Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:00250


This item is only available as the following downloads:


Full Text
N. 43
t
n
Anmrde 1829.

DIARIO D PERNAMBUCO.
-
Subscreve-se na Tipografa do mesmo Diario ra Direita N. 207 1. andar em mezes por 640 res huma folha
qne sahiir todos os das uteis.
;
Segunda Feira 23 de Fevereiro. Jejum S. Lzaro Monge.





!
..
t

Le Citoyen genereux, en servant la patrie nepeutavoir
te dcssemdeserendrehahsable, ou mcprisablc a scs yeux
Mrale Univsbsblle
Preamar ds 5 horas e 18 minutos da tarde

i
**

.

CORRESPONDENCIA.

-
-
.
Srs. Redactores,
'
Avizos Particulares.
1 Hum interessado preciza saber, que
fim levaran huns autos da aprehensao feita
na polaca denominada Invencivel em
119 de Fevereiro de 1823 por Manoel Ro-
Sto de quem nao sabe, deve perguntar drigues Setteeoutros, por estar dita polaca
para nao errar, como na Villa de Serinhaein carrejada de pao brazil, e de que foi fiador
nao leo quem me responda fundamento, Joze Francisco da Costa. O processodesta
e nao posso andar nesta Praca gastando di- aprehensao apareceo sem o termo de fianca,
nheiro com os Letrados, porque sou hum quaudo foi procurado para se haverem aar
pobre: dezejo que Vms por caridade me penas, em que fora condemnado o dito fia-
diga se hum homem que ocupa cargo pu- dor. Em 1825 reqaerendo-se vesturia nes-
blico, e tem jurisdicc.ao, sendo culpado em ses mesmos autos, e mandando proceder a
hum crimede morte em huma devassa, po- ella o Ouvidor do Crime que eutao era o
de exercer o dito cargo em quanto se na5 Dezembargador Faria, que Dos haja, re-
mostra livre com baixa na culpa, ou se deve alizou-se a falcificaca5 dos autos, sendo o
depdr a jurisdiccao, e o cargo r Eu perguu- EscrivaS Campos, que pedio vista para di-
to isto, nao sem fundamento, e a raza he zer. Neste ponto rcquereir-se passagem dos
( segundo me dizem ) que para se servir os autos, e se nomeou Coelho, que diz esta-
cargos os pertendentes devem juntar folhas rem concluzos a 10 mezes I O mesmo in-
corridas, por onde conste que elles nao teresssado dezeja lhe diga, que fim teve
tem crime, porque dice-me hum meu vizi- hum apenso dos mesmos autos, do qual
nho, que o Sr. Doutor Ouvidor e Corregedor consta va terem-se, aprehendido na mesma
da Comarca tirando a devassa sobre a mor- polaca 51 caixas de assucar que nao tinha
te do iufeliz Letrado Dionizio, na qual elle pago os Direitos, e de que foi fiador Auto*
jurou, sahira o Capita5-mor Alvaro culpa- nio Joze de Amorim; e bem assim o fim do>
do de ater mandado fazer, e que por tanto inventario, que se havia feito de todos os
devia ser tirado do dito Cargo ( e quizesse utencilios da mesma Polaca.^
Deus que fosse para sempre para socego dos 2 No Armazem de LeilaS Publico de F.'
Povos daquella Villa, e seu termo para se V. da Silva se acaba de receber huma Ca-
verem livres de semelhante Bach ) at se deira a roais elegante que pode haver na-
mostrar livre do crime, mas assim nao tem quella especie de genero, para ser vendida
acontecido, e por isso rogo a Vms. queiraS em Leilao ou fora delle, e se acha exposta
responder a este meu quizito, se ha excep- a todos que a quizerem ver antes do dia do
cao de regra com os Capitaes Mores, ou s6 mesmo Leila No mesmo tem recebido
para vender em LeilaS ou fora delle exce-
lente agoar-dente para lotar Vinhos ( de
28 graos ) em barris que regular de 10 a
11 caadas do Paiz, por preco cmodo.
3 Antonio da Roxa Goncalves, cazado;
morador no lugar da Solidade do Bairro da
Boa-vista desta Cidade, annuncia ao Publi-
co, que elle tem tomado o sobrenome de?
Antonio Nicolao da Silva, e que com este
Sou
he com o Sr. Capita5-mor Alvaro.
Seu impertenente Criado.

.
Hum Matulo,



___
-
=
-i*
-r


T
2




note hlToje conhecido. e seassignaassim como fez conv osseo* enf lados, os qnaes
para une se evite coufu*5 de nome daqui por hum libello cobra par* mais de trez
em diante. K contds de reis, sem o dito Piuto ter feito
4 Perciz-se do hum homerp para Ca- despezas algumas com os ditos, antes elles
xeiro de huma ven& : quern cstivermls cir- pagando todas as necessidades por cauza
cunstaucias de o ser, dirija se a ra do Li- do dito Pinto; pois he de costume o Pinto
vramento rasa D 2 para tratar do ajuste. obrar destas, e outras: faz a ttemi Ro-
5 A pessoa t|iie deixo Unira engalla mana Luiza da Couceica certa'ao"fd|keit*>
na Padaria. da ra Direita D. 10: dirija-se yel Publico que nada deve ao dito*..e.ueijL,
a ursina, que dando signaes certote, he se- a ootra qnahrtrer pessoa. Recife l^de Pe-
ta entregue. *reiro de 1829.
6 Na carreira das cazas do Peixoto, D. 12 A pessoa que annunciou no Diarii?,
69, ha qUem lava, engoma com perfeica, percisar de huma tnulher para enfermeira
e por preco cmodo ; e offerece a ensin^r a e sendo cazada e de punca familia o marido
qualquer esclava a cozinuar, lavar, eiigo* para caxeiro dUium Engenho; dirjanse a
Cidadc de lind i no sitio do Jogo da Bol-
la.

qualq
litar.
7 Francisco Coelbo- de Lemo* e Silva,
Professor de primeiras Letras, com Aula
em a Hua invfl D: 3. f ff< mese -a o es-
peitavel Publico, qu ti' lie se quizar
utilizar, para en.ignar as primeiras LWwas,
Gramticas da Ljngua Nacional, Oriho
grafa, as quatro especies u
quebrado, decimas, piojOtces raz qua-
drada, e cubica; tanto wo sua Aula, co-
rno fora d'ella, ahora que com entinar.
8 O a'uaixo assiguado cun loja 110.Au
trro da Boa Vi>ta, partee''pa ao respeita-
vel Publico que tiver comprado bilheres
13 Carlos Van Nes tem a honra de anun-
ciar ao ref&ifave.t Publico, que pode ac-
ceitar at ao numero de seis discpulos par*
ti ulares Franela iule/a : como igualmente,
Arithmetira, Srs. Estrangeiros que qoeira aprender
liug a Portugneza : ora", das 7 at s 9 da
manila ou s mesinas da uoute.

Gompra-se.
14 Cideiras em tneio u.r.'>:
1 j >
1 '.
na
i 1 ..
ra do
em sua l de Burgos, venha entregar ditos bi:bete*, e lo Qatro quartaos; queut os tiver au-
rtceber sua importancia tjsto ipq ier xito nuueie por este Diario,
a dita rifa por participado que ti ve do dito
^urs8' Perdeu-se,
Joao Francisco de Pinho. ,
16 (TP.Unos pa;eis Otficiaes, da Porta-
9 Joze Manuel Fina, faz Publico que leza das Cico Ponas ate a ra Direita,
ninguem faca pagamento algum, aoueii Ca- quem os aeiiou dirja-se a Typng.afia deste
xeiro Antonio Francisco da Silva Ribeiro, Diario que ser generosamente recompeu-
que exi-tia no seu Aimazem de Cabos da cado. p
ra do Vigario, pelo ter despedido, por 17 Desaparecen no dia Sabbado 14 de
tanto se algum devedor do referido Anua-, Feverei*-o, pelas nove horas da non te hum
zem Ihe pagar ter de o fazer segunda vez Cavallo Castanho calcarlo de todos os qua-
aseu Proprietario. tro pes, lesta aberta, alto, rabao, cimas
10 Preciza-se fallar com o Sr. Mauoel compridas a pessoa que o tiver achado, oa
Bernardo de Caldas Braudad, e ao Sr. An- ddleiQoWdiiija se a loja de livros dfcfron-
tonio Joao Lira Flores; roga-se aos mes-, te de Palacio qe sera recompensado do
nios Srs que declarem as suas morad as pa- seu tra balito.
ra serem procurados. 7
11 Romana Luiza da Conceicao, quede-
vendo a Joao Pinto de Queiroz, a quautia
de 97,000 rei-<, que Ihe tiwha pedido em-
prestado no auno de H+, e mandando pa
' '
. !
Aehou-se.
1
i

t

18 Huma colher de faqueiro, com firma:
na ra da Gloria casa N. 141, quedando
gar a dita quanth. no dia 3 de Mar5o"do signaes certos Ihe sr entregue.
auno de 1826* esle receben lo a dita quan- 19 A pessoa que Ihe faltar hum cavallo,
tia na& quiz passar o recio, fazendo a mes- dirija-e a ra Direita Botica D. 25 que
ua hum requerimento ao Juiz de Fora pa- la Ihe di rao aonde se acha, e dando signaes
Ta o mandar vir a sua prezenca, debaixo de certos Ihe ser entregue.
Juramento declarar se tiuhu, ou nao sido
pago, este o negou, dizendo que tal diuhei* Arrcnda-SG
ro nao tinha receido, e como se acha jus-
tificado p< lo mesmo Juiz, e Escrivau dos 20 Hum cilio em Belem com boa baixa
Oilas. K paca que o dito Pinto uao faca para capim: na ra do Livramcuto no so-



X m y
1

bradojuntoabotica daLourcr Mareta vai para o Carmo, JBebrado N" 06: os
de Crvalho. perleudentes dinja se a ra Direita Sobra*
do N. 20 2. f andar. ; I
AlIllSra-Se. -30 Huma Vaca com soa cria pequea, e
.'J de pouco tempo, com bou ubre, e leiteira:
21 Perciza-se de hum escravo ladino, ou na ra Ditreita Botica D. 25 que I he dirao
quazi ladino, por bastante tempo: na Boti- qncm a tem.
ca de Jure Mara Freir Gameiro, na Santa 31 Hum Citio na estrada do Arrala!, com
/"y*i
Cruz. todas as fruteiras neeessarias, coin :i%Q bra-
,22 Hum preto a inezes para servico de 9a de fundo, e 96 de frente : o pertenJeu-
liuma caza, menos para coz i nh a. r, ssim 1 te dirijao se a<> mediato Sitio.
para comprar os ai ranjos percizos de comes-.; 3&-HumcavHU<>,-rodad*, boa figura, at
tiros e luats servido de caa : ra Nova Lo- bom para carriiho : na ra dos Martirios
ja de Ferrage D. 6, ou aununcie por este ; D. 14.
Diario para ser procurado. 32 Agoa das Cal las do Geuez, barris de
polaca de 4 arroban, bico.to tino do Por-
V6fld6-Se# t;yrape do Porto, amarras de piacva cala-
broteadas de II a 16 pollrgudas, viradores
,23 Quatro escravos3 machos e huma fe- ditos de 7 a 9ditas barril com conservas
ma todos de servico de cuchad inda meios de Lisboa, se i ras de figo*.
nevos, e hum mulato bom oflncial de capa- No Armazem do Machado rna do Vigaiio
teiro : na ra d'agoa venle s< Inado D. 16. N. 14.
.24 Hum casal de Burros novos, bous pas- 33 Queijos Londrinos, muito bons: no
seiros, miulo fortes paca carga, ou sella, forte do Matto Armazem N. 183, ;
de boa mantecas, etamanho; no Aterro 34 Cal branca superior a 1920 o al pci-
dos Afogados na ultima caza contigua ao re: defronte de N.S. do Terco, ualojaD.
sobrado novo de Joze Goncalves.
25 Huma cama de condur em bom esta-
do e do uzo, huma meza de jautar de ama-
relio, e hum bahu : tuada Gloiia caza N.
J90.

l.
35 Huma canoa de carreira em bom uzo:
na mesma assima dita.
. 36 Dois Diccionarios de Portugus e
Francs, por preco cmodo: na ruado
26 Rifa que faz Joa Antonio BrandaB, 1 Queimado I). 16.
de varios gneros como consta pelo Plano,' < 37 Hum en vallo laza, frente aberta,
os bilhetes se vendem no Aterro da Boa-vis- bom carregador, e muito bom passeiro, no-
ta etn caza de Antonio Joze Bandeira, na vo, poia aind t nao igual u : em S. Ana o,
ra do Cabog na L< ja de sera d Angello n Sitio que lica coulro iic ao Semiterio dos
Custodio dos Santos, na Praca da niad Ingleses.
Loja N. 7, na ra do Collegio na Loja de Sil Caf bom a livra
Manoel Antonio Martins, e de fronte da Cha lsoit muito bom a libra
porta da Madre de Dos na L ja de feria- Acucar ruinado a l. .
.gem de Pedrozo, a preco de 640 rs.: o ma- Manteiga nova a 1.
s bre\e que se venderem os bilhetes far Macarrao, e aletria al,
amiuiiciar pelo mestno Diario o dia, e aon- Espremacete a 1.
de hade ser. Pacas a 1.
' 27 Justinianno Candido da Silva, parte- Queijos novos
cipa ao Publico que abri huma loja de lou- Vinho de Feitora do Porto a caada 1,000
ca da trra, cita na ra do Rozario D.21, Ditto por garrafa ,140
das qualidades seguintes : Ditto P lili a caada ,960
Jarras hmidas a ped-a fabrica dita Ditto por garrafa ,120
Quartinhas ditas dita dita Aieite doce a garrafa s ,260
Jarras buruidas a panno dita dita 1 Vinagre dita ,00
L uca grossa de todas as qualidades da fa* Na ra da Carnuda do Carmo D. 3.
brica da Piranga: todas as pessoas que se 39 O Brigue Americano Panam muito
quizerem servir, serao por pre90 cmodo. velleiro, e novo, forrado de cubre e cavi-
28 Bilhetes da rifa que faz J. T. de Cam- Ihado do mesmo, de lote, de 210 Touela*
pos Quaresma de diversos objectos de mo- das, prompto a seguir viagem para qual
da e gosto, na loja do mesmo ra daCada quer Porto: os pertendeutes dirij*e aos
Velha N. 41, na de Joze Doininguea Ne- seus Consignatarios, Maiheus, & Forster
Tes, ra do Cabug N. 71: preco dos bi- moradores na ra da Cruz do Recife caza
lhetes.640 reis. N. 56.
29 Huma Padaria, com todos os seus per- 40 Huma escrava crila de idade 16 a 18
tences, em boa situacao para ter extrac.no anuos, coze xa, engoma liz >*, e faz toda
os seus efleitos, ua ra do Rosario, quem o servico de huma Salla ; na ra de Madre
. ,200
ra ,960
f t ,0n0
,280
,i:o
1 ,480
. , , ,120
* ,720



'
.

H
TI1' V '..*.



T
O) ,

de Dos, a segunda casa a mao direita que 47 No di 12 do corrente, huma negri-*
fica defronte do beco do Encantamento. nha de nome Maria, deNacao Angola, ida-
41 Hum escravo do gento de Angola, de 12 anuos, chegada a pouco tempo, tem
idade 25 a 26 omos, bom Canoeno, e Car- os den tes da frente cortados, olhos peque-
rero: na ra de S. Joze N. 668. as, groca do corpo, os hombros largos, as
maos e pes pequeos, fui com saia azul de
EscraVOS FuffdoS. X!ta* com Bum *boliro e toalha : os apre-
fl* p hendedores a podera levar a sua Senhora
42 No dia 12 de Novembro do anno pas- Anna de Freitas Barboza, Vi uva, moradora
sado, hum muleque por nome Benedicto, nos Afogados no Pateo de N. S. da Paz,
com officio de Canoeiro, com os signaes se- caza D. 4, a qual promete pagar com ge-
gu i rites, cara largt, naris xato, ps gran- nerozidade.
des, levou vestido carniza de bata amarel- 48 No dia 12 do corrente, huma crila
laja rota por baixo, chapeo de palha: os por nome Agostinha, idade 16 anuos com
aprehendedores o poderaB pegar, e leval-o o olho esquerdo vasado, alta, secado cor-
na ra d'Agoas-Verder casa D. 20, que po, e sahio com vestido encarnado: osa-
serao bem recompensado do seu trabalho. prehendedores a poderS pegar, e levar a-
traz da Matriz, caza N. 411.
43 No dia 12 do corrente desapareceu 49 No dia 12 do corrente, hum escravo,
hum escravo, por nome Vicente, estatura por nome Vicente, estatura ordinaria, ida-
ordinaria, idade 40 annos, rosto hutn tanto de quarenta aunes, rosto hum tauto chupa-
chupado, olhos vivos, com signaes de feri- do, olbos vivos, com signaes de feridas na
das na testa, entreo cotovello, e calcanhar testa cutre o cabello, e calcanhar raxado,
raxado : os aprehendedores o podera pe- os aprehendedores o podem pegar e levar
gar e leval-o a ra da Madre Dos, a Joze a ra da Madre de Dos, a Joze da Cruz
da Crus dos Santos, que ser bem recom- dos Santos, que Ihe recompensar bem o
pencado do seu trabalho. seo trabalho.
44 No dia 1 do corrente desapareceu 60 No dia 2 do corrente, hum Molato
hum negro por nome Joaquim, do gento por nome Cosme, com officio de corpina,
de Angolla, Canoeiro, reprezenta ter de i- cor a marella, picado das bexigas, estatura
dade 24 a 25 anuos, com huma marca de fe- ordinaria ; fngio com calca de pao azul,
nda na face do resto : os aprehendedores o jaqueta de lila preta, e cbapeo branco. To-
poder pegar, e leva-o na ra Direita, casa da e qualquer pessoa que do mesmo sonber
de Antonio Joze d' Albuquerque. ou tiver noticia participar a sua Senhora
45 Desapareceu a 6 mezes hum preto Pa- na ra do Colegio D. 4 em caza do falescido
deiro, por nome Bento, naca Cabund, es- Antonio Leal de Barros na certeza de que
tatnra alto, grosso do corpo, ale i jado de ja tem dado todas as providencias necessa-
hum dedo da ma5 esquerda: os aprehende- rias para que o dito escravo nao seja venJU
dores o podera pegar, e leval-o a ra do do para fora desta Provincia tanto por mar,
Rozario D. 1., que ter 3,000 res de gra* como por trra, e a mesma Senhora prome-
tificacao. te recompensar bem o trabalho, daquella
46 No dia 12 de Dezembro do anno pas- pessoa que descubrir o referido escravo.
sado dezapareceo do Hospital Militar hum 51 No dia 20 do corrente pelas 8 horas
negro por nome Pedro com os signaes se- da manh desapareceo huma negra do gen-
guintes. He alto, bem preto, com bastan- tio de Angola, por orne Jacinta, de idade
te barba, ventas larcas, levou vestido ca- 6 anuos, pouco mais ou menos, levou ves-
miza, e seroula de xila azul; qualquer Ca- dido carniza de alifante, indo buscar fogo
pitad de Campo que o pegar, leve-o a seo na ra das Larangeiras, quem souber d'ella
Sr. que he Joaquim Maria de Carvalho, em aqueira restituir a seu Senhor, morador na
huma caza no principio do Aterro dos Aflb- ra des Quarteis, detraz da Igreja do Sa-
gados contigua ao sobrado de Joze Goncal- cramento, casa N. 1, que ser bem res
ves, que ser bem recompensado compensado.
/ .
1
.





fO^S^O-^
Permmbuco na Tipografa do Diai io.



ita
i


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EG7MS8RQ6_IXV93Y INGEST_TIME 2013-03-25T12:44:44Z PACKAGE AA00011611_00250
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES