O Padre Cicero concede uma entrevista ao "O Ceara"

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
O Padre Cicero concede uma entrevista ao "O Ceara"
Physical Description:
Mixed Material
Language:
Portuguese
Creator:
unknown
Publication Date:

Notes

General Note:
Issue of the newspaper O Ceara; interview address clashes with Pe. Macedo.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
All rights reserved by the source institution.
System ID:
AA00001669:00001

Full Text






IMPRESSES DE UMA


S --VIAGEM AO CARIRY-



Divida de honra do

Governo cearense


M dos traqos caracteristicos da elite intellectual
do corac o do Cariry e a comprehensao que to-
dos tem das vantagens da educacao. Em Crato e
Barbalha, raros sio os paes, mesmo mediana-
mente abastados, que nio dio a seus filhos a
instrucqAo mais complete que o meio do Estado ou do
paiz comporta. Os filhos dessas duas localidades sem-
pre constituiram, no Lyceu cearense e nas escolas su-
periores do paiz, a colonia mais numerosa em relaiao
dos demais municiplos do interior.
Em Barbalha esse senrimento, de tio arraigado,
desceu as camadas populares, infelizmente condemna-
das quase ao abindono pelos poderes piblicos.
Municipio de populaqAo muito densa, Barbalha
at ha bem pouco tempo dispunha apenas de tres esco-
Slas do Estado. 0 descaso official foi, pordm, minora-
'0do pela iniciativa particular que, neste ponto, jamais
aguardou, de biacos cruzados, que as administraq6es
S'entraes accordassem ao cumprimento dos seus deve-
,res para cor as geraq6es que surgem.
Dois factos attestam irrefragavelmente o valor
que aquelle povo, isolado nos confins do Estado,..da A
instrucc5o como factor do progress.
Um anno antes da monarchia, ali se fundou um
gabinete de leitura que vem funccionando ininterrupta-
mente ate hoje, Ij possuindo vasto predio proprio e
mantendo escola noturna para os desprotegidos da
fortune.
No governor Wenceslau Braz fundaram-se por todo
o paiz ligas contra o analphabetismo, destinadas A ma-
nutencio de escolas gratuitas para as classes pobres.
Em Fortaleza,inciou-se um impetuoso movimento que,
s. continuasse corn o ardor inicial, nio haveria hole
analphabetos no mmnicipio. Outras localidades imitaram-
'nos.-Durou pouco, por6m, o enthusiasm. Dentro de
pouco tempo, todas as escolas creadas cerra vam as
swas portas e voltavamos a indifferenca do costume.
Bqrbalha, na sua tenacidade proverbial, sem reclamos
nein espalhafatos, adheriu ao movimento e fundou a
su4 Liga, que, unica no Estado, ainda hole continia a
fupcionar corn-- euesnma regu!Wrld-'" cles pri.t-Qe-
-o.impos.
Essas consideraq6es v6m a proposito da idda do
sr. President do Estado de equiparar a Escola Nor-
mal de Fortaleza o Collegio Sanr T.ireza, do Crato.
Em principio, somos contr os .todas as equi-
paraq6es. 0 regime mixto de ensino inteiramente offi-
clalizado e ensino apenaa sob a fiscalizaqco do Gover-
no, da sempre logar a irregularidades Insanaveis.
No caso em apreco, porem, somos francamente
partidarios da idea e isso por various motives. que jul-
gamos assaz ponderaveis.
O Governo ter uma divida a resgatar para corn
o povo do Cariry. Da accqo govcrnamental, aquella
populagbo, que alimenla milhares de conterran'eos fa-
mintos nas epocas de crises clinmatericas, somente co-
nhece o sabre do policial atrabili'rio on o parasitismo
do fisco inexoravel. Ao Cariry nip se extenderam ain-
da as graCas estates. Ate na der.ama inconsciente dos
dinheiros da Inspectoria de Seccas, no quatriennio Epi-
tacio, sairam limpas as mos dos Jabitantes da ye-
glio, aliAs altamente prejudicada com o desvio dos
seus bravos attrahidos pelo El-dorado das Obras do
Nordeste.
Essa razao de ordem moral nio seria, por si s6,
sufficient para justificar a iniciativa do sr. desembar-
gador Moreira da Rocha. Outras, relatives As necessi-
dades do ensino no Estado, estio a imp6r a media.
A Escola Normal de Fortaleza e mais dois colle-
gios equiparados, tambem nesta capital, sendo os uni-
cos estabelecimentos aptos a fornecer professors para
preencher as vagas do magisterio primario e as novas
cadeiras que se vio creando, nao tem a capacidade exi-
gida para prover a essas necessidades. ]d hoje.a Dire-
ctoria da Instruccio Publica lucta cor series difficul-
dades nas nomeaq6es de professors para as povoac6es
e villas do interior.
Pertencentes, na sua grande maioria, a families do
municipio, as diplomadas por esses collegios, por mo-
tivo de ordem familiar e razoes de natureza economi-
ca, nao se atrevem a exercer as funccqes do magisterio
long dos seus.
Por isso, o numero de interinas ja e bastante
grande, corn grave prejuizo para o ensino, pois, em re.
gra, essa classes de professors nad tern a compelen-
cia exigida para o cargo. Ensinando pelos processes
mais retrogrados, a sua efficiencia e insignificant.
Corn a evolukgo do Estado, e sobretudo attended.
do-se As necessidades creadas pela nova reform do
ensino, em elaboraquo na Assemblea, segundo a qual
serio augmentados sensivelmente os quadros do ma-
gisterio, e evidente que o Governo precisa tomar provi-
dencias para solucionar as difficuldades ji existentes
e que tendem a aggravar-se cada vez mais.


ANNO


DIRECTOR:--J DE MATOS IBIAPINA GERENTE:-L.

1 NNUM 84 i FORTALEZA-Dsnungo, 20 de Setembro de 1825
i_ ______ _-----------_


A. BARBOSA CORDEIRO

S digao do hoj,, 12 paginas
MIM T9


- -.. .. .. ..... ..L. '-. ..-- -- ... .. .

0 PADRE CICERO





concede unma entrevista ao "0 CearA




A attitude do Padre Macedo no Joazeiro


Duratie sua stadia em Joazeiro, pot occasido da
excursdo presidential ao' Cariry, o nosso director conse-
nuiu do padte Cicewo mja entrevista em que esse ve-
nerando sacerdote explict os motivos do rompimento do
padre ,acedo corn a situarCo political de joazeiro e com-
menta a attitude do cle-o de' Fortaleza, cm contradiccdo
cor o do bispado do Cato.
Eis o que nos dissi o padre Cicero:

Antes de entrar no objective da sua pergunta
permitla-me que Ihe dig,, meu caro Sr. Ibiapina, que
sinto grande constran imento em falar sobre este
assumpto.
0 Padre Macedo d o filho mais velho de um ca-
sal das minhas relates de amizade, velha amizade
transmittida por heran dos -sus maiores e que sem-
pre cultivei corn dedi e carinho.
Assim sendo,
meadoelle vigario d
Parochia, ap6s ter
segundo me i
No Collegio Pio
cano e um n T
brilhante professor
no Serninario de
Paulo, era natural q
muito esperasse eu da
suas luzes, do seu sa-
ber, da sua amizade e,
sobrerudo, da sua apre-
goada piedade, em fa-
vor do meu querido
Joazeiro, do seu povo
e, para que n~o dizel-o,
da minha pessoa tam-.


que muito realce deram ao culto religioso na Fregl-
zia, crescia a eslima do povo A sua pessoa.

Os primeiros motivos de desgostos

A minha satisfacao era immensa. Comecei, entre-
tretanto, a notar que o Padre Macedo ia tornando de
eleicio A sua amizade uma certa rodinha de pess6as
que ja f6ram causa de intrigas pequeninas e grandes
desgostos de outros vigarios, cujo afastamento do Joa-
zeiro tanta celeuma produzira, attribuindo-se, cor re-
voltanie injustiqa a minha pess6a, os motives desses
afastamentos. Notei tambem que, quanto mais se amiu-
davam as suas palestras nessa rodinha. que se tornou,
accentuadamente, das suas predilecq6es, mais elle se
distanciava de mim e, principalmente, do Dr. Floro.
Comprehendi que a campanha de insidias se de-
senvolvia e live conhecimento de que, nas suas prati-
cas, ja comegava a dirigir-me indirectas.
Mas, nem por. isto, me amofinei nem deixei de
Sprocural-o como se-naada houvera.

I questdo dos jogos

Deste modo continuaram as cousas atd que che-
garam as festas de Dezembro ultimo. Por occasiao
dessas festas, 6 usual, aqui pelo sertao, venderem as
Prefeituras o que se chama privilegio dos jogos licitos.
Como as outras, a de Joazeiro vendeu este privilegio,
cuja importancia foi, immediatamente, applicada no pa-
gamento de material e operarios das obras de melho-
ramento da Praqa Alexandrino de Alencar.

Os processes violentos do padre Macldo


*1


bemr. ..asto o dinheiro e quando vio que o cofre mu-
9nicipal se achava inteiramente vazio e sem possibili-
Un prcsentc do eo dades para indemnizar os compradores dos ditos jogos,
abrio o Padre Macedo uma tremenda campanha contra
Neste presupposto, apresenei-o ao po oazei- os mesmos e, sem nenhum previo entendimento cor
rense como um present do ceo por Deus parade os oderes locals, concitou o povo para acabar corn
auxiliar na minha velhice, na ardua e important tarefa estes Jogos, violentamente.
da salvacao das almas. ,' iA interrencdo amistosa do padre Cicero
Pedia, insistia, exigia que todos o estimassern
mais do que a mim mesmo, tributando-lhe o respeito, i Temendo que se desse urma lucta, procurei enten-
'acatamento e considerac.o de que o julguei merecedor. I der-me corn elle, que me tratou grosseiramente, apezar
Depressa, estas minhas recommendacoes se espa- de Ihe ter promettido esforcar-me para que fosse satis-,.
lharam por entire esta grande populaaTo e a actividade feita sua vontade. '
do Padre Macedo encontrava franco apoio a rodas as Dias depois, quando jA constava estar resolvidc
realizacqes imaginada, pelo seu espirito desordenado e a retirar-se do Joazeiro, nao obstante terem os cori-
irrequieto. pradores dos jogos, para attenderem ao meu deso,
E, nas proporqces de suas iniciativas e esforCos, deliberado renunciar ao direito que Ihes assistia, ftr
.- er- -- -- ---- em companhia do Dr. Juvencio Santanna, Juiz de D
A equiparaqio -do Cqlegio Santa Thereza vem fa-
A equiparaao- Qego Santa Thereza veto fa- reito, procurar demovel-o daquella resolufAo, no q
cilitar a acqCo da Directoria.da Instrucqao Publica. 'alis adaconseguimos.
As ovens pobres do Cariry conseguiro, por esse Pe contrario, noticiando-lhe que no se og
meio, mais uma profissio digna e, por nao se desloca- as, te o desprazer de eceber esta resposta-
rem de entire os seus Iparentes, acceitarAo as posiqbes fico satisfeito de se acabarem os jogos por in-.s co
do magisterio regional, mesmo corn os miseraveis yen- ciliatorios; s6 me contentaria se fos.sem acabados pela
cimentos de hoje. policia
Por outro lado ee esse ponto que o Governo Quanto A sahida, disse que ninguem o demove-
deve examiner attentamente-existe no Crato uma elite ria desse proposito; que estava muito magoado com-
intellectual em condiq6es de manter am estabelecimen- migo, pois eu o teria offendido profundamente.
to, mais ou menos-iiamoldes da Escola Normal de
Fortaleza. A nomeaqao de um professor de Pedagogia, A quesd7o da political local
tlue esteja ao par dos methoaos modernos; a applica-
q~o dos mesmos prc.grammas do estabelecimento mo- Affirmei-lhe que nme no accusa a consciencia de lel-o
delo da capital e umi criteriosa fiscalizaqao, eis tudo offendido, nunca: se, porim, involunlarimente, o offendera,
que se laz mister da part do Governo. Ihe pedia perdao. Respondeu-me que, como padre, Ihe
0 collegio exTsTente, no seu genero, 6 um dos cumpria perdoar-me, a magoa, entrelanto, Ihe ficaria no
melhores do Ceara. coraqo. Disse mais se achar informado de que se Ihe
Equiparando-o, corn as precauq6es devidas, o sr. attribuiam pensamenlos de immiscuir-se na political lo-
Presiclenie do Esi.uio restarta pm grande servigo ao cal (cousa em que ate entAo ninguern falara) e pensa-
Caiiry c um maior aind: ao sel proprio governor. va que, em qualquer difficuldade emr que se achassa,









0 CEARA'-Domiugo, 20 de Selembro de1925


e'u tives's ao :seu laide, onrtra "quem quer que fosse;
que,porem, deste modo de pensar se desvanecera, ul-
timnnente,.porque, no.caso dos j6gos, em vez de
collcar-me ao seo ladop, como esperava, me collocara
aq ado do Dr. Floro. Deveria, portarto, retirar-se da-
qui'porque, em outra difficuldade maior, estaria sosinho.
E' convenient dizer-se que no caso dos logos o
Dr. Floro e que havia negociado o imposto, como
mandatario men, esti claro, porque sou o Prefeito.
Dahi allegar o Padre Macedo que me colloquei ao lado
deste meu amigo, contra elle, quando apenas me recu-
sei, de agir como me exigira, contra um acto praticado
poe, delegaqAo minha. Mas o seu pensamento era o de
desmoralisar o Dr. Floro, por meu intermedio, para
baler a amisade que nos prende. Por isto nao s.e con-
ou cor a minha promessa de resolver o caso
cnciliatoriamente.
E qual' seria a outra, difficuldade maior em que
po tria se encontrar, se ine julgasse ao seu lado?
Achi de bern, meu amigo, dar-lhe' estas explicacoes,
com'r.esposta i sua pergunta, porq e sciente de tudo
qiqa.r occorreu, prefiro cque o public ajuize, por si
mrs-,o, dos verdaleiros motives que determinaram o
roimipimento do Padre Mac&do commigo.
. preoeupa.cio de derribar situtarionisnm,>
0 que nao ha duvida, portm, t que elle deivou
tignsparecer, de modo evidrnte, no correr dessa ce-'
lebre campanha que se chamou -Joazeiro em F6co*,
a telencao descabida de derribar o situacionismo des-
te municipio. Dahi se conclue que, desde os primeirosi
incidents, alimentavam-lhe as attitudes, sempre irritan-
les e hostis, um pensamento occulto que bemr poderia
ser o de chefiar tambem politicamente esta localidade.
Isto 'ee explica, ainda mais, torque todos os seus
odios se \oltaram contra o Dr. Floro, a quem, ha mui-
tos annos, entreguei a direccqo political do Joazeiro e
que ter sido inegavelmente, a muralha de resistencia
a todas as avancadas contra nos dirigidas.
0 padre Mac 'do pensou aporlera/r-s'e de<
Joa ei'fo


crimes e as. deshonestidades adminisstiactivas que tanto
inflammarar, agora, a sua sensibilidadie de apo'stolo e
de patriota. Sobre este ponto basa;creio que ate ja me
excedi das normas que sempre orientaranm.--4 minha
conduct para cor os que me lfendem.
E' costume mou nunca malmizel-os porque sem-
pre os perd6o, sem ,ne ficar magoa no coracao.
0 clero da regido tinha conhecitento da
?injtutiea la ctmpainha
Relativamente i outra pergunta, isto e, qual a
attitude do clero desta regiio, sabe-se geralmente que
esta attitude foi da mais ab;oluta reserve.
Ne.-. o Exmo Sr. Bispo D. Quintino, nem um so
dos padres da nossa Diocese deu pala/ra sobre o as-
sumpto. Attribio que assim proc deram porque, tra-
tando-se de umr caso is portas--da sde do Bispado, ti-
nhii inteiro.conhecimento de tueb quanto aqui occor-
reu e, consequentemente, da. intltslica da campanha.
Infelizmente, esta important circuustancia nao servio
de aviso ao clero deFortalezaedeoutras Dioceses que
tomaram attitude inteiramente conlraria, accendendo os
odios pessoaes do Padre Ma:-do, estimulando-o para
urma campanha de iiijuiias e calumnias, de improbida-
des e mentiras. Esta caminpalia .ruio por terra justa-;
niente como eu o previra, de comego, quando affirmei
ao dr. Gomes dr Mattos, em long telegramma clue
Ihe dirigi, que a ,obra do odio .se desiaz, por si mes-
ma, pelo natural descredito erm que sempre cahe".

A Faculdade de Bireito resolve

nao mais mandarja Embaixada ao

Congress de Bello lHorizonte


A SESSAO APITADA DE
HON M


Pensou elle, talvez, que i;i:ilisando o Dr. Floro.
facilmente se apoderaria desta grande terra. Realizou-se, h
0 pretexto procurado para o rompimento, ou seja t lldie dle o)ireUit
a attitude assumida-contra os jogos, foi de sorte pue-
Jiiiue-1nm ao meios occultou. os verdadeiios, intui- plo "Ce ntl ro A
ts que o animavdm. Basta dizer-s que-.-o seu out aCi -c-e .etsu .
e zelo rdligiosos s5*descobriram este vicio aqui, e ainda belo Hji rfnt el
assim, depois que resolvera se incompatibilizar com- rente.
nosco, porque, no anno anterior, andara, de banca em "i ,loro"
banca de jogo, pedinoo esmolas para a Igreja. Igual- t t
mente, emquanto lie nao chegou a ambigao do man- 'ani pal'te Val'lOS
do, elle nunca enxergou a tyrannia, o despotismo, os i oCCOl'CldeS que a FI


14 hotias, na Fa-
sfio proiovaida
_ira tratar da
.on't'e.-so de

n), en quie t.oa-
iS, .ltuasi todos
nmi se devia re-


U


presentiar no grande certame juridico, foi
apresentada, corn grande numero de assi-
gnaturas, umna p.roposta, corn onze 'conside-
randa, que, sullnettida a votaqao, gaitt vi-
ctoriosa.
Em virtue esseses -consideranda fi-
cam cassados poderes a quiaesquer mem-
bros da Embaixada para representaqao da
Faculdade de Direito naquelle Congresso


,- '-, ~~` ----- -- -
Cafe de Baturite Vende-se
ESPECIAL E MOKA, Laise L -[ a-ii--
em -.4aquinhlias de 5 c-hapenii, eaors sorti-
kilos, v-ende-se a Ru. das e l.pre,:( mdic's.
Sentrra MadtluiiraW331.I RHua Barako do Rio
195 30--1 7 "I Branco n. 118.


jModerno HOJE- Majestic -o MoENO
.. --- -----.--.-- QUARTA-FEIRA

Domingo, 20 de Setembro de 1925 Coutinuma do granriioso roman- i
S. ce da..
Umr assombroso film sacro "Pah consortiu m

20.000 personagens em scena de grandiosidade e beileza. ;.i: a iiterpretacao niagiiral
A bella super-producqco da FOX de maior luxo,aparatoe vas- que o piiip p
ta comparsaria--Uma linda pagina da Historia Sagrada, re- a
: produzida ao authentic Egypto LEON MATH.OT *




0 R I P A STR U do
0* pRiquissima montage -deslumbramento. 0 a

|| Urn espectaculo soberbo em 9 grandiosas parties da A
"Fo x-Fil dob+res
"Fox-Film Corporation"



IREVEMENTE

SFOX0 O Ultimo Varao Sobre a Terra --
VSuper-producao. cor EARLE FOXE
.... .. + ... -.-- +-- :-". .. .._ -.,,._. ,,+ <, + .


L -, I ,.- .0


i
a. -