Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:00012


This item is only available as the following downloads:


Full Text

-'I-I I II
I
II
1




.
*
s*

DA RIO DE PERNAMBCO.'




Hoje Sexta Feira5 de Feverero de 1827.
S. Apollomu V. M.
O
->m

Preamar as 4 floras e 36 minutos da (arde.
.


(Continuado do N. antecedente.)
O.
Plano dos Desertores reduz- se a
marchar Magessi com a Tropa, que
esta' ern La Serena sobre Castello
Branco pelo caminho de Romaniual,
e Segura. O Visconde de Monte Ale
gre com a Tropa, que esta* em Palen-
cia, marchar a Salamanca, aonde
leve encontrar a Cavallara, que de-
ye chegar de Lugo. Em Salamanca
sera destacada huma pequea torca
para ameacar o Sul da Provincia de
Tras-os~Montes, entrando at Mon-
corvo, e o resto da Divisa! entra por
Villa Maior para ir ocupar a Cidade
da Guarda, e abrir a com mu nica gao
com Castello Branco, que estara' en-
ta occupada pela Divisad de Magessi.
Estas das Divisos combinara entre
si suas operaces, tanto sobre Lisboa,
^ e Coimbra, como sobre o Alentejo, e
Traz-os-Montes. A Divisad de Madu-
reira, que esta' em Lugo, marchara'
sobre Monte Re, para ameacar a Pra-
5a de Chaves, e postar-ge em Meo-
forte.
No caso de se adiar a Beira Alta
defendida, toda a Divisad de Palencia
occupar Braganca para alevantar a
Provincia de Traz-os-Montes, e paa*
sar depois da Beira Alta.
I Divisad Realista do Alm-Tjo:=
Ordena o Senhor General Commati-
g dante de Divisad, que a Missamanha
g seja as 7 horas e meiada manh, e que
o as nove se reunad no Quartel General
8 todos os Senhores Ofliciaes, Porta-
Bandearas, e Estandartes, e Cadetes,
para prestarem o Juramento de Fide-
| lidade ao Senhor D. Miguel I., e seus
Successores; e tambem se reun rao
mesma hor/i os Empreados Ciyis do
g Exercito, e os Paizanos Nobrcs anne-
xos a Divisad; e as quatro horas e
meia da tarde se reunirad todos os Cor-
pos da Divisad no lugar da Parada
junto ao Convento dos Franciscanos,
o e da mesma forma os Paizanos de se-
gunda condica, e alli aos Senhores
g Commandantes das Companiias se Ihe
g ordenata que cada hum delies forme
hum Circulo com a do seu Commaudo,
e qualquer deJIae se poderad uniros
Paizanos da segunda condicao para
prestarem igual Juramento aoque de-
rao os Senhores Olficiaes.
Os Seuhores Commandantes dai .
o Companhias terad cada hum delles hu-
mas Horas, hum Crucifixo, ou huma
Cruz, com a qual se col locar no cen
tro do Circulo, mandando levantar a
mad direita com o braco estendido na
direc^ad do Senhor Commandante da
Companhia, o qual pronunciara' o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o

/


.

.






H^
*







' i
*\
>
ti
j>

Juramento, qye todos os seus Subdi-
tos devem repetir unanimamente na
forma seguinte. _^
" JLuro manter e defender os LH-
" reitos de Legitmidade do Senhor
" Reide Portugal edos Algarves, D.
" Miguel I. Nosso Senhor, edesus-
tentar cora risco da minha vida,
"derramando todo o meu sangue
" parafazer valida e constante a Ac-
" clamacao que fiz do meslo Senhor
- Re, edalegcnciadeS-iAus^ta
" Mai, a Imperatriz Ramha Nossa
" Senhora, durante a ausencia de Sua
" Magestade o Senhor D. Miguel,
no da 31 de Julhod presente an-
uo- se o mesmo Augusto Senhor
D. Miguel I. fallecerseiu Succssao
legitima juro Successora e Soberana
do Reino de Portugal, Algarves,
Ilhas Adjacentes, e mais Dominios
Ultramarinos dependentes da Sobe-
rana de Portugal a S. A. R. a Se-
" nhoraPrinceza da BeiraD. Mana
" ThereZa,eporsuamorte( que Dos
" afaste), aS, A. o Serenissimo Senhor
' Infante D. Sebastiao de Braganca e
" Bourbon, Seu Augusto Filho, Por-
tuguez por Sangue, por Nassimen-
to, c tambera pelo Solemne Contrac-
to' de Casamento de Seus Augustos
Pais; e outrosm juro finalmente de-
fender at a morte todos os referidos
sagrados, e legit irnos Direitos, e nao
reconhecer jamis outros quaes-
quer, por serem usurpados, e im-
postes pela forca, e inteir*menje
oppostos as Leis Fundamentaes do
Reino, que liga os VassaUos,
e os Soberanos tamben; assim Dos
'* me ajude; e se nao, nao,
Quartel General de Villa Nova de
la Serena 21 de Setetnbro de 1826.
Ajudante General, Abreu Est con-
forme o Original Antonio Joaqinm
Guerreiro, CapitaS Ajudante d'Ordens,
que sirvo de Secretario Militar. Es-
t conforme D. Luis Victorio de
Noronba.

y*

>

)>
>>
O
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
e
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o

o
o
o
o
o
o
o
o
c
c
o
o
c
o
s
c
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
c
o
o
o
o
i
DivisaS Realista d'.Alem-Tejo. ==
Auto de juramento prestado pela dicta
Divizao para defender os Direitos da
Legitimidadedo Senhor Rei de Portu-
gal D. Miguel I. Nosso Senhor An-
no-do Nassimento de Nosso Senhor
JES CHRISTOaos vinte e dois das
domez deSeteinbro de mil itocentos
e vinte e seis, em Villa nova de la Se-
rena, Reino d'Hespanha, no Quartel
Ceneral do Commaniante da sobred-
*z DivisaS Antonio T?.vares Mage?s*
de~ar\*io"F\da\go Cavalleiro da
Casa de Sua Magestade Fidelhssima
Commendauor Professo na Ordem Mi-
litar de S. Bento d' Avis, e Brigadeiro
General dos Exercitos do mesmo Au-
gusto Senhor, fora presentes os abai-
xoassignados, a quera o mesmo Br>
gadeiro, depois. de haver jurado aos
Santos Evangelhos em que poz sua
ma direita, deferio igual J urauiento>
que he pela manira segrate :
(Segue-se a formula do Juramen-
to pelas mesmas palavras jaatraz re
feridas, e 89 Asignaturas, terminan-
do cora o seguinte Termo de Encerra-
mento:)
" Em prova da verdade referida pa-
" raconstrarem todo o tempo, epo-
" dr chegaras Mos de S. M. Fide-
" lissiraa o Senhor D. Miguel 1., o
" da Imperatriz e Rainha Nossa Se-
" nhora, Legitima Regente de Por-
" tugal, edeS. A, R. a Serenissima
" Senhora Princeza da Beira D. Ma-
'* ria Theresa, immediata Sucessora
" da Coroa de Portugal, e de S- A.
" Serenissima o Senhor Infante D.
" Sebastiao. Sucessor de Sua Augus-
" ta Mi: Eu D. Joa5 de Abreu da
? Sitoa Lobo, Ajudante General da
u Divisao, por ordem do General
" Commandante da mesma, subscre-
" vi, e assignei este Auto, do qual se
" tirarao tres copias autenticas, e hum
" duplicado do original para fjcar no
Archivo da Divisa. Magessi

.
Est conforme*
Jos Basilio Radmaker*
.-

-
-


(123)


Compras.
1 Quem tiver para vender hum escra-
vo pardo, de menor, idade, com prin-
cipios de ajjaiate, e.sem nota alguma,
dirija-se a ra* da Madre Dos, caza
N. 203 .que achara com quem tra-
tar.
VENDAS.
2 Vende-se a loja de can quel haras ao
p da quina que vira para o Cabug,
ti iieui a quizer comprar dirija se a mes-
' ia loja para fazer o seu ajuste na cer-
teza de que fas se toda o negocio Com
quem a pertender comprar.
3 Quem quizer comprar hum sitio de
trras proprios, bem plantado de La-
rangeiras, Coqueirc^s, e outras frutei-
ras, cera caza de vivendade pedia, e
cal, com muitos cmodos, sita na es-
trada do Arraial entre Crus de Alinas,
e Monteiro; dirija-se ao Aflojado, ao
largo de N. S. da Paz, a caza, da Vi-
uva D. Francisca Joaquina do Sacra-
mento, com quem tratar o negocio.
4 Quem.quizer comprar hum escravoj
inolato de boa figura, bom para page,
ou outre qualcjuer serv9o, de idade
20 a 22 annos, quem o pertender diri-
ja-se a"ra do Rangel caza N. 41, a
falar com Joa5 Pinto de Queiros, que
dir quem o pertend vender.
Quem quizer comprar hum ,-s-itio,
na^estrada da,Gaza Forte, que vai pa-
ra o Monteiro, que foi .do falecido Pa-
dre Piala, pode dirijir-se a D. Joa-
quina Iguacia Salgueira, que esta pas-
sando a testa oo jbngenho Monteiro.
6 Vende-se urna venda ama de Fo-
ra de Portas, caza,NQ 19 defronte
do beco largo, quem a pertender com-
prar dirya se a mesma venda, ou a
Joze Francisco da Costa na ra da
Cruz. ,'. > ,; '
7 Quem quizer. comprar huma mora-,
da de cazas ^terreas na ra de S. Joa6
em linda com terreno de ambos os
lados e com. a frente para o Nasceute,
com poco, e banheiro no quintal,
grande, e coro muitos com modos, fal-
le cora .Francisco Bringuel,de Amjra.
de, morador na, mesma caza N* 2.
8 Quem quizer comprar tijolo de la-
drilho da Franca, por preep muito c-
modo, dirija-se a caza de B. Lasserre
e Companhia, na ra do Vigario, caza
N15 16.' ,,, -oX-.-i
9 Quem quizer compr^ hum preto
afcio de idade de 18 a 20 annps qffici-
al de Barbeiro, e .bom sangrador, dj
rija-se a ra da Cade i a Velha, caza
N. % So, ou loja N. 41 que la acha-
ra com quem tratar do seo ajuste.
Arrendamentos.
10 Arrenda-se hum sitio com bastan-
tes arvores fructferas ainda novas, de
militas qualidades, e em estado de co
mecarera a produzir: tem huma
morada de caza tambem nova, e com
todos os commodos,
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
c
o
o
o
o
o
o
s
3
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
que se exigem ;
o bom, lugar em que est, que he na
campia da Caza Forte, e caminho
que se dirige ao centro daqulla Po-
voacfto, ejgreja, offerece todas as
comodidades, que;se exjgem: quem o
quizer arrendar dirija-se a raa de Or-
tas, em caza.de Joa Firmo, ou ao
mesmo sitio, onde achara com quem
trata/.
Furtos.
11 No da Segunda fera desaparecen
huma Cabra ae leite, com duas Cabri-
tas ja grandes, e tem os signaes se
sui^tes, cor amarelasa con*, o fio do.
lmbo, e pernas pretas, orlhas ara**
bas aparadas naponta huma redonda,
e outra com Tonna de forquilha, as fi-
lhas huma he da cor da mesma cabra,
e outra preta com as orelhas pintadas
de branco; julga-se estarem agazalha-
das em lguma caza para tirarem leite,
quem dellas souber, assa o favor a-
vzar na ra de Agoas Verdes na caza
N. 388, a onde, receber alvissaras
se for pessoa que preci'ze, e seu dono
lhe ficar obrigado.
Ach nos.
12 No sitio de Joze Antonio, em Par-
nameirim, apareceo hum cvalo de
carga, ijoe julga-se ter viado da Poji-.


..


\


"w
^At^
-,. (. .
124)
r

Vx

i

o
o
o
o
o

o
o
te de Uchda, pelos sitios estarem em
aberto, quem for seo dono, procure
no mes'm sitio ao Padre Alexndre,
que dando s signaes certos, lhe dir
quem o tem.
Fgidas, de Esc r a vos.
13 No da 15 de Janeiro fugio huma
negra por nome Anna crioula, de ^da-
de 20 annos; com os signaes seguin o
tes, alta vis toza, com o pe direito fo-
veiro pela parte de fora, com gancho
no pescosso por ser custumada a fugir, g
qualquer Capita de Cajnpo, ou oqtra
pessoa que a pegar, a far conduzir ao
Affogado no largo de N. S. da Paz a 2
caza da Vi uva D. Francisca Joaquina
do Sacramento, que ser pago do seo 5
t rabal lio. o
14 No da 5 do corren te, desapareceo
hujn molequ do gento de AngoIIa de
idade nove para des anuos, com cami^
za e calca de algoda, e teih no peito
hum signal de queimado, quafquer
CapitaS de Campo, poder pegar, e
conduzir a Fora de Portas, caza N.
21, que ser pago do seu trabalho.
Avizos Particulares
15 Felis Vieira d Silva, morador na
ra da Cruz caza N. 14, no 1. an-
dar, faz siente a todos os Srs.. Propri-
etarios e Capitaes de Emharcacoes,
que aehando-se fomecido das mais ex-
cellentes pedias magnticas, elle se
dedica as horas vagas da sua aulla,
ao traticode tocar Agulhas, reparando-
as de hum tudo de quepossad preci-
zar.

za Machado e 1 escravo, Mtheos de
Souza Maebado, Gabriel Antonio de
Carvalho, e Thomaz Francisco da Sil-
va, e 1 escravo. Porto deGalinhas;
24 horas; S Rainha dos Anjos, M. e
dono Manoel Domingos Gomes, e-
quip. 8, carga caixas de. assucar. *
Molembo; 68 dias; Cter Conceicao
Minerva, M. o Piloto Joaquim Gomes
de Mello, por ter morrdo o Ce pitad
naquelle Porto, carga 102 escravos a
Manoel Alves Guerra. Liverpool;
54 dias; B. Ing. Tom, M Fearce,
equip. 9; carga varios gneros, a Key-
vorth e Comp.a Havre de Grace ;
45dias; G. Franc. Apolon, M. Edou,
equip. 15, carga varios gneros, a.
Roberts Pe y p Companhia, passagei-
ros para esta Provincia Mauricie Du-
rana, Charles Gadot, para a Bahia Di
udome Cordier Cbeodou o Cauel Pan l-
regord Roderodrigo Castto, Prosper
Peni Joace Jaeque ritide Gerard
Christophe pfeifer. Rio de Janeiro;
3o dias; B. Ing. Lord Edon, M.
Cooper, equip: 15, carga varios g-
neros, passa^eiro Heivorth. Neur
Iork; 43 dias; B. Amer. Alpia,
M. Williams, e,quip. 9> carga /ar-
nha de trigo.
SAHIDAS.


D
NOTICIAS MARTIMAS.
ENTRADAS,
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o
o


f A 7 do corrente. *= Penedo; 7
dias; %. S. Joze Vigilante, M. e do-
no Manoel Geraldo de Souza, equip.
6, carga sola, couros, e pedras de a-
molar, passageiros Raimundo de Sou- %
t& PHRNAMBUCO NA TYP. DO DIARIO, RA D1RJEITA N. 267. ^f
Dia 7 Porto; B. Portugus
Lea5, M: Ricardo Xavier da Cunha,
equip. 18, carga algodao, e assucar.
r- S. Catharina; S. Constancia, M.
Joaquim Pestaa Jnior, equip 14,
carga yarioF gneros. 4* Goiana; C.
Lealdade, M. Joaquim Joze de Cas-
tro, equip. 7, carga varios gneros,
passageiros Francisco jGoncatves da
Silva, Bernardo Pereira do Carmo
com l' filho, e I escravo, e Vicente
Joze de Mello. .-Rio Formozo ; S.
Agoadlupe, M. Custodio Moreira
dos Santos, equip. I&, em lastro, e 9
escravos despachados.





Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EIKU71XYT_O4D04I INGEST_TIME 2013-03-25T14:44:25Z PACKAGE AA00011611_00012
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES