Rebate

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Rebate
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Creator:
unknown
Creation Date:
February 13, 1910

Subjects

Genre:
newspaper   ( sobekcm )

Notes

General Note:
Newspaper issues from the personal collection of Pe. Cicero Coutinho, Juazeiro do Norte, featuring articles on Padre Cicero.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
All rights reserved by the source institution.
System ID:
AA00001672:00030


This item is only available as the following downloads:


Full Text






-a-- .~.---- -


CEARA-BRAZIL DOMINGO, 13 DE FEVEREIRO DE 1910 ANNO 1-NUM. XXX


EXPEDIENTE No ha, nem haver- quem panha. Garante-nos o present nessa,
mais os ignore, a nao serem os Foi pelo valor e vi tuds que que ora se trava em plena are-
O ia-e semanalmet que chaleiram e batem palmas Servio Tullio veio a reinar em na political, -justa derriga.
0 .REBATE pia-se emanalmentao ti rianismo vigente, ou os Roma, merecendo, por seu bom
RlEDACTOU=CIIEFE=PadroJoaquim que, lesgraCados, nao possuem, governor, muitos estatuas nos lo- ----
de Alencar Peixuro. a cima de tudo, a independencia gares mais publicos e mais hon-
GERENTE =Felismino P. deAlencar para, os erros, e os abuses, cen- rosos d'aquella antiga capital do I INA DO flXA'
ASSIGNATURAS surar-lhe munde DllU lJU AA
Os factos ahi estao... Fi pAlo valor e virtude que
Anno ............. ... .woo0 E tao ssombrosa, nesses ulti- Tullio Hostillio meiecsu serac- -RESPOSTA AO ILLMO. SNR.
'emestro .............. 0 rros tempos, ten sido a sua pro- clamado rei, e de tl modo se MAJOR J0OA3 B. DE AQUINO,
PAGAMENTOS ADIANTADOS gresso que a na brasileira. condusiu no governor de seu im- VOGADO L JOS ILLM~O. ALVES
d r d COLONEL JOSE F. ALVES TEI-
A publicaCes de interesse particular.u desesperada de dor,ja vae dan- period que encheu de gaudio e XEIRA E Di. JOAo AUGUSTO
Sun -ios dependnm de contractos,sendodo, de si mesa, uma nota ... satisfagao a-tpdo o povo romano. BEZERRA.
A redaco nAo e responsavel pelos a- e ha de, esperamol-o, provar ca- Foi pelo valor e virtude qie
tigos inedictoriaes-. nemr pelas publica- balmente as demais nac6es que Quinto Cincinato veio a ser di- Quando fiz publicar as minhas
es alheias, assignadas. dentro de seu coracao ndo h. a. ccador.em Roma, e delle affirm aLigeiras ConsideraC5es,, coin
Acceita-e artigos e religion. sciencia ptrefacao d'um aa a perlu- Tito Livio que se mostrou tao o fim unico e exclusive de orien-
litteratura etc. prehenchendo as condigtes strar-1he as veias. singular varao, e tao f6ra de se tar o public sobre a march le-
de nosso ro ae tyographi- Pois, um movimento, de ha ensuberbecer, com d'antes. gal da demarcacao da area Co-
Padre Cicero -n.343. muito nao sentido, um movimen- Foi pelo valo:e virtude -que xA, muito ao contrario do que S.
to extraordinario nota-se hoje Agathocles elevoi-i e as alturas S. pensa, n'unca esperei que in-
JOASIRO D CARIRY desnorteando homes e cousas. do governor da ,kl .a, dirigindo- t tresciM viessem contestar os
JASO DO CAR Y Celeuma estentom ia, partindo lhe, com grani< n, e maxima argui os que adduzi, porquan-
dos arraiaes da Republica, reper-. .raod j..aj tqi'cto oesava 44 que.a e a
Scute por todbos s angulbs da pa- Foi pelo valor e v:r:ude que p ao cl-ia e concisa por
JU STA D ER RI A tria brasileira! ePtolonmeo chegou a-* rinar no mi feita, reforcada com docu-
Dois vultos eminentes apre- Egypto, e em tudo fez-se tAo fa- mentas insophismaveis, bastaria
0 pneuma national j.1 cormea sentam-se como candidates a moso esse grande rei, que os se- para impor-lhes o si!e.icio.
a funccionar maislivrement,,r.e- presidencia da Republica. us successores, por se honrarem Quando muito, 6 forga confes-
piranlmo t em iiii Lyvre ath9"-
phera. E' bizantina a peleja aberta, tanto d'elle, e perp-tuarem seu sar, esperava que S. S. viesse
*** a lucta travada em plena arena nome. chamaram-se Prolomsos. dar umas. t'sfacao ao public pe-
political Assim, o marechal Hermes lo reprovavel.abandono que dera
Temsidopordemaissombrios, AIdmiramos, n6s. os pequeni- da Fonseca, por seu valor e vir- a causa que lhe f6ra contiada, a-
por demais aargurados e lanci- nos, ca do sul do Ceari, admira- tude rara de seu character ada fim dc que, na qu tlidade de ad-
nantes os dias da Republica. mos o enthusiasm e o calor com m intino, como o illustra senador vogado, podesse inspirar certa
A realiduade dos factos, em p- que os dois candidates feriram o Ruy Barbosa, por sua mentali- confianga d outros talntos consti-
lhas, esparramados aqui. alli, pleito, o v.:lor e a coraem cm Jade c cerebraqao possante, po- tuinte. que podessem apparecer,
acola, pela vasti ao do paiz; a que rombate:n. Jd, muito bem, ser elevado a canfiando-lhe a defeza de interes-
realidade dos factors que pesam As opiniaes abriram -se desas- culmi:ancia do poder, e, muito ses em causes da mesma ou de
n alma da na9ao. como ura im- sombradas em dous partidos que bern ainda, diririr os destinos do outra natureza.
mensa mortalha de chumbo, nosse arregmentam. paiz. E assim pensando, sempre su-
leva hpje nitida comprehen- Para qualquer lxdoque pen- De facto, porem, que urn, ou ppuz que procurasse umnterreno
sao dresses dias de calamidades der, bem que pendera a victoria. outro candidate, uma vez "leito, menos escabr6so, onde conse-
e miserias que bern que tem c- Os pleiteantes, ambos sao per- e uma vez de posse das redeas do guisse, coin vantagem, similar o
vado fund em cada fce urna la- tadores d'um nome glorioso; am- governor, nos tmnslac'e a tolos verdadeiro motive da falta de e-
grima, em cada peito ua dor, bos se imp6em por stu; relevan- n6s, pelo sereno espirito de Pla- xito no de:empenho das respon-
em cada cerebro uma idea de tes servigos prestados d patria; t, das regi d somber, do sabilidades que contrahira.
indignacdo e revolt. a o de das regime; da sombra, do sabilidades que contrahira.
mdigna so e revolt, ambos s.Ao dominados pelos mes- m .1 .e da more, ais regias do Entretanto, de volta da cidade
A semelhanga do furor pas- mos sentiments de patriotism bemrn, da luz e da vda, ah! no de Triumpho, unde me achava,
sional de Vitiza, furor que o e- e religiosidale;ambos estdo chei- o sabomos. no exercicio da minha profissao,

Sava de rjo is enfetas ma s mesmos gazes e d'aquel- A manha equivale a mysterio lendo os artigos publicados por
graves e mais abjectas de depra- les mesmos acaracteres illustres que s6 o tempo,* Edipo venturo- S. S. no (Correio do Cariry-
vacao, e o fasia commetter osqque so o tempo!" Edipo ventura- S. S. no i -Correio do -
a. e o fasia cometer s que a naturesa giavou no cora- so, podcra resolver. conceituado orgao de publicida-
acto de mor selvasmo, uns, livre de todos os brasilei- Quando o desraado do ulti- de da cidade do Crato, sob a e-
ji tirando-lhes a vida, outros, rost; um traz na extra algada mo Bonaparte offuscava Paris pigraphe-Minas do Coxcd.-
muito rrancand s s olhos,a a penna que symbolsa a maxi- cow, a magestademeu powder e Historico'dasua demarcacOu, ve-
aemuitostjeisAd iber- ma forpa da sciencia; outro empu- cornm a grandeshA.e suas oppuler- rifiquei, cornm surpreza, a ,ncohe-
e, o hysterismo maldicto des- nha a espada que represent a cias,louco,seria-o,de certo, quem rencia da argumentagao, que so-
sa politicagemr se ertranhas maxima sciencia da forca; um, fi- pensasse no miserando epilogo bre ser fraca, revela contr.di g9-
tern arrastado as homes do go- nalmente, um e o pensamento de Sedan. es inconcebiveis.
verno d todas as degradaq6es, a que sublima; outro 6 o valor que Amanha, disse-o muito bem De modo qutl estou convenci
todas as famias todas as vi- nobility6 de o character que e ino- quem disse, am.inh e a synthe- do de que o Snr. advogado Ma-

danias l todas as msiveisas, to- brece, se da philosophia pyrronica, pelo jor Joao B. de Aquino, apezar de
das as loucuras pos siveis. E, o pensamento, si tem capa- .,enio de Shakspeare symbolisa- ser umI noco irtt.ligente, atd pe-
Amontoados, em pilhas, e fal- cidade para dirigir oas destinos (ta no legendario vulto de Ham- la imprensa, tern sido pouco feliz
thlando mai os alto do ue ua Py- d'um povo, ou d'uma na.co, 0 let. na defeza dos interesses dos seus
thonisa, os factors ahi estlo... valo.-. secundado pela virtude ra- AmanhA... constituintes, nesta questao das
Schand e ho da policia milita- ra d'um character adamantino, Mas seja, como for. Minas do Coxa; e a real causa
risada e a prepotencia inquisito- tambem a te. 0 movimento que actualmen- de tamanha infelicidade e o in-
ial dos dominado tes dapodido, Foi pelo valor e virtue, affir- te se opera em todo o paiz e, nao justificavel menosprezo que dis-
n5ro poderam ma f a, ma-nos a historic, foi pelo valor ha duvidar, .. um preludio de pensa logica dos factors, arman-
Sp e vir inte qt e 2uinto 'Setorio melhores dias para'a patria ama- do o adversario contra si proprio,
as chegou a dominar, corn grande min,'para a grandesa republica- depois de ferir-se corn a mesma
Os facts ahi esto adm raco de todos, toda a He;- n '. arma que empunha.


E para que o public sensato
bern conhega as incoherencias e
contradicq6es em que S. S. in-
correu, transcreverei ordenada-
mente. gryphando, os respecti-
vos topics. para commental-os
corn toda sensatez.
Comegarei pelo seguinte:-
E foi por risso que o illustre dr. Floro
P. da Costa, que parece talhado para ar-
roj:tdoa commet:imentoa e grande empre-
za., vindo da Bahia sejuzido pelo velocitno
do Cox.i, meno presando a sua clinic e a-
batudonando a familiar e a patria, como
advogado do Rv."" P. Cicero Rom.Ao da-
ptiita, ae:zur da referida demnarcaimo e di-
visao, veio a imprensa e, pelas columns
d" Rebate" periodic da visinha povoa-
qAo do Joaseiro, occupou as attenq6es ge-
rae.s com as suas liqeiras considera.eres, cu -
ja leitura ininterruptamente seguida sob
o3 numnero lo, a 15. inclnsive, trouxe a
revolta aos espiritos de quasi toda esta zo-
na, os qaaes nao ignoram as lamentaveis
occurencias referentes ao assnmpto: poise
que S. S. no amparo da causa que defen-
do, ultrapaaaon os limited do dever da ad-
rogado, sophismando caviloaamente, des-
virtaando factor e obumbrAndo a verdado
para juatificar o seu procedimento e a re-
g.ala'idade do process.

a intendio do illus ..e advogido,
julgando-me parecer tal/ado.pa-
ra arrojados commnitimentos e
grandes emprezas.
Si foi por simples'lronia que
assim se externou, ha de convir,
foi tio mal feita, que nao ha
qun:m naio perceba a talta de ha-
bilidade em S. S. para dar-lhe o
verdadeiro cunho, ir9nico, pois
deixou bemrn ptentef intenado
offensive, quando disse, no mes-
mo period, que ultrapassei a li-
mites do ever de advogado, so-
phismando cavillosamentr, des-
virtutando actos e obambrando a
verdade.'
Aldm disso, tornou-se passivo
de censura, por querer brandir
uma arma que tao somente 'de-
prime a quem a maneja, maxi-
me, contra mim, que, corn mui-
ta naturalidade, tenho sabido ser
cavalheiro no correr da discus-
sao, elevando-a, corn toda serie-
lade, ao nivel do respeito.
Assim, parece-me que S. S.
tcnciona arrastar-me para um
terreno muito esteril; mas, corn
franqueza o digo, nao b segui-
rei, visco comp,.a minhaindole e
os rudimnentares principios de
educag o domestic que recebi,
o; quaes ainda estio muito arrai-
gados no meu espirito, franca-
mente o repellem.
Em tal terreno, sinceramente
affimo, poderA S. S. cornm todo
heroismo me de;afiar, o tempo
que quizer, que eu fugirei sem-
pre, receioso.
Si, porem, foi um elogio que,
sem que eu o merecesse, n'um
rasgo de excepcional gentileza.
S. S. quiz me dispensar, mais in-
feliz se revelou, porquanto, com-
prometteu a boa intencao que
talvez tivesse, neutralizando todo
o affeito que po.leria produzi",


. 14.








0 REBATE


- 2

-2


Siaio beber, e ag'ra aprecio-te e e-
str rmeo-te a pouto de to tornares
am t necessidade impresciudivel do
meua espirito. o
Podes acrtdifar-me, lector impal-
pavel que mfeftAs lend-; nio ro-
nheto nra condexcendenc-a mais in-
venuivel que a d'elle, ne um cai a-
eter mais cavalheiro, nem unia con-
v ersacio mit in-utrctiva nem num
genio mais pachorrento e bonachiao,
nem um domador de enfalos mais ef-
ficaz, rem nm couseileiro unws fran-
co do que elle, A saa pale.tra e num
verdadeiro tedtdo de assumlntos va-
riadissimos, desde os que carregam
o sobrolho aos que que repuxam os
labibs e beijam as faces.
Temos frequentemente cavaqueado
ate alta noite, e coisa notavel! n'e-
ste t6ete tateate itimo e familiar
nunca foi capaz de o surprelender
magnetisado polo narvotico das ho-
ras. Quem tocava a retirada era sem-
pre en, como qualquer pobte tributa-
rio do prosaico dens dorminhoco. Um
amigo destes representa uraa family,,
um lar tkpido, uma sociedade conde
a rente se diverte"... eillustra, bemrn
diverse da real. e que pouca inveja
o6t, ter ao mundlo de Leibnitz on ao
do adoutor Pangloss- de Voltaire,
que pelo nome uao perca toda a gra-
ca o paralello. Se eu acredttazse em
panaceas, seria este querido amigo
para mim a unica nio chimerica con-
tra as does e as decepg5es d .sta bolla
espinhosa em cujasuperficievivemos.
Hoje que comr os aunos e o conheci-
mento do verdadeiro -direito- do
panno social que L o 0avesso,,o men
circulo de relao6es se aperton e se
estreiton quasi tanto como niina cin-
tura de insecto, este companheiro da
infancia e da v irilidade, tornon-se o
interlocutor indispensavel das mi-
nhas horas vagas. Tern a demais. de
tudo uma qualidade; 6 tfio semeeri-
monioso que nem se envaidece se c
recebo em trage de sahir, nem se of-
fende se o recebo no leito. Eston te
eutendendo, leitor. Queres que te re-
vele o sen nome. Nada mais natural.
Nio son egoista. Se o nao adivinhas
te, ahi o tens. Chama-se o slivro-

Senna Freitas.


IPMPREN.tA
ItEG IONAIA

*CORREIO DO CARIRYv

N*. 270 de Domingo 23 de Janeiro p.p
comeqa pelo Aviso aos seus assignante
em atrasa.
Os Telegrammas noticiam que o Dr
Mile Peoanha e o Bario o do Rio Brane
temrn reeebido innumeros telegrammas d
eondoleneia pela morte do Dr. Joaquir
Nabuco, cujo cadaver foi transportado pa
ra o Brazil no meio. de grande, e extra
ordinarias pompas funebres.
O Senador Ruy Barbosa foi recebid
pomposamente na Bahia e temn havid
raidosas manifesta&bes de adhesio A su
candidatura.
O tais que dizem os Telegrammas, e
stA, pelo resume anterior do Cetamo, n
dominion public.
0 Correio do Cariry consagron seu pri
meire artigo A memorial do Dr. Joaquim
Nahaceo e o segundo divaga em consider
ri noes piltorescas acerca do inverno.
S aul de Carvalho, em bonitos verso
S descobre A mode Mns segredos d'alma qu
lhe canta o mais saudoso hvmno que solt
o amor o a saudade entoa.
oMario Linhares recolelie da rapinager
uintidasida no Mfaio o delicado sonet
'3 tinha publicado na revista Fota
t em 1907-a frenia, que victim d
S abrte gemia em lugubre convento.
zNotioi que mb tem validade para o go
v rnoo casamento civil, e tansereve d
Ganeta de Notlcias a imponente manife
intaq do que efoi alvo no Bio de Janeir
.S enador Ray Barbosa.
St Fiseram annos A 22 de Janeiro D. Ma
(, ,. EBiseth, e A 25 o capital Paulo d
Fua Alenear.
SA ploeio eotireram no Crato o Di
-^ Floieto. de Alencar e o major Pimento
--Da Capital chegon o distinct acade
Igo do 4. Amno de direito Josias Lim,
.. eera .i eginsniram os academicos Fran
u" Gsarido da Nobrega, Raymnndo Ga
w ib, e aluma nomalista D, Raymun
-Q -avio do guem intitulado Sant
4" lMveiaMM 'mtl de ser lancado ao mi
a..ua.Ma. a forna da mariub
...-T gaureve o aguirnte:


SA mulbs ou e muliher,
On U demonio tanilwn
Quado quer tentar .lguem,
Badwus. quando qner.
o4-. m...io, e maulher.
o tem prendido
t' ede1 do matrimonio
Paupm pbMb do marido
"l:w 4ihi, e demonio.


-Perdeu-se today e peranga de saber-se
que fim tiveram oe trez alpinistas mila-
nezea. que fizeram a ascensho do monte
Nordeaden.
-Os soldados de policia, quo no Rio de
Janeiro, assinaram os estndantes, de-
clararam em Juizo que per ordemu do ge-
neral Geraldo de Sonsa guisr tiniam
comprado semsenta terns de rou. .a pai-
zaia, para disfarer.
E fiem-oe em soldados ....
-0 Bario do Rio Branco, c-mo procuras-
se em seuegatinetp. semp-e em de.-:rran- ,
seunpre desarrumado, um papel e n ut u
encontrasse.mandou arrumal-o e pol-o na
melhor ordemi.
Oa encirregados do servigo IA encoatra-
ram pele-mele cento e oito lens e trinta
e qtro piwe-ma .
--Da nova dansa cognominada areonauta,
Sha maiito. demos nQticia.
Annuncios novQp e velhos remaitam o nu-
mero 270 do Correio do Ceriry.
Oa outros periodieos, nao os recebemos.





Telegransma.s

0 nosso Exm? Amigo, o
Revdm? Snr. Padre Cicero Ro-
mdo Baptista acaba de receber
do Rio d, Janeiro e do PiauhyI
os seguintes telegrammas:

Rio, 31 de Jsneiro. "

I Agradecido seu telegramma.
Tratamos de faser uma campa-I
nha energica, que o tempo urge.t
Todo o operariado e nosso. .0
Sr. Iispo do Piauhy conbate ad-:
miravelmnente em favor da can-
didatura catholica. Ja se telegra-
phdu aos Bi'pos longiquos, dan-
do-se informaoes da plataforma
do Dr. Ruy Barbosa e da pran-
cha magonica apresentando o'
marechnl Hermes candidate da
Maionaria.
Cumpre-nos salvar a terra da
- Santa Cruz.
S Ramalho Ortigao
Rio, 2 do Fevereiro

0 novo ior ial intitulado Pa-
tria Brasileira vai publicar as
declarag6es do marechal Her-
mes de accord corn o program-
ma do Dr. Ruy Barbosa no sen-
tido religioso. Felicita9ges ao
Catholicismo Brasileiro.

Dr. A. Pelicio dos Santos
l Ther sina 8 Feverelro
n
i- Em nomT do Catholicismo do
Piauhy pedimos, Padre Cicero,
o a sua intervencao em favor da
o candidatura do Dr. Ruy Barbo-
sa defensor de nosso Bispo, e
o contra o candidate da magona-
ria, o marechal Hermes.
Conte corn nossa gratidao.
Elias Martins
l Monsenhor Lopes
a Conego Acylno

o Theresina 3

a Por gratidao ao Dr. Ruy Bar-
. bosa faco meu o pedido dos sig-
a natarios do telegramma referen-
o te a sua candidatura civil: Padre
Cicero, serei a.radecido.
a Bi. po o Piauhy
r.

- A' passeio.

- Estiveram, do Crato, nesta fu-
turosa localidade, hospedes de
rnosso illustre Redactor'Chefe,
la os distinctos cavalheiros: dr. Ra-
ul Carvalho, integro juiz substi-


tuto desta comarca, majors Al-
frelo Gonsalves, Paulo da Fran:
ca e Joao de Britto. A' S. Ex.ela
e aos demais caviilheiros, agra-
decemos, penhoradissimos, a de-
licadesa da vista que se igna-
r2m f..ser a esta Redacao


N'nm esquife de nrminho, illuminado
Pelo evrios dos louros vagi'!umos,
Jaz senm brilho, isem vici sem perfumes,
Do urma rosa o cadaver desbotado.

Resa a corrente um kyrie, solucante,
E o beija-flot, saudoo, arranca as pennas
Para escrever nas brancas aqucenas
Uma nenia do amor a rubra amante.

Ouvem-so aldm, carpindo, as violotas;
E do caixao nas alcas pequeninas
Vai segurando um par de borboletas;

Paira o cortejo eufim; e a flur mais bella
Vai sepultar as pet'las purpurinas
No coracao gentil de uma donzella.

SEGUN)o WANDERLEY.


9 dolda Lol6

Fausto Vicente Ferreira. co-
nhecido vulgarmente por L616;;
esse doid'o que a desordeira po-
licia espancou e feriu gravemen--
te, e que, receiando morresse
na prisao, retirara-o para o ter-
mo de Barbalha, encontrou-se,
depois de m uitas indagaq6es e
diligencias, nas immedialoes 4df
Cabeceiras (d'aquelle term) on-
de se acha em tratamento, na
casa de seu irmao Joaquim Vi-
cente Ferreira.
Victima indefesa da minotau-
reana policia aqui destacada, es-
se pobre louco, consta-nos, corm
certesa, que vae muito mal.
Aguardamos o desfecho...



Infames !...

\Iogos de f6ra que, hora por
outra, aqui vem bater pernas pe-
las ruas d'esta localidade; moqos
de famitia que se deviam presar-
se si mesmos, consta-oos que,
ultimamente, pelas barracas ar-
madas em pleno local das feiras,
tem procirado seduzir a pobres
mocinhas que, por ellas,mandamn
a faser compras, ou, acossadas
pela necessidade, mendigam pao
para a bocca.
Certo, si for o que nos consta
e que nos custa crer, certos fi-
quem, d'uma vez, esses infames,
'd,-. que arrancar-lhes-emos o pel-
lo e depois do pello o coiro, semr
tremor e sem temer gaifonas de
quemquer que seja. De sobre a-
viso, pois, n.o se .queixem de-
pois...


teparea tempo.

Se pode contiecer o tempo e
diser o que temn de ser pelo esta-
do do ceo e das nuvois.
Assim 6 aue:


Nevoeiro transparent, indica
born tempo.
Os cirrus annunciam ou pre-
cedem mudi&na de tempo.
Os kumulos, coroadwo de cir-
ros, indicam chuva ou trovoada.
Os nimbos annunciam chuvas
abundantes.


0 Coadjutor, ma. o .....

0 Cruzeiro do Norte, n? de
23 de Janeiro, ultimo, noticiu
que foi reconduzido no cargo de
coadjutor da parochia de Nossa
Senhora da Penha do Crato o
revd? padre Juvenal Collares
Mala.
Born: ahi esta o coadjutcr,
mas o vigario ..... onde ? I
Si sabem alguma co usa, nao
neguem.


Limites

A celebre questao de limits
ehtre os Estados de Santa Ca-
tharina e Parand I oi resolvida
pelo Superior Tribunal Federal,
na vespera de Natal, A favor de
Santa Catharina.
j Eram nove os membros do
Tribunal e somente dois vota-.
ram a favor do Parand.


Ol nmais vtwhos

Os jornaes mais antigos do
Brazil sao os seguintes: Diario
de Pernambuco, S5 annos; Jornal
do Commercio, 82; Monitor
Campista, 72; Correio Paulis-
tano, 54; Diario da Bahia, 54;
Journal do Recife, 50; Regenera-
dor, Nazareth, 47; 0 Pharol,
Juiz de Fora, 43; A Ordem, Ca-
choeira, 39; 0 Popular, Alagoi-
nhas, 39; 0 Monitor Sal Minei-
ro, Campanha, 36.


Odo azul puro e brilhante, in-I
dica born tempo fire. -=I-
Cdo pedrento, indica chuva on '
vento. Peg-lado togo.
C&Oo amarello ou cobaltico cla- 0 mundo velho estA fervendo:
-'- A'- 3 2 I vdI.


dade de polo.:a e dynamite.
, Corre o boato de que o corn-
plot descoberto visava assassinar
o rei d. Manoel I.
Acham-se press niais de qua-
renta republicans.
Suspeitando tratar-se de res-n
ponsaveis pelos crimes passados,
a guard do palacio real fez fogo
contra um grupo de populares
que se approximavam.
-Telegrammas de Manaus 4li-
zem que as notiias do Acre sao
assustadoras, donstando qua alli
se tmr dado sbrios conflicts e a
deposicgo de vigos juizes.
-Em Berlim Ea Allemanha,uTna
commissio de .anarchistas insul-
taranm em plena rua.um grupo do
catholicos que e dirigiam tA uma
egreja para exercerem seu culto
religioso.
Os offendidos pediram provi-
dencias ao Governo e por meio
das diligencias que empregaram
para descobrir oas culpados; che-
garam a saber que se acha orga-
nisada em today a Europa sob a
proteccio da maonaria uma
grande liqa-jerrer para perso-
guir e acabar corn a Religi o Ca-
tholica.
Ignis ardens.... 0 mundo vai
pegando fogo.
Quem v6 as barbas de seu vi-
sinho arder, bota as suas de mo-
lho; mas aonde, si tudo esta pe-
gando fogo.


Deseansem.

0 chefe do Observatori.) de
Londres declarou nuao haver pe-
rigo para a terra na passage do
cometa Halley, que tern Idesper-
tado temores aos habitaates da
Europa.

Mulher Superior

Entre 380 candidates para
12 logares existenteg nIs classes
superiores lto Conservatorio Mu-
sic-Il d Pariz, foi recibida unica-.
mentu a jovem pianist brazileira
Guiomar de Novaes, natural do
S. Paulo, e que conta apenas 13
annos.
'Desejamnos e fasemos mesmo
sinceros votos a Deuia, pira quo
a Orchestra Santa Cecilia, do
Joaseiro, tenha dossas victoria,
e glorias, que desbancam o f6fo
orgulho de nmitos homens.

Chuva de pedra.

No dia 22 de Novembro ulti-
mo cahiu no Rio Orafide do Sul
uma fortissima chuva de pedras
causando muitos prejuizos na im-
portancia de mais de cem contos
(de reis.
$6 no distrieto de Lomba
Grande a chuva de pedra que-
brou mais de dusentap mil telhas.
A plantnqco em grande part
esa destruida.
A Fabric de phosphoroasde
S. Leopoldo teve tun prejuizo de
25 contos e cutros 'estatabeleci-
mentos tambem foram grandi-
mente prejudicados.


ro, ao par do sol, indica chuva. grades agita-es aqui, :ali, a-
Cdo brumoso, ao nascer do qudm, aldm ;em today partsvai p
B1o, indica bom tempo, mas aenw gando fogo. p rrapjm ou tauoe'
nirmeza. indica= -O juizo do instrucgZo criminal No Etado do Pari, em S ao
N uvens c6r de rosa, id de Lisb6a descobr'u muma vasta Seba tiio da B6avista,- faHeceu
n t vermelhapo. redo de associa e secretas, des- ultimamente, corn a idade pusmo-
douvens vermelhas, ao dnascer'tinadas a promorn uni revolu- sa de 131 annos, Margarila GO-
do sol, indic'an chumaon vento.,qfto comre tim de Proclamar a re- es do Ras-i
Nuvens a,,,arellas e brilhantes, public em Portuol. a re mesdo Rosa rio.
'o p6r do sol, indicanm chuya ou l Fo'nm pprehendidlos i. n ai ai.A macroia era pategrs s
vento. b ,,ia ido, wIscaras" "hlat.,
Nevoeiro sombrio, indica chu- "pa. ll (hih u fieuldndes, pois trabalhava
S ,e g quant I auid: para so manter. -


.t .


S. ..


2~t J ^


C -----~


t., *..







__ GPORSAfTE .


,Naquelle tempo dirigiu-se a
El-Rei D. Pedro I, de Portugal.
utu p rb i Mr dagio-se
de Ii orto lhe
havi seaftd6zrfh differ e comr
ella vivia emaescindalosa aman-
cebia no palacio episcopal.
S. Magestade indignado con-
tra a infamia de procedimento
tAo indigno e revoltante, partiu
immedaitamente .a entender-se
corn o deliquente, e, agarran-
do-o pelos lb-hbados, ter-lhe-ja
esmurrado as ventas, si o mini-
stro que o accompanhou as press.
sas, nao ihe bradasse emphati-
camente: ,
-NAo mancheis, Senhor, vos-
sas maos reaes, que tendes mUIi-
tos para faser este servigo.
Treifieado, o pobre Pispo son-
tio vacciUarem todas as sueas
forcas, cahiu de joelhos aos p6s
d'El-Rei e pe io-lhe perdao.
Perdoado. cumprio as condi-
96es impostas: restit'io a mu
lher ao seu marido, endemnisou-
o o melhor que poude, e nunca
mais bodas ao Ceo I

-- -


Segundo se lI no Unitario de
18 de Janeiro, ultimo, em sua
plataforma o Senador Ruy Bar-
bosa adhere As&ideasdo mar hat
Hermes sobre a guerra intnsi-
gente as oligarchias.
AIguis notam incoherencias
no :prgrankna polti'-o do Sr.
"Ruy Barbosa; mas todos confes-
sam que 4 uma pega de brilhan-
tissima rhetoric.


A' ehir feelhades.
0 Journal do Commerciox,! a-
prciadio a 0 essAo na equal form
appro th daIs o 0s qua-
tro orcamentos, disse que a Ca-
mara votou orcamentos cheAos
de coisas monstruosas e capazes
de causarem horror quando fo-
rem em outras epocas analysa-
das. *
AhJb!A' w aC es...



Cheguem *ow donm
Como foram dirigidas aos se-
us cuidados, acham-se em poder
do nsso Revdm? amigo Padre
nosso ,-.
Cicero as cartas infra-menciona-
das.
Ci*t1l os donos A qqlJam
recebel-as-"- o pedido que Elle
faz a todos.
I Io deixem pois de virem re-
. ceber suas cartas os Senr:
Maioel Pereira dos Santos,
Donizio Firmino de S. Anna,
Loureao Beserra Leite,
(Serra da Conceicao)
Joao G;ucdc (Rua do Horto, n


Joaquinf Maria'a Conceiao

,,- .


0 Observatorio Astronomico
SCapital Eederal registrou mc
4lbtJeuAeiro ultimo *balos
tellur Puco distantos de S
Paulo.
Ameaqj de erup;Ao vuleani
ca "'
.- as de havel-a occorrido
:p'.rt:s ? N5o se sabe.


I Bjpo do Am axonua
e Ronsenho&H. Cos'a
Provocou grande indigpagAo
em Matoes o acto arbitrary ) do
bispo d mazonas, d. Frederi-
cr. Costa, dimittindo monsenhor
Hypolito Costa do cargo de vi
gario da Se de Manaos e aomn7-
ando o padre Affonso Damaui-
eu, da congregaf.o do Espirito
Santo.
A imprens, dirigiu imp, tele -
ihun a,'Nuncio Apostolico
imo.para sustar o acto do
ibispo Frederico Costa.
Attendendo a justice do pedi-
do, o6 Nuncio expedio ao gover-
nader do bispado; que se achava
e4spondendo pelo bispo, entlo
no interior do Estado, oseguinte
telegramma:
cAfim de evitar maiores diffi-
culdades, determine nAo entre-
gueis Cathedral ao p ,dre da Con-
gregai;o do Espirito Sancto ate,
ulterior resolu;AoIda SanCta Se.b
:.Este facto do Bispo do Ama-
zonas provocou da parte da im-
prens. muitos commentaries,
completamente desfavoraveis.

VISITS
Registramoo ;own satisfcAo as houroass
vilitas que se dignaram faier A esta Re-
uac oo os'illustree cavatheiro.:
Conde Adolpho ran den Brule
MaoeI. Leite .do Mello
Luz'Goizaga Janfo
Beltha Correia 'ilha
Anna Furtado Correia
Lucinda Furtado Correia
Judith Furtado Correi
Maria Cuetodia de Jesus
A'todos e a cada nm de per si agrale-
cemos a deliadr da viita
QUERIDO IRmMOZINH3 OCTACILIO

Ho.e, que colhes mais unina fl6r no
florido e esperaunoso jardim de tua exi-
stencia. vem, por tmeio dewtas toscas li-
nhas, ap ntbir ox mais eftfsivos sauda-
res a taa urnanzinhar f
Mariquinha
Joaseiro, 1 de Fevereiro de 1910
LYRA POPULAR

0 PADRE DO JOAZEIRO

No sertAo do Ceara
Apparecen um pastor
E qual ontro Christo, nosse l
Adoravel Salvador,
E um anjo de bondade
Enviado do Senhor.

E um pastor exemplar
0 padre do Joazeiromol
DIo-the esmola e d64omola
E ao interesseir
Tndo qune faz de grama
Nao aprecia dinheiro.

Prega a doutrina de Christo
Aconselha a christandade
Em todo serrmAo que faz I
Previne a humanidade


Previne aos pages de familiar
Caidado na creao
Vejam qne oseltios Mno caiam r
Nd gtupo da perdiqo
Vejam qone no tenham flihos
De urna mA inclinaao.

Previne a todas as mes
Velai per vossa filha
Olbai qae 0 caminho do ceo
" Esa pequena trilha


19zra vinvar pe e.in.-t
P poriqa a eteruidade I


0 Eterno te perganta s
Pela tua honestidade
Queponderas Dens
Nao g dapd*R4 a caat&d?

Recimenead todo flho
Nao gtragoe a consacia
Vos* De oa deogostando
Nio negoem-lhe ebedieneia -
p'ois o qune assim nio fizer
. Dens tonara providencia.


Diz ao pobreao be aflMija
l o:que vive ni pabresa
Lazaro morrea mfendigatdo
Mas no ceo achon riqueza
Riqneza Ia 6 perpetna
Tudo 6 corn mita grandeza.

Prevne a mulher casa:Cda
Nao traMi vo o' marido
Por elle nani pnder dar-te
36a mesa e bom vestido
Quanta sAda, e quanto linho.
0 chao nao temr consumido ?

Pergunta ao rico avarento
Que piano sAo eases tens ?
LevarAs oD bif ..
QJa1drfI p e d de Den".
K2excW1a*r si' remedio :
Dias perdidos os means.

Pergnnta A muiher solteira:
O mundo to herdas d'elle ?
Magdalena como t
Quasi se iIInde! cono eote
Depois se illudio corn o ceo
Esta hoje morando n'elle.

Magdalena era formosa
T inlia grande acolhlimento
P) rem qnando viaJesus
3[ndou logo o pensameuto
Prostrou-se e-avou-lile os p6s
Corn iagrimas de sentimeuto.

Entio recommend ao bebado
Em vez de beber cachaqa
Beba a espnma aromatic
'lem vem da divina graqa
0is rtude 6 o liquid
a ea taga.

Dizmais ao negociante
Ja estaes farto de ganhar
Diminnistes no peso
Para roubando lucrar
Dens afere vossos pesos
Por serto ha de te maltar.

A uns quinze diam passados
Disse-me uam velho rometro
Que esta suspenso de ordem
Por nao ser interesseiro
Os padres deteiam elle
Por.n&o gostar de dinheiro.

Esta trabalhandoem um tempo
Que faz chamar atteg'ao
Como quem estA esperando s
Por uma consumagao
Ninguem eonheen ainda
Qual a suna inspiraa&O.

Est penso de ordem
Nao .s uam baptisado
Nao drmais, nem confessa !
EstA quasi inutilisado /
Por&m corn today injnstifa &
NAo d nada do bispado. _,

0 povo sem cons'enni ,a
Um assim elle detesta
Porque 6 am mentiroso /
Justi a the seja feita
Elle home yi

Outro pastor como aquelle
Qneira Deus alguem mais veja
r Outro nao o excederi
Por muito just que seja
-.Tem a doutrina por habito
SAssemblt6a A a egreja.


Diz o'povo que andou la
Que diversos airimaes
Chegam bravos e em pouces
Amansam nAo *lWtam mais
Parece haver am mysterio
Ninguem sabe o qq elle fax.

0 r o oV ae l I
e nao chegue arrependido
Como quem se.-e on peccados
Que ontr'ora tern commettido

Begunda o que taho sa hdo.

Hoemn series tem dito
Sem o caSo.xagerar
que la na terra d'elle
DA agna em qualquer logar
Inda sendo mutt secco
Qualquer am pod. cavar.

Elle 4 desses que detestam
A maldita eorrupgao
Julga que a graga de Dens
E o verdadeiro pho
EJo home Incra tudo
Se ganhar a salvanio.


dias

/


a


Porqe apai nease maado
Nao val a pena a riqueza
. Poi-m dia vem a m norte
* Que 6 no que ba mais certeza
Morre o home e ouro fica
JA ve va ha grandeza.

Agora depois qeuo" home
Termin, sna miss&o .
Depois que deixa este envolucro
Qne consta de podridlo
Ahi ?sm riqueza serve
Nio.ha mais contradigho.

Leandro Gomes de Barros



INEDICTORIAES


SCORRESPONDENCIA

MISSAO VELHA

-Foi pronunciado no grio ma-
ximo do Art. 294 1? do Cod.
Pen. Manoel Jose da Silva, vul-
go Manoel Carr6lla, pelo assas-
sinato perpetrado na pess6a do
inTeliz Jose Isidio dos Santos.
-Acha-se gravemente enfermo
o nosso prestimoso Amigo Ma-
jor Franklim de Oliveira Rocha
d'um. rheumatismo pertinaz, que
tern zombado dos recursos me-
dcinaes. Que se restabelega, d
o noaso ardente desejo.
-Acha-se em franca convale-
cencia, do mal que estavi sof-
frendo, o nosso Am? Lino Bar-
reto. Nossos sinceros parabens.
-Receberam-se em casamento,
so Sitio Terra Vermelha e no
dia 29 do mez findo, o Cap? Jo-
aquim Manoel da Cruz Sobrinho
e D. Joanna Maria de Jesus;
o Cap'? Jose Manoel da Costa e
D. Joaquina Maria de Jesus, filha
do .pso bonm A.?? Major Anto-
piioPimei-a a 'da (Cbsta. Deseja,
mo-lhes vinturosa Ida de mel. ,
3-2-916
O Correspondente


-^ -, -



D LARAqAO

O abaixo assignado declara ais
auctoridades competentes que
deixou de continuar corn sua Bo-
cfega nesta localidade.
Joaseiro, 20 de Janeiro de 1910
Jose Alves da Silva.

-1-

AS PUBLIV4O

Commusico so public cratense qune
stonaohidespor em executarrqual-
ener trabatho de pedreiro mediante
qontrato on ajuste, gariantindo pres-
cesa e perfeicao. So nao ainsto por
tdiaporque tenho eoccupaqfes que: nao
me permitted.
Crato, 12 de novembro qe 1906
Mignel Rodrigues dos Santos



BOkRACHA NO PARAM
JOZE CARVALHO, despondo de
bons Siringaes em Faro, eestando
a borraoha actualmente dando
born linieiro colloca qualquer
numero de psoas na extracto,
nao so de boirracha, como de co-
pahibs.
Para inf ,rma4$to procur-nr sonus
irmaos T aiuo i Pio ( arvalho.


SOCIEDADE MERCANTli-v,

Os ab*o assignados levam ao co-
nheci]meMb do unblieo e de quemt in-
teressar po% d& 9p, nesta data or-
ganizaram ml so de para explo-
raeco defazendas, mindezas, ferra-
gens, molhados. etc, a qual gyrara
sob a razio social de:
AO-Afb6s 0 -eW -
as tranzacOescommerciaes e assunmem
signal responsabilidade.
e


A


IeIr 6d&DgJ inabre de 1909.
Diomedes de Siqneira Passos
Francisco Assis de Siqueira.




ATTENCcAO!


Fa4o saber que tenho exposto a vend *
uma propriedade na eorra do Araripe In-
gar denominado *Estancia,, com aviamen-
toe coberto do lhas duas eas de mo-
radas uma de telha e outra de palha e
sem tarefas de mandiocas novas e veltas
e uma Matta de dusentas on tresentas to-.
refas. conjuneto as mesmas roa3 e ties s
ouniquatro tarefas de Ananaz de dois a .
no velho tudo isto ceicado.
Quem quizel-as compral-as, proeure- ,
me na pova94o do Caseiraafstermo do
B arbalia. ,

Raymundo Moreira da Cruz



C"AOLLEGIO CRATENSE

SOB A DIREG AO DE

-:s, Joaqtdm, Te lk. Itarocos

^,riu-se nGdia I* de marco
V tqoB segundo o costume e
pagamento adiantado.
Internos, trimestIre 120$000 'w
Externos,cndapreparatorio 5000
Escolaprimaria,mensalidade2o00Q
Todos os pagamentos- so fei- .
toslao comiear o trimestre. 7
Quemn precisar de qualquer es
clarecimento, pode entende'-se
corn o Director,rua grande, em
frente da grej4 de'S Vicente
[Ferrer. '



CARTOES POSTAES

Acaba de receber linda va-
riedade de cart6es postaes, pro- *
prios para brinde a loja Estrella
de Cincinato Silva. ,


BOLETIM COMMERCIAL


mPregos dos gend
ana find -
Carme verde
Ssecca
de porco
deo carneiro
< de bode
Toucinho
Farinha
Milho
Gomma
Arros
Sal
Feijaorde csiri
w de arrancar
Cafe (rio) a
Assqcar branch
Araramt
Farinlia do rein
Algodo
Rapaduras boas
ordinaris
Kerozene
Phosphoros'
BacaihaS
Aguardemt*
Vinho brasco
VVinagre tinto
Solla ai
CaaVo de esptlch
Couro de bode


f-os durante a se-
kilo 13000
<4
1 $800
S" $600
4 18000
80 litros 5$000
a 12
< 12$000
4 4 14$000
S 165000
r 20$000
rraoba 12$500
98600
lt 78000
10 9$500
carga 22000
s a 20$000
into 7$000 r
gro 9*o000
barr 655$000
3' *000
4$ 7000

um ^ : oo ..
^ -0


I .


---~-I-


I~

rM


f:- ".."-. -


~





-' 7-"


. S


9:.


_ _iil' _





SAPATVRIA N ECONOMISADORA BARBALHA

PERSE': E'RANQ. UPM ALIST A B ABH
'T. PAUL -T


COMM t% M- LVA
Vin4i. doe Gspups, et do de Pox
nambuco, .cla-. e.ta,,lvcido ,ejta pra
< a corn msp complete e variado sortrient
de faserdas e Irercadorii,. que i, -cnolC p4
Ireos e eoId et'-eii, ; contenlto meos
do nais exigentefrfegz. -
I'ms visita, pois, a LOJA ERTRF'LL
dt Cincinat' SMeA*l lna Padre Citse
rn. 329.

PHARMAIA CARVAL.(
H& neota conce4tunada pharmaci;a u
variado sortimento de drogas c produtat
chimicos; especialidades pharim.c utice
navionaes e estrangeiras.
Aviam-"se reetar a qualquer hora cos
promptidao, enidado e aseeio.
Rua PadieCicero m *. 44.


0 BARATEIRO
Manoel Vietorino da -itvn, corn dug
lojas bem sorti(da de todos o(, atigot- c
Coimmercio, Rua Nova, ni. 996 e b. R
Padre Cicero, n*. 28.
Preqos sem e6Kipetenola, enuto da a ita


A-POPUL AR
Loja *de ffpseda e outros artigos d
commnercio, vendas p|lo custo no empenh
de apurar o'cal fproenipregadp.
O freguez procure na Rua Nova a ca.
n. 955 e na Rua I dre Cicero a loja n
30, que sere servido .A media de eu fie
Eejo.


Dots iRMA s
Loja de faeendas, ferragenf, e estiva
na Prawa da Liberdade, nu. 972. Sincerj
dade de negocio, modiVidade de prevo4
affabilidade de fregnesia.
Diomedes Siqueira & Irmio.


FUNILEI.RO
Officina complete do todos os artefact<
e utensilios em flandres, corn grande sort
mnentopara vendas em grosso e a retalhl
Si aeharem ottro ,barateiro, nto ha d
ser tanto come o proprietario Joio Anton:
Furtado.
4Prava da Liberdade n0. 978.




LOJA

de fa.rend.:s mrecadorias estivas, ferti
gens, chapeus. Tendo recebido do Ceaj
umrncomplete sortimento dos artigos aeim
mnencionados qu sa"o vendidos por prm
sem competencias convida todo, o public
psa vmrer .mqr, isi# ldit estabeleaime
to quoe e certi.eari do que affirmado.
VERDADE~O QUEIMA!
AP.OVEITEI APRIOVEITEM
Joio Baptista de Oliveira.
Rt #ad N itfeeo N*. 336


SAPATARL4-.
B&A 1EVERAN*A
Esta a~patria de JoaqaiimBes.i So-


Esta sapataria se encarrega de C" AIXA TNTERNACIONAL DE PEN-
qualquer trabalho todos em couro e A SOES VITALICIAS. &.
r-i f -- q Approvada per Decreto Federal, coin
wauto se a oan em dresjrelreso qu e depoito de garanta no Thsouro Federal. o
- uao se podem desejar melhores de A A proporcional ao capital de lpeUs6eC do mi ballia, Director Politico Corone JU.. -
t prItoSo asuavels. d Ajia-sn unet casa n; ua Larangeira contos de r.ir. mundod tie Macdo; gereute JV i -
MDT Y.e'istrada nt Junta Commercial de
4 In.o6Ca5algdeOlivera grande, com bons commodes para drigue: publica-o os domi,....
no Irenio Cabral de Olive~ra uumerosa familiar itOmO i rs pisgaueto r0 Paulo. i oU por netrp.g
Rna do Cruzeiro n" 1085 "a tnpStre eaeautado. estde em S. PAULO: RUA S. BENTO, 63 mnutte.
S-Aluga-ne outra csam, na o mesa Rua, nu. (ntgoerptoriotid: (Companlii Mogyana) RedaclAo e Gereeia lina .
rc' le, coum boas proporyoes e muito commo- i Filial no Rio: IRA 7 DE SETEMBRO, 5n. 5
| do, a i.NUU por umez, pagaeieutos a tri- 113 modernn) ---
MsA trc adeantado, (EXTRE GON(ALVES DIAS E AVE-
Se ,RC A IA A tractar na ua Grande, sobr:mdo n'. 6 NIDA CENTRAL >
OoLVEIRA NAI IM co-J. J. T. Marroeos. ]j IlEf'TORIA riodico politico, critico L
u. O proprietario deste acreditado estale- PRESIIDENTE---niador Luiz Piza. rcior e proprn-tario. -
01 locimeuto tendo recentemente chegado da Senador Es-tadoil ex-chefe de Policia v igia-.-.e a per aunn, pa.; ..
af capital do entado avisa sos seus inr.un- A ex-Secretario da Agriculturn, do E. de S. .tatadu e pa!ju:ic.-ae e qL..a icr *.
os freguenes e ao puhlieo em geral q:ie s OVA I MACIA ,E'rTo. A..,- q,, sn ,,,o.....
t c iui com unm conpleto sor-tlmento de EulETARIA-C ommnendador Leone.
mt-rcadorias macionae--, extranceira-; -.ava i Cl. Theophilo A. de S: Cavnalca.lte. Gurge!, lda firnma Silva Sabra & C'., d.,
llui,meias,para hontenise seritlorae,spuipei 'Tendo inudado a sna. Pharum:eia da iFabrica de Tecidos S. Bernardo. 9. .. Ii'akJt.
orios, eadolas de alumitinim. redomna. Travesa ida California n' 41 para a rua GERENTE D)r. Cnudio do Sousa, me-
extractos de dlvrcais qualidades, brilhan- DI Nogueira Accioly, prodio n". :;, coin- dice e industrial. periodico litterio, comm...
t:is. oleo de b a,,za para o cahello; hii- m unic' aos us Am1A". e freguezes que THEfSOUti.tiLO-Dr. Galriel Di::s ; idas de divers.as qualidadies, con.servas. coutinna da mnesina forma esforsai.do-se Silv!a' advogado, capit:li's P. director da zedalumie u amtea-~ e ia .., -'
Slopes, coei p j. p:iat.zi;a, bicos,edas, par bernm seril-o, espcrando por i.. Compan.hi Industrial tie S. .ulo e da pr Iaio auo.
taxes grga. t etc. m rer a cotinuac;o tde suasi etimadas Compaunbia de Poos de C'alds. ua ytoraphi ft.n-tcitoi ua .. a..
-ua v"ae te eci.co iiW. ut et lulpriu"it cun.
a Tudo diaheiro iAta'e por pers ordens. C nellhe l'a l t., circulate, convite. rt .o
l. modicos. 0 PROPIVIETARIO Crato 12 de Janeiro de 1910 Exmo. Snr. Conde de Prates, directorr auueuio.
OLIVEIRA & NAT4IM do Banco de SSo Paulo-Exnimo. Snr. Co-
OLIVEIRA A I TMronel Fernando,, P'restes, vice-presidente A *
A T EN do Estado-Barro de Duprat, director d- DEPURATlV.O ANDiD0
JOSt LANDIM ATTENC AO Compwnhis Indu.trial de Si.o Paulo=Dr.
to ~v*9 Rodolpho Miranda, proprietario d Fabri- Candido, preparado pelo L.to.i ... -
A Avisa ao. s us frezueseqclue cliegoum Cass, Sitio, fasendas de gado cIi de Tecidos Arethusina, de Piraciealm el Cancido da6 Lo:re, e de proap: ii,-
.grande .ortemnento, ie Vinho do Porto, Mos- neste municipio no termo de Sant- e deputado federal-Dr. Joho Alez Dimn. scia nus perigoas a, 1cc bouoa.ic
m-p, ,uwmedico e proprietario-Phliari. L. Pinto syphiliticam, escrophiilosa: e dart.hr....
ScatelSuperior, Santo Antonto. (ognae,V er- Anna do Cagiry a vender, de Queiroz, da firma, L. Qneiroz & C.. o grade dealojador dos humite ,-
S ute. Vinho Mi:a, Ge- ga* Sro. tie ,Jos t Rodrigues Monteiro tendo de (proprietario dai Drogaria Americana e cindos o poderots eliminadcr ue iu;.-
-Canna: C guardente aL orm, Bst reterar-se desta eldade 110 intuit de Fabriea de products chiinicos) Dr. Pedro doenVas pertiuitzes que ten l.a ui
nna Cgro r, t. Pontnal e Dr. Victor Godinho capitalistas. na, iaiiitpura tit. anitge.
Como "SAo Jons.,e Palha. na Quatro Ligas, procurar na Europa alivio a-sa A ECONOMISADIORA PALISTA U Lu co uepesito iru:ac ". .. ..
Populares: doce I'esqueir.a=Jos:- Faranha. stude semipre alterada, declare, a numa ociedade mutual, comnfircalisaVisdo dido, na Lcu iuo 'iueo.
Manteigr Bretel, Excellento, Papeguo, Pi-
an rete, Exellent. P o quem enteressar, que estio exposta Governo, enjo ftint estabelever urna REN-
auhv:; lanlia de ptrc e hin l;ta. "T
a venda todas suas casas nlesta cidade DA VITALICIA mental, em dinheiro, aos
STdo por pro me e sus fz ndas de gado neste muni- s soeios. Term duna ca.as, a calix A PIARMACIA SILVA.
"P'C Er P. mioero, n ,. cipio e no telrno de Sant-Anna do O. socio ( da Caixa A pnnam ra000 de
e Cairy e mais um sitio no mesmo rc- o. a e $.,00 de mensalidade e tuim dire!- de Sibvino Jo.'e da .ilva. na Lu eua ,-
ferido term denominado KQueimado, to, no fin de 15 annos, a I .. ens.io quye m 1 lrcli, n. t tecn ur grade e vC ado
eC S A co o eugeiuko de ferro e casa propria, n.ao ser:i nmaior de 15090WO por mz. sortimento de drogue, proucts cu ......
Ss- et cecialidades raruaceuticas.
Jeronymo Frtncisco -de Lima c:sa de vivenda, tudo de t temn, uesta localdade, A venda, duas segura construAlo, com urma pequei a joia e 00 doe mensalidadee t diri-mento d reconhcida pure .
f to, no tnim de 10 auno., a urea pensato que
csas de taipa cobertas de tlha, nma nascenla e a;ude de pedra e cal, coin to o r ed anos a peno aceio, pretezae modicidade de pr..
os sita ai Rua de S. ,Francisco e a outra: cannavial para dusentas cargas de No case de falleeer antes de chozear a
i- na travessa da Rna Nova.pelaprimei- r.tpaduras, possuindo extensas mattas receber a penAso. a associatao pagarii os
o. ra pede200:000;pelasegnnda 180:o000 corn madeira de coustruci-o: outiro sees lherdeiros necessarios todas as con- BIURRO UMID00
e | tribuicoys que elle tiver feito. sell juros. BURO SUM10W
S Atratar naRA DO CRUZEIO sim pede A aquelles dos seus amigos DIdo--b o fallecimento dpois que o mu-
(I niUa tern corn o mesmo negoeio, tnario tiver m goso da peso, eta fi- sapparceram de me
queirao por bondade sati-faser seus ear; extinct, sem que aos setts herdeiros lburro cardio e luma blr n- "- wln
SM i D .. -1 qnazi preta ambos corn esti '!. 'ca -
FAR INHA DE compromissos, uma vez que tern de assists qualquer direito. i e int
MANDIO CA ansentar-se por tempo indtt.rmiua- Apendso serA paga no proprio indivi- e com a seguint.- rvaw.,
MAN asentare i mua- duo,; ou o sen procurador legal, ou por
J Jose Alves da $Iva, avisa aos se- do e ter de prover-se de recursos suf- intermedio de qruaeqnor Banco, quando o T
ns fregueses'e ao: pablice em geral ficeientes. mutuario se achar no extrangeiro. S j
que tern emn.deposito grande quant!- 0 socio contribuinte em dia, que ficar Quem der noticias cert 1a -, ,-.
dade de .Farinlha de Mandioca, de Crato, 26 de Outnbro de 1909 imposibilitado de proseguir nas u-as en- j o d' 0 sRebatea on vier *w ,
eie tradas, depois de cinco annos ieo associI- gar ditos animaes, serA gerti: l
ra primeirs qualid&d, e -VENDE A odqao, ow eonequenaia de molastia chroniea, I
n DINHEIRt em grso e a retalho Jose Rodriguies Monteiro + O, 4 oocueneic de moltia chronic generosamente.
a DINHEIRO-emgrossoearetalho Jos i es Monteiro curavel, que o inhabilite para o tra-
A pte,&4 BARATISSIMOS. balho, serA considerado suspenso e nto Barbaliha, Sitio BrejTo, .--- ,
Cco A n PAR I O N 301 eder direito a penshao. vembro de 1909
go RMA'IDO PADRE CICERO N 301.
S. .... i o 01 Os pagnmmitos antecipados de 1 auno Joiko Demosther e Fernande.: '- .
S- gozain da rednu.o de 50oo o, parinentos
S .EP '0 DEG ANTE dde lOanuos. 20 o/o e os pagamentos de 15
I ,annos. 15oo.
SP MI DE 0 mutuario que se inscrever um mez A
antes do- soateio e tiver a sorte de ser
OUMeID A. BELEM SOBRINHO pemiado, pagarn apenas poucos nil risi
tl dir ito a lima eniho marA toda a


Grot.fico ber a queia me entre-
gar urnm poldro rosilbo que desappa-
recen na -era do Araripe sitio
Queimada Grande, corn a seguinte
marca e fiuguesia
. Quem ,. J o encontrar
pode en- tregar & re-
7


bral aca-ee A dipda 6d plaieoedoo dao it U3 euaa -R
amigos, e enearrega-e de todo e qualquer on em muaba, residencia:-.
trabalho em iqt epo grqd prete e Asedos
modicidade eim preqos. Ra do Cr e,. 8 e dos Asedos
n.modidade em pre Ru. do C i Pedro Xavier de hraujo


45-SUA DO COMMERCIO-45
CRATO-CEARA'.
Estabe'e :imento deFazendas finals,
Mindezas, Novidades, artigos d6 use do-
mestico, Alta fantasia, & & &.
Especialiddle em: artigos para
homes e senhorasm objects para preaen-
tes e perfuamaria finissima!!
Pre0os sem competitor!
Dinheiro vista.


.ut r vida.
.At. dezembro foram sorteadas eineo
cardernetas, ou seis no period de nove
mezes. A ECONOMISADORA t a uica
que faz sorteios de dois em dois mezie e
um grande sorteio no Natall!
Soeios inscriptos -do abril de 190S a
Janeiro 190:.-34030. Nonhuma outra mo-
ciedade obteve tal numero de socios nos
oneus priuleiros mezew.
Pedidos de proepeetoE, propostas, leader
notas infonrmaoes minuaioMas o
Repreentante no Crato.
Belem Sobrinh o
45-Rua do Commercio=45


CAVALLO SUMIDO
Usi carallo cardao rudado. wno, mu- /
to bonito, inteiro, c'odoio, o/,ae ou ues.

Marca f, e Ribeira

QueM o0 enaorar e entregaTr ao
for -Jos. IfMgnio em .11Iagre


- I*


: t:


'I