Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:00510


This item is only available as the following downloads:


Full Text
<..
,,;./
V s 214
*
Anuo de 1829.
1
'

&O DE PERNAx,lBCO.

Subscri^e-s* na Tipografa do mesmo Diario roa DireitaN. 2C7 I. andar eamezei por 640reishumafolha
que satura todo os das atis.

QlIARTA PfilEA 7 DE OTBRO. S. MarCOS P.
miiirri ni iiMniinin,,!!!, i.,-------------------------------MimMiMn-mwri ---------r-vr-nn
Preamar dos 54 minutos da tarde.
CORRESPONDENCIAS. O
KjNr. Edirtor. Li hum dos seos Di-
,w arios, e vi nelle tratar-se de hum homem
UISr. Edictor. Leudo a Abelha de com hum L. em huma mao, e hum C. na
Sexta eira 2 do correte mez, \i que o outra. OL. Sr. Edictor, eu sei, que
bep Redactor por modestia como disse nao quer dizer ladrao, porem em quanto oC.,
qis acabar o artigo do Pharol Mar- rogolhe me queira esclarecer, se he cor-
u hense relativo a Perwambuco : portanto cunda, Cafefele, ou se tena a interpetra-
como eu gosto de que se saiba das coisas cao de xifre de Boi....
a andamento, rogo-lhe queira dar hum Seo assignante
cantiuftb no seo apreciavel Diario, no que O Bestalhao,
jmuito obligar a hum seo constante le*
tori JP ...-,,,,....
O Dea Loneta. JL^ngondim-----Dingondim.... Din-
gondim'.... Que he isto ? Repicao os si*
Continua assim o artigo. nos! Que alegra! Que prazer! Que
contentamento La repica mais a Madre
" Os Peridicos Servs estaoemcam- de Dos, e a Cpela da Conceicaa da
* po : o Cruzeiro, e Amigo do Povo, tem Ponte Que sera Alli vem huma sege
" trilhado com exactidao a marcha dos rodando com toda a forca Vem dentro
" Analistas, Jornal do Commercio, eDU della dois Ecclesiasticos !.... Lparou!
99 ario Fluminense: ali assoalhao desea-' Aonde? No sobrado da Barra Grande!
" radamente as dotrinas absolutistas: .... Esperemos para ver! Alli vem! ....
' *' Mas gracas ao patriotismo Brazileiro, Ajoelhemos!.... Tomemos a bencao
99 urna folha liberal trata de plantar em com a mao esquerda! .... He S. Ex.
" Pernambuco o germem da opiniao pu- o Sr. Bispo do Catuc D. Fr. Doutor
99 blica, debellando os errros dos maos Lombriga dos Trovdes .... Como vem
" empregados, e desmascarando os pa- bonito Bravo, Sr. Bispo ..., Assim
" nos dos malvados absolutistas. A Abe* he que se qiiebra a cambada! Vamos re-
" Iha Pernambucana, he uin Jornal bem petindo eir seo louvor o seo en rajado
" escripto, e mais um Soldado alistado verso Nao tenhas, meo Bispo, medo
" as Bandeiras Liberaes : o Ceo permiN delles Va andando de Sege, Bacco
" ta que esses monstros nao persigao o nelles Bravo, Sr. Bispo! .... Assim
seo, Ilustre Redactor, (*) para que he que se quebra a cambada! .... Cru-
" continu constante na defeza da Patria, zeiro nelles Bravo, Sr. Bispo! Despi-
" e dezengane por urna vez esses viz es- que-se agora com elles.... Forte com el-
" escravos, que elles se de vem submetter les.... Duro com elles.... Nao ordene
" ao excelso Tribunal Da OPINIAPU- a rapaz nenhum do Curso jurdico!
' BLICA. Bravo, Sr. Bispo, excomunhao nelles !
--------------------------------------------------w Excomunhao em tudo! Anathema
(*) Valha-nos Dos, pedio tarde Sr. sit e foi-se pela Cruz do Patra !.,,
Redactor do Pharol.
O Dea Loneta. .....~----------
di



NP


(858;
Quadrinhas de hom gosto.
Glosa
o

J Entes, quem vem all ?
He Padre Doutor Lombriga !
Como vem encarnadinho T
Bensa-te Dos, toma figa i


Lasaro, resuscitai! ....
Vossa mulber, que vos diga,
Que foi mora, e foi raptada,
Por Padre Doutor Lombriga-
Ja me estao adviniando,
J the falla rao n'a miga,
Breve se sabe do mime
Do Padre Doutor Lombriga.
---------------*------------
Quadrinhas ad usvm Debhm
UrLOSA.



G






.
Entes, quem vemallir
jie f adre t^aeieieie :
J nao temcazaca roxa,
Por que nao cabe mais nelle.
C huma fita desbotada,
Htim ca patos, seh ser de] t,
Quer ser amigo do Pov,
O Padre Cafelefele ?
Tudo que digo he verdde,
Marinheiros, fujao delle,
Que lie pior, que maribondo
t) Padre Cafelefele*






Maw huma de quebra, feita peio mulato
Xjuciatw.
Glosa.
Como be taS pequenitto ?
Mutequinhos, fogo nelle,
Grltem alto, e bem de rijo
O Padre Cafelefele_____

i
.0,
JSovo Dicionario de vocabulo*.
JP3,Aribndo
Cruseirista
Carvoeiro
Terra nova
Man Cabra
Vav
Quiri de Mendonca
Lasa rio
Calv
. Caveira
Bicudo
Doutor
Lombriga
Xico
Patife 15
---------0
Raridades.
1.a
^jJiTem quizer livrar de eonfiscos ai-
gum Navio, de hum cont de reis ao Pa-
dre Cafelefele.
2.a
Quem quizer saber da vida alheia,
escute o Padre Cafelefele na Matriz de
Santo Antonio do Recife pelas 7 horas da
manila na Sacrestia da mesma Matriz.
3.*
Quem quizer negociar com canas,
para por meio dellas, entrar em caza de
alguma pastora prostituida, falle, e con-
sulte ao Padre Cafelefele.
4 '
Quem quizer saber quem comeo ga-
linha com a Lasarina, e o Doutor Lom-
briga na Campia do Citio do falecido
Joa de Barros, talle ao Padre Cafelefele.
5.a
Quem quizer descompor bem os hon-
rados Europeos, como elle ja fes no mari-
bondo, falle ao Padre Cafelefele.
6.a
Quem quizer morar em hum sobra-
do de dois andares com loja, e quintal
bom, tudo por sette mil reis, falle ao Pa-
dre Cafelefele, 7.a
Quem quizer comprar huma burri-
nha, e huma sobre canaca roxa muito
velha, falle ao Padre Cafelefele.
8.'
Quem quizer saber de testemunhos
de toda a monta, falle ao Padre Cafelefele.
9.a
Quem quizer tapas-cacimbas, falle
ao Padre Cafefele.
10.''
Quem quizer ver o Diabo, vestido
de batina, veja o Padre Cafelefele.)
(Con tinuar-se-ha.


MATIZO.
Quem quizer saber, quem he a fale^
cida Laza lina, de quem allao todos os
das os periodiros, procure no pateo de S.
Pedio o Prioste dsta Fregiezia, que
tem livio des morios o assento destr
V
-
l
i 'i
i

T^*-
y^


> **
C859;

desgranada com o nome trocado por em-
penhos de hum Padre, ou dirija-se a caza
N. .. elle bem sabe..... para Ihe di-
zer, e provar eom s neo testen iu nba s, em
que citio este ve refugiada, quando fugio
essa infeliz com o tal, e quanlos dias es-
tiverao, e quantos Padres acompanharao
sse caritativo farranxo, e onde se acha
enterrada a sua ossada, e por quem, e em
que lugar, e de que morte acabou os seos
desgranados dias.
1
Correio.
iErciza Adwiinibtracao do Correio de
Pernambuoo de 4 Cminhciros des*
tros e poseantes que devem ser esta veis
para a coromunicacao desta Provincia
com a da Paraiba e Ciar ; a pessoa que
nhando 400 reis por dia, dirjale ao Ad-
ministrador do niesmo Correio para se
llics nassar as suas nomearoes.

V
Avizos Particulares.

Ntonio Joaquim da Cruz, preto li-
berto, faz sciente ao respeitavel pu
blico que pelo annuncio do Diario N. ~
200, fez ver a violencia que so freo do
Major Francisco Joze de Mello por pren-
de-lo na Cadeia para o vender, contra
todo o dirito, o que assim nao siiceedeo
por ser o referido-solt em virtude dos se-
os ttulos da lifeerdade, je)o Sur. tioutor
Ouvidor da Comarca, e por issofaz fr-
ente ao Major qne se acha com mandado
de manuten^aw pelo8eohor Dessembarga-
dorOmier GereHoCivel, cuja manda-
doo fez aprezerttar ao E*ceitentissimo
Snr. f*rezidente, am de^ne o Major
t dallsegemo.
Matioel Fer reir da Costo, cazado
com Arma Ramoalda de Lima, faz scien
te ao publico, que pessoa rigWMft dever
comprar huma escrava creoula ile nome
Bernarda, -c hum preto de mue Antonio
dalliadeS. Domingos, e huma negni-
nha de nome Mana do Carino, dogeirtio
le Angula, a sua urlher, por ter-e*fcu a-
hido da Ma cumpa nhia, e raptado os 3
e^CTdvwaoinia, na certeza de que o re-
ivendicar de qualquer qwe atja a ctmi-
prador.
Jozefa Joaquina Mara de Mello a-
vtza ao respeitavel PeWro, qe -pelo
Ca torio do Escma Cacillo nkWtf canfca
deLibetio contra Thome Pereira Lagos
pela qnantia de 4:559$ 111 reis procedi-
dos de sen fale&cido marido, e como Ihe
consta que o dito Thom pertende vender
o que tem a flm de retirarse desta Pro-
vincia ficando desta maneira illudida a
Ley ; por isso faz sciente a todos os Snrs.
para que nao tractem negocio algum eom
o supra dito at que se liquide a questa5
que pende em Juizo como fica dito, pro-
testando a anunciante aver a si todos, e
quasquer bens at seo real embolco.
A pessoa que anunciou no Diario de
3 do crrente rr-ez querer huma pessoa
para amestrar. huns meninos, e ser ca-
xeiro de hum engenho, se anda nao s
acha servido declare a sua moradia para
ser procliradd. t' .
Qualquer ,Snr, de Engenho que-per-
cizar de hum caixeiro na praca para to-
do e seu negocio, dando o dito caixeiro
hum fiador capaz de por elle responder,
anuncie por este Diario. j:
Quem percizardehum caixeiro para
cobranzas de ra dando o dito fiador, an-
nuncie por este Diario*
Consulado dos Paizes Baixos em Per~
nabuco.
O CapitaSH. M. Hansen, da Cha-
lupa Holandeza Iris, chegada prxima-
mente de Antuerpia com agoa aberta, e
nutras mais avarias, preeiza de seis,
ou hete centos mil reis, ( pouco. mais Ou
menos ) para satisfazer as suas despezas,
e concertos do seu Navio, para, depois
vOltaf para o sobredito Porto de Antuer-
pia. Qualquer Negociante que quizer
dar a risco sobre o casco, e mais per ten-
ees da dita Chalupa, a quantia pedida,
pode levar feixadas as suas condicoes no
Consulado dos Paizez Baixos, at as on-*
e horas do dia Qdarta feira 7 do corren-
te mee de Outubro, em que seraS abortas
e ajudicado o dito emprestimo a quem ti-1
ver aprezentado o premio menos onerozo
e ocambio o maisfavoravel.
Vndense
m Moleque, que representa ter 18,
^a 30 aunen* sabe engomar, e co2i-
ia para o diario de huma casa ; juemo
pertender durija-se a ra doLivrmento
oja**e couffos D< 2.
Mua negra nova do gento'de An-
golla, e hum muleque com idde de 14
-armas, com 2 anuos de officro de FerreU
ro; .pateo de S. Jozs D. 6.




M-
*
......II II ln


L
'.-L
1 '' '' jr i'.wn

/-'
(860)
limit, porca de loi^a da tena, que -
nao excede de 12#000 re., tanto a di
'"nheiro como a prazo, sendo pessoa ca-
puz; venda D. 11, junto a Typogratia
^do43iario.
A Sumaca S. Antonio Valerozo,
fundiada de fronte do Forte do Mato ;
quem pertender comprar falle a Antonio
*Cardozo de Que";ros Fonceca.
Hum bom surtimento de Marro-
quins, e Carneiras de todas as cores, co-
mo taobem carnizas feitas de pao de li-
nho de Hollanda ; ra da Cruz N. 4.
Hum par de Mangas de vidro pe-

Afrenda-se.
Uma Olaria que esteja prontiticada,
e seja cituada ate' o logar do Caldo*
reiro ; anuncie por este Diario.
AllugB-se.
UMa Canoa de ca reir nova, quem a
pertender dh ija-se a ra Nova caza
K~
o o
1. c andar,
Escravos Futidos.
fO (lia 2 do (oriente mez de Outubro
g| ugio do poder de Joze Antonio Cor-
-quenas, e por preco cmodo; ruada rea Lima Crioula de notiie Margaridu,
Penha sobrado da quina do beco do Car que c i escrava deJoaquim Gonsalves
cereiro D. J. Bastos, da ra do Livrameato arremata^
Huma preta deidade 14 a IG anuos, da noJuizo da^Ouvidoria fio Ctvel pelos
-com principios de enstura, sem vicio ne/n das de servieo, jor cxccucaG de Sentea-
achaque; na das Flores caza D. 9. -ca de Ai .ten o M nis Pejeira, contra o
Na ioja de hvros defronte de Palacio dito Bastos. Os aprehendedores a podem
atem da grande quantidade de livros que levar aodito arrematante Corrcia, na na
neVla se achao a vender, ha agora ultima- do Queimado venda do Muuiz, aonde
-iirmIc che-arados de Lisboa os seguntes serao oern recompensado-, o mesmo arre-
I tL matante protesta proceder Judicialmente
2 ditos contra quem a ti ver oculta.
-Lgica de vernet
Gradu adparnazo
-Loo-ira de Condelaque 1
Ba fuete 1
QuintHiano de Fonceca 2
-Orac,es de Cicero era Portugus .3
Cartas ditas dito 3
E todos os mais que sao percizos para os
dramticos.
Gompra-se
Noticias Martimas.
Entradas.

Ia 4 do corrente. Porto ; 47 das,
E. Poit. .Ventura, M. Joao de Oiiveira
Xavier, equip. 18, carga vinho e mais
M selim em bom uzo, sendo Por- gneros, ao mestre.
.tugues, ser melhor, por ser mais se-
guro ; anuncie por este Diario.
<
Leilau.
Dia 5. S. Miguel, por liba da
Boa-vista ; 103 das trazendo do ultimo
Porto 38, E. Port. Gloria, M. Joao da
Silva, equip. 8, carga sal, cera, e pe-
xe, ao mestre, passageiro Francisco R,*

a Ve faz Joze Antonio d' Oiiveira, dcjV jferinhemj; 24 horas, S. S. Jq-
de diversas Fazendas, entre ellas
ze Vencedor, M. Joze Rodrigues Pinliei-
ro, carga caixas, a Antonio Marques da
Costa Soares.
bamdas.
Dja 4. Rio de Janeiro ; B. A-
algumas com defeito, Quinta leira 8 do
corrente pelas 10 horas da manha, na
caza de sua rezidencia ra da Conceicao
N. 34.
Que faz Antonio Joze da Costa A- mer. Calliope, M. Jery L. Page, equip.
raujo V'Companhia, na ra da Moeda, 10, carga o resto que trouce da America,
- Quarta feira 7 do corrente, pelas 10 ho- passageiros o Major da segunda linha Jo^
ras d% dia, de huma porcao de barricas aquim Ignacio ida Costa Miranda com
com botijas de Genebra de O anda, Pi- sua mulher D. Prudencia sua Sogra, 4
menta da India, Vinhos de diferentes filhos e 12 criauos.
qualidades, Agoardente, e Chocolate. Dia 5. Nenhuma.


(T^O-
l*trnamOucq m Tipografa ao Diario.




Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID ENUGFYRZF_ZV7JWI INGEST_TIME 2013-03-25T13:08:56Z PACKAGE AA00011611_00510
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES