Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:00603


This item is only available as the following downloads:


Full Text

N. 35.
Anno de 1899.

"/.
DIARIO DE PBRNAMBUCO.
t\
Subscreve-se na Tipografa do msmo Diario ra Direifa'N. M7 1. andar em mezes por 640 res huma folha
ue sahir todos os das otis.
Sexta Pe ka 13 de Fevereiro. S. Gregorio II. P.
Lie Ciloycn genereux, en servant la patrie nepeutavoir
le dessein de se rendre kaissable, ou mcprisable a ses yeux
Mrale Umverselle ^}
Preamar dos 30 minutos da tarde.

N.
ARTIGOS de OFFICIO.
Illustrissimo e Excellentissimo Srir.
A conformidade das ordens de V. E.
em ofKcio de 3 do corren te para fazer mar-
char huma forca capaz de perseguir, e apre-
hender huma quadrilha de malfeitores, que
i seguiao etndiivcao Villa de S. Autao, par-
ticipo a V. E., quehoje as 4 horas da ma-
nila iz marchar ^80 homens de Cavalaria,
<;e Cacadores ao mando do Coronel Francis-
co Jacinto Pereira adun de os perseguir em
quanto tivec.noticia5 marchas toreadas pa-
la* os poder alcau^ar^e* prender. Dos
guarde a V. E. muitos annos. Quartel Ge-
neral no Ilecife 4 de Fevereiro de 1829.
Illustrissimo e Excelleutiss-imo Sr. Thomaz
( Xavier Garca de Almeida, Prezidente des-
ta Provincia. Antero Joze Ferreira de
Brito.
------??------
/ Sendo-me noticiado no dia primeiro do
corrate mez de Fevereiro pelas deis horas
da noite ter sabido desta Povoac,a6 onze
j pessoas armadas para fora desta Povoaca
deixaudo suas cazas compriudo eu com os
f deveres do inen cargo de Juiz de Paz ave-
riguando de varias pessoas, huns responde-
rao que de nada sabiao, e outros que era
certo ter sahido estes homeus porem que
Eara que fim nao sabiao. He o que tenho a
onra de participar a V. E. Dos Guar-
de a V. E. por muitos annos. Povoaca do
A togado 2 de Fevereiro de 1829. Illus-
trissimo e Excellentissimo Sr. Thomaz Xa-
vier Garca de Almeida, Prezidente desta
Provincia. Francisco Nicolao de Pontea,
uiz de Paz da Povoaca do Afogado.
I
Illustrissimo e Excellentissimo Sur.
I
lloutcm dois do torrente pellas 11 horas
para o meio dia, chegou a miuha noticia/
/
CT*i*03
que huma porcao de homens em numero de
30 a 40, todos armados de granadeiras, cla-
\ notes, bacamartes, e espadas, vinhao por
traveseas a ganhar a estrada real que vai pa-
ra a Villa de S. Autao", como de tacto sahi-
rao neste Eugenho Caten de, quaze todos
montados a cavallo, com cangalha, outros
em osso, e muitos poucos em selius, e ou-
tros a p, e alguns em carniza e seroula, cu-
jos cavallos vinhao tomando a quem eneon-
travao, e outros apanhavao nos cercados
onde seos dones os tinhao, ludo isto sem que
aprezentassem ordem de Authoridade algu^
ina ; e huma calila de homeus de taes proce-
dimentos fazemse dignos de supor-se seren
malfeitores, por quanto alguns de entre el-
les fora con lite idos, e o publico os ajuiza
por taes sendo hum il'entre elles digo dos
ditos conhecidos o Preto Luiz de Barros,
morador em A togados; outro sim hum ho-
mem a quem a dita tropa tomou hum Caval-
lo, e este segua o seo Cavallo ptrguntou a
hum dos da tropa para onde dirigia-se aquel-
la gente, respondeo lhe este, que nao sabi
s sim que hiao a Villa de Santo Autao onde
supunha ouvesse naquella Villa grande ino*
tim.
E sendo eu informado de tudo isto,
mandei avizar alguns Soldados das Orde-
nanzas da Companhia do meo Commando,
e fiz destacar hum pequeo prezidio ao a-
nauhecer de hoje, na estrada real, apezar
de nao ter armamento nem monic5es, e ncm
ta pouco gente suficiente que podesse re-
pelir qualquer ataque ; mandando hum es-
pa atraz daquella suspeitoza tropa, este os
seguio por noticias at o Eugenho Tapera,
onde foi enformado terem aquelles bauidos
homens all passado com maior numero de
gente dos que levavao pois diz ja hirern ao
p de 80 homens, os quaes hiao reuniudo
dos passageiros que eucentravno, at j
conduzao algumas cargas de familia que
tomara6 aos pobres almocreves.
Neitc cazo aisentei ser do meo dever
b
b*
H&


.- .


.

(138)
\participar a V. E. a fim de que com tempo
V. ET. d a abias, e prudentes ordens a
este respeito a fim de promover-se o sucego
publico que tal asdente veio transtorntfr,
aos mizeros habitantes e uiais pessoas destes
contornos. Dos Guarde a V. E. mu tos
annos: Quartel do Engeuho Catende3de
Fevereiro de 1829. Joze Francisco Pe-
reir d Silva, Capita Comuiandante da
Povoacao de Jaboatao.

v
.
Ulustrissimo e Excellentissimo Snr.
noel Marcos de Albuquerque Mello, pJui*
de Paz desta Freguezia.
Ulustrissimo e Excellentissimo Snr.
Ao amanhecer do dia de boje apareceo
nesta Villa hu'm grupo de homens de todas
as cores armados, em numero de mais de|
cem homens con ideas de convocaren a Caw
rifara para derrubnrem o.Governo de S. Mi
1. para o que elles tem tornado todos os
pontos desta Villa e nao deixasahir pessoa\
alguma para fora, apezar disso entenho\
oficiado aos Capitaes do meo Commaujlo
paa reunirem as suas Companhias, resffc
que V. E. nos preste o soccorro que nos he
inister em semelhante perigo pois at ja*
zerao soltar os prezos que existia8 na Ca-
dea ; assim como estamos sem armamentos
e munido pois ate ja tomarao as armas que
erao dos Milicianos, como melhor expresa-
ra* a V. E. o portador deste. Dcos Guar-
de a V. E. por muitos annos. Villa de San-
to Anta 3 de Fevereiro de 1829. Ulus-
trissimo e Excellentissimo Sur. Thomaz
Xavier Garca de Almeida, Prezidente des-
ta Provincia de Pernambuco. Joao Luiz,
r
\
Participo V. E., que hontem de tar-
e fui informado, de que pela manha tran-
sitara hum troco de gente armada, a' caval-
i, em numero de secenta homens, entre
raucos, pardos, e pretos pelos Engenhos
teuaiabeiras, P090, Catende, Moreno, e
Tapera, ao depois porem segnio pelo estra-
da gera l, que faz caminho para a Villa de
S. Anta: dizem, que nao foru conhecidos
taes homens; por isso que hus hiao com
Uncos atados ao rosto, e outros em traje
desfajado, mas todos apaizana : naofaziao
hostilidades por onde qur quepassuva, a-
penas levra comsigo alguns cavados deste,
ou daquelie Engenho, e obrigara a voltr da Rocha, Capita-Mor. f
para traz os passageiros, ealmocreves, que
conduziao vveres para a Praca, encorpq-
rando os si de maneira, que ao anoitecer
o te tal deste Tro9o excedia ja do numero de
oit uta individuos. Ora estas noticias me
forao co'omunicadas por hum explorador,
quefiz sabir logo, que sube hontem rnesmo,
em .stgnimento delle, fim de observar to-
dos os seus feitos, eac9es; o qual, posto
que ja o nao visse fallou com pessoas, que
Ihe disserao* isto mesmo, recolhendo-se a*
dar-me esta parte dt pois de onze horas da
Ooite ; que pode adquerir vagamente neste,
011 n'aquelle lugar, onde tocara o mesmo
Tr90, hindo de viagem. E como esta Fre-
guezia ficasse varillando a respeito do des-
tino, e dezrgnio, que levava huma tal gen-
te, fiz por na qualidade de Capitao inor
Commandante de Ordenanza o meu Destric-
to debaixo de hum Piquete a' rondar para
incatir respeito, e manter a "boa ordem.
Tendo em fim chegadohoje a' esta Fregue-
zia, para em razao do meu cai'go dar audi-
encia as partes, sou igualmente informado
por pessoas fidedignas de quasi a mesma
cousa, que tenho referido, com pequea
differen9a. A vista pois do que digne-se V.
E. de dar as providencias, que lhe parece-
rem justas. Dos Guarde a V. E. Fre-
uezia de S. Amaro de JaboataS aos 3 de
'evereiro de 1829. Ulustrissimo, e Ex-
cellentissimo Sr. Thomaz Xavier Garcia de
Almeida, Prezidente da Provincia, -r Ma-
Inr.'N
Ulustrissimo e Excellentissimo S
Ao amanhecer do dia de hoje apareceo
nesta Villa huma fo^a armada fin numero
de cem homens para fazerem derrubar o go-
ve'rno de S. M. 1. para o que esta' a Villt*
em serco. V. E. a bem do meflho Augusto
Senhor dar' as providencias que o cazo e
xige em semelhante perigo. Dos Guar-
de a V. E. por mnitos annos. Villa de San-
to Antao 3 de Fevereiro de 1829. Ulus-
trissimo e Excellentissimo Snr. Thomaz
Xavier Garcia de Almeida, Prezidente des-
ta Provincia. Ignacio da Silva Coelho,
J uiz de Paz. '
'* Ill.,noe Ex.raoSr,
Tendo hontem partecipado a V. Ex}
da corja de facinorozos que entrarao repen-
tinamente nesta Villa~no dia 2 do correte
as 9 horas da noite, hontem as 3 horas da
tarde sahirao desta Villa em marxa para os
Bezerros indo com elles alguns desta Villa,
tomaraS muitos cavallos por violencia para
montarem alguns que hiao a pe.
En immediatamente oficiei a todos os
Capitaes de Ordenau^a, e o mesmo fiz ao
:

\
\


Nfl^


(1S9)
Capitao-mor Domingos Lourenco Commarj-
dante dos Bezerrcs, supoein-se com razao
aue os ditos faciozos hirao fazer ponto de
revolucaS no Termo da Villa de Simbres,
a declaracao publica aue faziao hera depo-
rem a V. Ex. e ao x.~ Sr. Governador
das Armas.
Actualmente ja lento nesta Villa cento
e Tinte horocnt, eest& a chegar mais porem
ja V. Ex. sabe que he gente mal armada e
sem disciplina.
V. Ex. mandar oque tor servido.
Francisco das Xagas AiWtre de meninos doi
Afolados, o t
Beato Dias que volton daqui para o Recite,


111 e Ex.mo Sr.
Na data de hoje Partecipo a V. Ex;
que ao amanhecer do dia de hoje Pornoit<
na Povoaca de Bizerronurnaquadnlha de
faciozos em numero pouco mais ou menos
V" Ex mandar oque for servido. de 70 individuos malvados os quaes supo-
V hx roartc.ara o q ntiara a Villa da Santo An-
arSasr- -JM5 Loi"* s =. gj
Roclh, Upitno.inor. ^.^ do meQ Commando para na frente da
__:ii_____~* a~ o,a r.nmnflnhias marcha-
I v llleEx.moSr.
Tenho prezente o officio de V. Ex. de
5 do corrate pelo qual tenho dado as or-
dens necesarias para ofielcumprimentodo
meamo assim como ja havia ordenado ao
Capitao-mor Agregado Domingos Louren.*
co para ai tintar tropas eos enpedir lia tuga
que fiecem para sima precegumdoos con-
leudamente anda mesmo en oatw des-
tricto ; e por orne* do mesmo Cap.tao-n.or
sube qu os faci*os prenoilarao no da 5
do correte na Povdfcao dos Bizerros non-
lili Capitao-mor e he carregarao v.nte e
Incluso remero a ?. *. -j -- o
mas pessoas dos faciozos que forao conhe
cidos, e breve remetere outra relacao dos
que daqui-sahira com ps faciozos. = Dos
Guarde a V. Ex. como lhe he mister. Quar-
tel da Villa de S. Anta6 7 de Fevereiro de
icy ga ni mo e Ex."10 Sr. Thomas Xavier
Gurc'ia d' A.meida Presidente desta Provin-
cia de Pernambuco. Joa Luiz da Ro-
cha,, Capitao-mor.

nnms orneo vuB,,uw r" 7"" ,
mlhor gente de suas Companhias marcha
rem ao chamado do CapiUmor e man-
dando ao mesmo tempo couduitr 22 arma
do armamento que accabarao deservir na
Guarda de Domingo 1. <*o corrente na
Aisembla Parochial desta Freguezia para
a EleicaS de Vereadores, Juiee de Faz, ja
na5 lhe pude dar providencias porque oa V
Malvados arrombaraft as portas do meo \
Cuartel e carregarao na5 s6 o armamento
mais despedassara as caixas de guerra e /
outros trastes carrejando com o que quise-
rao e dirigirafise pela ribeira cima excan-
dulosaiiitiite sem ha ver resistencia dos mo-
radora. Entre tanto apreaso-me em part-
ditiCapitao-mor '. *he tarregara6 v.nte e cipar a V Ex. .j.-Jg Jg^SS
tantas armas e fora ^^trtincT. ZtJmUcZZV^ forca a tao inno-
pra Boiqne aond p erimfc-ftttar J* X rocedimentos antes que mais en-
neluao remeto a V. Ex. a Re^^ P Q Jar(lo> Fico eBperan9ado naa e-
nergicas Providencias de V. Ex. armamento
caituxame, pederneira, e quanto V. t,x,
Jnlgar conveniente. Estao comprados to-
dos os quartos conforme a ordem de V. bx.
c querendo remetellos promptamente o re-
ceto serem tomados dos malvados, me tas
demorar em quanto chega serteza estar a
estrada livre de prizidios. a* E quanto por
, r ora tenho a reiterar a V. Ex. a quem Dos
Villa na noite do 1. de revereiro e que ^ mo e Ex mo 9r. .prezidente da Provincia
Thomas Xavier Garcia de Almeida^ Do-
mingos Lourenco Torres Galindo, CapitaoV
mor Agregado Commandante.
forao conhecidos.
O Capitao Joa5 Francisco de Mello,
Luiz Roma que he o Commandante,
Antonio Roma,
O AlferesCaaiuana,
O Crioulc Luiz de. Barros dos Afogados,
Joa Ferrara morador em Afogados,
Manoel Verissimo morador no mesmo lugar,
Joze de Meira morador no dito lugar,
Manoel Firmino que foi Guarda Menor,
O Nobre reino.
Jll e Ex.B0 Si%
Pelas honze horas da rioite do dia de
hontem chegamo* a este lugar de S. Joao doa
Pombos, e querendo continuar a marcha n|
madrugada de hoje nao foi isso possivel, pe-
O Nobre velho, n^fV, in Petado em aue se achava a Tropa de Ca
Joze Freir dos Santos morador no Rccife lo estado emi aue^ se de^ncarj ,
qae hera Guarda da Alfandega, caoores. r 01 Prc


m

r :
(140)
/ agora p-Iaa quatrofiorai da ftarcb Tamo ios Major c Capitao-mor devia seguirs oi-
( continuar a marcha, coin designio de ama- k> horas desta manha para a Fazenda do Ca-
\ nnecermos no lugar de Cravat. XOrro a oito legoas do Brejo : d'ali contavao
\ Agora mesmo passa ua estrada trez ditos Commandantes mandar explorar a Po-
pomens, de quern, tomando mformacoens -voacaS e segundo as noticias, que coins-
[>.oe que os faciozos passarao hontem or deridirp.n.a* *tt*o \a n .,.....
so.be que os faciozos passarao hontem por
Vito horas da manh no lugar do Jacar, a
ezesseis legoas distante deste lugar.
J hontem, e hoje pela segunda vez
officiei ao Capitao-mor de Bezerros, para
quedesse as providencias aoseu alcance, em
rasad da marcha asselerada que levad, (pois
todos informan que ellos vabem montados,
e que tornao todos os cvalos qus encontr
parahirem trocando) eaomesmo Capita-
mor recomendei que adiantasse avizos a to-
das as Authoridades.
Hontem deixemos em S. Antao cinco
ntaesete Pracas de primeira linha, p>r
ao poderem seguir marcha, edois de Ca-
allana de segunda linha por doeutes ; vm
onsequencia requesitei cincoenta boiiteii*
lo Batalltao N. ? 63, e apenas meapres.
/Iara5 vmte trez, dos quaesjaquatre licarao
a retaguarda incapazes de marchar.
Alem da falta geral de recursos part-
cularinente a temos sofridu decavaraduras
pois se ashonvesse mais nos poderiamos ter
diantado, Te; h 3 sondado o Espirito pu-
|blico a respeito dos faciosos, e parece-me
poder^ssegurar a V. Ex. que agrande ma.
oria absolutamente Ihe he opposf a. D-
os Guardia V Ex. Povoaca de S. Joze
dos Pombos 6 de Fevrreiro de 1829
IH.-0 e Ex- Sr. Antero Joze Ferreira de
Brito Governador das Armas da Provincia.
/ JT bricJ8CO Jacinlho Pereira, Coronel
Commandante da Expedicao.
sem dfcidirem.'se aattac Ja, ou esperar
Forc,a, que comigo marcha.
Tenho dado noticias diversas a V. Ex
relativamente aos ociosos, porque igoal-
mente diver>as tern sido as informacoens :
agora me parece serem as que se me dao
mais exactas, e por ellas consta, quedo
n^jo,Inclusivamente p'or diante elles po-
de. acfcar mais appoio, que alguma gente
si? 1'w* lem* reunido, que esperad a reunido
do Lu'tte, e que leva grandes esperanzas
em ..ferias do Buiqne. Destas noticiad en
oonc--io que ou elles, se tiverem forca per-
tendern dt fender-se no Brejo, ou a nao po-
de em s^;uem at Bnique ; a no*a marcha
pode pois ser retardada, e u; ce^ariose faz,
que V Ex. d as providenciar! para a remes-
*a di* ambulancias, mnni^ens, e dinheiros
para compras de gneros ; para fornecimen-
to da Tropa. Dos Guarde a V. Hx.
Quarul ni Povoaca do Carur 9 de Feve-
ri.o de 1829. M.mo e Ex m Sr. Antero
Jze Fe-reir de Bntto Governador das Ar-
mas da Provincia. Francisco J cmtho Pe-
reira, Coronel Comm'audaute da Expedicao,

1- '
Avizos T*Srtielares.
Ill.mo e Ex.mo Sr.
Pelas nove horas da manh chegamos
hojeaesta Povcacao do Carur, nao nos
leudo sido possivel por motivo do cancaco
i da tropa vencer esta noitea marcha, quede
iezerros ate aqu pertendiamos fazer Lo*
go da nossa chegada recebi officio dos Com-
mandantes da Forca avancada ( Major Paes
tfarretto e Capitao-mor Domingos Lou-
xenco ) datado hoje de Jaracatia as seis ho-
ras da manh, em distancia d'aqui a dez
legoas. ^
^ Participa5-me constar lhes, que hon-
tem forao observados por huma espa dos
faemsos, que as qnatro horas da tarde vol-
tara para o Brejo, aonde elles se achavao
e que tiuha uoticia de elles haverem orr]c.,
Ado para todas as partes a fien de reunirern
gente : A nossa Forca ao Commando de di-
1 Os Officiaes de Marcineiro que quize-
rem hir trabalhor em S. Bento de Oliuda,
podem dirigirse ao Inspector do Trem'
para tratar do seu ajuste, na certeza de ga-
nhremjornaes acresseutados eserem prom-
ptamente pagos.
Leilao.
2 Que pertendem fazer Em. Ricou &
Boilleau, de ferragens, e outras mercadori-
as para surt ment de lojasde ferrgens, no
dia Ter5a feira 17 do correte mez do Feve-
reiro pelas 10 horas da manha na ra da
Cruz N. 60.
3 Que se ha de fazer de carga de Algo-
da5 em pluma avariada no Brigue Inglez
Cart, naufragado no Porto desta Cidade
no da 20 de Janeiro p. p. a qual se pora
em Asta publica a quern mais der, para ven-
der por conta e risco de quern pertencer,
no da Segunda feira que t,e hao de contar
16 do torrente mez, no lugar do Embarque
do Varadouro desla mesma Cidade.
Pariba 6 de Fevereiro de 1829.
~tcr*^s)&
'

Penmmbuco na Tipot/rafiu do Diario.


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID ENXFSY4XV_GDXLEX INGEST_TIME 2013-03-25T13:05:27Z PACKAGE AA00011611_00603
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES