Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:00372


This item is only available as the following downloads:


Full Text
V
142
Anko de 182.
DIARIO DE PERNAMBUCO.
-
Ter9A Feira 7 de Julho. S. Pulquera V.
M
/Wwr <*, 9 A* a 18 minuto, da nmnha.
-

COMMUNICDO.
d Oze Mara da Costa Araujo Cavalei-
rodaordem Imperial do Cruzeiro, con-
decorado com a Medalha dadistincau da
alna, Alteres Ajudant do 5. Bata-
no de Cacadrea de idade de vinte sete ras eu >cuCasnei
annos, branco cazado testemunha jurada aTsuc 1, hJ u,lho ayi8ad^ que das su-
aos Santos Evangellios, e^Jfa "^J?1??^ <*te aliado, e a-
oerdade E sendo-lhe perguntado pelo
contheudo no auto da devasta, e reiri-
niento que qeila fez a testemunha vinte
do era revolu0ens contm o mesmo Se,
nlior tornou-lhe o dito Antomno pos
he obera que eu lhe quero -^3 arau-
Iher do mesrao que vinha igualmente na
canoa, aonde y.uha o marido preso, lhe
d.ssera-Sr. Antonino, dme-se de me

'
~
tres: dase que he verdade o que d'elle re-
feri a dita testemunha Antonio Clemente
JLatevea de Larras; por quanto, nao so
Rodol fq Barata, eJozeTavares Gonces
dal'onceca sao factores e propagadores
dos pasquina, como referi aquella teste-
munha, mas taobem hum F. de tal Veras,
Mim Advogado conhecido por Boutor
Mellmho o Antonino Redactor, ehum
tal Elias de Moraes, os quaes j se achao
prezos as Ci neo-Pon tas; e tem mais ou-
vido dizer, que o Conselheiro sedutor pa-
ra fazer os pasquina he F., e que F. e F.
deste Bairro de Santo Antonio, e outros
cujos noiiies se nao recorda, sao cumpl-
cea e colaboradores do mesmo delicio, co
mot., e mmtas destas couaaa tem ouvi-
do dizer a multas pessoas de f, como o
Major Macedo, o Capitao Leal, e o Te-
nente Prtela todos d' Artilharia Disse
mais,_ que sabe por ver, que auxiliando a
pnsao, que se fez do dito Antonino Re-
dactor que entrando a fallar com elle, e
exponde elle testemunha o quanto ama va
e respcitava a S. M. I., tornou-lhe o
preso em reapoata pois eu nao lhe que-
ro bem, amo-o tanto, quanto elle pode
amar a mim e replicando elle testemu-
nha, que S. Magestade thenaopodia que-
fem q H T'6 8 SCUS a,r'^ o aocor-
rem Disatfmaia, que, estando em hu-
ma casa onde pela primeira vez entrou por
alii moraren, iiuinaa molherea publicaa em
o Beco que rae do Pateo do Carmo a con-
froiitercoinoBeco do Pair, e estando
oculto eu, humquarto, entrou o dito B^
ratinha, que pelo que vio entaS, e con-
versas que teve com huma das mulheres,
Iiera conhecido da casa, e loffo denois en'
salla entrarao a conversar sobre hum jan-
tardo da antecedente no Poco da Pane-
la q ; e nesaa occasiao disse o Baratinha
a o outro entao eu correrei risco por ter
ditoontem, que hera capaz de asonar
o Imperador em audiencia ao que o
Tararea respndeos pois que risco no-
des correr em dizeres, que matavas hum
*= e declarla testemunha, que pelo *
muito respeito que consagra a Sagrada
Pessoa de S. Magestade, nao pode decla-
rar o nome, que -o dito Tavares pronun-
cou, e que o mesmo continuo dizendo
= deixa estar, que hasde ser feliz entre
---------------------4-----------. ____:______________m
a C*-)da antecedente foi dafestivi-
dade daSenliora 4a Saude na Povoacao ,
do Poco da Panela, dia, em que o Bara-
ta, e o Tavares, jantarao em a do Mon-
tero em caza do Deputado Francisco
Joze Correa, com multa gente capaz, a
portas abertas, avista e tace de quantoa
popahipassavao, aonde estivera atqua-i
ze noute. H "


>
*
Mi

.:
(568)


V6S; equeistotudodisse a -na teste- -^^tk^^
munh aconteceo ..o dm docorrente ^Usfem.a^c .lucomd oc0.
ir.ez pelas onze horas do da; e sendo do NossaMonare _. ameaf anfo a
perguntado quem hera es_ muten* ^ww*^ J quasi
Sissequeasnaconheceosenao dev,ste trra o mn lriunfante.absoluto a
e procurando-as depois, d,sserao-lhe que Jngea^e0*a e ainda a soberba Lon-
tinhS mudado, e mais [nao d.sse, nem Joven "^ e ^^
do costume, e lido assignou con, oM.n.s- ^WJ^' ^fe qe-DUVto
tro, e eu Antonio Ribeiro Campos Escrn tA^'afe5^rn0U a0mol!e leito, ou
,a o escrevi = Aguilar = Joze Mana ^ ^J^p^ nao delatou
da Costa Araujo== demonios volupio-demagogicos, e
Com efTeifo^rqueatestemn; ^~^r/.?~
nha, assas condecorada, e Militar, nao ?^Juj^^SiPa5 que-
faltaria a verdade, por ser Uto com espe- ^L,^Wuem mas somnte hirvo-
cialidade hum crime nos da sua cksse. erpede, ^j sa5 ^ hnm
Porem huma breve, e;passage.ra anaiyse hintano (c^u snisPrantenca5, e
e.combinacaOd.* pontos mmssabentes do j^^^^o he de deshonra,
.sen depoimento, dar a conhecer o sen ^^^ffie^ juramento.
^TE-m. que sejevanta a si Assimhe, vamosadian.e ^
mesmo, ejumoommettert^esas hea- Ma* fl, Jj confteceo
caso te.terounha hbil, efidedgna? t""m1^'? ,oeV WoW toa casa Cejara) ondepeia ^enao J w^ef;^tdadP Ora
primeim .* 1ro. |- efe erar** fe- erao-ifte w %******> o mizera-
UaH(fereap dor de Cidada honesto ? Aonde a fe con- *el artificio da "ient'ra f va Dpidade ?
jugal? Aondeoexemplo, quedeve ase- ao jnenoso orne d a atbvaU ^
V" subalternos? Aonde o merec.meto ^"a^ ? NaP5 a^conheceo se na
perol, de que alias nao devena desp rje proco dejms. M
para nao injuriar a sua Nobre Classe ? ^ viste, nem re e j^
Aonde o respeito a Moral Pnbl.cn ? Pe- que nunca ex.s .rao Sarapatel,
rante o Magistrado tudo alardeou, ejw sa, nem tal tacto oemque
,o despJar, ^^^ ^S^:^ 2j
tanto maior escndalo, quando leieno ser *J como em tempo Fe pi ovar
essa romana Acidalia as 11 horas do d,a. dor^ bPrevidade nao
He innegavel pois que huma pessoa deta- com documento, que ^
Scostules, ePque\mais ^es -jac- "*-* ^^
ta, he torpe; eporisso erccred te, a. ^ ^^ itas _
iim. Ora. Li. w.4... iu. w S- c TWVinr Macedo, o Capitao
t <-> o o ** kq 9-^npssna torne, e de je como o mqjor nutcuLf, ^ y /
*Vl~ %^- ^^SlSfiSu- aL-
Dtrtestemunha= Erando ocafto temunha; pois duendo esta que os col-
*TA2S7dp Lupanar) ^ o ^gjf^^^^^-
toBaratinha, que pelo que vio entao e *"ftZL le no dia.3 de Fe-
conversa, que teve com huma da, mulhe- adoBecodo Sarap
t, tera conhecidoda casa, e logo depou vere.ro, t pela ^^ officaes rf;
ero o do Joze Tavares = Ora, ocul- tern-na aqudte. mesmos ^
toemhum quarto, com que olho vio ao wos de/e, como ve u_____________
Baratinha? Talvez lhe vessem ja amor- 0sem ,he 6er
Bado os doces xtasis, e que en ao a cun- JJJ^^^L AttesUcaS que
osidade podesse Unto em sua alma, que o T' ^0^B Teuente Coronel
6zesse.ePvantar, ^^^^ SiJSKT Poci, por despacha
SS.A pttXto, hL ta iperior, que por brevidad. se om.u S.^
'-- .1. [i-i


"

.


""*
m~
(569) .
-coens, em que referen), que n'esse dia es- Cmara d'esta Cidade aonde foi entregar
ti vera com elles o pronunciado Tavares as listas .para Veriadores eJuizdePaz
na casa da Camera desde as 10 horas da desta Freguezia de Santo Antonio, no dia
manha at quaze meio dia. Terca feira 3 do passado Fevereiro, das
Fica pois tao claro como a mesma rove horas, pouco mais ou menos da ma-
luz, que todo este depoimento he falcissi- una at as onze horas, da mesma, ou
mo ; e como nao o seria, se o pasquin foi ainda at inais tarde alguma cousa = Pe-
feito no centro tenebroso de hum dos cir- de a V. E. lhe defira como rcquer = E-
culos, que nos sabemos para por elle cri- receber Mrce = Fortaleza das Cinco
mmar-se pessoas designadas ? Veja o Pon tas 27 de Marco de 1829 = Joze Ta-
Ilespeitavel Publico at que ponto se tem vares Gomes da fonseca.
pervertido a moral, e a Justiea. Despacho.
Petqao. Attteste querendo. Quartel General
Illustrissimo e ExceHentissimo Snr. no Reciffe 28 de Marco de 1829 = Fer-
Governador das Armas Diz Joze Ta- reir de Brito = Governador das Armas,
vares Gomes da Fonceca, preso na For- Attestaqao.
talesa das Cinco Pohtas, que bem do seu Em observancia do Despacho retro,
di reito precisa, que V. E. mande, que o atiesto, que, o Supplicante Joze Tavares
"Major Francisco Felis'de Macedo, antes Gomes da Fonceca, em o dia que menei-
que parta em servieo Nacional desta Ci- ana em seu requerimento, acliava-se na
dade, lhe atteste ao pe d'esta, se vio o Salla da Cmara desta Cidade, pelas dez
Supplicante na casa da Cmara d'esta Ci- horas do dia, tem no em qu al clie^ui,
dade, apnde foi entregar as listas para e o achei em oonvrsac/ao com o Capitao i
Veriadqres, e Juiz de Paz desta Fregu- Graduado de Engeriheiro, Seb'astiao do
ziade S. Antonio, no dia terca feira 3 do Reg Barros, e retirando-me depois das
passado Fevereiro, das nove horas, pouco onze horas, ainda o deixei na mesma sal-
mais ou menos, da man ha, at as onze a. O que afirmo por ser verdude. Re-
da mesma, ou
ma ceusa.
ainda at mais tarde algu- cifFe 29 de Marco de 1829 .== Antonio Go-
Pede a V. seja servido mes Leal = Capitao do 8. J. Corpo de
mandar, que o referido Major'lhe atteste Artilharia de Pozicao = Est reconheci-
o que requer E receber Merce s For- d.
talesa das Cinco/Pontas 11 de Manco de
1829 ;= Joze TavareB Gomes da Fon-
ceca.
Despacho.
Atteste querendo. Quartel General
no Recule 12 de Marco de 1829. = Fer-
reira de Brito = Governador das Armas.
Attestagao*
Em compriment do despacho retro,
attesto, que no dia de que falla o Supli-
cante no seu requerimento, o vi na caza
Petqao.
Illustrissimo e ExceHentissimo Snr.
= Diz Joze Tavares Gomes da Fonseca,
preso na Fortaleza das Cinco Poiitas, que
a bem de seu di reito precisa, que V. E.
mande, que o Tenente Joao Nepomuce-
no da Silva Prtela, lhe atieste ao pe des-
ta, se vio o Supplicante na casada Cama-
Va desta Cidade aOiide foi entregar as lis
tas para Veriadores, e Juiz de Paz d'esta
Fregesia de Santo Antonio, no dia tres
da Cmara desta Cidade, das nove horas de Fevereiro do corrente auno, das nove
da manha at perto das doze, onde cons- horas, pouco mais ou menos, da manha,
tantemente esteve; o que afirmo com pa- at depois das onze horas da mesn.a. =
lavra de honra Militar. Reciffe 14 de Pede a V. R lhe delira como requer ==
Marco de 1829. = Francisco Felisde E receber Merce = Em 10 de Abril de
Macedo = Major graduado d' Artilharia.. 1829= Joze Tavares Gomes da Fon-
=x Est reconhecida.
, Petqao. 9
Illustrissimo e Ex. Snr. Governa-
dor das Armas. = Diz Joze Tavares Go-
mes da Fonseca, prezo na Fortaleza das
Cinco Ponas, que bem de seu di reito
preciza, que V. E. mande que o Capitao
ceca.
Despacho.
Atteste querendo. Quartel General
do Reciffe 13 de Abril de 1829 = Fer-
reira de Brito = Governador das A rulas.
Attestaqao.
Attesto, em observancia do despa-
ti
Antonio Gomes Leal, lhe atteste ao pe clio, que no da tres de fevereiro proxi-
(> se vio o Supplicante na caza da mo passado, presenciei estar o bupuca-
A-


*"-
/

(570)
te, na casada Cmara desta Cidade do huma crioula para ama de caza, a qual-"
KeCitfe, desde antes das dez horas da ma- sabe engomar, cozinhar, e cozer; ra de
nh4 at depois das onze ; e neste espacfo S. Thereza D. 9".
de tempo nao se arredou da mesma casa
da Cmara, onde eu havia taobem estado Coipra-Se
para entregar os meus votos para Vena-
dores, e Juiz de Paz, e sahindo eu pelas Na Tipografa deste Diarioa Mulher
j ter entregado ali deixei o Supplicante, \ feliz, dependente do mundo, e da fortuna,
em conversacao com o Capitao de Enge-1 e mesmoo 3, tomo s.
nheiros Sebastia do Reg, o que tudo \
Veude-se,
Muzicas de qualquer accao; Aterro
da Boa vista no sobrado em que morou o
falecido Coronel Joze de Matos Gira",
de manit desde as oito at as onze, e ue
tarde desde as duas at as quat'ro.
Huma negra de idade 17 a 18 anuos;
ra de Hortas D. 32.
afirmo com palavra Militar. Recie 1 de
Abril de 1829= Joao Nepomuceno da
Silva Prtela =L Tenerte ss Est
Teconhecida.
Correio.
p
*
Ela Administrado do Correio Geral
desta Cidade, se fas Publico que parte
deste Porto para ode Lisboa no dia 25 Deo entrada n'Alfandega a Galera Frau-
do corrente o Brigue lPortugue,z Espiri-
to Santo, de que he Mestre Joaquim da
Conta Figueredo, as Cartas ibe serao lan-
sadas na Caixa Geral at as 9 horas da
noite do dia antecedente.
IDX-
Avizos Particulares.
Q
ceza Olinda, Capitao Beliard, viudo
de Havre de Graca, e manifestou o se-
guinle; Consignatario Bernardo Las*
serr e Cuinpanhia. *
190 Volumes Diversas merca^orias
72 Quartolas Vinagre
5 Barricas Farinha
61 Caixas Queijos
2 Barricas Vidros >*
20 Volumes Quina
Paos
Campeche.
,Ualquer Negociante Nacional ou 500 Garrafoes
Estrahgeiro, que percizar de hum Caxei- 10 Duzias Cadeiras
ro para ra, ou escriptorio que falla e es-
creve sufrvelmente as Lingoas Ingleza,
Franceza, e Portugueza; ra do Vigario
caza.N.0 18, I.f andar.
Quem precizar de hum caxeiro, pa-
ra loja, armazem, ou cobranza annuncie
por este Diario,
Joao Carlos Pereira d Burgos, com
loja de fazendas na quina da Pracinha do
Livramento dezeja fallar com Bento Ban-
!
/ .?
'
Noticias Martimas.
Entradas.



U\ 6 do corrente. Camam, com
dejra de Mello; espera se ha n esta Pro- escalla porJaragua; 26 di as, S. Caroli-
vmcia esse Snr., foca a honra de fallar na, M. Miguel dos Passos Marino, equip.
com o dito cima. 8, carga farinha, ao Caixa. Rio de
Apropnedade que Jao Lins Cava- Janeiro ; 18 dias, Charra 30 de Agosto,
cante de Albuquerque da na sua rifa he li- Cora, o I. Tenente da Armada Joze E-
irre, e dezembaracada de todas as dispe- duardo Wandencolk, tras 167 Pravas do
zas* 2. Batalhao de Granadeiros, 6 mulhe-
O homem solteiro que precizar de res, e 2 meninos.
CKT-^JD J-
Pernamlmcona Tipografa do Diario.


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EI8J51X3K_G3YWQD INGEST_TIME 2013-03-25T13:14:50Z PACKAGE AA00011611_00372
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES