Folha de Juazeiro

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Folha de Juazeiro
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Creator:
unknown
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( sobekcm )

Notes

General Note:
Issue is the Juazeiro comemorou aniversario do Padre Cicero Romao edition.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
All rights reserved by the source institution.
System ID:
AA00001671:00001

Full Text




Questao


Aeligiosa


de


uazeiro


ANO IV JUAZEIRO DO NORTE-CE., 24 de Marqo de 1973 Num. 44



Prefeito Humanitario



Tern Metas Importantes
A cidadc grander (a grande cidade) Juazeiro do Norte
(sti plenamene,regosijada, glorificada, mais uma vez, pela adminis-
tragco inicial do ilustre, digno, respeitivel e -talentoso prefeito. Dr.
Mozart Cardozo de Alencar...
Logo de inicio ele hi se demonstrado um administrator eficiente,
dinnimico, independent popular.
N6s esperavamos corn muito otimismo, esta administragAo que ji
se prerruncia extraordinaria, exceptional. Ora, senhores, uma inteli-
gencia ri-ila, prodigiosa, aliada a uma cultural s61lida e positive, sob
o reforgo spiritual do Poeta grandiloquente e filantropico, que e Dr.
Mozart, prestigiada e escudada no estimulo fundamental do insigne
Governador do Estado e, precipuamente, jrotegida na grandeza e na
bondade dos nobres Coroneis: Humberto e Adauto Bezerra (Juazeiren-
ses aut&nticos), s6 poderia dinamizar o nosso progress em todas as
esferas administrativas.
A tarefa que se lhe oferece a Dr. Mozart, ap6s 3 administragoes
fabulosas, magnificas, sera cumprida, rigorosamente, pelo seu alto
senso.de responsabilidade, pelo seu genio criador e original, pel. sua
adaptagio filantr6pica a Pobreza que tanto se angustia e que nele no-
tou por confianga e lealdade!
Os problems mais urgentes de Juazeiro sio: Saneamento e Sad-
de.. E', para a sua solugdo imprescindivel, quase imediata, o dinrmi-
co prefeito jA disp6e dos meios.iecessarios. (LEIA Pagina 5).


Governador


a VI Convenqao


Realizou-se etm nossa cidade no period
de 16 a 18 do rms em curso, a VI Conven-
glo do Distrito L-15 do LIONS CLUBE, que
teve a frente como coordenador em Juazei-
ro, o Dr. Gerildo Menezes Barbosp. Os Con-
venelonais tleram eomo Secretaria Geral,
un 'des sales rincipals do sotel Municipal.
0 encontro contou com a presenga especial
Sdo Governador Vesar Caiss de Oliveira Fi-
iho, que prluebciou Janportante eonferin-


cia sobre a sua administragfo, perante as
autoridades, Le6es e domadoras do Cear6.
No flagrante acima, vemos o Governador do
Estado quando usava da palavra, (numa de-
pendEncia do Teatro Municipal) ladeado
pelos: atual Presidente do Distrlto L-15, a
Vice-Governador CeL Humberto e Cel. A-
dauto Bezerra, o Prefeito Municipal Dr.
Mozart Cardoso de Alencar e demals con-
vencionals. (Foto de Rosulvo Sousa).


Dr. Mozart Cardoso de Alencar, teV presence"
certa na reuniio do Rotary Clube de Juaziro, na
qual fez explanaqAo do que fara pela atual) dmi-
nistralio. (Leia Mat6ria na Piina 5.)


Por sua vez, o Dr. Idvan Pires, promote tra-
balhar corn atlnco em sua gestlo como Vice-Pre-
feito, Isto 4, para contribuir corn o melhoramen-
to e engrandecimento da cidade do Pe. Cicero.


Nortte


Pe. Clic6rio da Costa
Costa Lobo (foto ao la-
do), Secretirio da Pri-
meira Comissio que in-
vestigou os fatos ex-
traordinirios do Jua-
zeiro. (Leia Matiria na
Pigina 6).


N01a dO Ridaicao
0 jornal gFOLHA DE JUAZEIOai, por
seus Diretores, colaboradores, profundamente
consternado com o premature desapareciento
do jovem estudante Demostenes RattS Barbo-
sa apresenta a familiar do Dr. Geraldo Menezes
Barbosa sentidos pesames.



Juazeiro comemorou



aniversario do


Padre Cicero Romo
A nossa Juazeiro amanheceu enigalanada, se
vestiu de alegria, por ser hoje o dia em que- no es-
pago e no tempo se comemora o aiversironatali-
cio do fundador da Meca Cearense. Ele, 'o Pe. Ci-
cero Romio Batista. Seria insensatez a nossa im-
prensa falada e escrita, omitir-se. a este acoatei-
mento. Na manhi que passou, mais de 6 mil fiia
encontravam-se na Praca do Socorro, para a.sis.ti-
rem o sacrificio da missa, que :era celebrada.pelo
Pe. Silvino e seu auxillar o Pe. Jose Alves em ho-.
menagem .ao virtuoso Pe. Cicero, na capela de-N. S:
do Perp6tuo Socorro. Quantas preces ali f6ra p re-
zadas, Quantaas adplicas foram feitas a suai alma
bendita, Quantas nao foram as promessase quan-
tos os agradecimentos. pelas chuvas -que t4m caido
no 'solo agonizante devido a alta temperatura re-
-gional? Talvez, agradecimentos pela said :.recupe-
rada de um filho, de umr pai, de uma mle, de urn
born amigo ou ainda pela sorte que Ihe bateu a
porta e sendo favoravel nos neg6cios, nos .d4sem-
penhos de suas fun,5es, em qualquer empreendi-
mento. Pe. Cicero, os Romeiros e os teus %amigui-
nhos Juazeirenses, se congratulam com a passa-
gem desse 129.' aniversirio. Cremos e esperamos
na promessa spiritual que nos fizestes: Vou. para
o ceu rogar a Deus por voces. (Leia Pigina 4)


Edi
CR$ 0,50
Leia a Folha de Juazeiro -


!iJi rmi YWEI 9I


BA N CO


QUE


DBUMMED@ @ H50T12


RESOLVE


L GNC: CRT@ .


Assistiu


O0
(IMM:







PAGINA 2


EXPEDIENTE
REDAMAO: Rua Sta. Luzia, 263
Caixa Postal: 36
C. G. C. 07.584.105/001
Juazeiro do Norte Cearl
Director AdministrativO
JACKSON BARBOSA
Redator-Chefe
ENEAS DUARTE
Colaboradores
ANA SILVA
ERIVAN XAVIER
ADERSON C. MLVA
JOSS CARLOS PIAENTEL
Depto. de Arte
ROBERTO EZfIOIO
CLICHERIA "A AqAO
Reporter FOtogrAfico
ROSALVO SOUSA
Representantes:
Em Fortaleza
FCO. ASSIS DUARTE
Av. Bezerra de Menezes, 4261
Em Cajazeiras
JOS' ADEGILDES
fusrRadio Cajazelras
Nmo nos)'respoabilizamos por
conceitos emitidos em material
assinada. NAo devolvemos ori-
ginals.
lmpreao na Oficinas da
EMPRESA GRAFICA LTDA.
Rta, ,o qultino, 793
nT Aq '- CEARA
1 "


UMA


FOLHA


Ha quatro anos desprendia-se da ar-
vore frutifera da mente humana, umarn
folha para viver alimentada da seiva
criativa do poder da vontade, e da abne-
gacAo daqueles que at6 aqui, regaram-na,
a fim de 'nio v6-la morrer! Como todas
as coisas que o home conhece, essa fo-
lha tern sobrepujado os inumeros sacri-
ficios que se lhe tem aparecido no cami-
nho do seu crescimento. Hoje, iun pouco
maior, vem mostrando de piblico o seu
real valor, dando ao pr6prio home o
exemplo do imensuravel poder da vonta-
de. A folha de que trato... anda para
o cume lenta e gradativamente, procu-
rando arraigar-se na mente de cada jua-
zeirense, principalmente daqueles que
tem contribuido direta ou indiretamente,
para o seu proficuo crescimento. E' nos-
so desejo que essa folha se tome fron-
dosa, para poder albergar no aconchego
de sua sombra, (as mentes famintas e
insaciaveis das boas coisas que complex.
mentam a nossa vida).


IMORREDOURA

6 o seu
nome, e qual crianga caminha tateando
nos seus primeiros passes, lutando fe-
brilmente pela sua pr6pria subsistencia,
esperangosa de tornar-se adulta! cada
juazeirense 6 uma letra que complemen-
ta a composi~io da hist6ria e vida desse
Jornal, que por condigio de nome est(
intrinsicamente ligado is phginas da nos
sa vida political e s6cio econ6mica. Jua-
zeirense!> em nome desse humilde jor-
nal, lango-lhe o nosso apelo para que a-
jude-nos manter sempre verde a folha
da esperanga existent na pessoa de cada
um dos seus diretores. Ajude-nos a nio
deixi-la inerte e nem amarelecida como
as piginas de tantos Jornais que foram
criados e que pela falta de cooperativis-
mo... hoje s6 nos restam as lembran-
gas dos sonhos inatingiveis, por que o
nosso desinteresse os levaram a dormir
no negro ocaso da vida do nosso Jorna-
lismo.
LUCINETE MARIA PEREIRA


II. Batalhao da PM Tem Novo Comandante


Terga Feira pp., na Capela de Sao Sebastido em local
interno do Quartel da Policia Militar II BP. Juazeiro, foi
celebrada pelo Pe. Jos6 Fernandes missa simb6lica de sua
posigio de novo Capelio da Policia em nossa cidade. A so-
lenidade teve a presenga de pessoas ilustres da cidade, o
Prefeito Municipal Dr. Mozart Cardoso de Alencar, o Juiz


de Menores Dr. Miguel Furtado, Frei Sabino de Buriti, o
ex-Capeldo Major Jos6 M. Bezerra, o Sargento do Exer-
cito Jos6 Rodrigues Bezerra, Cel. Raul Liberato de Lacer-
da Comandante daquele Batalhdo e o Diretor da Ridio
Iracema Co6lho Alves. Ao Cap. Pe. Jos6 Fernandes born
txito em seu novo desempenho.


Destaque da Semana


Uma colsa 6 certa. Depois de 22 mess
de governor, o povo de Juazeiro nio deseja co-
nhecer "stop" no titmo de desenvolvimento.
Viu e aplaudiu o tra&b6 do industrial Orlan-
do Bezerra, e agora, desJa leva-lo a Assembleia
Legislative do Estado, para garantir a continui-
dade deste progress. Homem profundamente
ligado as necessidades do seu povo, Orlando
Bezerra 6 uma prova segura de que o home
pfblico verdadeiramente pilblico, nAo finda
seus pr6stimos corn o mandate. Val al6m dele.
Diversas camadas socials Ji se pronuncia-
ram favorivels a s"a candidatura. Temos cer-
teza de que sua elei~Ao serA mais uma vit6ria,
do pr6prio povo. Vamos aqui repetir o que dis-
se o Governador Cesar Cals quande da inaugu-
ragao da Estacao Rodoviaria em 23 de janeiro
pr6xzimo passado: "povo feliz, o povo juazeiren-
se, que soube escolher Orlando Bezerra para
Prefeito". E n6s acrescentamos. Povo feliz e
exigente. N6s queremos Orlando come osso
Deputado Estadual.


JUAZEIRO


DO


NORTE


GAINHA


NOVA


MATEIINIDADE


TEXTO: .WELLINGTON AMORIM


A cidade de Juazeiro do Norte vem de
ganhar uma das mais modernas e bem a-
parelhadas Maternidade do interior nordes-
ting..,Trata.-se. da -m ternidade..dq Pronto.,
Socorro terido I frente- uma das mais eflt-
clintesoequipe mn6dica, composta dos Drs.
A-iltql Goies, de. Alencar; Odilio Camllo
dailiva; Jose Newton Gomes; Antonio
G6'st'f Sampaio e Joao- Tavares Nevesj.
Costruida anexa ao Pronto Socorro a no-


va maternidade de Juazeiro vem na rea-
lidade preencher uma lacuna de ha muio
existente e reclamada pela populagio.

EQUIPAMENTOS
Para se ter uma Id6ia mais exata do
que e na realidade a nova maternidade de
Juazeiro, basta citar que a mesma possui:


aparelho para aerosolterapia de fluxo con-
tinuo, aparelho de ondas curtas, bisturi e16-
trico, lactirlo em unldade separada, 2 ber-
garios sendo um para rec6m-nascidos nor-
mal e outro para recem-nascidos corn sus-
peita -de Infecgio, sala de cirurgia para,
emergencia obst6trica, isto sem se falar em
um banco de sangue pr6prio, al6m de mo-
dernos c confortivels apartamentos de I
]elto.


INAUGURAQAO
Ao ato Inaugural da Maternidade do
Pronto Socorro, estlveranr presented o vice-
governador Humberto Bezerra, Dir. IvaiN
Bezerra que fez o corte da fita simb6llca,
al6m de toda a classes m6dica do Cariri
autoridades e convidados especiais. Foi
Inaugurado ainda o Centro Cirurgico, que
recebeu o nome do Dr. Hildegardo BeR&ii.


A CAMERA JUNIOR DE JUAZEIRO
DO NORTE-- -CAJJUNOR diplomarhi
amanha em solenidade das mais distintas,
as- 21 personalidades recentemente escolhi-
das.
SaOi pessoas que pertencem a nossa,
melhor sociedade eoque hoje recebem a ho
menagenm da entldade jovem pelos saus re-
levantes servigod prestados A coletividade.
Este ano, a prmonoio teve um aspect
diferente no sistema de escolha. Ao inv.s
de encarecer a colaboragio das entidades a
que pertencem os homenageados, o capitu-
lo local de CAMARA JtNIOR decidiu fa-
zer pesquisa em torno de pessoas que de
uma maneira ou de outra se destacaram
nos diversos stores da vida profissional-
social.
Desta maneira, a CAmara JtYNIOR a-
cqarreta para si toda e qualquer responsa-
bilidade na escolha e diplomagao dos a-
graciados. ;


CAJUNNOR Diploma

Personalidades do Ano 72
Na foto ao lado, te-
mos o momento de um
encontro de JUNIORS.
Vemos ao centro o VP.
Regional Jos6 Afons.,
de Oliveira ladeado
por dois companheiros
de Sobral-CE, ouvindo
a exaltagio do Presi-
dente da CAJJUNOR
Jos6 Jesu Sisnando de .
Ar'aujo.


Como se sabe, nasty festas anteriores
eram solicitadas as derais entidades para
indicarem seu me'hor kmembro, que serla
automaticamente diplomado pela CAJJU-
NOR.
Hoje, todos receiem o beneplaefto uni-
camente daquela entidade, que acatandol
sugestAo de seus pr6 rios membros reso.-
veu agir desta maneira, escolhendo de ma-
neira honest, atrav6s de pesqdit as per-
sonalldades que abrilhantam hoje as pAgi-
nas desta edigio de FOLHA DE JUAZEI-
RO.
Informa-nos, o CQ-slJho Diretor, que
cada um dos membrdsido capitulo recebe-
ram as devidas instrQies; efetuaram pes-
quisa em torno de cada titulo (o estudan-
te, o m6dico, oleao, o Industrial, etc) e
ainda foi colocado em votacgo o resu'tado
da pesquisa, recaindo nos mais votados
(16gico- o destaque da promoCio, que ja
se tornou tradlcio em nosso municipio.
Objetiva incentivar as pessoas para me-
Ihor desempenho de suas fuo6es.


Caderneta


de


Poupan( a


CREDIMUS


Ou vocO. faz. saldo mddio, ou vai pagar mais IMPOSTO DE RENDA


CREDMIJS iua u ao Ped/; 578 Tone: 9/9 FilialJuazeiro


FOLHA DE JUAZEIRO


Juazeiro do Norte, 24 de Margo de 1973








Juazeiro do Norte, 24 de Ma~o do 1973 FOLITA DE JUAZELBO PAGINA 3


7Q?


.DA


CAMA( A JUN]zOR


Adiondas Mendes de Oliveira
(0 JUNIOR)


Arn6bio Barcelar Caneca Benedito Braz de Almeida
,(0 BANCARIO) (0 CONTADOR)


inaldo Dantas Ribeir
(0 DESPORTISTA)


Expedito Pereira
(0 LEAO)


Geraldo Alves dos Santos Jackson Barbosa
(0 RADIALISTA) (0 JORNALISTA)


Jose Carlos Pimentel
(0 VEREADOR).


Jos6 Gomes Leal Jos6 P. Barbosa (Baiano)
(0 ESTUDANTE) (0 ATLETA)


^
V "y ^
f^ *:*
*i,'
** ^^


Liduina Mac&do Siqueira Luiz Bezerra de Souza (Dr.)
(A TELEFONISTA) .( ROTARIANO)


Maria G. dos Santos (Nenem),
(A COMERCIARIA)


Luiz Magalhles Luiz Soares Couto IDr.)
'(0 PROFESSOR) _0 MEDICO)


Mario Malzoni (Dr.) Pedro Pereira Alencar
(0 INTELLECTUAL) (0 COMERCIANTE)


Manoel Balbino
10 PECUARISTA)


Sabino de Buriti (Frei) Severino Goncalves Duarte
(0 SACERDOTE) (0 INDUSTRIAL)


S


Juazeiro do Norte, 24 de Mareo de 1973


FOLHA DE JUAZEIRO


PAGINA 3


O NAliL[ilI1A1l lI


[D1DIDDD11










PAGINA 4 FOLHA DE JUAZEIBO Juazeiro do Norte, 24 do Marco do 1~73


Comemorado


Cinquentenario


de Rotary no Brasil em Juazeiro


Teve lugar no dia 20, no
Hotel Municipal de Juazeiro,
a plenaria festyia coni u b6
Rotary Club comemorou os
50 anos da existencla do Ro-
tary no Brasil. Os traballhos
fcram presididos pelo Sr. Ex
pedito Franco Caryalho e se-
cretariados peTo61r. Francis-
co Faganha.
Entre os convidados espe-
ciais que comnparVe.eram, des-
tacaram-se 6 ex-Prefeito Jose
Geraddo dh Cruz; o atual Pre
feito Mozart Zardoso de A-
lencar; o .dr. Paulo Cartaxo,
President do Rotary-de Cra-
to; o sr. Manoel Honorato,
do Rotary do Crato; o jorna-
lista J. Lindemberg de Aqui-


no, o ex-Governador J6ffer-
son de Albuquerque, do Ro-
tary Club de Crato; o sr.
Francisco Batista Lima, do
Lions Club de Juazeiro;
sr. Jos6 Afonso de Oliveira,
Vice-Presidente Regional da
CAiriara Junior; o dr. Jos&
Maria Rangel. da Ceramicae
Norguagu; o Ten. Flivio Ga-
delha e vArias senhoras e se-
nhoritas da Casa da Amiza-
de.
A apresentacio dos convi-
dados fol feita pelo rotarla-
no Dilson, que leu, tamb6m
as efem6rides sociais. 0 Dr.
Faganha leu. os Informes so-:
manais da Secretaria e a a
Ordem do Dia foi feita de


modo magnifico pelo Dr.
Luis de Sousa. a respeito do
CinquentenArio de Rotary
em nosso Pals, hitoriando to-
dos os fatos que "deram ori-
gem ao Rotary no Brasil.
A Casa da Amizade ofere-
ceu, logo ap6s. uma Bandei-,
ra Nacional, intelramente
nova, ao Clube, que foi ime-
diatamente hasteada. Ocor-
reu depols a possa do novo
rotariano Aminadab Bezer-
ra, cuja apresentagio foi fei-
tA pelo sr. Raimundo Mac&e
do Pinto. 0 sr. Mauricio Xa-4
vier apresentou as datas na-
dconais e internacionals dao
semana.


Homenagens


Padre


0 dia 3 do andante, domingo, ficou
marcado, no bairro do Pirambu, por dols P...
contecimentos de alto relevo; a conclusio
da Visita Pastoral all realizada, pessoal-
mente, pelo nosso Arcebispo Dorm Jos6
Delgado, e ainda pela inaugurafio solenis-
sima duma estatua do Padre Cicero Ro-
mro Batista, patriarca do Nordeste e fun-
dador da cidade de Juazeiro do Norte.
A cstatua foi iniciativa do atual VIgA-
rio do Pirambu, Frel Mem6ria, digno con-
tinuador da obra civilizadora de Dom H6-
lio Campos, e represent expressive doa-,
gao do atual Prefeito de Juazeyro, que
mandou fundir naquela cidde- int er6rana,
que cada dia se vem notabilizando pelo seu
pequeno e tambem grande artesanato. Me-
de dois metros de altura e ergue-se, des-
tacadamente, ao lado direito do patanar
da referida Matriz.
0 palanque foi ocupado pelas mais;
ilustres personagenis' i "Sr Acebispo; o
Vice-Governador Humberto Bezerra;. seu
eminent irmio Adauto- Bezerra, Presiden-
te da Assembl6ia Legislativa Estadual; os
Prefeltos desta Capital e de Juazeiro, o Pa-
dre Azarlas Sobreira, bi6grafo e antigo;
confessor- do-: Padre Cicero Romio Batista,
a Draj Doralice Figueiredo e todo o corpo
de Vereadores da terra juazeirense.
Per ocasigo da festividade, discursa-





Gr afica


Royal

A QUE MELHOR ATENDE
OS MELHORES PRECOS

CONFIRM TELEFONANDO
PARA 572 OU 850
Rua Sao Pedro, 253
.Juazeiro do Norte Ceara


ao


Cicero


ram Frei Mem6ria, que abriu a sessio; (,
Padre Murilo de S& Barreto, respeittvel
phroco da Matriz de Nossa Senhora das
Dores de Juazeiro, especialmente convida-
do para fazer o discurso official, o nosso
Prefeito Vicente Fialho e o Vice-Governa-
dor do Estado, que brilhantemente encer-
rou a solenidade propriamente dita.
Alias, o encerramento s6 teve lugar
quando foram soltados diversos e engc-
nhosos fogos de artificio, que receberam,
como os oradores daquela noite, delirantes
ovag6es da numerosa assist6ncia.
Merece especial registro o discurso do
Padre Murilo pelo bem acabado de sua re-
dagio e pelos substanciosos concertos quo
emitiu sobre o apostolado da Igreja nos
tempos moderns, destacando o senso evan
g6lico da atuagio missionaria do homena-
geado em sessenta longos anos de sua vi-
da- publica no Sul do Estado.


NOTA: HOMENAGENS AO PADRE
CICERO. Transcrito do journal "A Fortale-
za" dos dias 30 e 31 de Dezembro de 1972,
queremos aqui salientar que nio 6 de au-
toria do Padre AZARIAS. SOBREIRA, quo
por algum lApso a Redagao daquele sema-
nArio antecedeu ao artigo o nome do Pe
Azarlas Sobreira.





Nordeste


Confeccoes

Confeeg5es diretamente de Sio Pau-
lo, no estilo langado em moda atual,
nos grandes centros
ATACADO E VAREJO
PRECOS SEM COMPETIDORES
Rua Sao Pedro, 501
Juazeiro do Norte Ceara.


O sr. Francisco Moreira de
Oliveira pronunciou discur-
so de saudagio ao PrefeltO
Mozart Cardoso, na oportu-
nidade em que Ihe. fez diver-
sas reivindicag6es. em nome
do Clube. 0 sr. Coelho Alves
falou sobre o Teatro, A base
da Litcratura de Cordeu, que
um grupo de universitArios
de Brasilia vai apresentar. 0
dr. Jefferson Albuquerque
parabenlzou o club pelo bri
Ihantismo da solenidade e a-
gradeceu o apoio que o RC
de Juazeiro dera aos ovens
de Brasilia. Falaram, ainda,
dr. Paulo Cartaxo, Cesinio
Luis de Brito, Oscar Sampaio
e Dr. Mozart Cardoso, todos
saudando o Rotary Club deo
Juazeiro e abordando assun-
tos da comunidade. 0 dr.
Mozart Cardoso, alum de ha-
ver recitado uma poesia, exi-
mio poeta, que 4, prestou
contas de suas atividades co-
mo Prefeito e anunclou di-
versas metas de trabalho.

Os trabalhos foram encer-
rados pelo president do c'u-
be, Expedito Franco de Car-
valho, cornm agradecimehtos a
todos os convidados e a to-
dos os que usaram da pala.
vra, pedindo, ao final, salva
de palmas ao Pavilhao Na-
clonal.





Mauro Sampaio



send Depulatdo



Farl Muila Falta



a Classes Pobre



de Juazeiro

Chegou ao nosso conh.
cimento (de fonte fidedig
na) para surpresa de to-
dos os juazeirenses, que o
Fundador do Monumento
ao Pe. Cicero e do Ro-
meirgou, Dr. Joss Mauro
Castelo Branco Sampaio,
no pr6ximo pleito decidiu
se candidatar a Deputado
Federal em lugar do seu
pai, Dr. LeAo Sampaio.
N6s daqui da < mos que desta feita o Dr.
Mauro fara a vontade e
os caprichos daqueles que
dizem ser verdadeiramen-
te os seus amigos. Adian-
tamos tamb6m que esses
mesmos eleitores irAo per
der o Bom M6dico Cari-
doso e Compassivoa, pois
acontecendo a sua vit6ria,
logo arrumara as malas e
se transportard para Bra-
silia.


Justica do Estado do Ceara




Comrca de Juazeiro do Norte

COPIA "0 dr. MIGUEL ALENCAR FURTADO, Juiz de Di-
reito da la. Vars da Comarca de Juazeiro do Norte, Estado do
Ceara, etc.
EDITAL. PAZ saber aos qu este edital, corn o prazo de ses-
senta (60) dias virem, dele noticia tiwerem on interessar, possa que
por part do Coronel FRANCISCO BUMBERTO BEZERRA e sua es-
posa Ihe foi exibida a petilio do teOr seguinte: Exmo. Sr. Dr.
Juiz de Direito desta Comarca. Diz e Coronel Francisco Humberto
Bezerra, brasileiro, casado, Oficial do Exercito, resident e domi-
cillado nesta Cidade de Juazeiro do Norte, Estado de CearA, por seu
procurador Judicial in fine assinado (doe. n.o 01), inscrito na Or-
dem dos Advogados do Brasil, sob n.0 321, que 6 legitimo senhor e
possuidor de uma propriedade no sitio CatolE, deste Municipio e
comarca, medindo 97 (noventa e sete) bragas de largura por mela
legua de funds. Desejando para evitar futuras desinteligencias de
limits, demarca-la na part que confront corn as terras dos her-
deiros da familla Carlos, situada do lado Nascente, vem proper a
present aelio de demarcacgo parcial, em que provara. 1. Que a
propriedade do requerente se originou de 2 (duas) glebas conti-
guas: a primeira medindo 40 (quarenta) bragas de largura por media
legua de funds foi adquirida por Antonio de SA Barreto Calou
do patrimOnlo da Diocese do Crato, atraves do Exmo. e Revmo.
Dom Quintino Rodrigues de Oliveira e Silva, entao Bispo Dioce-
cesano, mediante escritura pfblica lavrada em 24 de outubro de
1919 e registrada no livro 3-B, fls. 55. sob n.* 2.202 do Registra
de Imoveis, da comarca de Crato, deste Estado, a segunda medin-
do 57 (cincoenta e sete) bragas, tambem adquirida por compra,
pelo mesmo Antonio de SA Barreto Calou mediante escritura pu-
blica datada de 02 de meio de 1928, lavrada no livro 36, fls. 74v a
75v, do Cartorio JAeome da Comarca de Missao Velha e registrada
no Cartorio de Imovels desta Comarca de Juazeiro do Norte, no Li-
vro 03, fls. 110 sob n.0 533,. send ainda certo que o vendedor Ja,
adquiriu tambem por compra a Nicacio Tavares e sua mulher. 2.
Que Antonio de SA Barreto Calou tendo adquirido as duas Aread
de terra supra menclonadas mediante documents hbabels, respec-
tivamente em 1919 e 1928, passou a explora-las conjuntamente por
que ainda, foimando umn s6 corpo, senm que surgisse qualquer obs-
taculo no que tange as suas extremes ou limits; 3. Que em face
da incorporac~o das 2 (duas) faixas de terra formando unma s6
propriedade desde os longos de 1928 a qual passou a medir 97 (no-
venta e .sete) bracas de largura por media legua de funds ficou
Antonio de SA Barreto Calou obedecendo os seguintes limits: ao
Norte corn teras de sua propriedade; ao Sul corn o Rio Salgado
(tambem chamado Batateira); ao Nasecente, corn terras dos her-
deiros de Carlos Gomes e herdeiros de Pedro Ferreira; e ao Poente
corn terras de Manoel Miguel dos Santos e da familiar Gomes Pe-
reira; 4. Que em 09 de Janeiro de 1971 Antonio de Sa Barreto Calou
e sua mulher Maria Benjamin Calou venderam, por escritura pi-
blica ao requerente, mencionada propriedade conform faz certo
o document n.0 04.5. Que o imovel em referenda sempre teve
limits certos e respeitados, mas para evitar duvidas futures quer
o suplicante, que se demarque judicialmente a linha de confron-
tagao entire a propriedade em aprego e dos herdeiros da famnflia
Carlos e de Pedro Ferreira, lado do Nascente, que, como prova o do-
cumento Junto (n.0 5) 6 uma reta que partindo do Sul, isto 6, do
Rio Salgado on Batateira, val rumo certo at6 a Estrada Velha que
liga o sitlo Gonalo ao Municipio de Misslo Velha, lado Norte;
6. Que esse limited sempre foi respeitado e por isso mesmo deve
ser observado na present aglo e assinalados Por marcos e outrog
sinnis demarcatorios que perfeitamente atestam a linha de con-
frontafio. 7. Que nestes terms, requer a Vossa Excelencia que se
digne de mandar citar os referidos herdeiros da familla Carlos a
de Pedro Ferreira corn as suas respectivas mulheres para, no prazo
legal virem falar aos terms desta aelo de demarcagio parcial, fi-
cando desde j citados para todos os terms da aglo at6 final,
pena de revelia. Protest prefer e alegado corn o depoimento pes-
soal dos suplicados, corn testemunhas oportunamente arroladas,
vistorias e demals meios de proves admitdos em direito. D. e A.
esta corn os docupmentos juntos. Da-se a asa em aprego o valor
de Cr$ 20.000,00 (vinte mil cruzeiros). Juazeiro do Norte, 7 de abril
de 1972 (as) Edvard Teixeira Ferrer C.P.F., 0016156603". Em cuja
este Juizo exarou o despacho seguinte: "Pague o requerente,
em 48 horas, as taxas devidas. Defiro o pedido de demarcaao par'
cial. Para executlo do process pericial nomeio o Agrimensor Da-
niel Nonato, bem como, "os perites: Francisco Wellington Fernan-
des e Joao Ulisses de Oliveira corn, os. respectivos suplentes: Jos6
Mauricio Teixeira de Menezes e Jose Ma ricio Pequeno os quals de-
verlo ser intimados para o compromises legal. Sejam citados os
confrontantes e suas respectivas mulhers na forma da lei, para
responderem aos terms da demarceago t final, podendo contes-
ti-la no prazo e oportunidade, se desejasem. Ainda e, por preca-
toria, os residents em outras jurisdigdes e corn enderegos certos:
e por Edital, os residents fora, mas sem enderegos certos; os au-
sentes incertos e desconhecidos, corn o prazo de sessenita (60) dias.
publicando-se uma vez no Orgao Oficial do Estado e duas vezce
em journal local local almafixaclo no lugar de costume. No meio
curador a lide aos ineapazes e desconhecidos, e aos citados por
edital que nbo comparecerem. o dr, Jos6 Perboire Sampaio Sabli.
As parties poderao ser assistidas por perltOs da confianga de cada
um. Exp. nec. J. Norte, 28-5-72 (as) Miguel Alencar Furtado". Em
virtue do que mandel expedir este edital'comr o prazo de sessen-
ta (60) dias, pelo qual ficam eitados todos os InteressadoS ausen-
tes e desconhecidos para acompanharem a ageo e os trabalhos da
demarcagco em todos os seus terms, atos e incidents, ate final,
inclusive para contestarem o-pedido dentro do prazo legal que. -Ihes
sera assinado. Este edital sera afixado no salad do .Forum ,e pubh-
cado uma vez no Diario Oficial do Estado e duas vezes em jor-
nal local. Dado e passado nesta Cidade de ,Juazeiro do Norte, aos
tree (13) dias do mes de dezembro do *Iro ode ral novecentos e
setenta e dots (1972). Eu, Expedito PerelrA,, ,ccrivfo, o' datilografel.
(As) Miguel Alencar Furtado Juiz de Direft 'VEstA conforme. Donu
N. Datilografei, dato e assino.
Juazeiro do Norte, 13 de dezembro de 1972
0o escrivio do I.* Ofelo
KXPEDIiO PEURRA


HOTEL MUNICIPAL

- Confortdvel e DeliciosamenteAcolhedor -

PRAA EIR, ONES 546e 78 JUAEIRO DO NORTEE.
PRA

3 suites

43 apartamento,

bar e restairante

estacionomento

or condicionado


FOLHA DE JUAZEIRO


Juazelio do Norte, 24 de Marco de 1973


PAGINA 4







Juaselro do ?forte, 24 de Marco de 197 3


Prefeito


Mozart Cardoso


Anuncia


Pianos de Metas na Reuniao RotAria


Professoras Clamam


Por


Justica


Ma. Ana Silva Barbosa
Assoclando-me ao problema que ora afllge o pro-4
fessorado do interior 4o Ceari e priricipalmente do Ca-
riri, trago palavas de- eloglo ao belo trabalho da Profes-
sora Maria Marisa Sobreira de Sousa, publicada na uilti-
ma edig~o do journal "A Agio" A Professora Primi-
ria e a Mis6ria.
Como ela, milhares de mestras espalhadas pelo in-
terior do Estado, sentem na sua pr6pria care os mais'
variados vexames por Ihes faltarem as condlg6es que lIhes
permitam -viver de maneira condigna.
0 ensino do Pais sofreu indmeras transformag5es
na sua estrutura o que equivale dizer que a Professora
teri que estudar e pesquisar, mais, para melhor trans--
mitir os conhecimentos aos seus educandos. Tudo isso a-'
crescido do otimismo e uma forte Personalidade que tern
de apresentar e se desdobrar ao maximo para que o seu
trabalho seja recompensado corn o aproveitamento dos
alunios.
A verdade 6 que de ano para ano se exige mais da
Professora. E como pode essa professor pregarcom tar.n-
to otimismo a Realidade Brasileira se ela coitada, 6 unma
vitima de ALGO que nio devia haver no Brasil A
falta de- Assist&ncia Condigna ao Professor. Enquanto na
Capital as professors recebem em dia seus vencimen-
tos, a professor do interior j6 nio sabe como resolve
seus problems econ6mlcos: o custo de vida elevado,
prestag5es atrasadas, contas em farmAcias etc... S5o tan-
tas as dificuldades que j& nio sabe similar os seus pro-
blemas diante dos alunos, muitas vezes passam notes
sem dormir, martelando na sua cabega uma descu'pa, pa-
ra darem aos seus credores, ja cansados de esperar.
Como podemos suportar essa dramitica situaaso -
Esperar o pagamento meses e meses atrasado.
Pois j& estamos corn tras meses sem recebermos oe
veneimentos. Isto 6 uma verdadeira Calamidade!!! 6 de-
sumanidade!
Tcdo trabalho do home 6 honrado e nobre por-
tanto,I todo ele merece respeito e consideragio. Uma naggo
s6 6 considerada grande, se possuir o menor indice de
analfabeto e sua cultura ultrapasse os demals campos de
desenvolvimentb. E ,'quals sdo os responsAveis pe!a suad
cultural, seno os prdfessofes, e principalmente a profes-
sora prinlria, base-mater do magist6rlo?
Nfo sabemos, Sr. Governador e Sr. Secretirio da
Educagio, porque nio recebemos o tratamento de que so-
mos merecedores. Trabalhamos tanto quanto os professors
da Capital. .omos effcilentes e procuramos da melhor ma-
neira possivel ajudar no crescimento do Ceard e do Brasil.
Que os nossos brados cheguem at6 V6s. Esperamoe
e confiamos na compaixdo dos Srs. pois somos dignos
dessa Justiga.


MAT OS


places
- faixas
cartazes


RUA PIO XI, 1.102 JUAZEIR DO NOTE


1
Falando na plenaria do
Rotary Club de JuaztAro, o
Prefeito Mozart Cardoso de
Alencar teve a oportunidade
de prestar contas das ativida
des ja desenvolvidas A fren-
te dos destines do municipio
e anunclou novas metas.

2
0 Prefeito juazeirense a-
nunciou a breve fundafaio de
uma COOPERATIVEA AR-
TESANAL" em Juazeiro, ca-
paz de dar assist6ncla a to-
dos os artesios que traba-
lham na cidade; anunciou
que ja esta pronto o plane-
jamento de asfaltamento da
Estrada Turistica para o Hor
to: que esta .em estudos o as-
faltamento da entrada para
Juazeiro, pela Avenida Cas-
telo Branco e Estagio Rodo-
vi6ria, descend pela Rua S.
Pedro.

3
Informou o Prefeito juazel-
.rense que val iniciar umna
ampla campanha pela pure-
za do leite vendJdo A popu-
lagio. Adquiriu 10 lact6me-
tros, e uma equipe de fisca-
lizagao, comandada por ele
pr6prio,, val medir a densi-
dade do leite nas vacarias e
nos postos de venda.

4
Vai retirar a feira semanal
da Rua S. Pedro, colocando-a
em ruas mais afastadas e vai
introduzir- a semana 'ingl6sa
em Juazeiro, em beneficio da
classes comercilria. Pediu um
estudo e or6amento de ilumi-
nagio da Rodovia Pe. Cicero
at6 a fronteira do Municipio
do Crato e val pedir planeja-
mento para construgio de
elevados sobre os trilhos da
RFFSA em 2 locals, na pas-
sagem para a Rodovidria c
Romeirao e na rodovia para
o Crato.

5
0 Prefelto Juazeirense dis-
se que espera contar com o
apoio integral do com6rcio o
que jamais poderia faltar as
esperangas do seu povo. que
lhe deu 5.367 votos de maio-
rla, no memorivel pleito do
15 de Novembro iltimo.

6
0 pronunciamento do Dr.
Mozar Cardoso foi provoca-
do pe!o sr. Francisco Morei-
ra de Oliveira, que lhe fez,
na mesma plenaria, reivindl-
cag6es em nome da comuni-
dade juazeirense, inclusive
conseguir melhoria para a
rodovia Juazeiro Caririagu,
Lavras.


SESI Parte Para Uma



Nova Polltica (de Aao


O SESI julgou necessarlia
mudar em parte, soa politi-
ca de agio em relavgo aos
seus servings que vinham
prestando abs seus benefl-
ciarios, ou seja aos trabalha-
dores da indistria e ativida-
des assemelhadas como se-
jam: comunicagdo, transpor-
tes e pesca.
0 SESI quer reestruturar
seus servigos de acordo corn
as necessidades e as possibi-
lidades do niomento presen-
te e do lugar. Porisso esteve
uma comissio do Departa-
mento NacionaL fazendo um
levantamento em todas ad
ag6ncias da capital e do In-
terior do Estado, para v6
mais de perto, quals as ne-
cessidades e possibilidades


Poeta


de cada lugar, isso no ana SAtDE
passado. Por6m, a referida
comissio ainda nao terminou, Teremos programade ten-
de elaborar o novo piano do educag*o em a.do ateni-
de elaboraro. novo plano de' dendo ao trabalhador na em-
trabalho. Desde ji, sabemos, -
por6m, que o SESI quer con presa, na famisia eia -mtI-
nidade. Assist6ncia m6ca-
centrar seus servings em tr6s l
stores prioritri.os que s- ca sempre em carter suple-
a tivo. Assistencia Odont6l6gi-
Educagio, Sauide e Lazer.. A- ca. e urati v
tendend ao trabalhador, ca: preveniva e curtiva
quer adult, quoer adbiser para trabalhadores, alunos e
quer adults, quer adaolbsceni a r d e u -
Sdemais dependents do SESE.
te ao menor dependente,
aos demais usuarios e. A co- LAZER
munidade.


EDUCAQAO
Abrange alfabetizagio, E-
ducag6o Familiar e Educagia
Comunitaria. 0 ensino pri-
mirlo sera em carter suple-
tivo.


Atividade que visem.milno-
rar os efeitos da fadiga e da
tensdo Atividades de re-
creagdo Atividades quo
desenvolvam o espirito asso-
ciativo e comunitario.
SESI Significa ASSIS-
TAiNCIA SOCIAL AO TRA-
BALHADOR BRASILEIRO.


Popular


Dado ao falecimento d<*
Jos6 Bernardo da Silva aos
23 de outubro p.p., um dos
maiores 'vates da literature
de cordel, a'guns de seus a-
migos sinceros como: 0
Trovador Rodolfo Coelh,
Cavalcante de Salvador capi-
tal da Bahia, Expedito Se-
bastigo da Silva, Manoel Ca-
boc'o da Silva, o vereador a-
renista Dr. Cicero Mozart
Machado de traditional fami-


lia desta cidade. 0 Poeta
nordestino Pedro Bandeiro,
em nome da Associagio dos.
Violeiros (AVPFC) e ainda
elements que compoem f'
quadro deste journal, irao di-
retamente ao Sr. Prefeito Mu
nicipal Dr. Mozart Cardosty
de Alencar requerer de acor
do corn a C6digo de Postur:a
e a Lel que nele rege solici-
tar que escolha o nome de
Jos6 Bernardo da Silva (Z4


Bernardo) para uma Praga,
Rua, Avenida, Parque out
mesmo ,Vila, em um logra-
douro desta grande cidade
que ainda nio possui denou
minagio. Na esperanga do
serem atendidos, pois n6s da
imprensa escrita e falada sa-
bemos bem, que o Exmo. Sr.
Prefelto Mozart Cardoso de
A'encar, filho da Terra dos
Canavlais, 6 inclusive na ex-
pressgo da palavra um ClUs-
sico Poeta.


AS


A


S


AMP


A


I


O


Veja a Repova;ao do seu Estoque em Tecidos e Confecg6es


Rlua SIo Pedro, 337


- FO NE: 547


- Juazeiro do Norle Ceard


MAIS UMA NOVA FIRMA QUE VEM INCREMENTAR
0 DESENVOLVIMENTO DA TERRA CARIRIENSE

_C L C A _
CIA. INDUSTRIAL DE LATICINIOS DO CARIRI
Km. 2 Avenida Padre Cicero Juazeiro do Norte-CE


Merece Receber



Homenagens!


C


- M4- 1 .


FOLUA DE JUAZEIBO


PAGINA 5










PAGINA ~ FOLNA DE JUAZEIRO Juazeiro do Nort., 24 do Maa~~o do 1973


0 aparecimento dos panos. referidos anteriormen-
te. levou o Diocesano a tomar uma s6rle de provid&ncias,
exatamente como-io fato exigia. Vejamos, por exemplo,
este oficio ao Pe. Joaquim S6ter, datado ce 22 de No-
vembro de 1891: ,
"Por comumecagio a n6s verbalmente feita pelo
Revdo. Cllc6rio da Costa Lobo, nosso comissionado parma
examiner os fatos extraordinarios do Juazeiro e instruir-
Ihe o ..respectivq process, viemos a saber. corn grande
surpresa nossa, A e na Capela ,,a Casa de Carid~de do
Crato, da,qual ,'V. Revma.Adigno Capelfo, acha-se depo-
Witada uma pequena caixa contend algumas Especies Sa-
4cramentais, .qu. fram submpetidas a. exames! .Antes de
tudo, cumpre-nos declarar que nao consenteria-mos, se
fossemos previsanente ouvido, que se expusse a Divina
Eucaristiaa tis experiencias. sem d6vida irreverentes.
Quando linosi' segundo atestado do Dr. Marcos Madei-
ra narrand Q-ato de haver ao Revdo. Cicero Romao Ba-
tista mandd'Maria de Aradjo que depusesse nas mios
dele, Pe. Cicero, a que ela tinha na boca, advertimos a
*ste sacerdbte, por carta die Kque nao delxaons <6p1a. di-
.td0do-*le que nao havia procedide regularmente em tal
acio. Vindo o 'Revdo. Cicero a esta Captial, em obedlin-
cia a chamado nosso, Ihe flzenmos ver que havia tambbm
procedido imprudentemente e contra as regras llturgicas
dando duas e mais v4zes por dia a Sagrada Comunhio
a Mania de Araujo e fazendo-a deitar fora da boca as
Sa'gradas Particulas que, depois de expostas a curiosida-
de dog assientes a tais atos. eram guardadas em panos,
etc DIsenos-lhe mats que nao repetisse semnelhantes atos,
por serem outras tantas irreverencias feitas A Majestade
da Divina EucarisUtia.
O Revdo. Clice6rlo da Costa Lobo. nosso comissio-
nado, que presenciou todas as conferancias particulares
que tivemos com o Pe. Cicero, entendeu, que para ave-
riguacio dos fatos, era de mister repetir a mesma cena.
submetendo a exames as Sagradas Particulas, repetinoa
as comnh6es e guiardando as Sagradas Formas que Ma-
ria de Aradjo ia deitando fora da boca; donde resultou
a existencia da mencionada caixa. O Revdo. Clicerlo da
Costa Lobo 4 um sacerdote ilustrado e virtuoso, a quem
demos plena liberdade de agio em tio delicado assunto
deixatdo tudo confiado ao seu criterio, na conviccgio que
procdteria sempre comrn acerto.
Releva-nos entretanto obseryar que a Anica reco-
menda5io *que-.verbalmente Ihe fizemps, fol que sem ajun-
tamento de povo e somente emri res1t~. de l .gins es-
soas criteriosas, cornm sacerdots,' riiIedc.i ri&rteuticos
e outroe escolhidos, administrasse ou fizesse administrar
a Sagrada&.omunhi, devota Maria de Aradjo. ficando
esta com. a boa aberta de. modo que se pudesse ver se
corn efeito a Particdla Consagrada se convertia em san-
gue sem outra interven~io mais que o contato conm a lin-
gua da comungante. Foi esta a nossa unica recomendagao.
Existindo, pi0s, na Capela da Casa de Caridade do
Crato a dita piequena caixa, contend as Espeies Sacra-
menitais, nela depositadas pelo Revdo. Clicerio. cumpre
que V. Revma., convidando ao Revdo. Proco da fregue-
sia e somente em presence dele, abra a caixa, examine
ambos o estado da Especies. vejam se e possivel serem
consumidas... Depois de tudo examinado, lavrari V.
Revma., conjuntamente corn o Pro-Paroco Pe. Carloto,
um term descritivo do fato, que nos sera enviado cmo
a possivel brevidade.
O que feito. V. Revma. fechara de novo a caixa,
lacra-la-A e a guardara em lugar decent e reservado, corn
today a reverencia; nio consentido de modo algum que
quaquuer pessoa, mesmo sacerdote examine de novo a
que contem a tal caixa.


A


Questao


Religiosa






de


"Juazeiro


V


Pesquisa de A. Renato S. de Casemiro



Oportunamente daremos as providencias convenien-
tes aO caso.
S utirossim: inao ouvindo. pep e q pfica4 d#to, que
se xepitam novas experiencias ieveontes. a $Santissimo
Sacrment0o. proibimos expssamne a V. Revna, e, a
*odos as sacerdotes A nossa jurisdigio sujeitos qualquer
fentativa de exanies nas Sagradas Particulas que foreman
dadas em comunhao. Basta de profanagpes ,.Se, pois, vier
a suceder que Maria de Aradjo, ou qualquer outra pes-
soa, sinta dificuldade. ou nio possa de tbo consumer a
Sagrada Forma, de modo que o Santissimo Sacramento
fique exposto ao ser lagado de fora: da boca,. observe V.
Revma. o que sobre tal ponto ensina a Teologia.-,
Comunique V. Revma. a iritegra deste nosso ofi-
cio ao Revdp. Pe. Carloto, aos Pes, do Seminirlo e ao
Revdo. Pe. Cicero. a fim de que fagam constar esta nos-
sa proibigio a qualquer sacerdote que pretend fazer no-
vas experiencias sobre a Eucaristia". A caixa de que fa-
lamos no IV desta serie era "produto" de diias outra
existentes: uma na Capela do Juazeiro e outra na Casa
de Caridade do Crato. Por conseguinte 6 de se esperar
que as providencias, tomadas a partir d.ai, seriam no sen-
tido de transferi-las, igualmente, para a responsabilidatae
do Paroco da Freguesia, a poca, o novo Comissionado,
para dar continuidade ao process instaurado.


A transferencia destas duas caixas 6 autorizada
em duas portarias, ambas datadas de 12 de Janeiro de
1892, dirigidas aos Pes. Joaquim Soter de Alencar e Ci-
cero Romio Batista. Para o Pe. Soter, os terms so-
sumarios:
"Haja V. Revifa. de entregar ao Revdo. Paroco
dessa freguesia do Crato, a pequena caixa de vidro lacra-
da que existe na Capela da Casa de Caridade dessa Ci-
dade. A entrega V. Revma. a fara de acordo corn o Rcvdo.
PIroco. sem o minimo aparato". E para o Pe. Cicero,
mais severidade:
"Haja V. Revma. de entregar ao Revdo. Pe. An-
tonio Alexandrino deAlencar, PAroco dessa freguesia do
Crato, a caixa de vidro existente nessa Capela do Jua-
zeiro corn todo o conteddo da dita caixa, conforme cons-
ta das folhas 29 e 30 do process instaurado sobre os fa-
tos extraordinarios sucedidos com Maria de Arajo. .
Essa enirega V. Revma. a fara dentro de oito dias
Impreterivelm.nte depois de recebido este oficlo, nas se-
guintes, c ces:
t ; t. Revma. depois de e antendegrse cgm o Re'do.
PArocp acerca do dia em que determinar fazer a, entre-
ga. tomara a dita caixa, a envolvera em un veu ou em
uma toalha, e sem nada comunicar a quem quer que seja,
a conduziri pessoalmentes ou a entregara algum sacerdo-
te para Coriduzi-la, semn aparato algim; at4 a Matriz do
Crato. onde sera reqebid- pelo mesmo PAroco que passa-
ra o respectivo recibo. Nao permitido de modo nenhum
dar-se qualquer culto a tal caixa.
9 que acima fica dito, V. Revma. o cumprira sob
pena de suisensib Ipso facto no caso de desobediencia".
0 oficio, que a seguir vainos transfer, di uma idbia
da objetividade nas especulag6es, em torno dos panos
nisangentados. conduzidas pelo Diocesano. Sem o im-
passe do seu desaparecimento (dos panos), certamente
bons resultados teriam sido obtidos. 0 oficio 6 dirigido
ao vigirio Alexandriho. Data: 27 de Julho de 1892.
"A berni da verdade e da nossa Santa Religiao, cum-
pre que V. Reviha. na qualidade de PAroco dessa fre-
guesia e de nosso Comissionado especial para continuar
o process instaurado sobre os fatos extraordinArios su-
cedidos- com a pesoa de Maria de Aradjo. came a de-
poimento o Revdo. Quintino Rpdrigues de Oliveira e Sil-
va, a fim de que, sob juramento, respond os seguintes
quesitos .
1.0) Se ele, Pe.. Qintino. sabe que nas caixas -ou
em uma das caixas que continham os panos ensanguen-
tiAdos ina Capela do Juazeirto, aparecerani uma ou mais
vees' ,verme e.Sz deitahis calixas on deiunma.delas :xa-
lou alguma vez mau -ceiro, for ocasiio do serem aberta,
2.. No c affrmativo, devera responder se sabe
tais cousas por t*-las piesenciddo ou por ouvir a outras
pessoas dizer; e quals -ejdn1 :essas pessoas e quais as cir-
cunstancias,:em que se verificara qualquer fato respecti-
vo ao;assunto.
Releva ainda que V. Revma. com as cautelas e
reserve convenientes, procure informar-se de qualquer
cousa tendente a demonstrar a concep4io do tal sangue
dos panos. Depois de informado, V. Revma. chamara o
informant ou informants para deporem., sob juramento,
o que souberem.
Lavrado o respective auto, no-lo enviara para os
devidos fins".
Ngo temos conhecimento das respostas oferecidas a
este questionArio, por Pe. Quintino, ou qualquer outra
informagio prestada por qualquer outra pesso&.
Contudo, parece-nos sintomftico que pelo docu-
mentario existente, posterior a esta data, sintamos "um
D. Joaquim" cada vez lrhais geguro de sua these 'iicial h
proposito da incorruptibilidade das Especies, se verdadei-
ro Corpo e verdadeiro Sangue de N.S. Jesus Cristo.


Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte

Balan;o Financeiro do Mes de Fevereiro de 1973


RECEITA

TITULOS

dciAMENTARIA
Receitas Correntes

Receita Tributiria .................
Receita Patrimonial ................
Receita Industrial .................
Transferencias Correntes ...........
1tieitas Divereas ...... .........

RECEITAS DE CAPITAL


Saldo do m6s anterior
Disponivel
Em Bancos ...................
Em Caixa ......................
TOTAL .....................


DESP ESA

TITULOS


17.879,12
3.356,50
10.475,20
141.514,77
10.549,29


183.774,88


23.657,20 207.432,08


1.467,50
11.577,65


13.045,15
226.477,23


ORQAMENTARIA
0--Governo e Adm. Geral ......
I-Administraico Financeira .....
I-Defesa e Seguranga ..........
I-Recursos Nat. e Agro-pecuarios
IV-Viago, Transp. e Comunicagio
VI-Educagio e Cultura .........
VII---S' a i de ....................
VmII-Bem Estar Social ...........
DIX-&tv it Orbanos ... ........

DESPESA EXTRA ORCAMENTARIA

Restos a pagar de 1972 ............

Saldo p/ o m6s seguinte
Disponivel
Em Bancos .......................
Em Caixa ....................
T O T A L .......................


Prefeitura Cunicipal de


Vi s t o :
Dr. Mozart Cardoso de Alencar
Prefeito Municipal


Juazeiro do Norte, em 28 de Fevereiro de 1973


Eliseu Manoel Damasceno
Secretirio de Financas


/hcinete Maria Pereira
Chefe da Contabilidade
C. R. C. CE 3296


39.265,25
13.427,96
888,00
560,00
8.492,39
40.985,49
15.32,30
3.616,03
216,72,22


14.337,89


21.693,81
40.405,29


144.040,24


14.337,89


62.099,10
220.477,23


TAGINA 6


SJuazetro do Norte, 24 de Maro de 1973


FOLHA DE JUAZEIRO









Juazeiro do Norte, 24 de Margo de 1973


corregio monetAria e institui CADER-
NETA DE DEPOSITS A SER EMI-
TIDA PELO B. N. H. E DISTRIBUI-
DAS POE INTERMADIO DAS EM-
PRESAS AOS EMPREGADOS OP-
TANTES, com o fim de os mesmos
controlarem de perto os sens dep6si-
tos (que ate hoje muits gente nio sa-
be quanto tern depositado em seu no-
me e para saber tern que deslocar-se
aos BANCOS perdendo longoi temnpo
Consideramos umna MEDIDA JUSTIS-
SIMA, PARABENS AOS OPTANTES,
PELO F. G. T. S. POR ESTA VITO-
RIA ALCANCADA.


FALEI & DISSE

JURACY CUNRHA


O BRASIL podera comprar ate 600
mil toneladas de Trigo ao Canad, ate
1976. Poisacordo neste sentido foi
firmado pelas autoridades governa-
mentais. 0 acordo prevI obrig :dem; O
compras minimas, pelo Brasily4 ed3060
mil toneladas m6t,rics..ate aquelexano,
poden6 o' CanIad vender at4)Ia _600
mil-torneladas ao governor brasileiro.
O TERBEMOTO mri violent ji
registriAdo nho miimdo fof' na ClINA,
na regiao de CHENSI, em 1556, quan-
do mirreram 830 mil pessoas. 0 se-
gundo maior abalo sismico atingiu
CALCUTA, na India, em 1737, deixani-
do 300 mil mortos. -As regi5es -mais


pertubadas por TERRBEMOTOS sio
as que seguem as cadeias montanho-
sas e as pgandes depresses maritimas
(JAPAO, CHILE, E 1i4,DA SONGA
e o...contorno da jia edIterW ).
Existeni tarb emncets r' rs-
tres onde se veriesa uma rpe tui a-
gitaao mnicrosismica, someone obser-
vada por aparelhos ultiia-sensiveis.
At6 o present moment nunca foi pos
sivel prever um TEBREMOTO, e quan
do eles ocorrem as populag5es atingi-
das se encontram sempre totalmente
desprevenidas. Todos os anos morrem,
em m6dia, de 20 mil a 30 mil pessoas,
vitimas de terremotos.


CONVOCACAO
A Diretoria do Centro Estudantal Juazeirense, convoca seus dire-
tores a se fazerem presents amanhi dia 25, as 9:00 hs. a sua sede.
Praga dos Ourives. Haverk reunido de Cariter Estudantil, no. tocante
das novas carteiras para filiados daquela entidade. Pelo comparecimen-
to. e cumprimento do ever, agradece.
A PRESID1.NCIA


VALE-


TUDO


..JACKSON


ORGOMAQ

CONSERTOS E REFORMS DE MA-
QUINAS DE ESCREVER, SOMAR E
CAUCULAR. GARANTIA ABSOLUTE,

OFICINA AUTORIZADA





BURBOUGHS

SOB A DIREDAO DE
J. LOURENIO DA SILVA

Rua Sio Jos6, 403
Juazeiro do Norte Cear&


BARBOSA


Sapataria


TORRES
0 melhor sortimento de calgados
para Homens, Senhoras e Criangas,
das melhores fabricas do Pais



DANDO NO Pt DA NO PRECO


Eletrogrklica M1SITE DistribUid4
A. F ERNA NDS & CIA LTDA.


ora MA'ASCO0FE


Impresses em Geral e F10LHIN II AS DO 0iNO4
RUA SAO FRANCISCO, 178/84 FONE: 364


Tudo em Malerial Escolar


e para Escrif6rio


RUA SAO. PEDRO. 446 FONE: 797


J U-A-Z-EJ R.-.0 D._D N. RJB.E --- CE-A.R-A


SORTIMENTO
FORA
DE
SERIE


RIO (UPI) JORNALISMO POR COR-
RESPOND.NCIA: Ja estao abertas 6s ins-
criSges para, o Curso por Correspond6ncia,
sob o patrocinlo da Uniao, dos Profissionaig
da Imprensa. As informag5es poderbo ser
obtidas, atrav6s de cartas, na sede da enti-
dade: Rua Alvaro Alvim, 21 grupo 1.109,
Rio GB.
--(:)--
A familiar de Emilla
Tereza Cava'cante, aln.
da consternada com ao
seu falecirmento, agra-
dece sensibilizada a to-
dos os que comparece-
ram ao seu sepultamen-
to, missa de 7.0 dia,
bem como as mensa-
gens de condoldncias
enviadas.

GRAgA ALCANe ADA: 0 Sr. Francis-
co Jos6 de Melo e D. Lellnha agradecemr a
bendita alma do Pe. Cicero, uma graga al-
cangada, com promessa de publicar neste
journal.
VISITANTES: Em companhia do Sr.
Vital de Sousa Freitas, estiveram em visi-
ta i nossa Redagio os Srs. Jo-o Fernan-
des Pereira e Francisco Dias Feltosa, res-
pectivamente Prefelto e ex-Prefelto dca vi-
zinha cidade S de Barro elementss de Alta
Projegio Social e Comercial daquela pr6s-
pera regiao.

ANIVERSARIANTES: Esteve anlver-
sarlando este m4s a garota Katia Maria
Mac6do Pinto, filha do casual Raimundo Ma-
cad. Pinto (Diretor do INPS)' Agncia J..
do Norte e Sra. Maria do Scarro lftac6 o"
Intelrou 15 anos dia 22 pp. Socorro apa-
recida de Sousa Rocha, filha do Sr. Jos6
Rocra Magalhies,- contador do Banco In..
dustrial do Carlii e S:' Zenith Sousa Ro-
cha. Aos aniversarI ntes pa:rab6ns since-
ros dos que faze4m ` '*. 3J.




",-'* -- i >- ;*
FRIIR a EM' SALVADOR: Para as
que vo. a Salvado se edo amg danos-
sa queria Irmai v eracin ncontraso
no seguinte enderego: SALETE,' 4f7~-' B r-
ris Salvador-BA. Quanto ao desloca-
mento daquiela boa Freira,7 d osass cidade,
foi pa a fa6zer curses de aperfeigoamento'
em -estudos religioeds, oria60-humia1a v
social. Cursos esses6 que duirio pfbViivel-
mente mais de um anod Para 'a Irma Mar id
Iva Praclano feliz permanencia.

POETA DO RADIO DE 1972: 0 Poeta
Pedro Bandeira, pdr intermadlo desta co-
luna, agradoce ao Centr Civico Cueturai-
de Barbalha, pela escoaha que ahe foi fei-
ta, dando-ihe o titulo de Melhor Poeta do
Reqdio de 1972.e
CONSELHO DE CONTA DOS o MelMUNI Dr. Go-
CmPIOS: Semana que pass, a a esteve e
nossa cidade vind. de Fortaleza, o Conse-
ho. de Contas dos Municiples, 6rgdao do-
Governo do Estado que constitute as obri-
gag6es municipals. Pela manh~ tiveram
contato cooda Prefeito Municipal Dr. Mc-
zart. Cardoso de Alencar, enquanto que a
tarde, fizeram prolongada palestra corn o0
vereadores no salvo da C&mara Cunicipal
O aludido conselho era formed0 por uma
equipe de senhores: Dr. Joaquim de Figuel
redo Correla, Dr. Fernando Melo, Dr. Go-
meo da Silva. Tiveram a assistancia do
Srta. Lucinete Pereira Chefe da Contado-
ria da Prefeitura Municipal de Juazeiro do
Norte.


VIACAO RIO NEGRO: Nesta manhi
Inaugurou em Fortaleza a mais modern'
garage daquela capital. E' dotada de Ofl-
cina Mecanica, Posto de Abastecimento,
Lavagem, Controle de Saida e Chegada dos
6nibus da quela Empresa. No Estado a
Viaggo Rio Negro 6 a mais bemrn aparelha-
da ao que- se conceine ~ 0 transpirte de
passageiros entire JUAZEIRO e FORTA-
LEZA. Equipada ne (21) vinte e um 6ni-
bus modernissimos e confortdveis, entree
Leitos e Semi-Leitos. A garagem da Rio
Negro estA localizada na Vila Sarita l ,
Montese. Parab6ns dos que fazem t FO-
LHA DE JUAZEIRO aos Srs.: Jos6 Adxra-
de Guilherme ,e Irmao pe'o novo empre-
endimento.
,- (:)-
ANIVERSARIANTE: Est& aniversarin
ando hoje, o nosso confrade e colega, fifn-
ilonArio da Prefeitura Municipal, lotado na
Rerebedoria, Cicero de Lima Leite. 0 Cir-
cinho das Candongas" ofereceu aos colegas
um delicioso Coque-Tel. Parab6ns de F. J.
pela passage do seu nataliclo.
-(:)-
COTEJUNO: A Cia Telef6nica de Jua
zero do Norte, mudou seu Escrit6rio Cen-
tral para a rua Conceigio, pr6ximo ao Cor-
elos. Quando visitamos a quele estabeleci-
mento, fomos de maneira bem recebidos
pelo seu Presidente Jos6 Gondim L6ssio e
um dos Diretores; Dr. Raimundo Santana..
Tivemos 6tima impression dad. ao deen
volvimento e aumento de linhas teleft6nicas
daquela companhia.
(:) -
POR DENTRO DA SOCIEDADE -
Dia 16 p.p., corn muito embalo na-resli
dancia do casal Adail Mendonga, festeja-
ram o aniversario da Sra. Ednir Bezerra
de Mendonga. Toda a familia e amigos,
reuniram-se na residencla do bai ro e l
gante da cidade (Jardim Gonzaga) para.
comemorar o natalicio,
(:)--
"UM SANTO NORDESTINO" HA
poucos dias foi langado em nossa reglio,
um Compact -Duplo, gravado na- Fabbica,'
de Discos .Rozenblit Ltdi.i Dois- rovoSvo a
lores, sio os 'iritrpretes :das Mdslcas no
gnnerol regionalista nordestino: Geraldo
Ani icia e ,Z6Manit, Multo conheeldos ina
zona Centro Sul do Cear&. 0 primeiro poe-
ta violeiro, ca4ao 0sucesso principal, no
ritimno de X teL,"Jm Santo Nordestino.
0 pse gudo. e safoneiro .faz uima boa- pre,
sengaom o balio "PINOTANDO". e ainda
"Mau no Choro'", Inferno, Vrde" 6e am'.
bem um baiao nesta composigao esto- reu'
nidos Geraldo Amancio, o conhccdJgF6hb-
voleiro, Pedro Bandeira e o sanoneiro Ze
de Mand em sua 6tima apresentai&: Aqui
finalizamos corn um aptlo aos bons *nor-
destinos que gostam de dangar, 6 o me'hor
pagode, a qualidade 6 esperada e que fa-
'gam o sucesso almejado onde for ouvidos.
--(: )--.
C. E. F. E' NOSSA 0 Conselho
MonetArio Nacional vem de autorizar ofl-
cla'mente a Instalagio da Agencia da Cai-
xa Econ6mica Federal em nossa cidade.
Nfo haver6 mals dfivida para o nosso po-
vo, tao pouco para os homes de neg6cios
da regigo. A Caixa Econ6mica para n6s se
faz necessArio pois tanto o industrial, co-
merciante como o individuo de pequenoq
neg6cio tern o seu ponto de apolo em nos-
sa praga, modificando os sistemas "pre-esta-
belecidos de varlos estabelecinentos de
cr6ditos que em Juazeiro,, qxistem.


Rua Sio Pedro, 489
Juazeiro do Norte Ceari


O President da Repfblica assinou
decreto que altera dispositivos do
FUND DE GARANTIA DO'TEMPO
DE SERVIVO (FGTS), estabelecendo,
entire outras coisas, UM SISTEMA A-
NUAL DE CRADITO DE JUROS E
CORREQAO MONETARIA NAS CON
TAS VINCULADAS AO FUND, em
substituiiao A atual sistemitica de a-
tualizago trimestral.

0 Decreto dispoe tamb6m a multa a
seri aplic~da aos bancos depositarlos
que deixarem de efetuar, nas 6pocas
pr6prias, os langamentos de juros e


PAOINO _-


FOLH I .DE :JUAZEIRO





INPS e



Noticia

(Especial para FOLHA DE JUA-
ZEIRO) 0 process de descentrali-
zavio e interiorizagio da Previd6enia
Social alcangari neste novo ano am-
plo desenvolvimento, Ja que o INPS
esth promovendo virios trabalhos vi-
sando propiciar aos segurados do in-
terior do Estado melhor e mais ampla
assistuncia.
O levantamento que a Coordenacgo
do Assistencia Medica fez em 1972 jA
produziu alguns efeitos e melhores.re-
sultados surgirao em 1973, corn as pro
videncias adotadas junto h DirecAo
Superior do Orgao pelo Gabinete do
Superintendent Regional.
Com relac~o is novas Agincias, a
Superintend6ncia devera receber nes-
te primeiro semestre novas sedes: A-
racall, Campos Sales e Sobral, dando
inicio construglo de mais 5: Sena-
dor Pompeu, Itapipoca, Camocim, Ba-
turit6 e Cratefis.
0 INPS convocou os seus 60 Repre-
sentantes para um Curso de Treina-
mento sobre a legislagao previdencia-
ria, 4urante os dias 13, 14 e 15 de fe-
vereiro andante.
O. comparecimento foi total, demons
trando, desta maneira, a grande res-
ponsabilidade dos Representantes em
conhecer a legislaglo do INPS, e o
interesse em tender bem e melhor aos
beneficiaries do 6rgao no interior do
Estado,
0 IV curso de atualizago. de Repre-
sentantes do INPS, por conseguinte,
versarm sobre pericia m&dica, assis-
tincia medica, servigo social, manu-
tengio, inscrig~o, concessio, funrural.
JRPS, arrecadagio e fiscalizag.o. aci-
dentes do trabalho.
A abertura dos trabalhos foi proce-
dida pelo sr. superintendent, ocasigo
em que destacon a contribuigio impor-
tante dos Representantes no atendi-
mento aos segurados e dependentes
do IePS e soHcitou o mafdmo de.aten-
,aoU t sentido de desenvolver essa po-
litica de bem tender, a fimun de man-
ter a boa image da Instituigio.


Texlo: LIIZ CARLOS


Capriche, leao! A tor-
cida confia em voe6. Nao
porque voice empaton corn
o Fortaleza, nem tampou-
co porque voce goleou. o.
Am6rica. Todos conflam
em voc6, pelo trabalho
que esti sendo efetuado.
Treinos, jogos, contrata-
coes, tudo Isto da manei-
ra mals edificante e posi-
tiva. Seu comego de cam
peonato foi pilido. Sun
ascengco chegou tarde
para a classificagio. Mas
isto nio import. Como o
Icasa, voce e extreante.
Precisa de tempo para ga
nhar conjunto e experien-
cia, fatores que comeeam
a surgir, despertando o
interesse da torcida e da
imprensa esportiva.
Nio exigimos que voce
venga o Ceara. Sabemos
ser o vov6 um adversirio
de peso e media. E' bi-
campeio cearense e dis-
putou-as finals do fltimo
Camponato Nacional. Po
risso mesmo, leio, voce
precisa jogar muito, cons-
cientizar-se de que tera
pela frente, durante toda
a peleja, umn time perigo-
sissimo e cheidode craques
0 prblio deverA come-
car as 15,30 hs. de acordo
com determinag5es da
FCF. A essas alturas, a
sua torcida, a do Icasa e
toda a gama de despor-
tistas earirienses, certa-
mente ja estario.lotando
as depend&ncias do colos-
so do Piraj&.

Capriche, le io!
Jogue pra valer que ia
estaremos torcendo -por
Augusto, Beto, Dida, Moi-
sis, Bomildo, Edinho,
Paulo Fernando, Z6 Nilo,
Wilson, Cadinho, Z6 Ne-
grinho, Esquerdinha, Bal-
ano, Z6 Iran, Erasmo e
outros que.- porventara-
venham. a participar des-
sa luta de gigantes.


Motorista!


San Dore

Voc6 que ja teve preso as rodas do
seu carro, um indefeso corpo human! vo-
c6 que em apenas um minuto. ji f6z uma.
vidva e atirou a orfandade alguns meno-
res! voc6 que nunca respeltou a sinaliza-
gio conventional do c6digo do tr&nsito!
voc6 que ja passou pela minha pessoa,
tentando cortar outro veiculo em louca dis-
parada! finalmente, voce que pouco ou
nada entende de direito humano... gosta-
ria de ter a sua frente um soberbo "Alfa
Romeu?" acredito que nio! sinceramente,
eu gostaria que cena semelhante Ihe acon-
tecesse! e desejaria ainda encontrar-me no
local da ocorr6ncia, a fim de v6-lo tremer!
sim, tremer! como ji tremeram tantos tran-
seuntes ao ouvir apavorados o cantico letal
dos pneus do seu carro... numa absurda
tentative de safar-se das consequ6ncias de-
sastrozas de sua Irresponsabilidade! "Moto-
rista!" 6 para voc6 que estou falando... al-
gu6m conferiu-1he uma carteira professional,
mas a sua insensatez transformou-a numr
Instrumento homicide que ji produziu tan-
tos cadiveres! lamento que As autoridades
fornegam tais documents a elements co-
mo voc6, que impensadamente letargiou os
seus sentiments a ponto de atentar contra
A vida dos seus semelhantes! "os sinaiss, as.
places, is crienetages precedidas dos que fa-
zem a seguranga do trinsito e dos pedes-
tres"... falam atrav6s de alto simbolismo e,
porisso, voc 'ainda nio os compreendeu.
Eles "cs sinais", dizem o que minhas
palavras de rianeira sude lhe 'esclareceu.
Portanto, antes do seu velocimetro alcan-
Car a escala num6rica dos-100 quil6metros
por hora, prinilpalmente -nas cidades...
veja o imInente perigo existente entire a
sua pessoa e a dos transeuntes.



Casa Branca
DESDE 1956, .. procurando servir
melhor, a todos os seus CLIENTES,
desta e das cidades vizinhas
TECIDOS E ARTEFATOS
ATACADOS E -VAREJO
MATRIZ: Rua Sao Pedro, 353
Juazeiro do Norte C.ear
FILIAL: Avenida Beaupaire, 160
Joio Pessoa Paraiba


laME^I 1 o

^^IPT^TI0


Encontram-se em nossa ci-
dade, de Fortaleza as senho-
ritas Laicy Helena e Vera
Licia, coordenadoras regio-
nals do Movimento de Ban-
deirantes, a fim de reunir
para um encontro de treina-
mento, as coordenadoras do
Movimento de Bandeirantes


das cidades de Juazeiro e
Crato., 0 referido encontro
tera lug'ar no Col6gio Mene-
zes Pimentel, durante os dias
de hoje e amanhi. Foi o que
nos informou a nossa cola-
bo:acora e Secretdria do Mo-
vimento de Bandeirantes de
Juazeiro do Norte.


Viaao -Rio_ N-egro
TRANSPORTANDO
E
COMUNI&CANDO
Pioneira no transport de passageiros de JUAZEI-
RO a FORTALEZA.lAtualmente dotadL.de 21
(vinte e um) Confortabilissimos 6nibus. Viaje pela
RIO NEGRO e faga Turismo. Reserva de passage
pelo Fone: 370 Rodoviaria Pref. Orlando Bezerra
Ruia Dr. Joao Moreira, 347 Fortaleza -- Cearai-


Direlor, Badlalisla 72
Ngo poderlamos( deixar de mnielhor Diretor Radialista .dc
exaltar o nosso amigo e corn -1972. Ao Co6lho, os paraben!
panheiro, Vicente Alves dos Santos, o nosso conhecidissi- Diretor Adminlstrativo de
mo Co6lho Alves quo teve a F. J., e dos confrades e cola-
honra de ser agraciadb pelo boradores deste hebdomadfi-
Centro Civico Cultural da cit rio.
dade de Barbalha como 6,


0 Macon doe Anb


Por falta de uma fotogra-
fia e questio de vexames,
infelizmente, nio fol possivel
publicar junto as outras per-,
sonalidades escolhidas pela


do Arn de 1972, Sr. Vicentc
Farias. Mas, nem poi-iss(
deixara de receber o seu Di
ploma quando da entrega a
manhi nos sales da Asso


EE & Aa A 1& f Camara J6nior de Juazeiro ciaao Atl6tica Banrc
I TIIAL I i EII do Norte, a foto do Magon Brasil. AABB.

EMERSON FITTIPALDI FElSemana ngleza .para Juazero


Piloto do Ano na Gra-Bretanha


LONDRE '(BNS) -
0 camipeo nundial Emer
son Fittipaldi foi eleito o
Piloto do Ano pela Asso-
ciag o dos Cronistas Au-


tomobilisticos da Gri-
Bretanha.
Os outros primios fo-
ram concedidos a Roger


Bell, da revista tMotor,
por seu sucesso na pro-
mogio de corridas de car-
ros de passeio, a Lorde
Montagu por seu trabalho


na criagio do Museu Na-
cional do Autom6vel, e a
Karl Ludvigsen por seu
livro sobre os carros de
corrida da Mercedes-Benz.


Muitissimos satisfeltos es-
tao os empregados do comer
do da terra do Pe. Cicero. 0
Sr. Prefelto Municipal Dr.
Mozart Cardoso de Alencar,
ja cumpriu uma de suas pa-
.lavras, que de iniclo de seu
governor prometera. fazendo
urna ACio Humanitarla, cri-
ando para os comercirios n
"Semana Ingl sa" Para me-


Ihor surpresa na primeinr
semana de Abril, sera des
centralizada a Feira do Sa
bado, da Rua Sio Pedro, pa
ra outras ruas menos movie
mentadas pelo trfnsito d<
- veculos e" polo alto com6r
cale Juazeirense. Ao Dr. Mo
Crt, xito contoino em sum
gstio. "


TEMPORODA ESCOLAR! COMPARE SEU FARDAMMNTO NAI


CASAS PERNAMBUCANAS


Pelo "Crediario Tentaiao"


- Pagamento em at6 12 Meses


i d(


CINE ELDORADO

DIAS: 24 a 28. As 18:30 e 20:30
QUANDO AS MULHERES PAQUERAM
NACIONAL impr6prio at6 18 -anos
Domingo cm matin6e: 0 OTARIO Tecnico'or
Corn Jerry Lewis Livre
29 e 30 A OLTIMA FUGA -
Um Supcr-Policial, corn George C. Scott
31 AS FILHAS DE DRACULA
BREVE OPERAVAO FRANCA Censura at6 18 anos
Policial Corn GENE HACKMAN e FERNANDO REY


CINE PLAZA

Dias 24, 25 e 26 as 18,30 e 20,30 min. DJANGO E
SARTANA AT0. O OLTIMO SANGUE Bang-bang
co:o.idc com HUNT POWERS e STET CARSON
27 e 28 A MULHER DO RIO Sofia Loren
29 e 30 APOCALIPSE JOE Com Anthony
STEFFEN Imp. at6 18 anos



Bandeirantes Realizarao


Encontro em Juazeiro