<%BANNER%>

UFLAC



Rebate
ALL ISSUES CITATION THUMBNAILS DOWNLOADS PAGE IMAGE ZOOMABLE
Full Citation
STANDARD VIEW MARC VIEW
Permanent Link: http://ufdc.ufl.edu/AA00001672/00047
 Material Information
Title: Rebate
Physical Description: Newspaper
Language: Portuguese
Creator: unknown
Creation Date: July 25, 1910
 Subjects
Genre: newspaper   ( sobekcm )
 Notes
General Note: Newspaper issues from the personal collection of Pe. Cicero Coutinho, Juazeiro do Norte, featuring articles on Padre Cicero.
 Record Information
Source Institution: University of Florida
Holding Location: UF Latin American Collections
Rights Management: All rights reserved by the source institution.
System ID: AA00001672:00047

Downloads

This item has the following downloads:

( BRIDGECACHE )

( BRIDGECACHET )


Full Text

* M.,All


CEARA'-BRA7IL .*


DOMIGO 25 DE JULHO DE 1910.


**
* *


ANNO II-NUM. 1


[ XFE [ ENTE r1 auniversarlo jornalistico. ligencia, rethorica, gosto e naturali-
SJ1. E esta hora solemne soon impo- dade de eloquencia nas phrases d'a-
nente, ruidosa e commovente. I niinma;ao, corn que saudon a' 0 Reba-
O .REBATEr publica- e scan lnime.ttet Ao sorm da mu~ica e ao espoucarI te em sea prineiro anniversario jor-
!dos fog-ntes abr; am-se as portas do nalistico.
RIDAT 'R=AHEFE --Pat.r, Jo:Uqi;u' mnagn" salAo do Pedagogio para rece- Teve, pois, rasao de descer da tri-
te Al~uar PeI:,tt. her d st netos 4 avalheiros e distin- buna debaixo d'umachnva depalmas.
GERENrE=Flismino P. de Alencar ttissima.sSenhoras que presurosos vi- A'sua prosa, cete.a de vida, de lnz
niiam ao festival da imprensa de sna e de calor succeden a brilhantissima
ASSIGNAT;RHAS terra. poesia,que recit m a Exmi Sr! D. An-
Anno................... SO Repleto o salAo de grande [arte de tonia Rosa da 8.lva Moreno.
Sen eitre ..................... :.) nossa el te woeial, a illust:e Commis- E ti bern se honve no sen desem-
Ssaode recepcao que se compoz dos penho, ne conquiston do luzido an-
PAGAMENTOS ADI.,NTADOS illustrissimos senhores Cincinato Sil- dtdorio muitos bravos e maitos ap-
As piblic.es de iter ese prtiul a, Fausto Guimarates e Manoel Vi- plausos.
on annuncio depentesdem d contracts, sU- etorino, introduz-o no recinto os Re- Ainda urma vez -parabens A Jo-
oit. o pagamneto adiantado. vdms. Padre Cicero e Padre reixoto. vemt Seuhora.
A mult dao levantou se e saudon- Deba xo da chuva de Epalmas que
A redacy.3o nt e responsavel pelos arti- ; s calorosamente, e a Musia deu co- ainda repoavam no espano do vasto
got inedictoriaei, nero peia s tjlictu4es 1 *0N
aleias, a e~ignadae 1 moo onc.rtreo magistoso lymno Na- recinto, subio A!tribuna o Sr. Seve-
Acceitam-se artigos de religion, scie:cia,ciional, (,ne todos oy .av am de pe tir- rino Pires de Brito.
lIt:tratnra e t, prehenchendo as condi ,;os sme, lna ma.s respeitusa att tilde. Como si tivesse previsao do fntu-
e o- programma. A' vibra(gao da uit.ina nota dessa, ro, e presentisse que era preciso al-
Redagfo. gerencia e typg(raphia- Rna music que nio se pbde ouvir sem en- gdma cousa d' extraordinario para
P(ure .c-ro--n". '3. thus'asmo; e sem comnnogao ide todas chamar a attengio d' um auditorio,
as tibras do cora,;io brasileiro, o il- que ja t.nha apreciado tantos talen-
ir. i-trado e vii tioso iadi'c Cwtcro, ia tos e admirado no Sexo feminino in-
conv;te 'a Commissio assuming a pre-I telligencias robustas e cultivadas, el-
jOASEIRO DO CARIRY si-en ~a da Ses.ao commemoratva do le nos fez a surpresa d'externar suas
...... ...... prinimero anniver-ar o jornalistico ideas na i.ngua d- Fenelon e de Ra-
il' 0 Rebate, em hoiwmnazem ao sea cine.
beneiner.ta, e destemido Redactor- A'seu exemplo e de todos os poetas,
Si Chlefe Padre Joaqulm de Alenjar eradores, philosophos e publicistas,
Pepxoto. disse que tambem tinha palavras de
Teve. entAo, .a palavra o intelli- louvorparaa imprensae homenagens
O .:a 18 de Julho ccrrene nao gente collegial Jose Pelunso de Mace- para o journal, e assim sandava com
Fpoade passar despercebido. do que subio A triLun-i para apre- todo o jubllo de &ua alma a' 0 Reba-
Prnieiro anniversario jo'rna litico sentar aos assistentes o primeiro nu- te no pomposo festival de sen primei-
i' 0 Rfbate receben a honna.gem, mero do 2" anno d' 0 RLbate, cujo e- ro annuiversarin jornalistico.
que so se consagra A benemereuio'a. ditoribl rememorando sen program- Dominado do mesmo enthusiasm,
E foi consolador, edificante, mes- ma, jmpressionou ainda uma vez a corn que o povo do Joaseiro aprecia-
mo imponente o espectaculo, que se attencao public. va o progress, admirava o bom e o
desenrolou no scenario public. E qnando tous os olhos se fixa- bello, disse que a sua homena.gemlao
Ma! rompia la na immensidade do ram sobre o novo numero do interne- Rebate vinha ungida corn os perfu-
.spa-o celeste a prioneira irradlia.;au rato paladino da imprensa regional, mes da gratidio public, que elle
{da Aurora, 1a desferia-lhe sna sanda- a Musica fez a estrea da bella walsa mal traduzia em occasiao tao grande,
tao festival is portas d' 0 Rebate h que lhe con. arara corn o ttulo -0 como extraordinaria.
lriihantn'miiea do Conservatorio. Rcbat.:,a qual publicaremos em outro Mas o povo que vio a fidelidade,
A' vibra.:io arrebatadora de sen numero desta folha. corn que Ihe interpretava seas senti-
nrmeroso instrumental foi aliar-se Agradon a sna execucao, pois alem mentos, nao poupon palmas ao talen-
n as ares o estrondoso estrugir de de inspirada a sna composicao, era toso orador, e apenas sahin de sea
imu tas e mnitas girandolas de fogos. Iuma delicadissima offerta que o habi- enthusiasm para sanudar a mimosa e
A, rnuir desta tempestade levan- lissimo Sr. Pelusio Correia de Mace- sympathica D. Joanninha Nogueira,
t u-se unisono, estrepitoso e claino- do acabava de fazer A primeira im- que assomou A tribune com toda a
rso o echo da sauda io popular: pre-sa e ao primeiro journal da ter- graga le donaire.
Viva 0 Rebate ira de sua patria. Fallon bem, como se podia fallar,
E o echo repercutio ao long pelas Applandida por todos, a mimosa e ao som das palmas que a festeja-
,nebradas do valle e pelos pincaros walsa accompanhoun tribune a intel- vam, entregon ao distinct Redactor-
d(a %errania. ligeute e espirituosa demoiselle Ma- chefe d' 0 Rebate um lindo bouquet
A alla do povo sent'a todo o en- ria de Siqueira e Silva. de flores enlaqado por larga fita
tbhusia-mo, corn que cttuma acolher Sen bonito discurso foi nma verda- branch.
u mer:to e agradecer os services que deira surpresa. A music que sempre desferia n-
lhe captivaram a gratidAo e Ihe pe- Em francez puro, correct, elegan- ma bonita tocata no fin de cada dis-
r horaram o recenhecimento. te, disia ao public que 0 Rebate, curso, repetio entio a walsa do Re-
Sob os auspicios desta eraot(,a, si tilho do soffr;mento do povo, nascent, bate, que veio mesmuaA proprosito,
l tiu-ica d. Conservatorio, si o povo como o Missias, no meio das miseri- que IA surgira na tribune o sympa-
lz uma -olu io de continuidade-foi as moraes da epocha. thico artist que em nome de sens
alpnas lara abrir espaco A outra-s ma- E as palmas que saudaram a mimo- briosos companheiros da corporagio
If.t.-ta,.des le apreoe a ontros teste- sa oradora, quando descent da tribu- musical do Couservatorio tinha de
mInL.- de pleuae franca adhitsao. na, juntaremos hoje a tradnuceo por- cumprimentar e felicitar ao nosso
E assim e que aberto e franqueado tugueza de sna eloquentissima allo- chefe de redacao.
la ,ui rencia public o Escriptorio ec-nuo, que deixon em todos os espiri- E desempenhou satisfatoriamente
a l dac;*ao d' 0 Rebate, o nosso di- tos a melhor impressio. o Sr. Manoel Santino a sna honrosa
.-tin,.to Redactor-Chtee, Padre Jo*- E n&oa desmereceu o vivaz Jose commissao: amigos, coliegas, confra-
IIa.rI :e Aleucar Peixoto teve que re- de Miranda Nogueira, que the succe- des d'arte, todos Ihe bateram enthu-
(-ebr mun;tase mnitas visits de pa- deu na tribune corn adminiravel pre- siasticas palmas.
Saben-, atas e bietese po -taes eo 0 senga de espirito, que agradou ao sea Sob os auspicios da ruidoza accla-
s6 dearigos dc-ta localidade, come numeroso anditorio, e Ihe prenuncia miaco sentin-se animada ageatil Se-
(te varies outrus pontus d'grande zo- brilhbate fatnro entire os mais intel- nhonrita Maria Victorina da Silva e
.a1 que forma u Lai.ry. ligentes cnitores das lettras. reciton com grande presenga d'espi-
Si o 'nlxo e o refluxo de tantas ma- Entittanto nao eclipsou a vivaci- rito ne a poesia analoga ao pomposo
mi!fest; .e-- ld:.a en,'!l-.- c' con.o- dade da espt -l:,, ,*'imuensal-o ahs u,n-tb;as e quintina da i-aca, que fallout em 0 public nio recuson justic,,nemr
- i e. o < ee tor v, ze- arjargo- fraucez e arrancon de sens ouvintes regateon applansos A espiritunoa se-
S ,n ii. rnalista -no reverse da me- namas ialmas de admiragno e de en- nhorita, que alo deve esquecer jama-
a.la" exaspeTSVa os tylogtraphoss thusia.aI. is o esttnmlo qae Ihe proporCionqan
mpaeitntespela revisAo da pruvas e 0 peUequerrucha fallar em uain au wtorio rwe^itvel e d4tuttco,
4 UnI roinMlO g a apreqtsre w o ^36 .uw m.d st


trez dos quaes em francez; mas os as-
sistentes pareciam desejar mais ex-
tensho A testa que t&o sympathica se
exhibit As emoqOes sacrosanctas do
cora~Ao.
Bern o comprehenden o illustrado
redactor-chefe d' 0O Rebate e pressn-
roso, por sua vez, tomon a ralavra e
agradeceu em phrases do coraclo a
brilbante manifestagao que festejan-
do tho espontanea quio generosamen-
te o anniversario jornalistico da im-
prensa Joaseirense,compensava o seu
fandador das amarguras, trabalhos e
sacrificios que Ihe tern custado a em-
presa.
Entretanto nao rememoron especi-
almente nem um s6 de seus sacrifici-
os; mas assegurou que qualquer que
fosse a attitude dos inimigos, nunca
pouparia seus servicos em beneficio
do progress e do engrandecimento
do Joazeiro !-.
Bravos A dire:ta, e a esquerda,
palmas freneticas em toda a parte, e
a girandola de foguetes que fendia os
ares annunciando o fim de cada dis-
curso, desta vez duplicou-se e tripli-
cou-se.
Ao sen estrugimenito nos ares, A
ruidosa vibratao da music e ao en-
thusiasmo popular somente podia im-
por s'lencio a palavra autorisada do
venerando Padre Cicero.
E elle a proferiu eloquente, e com-
movilo agradecen ao Padre Peixoto
e a todos os seas amigos o interesse
que tomavam pelo sea Joazeiro e a
magnanimidade dos services, corn
que concorriam para collocal-o A al-
tura da seu destiny.
0 povo que ouvio de p6 a palavra
ungida do Sacerdote de Deus, tam-
bem Ihe tributon os mais enthusias-
ticos applausos, que alliando-se As
harmonias da music, e ao estrepitar
dos fogos e As calorosas acclamagbes
do povo encerraram a sessao comme-
morativa do primeiro anniversario
jornalistico d' 0 Rebate.
A'sua prosperidade, ao sen future,
A. sua gloria numerosos brindes: de-
licioso vinho perlustrou agradavel-
mente soberanos labios.
Bern hajam as gentilissimas senho-
ras e os dintinctos cavalheiros que
abrilhantaram a festa d'O Rebate.
Bern haja o patriotism do povo
do Joaseiro.
A'sua honra consagramos as gara-
tujas que mal esboqaram o esplendor
do seu pomposo festival.
Perdoem-nos:cada um da o que temr
e o bico d'uma penna 4 sempre pe-
queno de mais para poder apanhar e
comprehender as grandesas do povo
e As epopeas do coracqo.
Sim, perdoem-nos, que ainda te-
mos que fallar da festa da 'noite, da
passeiata e dos brilhantes discursos
que no Joaseiro fecharam corn chave
de ouro o inesquicivel dia 18 de Ju-
Iho de 1910.


Uto
Ha muito que se tornava ne--
cessaria uma providencia que re-
priittsse o abuso commettido pe-
lo povo contrahindo o casamento
religioso, corn menosprezo com-
pleto dc contract civil, que, pe-
ante a lei que n3 alque


Innumeros tem sido os crimes
de polygamia que se tem com-
mettido unicamente porque era
facultado o casamento religioso
sem a precedencia do contract
civil.
Quantas viuvas na miseria,
quantos orphdos desgracados
por ahi vivem, em consequencia
de tal abuso!
0 Fovo ighorante, e na sua
maior parte essencialmente reli-
gioso, abusando por completodo
contract civil, de boa fM com-
promettia seu fu'uro, corn elle
nao se preoccupado; mas, hoje,
nao.
Fel.zments o nosso Diocesa-
no por uma Pastoral, obrigando
aos nubentes a apresentarem a
certidao do contract civil aos
vigarios antes do casamento re-
ligioso, veio salvar o povo de in-
numeros males.
Achamos, porem, que rest a-
inda uma outra providencia ..
Torna-s. indispensavel que os
Rev.?. Vigarios das Parochias
no pulpito, no confissionario, on-
de quer que seja, obriguem aos
que jA se acham casados religi-
osamente, a lavrarem o contra:-
to civil e cprcs-ntarem4lhes as
respectivas certid6es, porque sb
deste modo poderlo salvar os
que assim proced-ram, dos pre-
juizos a que estAo irremediavel-
mente condemnados.
Que os Rev. .? Vigarios s. in-
teressnm como e de esperar pa-
ra o cumprimento dessa ordem
de tdo alto alcance pelo benefi-
cio que ha de produzir, sao os
nossos sinceros votos.


MINAS DO -COXA'-

Conforme prometti no meu
ultimo artigo, nao mais voltarei
a discutir a questio da demarca-
gao do Coxi, pois, sem digress5-
es impertinentes, insuspeitamen-
te esclareci os seus pontos prin-
cipaes, provando 2o public o
que se fazia necessario.
Si o meu illustre contender, o
illT? snr. major Joao de Aquino
estl convencido de que discutiu
bem a questao, e nao hesita em
affirmar, ainda hoje, que eu na-
da prove, nenhum geito tenho
a dar.
Felizmen'e tenho a precise :
calma para nao me encommoda -
corn taes affirmativas; deixarei
que o public melhor possa jul-.
gar.
0 que me faz voltar a at-
prensa e excWiaivamei, *
M.*' s & ^ tiil ~nf*Lati9Btt-M


I I IL _ r .


*'*WB .--^ .


I-


a


*-.*'










REAT ~Bb--'~ 2


^







*y-
r-
I
4
f
'^
^,
*i


"scismadora; a historic sr-grou-lhe o nome tao encantadora como desabrocha a flor.
"fmmaculo, apresentando o A admira.ao Um anno de lucta!...
das posters, a sauda ao dos seculos E' innegavel que 0 Rebate, neste de-
Pois bem esse ai-no que se fecha no eurso de tempo,tem prestado innumeros
cycle aureo da existencia d'O ((REBA- buneficios e imagnos auxilios ao povo ca-
TE, prova exhuberantemente que a al- riryense e tem-se manifestado amantB sin-
ma de seus Redactores, como a de Co- cero da patria.
lombo, nem um s6 instant vacillou na Nem poderia deixar de ser assim uma
fd vez que 0 Rebate firme no seu post de
Illuminados por um raio da aureola honra, term, desassombrado como um a-
que cinge a front dos que passam pelo postolc, cumprido fielmente o sed pro
desterro da vida praticando o bern; impul- gramma que tracou proficientemente em
sionados por uma concepg5o grandiosa, o seu primeiro numero,
com a intuicao prophetica dos beneficios A alegria que hoje predomina em
a proporcionar e dos resultados a colher; seu infatigavel Redactor-Chefe o Revd'm?
elles se congregarum para realisar a idea | Snr. Padre Joaquim de Alencar Peixoto,
de abrir para o povo joaseirense um novo repercute bem fortemente no coragao
mundo em sua existencia litteraria. dos Joaseirenses como prova de emizade
Rompendo obices, perseverando e e admira~go.
cantando as deces esperanuas invenciveis, Que por muitissimas vezes o d6ce fa-
elles conseguiram tornar em effectividade vonio que transuda rumorejante por .er-
o ideal que affagavamn-a imprensa tre as flares perfumadas, moduleul,
Quiseram e por isso venceram: fise- corn as aves, um hymno d" saudagco aI
ram apparece: 0 cREBATEs, journal de este dia memoravel,sa6 os .nossos votos.
feicao modern, tido e reconhecido por Viva 0 Rebate !/
capacidades jornalisticas d'esta capital, Sale 18
come um deb melhores da bella patria de Sale o 1 e Julho !
Iracema. ai /es
Sim! crearam 0 a REBATE,. / aaoel Alves
Seu orogramma, tradusido m e....


termos, tern sidof-instruir,ensinar, corre-
gir e castigar, rindo-se, algumas& veses,
como J)emocrito, dos tresvarios da poli-
tic~;im local, na esperanga talvez de que
a reac;ao ha de -ulgir.
Abencoada missao abnegados apo-
t.losi eu vos saudo enthusiasticamente !


SI de Jutho
Good enorning my dear Rebate I
am very gl ad te see you.
Accept the homage of the most
profound respect which I feel for you and
which you s well deserve.
Joasei o-1910.

SScci ino Pires d,- Brito.


LunnoA ADRMTA.n
I y A11 IN l A RmO Sr. Padre Joaquim de
-JiLLPT-t. 1Aler Peixoto. inteUli-ento
,e illustrado Redactor-CThefe
. -iO .Rebate-!
Aujurd 'hui est un randl saiversai- O
re 11 v a un an, inaiai.it e REBATES. i Hoje, dia do auniversario da inauguraao
ee protectcnr de nfotre ch.'r Joaaei:o, d'O d ,Rebate*, org&o de publicidade que V.
Set du ProRevm' dirige corn tanta proficiencia e elevando-
Jiut et du Pg--. o a invejavel altura d'um journal independente,
Fils de la souffranee, il est n-f come occorre-me o imperioso dever de apresentar-lhe
le Me.sie au milheu des mni-.eres morales os means sinceros parabeais.
de i'epoque. E' uma dhta anspiciosn nAo somente para
Soi p..trimoin. es: le nrwmc (ue le* V. Revm?, como tambem para tolos n6s, filhos
gamd Ignace de L ,yoa hi-sda a ses disci- ,do Cariry. que Pentimos e gosamos as eifeitos
,d e e L e salntare da eampanha ingente por V. RevmT
tie :-Le cmb.tI lur la p.us grade travada destimidamente em prol dos opprimi-
gloire de Dieu. dos e da nossa salvat;ao das garras dos abutres
Comme ces discppkls au.;i, 1, RE- da desgra(a.
EATE: 1m1 de la lute. viv- :t dans iN Quer descobrindo os inistros plans ar-
iutte, <4tehIdra ses enseignceutts par la chitectados antecipadamente A socapa, quer
iutte dat tout uir e s ril. a'! 7e ajoren commentando-os de modo claro e precise, quer
ue da tout oble il, ad jorem mostrando nos o meio de livrarmo-nos de tan-
Dei glori'im,. p.ur la plus grade gloire tas infelicidades, quer ensinando-nos.pelo ex-
de tout ce qui est just, de tout ce qui est emplo, a reagirmos corn dignidade contra as
bien, de to it c- qui est vrua ent beau. ;tentativas de humilhaiaSes, O -Rebatea tem-se
Vive a jamis ltc <-IEBATE elevado berm alto no conceito public, cumprin-
XV it d nal u ,do semr restric6es o sen programma.
!,; ;u : Ben sei tqe para os despeitados o dia de
hoje e aziago e cheio de tristesas, porque elle
----- r- assignala nm atno de vida d'O Rtbate, o
que e au to di fil ewa nosso Ineio para umjor-
A' ltah a t nalq A josle oatro anxitio ani ser o de
86 este facto, mais justifica o des'iteressl
1 0 6,Rebatel e eo alt. patriotism de V. Revmin, que nio se
pdupa em concentrar todas as stas energies,
todo o sen esfori;o intellctual ivra sustentar
Por o...-asiao de seu i*:rme:or an- unm journal tao somente para defender os nossos
niwrsarK-,. direitos.
Pulor isso queira V. Revm' acceitar os sin-
Atrave-z das oid-as r-vcl: s dos mares ceros parabens por esta data tao auspiciosa,de
bravios, Colombo nem um s6 mome'.to se;:ando que esta- minha- humildes express6es.a
vacillou na f par de outras. sirvamn de incentive para a cbn-
Espi:ito de esforp'o! ora repremia tiuuaito do mesmo esfbr-o e da mesa attitu-
de skblranceifra com quite ten desta'ado, im-
ele a tuna das teitd: ra (loina- pond,-se ao respeito, a sympathia e a admira-
va as impaciencias 'uma trip.ulagio f.ti- ,;,*o do public.
gada por um long e martyrisaeiite p r- Sem mais
curso oceanico. De V. Revm?
Espi. ... c her-- :" : -abia vencer Hum'.de Admirador
todas as tribulagccs que acompanlham os
grandes commnet:i:nenLos; sabia elevar- Ju:-o .Marinho das Neves
,e em meio d -s humilhagoes humrnas;
sbia persistir, e re-ignar- ,; sabia que %
rer 0 R (eate
Quiz e venceu cue na''a h! hque resi-
st.r possa a orga, a adyna:.ica, a shimoz-e
da vort;.de-! Hoje, por entire effus6es de magno
E post julgasse ter descoberto o enthusiasm, C Rebate commemora a ju-
prolongamento das Indias, deu-nos o no- bilosa e feiiz passage de seu primeiro
vo mundo corn todas as suas resplande- anniversario.
sce- cias. 2' bem just o festejar desta da-
A g'oria, entao, irradiou-Ihe a front ta prazenteira, em que a aurora desponta


Seupri! Stare!
Ao Chefe Amigo e Redactor d'ORebate

Operarios da vossa tenda de traba-
Iho, companheiros de vossas luctas e au-
xiliares de vossa empresa, sentimos hoje
o mesmo praser de contar comvosco um
anno inteiro do sacrificios e dedicaq6esi-
causa do povo e ao bem da.patria..
O primeiro anpjvitrsario d'ORebate
s.-ja-nos,Q pi;,'ufm estimulo para Ihe dese-
jacre-mfnpre e sempre o mesmo sentimento
de vitalidade e o mesmo ardor de lucta,
quo Deus nos proporcione fecunda de be-
neficios e de felicidades.
Chefe e Amigo, intemerato P'. Peixo-
to, no dia de hcje, na data inolvidavel de
18 de Julho, receba nosso affectuosissitro
aperto de mdo e nosso parpetuo vote da
mais sincera e dedicada adhesdo.
Corn toda a cordialidada, aqui deixa-
mos o preito do coragdo que brada a to-
dos os ventos:
Viva ORebate !
Viva seu Redactor-Chefe!
Vivam os Assignantes d'ORebate.
Viva o povo do Joazeiro !


18-Julho--1910
Placido de Norses
Othoniel de Salles
Mamoel Maxuimo
Firmiso Barbosa


IT T7 I TTIT I 17 I


A 0 Rebate pelo seu feiiz anniversa-
r.o jornallistico aprese ita hoje a

Orchestra Sancta Cecilia
Alexandrina Vieira liarbosa
Anna Maria de Assis
Anna Josepha de Arahjo
Anna Rosa de S. Moreno
Antonia R. do S. Moreno
Auroma Rodrigues de5Susa
Diammntiin Mlendonea de Jesus
Donatilla Maria da Gloria
Francisca M. do Esp Santo
Gertrudes Dias de Almeida
Idalia Leopoldina Maia
Joanna Dias d'Almeida
Joanna Ramos de Oliveira
Josefa Carvalho de Jesus
Leocadia Maria das Virgens
Lina Augusta de Mendonqa
Lucinda Maria da Conceinao
Luiza Gomes da- Silva
Luzia Antonia Ramos
Maria Arnaut Parente
Maria cordeiro dos Santos
Maria Francisca dos Santos
Marianna Morena de Jesus
Maria Gomes da Silva
Maria da Conceiao Leite
Maria Martins de Macedo
Maria Custodia de Jesus
Maria Eudocia d'Assuwmpqao
Maria Gloria da Concei Maria Nazarena de Jesus
Maria Pureza da Gloria
Maria Preciosa de Jesus
Maria Saturnina do Carmo
Maria Quintina d'Almeida
Maria das Dores Pereira
Maria Victorina da Silva.
Olivia Moreno de Oliveira
Quiteria da Silva Souto
Rosina Mendes Oliveira
Rosa Josefa de Araujo
Severina M. do Espirito Santo


Crate


Um amigo do Joaseiro


AU REBATE*


O dever,no diser erudito de S.Smils,
4 a summidade do character, lei que sus-
tenta o home em suas attitudes mais al-
tas.
Eis-me, pois, impellido por este su-
blime sentimento-o dever,-tso sabia-
monte definido, expressando ao
illustrado org&o de publicidade que ha
um anno se edicta na florecente povoa-
9&o do Joaseiro, o. subido grao do meu
reconhecimento pelo muito que ha feito
na defesa.commiam dos mais vitaes inte-
resoes do povo desta important sona do
Cear.
No calculado silencio em que tenho
estado, s6 um motive destes me traria
A imptensa.
Nao 6 cabedal litterario, que confess
nao pcumuiv nAo do engrossawento tUO
:m moda na actualidade, que repugno i-

I


Quando se commemora uma data lu-
iminosa como a de 18 de Julho, de ninha
Salmade moco irrompe uma ovaqio ex-
pontanea que possue alguma cousa de no-
bre e elevado!
Apreci-idor que sou dos commetti-
mentos litterarios, nlo posso deixar de ap-
plaudir aos que se tornam dignos de ad-
SmiraqgAo e hater palmas quando mais um
athlete apparece na arena da imprensa.
Hosan ias ao 18 de Julho, que sym-
bolisa para a nossa sociedade o engrande-
cimento intellectual e moral; hosannas a 0
tAo cheio de calor e vida, a sua marcha
gloriosa, empenhando-se ardorosamente
por collocar o Joaseiro n'uma posielo
eempre digno e admiravel.
0 luctar e das almas nobres comno a
do Revd"? Sr. Padre Joaquim de Alen-
car Peixoto.
j Contintiae, pois, a luctar, RevdT? Sr.
Redactor-Chefte d'O

%ADTA ARrTCrA


FlicitAItS
E cordialissimas saudagfes a ORebate pelo
sen primeiro anniversario jornalistico, e since-
ros votes pela sua prosperidade e pela suna diu-
turnidade Ihe dirige no solemn dia de hoje,18
de Julho de 1910,
A Musica do Conserratorio
Pelusio Correia de Macedo
Manoel Santino de Mello
Caetano Vieira da Silva
Jase Pelusio de Macedo
Luiz Calixto de Oliveira
Simiio Jose de Souza
Jo lo Gomes da Silva
Manoel Gomes da Silva
Henrique Gomes da Silva
Antonio Gomes da Silva
Luiz Gomes da Silva
Joao Tenorio dos Santos
Jose Tenorio dos Santos
Manoel Faustino dos Santos
Francisco Games dos Santos
Ptdlro Morenno de Oliveirl .
Francisco Domingos de Souza
Manoel Pinhancb da Silva
Manoel Guilhermino da Silva
Joao Jozino da Silva
Olimpio Jozino da Silva
Antonio Jose do Nacimento
8ivirino Jose do Nacimento
Jose Leite de Carvaljo
Astolfho de Mendonca Silva
Antonio Nacimento da Silva
Joao Crispim da Silva
Jose Chavierde Oliveira Filho
Paulo Eugenio dos SaAtos
Jose Florentineo Marques dos Santos-
Maximiniano Antonio de Mello.
Joao Callado do Couto
Severino Jose dos Santos
Manoel Florentino Marques dos Santos
Liberato Frasio Sobral
Antonio Luiz Cavalcante
Joao Manoel de Mendonqa


V


I.


I'


i \


l


-' .












nmitar; inio 4, niumrn pa!ayrn, nenhum
motivo particular, desd que trata-se dci
i~ti jor'al ineutr. entie os pau tid:s, c
indtpenCen-e, que dete.mi ia'n-me as-
siin proceder.
-E' o respeito que dedico a im-
prunsa em geral, <' a venert;oia. que:
profess i, comn orgu!ho, ai que, c.ailno o
Rvbate occapa-se do b-tin public), na,,
tloi'nllo arricstr eontr' oas clinaores dos
in -. eiubora opulent.-s, trahlinm a conni
u I;ta (I stus coimmiit:entes.
A' nrsan vista, A vista de toda estal
zCia. 4, t,.lo o Estulo, de t.l; a UL'nio,
o Re! are>,, orga,,n Cdo *p),v)o po pov< >,
teom defend do c mn lenldola. energia e
.en16do Os iOS'.os mais palpimtit-s e
ge rues interesses.
-E oo someirte isto. come os in-
teiresses p uiticulac- do seu tuturoso do-
micilio, cenfro d- su-s oper.acoe' patrioti-
cas.
O Joa.-eiro do Cariry, t.uito, pois,
lhe deve.
-Em suas rutilantes pagina., o -RE
BATE)) tem provwido, ad sacied .d', a exhu-
bierancia d- sea solo, a graadeza de sun
posi(ao t 'pographici, a numerical citra
de suas cAs:s,dos s-u, h ,bit utecs. a puresa
de seu chua e o valor intellectual do-
factores do seu progress.
-Discutiu, provou e venceu ter o Jo.
asciro do Cariry direito A cathegoria de
villa, i marncipa'o politica-administra-
tiva.
Honra, pois, ao -REBATE, que soube
comprehender t;Io imperioso ever, que
o trazia em divida paira comn sous illustres
ernumittintes, e honra, fo'gnimo; de con-
fessar, ao povo que reconhece t.ao ,oppur-
tuno quanto valioso serviqo, que Ihe pre-
vtou a il'ustrada impr n-a amiga.
Benidicta a o,,;(;ao que tLodos ros, cia-
rirvenses, lhe tributaio-:; bemdicta a da
iu anniversariante; beindicta a cruzada
que elle. coin tanto brilho, tem sustenta-
do e que tanto en:)ne trara a uossa his-
teri a.


MiagL rs . 1910.


P. N',guiraa


0 nosso Rebate


Possuidos da mais just satisfaoao,
vemos hoje completar o primeiro anno de
existencia o nosso estimado jornal,-o
a Rebates.
t.m anno, sim, de existencia fecunda,
elle arrancou da ampulheta do tempo que
hoje esco.i-se no occdso do tempo immen-
so, deixando bern fulgurante a sua passa-
gem de ensinamentos, bem larga a sua
estrada, atauxiada dos mais bellos exem-
plos, o que ihe concita A confiar no futu-


Joao Victorino da Silva riry c grande orgao de publicidade, que
Diomedes de Siqueira obedece a sabia e criteriosa orientagio
FrJo io Assisde u eira do Illustrado e Rem? Pe. Joaquim de A- .
Oc.ac lio Jose da Silva lencar Peix6to. gor
0 Cariry sentfa,com effet,3,a necessi- gurma
dadede umjornal independente;um journal tutti
que traduzisse o st-.ntimento, que interpe- tori.
trasse a aspiracaoc'o povo deste immense "
valle, que s6 dezeja, s6 quer, s6 procura caci
e s6 batalha pela paz, pela tranquilidade. vita,
Tao elevado emprehendimento cou- .u
be ao ,OREBATE. que, estoicamente, piu a
qual um Minas Geraes, assestou seus giunZ
REVDM? SR. PADRE PEIXOTO possantes canh6es contra a multiddo de bene
males, inimigos audazes que se haviam sponl
eite anteipaente mes sinceros anteposto ao progress e a civilizacao
parnobd p0lRElata rE primeiro anm ver- desta zona, e cumprindo fielmente o seu
vasto programma, Iconstituio-se fortissi-
Missao-Velha-_ mo dique contra ai torrente impectuosa
de males que ros arrastavam a um abys-
7-t910. mo insondavel. C
Hoje lanca a cORebate um olhar nalist
,Dr. Floro B. da Costa sobre o period decorrido, e nos campos BAT
da sua gloriosa batalha, sobre os escom- to Ca
-=- bros da calumni4, robre as ruinas da ma- tamp
ILLM? SR. REDACTOR-CHEFE ledicencia, ve florecer os louros da sua publi
W)D'0 REBTE* immorred6ra victoria., osI
Justo. portanto, e o preito que hoje tas q
Eftusivamente saudo-vos desde j4 pe- tributamos a esta memoravel data, que asmo
lo anniversario de voso Jornal, 0 *RE- tornou-se vultuosa para as paginas da co.
[BATE,1 fusendo sinceros votos para que nossa historic.
elle continue por muitos annos para de- Salve 18 de.Julho!
fesa desta uberrima zona. Salve, in*repido campedo, que tdo
denodadamente sc tern batido contra o
S M is;,ao-Velha 1 terrivel mal que affect a sociedade,fazen-
do c;'hir por terra os inimigos da paz, os
j 7-910. derruidores do progress, o espantalho
easint. o B. de Maria da civilisa .. das
Salve fortissimo baluarte que tenaz- da
mente defende-o povo cariryense das cont
ciladas dos seus inimigos. t
REVDM? SR. PADRE PEIXOTO E vos, Exm? e Rvmn? Pe. Pcix6to, se, e
provecto timoneiro que corn tanta illus-yia os
Pela data anspiciosa do 1? anniver- tracao governaes o leme dessa Ancora 5is-
sario de seon aprciado Jorna! O ,REBA- de salvagAo do Cariry, corn a vossa per' IPli-
TE-, acceint.deane-m as minhas na sublime contiuae,a traar a ios ares, a
cordites sanda senda por onde deve a sociediomente podia im-
Milagres, nesta cruise que atravessa o rpavra autorisada do
Continuae n, vossa esr. eilcero.
S* riu eloqnente, e com-
7-910.. levada missao e em br dece ao Padre Peixoto
forgos serao coroados os seus amigos o interesse
Jose Ignacio Muito e muito ja ,vam pelo seu Joazeiro e a
---'- vossos patricios -imidade dos services, com
Sinceros ,.Ae concorriam para collocal-o A al-
REVI)M: SR. PADRE PEIXOTO tor C .p,-tura da seu destino.
o Dom e o 0 povo que ouvio de p6 a palavra
Faz anno hoje O0Rebate*. Assoea N omenagerinao ungida do Sacerdote de Deus, tam-
Co A V R os perfu- bern lhe tributou os mais enthusias-
do-nme a V. Re vd em vosso granJo public, que elle ticos applausos, que alliando-se is
gosijo, ia o votos para que o vo.a em occasito tao grande, harmonias da music, e ao estrepitar
continue dtsassombrado e seuraordinaria. dos fogos e As calorosas acclamagoes
ro a sua march. o povo que vio a fidelidade, do povo encerraram a sessao comme-
Salve, o dia 18 de J que lhe interpretava seas senti- morativa do primeiro anniversario
so"tn iO Oolao 1 pnalmafls ao talen- I .i,.. ;t-n. fi t t _,I-A


Barbaaha
-, n-ti.~\


ro que lhe outorgardi uma vida de luz, de --v u.
onde rebentardo os raios de nossa civili- Xer-
sacao, qual um novo s61 de liberdade.
Sirm, um anno sumniu-se no passado, mimosa
- .ha a intel-
legando-Ihe.entretanto, a recommendaoiao \ aovafoiselle Ma-
mais frisante para uma nova phase de ex- .,a.
istencia mais fertil, mais proveitosa, mais .curso foi uma verda-
feliz:-o seu proprio passado. [a.I
Bern o haja esse paladino inflexivwcez puro, correct, elegan-
e m .nsageiro ao public que 0 Rebate,
sse mensageiro od bem, que, quay soffr.mento do povo, nasceu,
la dos Magos queg, :SVyba '6mo o Missias, no meio das miseri-
ternm uiado nas ,ftinuidade-foi as moraes da epocha.
vida, no que diiaeo aoutras ma- E as palmas que saudaram a mimo-
ral, social "o ea outros teste- sa oradora, quando desceu da tribu-
r' Lna e franca adhesno. na, juntaremos hoje a tradncq&o por-
Uenna abcrto e franqueado tugueza de sna eloouentissima allo-
penna p |publiea o Escriptorio cuiRo, que deixou em todos os espiri-
Iactor-c 0 Rebate, o nosso di- tos a melhor impressio.
to, quei ior-Chefe, Padre Jo A-I E naoa desmerecen o vivaz Jose
pass s -ar Peixoto teve que re- tie Miranda Nogueira,-que the succe-
grammr a maitas visits de pa- deu na tribune corn admiravel pre-
rN6s 0e bilbetes po.-taes nao senga de espirito, que agradonu ao seu
os ta localidade, como nurmeroso auditorio, e lhe prenuncia'
do bello pontus dagrande zo-' brilhate future entire os mais intel-
temos n C"r.Y ligentes cuntores das lettras.
vament refluxo de taut.. ma- Entirtanto nio eclipsou a vivaci-
TO : ,12 (n, ,t!-, cunlo- dade da esp ro aS:: al-o das Aiitit:as e I Quintina da G(-a"a, que fallou em
lropt" -,e '>r v zeo u.:,argu- tfrancez e arranconu de seus ouvintes
ta -no reverso da me- innas Iafmas de admiraeAo e de en-
rava os typoigraphlos tiusasrmo.
ela revisAio das provas e eOra, aquellapequerrueha fallar em
idos a apresentarem aoo bom francez euthusiasmou tambem e
e.5,ate na hora solenine da muito de perto ao Sr. Jos6 Ferreira
emorativa te -e,'i, ranki- Longe, que na tr.buna revclou intIl-


-LO A, -YVU kP"ILUM^, aV w~aU jornaust ico a v iceoate.
so orador, e apenas sahin de seu A'sna prosperidade, ao sen future,
nthusiasmo para saudar a mimosa e A suna gloria numerosos brindes: de-
symnpathica D. Joanninha Nogueira, licioso vinho perlustrou agradavel-
que assomou a tribune corn toda a mente soberanos labios.
graga le donaire. Bern hajam as gentilissimas senho-
Fallon bem, como se podia fallar, ras e os dintinctos cavalheiros que
e ao som das palmas que a festeja- abrilhantaram a festa d'O Rebate.
vam, entregou ao distinct Redactor- Bern haja o patriotism do povo
chefe d'O Rebate um lindo bouquet do Joaseiro.
de flores enlagado por larga fita A'sua honra consagramos as gara-
branca. tajas que mal esbogaram o esplendor
A music que sempre desferia a- do seu popposo festival.
ma bonita tocata no imn de cada dis- Perdoem-nos:cada um d o que tern
curso, repetio entao a walsa do Re- e o bico d'uma penna e sempre pe-
bate, que veio mesma a proprosito, queno de mais para poder apanhar e
que li surgira na tribune o sympa- comprehender as grandesas do povo
thico artist que em nome de seus e as epop6as do coragao.
briosos companheiros da corporago Sim, perdoem-nos, que ainda te-
musical do Conservatorio tinha de mos que fallar da festa da 'noite, da
cumprimentar e felicitar ao nosso passeiata e dos brilhantes discursos
chefe de redaciAo. que no Joaseiro fecharam corn chave
E desempenhou satisfatoriamente de ouro o inesquicivel dia 18 de Ju-
o Sr. Manoel Santino a sua honrosa lho de 1910.
commissao: amigos, coliegas, conlra-
des d'arte, todos lhe bateram enthu-
siasticas palmas. t
Sob os auspicios da ruidoza accla- ?so luEO
niaao sentiu-se animada a geatil Se-
nhorita Maria Victorina da Silva e Ha muito que se tornava ne-
recitou corn grande presenga d'espi- cessara ua providencia que r
rito uma poesia analoga ao pomposo cerissari o abuso commettido re
festival. primsse o abuso commettido
0 public nao recunsou justic-,nem to povo contrahindo o casa
regateoun applausos'a espirituoia se- religioso, corn menosprezo
nhorita, que nio deve esquecer jama- pleto do contract civil,
is o estimulo que lhe proporcionou rante a lei que nos rdge
am aundtorio respeitavel e distincto, garante o future da
para que ella cult:ve em todos os tern- garante o future da
pos a sua esperanqosa intelligencia. to a legitimidade
I JA tinham fallado dez oradores, quanto a posse


AI (tebate
)ggi, primo giorno del tuo complea
nalistico, non posso aNtenermi dall'ati
rti ogni'bene, anche per la felicity d
i tuoi Redattori,lettori ed apprezza--

re invio mille auguri, e Dio esaudis-
che piu bramo, accordandoti longe,
pace, prosperity e gloria.
Fra le strette di nmano, v'e sempre la
iffettuosa e fra i saluti che oggi ti
gono, non dubitarai che la mia, seb-
breve, sia l'espressione affettuosa e
tanea.
Della Voce del Popolo.


18 it Jilho
Ao REBATE
ompleta hoje-um anno de existencia jor-
tica o 4valente e illustrado campeio o 4RE-
E*, que desenvolveu no nosso meio,no s4-
riryense,o lnminoso programma que es-
ou,quando en,;aion os seus primeiros pas-
Felicitamos, pois, ao illustrado orgao de
icidade por to feliz acontecimento, e faze-
votos que se repitam muitas vezes as fes--
ue hoje, corn just'ga, enchem de enthusi-
aos seus redactores, ao Caro.a
Quintino Leite desgragados
JosQ Qutitino em consequencia
Epifanio Quip!
ignorante, e na sua
tarte essencialmentre reli-
rabusando por completodo
'cto civil, de boa fd com-
Ha d:,ettia seu fu'uro, corn elle
pqi se preoccupado; mas, hoje,
ter0o.
I- Fel'zment o hnoss' Diocesa-
no por uma Pastoral, obrigando
aos nubentes a 2presentarem a
certiddo do contract civil aos
vigarios antes do casamento re-
ligioso, veio salvar o povo de in-
numneros males.
Achamos, porem, que resta a-
inda uma outra providencia ..
Torna-st indispensavel que os
Rev.?? Vigarios das Parochias
no pulpito, no confissionario, on-
de quer que seja, obriguem aos
que ja so acham casados religi-
osamente, a lavrarem o contrac-
to ci\'vA e ; pr-s ntaremnlhes "
respectivas certid6es, poraq
deste modo poderdo
que assim proceed .ramJ
juizos a que estao
mente condemna4~o
Que os Rev. -
tercsszm cqli 4tA
ra o cump lM
de tao alto aaacer
cio que ha. 4 e '
nossos sincere .votdi&;.-





Confo J B
ultimo
a discutFi|
9ao doB



es I
pages







ai^


*. .-U i n .-
.:.. ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ _. ....*w ^ a~t* -'' "


. 7 .._ w -,


rp~r




as '0',.
54'


__ __ __ ~7~~__1


k~ I


ir~i5
-,. '/. :., o/*. ; ,' .- '. ..4 ... ...








. _:~l "' .
SAA So -A -


Jt^AQRI~A1 i APATARIA
40RPEPSEVEP^ANA

S, 1A Est! QapatarA .se encarrega de
CINCINATO 1LVA qira'quer trabalho toa.os em couro e
Vindo e ;arahun.. estao d~e PI r- galrante aos seus fregnrsees obras que
hnammu'>:a, achi--e etalieleido ne-ta prO;-,ta ,) se poitem desrjar melhores e de
ta e.m :.m coinpleto varirtdo sr-Ttiento -p s ras.,veis.
de f .ee: d e m--rer:.lorias que vnde por" *
preQ, ,sen compe-t neia. t content i.e-,mo Irenwo Cabi al de Oliveira
do :ais xigente freguo-z. Rna do Cruzeiro i1. 1065
Urea viea. po10. a IOJ.1A ESTRJ-LLA
doe (nel:ato Sihlv., lu P;.dre ice'.'
------ MERCIA RIA

iARMACIA CARVALH.O OLIlVETRA & NATIM


H H nesta cone-ituada pharmacia un T
variado sortimento de drog.s e products
elhimiic. especialidades pharnmeuttic~
-.mr.es e esTrangeiras..
--eeitas t qualquer hora coin
Por o00 asseio.
niversario. '1.
Atravez das oidas r
bravios, Colombo nemn umrn
vacillou na fd -
Espi ito de esforgcdo! or. ,
elle a furia das temnpestades: c
va as impaciencias d'uma triput
gada por um long e nmirtyrisa.
curso oceanico.
Esoiri-to ,tc hero::' lle '-abia


SAECUNOMISAUUUOA BARBALHA
!UL TPAULISTA
CAIXA INTERNATIONAL DE PEN- 0 rei cio% Iepuratihox
SOES VITALICIAS.
d'' e Approvada por Decreto Federal. coin r U tai0 da (A3IMl 1
deposit de garantia no Thesouro Federal.d
--A S A S proporcional ao capital de pens6es de uuil Preparado por Silvino Jose da S Hva
contos de rn'i.. Approvado pela Insp.;ctoria de HyVgiere
Aluga-se ur a casa na R. a Larangeira Registrada na Junta nmere-al do do Ceari e autorisado por dercto de de
*. 63. grande. Cem bons commodos p:;ra S.o Paulo. Novembl,ro de 1o9.
nimnneroa f;ni!ia, i I10S000 rs pagamentos Sdde em S. PAULO: RUA S. BENTO, 6:1 0 w f!,cu s e,, ue,. pe,'od, <,,.
A tT:m re orade astado. esma Ra, Antigoescriptorio da Compan hia Mogyana) phase eni r/eamieut'e romblatd,; Sfyph, i;,-
-A Iga-se onura casa, na mesma Rua, no. Filial no Rio: RUA 7 DE SETEMBRO. 7c-r7 de s uarquer nawture.n m ier.ir d
11 corn boas proposes e muito eommo- 113 modernn) pelle; .ecrofulas- Canerce e quawlquer ,. -
do, a 15$000 por mez, pagameto (ENTR GONALVES DIAS E AVE- lestia de orjgei vene-ia.;no ELIXIR HMD
A tractor na Ra Grande, sobrado n". 68 NIDA CENTRAL) (:ANINANA eecu'r-a.n a zaa ce,. r,,s
corn J. J. T. Marrocos. AgUEr.TOP.. A enda nas Pharmacias e no depo-.to
PRESIDENTE-Senador Lniz Piz'. geri. 'harmacia Silva.
,~g ral _...=.----= --S.. .va.


0 proprietartio ieste eretii- to i I
le:'rmentio tenwlo rec-'utenente cheg.-do da 1
capital do e:tado a isaaos ses innume- N A PeARg A IA
ros fregueze e iao pullico ei;< geral qae soe i t A MA IA
aIh-a corn uwn con leto sorteneto de Cel. Theophilo A. de S. Cavalcante.
mereadcrias Hacioinies, extrangeira ; ah, a- T Tndo mulido a sua Pharmacia da
ido. mec.ias .raa lomnus senhorae.usspe- Travessa da California n0 41 para a rna
-erios, c.ad*is d. a.. umiminium, redornas. ,
s, c in d- alm iniu, redoms. W Nogu:ei--a Accioly, prodio no. 33,com-
extra.etos de diversas qualidtdes. hrilhan-D oea Acioly, prodio n. om-
tinas. oleo do bahoza para o cabelio: bi- imniealaos -ves .Amo. e freguezes que
bidas -de diversas qualidades, c oervas. continue da ml- esmaforma esforsando-se
loee., coIj)s d. p!iat-::a, bio, renla., para em Srvil-os, esperando por isso,
o.. io* u nmerecor a continnuacio de suas estimada


Tu lo :" diulheiro :i. vista eL p r pre;o'
aodicos. O PuIOPRIETARIO
OLIVEIRA & NATIM


ordens.


<'rato 12 de Janeir6 de 1910


todas as tribulam cs que acompanham'-6o .s L M EN A
grandes commetdimentos; sabia elevar- S ANDTM A
se em meio das humilhacqes humana i s snssfr.guoses que chegon ini Casas, S fto, fasendas de gado
sabia persistir, e reig:nar-i.c; sabia que-in mnto de Vinhodo Porto, lMos neste munic pio no termo de Sant-
rer! Lanto Antonio, Cogna.VoNer- Anna do Cariry A Vender.
Quiz e venceu que na-a ha que resi- .-. Geroipuia. Serrot :d ,Jose Rodrigues Monteiro te'ndo de
r s io 8 e CajA. de Limane
stir possa a dora, a dynamic, a shimose 3oa.te BoLte e-tirar-seldesta cidade no intuit de
da vont.gde Hoje, polQiQuotro Lipgs. procurar na Europa alivio a-suaI
E post julgasse ter descoberto o enthusiasm, 'os: Facauha; ..ude sempre alterada, declare, a
prolongamento das Indias, deu-nos o no- bilosa e feliz pasgao, JI) quemn ent-ressar, que estaio exposta
vo mund) com todas as suas resplande- anniversario. a venda todas suas casas nesta cidade
sce- cias. bem just o e suas fazenda.s de gzdo neste muni-
A g'oria, entao, irradiou-lhe a front ta prazenteir, em que a cipio e no term de Sant-Anna do
scismadora; a historic sgrou-lhe o nome tdo encantadora como desabr6cv, e mais um sitio no mesmo r( -
immaculo, apresentando-o A admiraao Um anna de lucta!... "-a ainado das posters, a saudagao dos seculos E' innegavel que 0 Rebate, neste de- rro e casa propria,
Pois bem esse arino que se fecha no curso de tempo,tem prestado innumeros 1. de t.lha -e
cyclo aureo da existencia d'O ((REBA- beneficios e mugnos auxilios ao povo ca- Seveipequei a
TE prova exhuberantemente que a al- riryense e tem-se manifestado amant- sin- com
ma de seus Redactores, como a de Co- cero da patria. e--
lombo, nem urn s6 instant vacillou na Nem poderia deixar de ser assim uma
vez que 0 Re;bate firme no seu posto de
Illuminados por um raio da aureola honra, tem, desassombrado como um a- Ao Chefe Amigo
que cinge a front dos que passam pelo postol,, cumprido fielmente o seii pro
desterro da vida praticando o bem; impul- gramma que tragou proficientemente em o Operarios da
sionados por uma concepg5o grandiose, o seu primeiro numero- Iho, companheiros
com a intuigao prophetica dos beneficios A alegria que hoje predomina em xiliares de vossa e
a proporcionar e dos resultados a colher; seu infatigavel Redactor-Chefe o Revd.? o mesmo praser de
elles se congregarum para realisar a idea Snr. Padre Joaquim de Alencar Peixoto, anno inteiro do sac
de abrir para o povojoaseirense umrn novo repercute bem fortemente no coragao causa do povo e a
mundo em sua existencia litteraria. dos Joaseirenses como prova de emizade 0 primeiro an
Rompendo obices, perseverando e e admiracao. s.-ja-nospois,- urm e
cantando as dcces esperangas invenciveis., Que por muitissimas vezes o d6ce fa- ja~r piare e semp
eles conseguiram tornar em effectividade vonio que transuda rumorejante por -W de vitalidade e o r
o ideal que affagavam--a imprensa tre as flares perfumadas, ,peffmodule, qua Deus nos prop
Quiseram e por isso venceram: fise- corn as aves, um hymno l 'saudagao a neficios e de felicid
ram apparecer 0 ( feicao modern, tido e reconhecido por Viva 0 Rebate! to, no dia de hcje,
capacidades jornalisticas d'esta capital, 18 de Julho, receba
como um des melhores da bella patria de Salve o 1 de Julho aperto de mao e no
Iracema. ['/
Sim crearam REBATE. ~oel Altes mais sincere e dedi
Sim! crearamr0REBATEv. Com today a cor
Seu programma, tradusido em outros mos o preito do coi
termos, tem sido-instruir,ensinar, corre- 18 dt Jul3l0 dos os ventos:
gir e castigar, rindo-se, algumas, veses, Good org my deaViva ORebater Rebate
como )emocrito, dos tresvarios da poli- Viva seu Reda.
:ic.gem local, na esperanqa talvez de que am very gkd te see you. Vivam os As
reaccao ha de urglr. Accept the homage of the most Vivamo povo si
Abenoada missed o abnegados apo profound respect which I feel for you and Viva o povo do
tolos e samido enthusiasticamente which you s well deserve. 18-Julho-19

Joasei o-1910. OtAoRid ded e sl
-L. Cu rinoPh'es de Bi,. "
uIIbhtto Ph-


Senador Estadoal ex-chefe de Policia e
ex-Secretario da Agricultura, do E. de S.
Paulo.
SECRETARIA-Commendador Leoncio
Gurgel, da firma Silva Seabra & Ca., da
Fabrica de Teeidos S. Bernardo.
GERENTE Dr. Claudio de Sousa, me-
dico e industrial.
THESOUREIRO-Dr. Gabriel Dias da
Silva, advogado, capitalists, director da
Companhia Industrial de S. Paulo e da
Companhia de Pogos de Caldas.
ConsxeHo Fiecial
Exmo. Snr. Conde de Prates, Director
do Banco de Sho Paulo-Exmo. Snr. Co-
ronel Fernando Prestes, vice-presidente
do Estado-Bariao de Dnprat, director da
Companhia Ltdu-trial de Sao Paulo=Dr.
Rodolpho Miranda, proprietario da Fabri- i
ca de Tecidos Are:husina, de Piracicaa
e deputado federal-Dr. JoAo Alvez Dima,
medico e proprietario-Pharm. L. Pinto
de Queiroz, da firma, L. Qneiroz & C.
(proprietario ttt Drogaria Americana e
Fabrica de products chimicos) Dr. Pedro
I Pontual e Dr. Victor Godinho capitalistas.
A ECONOMISADORA PALISTA 4
uma sociedade mutual, corn fiscalisag s do
Governo, cdjo fim e estabelecer urma REN-
DA VITALICIA mensal, em dinheiro, aos
seus socios. Tern duas caixas, a caixa A
e a caixa B.
Os secios da Caixa A pagan 5$000 de
joia e 2S500 de mensalidade e tNm direi-
to, no fim de 15 annos, a 1 a ensAo que
nao serA maior de 150$000 por mez.
Os socios da Caia. B, pagam 5S000 de
joia e 5$000 de mensalidade e tmin direi-
to, no fim de 10 annos, a uma pensao que
n'o poderA exceder de 100$000 por mez.
No caso de fallecer antes de 'chegar a
Sreceber a pensito, a associagAo pagarA aos
seus herdeiros necessarios todas as con-
tribuivSes que elle tiver feito. sem juros.
)ando-se o fallecimento depois que o mu-
v "o o estiver em goso da pensao, esta fi-
vossa\
de "VOncta, sern que aos seus herdeiros
p de vos quer direito.
mpresa, S erIAI paga ao proprio indivi-
e con tar COl rocnrador legal, on per

o bemrn dapatra angeiro.
nniversanro d'OReba ,' que ficar
estimulo para Ihe dese- -"as en-
re o mesmo sentiment soem
nesmo ardor de lucta, o0 dVe
)orcione fecunda de be- e a summi
ades, tenta o hot
, intemerato P'. Peixo- tas.
na data inolvidavel de Eis-me
anosso afftectuosissiwo blime senti
Issoparpetuo vote da mente defir
cada adheso. illustrado
dialidad0, aqui deixa- urn anno
a~ao que brada a to.- go do Joa
reconhecim
ctor-Chefena defesac
ctor-Chefe? .tresaes do
inantes d'ORebate. Cear
Joazeiro No calc

10 estado. s6
s at impenaoh.
diliada auideia.umano a


naod pWO
^ BU~ia


XAROPE

3alsamo de Tolu e Eucalyptos
Composto e preparado por
Manoel Capididj das Dores
Muito util nos intommodos do apparelho
pulmonar: Tosses, deflux.os, L-rochites, 'a-
r,'tgattes aith/ia etc. A venda na
Pharmnacia Jo.- Candido Rua do Video L



DEPURATIVO CANDIDO

preparado pelo boticario Manoel Candido
das Dores, e (e provada etis, cia nas pe-
rigosas affcctbes boibaticas, syphiliticas,
escrophiilosas e darthrosas.
E o grande desalojador dos huinores vi-
ciados e o poderoso eliminador de todas as
doenVas pertinazes que Item sua origeu
na impuresa do sangue.
Unico depesito na pharmacia Jobi Can-
dido, na Rua do Video.


PHARMACIA SILVAX,
de Silvino Josi da Silva, na Rua do Com-
mercio, n. 8; tern um grande e variado
sortimento de drogas, products chimicos
e especialidades pharmaceutical.
Despacha os receituarios com medic:.-
mentos de reconhecida pureza e garante
aceio, pre.teza e modicidade de pre<;o.



BURRO SUMIDO
Desappareceram de men sitio um
burro cardAo e nma burra castanha
qnazi preta ambos comn esta marca -
V e corn a seguinte freguez'a
v A

Quem der noticias certas na Reda -
fao d'IO Rebate* ou vier me entr--
gar ditos aniltaes, sera gratificado
generosa inte.
r' .. .. .. -


lade
mem


,pois,
mento
lido, ex
orgao '
se edicta
eiro, o 0'
ento pe s
ommuim do
)ovo desta i

ulado silenciv
um motive

abedal little *


-s W^ a


ES


4100


1

t


t
a

i


I~_ ~_~~ ____I II~


10011OIINVLNIWu


Air; i.
*' I' '"


*-"1


d dit d estal


supreme gr gas. e .


Brejao, lU.Or Nv"
&:4. "7
tg- v