Officiaes da
nellas finas, idade de 5 a 16 anuos, tem segunda linha constando em N- de 147
huma marca nos peitos de hum R, de na* pracas, passageiros o Capitao do I. Ba-
linho azul, sem carniza nem baeta, tem 1 criado, o Commandante do Batalhao de
alguns denles podres, e auzentou*se no Cassadores N. 21, de primeira linha,
dia 20 do correte ; os apprehendedores Joze Martiniano da Costa, Soldado do
levem ao escrivao do Juizo de Paz da Boa Batalhao de Artilharia da Marinli, Fran-
Vista na ra Velha, que serao recmpen- cisco Joze Escudo com licenca.
sados. Dia 21. Porto de Galinlias; 12
Em Dezembro de 1825, fugio da horas, S. Rainha dos Anjos, M. Manoel
Cidade da Parahiba do Norte, ao Coro- Domingos Gomes, equip. 9, caracal-
nel Francisco Ignacio do Vaille, um es- xas, ao mestre. Rio de Jmiro, e
cravo de neme Joaquim, que tem os sig- Bahia ; 68 dias, trazendo do ultimo porto
raes seguinles, estatura ordinaria, pouca 15, B. Constancia, M. Joze Tilomas
"barba, falla atrapalhada, tem huma sica- Coeiho, carga carne, toucinho, e fumo,
ti iz em urna face, quando anda t zambro ao mestre, passageiros da BmIii Francia
das peinas, c tem um deffeito sensivel em co Manoel Carnero, e JozeClaulh Go
a mina do dedo polegar do pe' direito : a mes, ditos do Rio de Janeiro Franei-co
toda a pessoa que o apanhar lhe serao en- Xavier da Fonseca, e Urhino Elidi da
treges trinta mil res, sendo na Provin- Silva Costa. Porto ; 34 dias, G.' Prt,
cia da Babia pode ser entregue ao Illus- Feliz Ventura, M. Joa&deSouzu Cinie,
trissimo Snr. Francisco de Souza Paraizo equip. 30, carga gneros do paic, ao
C on asua ordem ) corregedorda Comar- mestre, passageiros D. Francisca Fiihh-
ca dos Mieos ; as Provincias de Sergipe tina da Conceicao, solteira, e Mara Jom
e Alagoas, sera' entregue ao Illustrissimo zeda Silva. S. Catharina ; 21 din*,
Snr. Manoel Lobo re Miranda Henri- Pat. 3 de Maio, M. Joao de Souza Ri.
ques morador na Villa de Masseit; na beiro, equip. 16, carga farinha, e carne,
de Pernmbuco ao Illustrissimo Snr. Jo- ao mestre.
ze Lopes iV Albuquerque ; e finalmente
as Provincias da Parahiba ou Rio Gran-
de do Norte sera' entregue a seu proprio
dono.

Saludas.
.

i
Dj
Noticias Martimas.
Entradas.


Ia 20 dito. Sernhem ; S. Feli-
cidade M. Manoel Pereira, equip. 169
em lastro.
Dia 21. Genova G. Sarda In
diferente, M. Nicolao Dodero, equip.
13, carga assucar e couros. Parahiba;
B. Ing. Me Mac, M. William Spear,
equip, 12, em lastro. Rio Real; L.
' a 20 do corrente. Unna; 24 lio- N. S. da Piedade, M. Francisco Reinos
ras, S. Estrella Matutina, M. Antonio da Silva, equip. 9, em lastro, passagei-
Francisco Nunes, equip. 10, carga ca i- ros Justiniano Gcynes de Vasconcellos
xas, a Antonio Rodrigues Lima. Fal- Barriga, e Joze Maria Silva Flores.
mouth, por Madeira ; 47 dias,. trazendo Unna; S. Chica, M. Isidoro da Silva,
do ultimo porto 27, Paq. Ing. Rinaldo, equip. 12, em lastro.
'
Firnumbuco na Tipografa do Diarw.



Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EBV37V4BM_2QRZI6 INGEST_TIME 2013-03-25T12:20:49Z PACKAGE AA00011611_00695
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES