Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:00299


This item is only available as the following downloads:


Full Text
nul^
Mi.;-"g

r
\
<.

N' 93.

imtti-ife'1889.

DIARIO DE PERNAMBUCO.
Sabtcreve-se na Ti?o*fafia do meio Diario roa Direita N. 167 1. ndar em meces por C40 reis huma folha
qae aahir todos os das atis.
Quinta Ffira 30 de Abril, S. Catharina de Sena V.

lJ reamar as 3 horas e 18 minutos da tarde.



ARTIGOS D* OFICIO;
m
r,
l Anda Sua Magestade O Imperador,
,>ela Secretan. 'Estado 'dos Negocios do
inoerio ^articular a Cmara Municipal da
Villai deV Salvador dos Campos, que Ihe
foi presente oscu Officio de Fevereiro pr-
ximo paseado, em que d conta das duvi-
das, que se suscitara, por teiem sido elei-
tos para Vereadores, Joze Vieira de Mat-
as, e Antonio Joze de Seqoeira e Silva,
altando n* apuraea das Eleices para Ju-
faes de Paz, o l. tiulia ja sabido. eleito
Supplente da Freguesa da dita Villa, eo
2. Juiz de Paz da Freguezia de Santo
Antonio dos Guarulhos: e que nao tendo a
Le declarado qual das duas Eleicoes prefe-
ye sobre a outra: lia por bem o Mesmo be-
nhor Resolver, que se deve deixar aos ele-
tos o arbitrio na escolha, devendo por sso
a Cmara deferir a Antonio Joze de Sequei-
ja e Silva na forma por elle requerida, fi-
cando sein effeto a posse de Vereador, que
contra sua vontade foi obrigado a tomar,
em cumprimento das ordena da Cmara,
que nao attendeu a sua escusa ; e daudo-se-
Ihe a de Juiz de Paz, para que se acha ha-
bilitado : que na est porem no mesmo
caso Joze Vieira de Mattos ; pois que o lu-
gar de Supplente. para que foi nomeado,
nao podeudo verificar-se, se nao por impe-
dimento do Juiz de Paz, que pode nao ac
contecer, nao o dispensa de ser Vereador,
por ser este hum mprego, que severihca
{inmediatamente em quem est desimpedi-
do. Palacio do Rio de Janeiro em 6 de
Marco de 1829. Joze Clemente Pereira.
Llustbissimo e Excellentissimo Snr.
M evei Augura l^resenca de SuaMagesta.
/ de O Imperado* o Officio de V. E.
t corrate, no qual, entre as dr
^occorrera na apurcao das Elwcdea
pa ter apparecido com o maior numero de
votos para Vereador da Cmara o mesmo
individu, que tora eleito para Juiz de Paz
da Freguezia da Villa da Laguna, eo'seu
Suppl*Mite itfuakneute eleilo Vereador, sus-
citando se o embaalo de se llies de ver, ou
na5 acceitar as snas escusas : e o Mesmo
Senhor Ponderando este objeeto como exi-
ge a sua importancia, Ha por bem Decla-
rar a V. E., que lia ineompattbilidade em
ser Vereador, e ao mesmo, lempo Juiz de
Paz f na5 s porque estes dous lugares nao
podem ser servidos conjuntameri.te, mas
limito mais porque estes sao o-! Juizes, pe-
rante osquaes os Procuradores das Cma-
ras devem demandar a execuca das postu-
ras, e das multas, convimio por isso que
nao fe.5 parte da m sitias Cmaras: e que
nao podeudo ninguem ser compellido a ser-
vir dous lugares, deve deixar-se aos eleitos
o arbitrio na sua esc-llia. Quanto porm
quedad suscitada pela Cmara da Villa de
S. Francisco em suspender a apurcao dos
votos, porque a Capella da Penha, filial da
Matriz daqutlla Villa, situada em territo-
rio do Termo da Capital, hvi enviado as
suas cdulas para a Cmara da mesma Ca-
pital, onde entiou na apurcao dos votos
So seu Termo, Sua Magestaoe O Impera-
dor Ha por bprn Approvar a decisao de V,
E. fazendo ultimar as Eleicoes em cumpli-
mento da Lei; visto que hu r.a sunples fal-
ta .de forma a poda invalidar liuui acto
legal por sua natureza. *
Dos Guarde a V. E. Palacio do Rio
de Janeiro em 24 deMarc de 1829, Jo-
te Clemente Perei.a. Sr> *ranCisco d,
Albuquerque e Mello.
PERNAMBUCO.
\ f Presidente da Provincia tendo em vis-
ta a representaca do Sr Ipiz de Paz da
'Freirue7.ia da Varzia Francisco de Carvalno
.






^T
T
i
'


i
.



f
i


.
,. \
1
r
V
'



s I
!
K.
^m data de 22 do corrente mez, passa a res-
ponder Ihe, pelo que pertence riatrulha
de hoinens armados, que di* haver appare-
cido em a noite de Sabbado entre os Enge-
nhos do Meio e da Toire ; que deve o mes-
mo*Sur. Jiz de Paz entender-se.com o
Commandante do Destlelo a fim.de verifi-
car se he cu iiAo.a referida patrulha perten
ceute as rondas nocturnas, que se ten man-
dado estabellecer felas estradas contra as
quadrilhas de salteadores, que ate agora as
infesta va : quanto' porein as ordenanzas,
que necessitar para qualquer bjecto de
ser vico, devetn estas ser previamente requi-
ntadas ao Commandante respectivo a fim de
que nao sjiceda tica/ inliib.ijo o inesmo Sr,
Juiz de Paz de preenciier a^ojbrigaces de
seo offiejo por nao faser as uecescarias re-
quisices aquclle Commandante, ao qual se
ex podio ordem, bemeomoa lodos os outros
para promptamente ge prestarem a taes exi-
gencias. Palacio do Governo de Fernambu-
co 23 de bril de 1829 Tilomas Xavier
Garca d' Almcida.

i


I !
/

/
XIavendoS. M. o IgiPEiupor Resol vido
ro Consulta do Supremo Conselho Militar,
que ficasse seui efeito a promocao, emTque
tora contemplado no Posto de Sargento*
mor das ordenanzas do Destricto de Itama-
rac, o Capitao do Batalhad de Gastadores
N. 58 de 3.a Liuha Manoei Antonio Pi-
flheiro, em rasao das irregularidades, que
nella enterviera; prdepa o Presidente da
Prpvincia, que essa Cmara prpeeda a nova
Proppsta, nao somente do referido Posto,
como dos outros oue se axarcm vagos nes?
se Destricto e bem assim que reniado
os individes, que cempunbaa aquella C-
mara^ quaudose fez a meguta Propasta ir-
regular, Vv. Ss. os reprehendis em nome
do Mesmp Augusto Sr.* pela illegalidade,
rouco respeito as Leis, e falta de verdade,
com que se'houvera, informando ter p
Capitao promovido vinte cinco annos desei-
vc,o e quarenta de dada : o que Vv. Ss.
asm cumpriro como Manda S. M. j. ; e
da yomp o'executarad, me enviar? por
Termo assignado por todos os que se acha-
rem presentes no acJo p> rep rehn cap. Dos
Guarde a Vv. Ss Palacio do Governp de
Pernambuco 23 de Abril de 1829 Thq-
maz Xavier Garcia d'AImeida Srs, Pre-
sidente e Venadores da Cmara Municipal
da Villa de Goiaiina.
Miguel Arcanjo'Monteiro d'Andrade, em
24 do corrente mez ped indo saber se de va'
igualmente recolher ao Cofres da Thesou- '
raria^Gerl da Junta da Fasenda os direitos
de Tonelada, e Ancoiagem applicados pa-
ra as despesas da constrias e conservaca5
do Farol, juntamente com o producto da*
rendas das contribuices para a obra da
Ponte da Magdalena, que por ordem destev
^overno, foi mandado entregar aoThesou-
reiro Geral da mesma Junta, actualmente
encarregado do pagameuto' de eimilhante
despesa; tem de significar aquelle dito Sr.
Escriva, que devendo continuar a recolher
H'aquella Thesouraria o mencionado pro-
ducto das contribuices applicadas para a
obra da Ponte, hade separadamente reco-
lher aos Cofres Pblicos, aquellas que fo-
rem perteneentes ao Farol, por isso que
tern de ser guardadas a parte: ontro sim
Ihe adverte, que a despesa feita com a co-
branza de taes coutribuices deve ser de-
dusida cada huma em retaca ao seo rendi-
mento, e nao do total dellas, como at a-
gua tem acoutecido, afino de que se nao '
irregwe huma rrecadacao com adespesa
da outra, sendo diversa a applicacao que se
Ihes manda dar. Palacio do Governo de
Pernambuco 27 de Abril de I8$9 Tho-
Hiaz Xavier Garcia d' AlmeidaT
ii




F
III."0 e Ex.mo Sr.
-
o
P*EjpgrT& da Piovincra em resgo^
a rfpre.sentaC&. nua^ ttfftfffl ^
da Urceita Geral I
ri
Az-se necessario que V. Ex (e ordero
na Guarda Principal para que logo, que so
renda a mesma Guarda se maude hum Sol-
4?.do ao Trem para acompanhar o calceta,
que Ms? de egrregar agea para as officinas^
em cujo trabalbo poder gastar duasou trez
horas, e recolher se depoi a mesma, ser-
viudo egla providencia depoupar a Nacatf
ojo rnal de240 reisdiarios, que se paga a
um shervente escravo. Dos Guarde a V.
Ex. Pajacio do Goveruo de Pernambqco 27
d' Abril de 1829 Tbomaz Xavier Garcia
d/ A4o Ferrara de Rrito Governador das Armas
desu Provincia.
JljIOje mesmo forao dadas as providencias
para o Soldado da Guarda\Priucipal, que
hade acompanhar o preso sWeiMNatio, no
ftwvi^o4e carregar agoa em lnffar.do escra-.
vo, me d'ante.3 o fasta, #dveflk;i que^
uasosedevo esta fprHeaef pasaas^ftcia



m, iiiJIHfH
**
i


I
'
'
.







t.S. Palacio

doGeverno





(871)
dePernambuco dis denominados Ros qte votem para sna
27 de Abril de 829. Thomaz Xavier competente Igfeja de Unna, isto posto Sr.
Garca d* Almeid. Sr Tenente Coronel Editor fico tabem crto que a Oarnara Mu-
Inspector do Trem Amaro Francisco de
Mu tira.
*

i
.;
.
i
r
>

II < r I IPT.
CORRESPONDENCIA.



L*
liicipal de Serinhem tabem he mi Ha, por
tanto seria maito perciso ao bem publico
S. fex. o Sr. Presidente mandac<* entrar es-
tas cousas en Ordem para avereui milhores
Eleicoes eservirem individuos que nos pa-
cefiquem, e que facaflarredar de entre a So-
c:ed<6 as mu i tas facas de po ritas e Armas
prohibidas bem assim fazerem traba I liar os
Radios de que est esta FTeguezia amon-
ndo o Diario 68 e 28 do 'passa- toada visto qae os Juizes de Paz pretrito
z de Marco do cor rente auno vejo o e actual iiao tumara sobre taes objeetds
ao'Ex.^Sr. Presidente desta meditas nlgumas que faca socegar o espiri-
to dos Cid a da os cuestos e pacficos.
Queira por favor Sr, Editor enserir no
Sr. Eductor.

do mez
que consta
Provincia pela informa;ao da Cmara de Se-
rlnbaem dada sobre huma representaca5 do
Juiz de Paz daPreguezia de Unna eres- gen Diario stas duas rinhs pela primeira
posta do Parodio sobre a nullidade do Juiz vez que lhe ser obrigado
de Paz de S. Joze daCoroa grande por nao
O Jlmige da BoaOrdefn.
????-
Avizos Particulares.
p

ser aquella Igrcja filial Curada asbim no
Diario N. 69 de 30 do mesmo leio o Of.
ficio do Ul.mo e E.x.mo Sr. Prezidente em
resposta ao Officio do msmo Juiz de Paz
da wesma Fregueiia segnificand-lhe qu
tm ordenado a Cmara da Villa de Seri-
nhaemqu fassa sessar as Actas ejnrisdicaS
de semelhante Juiz de Paz declarando nul- 1 REciSA-sfe de hom homem para
Ja a suaEleica como contraria ao disposto caixeiro de huma venda : quem estivr as
j*a Carla de Lei de 15deOutubro de 1827. circunstancias dirij-s a Boa Vista, Qua-
Sim Sr. Edictor he muito bem julgada a- tro-Cantos venda de Verissimo Antonio Go-
quella tiulUdade masamesma Cmara de mes.
Serinrhaem foiquem aarbitrou por isso que 2 Precita se fallar ao Sr. Francisco An-
mndou fazerahi Juiz de Paz sem lhe con- ionio* da Rocha, natural da Portugal, ro-
petir nao s lembrando agora na iuformacao ga se ao mesmo Sr. o obsequio de anhunci-
que'deo a S.. Ex. de lhe fazer Ver que se a- arasua moradia por ese Diario para-ser
quella Eleicah nulta que rica taSbern su- procurado,
do toda a Kleica da Freguezia de Unn 3 Apessoa que anunciou percizar deI bu-
que por conseqUneia he tabem nullo o.mapreta captiva, e fiel, para o servicb de
J^iiz de Paz da mesma Frpgiiezia por nao huma ca*a, dirija se a ra d'Agoaa-Verdea
ser Eleito legalmente segundo a mesma Lei de fi mi te da Igreja do Terco D. 25.
cima recitada pois a maioria dos votantes 4 Jcze Urbano da Silva, Assistente De-
d'aqnella Freguezia volara o para o Juiz de pntado, Encarregado da fornecimento da
Paz d S. Joze podendo votarem para o d Tr^pa riesta Provincia, fas publico que
Unna e estes votos dados naquella Igregi- H6 se tndo :nda"effectuado a Arremata-
nha qando deveraS ser toia a rcunia n cao da carne fresca parav fornecimento da
competente Parochia por tanto sendo qu o Trpii, no v ament se pora a leos para se
.ill.*0' e x.mo Sr Prezidente nao mande re- arrematar a quem por menos o fizer, nos
formar a Elei^a mandando fazr outra B1- das 2, 4, e 5, do futuro mes de Maio. As
remos us os habitables d Unna goverff- pss^as a quem cnvier dita arrematado,
dos por entes iullos ; otro sin Sr. EtlictoV compareca na Repart90do Commissana-
esta Freguesa de Unna do Sul tem sofiid do n^s dias cima das 10 horas at o meio
inuita falla de voltiles de seos Pai"ochia- dre.
Vende-se.
<




i*.'.
nos pela arbitraria desmembracad do Des-
tricto do Rio Peicinouga at o rio de Paos
os (juaes todos tem votado para a Igreja de
Sao Bentorter.uo de Porto Calvo Provincia
de Alagoas pe\a' coniplcacao qne h da 1-
greja de Uiina xe^ar a dito rio de paos e a 6 Bilhetes da Rifa que fas Joa de S
justica de Porto Calvo xegar ao de Perci- Leita, para ter estra^a edm a Quinta Lo-
nunga tres legous ao Norte d'aquella, e taria do Seminario 'Oliuda, com huma
sabeudo en agora qun.o Presidente de-j^JfQf& parte premiados, na qual o f._g.'prq-
5 Huma venda na Cidade de Olmda, no
lnga'r dos Quatro Cantos N. 9 : na mes-
ma.


^NriMMttMltfMtfHH

ki
iHMtfMMaMpaaMftttfMMP.
r












372)
-
-



-


-



em prpporcaS ao l.o como no plano se ris cada hum, porem taobem ha IMhetM
explica lacha-seosbilhetes nos lugares,se- de 10*000 ris, e Bilhetes de 52000 res,
gnintes, ra do Crespo loia de Fazendas D. Com es- de 20#000 risi cobra o prem.o
I, que ah inostrara as dualidades das fa- por inteiro, com os de 10$00 res a meta-
zeudas, lateo de N. S. do Terco loja de fa- de do premio, e com os de 5g00U res a qua-
senda* D. 7, ra do Livramento Botica D. ta parte do premio que sabir, ao numero
II ra do Rozario bindo para o Carmo, que elies indicarem, pagndomeos ditos
Aruiazem de molhados D. 29. premios sem descont algum, por ja ir di-
7 OsBilhetes da 5.a Lotaria do Serai- minuido no total os 12 por cento a Denen-
nario continua-se a yender: em Olin- ci do mesmo Imperial Theatro.
da em casa do Escriva da mesma Fr.
Miguel. Joaqnim Pegado, e na Botica de
Joze dos Santos Pinbeiro: n'esta Cidade
rk Botica de Joa Mpreira Marques, ra
do Cabugal, e n 'de Joa Ferreira da Gu-
nha, e em casa do Thesoureiro Joa Mar-
tille Ribeiro, Atierro da Boa-Vista : e as
Arrenda-se.
.
9 Ou vende-oe o Engenho Perori no ter-
mo da Villa de Gpianna, situado pouco a-
diante da Povoaca da Lapa, com boas var-
gens de cannas, e productivas Ierras de Al-
goda, rossas, e feija, com alguina safra
.
Todas correra logo que esteja estrahidos pendente de planta e socas de caimas .
. 1 .fi ^ ........wnn^O /PMQM O fila Hll ColfilTIO I
os
todos, os bilhctes.
8 Biibetes da Dessima Lotaria extraor-
dinaria a favor do Imperial Theatro de S.
Pedro de Alcntara do Rio de Janeiro, de
que abaixo transcrevo o plano, cuja extra-
an deve ter principio em 4 :do prximo
uiez de Maio, segundo anuncia o mes-
iii' plano e taobem tem meios Bilhetes,
pertendentes dirija a ra do Colegio D. 4.
ou ao mesmo Engenho.
Alluga-se.
.
lo Huma morada de casa de dois andares x
no Ai ierro da fioa-Vista D. 21 :. fallero com
Joze Carlos Teixeira no Atierro da Boa-
e quartos de ditos : na ra da da Cada Ve- Vista D. 4.
Iba loia de Joze Gomes Leal N. 24.
v
PLANO.

Da Decima Lotaria extraordinaria conced-
a beneficio da manutenca do Imperial
Theatro de S. Pedro do Alcntara, que
La de andar a Roda impretcrivelmente
no dia 4 de Maio do corrate auno.
de
ti
n
1
>>
*>
U
i>
t
>*
it
5>
1 Primeiro Branco
1 Ultimo Dito
2:000:000
1:000,000
400,000
300,000
200,000
100,0C0-
40,000
24,000
2500 Premios)
5000 Brancos \...........
Premio de 12 por cento,
bre 150:000,000.... ...
11 Huma casa terrea na Ponte de Uxa,
com pequeo Sitio, com bastaute capiui :
na mesma a cima.
11 Hum sobrado de hum andar, ou
mesmo de dois, sendo nos lugares segu li-
tes ras, Cruzes, (Jueimado, Rarigel, -
reita, e Rozario> advertindo-se que sendo
de hum andar offerece-se algumas lavas :
quem o trver anuncie por este Diario, ou
dirija-se ao 2. andar do Sobrado da ra
20:000,000 do Fagundes D. 20.
12:000,000 : Viaffens.
8:000,000 ;
6:000,000 H Segu tiagem para a baha com escalla
4:000*000 por Ma$ai, a Escuna Oliveirat o dia 3 do
4:000^000 Maio prximo viudouro : quem tiella quizer
2:000^000 carregar ou hir de passagein dirija se ao
1:600,000 seu proprietario Joa Ferreira dos Santos,
3:(XXM)00 no Forte do Matto, ra do Amorim, ou a
3:000,000 bordo lia dita a tratar com oJVf estre.
6:000,000 13 Segu viagem para Londres com toda
8:000,000 brevidade o Brigue lnglez Ebenezer, por
52:800,000 ter pronta a sua carga, forrado de cobre :
800,000 quem pretender no dito Brigue carregar,
800,000 ou hir de passagem, por ter para isso opti-
mos commodos: dirija-se a ra do Vigaria
N. 8.'
Leilao. -

132:000,000
18:000,000
l
14 Que pertende fazer Jones & Wynn
defazendas Inglesas, no dia Quinta feira
7500 Bilhetes a 20.000 ris .. 150:000;0 pelas 10 horas da manh, na casa de sua re-
Os Bhet desta Lotaria sao de 20# sidencia ra da Cruz N. 10.
l*>mtt


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EGTJDW6Y0_1AAA3A INGEST_TIME 2013-03-25T13:20:08Z PACKAGE AA00011611_00299
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES