<%BANNER%>

UFLAC



Rebate
ALL ISSUES CITATION THUMBNAILS DOWNLOADS PAGE IMAGE ZOOMABLE
Full Citation
STANDARD VIEW MARC VIEW
Permanent Link: http://ufdc.ufl.edu/AA00001672/00075
 Material Information
Title: Rebate
Physical Description: Newspaper
Language: Portuguese
Creator: unknown
Creation Date: April 2, 1911
 Subjects
Genre: newspaper   ( sobekcm )
 Notes
General Note: Newspaper issues from the personal collection of Pe. Cicero Coutinho, Juazeiro do Norte, featuring articles on Padre Cicero.
 Record Information
Source Institution: University of Florida
Holding Location: UF Latin American Collections
Rights Management: All rights reserved by the source institution.
System ID: AA00001672:00075

Downloads

This item has the following downloads:

( BRIDGECACHE )

( BRIDGECACHET )


Full Text

* .


CEARA -13 AZIL * DOMINGO, 2 DE ABRIL DE 1911 ** ANNO-II. NUM. LXXKV


H N TEM


s '3,7 OR entire as ide- dlencia, tendo a sua frente o nos-
Imonstraq6es do so destemido Redactor-Chefe e
mais franco re- as pessoas mais salientes e mais
-'7 gosijo. o nobre gradas d'esta localidade, dirigiu-
_-z. I .-' e laborioso poyo se, precedido da referida banda
" 7r d'esta terra rea- de music, e As expanses fre-
lisou no dia 24 mente de jubilo e enthusiasm, e
do mez proximo findo a manife- ao espoucar das baterias e fo-
stagao projectada ao nosso di- guetes, a residencia do illustre e
S:incto e v rtuosissimo amigo, pa, venerando anliversarinnte.
ir.e Cicero Romao Baptista, por Alli chegado, fallou o nosso
motive de seu anniversario nata- Redactor-Chele que, n'aquelle
l ieo. moment solemne, julgando-se,
Tao grandioso e .extraorlina- em sua'modestia, impotente, in-
ri-o acontecimento nao podia dei. vocara o phantasma de Julio Fa-
x.ir de passar. como passou, n'u- vre para desobrigar-se da incum-
ira como explosao de bIlide- bencia que the acabava de impor
penetrando na athmosphera. o povo: saudar em seu nome' ao
n'uma corn enirme descarg., veneravel sacerdote, vasando-lhe
electric estremecendo o solo, em palavras o que do sentiments
convulsionanda de gaudio todos nobres e alevantado Ilhe ia por
os coraq9es,inflam indo de enthu- alma em f6ra.


siasmo todas as fibras, e fazendo 0 que foi o discurso de nosso
vibrar ardoros4mente e cada la- Redactor-Chefe, que o digam
bio uma estrophe, em cada estro- todos que lA estiveram e o ouvi-
phe um cantico, em cada can:ico ram.
um poema de felicitan6es ao in- Em seguida usou da palavra
clyto e benemerito sacerdote de o distinct. cavalheiro coronel
Jesus Christo. Fausto Guimaraes que saudou
Ao t rmios de faz-r hoje, e enthusiasticamente ao Padre Ci-
aqui, a descnipao d'essa Impo- cew, em nome do com'mercio.
nentissima festa,tememos precip;- Associando-se ao povo em seu
tar' nos n'am d'esses cachoupos preito de homenagem nA Virtude,
qte tanto fazia tremer ao celebre, o illustre moco Eduardo Ruivo,
Orsini-a insufficiencia. ;digno empregado da casa Fon-


Mas comecemol-a.
Imponente, inexcedivelmente!
imponente, sublime e arrebatada,
a festividade de hontem !
Aos primeiros assomos d'este
para sempre memoravel dia-24
DE MAR(O-innumeras bate-
rias estrugiram por todos os can-
tos e recantos d'esta localidade,
pondo em alvorogo toda esta
grande massa de p ira mais de
trinta mil almas.
A's cinco horas da madrugada
salvas e mais salvas de foguetes
a espoucar no ar, ao sgm da ma-
viosa banda de music local
<,Padre Cicero*.
A' seis horas da manhi, doi-
rando j4 o sol, a grande rua
aPadre Ciceros, que mede segu-
ramente urn kilometro, represen-
tava um espectaculo deslumbran-
tissimo: pequenos pavilh6es ide
lindas e variadas c6res margina-
vam-n'a, enxames de bandeiri-
nhas, que pareciam borboletas,
cahiam-lhe como que das nuvens
e arcos de palmeira ataviados de
fits ergpiiam-se aqui, alli, em
todo -o seu percurso.
Ao meio dia reproduziu-se, e
corn mais intenaidade ainda, a-
quella madrugada ruidoMa.
Duas horas depois, o povo
reunido ypraca da Indep.n-


seca & Cit, do Recife, ta.r-bem
usou da palavra, felicitando calo-
rosamente ao conspiciJo sacer-
dote.
S.S. terminou a sua allochiuo,
offerecendo ao Padre Cicero, em
nome d'aquella casa, um lindissi-
mo;)retracto que ella mandara re-
produzir em ponto grande na Al-
lemanha.
E'-nos excusado dizer aqui de
passage que o retracto e o do
proprio sacerdote de que nos oc-
cupamos.
Fallando, por ultimo, oiprecla-
ro levita do Senhor, A todos a-
gradeceu elle, commovido atd
raiz do sentiment, aquellas
demonstrates de subido Aprego,
consideragoes e estima de que
fora alvopelindo A Deus e i Vir-
gem Sancta quoe o abengoas-
sem.
Depois de seus tributes de ho-
mengem ao sacerdote de Jesus
Christo, o povo desfillou em e-
strondosa passeiata por todas as
ruas d'esta localidade, sempre
precedido da referida banda lo-
cal, ao estrugir des baterias, ao
espoucar dos foguetes e aos ca-
hbes de vivas e acclamao6es que
sem intermitencia repercutiam
pelas alpenduradas do tempo,azul
espacial em f6ra.


Foi um verdadeiro delirio que
se prolongou at! alta noute, e
sem que am incident ilesagra-
davei trouxesse urma nota desafi-
nada ao concerto de tantas har-
monias.
Nunca se viu, corn effeito, ie-.-
sta altura, festa tAo cheia de idy-
lios e perfumes, tao estrondosa e.
tao deslimbrante como essa a
quejubilosos nos associAmos.
FRstan, como essa,em verdade,
sao mais que apotheoses,-sdo
umas como divinisac6es: tern o
prestivio d'uma inspracao que
vemi da Deus, tern o ancanto
d'uma harmonia que brota do
ceu; movem-nos, 'deliciam-nos,
enlevam-nos,-extasiam-nos, arre-
batam-nos como hymnos que se
desprendem de labios que oram,
como canticos que se elevam de
corag es que adoram...
Festas, cumo essa, ah! bemrn
que as merece o exm? e revdm?
sr. Padre Cicero,-Ao genio, como
acaba de assim chamar-lhe o nos-
so Redactor-Chefe,-o genio em
sua nevrose produzindo a virtu-
de que tanto mais esplende,
quanto mais procuram empanar-
Ihe o brilho, e tanto mais, se a-
vulta quanto mais apertam-n'a,
quanto mais a perseguem...
Eis ahi em pallida synthese a
des:ripg o dessa imponentissima
festa de hontem...
Cumpre-nos, agora, aqui, em
remate, agradecer em nome do
povo aos illustres e distinotos mo-
gos,Manoel Alves d. Silva e JoAo
de Siqueira Filho,a somma enor-
me que de esforgos empregaram
para o maior brilhantismo d' smsa
tao grande festividade que nos
fcou oantando n'alma como um
raio de luz.


Continuamos a publicar,linhas
abaixo,as felicitaq6es que o exm?
e revdmo. ar. pe. Cicero recebeu
por occasiAo de seu anniversario
natalicio,occorrido aos 24 do mez
proximo findo.

)ortaluza

Cordiaes felicitag6es pela aus-
piciosa data de seal anniversario
natalicio.

Fulismino de Alencar Peixoto
Anna R. de Alencar



(rafe

Por motivo de 'seu anniversa-
rio natalicio que hoje passa, quei-


.*a ace-itar as nossas mais cordi-
aes felicitai6ee.

Hortulana de Aloncar Peixoto
ijesus de Alencar Peixoto
Joseph de"Alencar Peixoto
Izabel de Alencar Peixoto
Enoy de Alencar Peixoto


raripe


Parabens pelo sen anniversario
natalicio.


Dr. Floro
Conde Adolpho


Hoje, dia de seu anniversario
natalicio, acceite as nossas mais
effusivas sauda6es.


Dr. Macedo
Vivinha Macedo


MWs le-dha

Pela grande
margo, acceite as
ras felickag6es.


data, 24 de
iminhas since-


Casimiro


Jlmagres
Pcla alvigareira data de seu
anniversario natalicio. envio-lhe
os meus mais sincerom parabens.

"Pedro Nogueira





Pela data anniversaria de seu
natalicio queira acceitar on para-
bens de seu amigo e afilhado

Jose Ignacio


Cantaod e o20

20


(2 abril' 911)
J. Ferreira,ap6z
a descripqao que
faz,entra, cantan-
do e rindo, para
o grande cOro da-
apotheoses de hon-
tem, saadando
tambem ao Padre
Cicero.


D'esse mez, aos vinte e quatro,
D'esse mez que se findon,
Mais um anno d'existencia
Men Padrinho completou,
E o povo alegre, ctando,
Como nunca, o festejou!

Que de laz! qne rise e music!
Que perfumes! que harmonia!
Que esplendidesas de cares!
Que d' estrondo! que magia!
Que, de risos,!explosbes,
N'esse memoravel dia!

Tao grande festa, como essa,
Ate, nunca viu-se, ento !
Bern merecei men Padrinho
D'amor tal demonstracgo,
A' que, tarde embora, ligo-me,
Saudando-o de coracao !


Josd lerreira


C(rat


Padre Cicero: acceite, pela me.
moravel data de svi anniversa-
rio natalicio, as nossas mais sin-
teras e mals cordiaes e mais efl
fusivas saudag5es.


Maria de Nor6es Chaves
Idalina de Nor6ee Chaves


Crtll
Associando-nos a phalange de
seus numerosus amigos e admi-
radores nessas esplendidas de"
monstraoaes do aprevo e estima
que !he fazem por motive de seu
annivprsario natalicio, acct:ite as
nossas cordiaes e sinceras felici-


I*-i Esdo ft Itmsnmbuo taqoes.


Parabens pela aurifulgente e
auspiciosa data de sen anniver-
sario natalicio.


SArthur Ulysses
Anna Ulysses


Donaciano de Noroes Maia
Anna Leopoldina Bezerra
Leopoldina Bezerra de Nor6es
Leopoldo 'Bezerra de Nor6es
Gerson Bezerra 'de Noroes
Magno Bezerra de Noreae
Maria Bererra de NorOes
Plinio Bezerra de Nor6es


A FE~S


'1


i

I


;~k_~~~W.~.~aos~LluL*LCBb~lt9ri~ub411 .~.,~~- .....


S





t'





",(,


I


.I


fticitais











|


tW NOME que serve de epi-
graphe a estas linhas, e, como to-
dos sabem, e d'um benemerito e
virtuoso Sacerdote que, a dacta
auspiciosa de seu anniversario na-
talicio, v6 passar, hoje,em meio de
ruidosas demonstrates de amor e
sympathia, manifestadas, nao por
pequeno numero de pessoas inti-
mas e affciuoados, mas por uma


!daprru.

w *******


iRaymundo I. Lima Siebra


**MeaNib wan


sua familiar e


AUDO a V. Revma. pelt data alvi-
careira que boje passa n'um zodiaco
de acclamarges qual mais vibrant,
fazendo a urm tempo votos pela d:ha-
tagdo de seus annos, para console de
satisfagao de seus amigos.


enorme masca para mais de tri.ia mil pessoas.


Placido de Norocs


Maria Gloria da Conceigao
Maria Nazarena de Jesus
Maria Puresa da Gloria
Maria Preciosa de Jesus
Maria Saturnina do Carno
Maria Quintina de Almeida
Maria das Dores Perelra
3Maria Victorina da Silva
Olivia Morena de Oliveira
Quiteria da Silva Souto
Rosina Mendes de Oliveira
Rosa Josepha de Araijoi
Severing M. do E. Santo,
Angelica Soares da Silva
Donate Bezerra de Arafiju
Thomasia Maria da Silva
Maria Joaquina Pereira
Anna Joaq'ni:na do Paraizo
Josepha Pertira de Souza
Antouia de Souza Braga.


Padres Clto olo Baptista


,j(j







-~


rCHI~V*r~HIC~ZVl~r~rr~~, ,,,,~C~C~LY


tl


C P E, 1p simeerguntareinsio home, diants do; ?3 e O -
qual as tui-bas se inclinam zumbridas dd respeito"V
Spara beij:- lhe a sagrada mao, um general victo-
rioso. ur vencedor de mil batalhas, urn conquista-
Sa: r '.t-. letl C:el,, il Oelt vi ala, dcr,- um home no fastigio do poder, um persona- AIS cheia d encanto, nma exp-
Sepre leto e beniuno a voi simnstri. gem do nit. clero revestido de purpura, resp-nde elite e festival, mais e spkllo -
SavPstra gioiiait siinlror etint sin! % remos que nio mas um humilde sacerdote de J. gaudiosa pira mimr, conm pr toa .
Christo.que as iultid6es proclamam bom e justo, de nossa familiar. corino auin pi:t
S[orquo ( elle um verdadeiro Apostolo e nossa todos os tens anig :( aClmlir t.r l).-
reli iuo; porqit-, no orgulho desua humildade e de -passa hoje a data aa1picio.I dlO t'u.
-- -'. 1sou amor, comnpr,.hende e senate as dores e o genmi- V ananivrsario rntalicio.
v:.d-os dos qne tadecem; sabe condoecer-se dos po- Por esta gag, extraordinary
bresinhos c conf)ortar os miseraveis ao- golfaos qae os cuns acabain de conceder-te,
k.. ...do desalent-; sabo ensinar a tod"s o caminho acceita, Padre Cicero, de ena.l-i
I M Ida verda'e, -(1 dirvito e da justiga ea todus aben- com os votos que faqo pela ci itturniladde ten;
t. "o ,o 5 goil os pratica ca; boas.ebras, em nome de Dous diasos paraben, de tua irma e amiga
este moment t1 20 se move, tudo s do Amo. e da Misoriccr ias. Anfehea
ata, tudo sle rinmma. c E' certo que i)o grande e mysterioso'livro dos
E tua,. z, o, muc destnos humans, esta incdicado a cada ser, a cad-.
E a luz rola no espao, e o riso vibra un ter- home um. sphera onde a divina Providencia tra- #-. t"

ra. amusica desata-3se emml ethosde renata ou gyro de suas acqSes, e que o home, como e..- **** *
dal m tdc os es. E e e a familiar, como as na-aos que sa engrandecem ou
sicn, como rufos d'azs e beijos pela immensidade, se aniquilam, tern como casas determinantes de
.corno rest. e fogo; no pensamento... sua evougao as virtudesque o pr>palem a faero
E como deixar de ser assim ? bem e os vicious qu- o degradam.. 0 -
O kalendario civic registra hoje mais um an- .
1CI&. O a. ibedece-do a este principio t.o vigorso, o 0
no decorrido sobre a preciosissima existencia de om bei- co a humanidade, tern phases
um home excepcionail que t-m sido e continuia a 5 r ps a
sero Evangeleio sempre e nacqdn.o. l porcorrAl-as no fspaio; mas creado, c.Do o foi, por
ser o Evangelho sempre em acqao. -
Eis-nos.em pil-no dia anniversario do nasci- De us, sua imagem u scm, han n, eu plen goso j ,
, mento do exmo. e revdmo. sr. padre Cicero Rom?.o sun liberdade e dsua intel ligencia te de.
B aptistmarchar, buscando sempre a verdde guiado per
Ante um acontecimento de tao migna impor- ama luzqu2, rebrilhando em sua consciencia psy-
tancia, como este, quenm havera aqui n'esa altura chologica, irradia-se polo pensamenro, esclarecen-
que so nao sirta chbio do n)is vivo cgntentamento, do-o e produzindo-Ihe n alma e coraao vibrag6e I. para crecer, .nao pre i s.A
e ca mais viva e mais pura e mais intimi legria ? indefinveis... de estimulos, o amor qu.tan
Entrando para 0 grande cdro das apotheoes E-tao o home transfigura-se,poror nomentos, de cestimulosoamor qu.
d'este, para todo o sempre,memoravel dia, sentimos, d.s visoes imperfeitas d'este mundo; asc,-nde pelo v. Rev1o , porque ja e-.ta
deveras, n'alma e coraqao, toia um estremecer de pensamento para o alem dos limits do tempo, e firmado pmn bases solid
nibras, tcdo um transbordanmento de sentiments, comtempla a bellesa suprena e as ineffaveis perfei- perduraveis; mas nao pa-
qual mais affectivo. A es do divino Creador. e d n s -
E' que, ji o dissemos algures, e o repetios E depoi.,. depoisdivinamente inspirado des- entretanto deix, <', a-ir ),'1-
agora, e que o exmu. e revdmo. sr. pe. Cicero Ro- ce n'um como raio de luz e fez-se genio,-genio I tar, sempre que se Ihe offerece, o ensejo, para ca
mao Baptista nos.inspira todo; nds urma tao gran- pela fd, pAla esperanga, e pelo Amor-a cadsali-'a. signaes evid-nte& de sua constancia.
ee profunda sensaga e notiva qut nos colloca de de tudo quanto e grande, nobre, bello,'justo, Assim, e que jubilosas acorn anhamos h1j,
'um dessesetadospsychicosque s senate mas santo e sublime n'este mundo. por entire as )ouganias d'este grandiose din, ,- s-
'um dresses etado pyhios que se se mas E' assim que se completam as evoluiges e o plendido cortejo dos parabens e f-lieitaoes q-
Vulto mystic e nobre que toma, aos olhos destino dos qae amam a luz e a verdade. chovern de toda a parte.ao feliz natalicio de V.
espirituaes da multidao, as deslumbrantes linhas de A historic, em tudas as suas estancias, abun- Rev- '
verdadeiro tbaumaturgo; espirito de paz, de amor, da n-m factos d'esta ordem que confirmam positiva- A E a ventuiosa occasiao de festejal-o e:n pln i
de perda e de misericodi,-aspirito de eleio0, e ; mente o que vimos de dizer. paz e complete felicidade, 6 o quepedem supphc
corago blindao de mansidao, de paciencia, de No moment actual que atravessamos, temos I A providencia de Doit as suas afilhedas e .umi-
humildade, de candural e meiguice,-coracio de a contemplar a personalidade moral d'um home ga, da
sancto, e tao paciente e tao manso que n'elle parec., que, a ,-espeito dos que, mordidos de inveja, pro- Orchestra Santa Ceciha
esti escripto aquelle versiculo de S. Lucas-qui curanm empanar-lhe o b,-ilho, conquistor,-alma
se humiliat, e.caltabitar; t.le, o inclyto e bondoso de eleito,-espirito trabalhado no cultivo das mais Alexandrina Vieira Barbosa
levita, a quem todos chamam a todo instant na bellas virtudes civicas e nmoraes,-cora9ao sempre. Anna Maria de Assis
garrula expansao de instinctive anmor-meu, pa- aberto aos melborev sentimehtos, um nome 0 uma Anna Josepha de Arafijo
drinho / elle, o virtuoso e benemerito sacerdote, posiPao. como imuito poucos. subindo por uma A Anna Rosa de S. Moreno
honra e gloria d- nossa religiao, tern sabido impor- escada de sacrificios que se elevou ate o infinite, I Auntonia R. de S. Moreno
se como um oraculo aos seus numerosos amigos e com degraus todo feitos de virtue: Padre Cicero. u Diatia Mendone esus
admiradores, avultando-se de mais e mais, A pro- E' por isto que ais ml vozes proclamam-n'o Donatilla Maria da Gloria
porCao que mais o assediam e mais o apeitam de o puro entire os mais puros; e por isso,-pelo con- Francisca M. do Espirito Santo
perseguigoes, A consideracao, ia estima, ao respeito juncto de suas belhas obras que, n'este-momento, Generosa Gonsalves da Silva
e venera~qo de todcs os seus conterraneos. todos os olhares se couvergem para elle, n'uma Gertrnils Dias de Almeida
Tanto pode a couraga da virtue em coraqao immensa projecyao de sympathia, de amor, de res.I Izabel Montesuma da Laz
d'u-nrt) peito e cie vener.coa!' Idalia Leopoldina Maia
d'um sancto peito e de' veneraob! Joanna Dias de Almeida
Sao mais que ponderosos, pois, os motives que N'este dia tao bell e to g-ato ao cora.ao AJoanna Ramos de Oliveira
nos levam a celebrar corn estrondosas manifesta- d tum povo que idolatra o Venerando Sacerdote de f Josepha Carvalho de Jesus
goes-a solemnidade d'este dia-24 DEMARO! J. Christo, tambem eu e todos os qi e me cercam I Leocadia Maria das Virgens
E aqui corn todt a cordialidade, e aos cah6- vimos u'estas linhas cumprimental-o, felicitando Lina g e Mendo a
es de jubilo deixamos o preito do ceraao que bra- pelas torrentes de graoas que Deus Ihe concedera Iia Gomnes da Silva
da nos estos do enthusiasm a todos os ventos : e pela prova mais deslumbrante de quanto d ama- Lniza Antonia Ramos
Viva o padre Cicero! do do povo n'esta estrondosa manifestaqao de que Maria Arnant Parente
Viva o sen anniversario natalicio hoje d alvo. Maria Cordeiro dos Santos
Fazemos votos ao Altissimo, para que pro MJna Francisca dos Santos
A REDA( AO longue por muitos e dilatados annos tao necessaria, A Maria Gomes da Silva
3A quao preciosa existencia e se repitam estas en- UMaria da Conceigio Leite
I. S1 thusiasticas e justas manifestaee de tao sublime Maria Martins de Macedo
SMri Eu.oia de &Asnmsum









1/


StiAi


SOSSUIDOS do mesmo sentir f-
/ l\ iz que hoje invade a vossa pura existen-
cia, vimos, como amigos e afilhados,
tomando part no festim de vossa just
alegria, render-vos o nosso culto de
homenagem e respeito, e abragar-vos corn o memo
-. rdor que senate e-fi!ho a,, abragar o pae estreme-

E, sob esse infltxo de felicidade indizivel, fa-
zermos nossas, as supplicas dog vossos inn,,meros a-
mrgos que hoje adjuram a' De-"s pela continuidade
de vosso dias, pela reproducqio de muiitas datas
COmO sta.
Salve, 24 de Marco !


Jo-tzeiro, 24 de iMarqo d.e 1911.
Cincin-rto Silva
Jose Lourenco da Silva Zuza
Octacilio Silva
Francisca de Siqu,-ira e Silva
Mar'quinha Silva


HOSMNAS AO 24 DE MARO
Compadre !


Padriaho!


Amigo !


A MAN I-ICEU para to~ios n6s o
dia anniversario de seu natalicio !
Sdo maih que justas as home-
nagens de que V. Revdma e alvo
n'este memoravel dia.
Associando-nos tao d'alma e
tao de coraqao a estas manifesta-
c6es de aprego, consideraqio e estima que o povo
joazeirense, cheio de enthusiasm e da mais intima
alegria, Ihe tece, tambem vimos apresentar-lhe as
nossas respe tosas e cord;aes felicitaq6es.


Joazeiro. 24 de margo de 1911.

Manoel Victorino da Silva
Anna Francisca de Jesus
Maria Victorina du Silva
Joao Victorino da Silva
Joaquim Victorino da Silva
Maria Pereira da Silva


Saudagio


padrinuo padre Cicero


PASSA hoje por entire
ruidosas demonstrag6es de
alto aprego, por parte do povo
Sjoaeirense, a aurifulgente data
do vosso anniversario natalicio.
Justas e muito as suas effusivas
manifestaq6es.
De par corn estas acolhei
tambem, carissimo padrinho e amigo, as de quem
n'um feliz moment se tornaram vossos afilhados e
a dmiradores.


Joazeiro, 24 de Marco de 1911

Josd Alves da Silva
Maria Alves da Silva
Manoel Alves da Silva
J..do Alves da Silva


J


PADRE CICERO
of oCC5 l(i hoje de st aim w
trsario usafalido qutira acceitar
i aa cer s asb oras ie i BS
aE' s hm mboras de sm

S Fr.anciso Linhares Tourinh
Maria Linhares Peixoto
Bruno LiUnhares Prixoto
RTholo}e Linhares Peixoto

Olenka Linhares Peixoto
Oza Lnhares Poixotal
Oly Lunhares Pe:xoto
Luirival Linhare.s Peixoto








fr 2ito de oteugaln

2 di arfo


neste dia
gem.


F.i ZENDO e6ro corn a
populaqao joazeirense em o inti-
mo regoziso, pela aurifulgente da-
ta do felii anniversario natalicio
do no.so estremecido padrinho e
amigo, o inclyto e benemerito sa-
cerdote Padre Cicero Romio Ba-
ptista, vimos tambema, com sub-
misao de humillimos afilhados e
ac'miradores sinceros, render-lhe
memoravel um preito de sincera homena-


Salve, 24 de %fargo !

Joao de Siqueira, Joao de Siqueira Fi"
Jho, Diomedes de Siqueira, Francisco de
S.queira, Nahl de Siqueira, Santinha
Siqueira, Sindona Siqueir2, Jose de Si-
quei.-a, Nazareth Siquair a, Luiz de Si-
queira, Cincinato Siqueira.
46 V& A^^y^ff S& S&AA-*


Padre Cicero


Hoje, que V. Revm? compLta mais
um anno de existencia, eu, corn regosijo e grande
satistlao, felicito-vos. desejando que esta auspi-
ciosa dacta se reproduza por muitos annos.
Salve, 24 de Marco!


Joao Evangelista Gonsalves du Silcva


**********************



Padrinleo padre Ccero


OM o coragao transborcado de
jubilo e satisfagao, 5o verem.pas-
sar, por entire as .alvoradas d'este
solemnissimo dia, a memoravel
data anniversaria do nascimento
de seu padrinho e amigo, Padre
Cicero Romao Baptista, apresen-
tam-lhe os seus mais ainceros e
mais cordiaes parabens seus hu-
mildes afilhados e amigos da
Banda de music local


Pelusio Correia de Macedo, Manoel San-i
"tino de Mello, Caetalno Vieira da Silva, 1
Jose Peluslo de Macedo, Lniz Calisto ie,'


wf,


Oiiveira, Simiao Jos de e Soaa. aou
Gomes da Silva, M'^)o! Gams Ia S I va.,
Henrique Gom!1s da Silva, AInirn:o I,)-
mes da Silva, L'iiz Goime da Silva, .I,)-
io Tenorio dos antos, Jo.e Tenor:o ,I-)
Santosf Manoel Faustino dos Sautoe,
Franceisco Gomes da Silva, Pedro Mr'--
no de Oliveira, Francisco Domings -
Sonza. Manoel PiaIo6 da Silva, M;ii 1
Gnilbermeda Silva, Joto Jozino da Sil-
va, Olympio Jose do Nasc me ito, INv -
rino Jos6 do Nascimento, Agostinho) 4i
Silva, Antonio N. da Silva. .Ios C uis-
pim da Silva, Jose Chavier de Ol.ve-ra
Filho. Paulo Eagenio dos Santos, .J)-.
Florentino M. dos Santos, Maximiaua .A.
de Mello, Joao Calado do Conto, S.ver!-
no TJos dos Santos, Manoel Flolret'1."
31M.dos Santos, Liberato Frazio Si).ral,
Antonio Lniz Cavalcant., TJoao ManoI
de Men'louwa.

*a********a*** lao****** a ** ***




JMu padriknto tadre Cicero


N 'ESTE dia de seu anniversaric' natalicio,
digre-se de acolher a mensagem de minhas felici-
taq6es que por intermedio d'este anjo Ihe envia ,
hunmilde xylographo oo 0 IRe-bate,,, seu afilhado
e amigo


Antonio Ferreira dos Santos


~ i~~3~s ~4~s ~ ~S ~~S:~ ~ ~~ ~I


Braadas de lores


AO roceberdes, padrinho padJr-
Cicero, hoje, 24 de marco, as m. is
calorosas felicita6es, as mais c.>-
thusiasticas manifestaq6es de apr,.-
go, de consideraqAo, de estima, cle
veneragao e de amor do povo jo:1-
zeirense, acceitie tambem as nos-
sas; pois, sinceras, traduzem ell i,
os sentiments que, n'este momen-
to solemne, vibram ardurosamente
em nossos cora-6es de mocaw.
Acceitae-as e permitti qu,.
sobre as neves de vossa cabera a que sobrep6em
as neves da puresa de vosa alma, permitti que
n6s deitemos bragadas de flores.


am Joazeiro, 24 de marvo de 1911
MAaria Magdalena P, de Araujo
Donata B. de Araujo
Quiteria Lima da Silva
SMaria Eudocia da Assunpqtfio








a Escaparam A revisAo da jprimeira pagina d'e-
sta edicqo os seguintes erros: em vez da data-Do-
mingo, 24 de Mario, le' h-se-Sexta-feira, 24 de
AMarco; no prime'ra quar:eto do soneto. em logar de
-Alma de leitd, etc., diga-ae-Alina de eleito, etc.


Mr 0


bs' r-sl ^y- . ..
Alm f


1.


hhhhh h C~ h hh ?~h~hhhh






;a* '~'' fl ~'~: _


. .


Con' riI


d~- a'


0 KE& JTa __ -*.^ *4^



.. -i :4^ ,,, - l -
OA.7 _r ^ I
M-y^ces' ^^' Ss1 *^^. i M Q^ ^^s^iS ^yuBf
r-^~~~a P! A- ^ ?* ^ @'
r: 3jg. ; ^gS( g .^ ^ B-14-


mJASEIC SAPATARIA
PERSEVEPANQA
AT Lsta sapataria e encarrega de
CINCIN~ATOU ULVA Iqna'qner trabalho todos em couro e
Vindo de Garanluns, esta.do de Per-i garante aos seUs fregneses obras que
namnbuco, Aca-sc estab-lch, .iesta pra- nao se podem desejar melhores e de
va corn um complete e variado sortimento prevOS rasua .eis.
de fasenlas e mercadorias qu'- vende por ', .
prevos sem competencia, A countento mesmo Irenio Cabral de Oliveira
do mais exigente freguez. Rua do Cruzeiro n" 1085
Uma visit, pois, a LOJA ESTRELLA
de Cin'-inato Silva. iRu Padre Cicero
no. 329.
I2ERCIARIA-
P ,ARMAC A CARVMI0 OLIVEIRA & NATIM
MACIA proprietrio desto areiado estabe-
Ha nesta cunceitnada pharmacia unm lecimento tendo recentemente chegado da
variaxo sortimento de drogas e priOdctos capital do estado avisa sos seus innume-
chimico-. esptcialid les pharmaceuticas ros fregnezes e ao public em geral que se
na.-innaes e estranWiras. aeh: corn um com-leto sortimento de


Aviam-se receitas a quslquer hora cowr
, promptido, cuidado e assei*.
Rua Padre Cicern -. 41.


t 0 BARATEi RO-
Manoel Victormo da Silva. corn duas
oj.a ben sortidas do todos os artigo; de
Commercio, Rna Nova, n. 996 e A Rua
Padre Cicero. n'. 2.
Precos sem competencia. custo da capital.


A POPU..AR
L.ja de fasendas e outros artigos de
commercio, vendas pelo cnsto no empfnho
de apurar o capital empregado.
0 freguez procure na Rua Nova a cas
q 955 e na Ria Padre Cicero a loja no.
30, qne sera servido A media de sen de-


DosS IRMAOS

Loja de fasendas. ferragens, e estivat,
na Praga da Liberdade, n'. 972. Sinceri-
dade do negocio, modicidade de precos e
affabilidade de freunesia.
Diomedes Siqueira & IrmAo.


FUNILEIRO


mereadorias nacionaes, extrangeiras; ala-
dos, mreias.para homes e senhoras,suspen-
sories, cadeias de aluminium, redomnas,
extractos de diversas qualidades, brilhan-
tinas. oleo de baboza para o cabello; bi-
bidas de diveraas qualidades, conservas,
doces, copos de phantazia, bicos, rendas,
sutaxes gragas. ate etc.
Tudo A dinheiro A vista pr preoes
modicos. 0 PROPRIETARIO
OLIVEIRA & NATIM


osi LEJDIM
Avisa aos seuns fregueses qne chegon num
grande sortemento de Vinho do Porto, Mos
catelSuperior. Santo Antonio. Cognac.Ver-
mute. Vinho dA 'issa,. Geropi'-a. Serrot de
Jinipapo, Agnard -nte de CajA. de Lima e
c.anna: Cigarroa tnpy.La Morena, Bostoe,
G'mo Sao Bons,de Palha, as Quatro Ligas,
P flares: doce Pesqueira--Josd Fa;anha;
Manteita Bretel, ExceIlente. Papagaio, Pi-
auhv: Banhade porco em lata.
Tudo por preos medicos
Rua P.eCicero n. 62.


JO%~ ~b $\ ~&


CRA'TO


Aluga-se unla casa na RuA Larangeira
n. 65, grande, corn bons comipodos para
numerosa t'amilia, A 10oS00 ra pagamentosI
& trimestx adeantado.
-Aluga-se outra casa, na mesma Rua, n'.
118, conm boas proporroes e muitocommo-
do, a 15000U por mnez, pagameutos i tri-
mestire adeantado
A, tractor na Rua Grande, sobrado n. 68
corn J. J. T. Marrocos.


M-VA PHARMIACIA


Cel. Theophilo A. de S. Cavaleante.
Tendo mudado a sua Pharmacia da
Travessa da California n 41 pars a rua
D'. Nogueira Accioly, prodio n0. 33, com-
muniea sos seas Am.. e fregnezes que
continue da mesma forma- esforsando-se
para bem servil-os, esperando por isso,
merecer a continnacqAo de suas estimadas
ordens.
Crato 12 de Janeiro de 1910


AT3 T r- A r

Casas, Sitio, fasendas de gado
nes.te municipio no termo de Sant-
Anna do Cariry A vender.
Jos6 Rodrignus Monteiro tendo de
retirar-seidests cldade no intuito de
procurar na IEuropa alivio a-sua
saude sempre alterada, declara, a
quem enteressai, que estio expostas
a venda todas suds casas nesta cidade
e snas fazendas de gado neste muni-


.. T cpio e no termo de Sant-Anna uo
Jeronymo Francisco de Lima e s ui
tern, nesta localidade, A venda, duns Cariry e mais um sitio no mesmo re-
casas de taipa cobertas de tlha;am a ferido term denomninado Queimaudo*
sits i Rua de S. Francisco e a ontra corn engenho do terro e casa propria,
na travessa da Kua Nova;pelaprimei- casa de rivenda, tudo de telha e
ra pede200:000;pelasegunda 180:000 segnra constrnuao, corn nia pequena
A'tratar.na RUA DO CRUZEIRO nascena e aude do pedrae cal, corn
laGe pidi a tU ( a e al ,


Officina complea ,de todos os artefactos
ntensilios em flandres, com granie sorti- *
Ie ito para vendas em grosso e a retalho. IG U i
Si acharem ontro barateiro, uno ha de MANIQ
ser tanto como o proprietario JoAo Antonio SEMENTES DE MANIQOBAS DO
Furtado. PIAUHY
Praqa da Liberdade n. 978.


L JA


de fazendas mereadorias estiias, ferra-
gens, chapeus. Tendo recebido do Ceara
um complete sortimento dos artigos acima
mencionados quo sao vendidos por prego
sem eompetencia, convida todo o public
pars fazer ama vista a dito estabelecimen-
to quo se certificara do quoe affirmado.
VERDADEIRO QUEIMA!
APROVEITEM! APROVEITEM!


A melhor semente da actualidade

Vende Jose Alves da Silva
A precos BARATISSIMOS.
RUA DO PADRE CICERO 1N? 301
I JOAZEIRO DO CARRY


BAZAB PBAMALHO


DE


rtokmtro aeilteno (e Al:oar

Este estabelecimento tern con-.


JoAo Baptista de Oliveira. stantemente exolendido stoch de
FAZENDAS. nacionaes e estrangei-
Rua Padre Cicero N'. 336 ras, Miudezas, Ferragens, Lou-
oas, etc.
Brilhante sessio de artigos da
A A *ARIA Imoda como calados, chapeos, gra.
SA R A A vatas, fichus,.mantilhas etc. etc.
B6A ESPERANCA- Os PREq(S SSAOOS MAIS
Esta Spateai do Joaqnim Beserra So- COMMODOS D'ESTA
bral aeha-o a disposioo do public e d dot PRACA
.amigos e enearrega-se do tode e qualquer
trabalho em coiro com grande prestesa e Ran S. Francisho nos. 1232 1233
modicidade em prego. Rua do Craseiro
n.990. Jcazeiro do Padre Cicero


Iu Ruav ia para uu SUvis aus.rgis u 4
rapadaras, posuinado extensas mattas
corn madeira de construcio: ontro
sim pede A aquelles dos seus amigos.
que trnm corn o niesmo negocio,
queirao por bondade satisfaser seas
compromises, uma vez que tern de
auentar-se por tempo indetermina-
do e ter d< prover-se de recursos suf-
ficientes.

Crato, 26 de Outubro de 1909


Jos4 Rodrigues Monteiro


0 C ATO
AICA #TlE
DE
A. BELEM SOBRINHO
45-RUA DO COMMERCIO-45
CRATO-CEARA'.
Estabelecimento deFazendae fins,
Miadezas, Novidades, artigoa zde uso do-
mestico, Aits fantasia, & & ,&.
Eapecialidade em: artigos pars
homens e senhoras; objects para presen-
teaperfumaria finissimat! .
Pregos semo ompetidaor!
Dinheiro A vista.


ECONOMISADOP3A I AR"BALHA

PAULISTA -------
CAIXA INTERNATIONAL DE PEN- 0 rel do I -purll4tivo
SHOES VITALICIAS..
Appro ada por Deereto Federal, corn t ir ep.afo It
deposito de g irancla no Thesouro Federal,
pr)poreional ao eaptal de pensSes doe mil PreparaePo por ilvio foad da S;' t
contos de rgis. Approvado pela Inspe t3ria de Hv!i,,::.,
Registrada na Junta 'TCmmercial de do CearA e an'oristid por decrcta d- '
SXo Paulo. Novembro de 19o9.
Sdde em S. PAULO: RUA S. BENTO, 6 0 ROwcctma'iitw em qu,'quer pero- o .>
(AntigoeseriptoriodaiCompanhiaMo3ogvana) phase d energicameae co.ml / ; Sp:/p,'; i
Filial no Rio:RUA 7 DE'SETEMBRO, Ulceras de qua/quer. natur-ii mole.n t ..
113 modernn) pelle; Esr.ofalas; Caners e q 'te.r e.,-
(ENTRE GONCALVES DIAS E AVE- lestia de origem reneria; no ELIXEIR -.:
NIDA CENTRAL) CANINANA enecutranm a sna cur.a ,*.&.',
e rapi'da
D mID isU P A eA venda nas Pharmacias e no dep t
PRESIDENTE-Senador Liniz Piza, geral. Pharmacia Silva.
Senador Estadoal ex-chefe de Policia e
ex-Seeretarie da Agrieultura, do E. de S. XAROPE
Paulo. XAROPE
SECRETARIA-Commendador Leoncio -_


Gurgel, da firm Silva Seabra & C'., da
Fabrics de ,Tecidos S. Bernardo.
GERENTE Dr. Clardio do Sousa, me-
dico e industrial.
THESOUREIRO-Dr. Gabriel Dias da
Silva, advogado, capitalist, director da
Companhia Industrial de S. Paulo e da
Companhia de Pogos de Caldas.
Conwellao F.eAil
Exmo. Snr. Conde de Prates, Director
do Banco de SAo Paulo-Exmo. Snr. Co-
ronel Fernando .Prestos, vice-presidente
do Estado-Bario de Dnprat, director da
Companhia .ldustrial de Sao Paulo=Dr.
Rodolpho Miranda, proprietario da F.bri-
ca de Tecidos Arethusina, do Piracicaba
e depntado federal-Dr. JoAo Alvez Dima.
medice e proprietario-Pharni. L. Pinto
de Queiroz, da firm, L. Qneiroz & C.
(proprietario da Drogaria Americana e
Fabriea de products chimicos) Dr. Pedro
Pontual e Dr. Victor Godinho capitalists.
A ECONOMIS.LDORA PALISTA 4
urna sociedade mutual, corn fiscalisaAs do
Governo, eujo fim e estabelecer uma REN-
DA VITALICIA mensal, em dinheiro, aos
seus socios. Tern duas caixas, a caixa A
e a eaixa B.
Os secios da Caixa A pagam 5S000 de
joia e 2$500 do mensalidade e tmrn direi-
to, no fim de 15 annos, a um t ens.o que


nho serA maior de 150$000 por mez.
Os socios da Caixa B, pagam 53$00 de
joia e 5$000 de mensalidade e tOm direi-
to, no fim de 10 annos, a uma pensao que
nAo poderA exceder do 100$000 per mez.
No caso do fallecer antes de chegar a
receber a pensAo, a associaAic pagar asos
seus herdeiros nocessarios todas as con-
tribuiq6es quo elle tiver feito, sem juros.
Dando-se o falleeimento depois quo o mu-
tuario estiver em goso da pensao, esta fi-
eara extineta, sem que aos seas herdeiros
assist qualquer direito.
A pensao sera paga ao proprio indivi-
duo, on ao seu procurador legal, on por
intermneio de qualquor Baneo, quando o
mutuario se achar no extrangeiro.
0 socio contribuinte em dia, que ficar
impossibilitado do proseguir nas suas en-
tradas, depois do cinco annos do assoeia-
cSo, em consequencia de molestia'chronica
e incuravel, quo o inhabilite para o tra-
balho,: serA considerado suspense e nAo
perders direito A pensito.
Os pagamentos anteecipados de 1 anno
gozam da reducego de 50 o/o, os pagamentos
de 10 annos, 20o/o e os pagamentos do 15
annos, 15o/o.
0 mintuario quo se inscrever nm mez
antes do sorteio e tiver a sorte do ser
premiado, pagara apenas poucos mil rdis
-t direito a -nma pensAo para today a
sua nvida.
Ate dezembro foram sorteadas cineo
eardernetas, on seja no period de nove
meoes. A ECONOMISADORA 4 a unica
que-faz sorteio de dois em dois mezes e
um grande sorteio no Natal!
Socios inscriptos do abril deo 1908 a
Janeiro 1909.--34000. Nenunma outra so!-
eiedade obteve tal numero do socios nos
seas primeiros mnezes, -
Pedidos do prospectos, propostas, leader
netasa e finpontai s nunciosas ao
Representante no Crato.
.Belera d o tf>riio=
45-Rua do Commsrcio==45


al sam' de Tolu e Eunaiy.):c
Composto e preparado por
3faitWol Candidl das Dores
Mnito util nos intommo-los do appar'l-)
pulmonar: Tosses, defiuoux, ,o .hite., .',.
r-yngttes asthma e'e. A venda na
Pharmacia Jos4 Candido Rua do Vi:do 21



PURAT;V (,' NDID O

preparado polo botecario Manoel Candi,ji
das Dores, e <:e provarda efs tcia nas pe-
rigosas aaFecnbes b ubi tieas, syphiiliric.-,
escrophulosas e darthrogas.
S o gr/ude desalojavor aus h i.mores vI'-
eiados e o poderoso elimninador d todas
dqenqas pertinazes que tem sna origom
na impuresa do sangue.
Unico depe-ito na paarma2ia Jod Ca:n-
dido, na Rua do Vid;o.



PIARMACIA SILVA
de Silvino Josd da Silva, na Rua do Cor.-
mercio, no. 8; tern um grande e varfa o
sortimento de drogas, products chimieos
e espgeialidades pharmaceuticals.
Despacha os reoceitarios cornm medica-
mentos de reconhecida pureza e garant-
aceio, presteza -,---' eladeo preqo.


3RRO SUMIOO

Desappareceram de men sitio un,
burro) cardio e nma burra castanha
qnazi preta ambos corn esta area -
e comn a seguinte freguezia



Quem der noticias certas na Rela,..
o od' 0 gar ditos animaes, sera grat.ifica(,)
generosamente.
-Barbalha, Sitio Brejao, 10 de No-
vembro de 1909
Jo1o Demosthenes Fernandes Vieira


MILAGRES


CAVALLO dUMICD
Un eavallo carddo rudado, noVo, mu;-
tobonito, inteiro, chot4o, olhos ass. ,

Marca 7 f e Ribeira

Qurt o ence.ntrar e entregar ao Sr. fa-4 .
ijo Jor< fci es Milagres sra gra-
113a4.i-n.*
; fi-..-.
t -'"


e -
. .


.1 ... ... *. I


4 ~. I ~r rr


- I -I lu~ I-:JI.


I


Mlv :


'