Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:00065


This item is only available as the following downloads:


Full Text


N. 89 '
"~ j -T7X; U <
DIARIO DE PER'JAMBUCO.


. .,'
.
i iii




_^


.

Hoje Quinta Feira 26 de Abril de 1827.
5 .' a di a u^rti '. :; y. u


ni ,
-----1rt

i
) r-.'.U' -
S; Pedro de Rates.



.
iki
:
' I
I .,
_ i
Preamar as # /u>ras e 54 minutos da tarde.
1 v^
^^, I



. PORTUGAL.

Lisboa 11 de Marco de 182
A n i;i'..', .
^XrPRESSA-Mo-Nos a participar aos
nosss leitors, que qor noticias fide-
dignas recebidas ltimamente defcVan-
5a sabemos ter chegado a Brest S. A.
K. o Sr. Infante D. Miguel para all
embarcar na Nao D. Jt>ao 6 ; que
se achava prompta a receber S: A. pa-
ra o conducir ao Rio de Janeiro. Esta
noticia que tem cauzado a maior satis-
facao aos amigos da ordem, tem des-
concertado muito os anarquistas, e os
inimigos das novas nstitiii^es; os
quaes ainda esperaS ver entrar neste
porto em ves de hir para o Rio, a S.
La nova aos 42 minutos da matinal
. .{." ro ',
Quartel General do Partido do Porto
em 2 de Marco de lfc27.
Pelo Cadete do Regiment de Ca-
vallaria N.e 10, Narciso de S No-
gtfeira, p^rtLcjpa o General Conde de
Villa Flor, com data de 7 do mez pr-
ximo passado, de Villa Real, ter che-
gado aquella .Villa com parte da sua
Divisao, pelas 8 horas da noite do dfa
26; deyendo marchar na manh do
di 28 Sobre Mirandella a fim de sp-
portar os movimntos d General Mel-
lo, que alli devia ter penioitado o
dia 26. .. n
Constava que os Rebeldes se havi-
ao reunido em Moncorvo, e que mui-
to difhcilmente poderiao forcar a pas-
sagm do bur no PoxrVno, cuj
. R. Mizeraveis! "Nao se'Iembra o ponto namarg'enropposta se cn"beni
1- guarnecido.
estes perversos que he attacar os sen
tmenlos, e dignidade de S. A: o S-
polo capaz de afastr-se daquelles
principios que a tanto tempo tem ma-
nifestado Quando ouvi-mos taes dis-
parates lembra-mo-nos dos Sebastia-
nistas, qde ainda hoje espra
i'.rj
.i 11
defunto t ,>.' SebastiS.
o
o
o
e
o
o
o
o
o
o
o
( O Pavilha Lusitano. ) '
O General Mello tinha ordem para
marchar sem! perda de tc-mpo sobr os
rebeldes,' e os atacar logo que os pu-
desse alcancar': ao General Azeredo
Ihey (i intimado, e detx'ando huma
fra sfficfnte etnfcmego, partisse
a reforjar os politos mais amca^ados
na margem esquerda do Douro?
0 Visconde de Canllas tnha sahi'
do de Villa Real no dia 26 pelas du^
k.
7~7


i'"""T igili'ir'liri '- A.
^
'i iimMM
3


f 356 )
horas da tarde, acompanhado de alga-
mas guerrilhas, em direccade Abrei-
ro, provavelmente para all passar o'
Tua e marchar para Moncorvo; ten-
do desistido do projecto de formar Ba-
talhoes de Ordenanzas, no queencon-
trou a maior difficuldade e repugnan-
cia na Provincia.
Entre os Chefes trnsfugas reina a
maior dissencao e desacord, e nos
Soldados pessima vofitade e insubordi-
nacao completa. Savedra, Terten-
te as Ordens ,
Lamego 18 de Fevereiro. Rece-
bera-se aqui noticias de Moncorvo.
At ao dia 12 estere all Antonio da
Silveira, e comecou o recrutamento,
que anda dura: tem os desgranados
habitantes, daquella Provincia soffrido
huma contribuicao horrorosa, eextor-
quida sem piedade. Acha-se all hu-
ma forca de Milicias, Guerrilhas, e
galuxos j fardados. Tem huma guar-
ni, ao forte na Barca do Pociiiho, e
huma peca de Artilheria, e fazem em
Moncorvo o seo deposito de vveres,
e recrutas. Creio que esperaa alli os
restos da cabilda para se lhe aggrega-
rem os no vos con (Vades, e ten tare m a
passagem para a Beira por aquel le
qui tinha a ponte iiitrincheirada ; po-
g rem asum que nos pressentirao, fugi-
ra5, ese encaminhao a Villa Flor, e
o
o
o
o
ponto;
[
Braga 23.. O Mrquez de Ange-
ja marcha a tnanh com a stia Di vi sao.
Aqui se venderaS em lcilao publi-
co as bagagens dos Viscoudes de Villa
Garca, e Montealegre."
Mirandella 26 de Fevereiro. Os
rebeldes va5 sempre fugindo, com
hum roedo tal, que donde estao man-
dao piquetes a distancia as vezes de 4
leguas para serem avisados com tempo
bastante para se porem a salvo; po-
rem tem-se-lhe apanhado alguns sol-
dados dos meamos piquetes, assim co-
mo foi boje hum Cabo. Os soldados
dos Corpos que forao prisioneiros,
va-se apresentando quasi todos. A-
Moncorvo, para onde marchamos a
manha: cedo veremos se os pedemos
o metter em alguma ratoeira, de que
o nao* possao fugir com tanta pressa.
o Os soldados dos Rebeldes andao em
o tal estado de miseria que se nao pode
explicar ,* huns cobertos com mantas
velhas, outros descalcos, &c., assim
como tambein os Officiaes: cada hum
faz o que quer, j alli nao ha subordi-
nacao ; em fim desesperados.
o
Melgado 26. Os Rebeldes con
o servao as mesmas posizoes de 9. Gre-
o gorio, Passos, e Christoval, e nao tem
desde o dia 19 feito movimentoalgum
0 contra nos: tem com tudo roubado, e
saqueado inuitas Casas nos Povos que
1 lhes ficaS vstanos, e fora do alcance
da proteccao da Tropa aqui estaejo-
g nada, e tem feito os m ai o res desatinos.
Ha dous das que passaraS huma Or-
dem rigorosa aos Povos que lhes esta5
o sujeitos, para que todo o que for ca-
o paz pegue em armas, espingardas, oa
o chucos, com pena de saque, e fogo na
o sua Casa; e com efeito prepara-se uo
va massa de guerrilhas contra esta
Villa.
Na Hespanha continua a dar-se-
| lhes o auxilio e a proteccao do costu-
g me; e no dia 23 chegou a Sella nova
o bum Parque d* Artilheria, que est
o ahi, e em Lobios, distante desta Villa
o 4 legoas. Neste Parque vein artilheria
de grosso calibre.
o
o
Valenca 23 de Fevereiro. O Ge-
neral Moura vai a Lisboa. O Batalhao
de Cacadores-12 para Braga. Da Gal-
liza nada se sabe, mais do que a gran-
o depersegnica dos que se correspon-
dem com Portugal, em consecuencia
d'hum Edital que Fernando Vil. man-
dou aflfixar a este respeito. Hontem
o foi hum Officio ao Governador de
o Tuy para que entregasse as armas dos
#




(357)
Rebeldes que "por all fugirao, e elle
den a resposta do costume; isto he:
paliativa....
dem. Marchou o Batalhatf de
Caladores N. 12 para Braga; ficao
Regiment N. 21, Milicias de Vian-
na, Barca, Villa do Conde, e Arcos.
Na Galiza tem-se desenvolvido a
maior perseguaos e as prisoes sa6
frequentes.
Caminha 28: Chearao hontem
a Guardia 80 horneas de Milicias para
guarnecersPraiasdaquelle Destricto.
Porto 2 Depois da desavenga
que ti vera 5 entre si os rebeldes ern
Chaves, como ja publicamos, Mages-
si retii'oti-se para Galliza, levando
<:omsigo 6;000#000 da caixa militar;
o Mrquez de Chavea separouse de
Telles JordaS, e estava na Torre de
Moncorvo ( no dia 26 ;; o Visconde
de MoHtealegre foi na direccaS de Bra-
ganca com as tropas que seguiraS o
seu partido.
Telles Jordao estava em Villa Flor
com os restos dos Regimentos 14 e 17
de I ufan tari a, Cacad ores 4, a I guma
Cava liara, e huma peca de artilhe-
ria.
Por lium mappa, datado do dia 22
de Feveriro, que o Traidor Doutcl
deixou ( tal vez de proposito ) no seu
quartel, dava a forja total da linha dos
rebeldes em 1:535 pracas.
As forjas dos rebeldes estavao di-
vididas em tres corpos; e o General
Mello estava em sta observaca, de-
sistindo de ir atacallos em Villa Flor,
por lhe constar que naquelfc dia el tes
pertendiad moverse em outra direccao.
Na marcha d'Amarante at Villa
Real as nossas tropas nao soffrerao ou-
tra resistencia mais que hum pequeo
tiroteio deguefrilhas na Campea e ao
entrar em Villa Real, fugindo os inimi-
gos apenas os nossos se aproximavao.
Consta igualmente que a maior
o
o
o
o
o
8
O
o
o
o
o
o
parte das guerrilhas, e milicias rebel-
des se hao retirado para suas cazas.
( O Peridico dos Pobres. )


*^S^*


EDITAL.
Joze Pereira Pinto &c. Fajo saber,
que pelo Ex.mo Sr. Prezidente do Go.
verno desta Provincia me foi remetti-
da a Portara do tedr segunte. Em
tanto que se apronta a Artilharia, e tu-
do o mais que he necessario para ar-
mar-se em guerra huma, ou duas Em-
barcacoens, que com a maior brevida-
de hao de sahir deste Porto a proteger
a NavegacaS, e o Commercio: o Sr.
Capita de Fragata Intendente da Ma-
rn ha tara constar por Edita!, que nao
conviudo tripularem-se as ditas Em-
barcacoens com gente obrigada, o Go-
verno se prope a fazer boa a os Mari-
nheiros que voluntariamente se vierem
alistar, a soldada de vinte mil rs. meu-
caes, a qual lhes ser paga prompta-
mente; eque nenhum Marinheiro dos
que assim se alistaren!, ser obrigado
a servir em qualquer outra Embarca-
cao do Estado seis mezes depois de de-
zarmados os.Navios, que ora se fazem
precizos, devendo confiar na boa f do
Governo que assim se praticar. Pa-
lacio do Governo de Pernambuco 21
de Abril de 1827 Ferrao Por tanto as
pessoas, qne voluntariamente se qui-
zerem alistar para ta5 justo servido
g comparecao na Intendencia da Marinha
para se lhes abrir os necessarios asien-
tos. E para que a noticia chegue do
que cima se contem, mandei afxar o
prezente Edital nos lugares do costu-
me. Intendencia da Marinha 25 de
Abril de 1827 Joze Pereira Pinto.
o

o
c
c
o
o
o
o
o
o
o
o
o
O
o
c
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
O
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o


Compras
*
1 Quem tiver para vender bum Preto
a inda que seja velho, com tanto que

~V


-
(358)
ra feitor de Citio ou Engenho que-en-
tende hern de cultura, anuncie por es-
te Diario para o dito procurar.
8 A pessoa queauunciouporeste Di-
ario querer comprar hum escravo de
idade, que-enteudessc de agricultura,
saiba arranjar quaesquer plantas em
hum Citio, anuncie por este Diario. g
Vendas.
2 Quem quizer comprar huma caza o
terria no Pateo da Ribeira falle com
Joze Bernardo narua da llharga da o
Penha D. 17 dirija-se a Botica de Joao Pereira da
3 Quem quizer comprar hum escra- Silveira nosQuatro cantos, onde acha-
vo por nome Joze de 20 annos de ida- r o que pjertende.
de bom Camaroeiro, dirija-se a ra de- -g
tras de S. Joze caza N. 892 e nela o
achara com quem justar.
Alugueis.


4 Quem ti ver escra vos, eos quenaa-
lugar para o mate obrigando-se quem
os quer alugar a mantelos no lempo
que os conservar, procure na ra atraz
da Matriz do Sacramento caza D. 6
que achara com quem tratar.
F.UB.TOS.
5 Na madrugada dodia 25 do corren-
te furtara dois Cavallos de Sella com
os signaes seguintes. Lazad, frente a-
berta, calcado de trez pez, crina corta-
de, cauda comprida, bonita figura, car-
nudo, idade 7 anuos. Outro russosu-
o
o
c
o
o
o
o
o
o
o
c
o
c
o
o
*
w

o
o
o
o
e
o
o
o
o
o
o
9 Carlos Nannes, Professor das u-
las Franceza, elngleza, doLycoEer-
naiiiuiicuuo, tem a honra d'anunciar,
que achando-se ja mais restabelecido
da grave eufermidade, que at agora
tem padecido, se acha as suas cazas
no Forte do Matto para continuar as
suas licoens de Inglez, e Francezti to-
dos os Srs: que queira continuar a
frequentar os estudosdas mesinas Lin-
guas, horas, at as nove da mauh, e
das seis da tarde por diante: os Srs.
que querem tomar Licao em sua caza
sera pontualmente a (tendidos.
JO O Padre Manoel Tavares da Silva
Coutinho acaba de ser por S. M. I. a-
prezentado em huma cadeirade Coni-
go da Catedral da Corte do Rio de Ja*
jo, crina metade cortada, e metade &*,*,. ~..^v.a~---------------...------
comprida, idade lOannos. Quem ti- y neiro, o que o obriga amudar asua re-
Ver Noticii, e os queira entregar a seu g zidencia para aquella Capital e como
dono ra da Cruz N. 7 no Recife, ou
no Citio da Sol idade do Major Maxtins
da Cavallaria que dar o premio de
15#000 rs.
Arrematares.
6 Acha-se napraca do Ouvidor doCi-
vel da Helacao hum Citio de trras no
lugar de barreira queimada termo da
V'lt 1 1 ** 4-V
O
c
o
c
o
o
o
o
o
o
o
o
nesta Provincia tem diversoscredores,
e dezeja liquidar as suas contas, e pa-
gar com o resto dos bens, que escapa-
ran a voracidade de huma familia a
quem os confiou ; roga a os seos hon-
rados credores sedignem mandar apre-
zentar a Joze Thomaz de Campos
Quaresma a quem tem constituido seu
Villa do Lhr.oeiro a margem do rio Ca- g Procurador, e que mora na ra de S
bipari be trras de plantar e criar com Francisco dolado esqurdocaza do
duas ve rt en tes dentro avaliada a bra
ca a 1500 tem 430 bracas de fren-
te e cinco quarlos de fundo, quem
nellas quizer lancar dirija-se a mesma
praca nos dias de Segundas e Quintas
detarde.
Avizos Particulares.' '
o
o
o
O
o
o
o
o
o
c
o
o
o
falecido Peixoto 2. andar D. 10 to-
das as contas, e clarezas, e com elle a-
justarem o meio mais fcil, e cmodo
de serem em boleados.
11 Participa-se ao Publico que no da
28 do corrente se hao de fixar as Ma-
triculas, dos Estudantes, d'a Aullas do
7 Quem precizar de hum homem pa- Comercio & Navegacao.
|3> PERNAMBICO NA TYP. DO DIARIO Ra'Wr&TA $ 2M.,4$
_
Vende-se na Loje de Livrqs defronte de Palacio a precjj de $0 ?9

<...
/.-.*./
71":


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EPF49VKU7_DEAYD4 INGEST_TIME 2013-03-25T14:57:50Z PACKAGE AA00011611_00065
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES